Prevenção ao uso de drogas

868 visualizações

Publicada em

rasc

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Prevenção ao uso de drogas

  1. 1. “"A saúde é o resultado não só de nossos atos mas também de nossos pensamentos”. Mahatma Gandhi (político indiano - 1869-1948
  2. 2. Os objetivos dessa aula são:
  3. 3. Apresentar os diversos tipos de drogas, seu uso indiscriminado, causas e consequencias do uso abusivo!
  4. 4. Evitar o estabelecimento de uma relação destrutiva do individuo com as drogas.
  5. 5. Apresentar em que circunstâncias e ambiente isso ocorre.
  6. 6. Com que finalidade e qual o tipo de relação que o sujeito mantém com a substância, seja ela lícita ou ilícita.
  7. 7. Categorias de Drogas – Depressoras (Sedativas)
  8. 8. B-25: Droga inalada, mesmo efeito do lança perfume, vendida livremente.(cola) GHB: (Solvente) Ecstasy líquido, usado via oral ou injetado, líquido incolor. PCP: Fenciclidina (Sintética) pode ser cheirada, fumada, inalada, ingerida. Ketamina (Special K): Anestésico de Cavalo, inalada, injetada, ingerida (pó, líquido, tablete). Mefedrona (miau-miau): Defensivos Agrícolas ou Repelente de insetos.
  9. 9. Merla: Querosene, ácido sulfúrico, cimento, soda caustica, amônia, cal virgem, solução de bateria de carro, borra da cocaína e gasolina. Açúcar: Aumenta os níveis de dopamina e a serotonina, (bem estar). Cafeína: Café, coca-cola, mate, chocolate, guaraná, energéticos. Tabaco/Nicotina: Elevação leve no humor e diminuição do apetite. Capsula do Medo: Fabricada com anfetaminas e LSD (veneno rato) 80 horas de duração, seus efeitos podem aparecer após um ano do uso.
  10. 10. Ayahuasca (Chá do Santo Daime): Efeitos semelhantes ao LSD (psicose). Cogumelo (chá): Cogumelo que cresce no esterco da vaca. Lírio (chá): Feito com as folhas do Lírio, alucinação nos sonhos e com olhos fechados. Trombeteiras (chá): Cactos Peyote (mexicano). Obs.: O poliuso ou uso cruzado hoje é o grande perigo. Dependência Química
  11. 11. Dependência Química Dependência química é o termo genérico para o uso patológico de álcool e outras drogas, constitui hoje, um dos mais sérios problemas de ordem BIOPSICOSSOCIAL da humanidade
  12. 12. Dependência Física Estado no qual o organismo se ajusta à presença de uma droga. A retirada da droga gera Síndrome de abstinência.
  13. 13. Dependência Psicológica A dependência psicológica se relaciona com a necessidade de usar determinado comportamento, “frequentemente uma droga”, para superar uma sensação de mal estar e diminuir a ansiedade.
  14. 14. Aspectos Profissionais Devido ao uso se alimenta mal, dorme mal e fica indisposto ao trabalho; Perde a qualidade de trabalho e passa a ter queda de produtividade; Começa a ter problemas de relacionamento com colegas, chefias, fornecedores e clientes; Sente falta de motivação; Cria riscos de provocar acidentes no trabalho; Passa a ter insatisfação pessoal e profissional; Com a abstinência da droga prova atrasos, faltas e saídas durante o expediente; Se não cuidar da dependência – PERDE O EMPREGO.
  15. 15. Aspectos Sociais É discriminado socialmente; Só é aceito por pessoas na mesma condição; Não se preocupa mais com o que os outros pensam e falam de si; Passa a se envolver com pessoas erradas; Para arrumar dinheiro para sustentar o vício faz qualquer coisa; Comete delitos sociais – principalmente roubo e furtos; Pode ser preso e até morrer.
  16. 16. Por que as drogas viciam? As drogas basicamente por três motivos: Provocam sensações diferentes (prazer); Apresentam tolerância; Existem no mercado. Cada droga apresenta um índice conhecido como: Poder viciante: poder que a droga tem de tornar uma pessoa viciada. Álcool – 10 a 15%, Maconha – 30%, Tabaco – 40%; Cocaína, Anfetaminas – 80%; Crack, Heroína + de 90%. Fator viciável: a pessoa é suscetível ao vício. As drogas que apresentam tolerância são viciantes, ex.: Crack, Cocaína, Maconha, Anfetaminas, Heroína, Tabaco, Álcool, etc... PODER VICIANTE + FATOR VICIÁVEL = DEPENDÊNCIA QUÍMICA
  17. 17. Muitas pessoas fazem uso de álcool e drogas devido aos problemas e dificuldade da vida Mas esquecem-se que drogas não resolve os problemas de ninguém...Pelo contrário, só pioram!
  18. 18. Bebida Alcoólica Droga Psicotrópica – depressora do S.N.C. Causa: Dependência química, síndrome de abstinência e tolerância. Atua em todos os sistemas corporais; É um veneno protoplasmático; -Tipo: Fermentadas – Cerveja, Vinho, Coolers; Destiladas – Pinga, Whisky, Vodka, Rum; Padrão de Uso na população; - De 10 a 15% são abstêmios; - 60% bebem socialmente; - De 10 a 15% são dependentes químicos. “Bebo com meu dinheiro, paro quando quiser.”
  19. 19. Alcoolismo Razões: - Curiosidade, pressão social, relaxamento, etc. Problemas: - Saúde pública, sociais, psicológicos, familiares, profissionais, criminais. Efeitos 1ª Fase – Estimulação, desinibição, euforia e loquacidade; 2ª Fase – Falta de coordenação motora e reflexos diminuídos; 3ª Fase – Depressão, problemas digestivos, vômitos, diarreias, dor de cabeça, mal estar geral, coma alcoólico.
  20. 20. Doenças Relacionadas ao Alcoolismo O abuso do álcool causa 350 doenças físicas e psíquicas. -Alcoolismo é a 3ª doença que mais mata no mundo. -No Brasil, 90% das internações em hospitais psiquiátricos por dependência de drogas acontecem devido ao álcool. -O álcool é a droga que mais detona o corpo (tanto como cocaína e crak), é a que mais faz vítimas e é a mais consumida entre os jovens no Brasil. -O álcool pode afetar o desejo sexual e levar a impotência por danos causados nos nervos ligados a ereção.
  21. 21. Doenças Relacionadas ao Alcoolismo -Esteatose Hepática: (acúmulo de gordura no fígado); pode acontecer um pessoas que fazem uso constante de bebidas alcoólicas; -- Hepatite Alcoólica: esta é uma doença grave, que se caracteriza por fraqueza, febre, perda de peso, náusea, vômitos e dor sobre a área do fígado. A doença pode oferecer risco de vida e requer hospitalização. Com tratamento adequado a doença melhora, porém as cicatrizes permanecem para sempre no fígado.
  22. 22. Cirrose Hepática: este é o estágio final da doença pelo álcool ao fígado. Esta fibrose leva a uma destruição da passagem do sangue pelo- fígado, impedindo-o de realizar funções vitais como purificação do sangue e depuração dos nutrientes absorvidos pelo intestino. O resultado final é uma falência hepática. Aproximadamente um terço dos pacientes com cirrose hepática tem historia de infecção pelo vírus da hepatite C, e cerca de 50% terão pedras na vesícula. Pacientes com cirrose tem maior chance de desenvolver diabetes, problemas nos rins, úlceras no estômago e duodeno e infecções bacterianas severas.
  23. 23. Tratamento das doenças hepáticas De todos os tratamentos para a doença hepática, o mais importante é parar de beber. Algumas vezes o fígado apresenta uma pequena recuperação, suficiente para manter as funções vitais permitindo ter uma vida normal. Quando a cirrose evolui para seu estágio final, a única solução é o transplante hepático.
  24. 24. Falando de Tabagismo
  25. 25. Doenças relacionadas ao tabagismo -200 mil mortes por ano no Brasil -25% das mortes causadas por doenças coronarianas; -45% das mortes por infarto agudo do miocárdio na faixa de 65 anos; -85% das mortes caudas por bronquite e enfisema; -95% dos casos de câncer no pulmão (entre os 10% restantes, 1/3 é de fumantes passivos); -30% das mortes decorrentes de outros tipos de cânceres tabaco-relacionado (boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rins, bexiga e colo de útero); -25% das doenças vasculares (derrame cerebral, trombose).
  26. 26. O tabagismo ainda pode causar: -Impotência Sexual no homem; -Complicações na gravidez; -Aneurismas arteriais; -Úlceras do aparelho digestivo; -Infecções respiratórias. Porém, ao parar de fumar o risco de ter doenças vai diminuindo gradativamente e o organismo do ex- fumante vai se restabelecendo.
  27. 27. NARGUILE: VERDADES E MENTIRAS Cachimbo de origem Asiática de uso grupal ou individual. Sua utilização grupal pode ser considerada perigosa, pois inúmeras Doenças são transmitidas pela saliva; (herpes, hepatite, etc.) No Brasil utilizado para consumir tabaco aromatizado; (4700 substancias químicas: NICOTINA, ALCATRÃO, ARSÊNICO, CO2...) (Tabaco que ao ser queimado exala “cheiro” de essências diversas, contendo todas as substâncias nocivas a saúde e mais alguns produtos químicos nele colocados.
  28. 28. A água colocada no seu interior tem como finalidade esfriar e umidificar a fumaça, diminuindo sua temperatura e evitando a queima dos pulmões. ( Não é Filtro); Obs: Ao trocar – se a água por álcool destilado a substância inalada, além de nociva pode deixar sequelas irreversíveis. ESTATÍSTICA: Cada meia hora fumando narguile, corresponde a inalação ou consumo de 100 cigarros de tabaco. Causa dependência Física e Psicológica rapidamente.
  29. 29. NARGUILE: Verdades e Mentiras O que muitos pensam erroneamente é que esse tipo de fumo não é tão prejudicial a saúde. Longe disso: por conter diversas toxinas, pode causar Câncer de pulmão, além de doenças cardíacas, tuberculose, herpes, hepatite e outras. “A única forma de minimizar os males causados pelo narguile É evitar o uso e não aspirar a fumaça”
  30. 30. Solventes e ou Inalantes Substâncias químicas, com cheiro forte, que podem ser consumidas através da inalação pelas vias respiratórias.(nariz e boca) Tipo: Colas, tintas, benzina, esmaltes, gasolina, removedores, amoníaco, éter, acetona, cloreto de etila (Lança Perfume), cloreto de metileno (B 25) Gás propanobutano (buzinas ou isqueiro), loló (mistura caseira de vários produtos químicos), etc.
  31. 31. Manifestações Clinicas: 1ª Fase: Excitação – Euforia, tonturas, perturbações auditivas e visuais, espirros, tosse, salivação e faces avermelhadas; 2ª Fase: Depressão – Confusão, desorientação, voz pastosa, visão embaçada, perda do autocontrole, dor de cabeça, palidez e alucinações;
  32. 32. 3ª Fase: Depressão Acentuada – Redução do alerta, falta de coordenação ocular e motora, marcha vacilante, fala dificultada e reflexos deprimidos. 4ª Fase: Depressão Tardia – Inconsciência, convulsões, parada respiratória e cardíaca, coma e morte. Pode ainda causar – Lesões irreversíveis no cérebro, na medula óssea, nos rins, no fígado, problemas grastrointestinais e lesão nos pulmões.
  33. 33. Maconha – Cannabis Sativa Nome: Canabis Sativa Liné Princípio Ativo: ∆ - 9 = Tetrahidrocanabinol Categoria: perturbadora do S.N.C COMUM: = 3% T.H.C, SINSEMILA = 7,5% HAXIXE = de 3,6 -28%, SKANK = até 35%. Fumada na forma de Cigarro Artesanais. Efeitos Clínicos: iniciam em 5 minutos e podem chegar a 2 horas. (Dependem do tipo, quantidade, qualidade da droga e da sensibilidade do usuário). Causa dependência Física e Psicológica.
  34. 34. Efeitos Físicos: -Aumento dos batimentos cardíacos (120/ 140 p/min.); - sudorese, tremores hipertensão arterial, bronquites; -Olhos avermelhados, boca e gargantas secas, sede; -Náuseas, aumento do apetite, principalmente doces; -Distúrbios hormonal ( diminuição da testosterona em até 60%). Diminui a produção de espermatozóides; -Altera o ciclo menstrual e ovulação na mulher; -Causa Vários tipos de câncer e enfisema pulmonar; -Diminui a capacidade do sistema imunológico, favorecendo o aparecimento de inúmeras doenças. -Sonolência e falta de coordernação motora.
  35. 35. Manifestações Psicológicas: -Sensação de bem estar e relaxamento; -Vontade de rir, tagarelice ou angústia, pânico e depressão; -Perda da noção de tempo e espaço; -Redução da atenção, memória recente e da concentração, coordenação de idéias e aprendizado; -Alteração de humor, alucinações e delírios; -Dificuldades afetivas e ansiedade; Síndrome amotivacional- perda do interesse por atividades sociais e recreativas, indolência total; -Despersonalização de psicoses. Obs.: E dizem que é uma droga leve e inofensiva
  36. 36. Cocaína (ERYTHROXLYLON COCA) -Categoria : Estimulante do S.N.C -Origem: Cordilheiras dos Andes ( Peru, Bolívia, Colômbia). -Cloridato de Cocaína: Pó Branco, Cristalino, Precipitado da Pasta. -Base: Solução de Éter + Acetona + Ácido Clorídico.
  37. 37. Manifestações psicológicas: -Euforia, excitação, desinibição, -agressividade, paranóia, insônia, Sensação de poder e ansiedade. Efeitos físicos: Perda do apetite e peso, dilatação da Pupila, tremores,taquicardia, dores de Cabeça, náuseas, corrimento nasal.
  38. 38. CRACK To Crack= estourar, estalar. SEG > S.N.C. Ao usuário: Primeiro confiança poder e excitação. Depois depressão, extrema irritabilidade. Físicos:Taquicardia, náuseas, ataques cardíacos, derrame cerebral, problemas respiratórios, convulsões, morte. Psicológicos: Comportamento paranóico, irritabilidade, surtos de violência, ansiedade, agressividade, suicida potencial. Quadro: Dep. Psic. Compulsiva (fissura) caquexia e forte tolerância, lesões cerebrais irreversíveis.
  39. 39. Esctasy- “Droga do Amor” MDMA – 1914 moderador do apetite. Estimularia relações interpessoais, facilitaria comunicação e a intimidade, melhoraria o humor, auto estima e euforia. SINTOMAS: Físico: Taquicardia, hipertensão, boca-seca, náuseas, diminuição do apetite, hipertermia, hepatotoxidade, insuficiência renal, hemorragia cerebral, trombose e morte.
  40. 40. ECSTASY Psicoativos: Atenção dispersa, trisma, dificuldade de julgamento e cálculos, marcha instável, ataque de pânico, bruxismo, depressão delírios, alucinações visuais e irritabilidade. Quadro: Baixa síndrome de abstinência; paranóia aguda, mudança de personalidade e psicoses.
  41. 41. ANFETAMINAS Psicoestimulante sintético Categoria: estimulante do S.N.C. Nomes: Hipersinesia infantil, narcolepsia, Anoréxico. Usuários: obesos, estudantes, atletas e Motoristas. Motivos:Emagrecimento, espantar o sono e a fadiga, melhorar o desempenho físico e a disposição.
  42. 42. Efeitos físicos: -Insônia, midríase, hiperglicemia, anorexia, taquicardia convulsões derrames cerebrais e ataques cardíacos. Manifestações Psicológicas: - Inquietação, agressividade , delírios persecutórios, ansiedade loquacidade, alucinações auditivas e visuais. -Causa dependência física e psicológica forte.
  43. 43. PREVENIR... O QUE???? O USO NOCIVO e, não as drogas. Prevenção ao uso perigoso das drogas é uma intervenção cujo objetivo é evitar o estabelecimento de uma relação destrutiva de um indivíduo com a droga, levando-se em consideração as circunstancias em que ocorre o uso, com que finalidade q qual tipo de relação que o sujeito mantém com a substância, seja ela lícita ou ilícita.
  44. 44. PREVENIR ... COMO???? Para uma proposta de prevenção ser bem sucedida é fundamental que as ações sejam orientadas por IDÉIAS CONSTRUTIVAS. DEVEMOS FOCAR: - A EDUCAÇÃO; A QUALIDADE DE VIDA E A VALORIZAÇÃO DA VIDA.
  45. 45. INFORMAR É SUFICIENTE PARA PREVENIR???? Segundo o Organização Mundial de Saúde uma pessoa BEM INFORMADA tem menor possibilidade de usar drogas. A INFORMAÇÃO SEGURA desde que não seja baseada no medo e nem seja repassada de forma alarmista é um dos melhores instrumentos que contribui para a formação de uma mentalidade preventiva contra o uso nocivo de drogas.
  46. 46. Silvia Cássia Siqueira RASC – Rede de Assistência Socioeducacional Cristã

×