Successfully reported this slideshow.

Drogas

2.898 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Drogas

  1. 1. DROGAS Droga é qualquer substância que provoca alteração no funcionamento do corpo. Profª Shirley Correia Pajé prepara ervas para a cura e proteção dos indígenas Kamayurá da aldeia Mavutsin, em Querência, MT, 2011.
  2. 2. SUBSTÂNCIAS PSICOTRÓPICAS  São substâncias que atuam no sistema nervoso, provocando alterações físicas e psicológicas, podendo ser ingeridas, inaladas, injetadas ou absorvidas pele.  As alterações podem ser desde sensação de euforia ou depressão até mudança de comportamento.  Os efeitos dependem do tipo de droga, da frequência e da quantidade usada.
  3. 3. POR QUE USAR A DROGA?  Necessidade de fugir da realidade.  Encontrar abrigo em um mundo imaginário.  Tentativa de resolver relações conflitantes com o meio onde vivem.
  4. 4. DEPENDÊNCIA DE DROGAS Sintomas:  Compulsão pelo uso.  Redução dos intervalos sem uso.  Necessidade de doses sempre maiores.  Reações físicas e psíquicas cada vez mais acentuadas quando da falta da droga (abstinência).  Desinteresse por aquilo que antes era importante.
  5. 5. NÃO A DROGA
  6. 6. NÃO A DROGA
  7. 7. TIPOS DE DROGAS  Drogas depressoras – Diminuem a atividade do cérebro, deixando a pessoa alheia ou pouco atenta ao que acontece à sua volta. Exemplos: Álcool, solventes ou inalantes, sedadivos ou calmantes, morfina, heroína.  Medicamentos feitos à base de drogas depressoras devem ser receitados por médico e administrado com cuidado.
  8. 8. TIPOS DE DROGAS  Drogas estimuladoras – Estimulam as atividades cerebrais fazendo com que a pessoa que a utiliza fique “ligada”, “elétrica”, sem sono. Exemplos: Cocaína, anfetaminas, nicotina e crack.
  9. 9. TIPOS DE DROGAS  Drogas perturbadoras – Altera a atividade do cérebro produzindo alucinações e distorções da realidade. Exemplo: Maconha, LSD, plantas alucinógenas, ecstasy.
  10. 10. DROGAS LÍCITAS Drogas lícitas são aquelas que, mesmo provocando danos ao organismo humano, são comercializadas com autorização da lei e aceitação da sociedade. Exemplos: Bebidas alcoólicas, do tabaco na forma de cigarros e charutos, e de medicamentos.
  11. 11. DROGAS LÍCITAS ÁLCOOL ETÍLICO  É um dos principais responsáveis pelas mortes ocorridas em todo o mundo.  No Brasil – mais de 15% da população é dependente do álcool.  Obtido a partir da fermentação e/ou destilação da cana-de-açúcar, cevada, malte, uva, arroz, milho.  Causa sérios problemas gástricos, hepáticos, cardíacos e neurológicos e, dependência (alcoolismo).
  12. 12. ÁLCOOL ETÍLICO Efeitos - A primeira sensação que o álcool provoca é de segurança. O usuário se sente desinibido e solta suas emoções. Depois vêem os efeitos depressores como falta de coordenação motora e sonolência. Uso contínuo - Nos jovens, o comportamento é psicológico, ou seja, eles passam a depender do álcool para criar coragem e vencer inibições. Na idade adulta, o dependente pode desenvolver cirrose hepática, problemas cardíacos e hipertensão. Quanto mais cedo uma pessoa começa a beber, maior é a possibilidade de se tornar dependente. Estatísticas - Os índices são assustadores. Cerca de 51% das crianças entre 10 e 12 anos já experimentaram bebida alcoólica e 15% dos jovens entre 10 e 18 anos consomem álcool frequentemente (até cinco dias na semana).
  13. 13. DROGAS LÍCITAS NICOTINA  Presente nas folhas da planta do tabaco.  Eleva a pressão arterial e a atividade motora, apesar de o cigarro ser considerado “relaxante” pelos usuários.  Causa problemas como úlceras, doenças respiratórias e cardiovasculares, além dos diferentes tipos de câncer.
  14. 14. TABAGISMO
  15. 15. TABAGISMO
  16. 16. TABAGISMO Só os fumantes não acreditam que são: · Nove mortes por hora. · 80 mil por ano. · 90% dos casos de câncer de pulmão. · 80% dos enfisemas pulmonares. · 25% dos infartos de miocárdio. · 40% dos derrames cerebrais. · 10 milhões de pessoas vão morrer nos próximos 30 anos, nas Américas. · Quatro milhões morrem por ano.
  17. 17. TABAGISMO
  18. 18. DROGAS LÍCITAS Moderadores de Apetite Efeitos - Dá sensação de euforia e provoca perda do apetite, sendo muito usado em dietas. Os efeitos colaterais mais comuns provocados pela droga são depressão, ansiedade, irritação, tonturas e tremores. Uso contínuo - O uso contínuo desta droga desenvolve doenças como anorexia, bulimia e problemas psíquicos. Estatísticas - O uso é maior entre meninas em busca de emagrecimento em um índice de 4%.
  19. 19. DROGAS LÍCITAS Ansiolíticos ( Calmante ) Efeitos - O uso de medicamentos ansiolíticos pode ser desde ao combate a insônia até tratamento de patologias graves. Seu efeito principal é tranquilizante, porém se misturado com álcool, pode levar ao coma. Uso contínuo - Seu uso contínuo leva à dependência. Estatísticas - Cerca de 5,8% dos jovens já experimentaram, sendo as meninas a maioria.
  20. 20. DROGAS ILÍCITAS As drogas ilícitas têm sua comercialização e consumo proibidos por lei. São exemplos: maconha, cocaína, crack, ecstasy, LSD, inalantes, heroína, morfina, ópio.
  21. 21. DROGAS ILÍCITAS Maconha (Cânhamo-indiano)  Obtida da planta Cannabis sativa.  Utilizada na forma de cigarros, feitos de caule, folhas e flores.  O tetraidrocanabinol (THC), produzido pela planta, pode provocar vermelhidão dos olhos, secura da boca, taquicardia, bronquite, delírios, alucinações e redução do número de espermatozoides.  Nos Estados Unidos, seu uso é autorizado mediante prescrição médica, principalmente durante a quimioterapia de tratamento do câncer e da distrofia muscular.  O haxixe, também fumado, é obtido das flores do cânhamo.
  22. 22. Maconha
  23. 23. DROGAS ILÍCITAS Cocaína  Em pó inalada ou injetada é obtida das folhas da planta arbustiva, a coca, encontrada no Peru e na Bolívia.  O crack e o oxi, derivados químicos da pasta-base da cocaína, são fumados na forma de pedras em cachimbos.  Provoca efeitos imediatos no organismo como euforia agitação e perda de apetite.  Dependendo da quantidade consumida, o efeito é mais violento: hipertensão, taquicardia, parada cardíaca, lesão da cartilagem do septo nasal, destruição da musculatura, alucinações, delírios, perda da libido e até a morte.
  24. 24. Cocaína
  25. 25. Efeito da cocaína
  26. 26. Efeito da cocaína
  27. 27. DROGAS ILÍCITAS Inalantes (solvente)  São geralmente inalados e às vezes até ingeridos.  Levam à taquicardia, perda de memória, alucinações, destruição de células nervosas e convulsões.  Exemplos: Cola de sapateiro, removedores, éter, benzina e lança-perfume.
  28. 28. Inalantes (solvente)
  29. 29. DROGAS ILÍCITAS LSD - Alucinógeno  Conhecido por LSD, doce ou apenas ácido, o Ácido Lisérgico Dietilamida é produzido a partir de um fungo do centeio.  São pequenos quadrados de papel, chamados de cartelas, parecidos com tiras de gelatina.  Quando se toma o ácido, há alterações na percepção, principalmente de caráter visual e auditivo, além de aceleração e desorganização das ideias e perda do foco do pensamento.  Podem ocorrer náuseas, sonolência, perda de controle do corpo, aumento da temperatura, dos batimentos cardíacos e convulsões.
  30. 30. LSD - Ácido Lisérgico Dietilamida
  31. 31. LSD - Ácido Lisérgico Dietilamida
  32. 32. DROGAS ILÍCITAS Ecstazy  Também chamado de droga do amor.  É um coquetel químico feito com metileno dioxido metanfetamina ( MDMA), que é um tipo de anfetamina (estimulante), também tem efeitos parecidos com os alucinógenos.  Vendido geralmente em comprimidos, mas também em pó (para ser inalado).  Como a maioria das drogas, os traficantes colocam outras substâncias junto da droga, para render mais e terem mais lucro. Essas substâncias podem ser cafeína, cocaína, ketamina (anéstésico usado em animais), entre outros.
  33. 33. Ecstazy
  34. 34. Ecstazy Efeitos  Sensação de bem-estar, euforia.  Ansiedade.  Paranoias.  Aumento dos batimentos cardíacos.  A pessoa sua muito, podendo levar à desidratação.  Náuseas.  Bruxismo (ranger dos dentes).
  35. 35. Ecstazy Quando o indivíduo ingere grandes quantidades de ecstasy (algo como 3 ou mais comprimidos), pode ocorrer:  Secura na boca.  Alucinações.  Psicose (ouvir vozes, etc).  Fazer coisas que não faria se estivesse em estado normal.  Dores musculares.  Insônia, perda temporária de visão, etc.
  36. 36. Ecstazy O uso constante da droga, pode causar:  Morte de células cerebrais.  Pertubações mentais.  Falta de memória.  Perda de autocontrole.  Síndrome do pânico.  Depressão, etc.
  37. 37. Ecstazy Overdoses É muito fácil ter overdose com o ecstasy: um comprimido pode trazê-la. Ela traz consigo, uma série de efeitos:  Terríveis dores de cabeça.  Dificuldades na fala.  Febre muito alta.  Vômitos.  Perda de controle dos músculos  Morte (em decorrência das altas temperaturas do corpo).
  38. 38. DROGAS ILÍCITAS Ópio  O ópio, obtido do látex da papoula (planta asiática).  Quando inalado pode causar colapso respiratório e parada cardíaca.  Do ópio também pode-se obter opiáceos naturais , como a morfina.  Fornece a heroína, altamente tóxica e de efeitos ainda mais imprevisíveis que os efeitos da cocaína.
  39. 39. Ópio
  40. 40. Referência bibliográfica  GOWDAK, Demétrio; MARTINS, Eduardo. Ciências novo pensar – Edição renovada: corpo humano, 8º Ano. 1. ed – São Paulo: FTD, 2012.  CARNEVALLE, Maria R.- Editora responsável. Jornadas cie – Ciências 8º Ano / organizadora Editora Saraiva. 2 ed. – São Paulo: Saraiva,2012.  BROCKELMANN, Rita Helena. Observatório de Ciências , 8º Ano. 1 ed. São Paulo: Moderna, 2011  GEWANDSZNAJDER, Fernando. Projeto Teláris: Ciências, 8º Ano. 1 ed. São Paulo: Ática, 2012.

×