SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
[object Object]
CONCEITO As drogas são substâncias químicas, naturais ou sintéticas, que provocam alterações psíquicas e físicas a quem as consome e levam à dependência física e psicológica. Seu uso sistemático traz sérias conseqüências físicas, psicológicas e sociais, podendo levar à morte em casos extremos, em geral por problemas circulatórios ou respiratórios. É o que se chama overdose. Além das drogas tradicionais, os especialistas também incluem na lista o cigarro e o álcool.
Segundo a Organização Mundial da Saúde, "droga é toda a substância que, introduzida em um organismo vivo, pode modificar uma ou mais de suas funções". É entendida também como o nome genérico de substâncias químicas, naturais ou sintéticas, que podem causar danos físicos e psicológicos a seu consumidor. Seu uso constante pode levar à mudança de comportamento e à criação de uma dependência, um desejo compulsivo de usar a droga regularmente, ao mesmo tempo que o usuário passa a apresentar problemas orgânicos decorrentes de sua falta .
 
“ Os consumidores de cocaína são os que mais procuram tratamento para se livrar da dependência, que é feito por meio de psicoterapias que promovem a abstinência às drogas e do uso de antidepressivos em 60% dos casos. Atualmente, mais de 5% dos brasileiros são dependentes químicos de alguma droga.” ,[object Object],[object Object]
TIPOS DE DROGAS ,[object Object]
TIPOS DE DROGAS Estimulantes  - Aumentam a atividade cerebral, deixando os estímulos nervosos mais rápidos. Excitam especialmente as áreas sensorial e motora. Nesse grupo estão as anfetaminas, a cocaína (produzida das folhas da planta da coca, Erytroxylum coca) e seus derivados, como o crack.
TIPOS DE DROGAS ,[object Object]
TIPOS DE DROGAS ,[object Object]
TIPOS DE DROGAS
[object Object]
ÁLCOOL
MACONHA  ,[object Object],[object Object]
MACONHA ,[object Object]
 
COCAÍNA  ,[object Object],[object Object]
CRACK  1. O crack é queimado e sua fumaça aspirada passa pelos alvéolos pulmonares. 2. Via alvéolos o crack cai na circulação e atinge o cérebro 3. No sistema nervoso central, a droga age diretamente sobre os neurônios O crack bloqueia a recaptura do neurotransmissor dopamina,mantendo a substância química por mais tempo nos espaços sinápticos. Com isso as atividades motoras e sensoriais são superestimuladas. A droga aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca. Há risco de convulsão, infarto e derrame cerebral 4. O crack é distribuído pelo organismo por meio da circulação sanguínea.
ECSTASY  Os principais efeitos do ecstasy são uma euforia e um bem-estar intensos, que chegam a durar 10 horas. A droga age no cérebro aumentando a concentração de duas substâncias: a dopamina, que alivia as dores, e a serotonina, que está ligada a sensações amorosas. Por isso, a pessoa sob efeito de ecstasy fica muito sociável, com uma vontade incontrolável de conversar e até de ter contato físico com as pessoas. O ecstasy provoca também alucinações.
ECSTASY  Os malefícios causados pela droga ao corpo do usuário são ressecamento da boca, perda de apetite, náuseas, coceiras, reações musculares como cãimbras, contrações oculares, espasmo do maxilar, fadiga, depressão, dor de cabeça, visão turva, manchas roxas na pele, movimentos descontrolados de vários membros do corpo como os braços e as pernas, crises bulímicas e insônia.
TIPOS DE USUÁRIOS ,[object Object],[object Object]
TIPOS DE USUÁRIOS ,[object Object],[object Object]
SINTOMAS DO DEPENDENTE QUÍMICO ,[object Object],[object Object],[object Object]
SINTOMAS DO DEPENDENTE QUÍMICO  ,[object Object],[object Object],[object Object]
SINTOMAS DO DEPENDENTE QUÍMICO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
SINTOMAS DO DEPENDENTE QUÍMICO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ANTES E DEPOIS
PREVENÇÃO E TRATAMENTO Os especialistas afirmam que o melhor modo de combater as drogas é a prevenção. Informação, educação e diálogo são apontados como o melhor caminho para impedir que adolescentes se viciem. Para usuários que ainda não estão viciados, o tratamento recomendado são a psicoterapia e a participação em grupos de apoio. Para combater o vício, além das terapias são usados medicamentos que reduzem os sintomas da abstinência ou que bloqueiam os efeitos das drogas.
VIVA LIVRE DESSA DROGA
FAÇA A DIFERENÇA NA SUA VIDA. AFINAL...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolasEdson Demarch
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointmarretti
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasPaulo Negreiros
 
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPATDrogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPATClaudio Cesar Pontes ن
 
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.Raiane Assunção
 
Drogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitasDrogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitas-
 
DEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln Boldrini
DEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln BoldriniDEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln Boldrini
DEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln BoldriniLincoln Boldrini
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1RASC EAD
 
Palestras sobre drogas
Palestras sobre drogasPalestras sobre drogas
Palestras sobre drogasOtacilio Fraga
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIAFernanda Marinho
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogascederj
 
Slide (drogas no contexto escolar)
Slide (drogas no contexto escolar)Slide (drogas no contexto escolar)
Slide (drogas no contexto escolar)Fernnandaok
 

Mais procurados (20)

Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
 
Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
 
CARTILHA SOBRE DROGAS
CARTILHA SOBRE DROGASCARTILHA SOBRE DROGAS
CARTILHA SOBRE DROGAS
 
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPATDrogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
 
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
 
Drogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitasDrogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitas
 
Palestra drogas setembro 2011
Palestra drogas setembro 2011Palestra drogas setembro 2011
Palestra drogas setembro 2011
 
DEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln Boldrini
DEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln BoldriniDEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln Boldrini
DEPENDENCIA QUIMICA- por: Lincoln Boldrini
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
 
Palestras sobre drogas
Palestras sobre drogasPalestras sobre drogas
Palestras sobre drogas
 
Drogas e alcool
Drogas e alcool Drogas e alcool
Drogas e alcool
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogasAdolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
 
Slide (drogas no contexto escolar)
Slide (drogas no contexto escolar)Slide (drogas no contexto escolar)
Slide (drogas no contexto escolar)
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
As drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitosAs drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitos
 

Destaque

Alcool e outras drogas
Alcool e outras drogasAlcool e outras drogas
Alcool e outras drogasblogspott
 
Cannabis
CannabisCannabis
CannabisRui
 
Cannabis Maconha
Cannabis MaconhaCannabis Maconha
Cannabis Maconhagueste2b864
 
Colhendo Kylobytes O Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No Brasil
Colhendo  Kylobytes    O  Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No  BrasilColhendo  Kylobytes    O  Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No  Brasil
Colhendo Kylobytes O Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No BrasilSergio Vidal
 
Crack – saia fora dessa!
Crack – saia fora dessa!Crack – saia fora dessa!
Crack – saia fora dessa!seminario4cederj
 
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentesDrogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentesClécio Bubela
 
trabalho sobre drogas
trabalho sobre drogastrabalho sobre drogas
trabalho sobre drogasfabio silva
 
Campanha contra as drogas
Campanha contra as drogasCampanha contra as drogas
Campanha contra as drogasDouglas Azevedo
 
Direito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento Condicional
Direito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento CondicionalDireito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento Condicional
Direito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento CondicionalmarcusNOGUEIRA
 

Destaque (20)

Alcool e outras drogas
Alcool e outras drogasAlcool e outras drogas
Alcool e outras drogas
 
LegalizaçAo
LegalizaçAoLegalizaçAo
LegalizaçAo
 
Drogadição
 Drogadição Drogadição
Drogadição
 
Toxicodependência
ToxicodependênciaToxicodependência
Toxicodependência
 
ApresentaçãO Contra As Drogas
ApresentaçãO Contra As DrogasApresentaçãO Contra As Drogas
ApresentaçãO Contra As Drogas
 
Cannabis
CannabisCannabis
Cannabis
 
Cannabis Maconha
Cannabis MaconhaCannabis Maconha
Cannabis Maconha
 
7c drogas
7c drogas7c drogas
7c drogas
 
Colhendo Kylobytes O Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No Brasil
Colhendo  Kylobytes    O  Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No  BrasilColhendo  Kylobytes    O  Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No  Brasil
Colhendo Kylobytes O Growroom E A Cultura Do Cultivo De Maconha No Brasil
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
 
Crack – saia fora dessa!
Crack – saia fora dessa!Crack – saia fora dessa!
Crack – saia fora dessa!
 
Drogas e consequencias
Drogas e consequenciasDrogas e consequencias
Drogas e consequencias
 
Crack
CrackCrack
Crack
 
Apresentação sobre o crack
Apresentação sobre o crackApresentação sobre o crack
Apresentação sobre o crack
 
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentesDrogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
Drogas - categorias, efeitos, problemas sociais e de saúde decorrentes
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
trabalho sobre drogas
trabalho sobre drogastrabalho sobre drogas
trabalho sobre drogas
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
 
Campanha contra as drogas
Campanha contra as drogasCampanha contra as drogas
Campanha contra as drogas
 
Direito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento Condicional
Direito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento CondicionalDireito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento Condicional
Direito Penal - Suspensão Condicional da Pena e Livramento Condicional
 

Semelhante a Liberdade é viver sem drogas.

Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02MAISA CRISTINA
 
Drogas
DrogasDrogas
DrogasURCA
 
Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009Ricardo
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasFrancisca Santos
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivastocha_turma9a
 
auladrogas-130702180709-phpapp01.ppt
auladrogas-130702180709-phpapp01.pptauladrogas-130702180709-phpapp01.ppt
auladrogas-130702180709-phpapp01.pptZezinho Joao
 
Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)
Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)
Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)Leopoldo Cintra
 
DROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando Abreu
DROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando AbreuDROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando Abreu
DROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando AbreuFernando Abreu
 
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Kamilla Morganna
 
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Wallace Oliveira Cruz
 

Semelhante a Liberdade é viver sem drogas. (20)

3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogas Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
 
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
 
Drogas matam aceite a jesus
Drogas matam aceite a jesusDrogas matam aceite a jesus
Drogas matam aceite a jesus
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivas
 
auladrogas-130702180709-phpapp01.ppt
auladrogas-130702180709-phpapp01.pptauladrogas-130702180709-phpapp01.ppt
auladrogas-130702180709-phpapp01.ppt
 
Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)
Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)
Apresentaaofe 100914175033-phpapp01 (1)
 
DROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando Abreu
DROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando AbreuDROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando Abreu
DROGAS - CONCEITOS E LEIS - Prof. Fernando Abreu
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
As drogas
As drogasAs drogas
As drogas
 
Drogas revisado
Drogas revisadoDrogas revisado
Drogas revisado
 
Contra as drogas
Contra as drogas Contra as drogas
Contra as drogas
 
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
 
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
Slides drogas-2-130319152857-phpapp01
 

Mais de Jocilaine Moreira

Pensando com o Guido: quando o belo se define no amor
Pensando com o Guido: quando o belo se define no amorPensando com o Guido: quando o belo se define no amor
Pensando com o Guido: quando o belo se define no amorJocilaine Moreira
 
Projeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.doc
Projeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.docProjeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.doc
Projeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.docJocilaine Moreira
 
Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia
Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia
Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia Jocilaine Moreira
 
Retrospectiva 2016 Escola Crispiana de Albuquerque
Retrospectiva 2016 Escola Crispiana de AlbuquerqueRetrospectiva 2016 Escola Crispiana de Albuquerque
Retrospectiva 2016 Escola Crispiana de AlbuquerqueJocilaine Moreira
 
Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02
Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02
Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02Jocilaine Moreira
 
ÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOS
ÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOSÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOS
ÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOSJocilaine Moreira
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...Jocilaine Moreira
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...Jocilaine Moreira
 
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICAPANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICAJocilaine Moreira
 
Trabalhando imagens com o gimp
Trabalhando imagens com o gimpTrabalhando imagens com o gimp
Trabalhando imagens com o gimpJocilaine Moreira
 
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativaProposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativaJocilaine Moreira
 

Mais de Jocilaine Moreira (20)

Pensando com o Guido: quando o belo se define no amor
Pensando com o Guido: quando o belo se define no amorPensando com o Guido: quando o belo se define no amor
Pensando com o Guido: quando o belo se define no amor
 
Projeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.doc
Projeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.docProjeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.doc
Projeto de dissertação de mestrado em filosofia jocilaine.doc
 
Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia
Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia
Projeto de Dissertação de Mestrado em Filosofia
 
Retrospectiva 2016 Escola Crispiana de Albuquerque
Retrospectiva 2016 Escola Crispiana de AlbuquerqueRetrospectiva 2016 Escola Crispiana de Albuquerque
Retrospectiva 2016 Escola Crispiana de Albuquerque
 
Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02
Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02
Funesdocuidadoremercadodetrabalho 130820160047-phpapp02
 
Integrada 2 de maio
Integrada 2 de maioIntegrada 2 de maio
Integrada 2 de maio
 
ÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOS
ÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOSÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOS
ÉTICA PARA O CUIDADOR DE IDOSOS
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
GESTÃO DEMOCRÁTICA: RESGATANDO OS VALORES HUMANOS DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESC...
 
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICAPANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
 
Dia dos professores
Dia dos professoresDia dos professores
Dia dos professores
 
Valorize sua especialidade
Valorize sua especialidadeValorize sua especialidade
Valorize sua especialidade
 
Estrela Natureza
Estrela NaturezaEstrela Natureza
Estrela Natureza
 
Pela Paz
Pela PazPela Paz
Pela Paz
 
Carta 2070
Carta  2070Carta  2070
Carta 2070
 
Eca em HQ
Eca em HQEca em HQ
Eca em HQ
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
Mito da Caverna
Mito da CavernaMito da Caverna
Mito da Caverna
 
Trabalhando imagens com o gimp
Trabalhando imagens com o gimpTrabalhando imagens com o gimp
Trabalhando imagens com o gimp
 
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativaProposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
 

Liberdade é viver sem drogas.

  • 1.
  • 2. CONCEITO As drogas são substâncias químicas, naturais ou sintéticas, que provocam alterações psíquicas e físicas a quem as consome e levam à dependência física e psicológica. Seu uso sistemático traz sérias conseqüências físicas, psicológicas e sociais, podendo levar à morte em casos extremos, em geral por problemas circulatórios ou respiratórios. É o que se chama overdose. Além das drogas tradicionais, os especialistas também incluem na lista o cigarro e o álcool.
  • 3. Segundo a Organização Mundial da Saúde, "droga é toda a substância que, introduzida em um organismo vivo, pode modificar uma ou mais de suas funções". É entendida também como o nome genérico de substâncias químicas, naturais ou sintéticas, que podem causar danos físicos e psicológicos a seu consumidor. Seu uso constante pode levar à mudança de comportamento e à criação de uma dependência, um desejo compulsivo de usar a droga regularmente, ao mesmo tempo que o usuário passa a apresentar problemas orgânicos decorrentes de sua falta .
  • 4.  
  • 5.
  • 6.
  • 7. TIPOS DE DROGAS Estimulantes - Aumentam a atividade cerebral, deixando os estímulos nervosos mais rápidos. Excitam especialmente as áreas sensorial e motora. Nesse grupo estão as anfetaminas, a cocaína (produzida das folhas da planta da coca, Erytroxylum coca) e seus derivados, como o crack.
  • 8.
  • 9.
  • 11.
  • 13.
  • 14.
  • 15.  
  • 16.
  • 17. CRACK 1. O crack é queimado e sua fumaça aspirada passa pelos alvéolos pulmonares. 2. Via alvéolos o crack cai na circulação e atinge o cérebro 3. No sistema nervoso central, a droga age diretamente sobre os neurônios O crack bloqueia a recaptura do neurotransmissor dopamina,mantendo a substância química por mais tempo nos espaços sinápticos. Com isso as atividades motoras e sensoriais são superestimuladas. A droga aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca. Há risco de convulsão, infarto e derrame cerebral 4. O crack é distribuído pelo organismo por meio da circulação sanguínea.
  • 18. ECSTASY Os principais efeitos do ecstasy são uma euforia e um bem-estar intensos, que chegam a durar 10 horas. A droga age no cérebro aumentando a concentração de duas substâncias: a dopamina, que alivia as dores, e a serotonina, que está ligada a sensações amorosas. Por isso, a pessoa sob efeito de ecstasy fica muito sociável, com uma vontade incontrolável de conversar e até de ter contato físico com as pessoas. O ecstasy provoca também alucinações.
  • 19. ECSTASY Os malefícios causados pela droga ao corpo do usuário são ressecamento da boca, perda de apetite, náuseas, coceiras, reações musculares como cãimbras, contrações oculares, espasmo do maxilar, fadiga, depressão, dor de cabeça, visão turva, manchas roxas na pele, movimentos descontrolados de vários membros do corpo como os braços e as pernas, crises bulímicas e insônia.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 27. PREVENÇÃO E TRATAMENTO Os especialistas afirmam que o melhor modo de combater as drogas é a prevenção. Informação, educação e diálogo são apontados como o melhor caminho para impedir que adolescentes se viciem. Para usuários que ainda não estão viciados, o tratamento recomendado são a psicoterapia e a participação em grupos de apoio. Para combater o vício, além das terapias são usados medicamentos que reduzem os sintomas da abstinência ou que bloqueiam os efeitos das drogas.
  • 29. FAÇA A DIFERENÇA NA SUA VIDA. AFINAL...