SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Vários fatores contribuíram para o crescimento da economia americana, dentre os
quais a Primeira e a Segunda Guerra Mundial (espaço físico europeu)
Berlim após bombardeio feito pelas tropas britânicas em 1945
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apesar da possibilidade
de haver perdas
humanas nas guerras,
em razão do envio de
soldados, o fato de a
guerra não ocorrer no
próprio território
minimiza
consideravelmente o
número de mortos,
particularmente de
civis, e evita boa parte
dos prejuízos materiais,
que ficam restritos aos
equipamentos bélicos.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Por ele, os Estados Unidos decidem abandonar a colaboração com a URSS e investir
maciçamente na Europa ocidental, a fim barrar a expansão comunista e assegurar sua própria
hegemonia política na região.
Washington fornece matérias-primas, produtos e capital, na forma de
créditos e doações. Em contrapartida, o mercado europeu evita impor
qualquer restrição à atividade das empresas norte-americanas.
PLANO MARSHAL
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Nos Estados Unidos, o acesso à propriedade da terra foi organizado de forma peculiar,
diferentemente do ocorrido em outras áreas coloniais no mundo.
O colonizador fixou-se com sua família, formando pequenas glebas camponesas, e ali
desenvolveu uma forma de agricultura voltada para o atendimento de suas
necessidades.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
A industrialização dos Estados Unidos teve início no final do
século XVII e se concentrou no nordeste do território, na
região entre os Grandes Lagos e o Oceano Atlântico.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
-acúmulo de capitais, permitido pelo modelo de colonização que favorecia o desenvolvimento
interno;
-grande quantidade de mão de obra, disponibilizada pelas migrações;
-existência de rede urbana espalhada pelo território, mas fortemente interligada;
-disponibilidade de recursos naturais, como minério de ferro e carvão mineral, além da
capacidade hídrica;
-existência de mercado consumidor interno mantido pelo trabalho assalariado;
-infraestrutura de transportes, que recebeu forte investimento devido à demanda crescente de
fluxos de mercadorias e também pelo fácil acesso aos portos da Costa Leste, facilitando a troca
de produtos com a Europa e outros continentes.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
-Áreas pouco povoadas
-Campo altamente modernizado (poucas pessoas, muitas máquinas)
-Alta Produção (trabalho altamente produtivo)
-Grandes complexos agrícolas
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Com gigantescas dimensões territoriais, os Estados Unidos possuem uma das maiores
produções agrícolas do mundo (supersafras).
Desde os tempos coloniais, em toda a faixa centro-leste do país se desenvolveram os
belts (cinturões agrícolas), aglomerados de grandes fazendas nas quais é cultivado
apenas um produto.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
No zoneamento agrícola, vários fatores foram levados em conta:
-o clima e o solo;
-a proximidade do mercado consumidor;
-a oferta de mão de obra;
-a infraestrutura de armazenagem (silos);
-a facilidade de escoamento da produção (transporte);
-a localização das indústrias de transformação dos produtos agrícolas.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
No zoneamento agrícola, vários fatores foram levados em conta:
-o clima e o solo;
-a proximidade do mercado consumidor;
-a oferta de mão de obra;
-a infraestrutura de armazenagem (silos);
-a facilidade de escoamento da produção (transporte);
-a localização das indústrias de transformação dos produtos agrícolas.
Os cinturões estão localizados em áreas estratégicas para o
melhor aproveitamento da aptidão agrícola.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
As atividades agrícolas absorvem menos de 3% da população economicamente ativa
dos Estados Unidos, o que mostra que o sucesso do país com suas exportações se deve
a outros fatores:
-alto grau de mecanização,
-as tecnologias aplicadas à produção,
-elevados subsídios oferecidos aos agricultores pelo governo e
-as barreiras à importação de produtos agrícolas, com o fim de proteger a produção
nacional.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Inicialmente, o cultivo do milho atendia ao mercado de alimentos para consumo humano, mas
depois passou a ser empregado também como matéria-prima para ração animal (que abastece
o grande rebanho norte-americano).
Nos últimos anos, o milho tem sido
usado para gerar um importante
biocombustível (combustível de origem
orgânica), o álcool.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Nos últimos anos acentuou-se a preocupação de todos os países do mundo com a geração de
energia, pois o petróleo é uma fonte energética que, a médio ou longo prazo, vai se esgotar.
Além disso, prejudica o meio ambiente, porque sua
queima polui a atmosfera.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Os Estados Unidos são o país que mais consome energia e dependem principalmente da energia
do petróleo. Para tentar diminuir essa dependência, o governo norte-americano tem investido
bilhões de dólares em pesquisas que buscam novas fontes de energia.
Uma dessas novas fontes já em utilização é o milho.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Em torno das megalópoles e grandes cidades dos Estados Unidos, existem inúmeras pequenas e
médias propriedades rurais voltadas ao abastecimento desses centros urbanos.
Chamados de Green Belts
(Cinturões Verdes), esses
espaços rurais produzem
hortaliças, frutas, ovos, que
fazem parte da alimentação
diária da população.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
O que são as chamadas medidas protecionistas?
Fornecimento de subsídios para ajudar os produtos/cultivos
locais a chegar com um preço competitivo no mercado
internacional.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
O que são subsídios?
Subsídios governamentais fornecidos a empresas (comércio e indústrias) possuem o intuito de
reduzir o preço final dos produtos vendidos por tais, para que estes produtos possam competir
com os produzidos por outras empresas a preços menores (entre outras razões, por causa dos
menores custos de mão-de-obra e de diferenças de taxas cambiais)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Na verdade, os cultivos norte-americanos são produzidos a custos altos, uma vez que
geralmente usam mais pesticidas, sementes geneticamente modificadas, tratores,
colheitadeiras, silos, estufas e mão-de-obra altamente qualificada/especializada e bem
remunerada.
Mesmo assim, os produtos chegam aos consumidores com
preços mais baixos, porque são subsidiados, isto é, são
produzidos com auxílio do governo.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Desse modo, os agricultores norte-americanos ficam
protegidos da acirrada concorrência internacional. Os
subsídios chegam sob a forma de vários incentivos
governamentais, como financiamentos com juros mais baixos
do que os de mercado e isenção de impostos.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
No fim do século XIX a indústria norte-americana emergiu em plena Segunda
Revolução Industrial, com novos produtos e recursos energéticos.
Além de pioneiro na aplicação da eletricidade em larga escala e na extração e refino
de petróleo, o país criou grandes conglomerados industriais formados pelas indústrias
mecânica, metalúrgica e siderúrgica.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
No início do século XX, firmou-se na cidade de Detroit a produção
automobilística, com a instalação da Ford e a criação de um novo modelo de produção
baseado na linha de montagem, que ficou conhecido como fordismo.
Essa concentração urbano-industrial formou o Manufacturing Belt (Cinturão Fabril).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
FORDISMO
PRODUÇÃO EM MASSA...
Termo que engendrado do nome do industrial norte-americano Henry Ford, um
pioneiro da indústria automobilística no inicio do século XX.
O grande lema do fordismo era
produção em massa e consumo em
massa.
Ford absorveu algumas técnicas do taylorismo como a disciplina na produção ou
racionalização, otimização da produção com a redução do tempo de produção, porém ele vai
além, pois acrescenta como fator fundamental de diferenciação do taylorismo o
aumento do consumo, coisa que Taylor não teorizou
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Ford Modelo T, produzido com custo reduzido para a
sociedade de massa, totalmente aos moldes fordistas-
tayloristas.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Ford Modelo T, produzido com custo reduzido para a
sociedade de massa, totalmente aos moldes fordistas-
tayloristas.
O inconveniente é que todos os
carros eram exatamente iguais, até
da mesma cor, o que levou Ford a
lançar uma série de propagandas
dizendo que:
“qualquer americano poderia ter o seu Ford Modelo
T, da cor que quisesse, contanto que fosse preto.”
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu
significativamente. Os principais motivos dessa redução são:
■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a
elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor;
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu
significativamente. Os principais motivos dessa redução são:
■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a
elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor;
■ a concorrência da produção do aço a custos mais baixos, principalmente em países em
desenvolvimento (como, por exemplo, o Brasil);
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu
significativamente. Os principais motivos dessa redução são:
■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a
elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor;
■ a concorrência da produção do aço a custos mais baixos, principalmente em países em
desenvolvimento (como, por exemplo, o Brasil);
■ a forte concorrência de automóveis japoneses, europeus e os produzidos pelos chamados
“Tigres Asiáticos”;
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu
significativamente. Os principais motivos dessa redução são:
■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a
elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor;
■ a concorrência da produção do aço a custos mais baixos, principalmente em países em
desenvolvimento (como, por exemplo, o Brasil);
■ a forte concorrência de automóveis japoneses, europeus e os produzidos pelos chamados
“Tigres Asiáticos”;
■ o encarecimento da mão de obra decorrente da atuação enérgica e organizada dos sindicatos
de trabalhadores na região.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Na Califórnia formou-se um extenso eixo industrial que avança até a Flórida.
Nessa região destacam-se, além das empresas do Vale do Silício, companhias
como a Lockheed Martin e a divisão da Boeing que produz aviões militares, além da
Nasa.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Na Califórnia formou-se um extenso eixo industrial que avança até a Flórida.
Nessa região destacam-se, além das empresas do Vale do Silício, companhias
como a Lockheed Martin e a divisão da Boeing que produz aviões militares, além da
Nasa.
Essa nova área industrial, amparada em
indústrias de alta tecnologia, é conhecida como
Sun Belt.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Após a Segunda Guerra Mundial teve início nos Estados Unidos um longo
processo de descentralização industrial.
Ocorreu também a emergência do Pacífico como importante área econômica,
graças à rápida reconstrução do Japão.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Após a Segunda Guerra Mundial teve início nos Estados Unidos um longo
processo de descentralização industrial.
Ocorreu também a emergência do Pacífico como importante área econômica,
graças à rápida reconstrução do Japão.
Durante a Guerra Fria, com a descentralização da indústria bélica, o foco
da competitividade entre os países passou para a
área tecnológica, o que atraiu investimentos de empresas interessadas em
tecnologia de ponta para algumas regiões dos Estados Unidos, como a costa do
Pacífico (estados de Washington, Califórnia e Oregon).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
TIPOS DE INDUSTRIAS do SUN BELT Indústrias de tecnologia de ponta como
informática, microeletrônica e semicondutores.
Ao longo da costa oeste, em especial na Califórnia, e no sul dos Estados Unidos.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Essa região, atraiu as indústrias de elevada tecnologia graças a uma
combinação de diversos fatores:
-proximidade com o Pacífico (devido à importância estratégica adquirida por essa
região desde a Segunda Guerra Mundial, com a presença do Japão, dos chamados
“Tigres Asiáticos” e da China, hoje muito importante economicamente).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Na década de 1970 esse tecnopolo passou a ser chamado de Vale do Silício, por
agrupar a maior concentração mundial de empresas de tecnologia da Terceira Revolução
Industrial: semicondutores, circuitos integrados, chips, computadores e produtos da indústria
microeletrônica.
Essas novas empresas também inovaram no processo de produção, com a adaptação
do toyotismo ou sistema de acumulação flexível.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
TOYOTISMO...
PRODUÇÃO ENXUTA...
Originou-se no Japão, mais precisamente na fábrica de automóveis da Toyota. Ele consiste na
produção em larga escala, mas, no entanto, com a otimização da produção, do mercado e do
trabalho, pois ocorreram mudanças significativas no mundo do trabalho, o trabalhador passa e
ser polivalente, e não desenvolve apenas uma única função, quando da época do fordismo.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
TOYOTISMO...
PRODUÇÃO ENXUTA...
Originou-se no Japão, mais precisamente na fábrica de automóveis da Toyota. Ele consiste na
produção em larga escala, mas, no entanto, com a otimização da produção, do mercado e do
trabalho, pois ocorreram mudanças significativas no mundo do trabalho, o trabalhador passa e
ser polivalente, e não desenvolve apenas uma única função, quando da época do fordismo.
Características:
-Produção flexível
-A fabricação torna-se controlada na qualidade e quantidade com a utilização da robótica e da
-informática
- importância crescente do conhecimento cientifico
-O objetivo é evitar o desperdíçio de capital em forma de grandes estoques de matérias-primas e
- produtos acabados
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Responda à questão com base na leitura do mapa dos Estados Unidos da América e
nas afirmativas.
Sobre a área assinalada no mapa, conhecida como Sun Belt, afirma-se:
I. Nela predomina a indústria tradicional, que ainda emprega mão de obra numerosa.
II. É uma área estratégica de comércio, pois está situada junto aos Grandes Lagos.
III. Compreende um conjunto de núcleos industriais resultantes da política de descentralização
da indústria estadunidense.
IV. Nesta área está situado o Silicon Valley.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I, II e IV. c) I e IV. e) III e IV.
b) I, II e III. d) II e III.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Responda à questão com base na leitura do mapa dos Estados Unidos da América e
nas afirmativas.
Sobre a área assinalada no mapa, conhecida como Sun Belt, afirma-se:
I. Nela predomina a indústria tradicional, que ainda emprega mão de obra numerosa.
II. É uma área estratégica de comércio, pois está situada junto aos Grandes Lagos.
III. Compreende um conjunto de núcleos industriais resultantes da política de descentralização
da indústria estadunidense.
IV. Nesta área está situado o Silicon Valley.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I, II e IV. c) I e IV. e) III e IV.
b) I, II e III. d) II e III.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Cerca de 80% da população dos Estados Unidos vive em cidades. A intensa
urbanização do país acompanhou suas fases de industrialização e deu origem a amplas malhas
urbanas, resultantes da união de várias metrópoles. Essas concentrações recebem o nome de
megalópoles.
Existem três megalópoles nos Estados Unidos. Nova York, Los Angeles e Chicago são,
respectivamente, as três maiores metrópoles do país e cada uma delas é núcleo de uma dessas
megalópoles (figura 6).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Nova York é a metrópole central de uma imensa megalópole dos Estados Unidos
denominada Boswash – nome formado pelas abreviaturas de Boston e Washington, pontos
extremos da área que ela abrange. A megalópole se estende por Nova York, Filadélfia e
Baltimore; atualmente avança sobre a cidade de Norfolk.
Nessa estreita faixa urbana de aproximadamente 700 quilômetros de comprimento
vivem mais de 50 milhões de pessoas: de cada seis habitantes do país, um mora nessa
megalópole.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Desde meados do século XIX, Chicago passou a se consolidar como um polo
comercial e industrial.
Localizada no estado de Illinois, às
margens do lago Michigan, Chicago é a
terceira maior metrópole dos Estados
Unidos.
Com quase 3 milhões de habitantes, é o
centro de uma região metropolitana que
envolve várias cidades vizinhas, perfazendo
um total de mais de 9 milhões de habitantes.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Chicago
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Chicago é outro polo financeiro e de serviços do país e a metrópole central de outra
enorme megalópole norte-americana, denominada Chipitts – nome formado pela abreviatura
de Chicago e Pittsburgh e que indica que a área compreende Chicago, em um dos extremos, e
Pittsburgh, no outro, abarcando ainda Cleveland e Detroit.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Los Angeles é a segunda maior metrópole dos Estados Unidos e a maior cidade do
estado da Califórnia.
Tem quase 4 milhões de habitantes e cerca de 14 milhões na sua enorme região
metropolitana.
Está entre as cidades mais
multiculturais do mundo e abriga
indivíduos de muitas partes do
planeta, sobretudo hispânicos e
asiáticos.
Assim como Toronto, no
Canadá, quase metade de sua
população nasceu no estrangeiro.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Na costa oeste dos Estados Unidos, quando vista em conjunto com as cidades de San
Francisco, San Diego e Sacramento, Los Angeles forma uma megalópole dinâmica denominada
San-San, cujos extremos são as cidades de San Francisco e San Diego.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado
‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado
‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa).
Até esse momento a economia estadunidense
não era uma economia credora, mas sim,
devedora. Em 1911, os Estados Unidos deviam 3 bilhões de dólares ao
mercado europeu.
O Congresso americano aprova uma lei que permite apoio
econômico (alimentos, remédios, armas, etc.. Principalmente a
Inglaterra e a França)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial, a população dos países
envolvidos cultivavam alimentos onde dava, uma vez que boa parte da
produção era destinada aos esforços de guerra.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Com a Grande Guerra, os EUA viu uma possibilidade de diminuir
seu déficit devedor. (Se tornou um investimento a receber após
a guerra – eles esperavam uma guerra de semanas)
E os auxílios começaram a virar uma dívida da Europa com os
EUA (em 1917, a dívida com os EUA já era de mais de 2 Bilhões
de dólares.
Cartaz feito em 1917 mostra a bandeira dos EUA como um sol cujos raios botam para correr o soldado alemão. A
entrada norte- americana no conflito foi decisiva para a derrota das potências centrais.
A entrada dos EUA teve grande influência no desfecho da Primeira Guerra Mundial.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa).
Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir
tropas.
Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os
soldados.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa).
Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir
tropas.
Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os
soldados.
-Parque industrial intacto
-fornecimento de armamentos
-War Bonds (bônus de guerra – títulos de capitalização para
financiar a luta)
-Fim da vantagem alemã sobre a frente franco-inglesa.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
WAR LOAN BONDS – títulos de dívida de guerra
Títulos que deveriam ser pagos pelo governo entre 1927 e 1929
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
A entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial foi mais planejada que a Primeira. Os soldados
treinam durante 1 ano antes de ir para a Europa.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Capitão América
O primeiro gibi do Capitão América, por exemplo, foi publicado em março
de 1941. O Capitão América não foi o primeiro super-herói dos gibis norte-
americanos (o Super-Homem já havia aparecido em 1938), mas ele foi um
dos primeiros a trazer histórias mais engajadas na luta contra o nazismo e
inspirou inúmeras imitações. Foi quando se tornaram comuns gibis que
traziam capas com os heróis socando ou ridicularizando os ditadores do
Eixo: Hitler e seus aliados, Mussolini, ditador italiano, Tojo, primeiro-
ministro japonês na época do ataque a Pearl Harbor, e o então imperador
japonês Hiroíto.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942.
O inimigo é desumanizado, aparecendo como um ser demoníaco, com olhos
luminosos que sobressaem de um capacete do exército alemão,
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Neste cartaz de 1942, o governo dos EUA chama a população para a compra
de bônus de Guerra para financiar a luta. Comprar os títulos era uma
manifestação de patriotismo dos investidores. (A sombra é da suástica,
símbolo nazista)
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942.
A bandeira rasgada e a fumaça ao fundo representam o ataque
japonês a Pearl Harbor.
“Lembre-se do 7 de Dezembro. Que todos nós aqui presentes
admitamos solenemente que esses homens não morreram em vão.”
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
As potências europeias se enfraqueceram durante as duas guerras mundiais,
enquanto os Estados Unidos, ao fornecerem produtos básicos ao abastecimento da população
dos países aliados, bem como armas e outros equipamentos militares se desenvolveram de
forma considerável.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
No fim da Primeira Guerra, os Estados Unidos já eram a maior economia e detinham
cerca de metade da produção internacional.
Com o fim da Segunda Guerra, acrescentaram ao poder econômico que já possuíam
um poder militar extremamente avançado e uma liderança geopolítica do mundo, com a
instalação de bases militares em todo o globo.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Esse fato se ampliou ainda mais com o fim da Guerra Fria (1947-1989) em decorrência
da derrocada do socialismo real na antiga União Soviética (1991).
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
O ataque terrorista de 11 de setembro de 2001 fez mais
do que aumentar os investimentos norte-americanos em
recursos defensivos.
Em 2002, com o pretexto de acabar com os ataques terroristas, o governo divulgou um
documento intitulado “A estratégia de segurança nacional dos Estados Unidos”, que contém
determinações para as áreas político-militar e econômica e foram apelidadas de Doutrina Bush,
por causa do nome do presidente George W. Bush.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Com essa ideologia de poder, George Bush implanta uma administração voltada para a luta contra o
terrorismo, baseada na presença militar norte-americana em várias partes do mundo, com o uso da força de
modo unilateral (sem levar em consideração organismos multilaterais, ex.: ONU) e de forma preventiva contra
qualquer país que os EUA considerem ameaçador.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
1-Nome do
líder
2-País que
representa
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
“(...)Não é de surpreender que a maior parte do globo veja nos Estados Unidos o poder
dominante.
Nenhuma outra potência militar pode fazer-lhe frente.
Nenhuma outra nação isolada pode rivalizar com os Estados Unidos em poderio econômico,
influência e consumo de recursos.
Nenhuma exportação cultural se equipara à de Hollywood. Nenhuma segunda língua se iguala
ao inglês. Em todos esses sentidos, pode-se falar em um IMPÉRIO AMERICANO (...)”
GITLIN, Todd. Revista Veja. 26/12/2001.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
Os investimentos militares dos Estados Unidos representam
cerca de metade dos investimentos realizados no mundo todo.
Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
http://eucurtogeograffia.blogspot.com.br/2012/09/a-doutrina-bush.html
http://www.onivoro.com.br/2011/06/14/agricultura-urbana-seus-alimentos-produzidos-bem-perto-de-voce-%E2%80%93-parte-ii/
http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1grandeguerra.no.comunidades.net/imagens/grandes_potencias_aliadas_da_primeira_guerra
_mundial.jpg&imgrefurl=http://1grandeguerra.no.comunidades.net/index.php?pagina%3D1221059499&h=340&w=540&tbnid=qgsijXxSOpfPQM
:&zoom=1&docid=Wg_4ohGS3F5uYM&ei=hCrhVL-NGsWxggSmmoDADA&tbm=isch&ved=0CEUQMygiMCI
https://nidiasevero.wordpress.com/2010/12/14/guerras-e-rumores-de-guerras/
http://mestrewilsoncorreia.blogspot.com.br/2014/02/primeira-guerra-mundial.html
https://cienciassocialesmejia.wordpress.com/2014/03/19/principales-acciones-militares-y-acontecimientos-durante-la-segunda-guerra-mundial/
http://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia/quadrinhos-e-2-guerra-mundial-capitao-america-e-os-roteiristas-judeus.htm
http://eucurtogeograffia.blogspot.com.br/2011/06/conhecer-os-eua-e-obrigacao.html
http://cursinhofeg.blogspot.com.br/2011_08_01_archive.html
http://historiaonline.com.br
http://descomplica.com.br
http://pt.slideshare.net/DayaneBaraldi/cartazes-de-guerra
http://www.crazywebsite.com/Free-Galleries-01/USA_Patriotic/pg-
WWII_Posters_Vintage/WWII_Patriotic_Posters_United_States_America_War_Bonds_Stamps_1_jpg.htm

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjU
Guerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjUGuerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjU
Guerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjU
Kéliton Ferreira
 
Estados unidos sociedade e economia
Estados unidos   sociedade e economiaEstados unidos   sociedade e economia
Estados unidos sociedade e economia
Professor
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
edsonluz
 
Cap. 8 - A população americana
Cap. 8 - A população americanaCap. 8 - A população americana
Cap. 8 - A população americana
Acácio Netto
 
Europa aspectos gerais
Europa aspectos geraisEuropa aspectos gerais
Europa aspectos gerais
Colégio Nova Geração COC
 
BRICS
BRICSBRICS
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - Geopolítica
Artur Lara
 
A Regionalização da América
A Regionalização da AméricaA Regionalização da América
A Regionalização da América
Cadernizando
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
Professor
 
Nova Ordem Mundial
Nova Ordem MundialNova Ordem Mundial
Nova Ordem Mundial
Carminha
 
Europa economia, população e contexto histórico
Europa economia, população e contexto históricoEuropa economia, população e contexto histórico
Europa economia, população e contexto histórico
Colégio Nova Geração COC
 
9º ano unidade 3
9º ano  unidade 39º ano  unidade 3
9º ano unidade 3
Christie Freitas
 
Divisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalhoDivisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalho
Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Aspectos Demográficos da América
Aspectos Demográficos da AméricaAspectos Demográficos da América
Aspectos Demográficos da América
Cadernizando
 
População da Europa
População da EuropaPopulação da Europa
População da Europa
Prof.Marcio LHP
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
Gustavo Silva de Souza
 
Estados Unidos da América (EUA) geografia
Estados Unidos da América (EUA) geografia Estados Unidos da América (EUA) geografia
Estados Unidos da América (EUA) geografia
Eduardo Mendes
 
Rússia: natureza e espaço socioeconômico
Rússia: natureza e espaço socioeconômicoRússia: natureza e espaço socioeconômico
Rússia: natureza e espaço socioeconômico
Bruno Lima
 
Diferentes formas de regionalizar o mundo
Diferentes formas de regionalizar o mundoDiferentes formas de regionalizar o mundo
Diferentes formas de regionalizar o mundo
Lauro Corrêa
 

Mais procurados (20)

Guerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjU
Guerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjUGuerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjU
Guerra fria completa - YouTube Link: https://youtu.be/XhS9vFASWjU
 
Estados unidos sociedade e economia
Estados unidos   sociedade e economiaEstados unidos   sociedade e economia
Estados unidos sociedade e economia
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Cap. 8 - A população americana
Cap. 8 - A população americanaCap. 8 - A população americana
Cap. 8 - A população americana
 
Europa aspectos gerais
Europa aspectos geraisEuropa aspectos gerais
Europa aspectos gerais
 
BRICS
BRICSBRICS
BRICS
 
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - Geopolítica
 
A Regionalização da América
A Regionalização da AméricaA Regionalização da América
A Regionalização da América
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
 
Nova Ordem Mundial
Nova Ordem MundialNova Ordem Mundial
Nova Ordem Mundial
 
Europa economia, população e contexto histórico
Europa economia, população e contexto históricoEuropa economia, população e contexto histórico
Europa economia, população e contexto histórico
 
9º ano unidade 3
9º ano  unidade 39º ano  unidade 3
9º ano unidade 3
 
Divisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalhoDivisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalho
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Aspectos Demográficos da América
Aspectos Demográficos da AméricaAspectos Demográficos da América
Aspectos Demográficos da América
 
População da Europa
População da EuropaPopulação da Europa
População da Europa
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
 
Estados Unidos da América (EUA) geografia
Estados Unidos da América (EUA) geografia Estados Unidos da América (EUA) geografia
Estados Unidos da América (EUA) geografia
 
Rússia: natureza e espaço socioeconômico
Rússia: natureza e espaço socioeconômicoRússia: natureza e espaço socioeconômico
Rússia: natureza e espaço socioeconômico
 
Diferentes formas de regionalizar o mundo
Diferentes formas de regionalizar o mundoDiferentes formas de regionalizar o mundo
Diferentes formas de regionalizar o mundo
 

Semelhante a Cap4 eua potencia mundial-economia

Eua economia
Eua economiaEua economia
Eua economia
Fernanda Lopes
 
Espaço rural
Espaço ruralEspaço rural
Espaço rural
Fernanda Lopes
 
Cap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptx
Cap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptxCap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptx
Cap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptx
IGAInstituto
 
Nafta
NaftaNafta
As duas europas
As duas europasAs duas europas
As duas europas
Fernanda Lopes
 
Atualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridadeAtualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridade
Fernanda Lopes
 
Globalização no brasil
Globalização no brasilGlobalização no brasil
Globalização no brasil
Fernanda Lopes
 
Bric's
Bric'sBric's
Revisão 2° fase da u f p e 2010
Revisão 2° fase da  u f p e  2010Revisão 2° fase da  u f p e  2010
Revisão 2° fase da u f p e 2010
landipaula
 
Agricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro anoAgricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro ano
Fernanda Lopes
 
Fatores condicionantes da agricultura
Fatores condicionantes da agriculturaFatores condicionantes da agricultura
Fatores condicionantes da agricultura
SalomeRibeiro1
 
Estados unidos
Estados unidosEstados unidos
Estados unidos
Luiz Carvalheira Junior
 
PEA e Setores da Economia
PEA e Setores da EconomiaPEA e Setores da Economia
PEA e Setores da Economia
Eduardo Mendes
 
O espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiroO espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiro
Fernanda Lopes
 
38 portugal no século xix
38   portugal no século xix38   portugal no século xix
38 portugal no século xix
Carla Freitas
 
Mercosul
MercosulMercosul
Mercosul
Fernanda Lopes
 
28.7 geografia 8 ano
28.7   geografia 8 ano28.7   geografia 8 ano
28.7 geografia 8 ano
Nivia Magalhães
 
2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul
Fernanda Lopes
 
Apostila 3ª etapa gabarito eua
Apostila 3ª etapa gabarito euaApostila 3ª etapa gabarito eua
Apostila 3ª etapa gabarito eua
Elaine Paraguai
 
A civilização industrial
A civilização industrialA civilização industrial
A civilização industrial
cattonia
 

Semelhante a Cap4 eua potencia mundial-economia (20)

Eua economia
Eua economiaEua economia
Eua economia
 
Espaço rural
Espaço ruralEspaço rural
Espaço rural
 
Cap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptx
Cap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptxCap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptx
Cap.7EstadosUnidos_A_potenciaImpera.pptx
 
Nafta
NaftaNafta
Nafta
 
As duas europas
As duas europasAs duas europas
As duas europas
 
Atualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridadeAtualidades nova bipolaridade
Atualidades nova bipolaridade
 
Globalização no brasil
Globalização no brasilGlobalização no brasil
Globalização no brasil
 
Bric's
Bric'sBric's
Bric's
 
Revisão 2° fase da u f p e 2010
Revisão 2° fase da  u f p e  2010Revisão 2° fase da  u f p e  2010
Revisão 2° fase da u f p e 2010
 
Agricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro anoAgricultura e pecuaria primeiro ano
Agricultura e pecuaria primeiro ano
 
Fatores condicionantes da agricultura
Fatores condicionantes da agriculturaFatores condicionantes da agricultura
Fatores condicionantes da agricultura
 
Estados unidos
Estados unidosEstados unidos
Estados unidos
 
PEA e Setores da Economia
PEA e Setores da EconomiaPEA e Setores da Economia
PEA e Setores da Economia
 
O espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiroO espaço industrial brasileiro
O espaço industrial brasileiro
 
38 portugal no século xix
38   portugal no século xix38   portugal no século xix
38 portugal no século xix
 
Mercosul
MercosulMercosul
Mercosul
 
28.7 geografia 8 ano
28.7   geografia 8 ano28.7   geografia 8 ano
28.7 geografia 8 ano
 
2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul2 cap3 mercosul
2 cap3 mercosul
 
Apostila 3ª etapa gabarito eua
Apostila 3ª etapa gabarito euaApostila 3ª etapa gabarito eua
Apostila 3ª etapa gabarito eua
 
A civilização industrial
A civilização industrialA civilização industrial
A civilização industrial
 

Mais de Fernanda Lopes

Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Fernanda Lopes
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
Fernanda Lopes
 
Mariana tragédia
Mariana tragédiaMariana tragédia
Mariana tragédia
Fernanda Lopes
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da história
Fernanda Lopes
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Fernanda Lopes
 
China conteúdo
China conteúdoChina conteúdo
China conteúdo
Fernanda Lopes
 
Blocos econômicos primeiro ano
Blocos econômicos  primeiro anoBlocos econômicos  primeiro ano
Blocos econômicos primeiro ano
Fernanda Lopes
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Fernanda Lopes
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
Fernanda Lopes
 
Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2
Fernanda Lopes
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1
Fernanda Lopes
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Fernanda Lopes
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Fernanda Lopes
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Fernanda Lopes
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialista
Fernanda Lopes
 
Rússia país
Rússia paísRússia país
Rússia país
Fernanda Lopes
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentrada
Fernanda Lopes
 
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Fernanda Lopes
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Fernanda Lopes
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Fernanda Lopes
 

Mais de Fernanda Lopes (20)

Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
 
Mariana tragédia
Mariana tragédiaMariana tragédia
Mariana tragédia
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da história
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
China conteúdo
China conteúdoChina conteúdo
China conteúdo
 
Blocos econômicos primeiro ano
Blocos econômicos  primeiro anoBlocos econômicos  primeiro ano
Blocos econômicos primeiro ano
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
 
Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialista
 
Rússia país
Rússia paísRússia país
Rússia país
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentrada
 
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
 

Último

Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 

Cap4 eua potencia mundial-economia

  • 1. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 2. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Vários fatores contribuíram para o crescimento da economia americana, dentre os quais a Primeira e a Segunda Guerra Mundial (espaço físico europeu) Berlim após bombardeio feito pelas tropas britânicas em 1945
  • 3. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 4. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Apesar da possibilidade de haver perdas humanas nas guerras, em razão do envio de soldados, o fato de a guerra não ocorrer no próprio território minimiza consideravelmente o número de mortos, particularmente de civis, e evita boa parte dos prejuízos materiais, que ficam restritos aos equipamentos bélicos.
  • 5. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Por ele, os Estados Unidos decidem abandonar a colaboração com a URSS e investir maciçamente na Europa ocidental, a fim barrar a expansão comunista e assegurar sua própria hegemonia política na região. Washington fornece matérias-primas, produtos e capital, na forma de créditos e doações. Em contrapartida, o mercado europeu evita impor qualquer restrição à atividade das empresas norte-americanas. PLANO MARSHAL
  • 6. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 7. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Nos Estados Unidos, o acesso à propriedade da terra foi organizado de forma peculiar, diferentemente do ocorrido em outras áreas coloniais no mundo. O colonizador fixou-se com sua família, formando pequenas glebas camponesas, e ali desenvolveu uma forma de agricultura voltada para o atendimento de suas necessidades.
  • 8. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A industrialização dos Estados Unidos teve início no final do século XVII e se concentrou no nordeste do território, na região entre os Grandes Lagos e o Oceano Atlântico.
  • 9. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 10. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 11. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 12. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia -acúmulo de capitais, permitido pelo modelo de colonização que favorecia o desenvolvimento interno; -grande quantidade de mão de obra, disponibilizada pelas migrações; -existência de rede urbana espalhada pelo território, mas fortemente interligada; -disponibilidade de recursos naturais, como minério de ferro e carvão mineral, além da capacidade hídrica; -existência de mercado consumidor interno mantido pelo trabalho assalariado; -infraestrutura de transportes, que recebeu forte investimento devido à demanda crescente de fluxos de mercadorias e também pelo fácil acesso aos portos da Costa Leste, facilitando a troca de produtos com a Europa e outros continentes.
  • 13. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia -Áreas pouco povoadas -Campo altamente modernizado (poucas pessoas, muitas máquinas) -Alta Produção (trabalho altamente produtivo) -Grandes complexos agrícolas
  • 14. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 15. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Com gigantescas dimensões territoriais, os Estados Unidos possuem uma das maiores produções agrícolas do mundo (supersafras). Desde os tempos coloniais, em toda a faixa centro-leste do país se desenvolveram os belts (cinturões agrícolas), aglomerados de grandes fazendas nas quais é cultivado apenas um produto.
  • 16. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia No zoneamento agrícola, vários fatores foram levados em conta: -o clima e o solo; -a proximidade do mercado consumidor; -a oferta de mão de obra; -a infraestrutura de armazenagem (silos); -a facilidade de escoamento da produção (transporte); -a localização das indústrias de transformação dos produtos agrícolas.
  • 17. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia No zoneamento agrícola, vários fatores foram levados em conta: -o clima e o solo; -a proximidade do mercado consumidor; -a oferta de mão de obra; -a infraestrutura de armazenagem (silos); -a facilidade de escoamento da produção (transporte); -a localização das indústrias de transformação dos produtos agrícolas. Os cinturões estão localizados em áreas estratégicas para o melhor aproveitamento da aptidão agrícola.
  • 18. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia As atividades agrícolas absorvem menos de 3% da população economicamente ativa dos Estados Unidos, o que mostra que o sucesso do país com suas exportações se deve a outros fatores: -alto grau de mecanização, -as tecnologias aplicadas à produção, -elevados subsídios oferecidos aos agricultores pelo governo e -as barreiras à importação de produtos agrícolas, com o fim de proteger a produção nacional.
  • 19. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 20. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 21. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Inicialmente, o cultivo do milho atendia ao mercado de alimentos para consumo humano, mas depois passou a ser empregado também como matéria-prima para ração animal (que abastece o grande rebanho norte-americano). Nos últimos anos, o milho tem sido usado para gerar um importante biocombustível (combustível de origem orgânica), o álcool.
  • 22. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Nos últimos anos acentuou-se a preocupação de todos os países do mundo com a geração de energia, pois o petróleo é uma fonte energética que, a médio ou longo prazo, vai se esgotar. Além disso, prejudica o meio ambiente, porque sua queima polui a atmosfera.
  • 23. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Os Estados Unidos são o país que mais consome energia e dependem principalmente da energia do petróleo. Para tentar diminuir essa dependência, o governo norte-americano tem investido bilhões de dólares em pesquisas que buscam novas fontes de energia. Uma dessas novas fontes já em utilização é o milho.
  • 24. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 25. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 26. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Em torno das megalópoles e grandes cidades dos Estados Unidos, existem inúmeras pequenas e médias propriedades rurais voltadas ao abastecimento desses centros urbanos. Chamados de Green Belts (Cinturões Verdes), esses espaços rurais produzem hortaliças, frutas, ovos, que fazem parte da alimentação diária da população.
  • 27. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia O que são as chamadas medidas protecionistas? Fornecimento de subsídios para ajudar os produtos/cultivos locais a chegar com um preço competitivo no mercado internacional.
  • 28. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia O que são subsídios? Subsídios governamentais fornecidos a empresas (comércio e indústrias) possuem o intuito de reduzir o preço final dos produtos vendidos por tais, para que estes produtos possam competir com os produzidos por outras empresas a preços menores (entre outras razões, por causa dos menores custos de mão-de-obra e de diferenças de taxas cambiais)
  • 29. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Na verdade, os cultivos norte-americanos são produzidos a custos altos, uma vez que geralmente usam mais pesticidas, sementes geneticamente modificadas, tratores, colheitadeiras, silos, estufas e mão-de-obra altamente qualificada/especializada e bem remunerada. Mesmo assim, os produtos chegam aos consumidores com preços mais baixos, porque são subsidiados, isto é, são produzidos com auxílio do governo.
  • 30. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Desse modo, os agricultores norte-americanos ficam protegidos da acirrada concorrência internacional. Os subsídios chegam sob a forma de vários incentivos governamentais, como financiamentos com juros mais baixos do que os de mercado e isenção de impostos.
  • 31. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia No fim do século XIX a indústria norte-americana emergiu em plena Segunda Revolução Industrial, com novos produtos e recursos energéticos. Além de pioneiro na aplicação da eletricidade em larga escala e na extração e refino de petróleo, o país criou grandes conglomerados industriais formados pelas indústrias mecânica, metalúrgica e siderúrgica.
  • 32. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia No início do século XX, firmou-se na cidade de Detroit a produção automobilística, com a instalação da Ford e a criação de um novo modelo de produção baseado na linha de montagem, que ficou conhecido como fordismo. Essa concentração urbano-industrial formou o Manufacturing Belt (Cinturão Fabril).
  • 33. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia FORDISMO PRODUÇÃO EM MASSA... Termo que engendrado do nome do industrial norte-americano Henry Ford, um pioneiro da indústria automobilística no inicio do século XX. O grande lema do fordismo era produção em massa e consumo em massa. Ford absorveu algumas técnicas do taylorismo como a disciplina na produção ou racionalização, otimização da produção com a redução do tempo de produção, porém ele vai além, pois acrescenta como fator fundamental de diferenciação do taylorismo o aumento do consumo, coisa que Taylor não teorizou
  • 34. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Ford Modelo T, produzido com custo reduzido para a sociedade de massa, totalmente aos moldes fordistas- tayloristas.
  • 35. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Ford Modelo T, produzido com custo reduzido para a sociedade de massa, totalmente aos moldes fordistas- tayloristas. O inconveniente é que todos os carros eram exatamente iguais, até da mesma cor, o que levou Ford a lançar uma série de propagandas dizendo que: “qualquer americano poderia ter o seu Ford Modelo T, da cor que quisesse, contanto que fosse preto.”
  • 36. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 37. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu significativamente. Os principais motivos dessa redução são: ■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor;
  • 38. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu significativamente. Os principais motivos dessa redução são: ■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor; ■ a concorrência da produção do aço a custos mais baixos, principalmente em países em desenvolvimento (como, por exemplo, o Brasil);
  • 39. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu significativamente. Os principais motivos dessa redução são: ■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor; ■ a concorrência da produção do aço a custos mais baixos, principalmente em países em desenvolvimento (como, por exemplo, o Brasil); ■ a forte concorrência de automóveis japoneses, europeus e os produzidos pelos chamados “Tigres Asiáticos”;
  • 40. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Atualmente, a participação da produção industrial do nordeste dos Estados Unidos diminuiu significativamente. Os principais motivos dessa redução são: ■ o envelhecimento das indústrias e as dificuldades para modernizá-las, o que provoca a elevação do custo de produção do aço nelas fabricado e, portanto, do preço para o consumidor; ■ a concorrência da produção do aço a custos mais baixos, principalmente em países em desenvolvimento (como, por exemplo, o Brasil); ■ a forte concorrência de automóveis japoneses, europeus e os produzidos pelos chamados “Tigres Asiáticos”; ■ o encarecimento da mão de obra decorrente da atuação enérgica e organizada dos sindicatos de trabalhadores na região.
  • 41. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Na Califórnia formou-se um extenso eixo industrial que avança até a Flórida. Nessa região destacam-se, além das empresas do Vale do Silício, companhias como a Lockheed Martin e a divisão da Boeing que produz aviões militares, além da Nasa.
  • 42. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Na Califórnia formou-se um extenso eixo industrial que avança até a Flórida. Nessa região destacam-se, além das empresas do Vale do Silício, companhias como a Lockheed Martin e a divisão da Boeing que produz aviões militares, além da Nasa. Essa nova área industrial, amparada em indústrias de alta tecnologia, é conhecida como Sun Belt.
  • 43. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Após a Segunda Guerra Mundial teve início nos Estados Unidos um longo processo de descentralização industrial. Ocorreu também a emergência do Pacífico como importante área econômica, graças à rápida reconstrução do Japão.
  • 44. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Após a Segunda Guerra Mundial teve início nos Estados Unidos um longo processo de descentralização industrial. Ocorreu também a emergência do Pacífico como importante área econômica, graças à rápida reconstrução do Japão. Durante a Guerra Fria, com a descentralização da indústria bélica, o foco da competitividade entre os países passou para a área tecnológica, o que atraiu investimentos de empresas interessadas em tecnologia de ponta para algumas regiões dos Estados Unidos, como a costa do Pacífico (estados de Washington, Califórnia e Oregon).
  • 45. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia TIPOS DE INDUSTRIAS do SUN BELT Indústrias de tecnologia de ponta como informática, microeletrônica e semicondutores. Ao longo da costa oeste, em especial na Califórnia, e no sul dos Estados Unidos.
  • 46. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Essa região, atraiu as indústrias de elevada tecnologia graças a uma combinação de diversos fatores: -proximidade com o Pacífico (devido à importância estratégica adquirida por essa região desde a Segunda Guerra Mundial, com a presença do Japão, dos chamados “Tigres Asiáticos” e da China, hoje muito importante economicamente).
  • 47. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Na década de 1970 esse tecnopolo passou a ser chamado de Vale do Silício, por agrupar a maior concentração mundial de empresas de tecnologia da Terceira Revolução Industrial: semicondutores, circuitos integrados, chips, computadores e produtos da indústria microeletrônica. Essas novas empresas também inovaram no processo de produção, com a adaptação do toyotismo ou sistema de acumulação flexível.
  • 48. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 49. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia TOYOTISMO... PRODUÇÃO ENXUTA... Originou-se no Japão, mais precisamente na fábrica de automóveis da Toyota. Ele consiste na produção em larga escala, mas, no entanto, com a otimização da produção, do mercado e do trabalho, pois ocorreram mudanças significativas no mundo do trabalho, o trabalhador passa e ser polivalente, e não desenvolve apenas uma única função, quando da época do fordismo.
  • 50. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia TOYOTISMO... PRODUÇÃO ENXUTA... Originou-se no Japão, mais precisamente na fábrica de automóveis da Toyota. Ele consiste na produção em larga escala, mas, no entanto, com a otimização da produção, do mercado e do trabalho, pois ocorreram mudanças significativas no mundo do trabalho, o trabalhador passa e ser polivalente, e não desenvolve apenas uma única função, quando da época do fordismo. Características: -Produção flexível -A fabricação torna-se controlada na qualidade e quantidade com a utilização da robótica e da -informática - importância crescente do conhecimento cientifico -O objetivo é evitar o desperdíçio de capital em forma de grandes estoques de matérias-primas e - produtos acabados
  • 51. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Responda à questão com base na leitura do mapa dos Estados Unidos da América e nas afirmativas. Sobre a área assinalada no mapa, conhecida como Sun Belt, afirma-se: I. Nela predomina a indústria tradicional, que ainda emprega mão de obra numerosa. II. É uma área estratégica de comércio, pois está situada junto aos Grandes Lagos. III. Compreende um conjunto de núcleos industriais resultantes da política de descentralização da indústria estadunidense. IV. Nesta área está situado o Silicon Valley. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I, II e IV. c) I e IV. e) III e IV. b) I, II e III. d) II e III.
  • 52. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Responda à questão com base na leitura do mapa dos Estados Unidos da América e nas afirmativas. Sobre a área assinalada no mapa, conhecida como Sun Belt, afirma-se: I. Nela predomina a indústria tradicional, que ainda emprega mão de obra numerosa. II. É uma área estratégica de comércio, pois está situada junto aos Grandes Lagos. III. Compreende um conjunto de núcleos industriais resultantes da política de descentralização da indústria estadunidense. IV. Nesta área está situado o Silicon Valley. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I, II e IV. c) I e IV. e) III e IV. b) I, II e III. d) II e III.
  • 53. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Cerca de 80% da população dos Estados Unidos vive em cidades. A intensa urbanização do país acompanhou suas fases de industrialização e deu origem a amplas malhas urbanas, resultantes da união de várias metrópoles. Essas concentrações recebem o nome de megalópoles. Existem três megalópoles nos Estados Unidos. Nova York, Los Angeles e Chicago são, respectivamente, as três maiores metrópoles do país e cada uma delas é núcleo de uma dessas megalópoles (figura 6).
  • 54. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 55. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Nova York é a metrópole central de uma imensa megalópole dos Estados Unidos denominada Boswash – nome formado pelas abreviaturas de Boston e Washington, pontos extremos da área que ela abrange. A megalópole se estende por Nova York, Filadélfia e Baltimore; atualmente avança sobre a cidade de Norfolk. Nessa estreita faixa urbana de aproximadamente 700 quilômetros de comprimento vivem mais de 50 milhões de pessoas: de cada seis habitantes do país, um mora nessa megalópole.
  • 56. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 57. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 58. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 59. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Desde meados do século XIX, Chicago passou a se consolidar como um polo comercial e industrial. Localizada no estado de Illinois, às margens do lago Michigan, Chicago é a terceira maior metrópole dos Estados Unidos. Com quase 3 milhões de habitantes, é o centro de uma região metropolitana que envolve várias cidades vizinhas, perfazendo um total de mais de 9 milhões de habitantes.
  • 60. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Chicago
  • 61. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Chicago é outro polo financeiro e de serviços do país e a metrópole central de outra enorme megalópole norte-americana, denominada Chipitts – nome formado pela abreviatura de Chicago e Pittsburgh e que indica que a área compreende Chicago, em um dos extremos, e Pittsburgh, no outro, abarcando ainda Cleveland e Detroit.
  • 62. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Los Angeles é a segunda maior metrópole dos Estados Unidos e a maior cidade do estado da Califórnia. Tem quase 4 milhões de habitantes e cerca de 14 milhões na sua enorme região metropolitana. Está entre as cidades mais multiculturais do mundo e abriga indivíduos de muitas partes do planeta, sobretudo hispânicos e asiáticos. Assim como Toronto, no Canadá, quase metade de sua população nasceu no estrangeiro.
  • 63. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Na costa oeste dos Estados Unidos, quando vista em conjunto com as cidades de San Francisco, San Diego e Sacramento, Los Angeles forma uma megalópole dinâmica denominada San-San, cujos extremos são as cidades de San Francisco e San Diego.
  • 64. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 65. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado ‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa).
  • 66. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Abril/1917 os EUA entram na Guerra (sai do chamado ‘esplêndido isolamento – EUA não se mistura com a Europa). Até esse momento a economia estadunidense não era uma economia credora, mas sim, devedora. Em 1911, os Estados Unidos deviam 3 bilhões de dólares ao mercado europeu. O Congresso americano aprova uma lei que permite apoio econômico (alimentos, remédios, armas, etc.. Principalmente a Inglaterra e a França)
  • 67. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial, a população dos países envolvidos cultivavam alimentos onde dava, uma vez que boa parte da produção era destinada aos esforços de guerra.
  • 68. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Com a Grande Guerra, os EUA viu uma possibilidade de diminuir seu déficit devedor. (Se tornou um investimento a receber após a guerra – eles esperavam uma guerra de semanas) E os auxílios começaram a virar uma dívida da Europa com os EUA (em 1917, a dívida com os EUA já era de mais de 2 Bilhões de dólares. Cartaz feito em 1917 mostra a bandeira dos EUA como um sol cujos raios botam para correr o soldado alemão. A entrada norte- americana no conflito foi decisiva para a derrota das potências centrais. A entrada dos EUA teve grande influência no desfecho da Primeira Guerra Mundial.
  • 69. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa). Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir tropas. Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os soldados.
  • 70. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Até a Rússia sair da Guerra (em 1917 – Revolução Russa). Os alemães possuíam um forte exército em terra e poderiam ganhar se não tivessem q dividir tropas. Eles não treinam os soldados. Muito equipamento, muito armamento mas sem treinar os soldados. -Parque industrial intacto -fornecimento de armamentos -War Bonds (bônus de guerra – títulos de capitalização para financiar a luta) -Fim da vantagem alemã sobre a frente franco-inglesa.
  • 71. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia WAR LOAN BONDS – títulos de dívida de guerra Títulos que deveriam ser pagos pelo governo entre 1927 e 1929
  • 72. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 73. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia A entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial foi mais planejada que a Primeira. Os soldados treinam durante 1 ano antes de ir para a Europa.
  • 74. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 75. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 76. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Capitão América O primeiro gibi do Capitão América, por exemplo, foi publicado em março de 1941. O Capitão América não foi o primeiro super-herói dos gibis norte- americanos (o Super-Homem já havia aparecido em 1938), mas ele foi um dos primeiros a trazer histórias mais engajadas na luta contra o nazismo e inspirou inúmeras imitações. Foi quando se tornaram comuns gibis que traziam capas com os heróis socando ou ridicularizando os ditadores do Eixo: Hitler e seus aliados, Mussolini, ditador italiano, Tojo, primeiro- ministro japonês na época do ataque a Pearl Harbor, e o então imperador japonês Hiroíto.
  • 77. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942. O inimigo é desumanizado, aparecendo como um ser demoníaco, com olhos luminosos que sobressaem de um capacete do exército alemão,
  • 78. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Neste cartaz de 1942, o governo dos EUA chama a população para a compra de bônus de Guerra para financiar a luta. Comprar os títulos era uma manifestação de patriotismo dos investidores. (A sombra é da suástica, símbolo nazista)
  • 79. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Cartaz produzido pelo governo dos Estados Unidos em 1942. A bandeira rasgada e a fumaça ao fundo representam o ataque japonês a Pearl Harbor. “Lembre-se do 7 de Dezembro. Que todos nós aqui presentes admitamos solenemente que esses homens não morreram em vão.”
  • 80. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia As potências europeias se enfraqueceram durante as duas guerras mundiais, enquanto os Estados Unidos, ao fornecerem produtos básicos ao abastecimento da população dos países aliados, bem como armas e outros equipamentos militares se desenvolveram de forma considerável.
  • 81. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia No fim da Primeira Guerra, os Estados Unidos já eram a maior economia e detinham cerca de metade da produção internacional. Com o fim da Segunda Guerra, acrescentaram ao poder econômico que já possuíam um poder militar extremamente avançado e uma liderança geopolítica do mundo, com a instalação de bases militares em todo o globo.
  • 82. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Esse fato se ampliou ainda mais com o fim da Guerra Fria (1947-1989) em decorrência da derrocada do socialismo real na antiga União Soviética (1991).
  • 83. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia O ataque terrorista de 11 de setembro de 2001 fez mais do que aumentar os investimentos norte-americanos em recursos defensivos. Em 2002, com o pretexto de acabar com os ataques terroristas, o governo divulgou um documento intitulado “A estratégia de segurança nacional dos Estados Unidos”, que contém determinações para as áreas político-militar e econômica e foram apelidadas de Doutrina Bush, por causa do nome do presidente George W. Bush.
  • 84. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Com essa ideologia de poder, George Bush implanta uma administração voltada para a luta contra o terrorismo, baseada na presença militar norte-americana em várias partes do mundo, com o uso da força de modo unilateral (sem levar em consideração organismos multilaterais, ex.: ONU) e de forma preventiva contra qualquer país que os EUA considerem ameaçador.
  • 85. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 86. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 87. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia 1-Nome do líder 2-País que representa
  • 88. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 89. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 90. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia
  • 91. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia “(...)Não é de surpreender que a maior parte do globo veja nos Estados Unidos o poder dominante. Nenhuma outra potência militar pode fazer-lhe frente. Nenhuma outra nação isolada pode rivalizar com os Estados Unidos em poderio econômico, influência e consumo de recursos. Nenhuma exportação cultural se equipara à de Hollywood. Nenhuma segunda língua se iguala ao inglês. Em todos esses sentidos, pode-se falar em um IMPÉRIO AMERICANO (...)” GITLIN, Todd. Revista Veja. 26/12/2001.
  • 92. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia Os investimentos militares dos Estados Unidos representam cerca de metade dos investimentos realizados no mundo todo.
  • 93. Apresentação elaborada pela Professora FERNANDA LOPES, disciplina de Geografia http://eucurtogeograffia.blogspot.com.br/2012/09/a-doutrina-bush.html http://www.onivoro.com.br/2011/06/14/agricultura-urbana-seus-alimentos-produzidos-bem-perto-de-voce-%E2%80%93-parte-ii/ http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://1grandeguerra.no.comunidades.net/imagens/grandes_potencias_aliadas_da_primeira_guerra _mundial.jpg&imgrefurl=http://1grandeguerra.no.comunidades.net/index.php?pagina%3D1221059499&h=340&w=540&tbnid=qgsijXxSOpfPQM :&zoom=1&docid=Wg_4ohGS3F5uYM&ei=hCrhVL-NGsWxggSmmoDADA&tbm=isch&ved=0CEUQMygiMCI https://nidiasevero.wordpress.com/2010/12/14/guerras-e-rumores-de-guerras/ http://mestrewilsoncorreia.blogspot.com.br/2014/02/primeira-guerra-mundial.html https://cienciassocialesmejia.wordpress.com/2014/03/19/principales-acciones-militares-y-acontecimientos-durante-la-segunda-guerra-mundial/ http://educacao.uol.com.br/disciplinas/historia/quadrinhos-e-2-guerra-mundial-capitao-america-e-os-roteiristas-judeus.htm http://eucurtogeograffia.blogspot.com.br/2011/06/conhecer-os-eua-e-obrigacao.html http://cursinhofeg.blogspot.com.br/2011_08_01_archive.html http://historiaonline.com.br http://descomplica.com.br http://pt.slideshare.net/DayaneBaraldi/cartazes-de-guerra http://www.crazywebsite.com/Free-Galleries-01/USA_Patriotic/pg- WWII_Posters_Vintage/WWII_Patriotic_Posters_United_States_America_War_Bonds_Stamps_1_jpg.htm