SlideShare uma empresa Scribd logo
MINERAÇÃO
(SÉCULO XVIII)
1. Introdução
o Metalismo: ouro e prata – base da riqueza do Estado.
o Portugal: sonho de encontrar ouro no Brasil.
o Ouro de lavagem: São Paulo, Paraná, Ceará, Bahia.
o Açúcar em decadência.
o Antônio Rodrigues Arzão: Minas Gerais.
o Pascoal Moreira Cabral: Mato Grosso.
o Bartolomeu Bueno da Silva Filho: Goiás.
2. Ouro de aluvião (leito dos rios)
Faiscação (areia misturada com faíscas de ouro):
o Baixo nível técnico (técnicas rudimentares).
o Rápido esgotamento das jazidas.
Lavras (ouro de veios):
o Galerias subterrâneas e técnicas mais apuradas.
o Investimentos e mão de obra escrava.
3. Administração
Regimento do ouro (1702):
o Regulamentava a mineração (impostos, datas).
Intendência das Minas (1702):
o Demarcar datas, administração, solução de conflitos.
Casas de fundição (1720):
o O ouro deveria ser fundido, quintado, selado.
Tributos:
Meta anual: 100 arrobas de ouro.
Quinto:
o 1/5 (20%) de todo ouro extraído seria de Portugal.
o Em 1730 o imposto foi reduzido para 12%.
Capitação (por cabeça):
o 17 gramas por trabalhador pagos semestralmente.
Finta (estimativa):
o Quinto cobrado por uma produção presumível.
o Meta de produção de 500 arrobas anuais.
o 100 arrobas anuais deveriam ir para Portugal.
Derrama (cobrança compulsória):
o Cobrança forçada para cobrir o déficit fiscal.
o Doação de bens pessoais para cobrir o prejuízo.
4. Diamantes
Arraial do Tijuco (Diamantina):
o O Conselho Ultramarino regulou a sua extração.
o Criada a Intendência dos Diamantes.
o Particulares extraíam sob pagamento de tributos.
o Contratação: particulares adiantavam impostos
em troca do arrendamento da exploração.
o Depois o Estado assumiu o controle da exploração.
5. Sociedade da mineração
Urbanização:
o A mineração propiciou intensa vida urbana.
o Vila Rica, Mariana, Sabará, Congonhas, Tijuco.
Mobilidade social:
o Enriquecimento pelo ouro e pelo comércio.
o Possibilidade de ascensão social.
Menor diferenciação social:
o Extremos: mineradores e comerciantes contra
escravos e homens livres pobres.
o Camada intermediária: pequenos comerciantes,
tropeiros, pedreiros, carpinteiros, coureiros.
Escravismo e patriarcalismo:
o Escravidão convivia com trabalho livre.
o Poucas mulheres ocuparam papel de destaque.
Xica da Silva
Bárbara Heliodora
6. Consequências da mineração
o Prosperidade temporária para Portugal.
o Tratado de Methuen (panos e vinhos):
ouro brasileiro para cobrir os déficits de Portugal.
o Urbanização e crescimento populacional.
o O eixo econômico migrou para o Sudeste.
o Povoamento do interior do território.
o Mudança da capital para o Rio de Janeiro (1763).
Ao fim do século XVIII, o escasseamento das jazidas
de ouro foi seguido pela recuperação das atividades
no setor agrícola. A valorização de produtos como
o algodão, açúcar e o tabaco marcaram o
estabelecimento do chamado “renascimento
agrícola”. Com o advento da revolução industrial,
o tabagismo e a indústria têxtil alargaram
a busca por algodão e tabaco favoreceram
a agricultura mineira.
Barroco: O barroco mineiro expressou – se na arte sacra:
pintura, arquitetura (igrejas), murais e escultura. O
barroco colonial notabilizou – se pela igrejas singelas por
fora, ricamente decoradas por dentro e seus
representantes foram Aleijadinho e Mestre Valentim.
A Arcádia Mineira trouxe nomes influenciados pelo
Iluminismo, os inconfidentes: Cláudio Manuel da Costa,
Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto e Manuel
Inácio Silva Alvarenga.
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
marlete andrade
 
A era do ouro
A era do ouroA era do ouro
A era do ouro
NBrunoFS
 
A exploração do ouro
A exploração do ouroA exploração do ouro
A exploração do ouro
Francisco Ribeiro
 
A economia mineradora
A economia mineradoraA economia mineradora
A economia mineradora
BriefCase
 
5.ciclo do ouro no brasil
5.ciclo do ouro no brasil5.ciclo do ouro no brasil
5.ciclo do ouro no brasil
valdeck1
 
Brasil colonia ou América Portuguesa
Brasil colonia ou América PortuguesaBrasil colonia ou América Portuguesa
Brasil colonia ou América Portuguesa
Pérysson Nogueira
 
Mineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colôniaMineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colônia
João Marcelo
 
Brasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filéBrasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filé
mundica broda
 
Brasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIIIBrasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIII
Bruno E Geyse Ornelas
 
A descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação dasA descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação das
Edenilson Morais
 
Aula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no BrasilAula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no Brasil
Natalia Gruber
 
O Ciclo do ouro
O Ciclo do  ouroO Ciclo do  ouro
O Ciclo do ouro
Yara Ribeiro
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
raqueel_costa
 
A mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonialA mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonial
Marilia Pimentel
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
Lucas Reis
 
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Privada
 
G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
Rafael Vasco
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
Stephani Coelho
 
Mineração
MineraçãoMineração
Mineração
PROFºWILTONREIS
 
Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)
Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)
Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)
isameucci
 

Mais procurados (20)

Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
 
A era do ouro
A era do ouroA era do ouro
A era do ouro
 
A exploração do ouro
A exploração do ouroA exploração do ouro
A exploração do ouro
 
A economia mineradora
A economia mineradoraA economia mineradora
A economia mineradora
 
5.ciclo do ouro no brasil
5.ciclo do ouro no brasil5.ciclo do ouro no brasil
5.ciclo do ouro no brasil
 
Brasil colonia ou América Portuguesa
Brasil colonia ou América PortuguesaBrasil colonia ou América Portuguesa
Brasil colonia ou América Portuguesa
 
Mineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colôniaMineração no Brasil colônia
Mineração no Brasil colônia
 
Brasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filéBrasil ciclo do ouro.filé
Brasil ciclo do ouro.filé
 
Brasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIIIBrasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIII
 
A descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação dasA descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação das
 
Aula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no BrasilAula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no Brasil
 
O Ciclo do ouro
O Ciclo do  ouroO Ciclo do  ouro
O Ciclo do ouro
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
A mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonialA mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonial
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
 
G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
 
Mineração
MineraçãoMineração
Mineração
 
Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)
Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)
Brasil Colônia - Séc. XVIII (Ciclo do Ouro)
 

Semelhante a Brasil Mineração (século XVIII)

Mineracao no brasil
Mineracao no brasilMineracao no brasil
Mineracao no brasil
Loredana Ruffo
 
Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)
Marcelo Ferreira Boia
 
ciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdfciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdf
DenisBrito16
 
Mineração 8º ano
Mineração 8º anoMineração 8º ano
Mineração 8º ano
Cristine Becker
 
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
Lara Lídia
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
Deusirene Aparecida
 
Ourodeminas
OurodeminasOurodeminas
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
Franciele Marques
 
Ciclo do Ouro - A mineração no Brasil Colonial
Ciclo do Ouro - A mineração no Brasil ColonialCiclo do Ouro - A mineração no Brasil Colonial
Ciclo do Ouro - A mineração no Brasil Colonial
LeandroDiniz36
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Mineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colôniaMineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colônia
MARIANO C7S
 
As minas de ouro
As minas de ouroAs minas de ouro
As minas de ouro
Ana Paula Ferreira
 
G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
Tonya H Buckholz
 
G2 – o ciclo do ouro final
G2 – o ciclo do ouro finalG2 – o ciclo do ouro final
G2 – o ciclo do ouro final
Rafael Vasco
 
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
isameucci
 
Ciclo do Ouro
Ciclo do OuroCiclo do Ouro
Ciclo do Ouro
raphacorrea
 
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradoraO controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
jessica Nogueira
 
Mineração - 2º ano
Mineração - 2º anoMineração - 2º ano
Mineração - 2º ano
7 de Setembro
 
Mineração - 2º ano
Mineração - 2º anoMineração - 2º ano
Mineração - 2º ano
7 de Setembro
 
Mineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptxMineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptx
GabrielDominguesRoch
 

Semelhante a Brasil Mineração (século XVIII) (20)

Mineracao no brasil
Mineracao no brasilMineracao no brasil
Mineracao no brasil
 
Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)
 
ciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdfciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdf
 
Mineração 8º ano
Mineração 8º anoMineração 8º ano
Mineração 8º ano
 
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Ourodeminas
OurodeminasOurodeminas
Ourodeminas
 
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
 
Ciclo do Ouro - A mineração no Brasil Colonial
Ciclo do Ouro - A mineração no Brasil ColonialCiclo do Ouro - A mineração no Brasil Colonial
Ciclo do Ouro - A mineração no Brasil Colonial
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Mineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colôniaMineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colônia
 
As minas de ouro
As minas de ouroAs minas de ouro
As minas de ouro
 
G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
 
G2 – o ciclo do ouro final
G2 – o ciclo do ouro finalG2 – o ciclo do ouro final
G2 – o ciclo do ouro final
 
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
Apogeu de desagregação do sistema colonial (Mineração)
 
Ciclo do Ouro
Ciclo do OuroCiclo do Ouro
Ciclo do Ouro
 
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradoraO controle sobre ouro- Sociedade mineradora
O controle sobre ouro- Sociedade mineradora
 
Mineração - 2º ano
Mineração - 2º anoMineração - 2º ano
Mineração - 2º ano
 
Mineração - 2º ano
Mineração - 2º anoMineração - 2º ano
Mineração - 2º ano
 
Mineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptxMineração no Brasil Colonial.pptx
Mineração no Brasil Colonial.pptx
 

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia (20)

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
Islamismo 2021
 
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
Ideologias do século XIX
 
Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.
 

Último

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
ILDISONRAFAELBARBOSA
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 

Último (20)

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 

Brasil Mineração (século XVIII)

  • 2.
  • 3. 1. Introdução o Metalismo: ouro e prata – base da riqueza do Estado. o Portugal: sonho de encontrar ouro no Brasil. o Ouro de lavagem: São Paulo, Paraná, Ceará, Bahia. o Açúcar em decadência. o Antônio Rodrigues Arzão: Minas Gerais. o Pascoal Moreira Cabral: Mato Grosso. o Bartolomeu Bueno da Silva Filho: Goiás.
  • 4.
  • 5. 2. Ouro de aluvião (leito dos rios) Faiscação (areia misturada com faíscas de ouro): o Baixo nível técnico (técnicas rudimentares). o Rápido esgotamento das jazidas. Lavras (ouro de veios): o Galerias subterrâneas e técnicas mais apuradas. o Investimentos e mão de obra escrava.
  • 6.
  • 7. 3. Administração Regimento do ouro (1702): o Regulamentava a mineração (impostos, datas). Intendência das Minas (1702): o Demarcar datas, administração, solução de conflitos. Casas de fundição (1720): o O ouro deveria ser fundido, quintado, selado.
  • 8.
  • 9. Tributos: Meta anual: 100 arrobas de ouro. Quinto: o 1/5 (20%) de todo ouro extraído seria de Portugal. o Em 1730 o imposto foi reduzido para 12%. Capitação (por cabeça): o 17 gramas por trabalhador pagos semestralmente.
  • 10. Finta (estimativa): o Quinto cobrado por uma produção presumível. o Meta de produção de 500 arrobas anuais. o 100 arrobas anuais deveriam ir para Portugal. Derrama (cobrança compulsória): o Cobrança forçada para cobrir o déficit fiscal. o Doação de bens pessoais para cobrir o prejuízo.
  • 11. 4. Diamantes Arraial do Tijuco (Diamantina): o O Conselho Ultramarino regulou a sua extração. o Criada a Intendência dos Diamantes. o Particulares extraíam sob pagamento de tributos. o Contratação: particulares adiantavam impostos em troca do arrendamento da exploração. o Depois o Estado assumiu o controle da exploração.
  • 12.
  • 13. 5. Sociedade da mineração Urbanização: o A mineração propiciou intensa vida urbana. o Vila Rica, Mariana, Sabará, Congonhas, Tijuco. Mobilidade social: o Enriquecimento pelo ouro e pelo comércio. o Possibilidade de ascensão social.
  • 14. Menor diferenciação social: o Extremos: mineradores e comerciantes contra escravos e homens livres pobres. o Camada intermediária: pequenos comerciantes, tropeiros, pedreiros, carpinteiros, coureiros. Escravismo e patriarcalismo: o Escravidão convivia com trabalho livre. o Poucas mulheres ocuparam papel de destaque.
  • 16. 6. Consequências da mineração o Prosperidade temporária para Portugal. o Tratado de Methuen (panos e vinhos): ouro brasileiro para cobrir os déficits de Portugal. o Urbanização e crescimento populacional. o O eixo econômico migrou para o Sudeste. o Povoamento do interior do território. o Mudança da capital para o Rio de Janeiro (1763).
  • 17. Ao fim do século XVIII, o escasseamento das jazidas de ouro foi seguido pela recuperação das atividades no setor agrícola. A valorização de produtos como o algodão, açúcar e o tabaco marcaram o estabelecimento do chamado “renascimento agrícola”. Com o advento da revolução industrial, o tabagismo e a indústria têxtil alargaram a busca por algodão e tabaco favoreceram a agricultura mineira.
  • 18. Barroco: O barroco mineiro expressou – se na arte sacra: pintura, arquitetura (igrejas), murais e escultura. O barroco colonial notabilizou – se pela igrejas singelas por fora, ricamente decoradas por dentro e seus representantes foram Aleijadinho e Mestre Valentim. A Arcádia Mineira trouxe nomes influenciados pelo Iluminismo, os inconfidentes: Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto e Manuel Inácio Silva Alvarenga.