SlideShare uma empresa Scribd logo
Ciências Humanas e suas
Tecnologias - História
Ensino Fundamental, 6º Ano
Introdução aos Estudos da História
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Para que
estudar?
Por que
estudar?
O que é?
História
Para que
serve?
O que é História?
• Uma ciência?
• Uma narrativa?
• Contar o passado?
• Uma investigação?
História (do grego
antigo ἱστορία,: historía,
que significa "pesquisa",
"conhecimento advindo
da investigação")
http://pt.wikipedia.org/wiki
/Hist%C3%B3ria
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
História vem do grego histor
A utilização da palavra história, pela primeira vez, foi
na Grécia Antiga. Ela origina-se de histor, palavra
grega que significa testemunho. Depois, a história foi
identificada como narração, isto é, o historiador seria
um memorialista escrevendo, no presente, sobre os
acontecimentos do passado. Mais tarde, ela
continuou sendo entendida como narrativa, mas
ganhou uma finalidade didática – ensinar e criar
modelos de comportamento para os seres humanos.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
HERÓDOTO, O PAI DA HISTÓRIA
A palavra história tem sua origem nas investigações de Heródoto. O grego Heródoto, que
viveu no século V a.C , é considerado o “pai da História” e primeiro historiador, pois foi o
pioneiro na investigação do passado para obter o conhecido histórico.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Imagem:
Marie-Lan
Nguyen
/
Creative
Commons
Attribution
2.5
Generic
Mas, qual o conceito
de história?
História é tudo o que
está relacionado às
pessoas, desde o
momento em que
surgiram, sua evolução
e sua presença através
dos tempos. O
dicionário Aurélio
define História de
forma tradicional como
narrativa de fatos e
conhecimento
adquirido pela tradição
ou por documentos
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
História: Narração metódica dos fatos
notáveis ocorridos na vida dos povos,
em particular na vida da humanidade em
geral; conjunto de conhecimentos
adquiridos através da tradição e/ou
mediante documentos, acerca da
evolução do passado da humanidade.
FERREIRA. Aurélio Buarque de Holanda.
Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da
língua portuguesa. 3ed.
Rio de Janeiro. Nova Fronteira, 1999.
"História inclui todo o traço e vestígio
de tudo o que o homem fez ou
pensou desde seu primeiro
aparecimento sobre a Terra."
ROBISON, James Harvey, citado em BURK, Peter. A
escrita da história: novas perspectivas. São Paulo.
Unesp, 1992.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
"A história é o registro da sociedade
humana, ou civilização mundial; das
mudanças que acontecem na natureza
dessa sociedade [...]”
KHALDUN, Ibn, citado em HOBSBAWN, Eric. Sobre
história. São Paulo. Companhia das Letras, 1998.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Então, História é
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Processo
dinâmico
Narração de
fatos
Estudo da ação
dos homens
Ciência dos homens
do tempo
Estudo do
passado
Ciência
Homem
Tempo
Estudo
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Para o historiador francês Marc
Bloch, História se define assim:
A partir dos conceitos analisados, a proposta é de
produzir seu próprio conceito de História e discutir na
sala, em forma de debate, as definições apresentadas.
Baseado no conceito do historiador Marc
Bloch, História é, portanto, a ciência que
estuda a vida humana através dos tempos.
BLOCH, Marc. Introdução à história. Trad. Maria Manuel Miguel e
Rui Grácio. 2a. ed. Lisboa: Europa-América, 1974.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Para que estudar história?
• Um dos principais objetivos da História é
resgatar os aspectos culturais de um
determinado povo ou região para o
entendimento do processo de
desenvolvimento.
• Entender o passado também é importante
para compreender o presente.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Qual o objeto de estudo da História?
A ideia que o passado passa a ser objeto de
uma ciência é absurda. O objeto da história é
por natureza o homem. (Marc Bloch)
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
O homem como
sujeito histórico
Os seres humanos sempre
fizeram registros
históricos. Nossos
indígenas, por exemplo, já
registravam o cotidiano
por meio da confecção de
utensílios (machadinhas
de pedra, enfeites de
penas de pássaros,
objetos de cerâmica) ou
pinturas em cavernas, dez
mil anos atrás.
Daka Homo erectus
Imagem: Henry Gilbert and Kathy Schick / Creative Commons Attribution-Share
Alike 3.0 Unported
Observe:
Lembranças de dona Alice
"Nasci em Aparecida do Norte [ ... ]. Com três anos de idade já
estava aqui em São Paulo. [ ... ]
Com dez anos comecei a trabalhar numa oficina de costura, na
Rua Apa [ ... ], lá na Santa Cecília. Ganhava cinco mil-réis por mês.
As meninas varriam a sala, juntavam os alfinetes do chão,
arrumavam as linhas nas caixas. [ ... ]
Com doze anos, comecei a trabalhar na oficina de costura na
Rua Duque de Caxias. [...] Ganhava um pouquinho mais, uns dez
mil-réis por mês, para trabalhar desde às oito horas até as sete
horas da noite. Era pouquíssimo."
Depoimento de dona Alice. ln: BOSI, Ecléa.
Memória e sociedade: lembranças de velhos. 3. ed.
São Paulo: Companhia das Letras, 1994. p. 104-105.
• Av. Duque de Caxias / São Paulo - 2014
O depoimento que você leu no slide anterior foi colhido de uma
pessoa comum, e não de uma figura conhecida da política, da
televisão ou do cinema. Ao dar o seu depoimento, dona Alice
revelou para nós algumas lembranças da sua vida de oitenta
anos atrás na cidade de São Paulo. A fotografia da Av. Duque
de Caxias está relacionada a um centro urbano.
Tanto o depoimento da D. Alice quanto essa fotografia são
documentos importantes para o trabalho do historiador.
Você sabe por quê?
O que existe em comum entre os dois casos?
O que existe de diferente?
Agora é sua vez!
Produza o seu relato, como fez D. Alice,
narrando experiências (alegres e tristes) e
descobertas que você fez até este momento da
sua vida.
Ao final, organize, com os colegas, uma
apresentação com os relatos da classe, para a
próxima aula.
Aulas 2-3 – FONTES HISTÓRICAS
A História tem auxílio de outras
ciências
Antropologia
(estuda o homem e
suas relações)
Paleontologia
(estuda os
fósseis)
Arqueologia
(estuda a cultura
material de povos
antigos)
Paleografia (estuda
as escritas antigas)
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Quem é o responsável pelas
informações, pelos dados, pela
pesquisa?
O historiador tem um papel fundamental
na construção do processo histórico.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Interpreta fatos
históricos
Analisa registros que
foram deixados
Estuda documentos
e fontes históricas
Busca vestígios que
possam fornecer
informações à
investigação
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
O historiador
Imagem: Ben Garney / Creative Commons
Attribution 2.0 Generic
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
• Cabe, portanto, ao historiador interpretar as sociedades
humanas do passado e não apenas narrar os fatos, datas e
personalidades.
• O trabalho do historiador é bastante instigante, pois lida
com temas e assuntos relacionados a acontecimentos que,
em sua grande maioria, ocorreram muito tempo antes do
nascimento dele e sua função é interpretar acontecimentos
históricos.
• As técnicas, fichas, entrevistas, perguntas, catalogação de
dados, entre outros dão segurança para realizar
cientificamente o trabalho do historiador. Os métodos são
orientações seguidas por ele nas etapas da sua pesquisa e da
sua investigação.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
O fato histórico é estudado através de vestígios e documentos.
Os historiadores usam várias fontes de informação para construir
a sucessão de processos históricos.
Fontes históricas são
documentos, registros,
vestígios ou marcas da
presença dos homens.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
É importante saber...
• As fontes históricas são constituídas por
elementos que o homem fez e deixou no
passado.
• Os monumentos, templos, esculturas,
pinturas e outros objetos em geral são
considerados vestígios.
Fontes históricas podem ser
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Fontes escritas (documentos oficiais
como contratos, registros contábeis,
registros de cartórios, publicações
científicas, letras de músicas, etc.).
Fontes orais são as entrevistas, os relatos,
os causos, as lendas, os mitos, entre as
manifestações verbais.
É importante saber...
Todos os bens móveis, imóveis, naturais,
que possuam valor significativo para
uma sociedade, podendo ser estético,
artístico, documental, social, espiritual
ou ecológico compõem seu
PATRIMÔNIO HISTÓRICO.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Patrimônio
Conjunto de bens materiais
e imateriais que contam a
história de um povo e sua
relação com o meio
ambiente . É legado que
herdamos do passado e que
transmitimos a gerações
futuras.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Um pedaço da arte marajoara , criada
pelos índios da Amazônia.
Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Sabará
Imagem: Christian Knepper / public domain
Imagem: NI / Creative Commons Attribution-Share Alike
3.0 Unported
Patrimônio Material
São os aspectos mais
concretos da vida
humana e fornecem
informações sobre as
pessoas. Cultura
material é o mesmo
que objeto ou
artefato.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Igreja em Ouro Preto, Minas Gerais,
Brasil. Julho de 2006.
Pintura de dois animais.
Imagem:
Adam
Jones
/
Creative
Commons
Attribution-Share
Alike
3.0
Unported
Imagem:
Vitor
1234
/
Creative
Commons
Attribution-Share
Alike
3.0
Unported
Patrimônio imaterial
As práticas, representações,
expressões, conhecimentos
e técnicas. Os saberes, os
modos de fazer, as formas
de expressão, celebrações,
as festas e danças
populares, lendas, músicas,
costumes e outras tradições.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Imagem:
Pedro
Spoladore
/
GNU
Free
Documentation
License
Imagem:
Paulo
Camelo
/
Creative
Commons
Attribution-Share
Alike
3.0
Unported
Caboclos de lança em evolução (PE)
Dança dos Mascarados, Poconé, Mato Grosso
Sugestão de atividade
O aluno deverá produzir um texto sobre a história de
sua vida, utilizando como fonte de informação os
registros escritos, fotográficos, relatos orais. É
importante ressaltar que, nesta atividade, o aluno é
o historiador e sua narrativa deve ter como base as
fontes utilizadas. Durante as aulas de História que se
seguirão, um grupo de alunos apresentará as
narrativas para a turma.
HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
Introdução aos estudos de História
Tabela de Imagens
n° do
slide
direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do
Acesso
5 Marie-Lan Nguyen / Creative Commons
Attribution 2.5 Generic
http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3AHerodot
os_Met_91.8.jpg
03/09/2012
14 Henry Gilbert and Kathy Schick / Creative
Commons Attribution-Share Alike 3.0
Unported
http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ADaka_Ho
mo_erectus.jpg
03/09/2012
17 Ben Garney / Creative Commons Attribution
2.0 Generic
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:2009_readin
g_Boston_USA_3753609699.jpg
03/09/2012
23A NI / Creative Commons Attribution-Share
Alike 3.0 Unported
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Igreja_de_N
ossa_Senhora_da_Concei%C3%A7%C3%A3o_de_Saba
r%C3%A1.jpg
03/09/2012
23B Christian Knepper / public domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ACeramic
a_Marajoara.jpg
03/09/2012
24A Vitor 1234 / Creative Commons Attribution-
Share Alike 3.0 Unported
http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ASerra_da
_Capivara_-_Painting_7.JPG
03/09/2012
24B Adam Jones / Creative Commons
Attribution-Share Alike 3.0 Unported
http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3AChurch_i
n_Ouro_Preto_-_Minas_Gerais_-_Brazil_02.jpg
03/09/2012
25A Pedro Spoladore / GNU Free Documentation
License
http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ADan%C3
%A7a_dos_Mascarados.JPG
03/09/2012
25B Paulo Camelo / Creative Commons
Attribution-Share Alike 3.0 Unported
http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ACaboclos
_de_lan%C3%A7a.jpg
03/09/2012

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx

História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadores
Ivanilton Junior
 
O que é história 6 ano
O que é história  6 anoO que é história  6 ano
O que é história 6 ano
Camile Lessa
 
Historiografia da História
Historiografia da HistóriaHistoriografia da História
Historiografia da História
Cristóvão Gomes
 
Inf historia 6
Inf historia 6Inf historia 6
Inf historia 6
Izaac Erder
 
Estudo introdutório
Estudo introdutórioEstudo introdutório
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
Zé Knust
 
2.introdução á história.15.
2.introdução á história.15.2.introdução á história.15.
2.introdução á história.15.
Jose Ribamar Santos
 
Pra que história
Pra que históriaPra que história
Pra que história
paola2803
 
Aulas história 6_ano
Aulas história 6_anoAulas história 6_ano
Aulas história 6_ano
tyromello
 
3.as correntes históricas
3.as correntes históricas3.as correntes históricas
3.as correntes históricas
Jose Ribamar Santos
 
2.introdução á história.14
2.introdução á história.142.introdução á história.14
2.introdução á história.14
Jose Ribamar Santos
 
Hes act 3
Hes act 3Hes act 3
Hes act 3
Marisa
 
Aula de introdução aos estudos Históricos
Aula de introdução aos estudos Históricos  Aula de introdução aos estudos Históricos
Aula de introdução aos estudos Históricos
Mariana Willendorff Oliveira
 
Povoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SCPovoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SC
Brenner Cardoso
 
(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx
(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx
(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx
MAIKOMATHEUSSANTOSBA1
 
02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva
Mauro Sousa
 
MéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRia
MéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRiaMéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRia
MéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRia
micaze1976
 
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
Marilia Pimentel
 
Revisão 6 ano 1 trim parcial b
Revisão   6 ano 1 trim parcial bRevisão   6 ano 1 trim parcial b
Revisão 6 ano 1 trim parcial b
Carlos Zaranza
 
A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docx
A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docxA IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docx
A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docx
KatianeMendes1
 

Semelhante a AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx (20)

História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadores
 
O que é história 6 ano
O que é história  6 anoO que é história  6 ano
O que é história 6 ano
 
Historiografia da História
Historiografia da HistóriaHistoriografia da História
Historiografia da História
 
Inf historia 6
Inf historia 6Inf historia 6
Inf historia 6
 
Estudo introdutório
Estudo introdutórioEstudo introdutório
Estudo introdutório
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
 
2.introdução á história.15.
2.introdução á história.15.2.introdução á história.15.
2.introdução á história.15.
 
Pra que história
Pra que históriaPra que história
Pra que história
 
Aulas história 6_ano
Aulas história 6_anoAulas história 6_ano
Aulas história 6_ano
 
3.as correntes históricas
3.as correntes históricas3.as correntes históricas
3.as correntes históricas
 
2.introdução á história.14
2.introdução á história.142.introdução á história.14
2.introdução á história.14
 
Hes act 3
Hes act 3Hes act 3
Hes act 3
 
Aula de introdução aos estudos Históricos
Aula de introdução aos estudos Históricos  Aula de introdução aos estudos Históricos
Aula de introdução aos estudos Históricos
 
Povoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SCPovoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SC
 
(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx
(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx
(GABARITO - EXERCÍCIOS) HISTÓRIA E FONTES HISTÓRICAS.docx
 
02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva
 
MéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRia
MéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRiaMéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRia
MéTodo Da HistóRia Da HistóRia Positivista Do MéTodo Da Nova HistóRia
 
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio1   tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
1 tempo e historia - 1ºano do Ensino Médio
 
Revisão 6 ano 1 trim parcial b
Revisão   6 ano 1 trim parcial bRevisão   6 ano 1 trim parcial b
Revisão 6 ano 1 trim parcial b
 
A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docx
A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docxA IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docx
A IMPORTÂNCIA DO ENSINO DE HISTÓRIA.docx
 

Mais de Elisa Maria Gomide

FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptxFENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
Elisa Maria Gomide
 
H6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdf
H6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdfH6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdf
H6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdf
Elisa Maria Gomide
 
Desenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallon
Desenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallonDesenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallon
Desenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallon
Elisa Maria Gomide
 
Mod iii unid1_jul2006-educar e cuidar
Mod iii unid1_jul2006-educar e cuidarMod iii unid1_jul2006-educar e cuidar
Mod iii unid1_jul2006-educar e cuidar
Elisa Maria Gomide
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Elisa Maria Gomide
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
Elisa Maria Gomide
 
Reflexoes sobre curriculo e identidade
Reflexoes sobre curriculo e identidadeReflexoes sobre curriculo e identidade
Reflexoes sobre curriculo e identidade
Elisa Maria Gomide
 
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Elisa Maria Gomide
 
Operacoes-fundamentais-matematicas
Operacoes-fundamentais-matematicasOperacoes-fundamentais-matematicas
Operacoes-fundamentais-matematicas
Elisa Maria Gomide
 
Fmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicas
Fmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicasFmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicas
Fmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicas
Elisa Maria Gomide
 
MFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatorias
MFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatoriasMFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatorias
MFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatorias
Elisa Maria Gomide
 
Como escolher e organizar atividades de ensino bordenave
Como escolher e organizar atividades de ensino bordenaveComo escolher e organizar atividades de ensino bordenave
Como escolher e organizar atividades de ensino bordenave
Elisa Maria Gomide
 
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Elisa Maria Gomide
 
Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012
Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012
Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012
Elisa Maria Gomide
 
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
Elisa Maria Gomide
 
Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012
Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012
Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012
Elisa Maria Gomide
 
Estilos de aprendizagem prof.ª elisa
Estilos de aprendizagem prof.ª elisaEstilos de aprendizagem prof.ª elisa
Estilos de aprendizagem prof.ª elisa
Elisa Maria Gomide
 
Leiseducacao a distancia
Leiseducacao a distanciaLeiseducacao a distancia
Leiseducacao a distancia
Elisa Maria Gomide
 

Mais de Elisa Maria Gomide (18)

FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptxFENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
 
H6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdf
H6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdfH6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdf
H6ºAno-Roma-ALUNO-Apostila-slides.pdf
 
Desenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallon
Desenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallonDesenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallon
Desenvolvimento infantil piaget-vygtsky-maturama-wallon
 
Mod iii unid1_jul2006-educar e cuidar
Mod iii unid1_jul2006-educar e cuidarMod iii unid1_jul2006-educar e cuidar
Mod iii unid1_jul2006-educar e cuidar
 
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetizaçãoTeoria e prática educativa na área da alfabetização
Teoria e prática educativa na área da alfabetização
 
Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
 
Reflexoes sobre curriculo e identidade
Reflexoes sobre curriculo e identidadeReflexoes sobre curriculo e identidade
Reflexoes sobre curriculo e identidade
 
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
 
Operacoes-fundamentais-matematicas
Operacoes-fundamentais-matematicasOperacoes-fundamentais-matematicas
Operacoes-fundamentais-matematicas
 
Fmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicas
Fmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicasFmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicas
Fmm aula-29-10-2012-operacoes-fundamentais-matematicas
 
MFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatorias
MFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatoriasMFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatorias
MFmm aula-29-10-2012-tecnicas operatorias
 
Como escolher e organizar atividades de ensino bordenave
Como escolher e organizar atividades de ensino bordenaveComo escolher e organizar atividades de ensino bordenave
Como escolher e organizar atividades de ensino bordenave
 
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
 
Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012
Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012
Hep aula4-antiguidade-romana-a humanitas.12-03-2012
 
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
Hep aula3-antiguidade oriental-grega-romana.07-03-2012
 
Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012
Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012
Hep aula2-comunidades tribais-educacaodifusa.29-02-2012
 
Estilos de aprendizagem prof.ª elisa
Estilos de aprendizagem prof.ª elisaEstilos de aprendizagem prof.ª elisa
Estilos de aprendizagem prof.ª elisa
 
Leiseducacao a distancia
Leiseducacao a distanciaLeiseducacao a distancia
Leiseducacao a distancia
 

Último

quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2018 CENSIPAM.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 

AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx

  • 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias - História Ensino Fundamental, 6º Ano Introdução aos Estudos da História
  • 2. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Para que estudar? Por que estudar? O que é? História Para que serve?
  • 3. O que é História? • Uma ciência? • Uma narrativa? • Contar o passado? • Uma investigação? História (do grego antigo ἱστορία,: historía, que significa "pesquisa", "conhecimento advindo da investigação") http://pt.wikipedia.org/wiki /Hist%C3%B3ria HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 4. História vem do grego histor A utilização da palavra história, pela primeira vez, foi na Grécia Antiga. Ela origina-se de histor, palavra grega que significa testemunho. Depois, a história foi identificada como narração, isto é, o historiador seria um memorialista escrevendo, no presente, sobre os acontecimentos do passado. Mais tarde, ela continuou sendo entendida como narrativa, mas ganhou uma finalidade didática – ensinar e criar modelos de comportamento para os seres humanos. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 5. HERÓDOTO, O PAI DA HISTÓRIA A palavra história tem sua origem nas investigações de Heródoto. O grego Heródoto, que viveu no século V a.C , é considerado o “pai da História” e primeiro historiador, pois foi o pioneiro na investigação do passado para obter o conhecido histórico. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Imagem: Marie-Lan Nguyen / Creative Commons Attribution 2.5 Generic
  • 6. Mas, qual o conceito de história? História é tudo o que está relacionado às pessoas, desde o momento em que surgiram, sua evolução e sua presença através dos tempos. O dicionário Aurélio define História de forma tradicional como narrativa de fatos e conhecimento adquirido pela tradição ou por documentos HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História História: Narração metódica dos fatos notáveis ocorridos na vida dos povos, em particular na vida da humanidade em geral; conjunto de conhecimentos adquiridos através da tradição e/ou mediante documentos, acerca da evolução do passado da humanidade. FERREIRA. Aurélio Buarque de Holanda. Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3ed. Rio de Janeiro. Nova Fronteira, 1999.
  • 7. "História inclui todo o traço e vestígio de tudo o que o homem fez ou pensou desde seu primeiro aparecimento sobre a Terra." ROBISON, James Harvey, citado em BURK, Peter. A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo. Unesp, 1992. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 8. "A história é o registro da sociedade humana, ou civilização mundial; das mudanças que acontecem na natureza dessa sociedade [...]” KHALDUN, Ibn, citado em HOBSBAWN, Eric. Sobre história. São Paulo. Companhia das Letras, 1998. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 9. Então, História é HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Processo dinâmico Narração de fatos Estudo da ação dos homens Ciência dos homens do tempo Estudo do passado
  • 10. Ciência Homem Tempo Estudo HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Para o historiador francês Marc Bloch, História se define assim:
  • 11. A partir dos conceitos analisados, a proposta é de produzir seu próprio conceito de História e discutir na sala, em forma de debate, as definições apresentadas. Baseado no conceito do historiador Marc Bloch, História é, portanto, a ciência que estuda a vida humana através dos tempos. BLOCH, Marc. Introdução à história. Trad. Maria Manuel Miguel e Rui Grácio. 2a. ed. Lisboa: Europa-América, 1974. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 12. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Para que estudar história? • Um dos principais objetivos da História é resgatar os aspectos culturais de um determinado povo ou região para o entendimento do processo de desenvolvimento. • Entender o passado também é importante para compreender o presente.
  • 13. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Qual o objeto de estudo da História? A ideia que o passado passa a ser objeto de uma ciência é absurda. O objeto da história é por natureza o homem. (Marc Bloch)
  • 14. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História O homem como sujeito histórico Os seres humanos sempre fizeram registros históricos. Nossos indígenas, por exemplo, já registravam o cotidiano por meio da confecção de utensílios (machadinhas de pedra, enfeites de penas de pássaros, objetos de cerâmica) ou pinturas em cavernas, dez mil anos atrás. Daka Homo erectus Imagem: Henry Gilbert and Kathy Schick / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
  • 15. Observe: Lembranças de dona Alice "Nasci em Aparecida do Norte [ ... ]. Com três anos de idade já estava aqui em São Paulo. [ ... ] Com dez anos comecei a trabalhar numa oficina de costura, na Rua Apa [ ... ], lá na Santa Cecília. Ganhava cinco mil-réis por mês. As meninas varriam a sala, juntavam os alfinetes do chão, arrumavam as linhas nas caixas. [ ... ] Com doze anos, comecei a trabalhar na oficina de costura na Rua Duque de Caxias. [...] Ganhava um pouquinho mais, uns dez mil-réis por mês, para trabalhar desde às oito horas até as sete horas da noite. Era pouquíssimo." Depoimento de dona Alice. ln: BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994. p. 104-105.
  • 16. • Av. Duque de Caxias / São Paulo - 2014
  • 17. O depoimento que você leu no slide anterior foi colhido de uma pessoa comum, e não de uma figura conhecida da política, da televisão ou do cinema. Ao dar o seu depoimento, dona Alice revelou para nós algumas lembranças da sua vida de oitenta anos atrás na cidade de São Paulo. A fotografia da Av. Duque de Caxias está relacionada a um centro urbano. Tanto o depoimento da D. Alice quanto essa fotografia são documentos importantes para o trabalho do historiador. Você sabe por quê? O que existe em comum entre os dois casos? O que existe de diferente?
  • 18. Agora é sua vez! Produza o seu relato, como fez D. Alice, narrando experiências (alegres e tristes) e descobertas que você fez até este momento da sua vida. Ao final, organize, com os colegas, uma apresentação com os relatos da classe, para a próxima aula.
  • 19. Aulas 2-3 – FONTES HISTÓRICAS
  • 20. A História tem auxílio de outras ciências Antropologia (estuda o homem e suas relações) Paleontologia (estuda os fósseis) Arqueologia (estuda a cultura material de povos antigos) Paleografia (estuda as escritas antigas) HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 21. Quem é o responsável pelas informações, pelos dados, pela pesquisa? O historiador tem um papel fundamental na construção do processo histórico. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 22. Interpreta fatos históricos Analisa registros que foram deixados Estuda documentos e fontes históricas Busca vestígios que possam fornecer informações à investigação HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História O historiador Imagem: Ben Garney / Creative Commons Attribution 2.0 Generic
  • 23. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História • Cabe, portanto, ao historiador interpretar as sociedades humanas do passado e não apenas narrar os fatos, datas e personalidades. • O trabalho do historiador é bastante instigante, pois lida com temas e assuntos relacionados a acontecimentos que, em sua grande maioria, ocorreram muito tempo antes do nascimento dele e sua função é interpretar acontecimentos históricos. • As técnicas, fichas, entrevistas, perguntas, catalogação de dados, entre outros dão segurança para realizar cientificamente o trabalho do historiador. Os métodos são orientações seguidas por ele nas etapas da sua pesquisa e da sua investigação.
  • 24. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História O fato histórico é estudado através de vestígios e documentos. Os historiadores usam várias fontes de informação para construir a sucessão de processos históricos. Fontes históricas são documentos, registros, vestígios ou marcas da presença dos homens.
  • 25. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História É importante saber... • As fontes históricas são constituídas por elementos que o homem fez e deixou no passado. • Os monumentos, templos, esculturas, pinturas e outros objetos em geral são considerados vestígios.
  • 26. Fontes históricas podem ser HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Fontes escritas (documentos oficiais como contratos, registros contábeis, registros de cartórios, publicações científicas, letras de músicas, etc.). Fontes orais são as entrevistas, os relatos, os causos, as lendas, os mitos, entre as manifestações verbais.
  • 27. É importante saber... Todos os bens móveis, imóveis, naturais, que possuam valor significativo para uma sociedade, podendo ser estético, artístico, documental, social, espiritual ou ecológico compõem seu PATRIMÔNIO HISTÓRICO. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 28. Patrimônio Conjunto de bens materiais e imateriais que contam a história de um povo e sua relação com o meio ambiente . É legado que herdamos do passado e que transmitimos a gerações futuras. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Um pedaço da arte marajoara , criada pelos índios da Amazônia. Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Sabará Imagem: Christian Knepper / public domain Imagem: NI / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
  • 29. Patrimônio Material São os aspectos mais concretos da vida humana e fornecem informações sobre as pessoas. Cultura material é o mesmo que objeto ou artefato. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Igreja em Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil. Julho de 2006. Pintura de dois animais. Imagem: Adam Jones / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported Imagem: Vitor 1234 / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported
  • 30. Patrimônio imaterial As práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas. Os saberes, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações, as festas e danças populares, lendas, músicas, costumes e outras tradições. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História Imagem: Pedro Spoladore / GNU Free Documentation License Imagem: Paulo Camelo / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported Caboclos de lança em evolução (PE) Dança dos Mascarados, Poconé, Mato Grosso
  • 31. Sugestão de atividade O aluno deverá produzir um texto sobre a história de sua vida, utilizando como fonte de informação os registros escritos, fotográficos, relatos orais. É importante ressaltar que, nesta atividade, o aluno é o historiador e sua narrativa deve ter como base as fontes utilizadas. Durante as aulas de História que se seguirão, um grupo de alunos apresentará as narrativas para a turma. HISTÓRIA, 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Introdução aos estudos de História
  • 32. Tabela de Imagens n° do slide direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do Acesso 5 Marie-Lan Nguyen / Creative Commons Attribution 2.5 Generic http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3AHerodot os_Met_91.8.jpg 03/09/2012 14 Henry Gilbert and Kathy Schick / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ADaka_Ho mo_erectus.jpg 03/09/2012 17 Ben Garney / Creative Commons Attribution 2.0 Generic http://commons.wikimedia.org/wiki/File:2009_readin g_Boston_USA_3753609699.jpg 03/09/2012 23A NI / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Igreja_de_N ossa_Senhora_da_Concei%C3%A7%C3%A3o_de_Saba r%C3%A1.jpg 03/09/2012 23B Christian Knepper / public domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ACeramic a_Marajoara.jpg 03/09/2012 24A Vitor 1234 / Creative Commons Attribution- Share Alike 3.0 Unported http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ASerra_da _Capivara_-_Painting_7.JPG 03/09/2012 24B Adam Jones / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3AChurch_i n_Ouro_Preto_-_Minas_Gerais_-_Brazil_02.jpg 03/09/2012 25A Pedro Spoladore / GNU Free Documentation License http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ADan%C3 %A7a_dos_Mascarados.JPG 03/09/2012 25B Paulo Camelo / Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ACaboclos _de_lan%C3%A7a.jpg 03/09/2012