SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Aula Didática - Plataforma de Inclusão Digital de Patrimônio Cultural
Aula 1 - O que é arqueologia?
Conheça a DOCUMENTO:
http://arqueowork.com/
2
Olá Pessoal estes são nossos novos amigos que irão nos acompanhar nas próximas aulas:
Meu nome é
Patrícia.
Meu nome é Seu Zé. Meu nome é
Eugênio.
Meu nome é Janaína. Meu nome Kauan.
3
Desde tempos mais antigos, o homem vem evoluindo e
transformando o meio ambiente. Nesse processo evolutivo a
criação e transformação dos objetos estão ligados, pois a função
e usos dos objetos podem contar a história dos grupos humanos
que os produziram desde tempos mais remotos da humanidade -
são como documentos que informam sobre os modos de vida do
homem num determinado espaço e tempo.
Para entender melhor sobre essa relação homem e objeto a
ARQUEOLOGIA é a ciência que busca, por meio de estudos
rigorosos, reconstruir e interpretar os objetos, aqui chamados
de vestígios materiais, deixados pelo homem ao longo do tempo,
seja em períodos Pré- históricos ou históricos.
Arqueologia vem do grego que significa: Arkhaios ( antigo) e
logos ( conhecimento, estudo). Portanto , arqueologia é o estudo
do que é antigo.
4
Essesobjetosfeitospelamãodohomempodemserpedras
lascadas e polidas, potes, panelas de cerâmica, fogueiras,
cascas de moluscos, cachimbos, garrafas de vidro, ossos,
antigas habitações, arte rupestre, louças e tantos outros
encontrados no solo ou na água.
Estudando esses objetos associados ao meio ambiente os arqueólogos ( profissional que estuda
arqueologia) podem entender uma sucessão de informações sobre os grupos humanos que os
produziram, como por exemplo: as formas, os usos, as tecnologias e sua evolução, os costumes
e hábitos de quem viveu em um determinado território.
5
Como e quando surgiu a arqueologia?
Teve início por volta do século XVI a XVIII, impulsionado por colecionadores
deartefatosexóticos,ondesecomeçouadespertarointeresseparaentender
a evolução humana.
Muitos dos colecionadores que colhiam esses objetos dedicavam o seu
tempo para organizá-lo por categorias ou coleções no sentido de explorar
o passado, alguns produziam dicionários ou escreviam enciclopédias a
respeito de suas descobertas. Essas coleções eram levados, principalmente,
para “gabinetes de curiosidades” ( como um bazar de coisas antigas) e
museus.
No final do século XIX, na Europa, estudiosos preocuparam-se em estudar
os objetos numa perspectiva científica para identificar grupos humanos
pré-históricos, estabelecendo suas origens. A partir disso, foram surgindo
mais estudiosos com metodologias diferentes, cada vez mais abrangentes,
mas todas com um objetivo comum – compreender o passado humano e
estabelecer relações com o tempo presente.
Surgindo desde então a Arqueologia.
6
Por que é importante se interessar pelo passado?
Devemos começar pela pergunta. Quem somos nós? Para responder a
essa pergunta é indispensável saber o que o homem vem fazendo desde
o seu aparecimento na terra. Os estudos revelam que na evolução do
gênero homo ( homem), o único que sobreviveu foi o Homo Sapiens,
o homem de hoje, que somos nós. Ele surgiu na África a cerca de 200
mil anos e se espalhou por todos os continentes do planeta. Os estudos
ainda revelam que ele chegou aqui no Brasil a pelo menos 30 mil anos,
na região da Serra da Capivara no Piauí.
Vestígio de Artefato Lítico encontrado nas Pesquisas em Aripuanã, MT
7
Apesar de ser uma espécie única, os homens que habitam as diferentes parte do planeta tem
culturas muito diferentes, por isso é importante entendermos de onde viemos, para onde fomos,
o que nos tornamos e o que seremos no futuro. E os estudos arqueólogos ajudam a responder
essas perguntas.
Junto a esses estudos é possível sabermos, ainda, como era o meio ambiente em tempos antigos:
frio, quente, os tipos de plantas, as formas de habitação, os tipos de alimentação, os tipos de
objetos, os tipos de animais e assim por diante.
8
Nossa próxima Aula irá apresentar os métodos do estudo
arqueológico, não perca!!!
9
REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO
ALARCÃO, J. (1996). Por uma conciliação das Arqueologias. Edições Afrontamento. Portugal.
DE FILIPPO, R. ( 2011). A Arqueologia passo a passo. Tradição de Joana Angélica d’ Avila Melo. São Paulo: Claro Enigma, 2001.
DOHMANN, M. (2013). Experiência Material. A Cultura Do Objeto. Editora Rio Books, Rio de Janeiro.
FUNARI, P. P. A. (1998). Arqueologia. Ed. Ática, São Paulo.
FUNARI, P. P. A., ROBRAHN-GONZÁLEZ, E. M. (2008). Ethics, Capitalism and Public Archaeology in Brazil. História, 27(2), 13-30.
HODDER, I. (2001) Archaeological Theory Today. Polity Press.
JORGE, V. O. (2000). Arqueologia, patrimônio e cultura. Editora Instituto Piaget, Lisboa.
KILPATRICK, S., BARRETT, M., JONES, T. (2003). “Defining Learning Communities”, Educational Research, Risks and Dilemmas, New Zealand,
Australian Association for Education Research Conference, Auckland.
LUZ, A. A. (2013). Prefácio. A Experiência Material: A cultura do Objeto. DOHMANN, Marcus. (Ed..).: Rio Books,p15. Rio de Janeiro
ORSER JR, C. E. (1992). Introdução à arqueologia histórica. Oficina de Livros, Belo Horizonte.
ROBRAHN-GONZÁLEZ, E. M. (1999-2000). Arqueologia em Perspectiva: 150 anos e prática e reflexão no estudo de nosso passado. Dossiê antes
de Cabral. Revista USP, 44,10-31. São Paulo.
RODRIGUES, M. H. Da S. G. (2015). A Sustentabilidade Cultural Das Comunidades No Campo Do Patrimônio Arqueológico E Histórico Cultural
No Brasil: Breves Considerações. In: FUNARI, P.P A., CAMPOS, J. B., RODRIGUES, M. H. da S. G.. ( Eds) Arqueologia Pública e Patrimônio:
Questões Atuais. Rodrigues. 1:72-96. SC: UNESC. Criciúma.2015.
RODRIGUES, M. H. da S. G.(2011). Parque Nacional Serra da Capivara: Educação, Preservação e Fruição Social. Um estudo de caso em Coronel
José Dias - Piauí. 2011. Dissertação (Mestrado Erasmus Mundus em Arqueologia Pré-Histórica e Arte Rupestre) 167p. – Universidade Trás-os-
Montes e Alto Douro, Portugal.
SWINNEN, C. ( 2010) A Pré-História passo a passo. Tradução de Hildegard Feist. São Paulo: Claro Enigma, 2010.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia
Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia  Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia
Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia
Dirceu Mauricio van Lonkhuijzen
 
Paleontopologia
PaleontopologiaPaleontopologia
Visita virtual no Museu
Visita virtual no MuseuVisita virtual no Museu
Visita virtual no Museu
Dirceu Mauricio van Lonkhuijzen
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Aluno
Erika Marion Robrahn-González
 
Aula no mcdb
Aula no mcdbAula no mcdb
Ariane 6o. ano
Ariane   6o. anoAriane   6o. ano
Ariane 6o. ano
espacoaberto
 
Introdução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da HistóriaIntrodução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da História
Patrícia Costa Grigório
 
03 Ebook - Patrimônio Cultural
03 Ebook - Patrimônio Cultural03 Ebook - Patrimônio Cultural
03 Ebook - Patrimônio Cultural
Erika Marion Robrahn-González
 
Aula Didática Completa - Programa de Porto Maravilha
Aula Didática Completa - Programa de Porto MaravilhaAula Didática Completa - Programa de Porto Maravilha
Aula Didática Completa - Programa de Porto Maravilha
Erika Marion Robrahn-González
 
Introdução aos Estudos Históricos
Introdução aos Estudos HistóricosIntrodução aos Estudos Históricos
Introdução aos Estudos Históricos
EM Pedra Branca
 
Surgimento da humanidade
Surgimento da humanidadeSurgimento da humanidade
Surgimento da humanidade
Luciana Soares
 
Mundo primitivo pdf
Mundo primitivo pdfMundo primitivo pdf
2 origem humana
2   origem humana2   origem humana
2 origem humana
Marilia Pimentel
 
1 história, cultura, patrimônio e tempo
1   história, cultura, patrimônio e tempo1   história, cultura, patrimônio e tempo
1 história, cultura, patrimônio e tempo
Marilia Pimentel
 
Introdução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da HistóriaIntrodução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da História
Henrique Tobal Jr.
 
A pré história
A pré históriaA pré história
A pré história
Bruno Machado
 
6º ano introdução aos estudos históricos
6º ano   introdução aos estudos históricos6º ano   introdução aos estudos históricos
6º ano introdução aos estudos históricos
João Ferreira
 
2º Bloco Aula 5 A RelaçãO Homem Natureza Ilka
2º Bloco   Aula 5   A RelaçãO Homem Natureza   Ilka2º Bloco   Aula 5   A RelaçãO Homem Natureza   Ilka
2º Bloco Aula 5 A RelaçãO Homem Natureza Ilka
Wladimir Crippa
 
Revisão galielu
Revisão galieluRevisão galielu
Revisão galielu
Privada
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anos
Carlos Néri
 

Mais procurados (20)

Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia
Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia  Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia
Fundamentos Interdisciplinares de Arqueologia
 
Paleontopologia
PaleontopologiaPaleontopologia
Paleontopologia
 
Visita virtual no Museu
Visita virtual no MuseuVisita virtual no Museu
Visita virtual no Museu
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Aluno
 
Aula no mcdb
Aula no mcdbAula no mcdb
Aula no mcdb
 
Ariane 6o. ano
Ariane   6o. anoAriane   6o. ano
Ariane 6o. ano
 
Introdução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da HistóriaIntrodução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da História
 
03 Ebook - Patrimônio Cultural
03 Ebook - Patrimônio Cultural03 Ebook - Patrimônio Cultural
03 Ebook - Patrimônio Cultural
 
Aula Didática Completa - Programa de Porto Maravilha
Aula Didática Completa - Programa de Porto MaravilhaAula Didática Completa - Programa de Porto Maravilha
Aula Didática Completa - Programa de Porto Maravilha
 
Introdução aos Estudos Históricos
Introdução aos Estudos HistóricosIntrodução aos Estudos Históricos
Introdução aos Estudos Históricos
 
Surgimento da humanidade
Surgimento da humanidadeSurgimento da humanidade
Surgimento da humanidade
 
Mundo primitivo pdf
Mundo primitivo pdfMundo primitivo pdf
Mundo primitivo pdf
 
2 origem humana
2   origem humana2   origem humana
2 origem humana
 
1 história, cultura, patrimônio e tempo
1   história, cultura, patrimônio e tempo1   história, cultura, patrimônio e tempo
1 história, cultura, patrimônio e tempo
 
Introdução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da HistóriaIntrodução ao Estudo da História
Introdução ao Estudo da História
 
A pré história
A pré históriaA pré história
A pré história
 
6º ano introdução aos estudos históricos
6º ano   introdução aos estudos históricos6º ano   introdução aos estudos históricos
6º ano introdução aos estudos históricos
 
2º Bloco Aula 5 A RelaçãO Homem Natureza Ilka
2º Bloco   Aula 5   A RelaçãO Homem Natureza   Ilka2º Bloco   Aula 5   A RelaçãO Homem Natureza   Ilka
2º Bloco Aula 5 A RelaçãO Homem Natureza Ilka
 
Revisão galielu
Revisão galieluRevisão galielu
Revisão galielu
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anos
 

Semelhante a O que é arqueologia - Projeto Aripuanã

Bacia do Rio Grande Aula 1 Versão Professor
Bacia do Rio Grande Aula 1 Versão ProfessorBacia do Rio Grande Aula 1 Versão Professor
Bacia do Rio Grande Aula 1 Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão ProfessorBacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 
Introdução aos Estudos da História.ppt
Introdução aos Estudos da História.pptIntrodução aos Estudos da História.ppt
Introdução aos Estudos da História.ppt
WebertAurinodaSilva
 
Introdução aos Estudos da História.pptx
Introdução aos Estudos da História.pptxIntrodução aos Estudos da História.pptx
Introdução aos Estudos da História.pptx
ssuser35a4fc
 
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.pptApresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
RafaelXavierChaves
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão AlunoBacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Aluno
Erika Marion Robrahn-González
 
Atropologia e cultura pricila farfan barroso
Atropologia e cultura   pricila farfan barrosoAtropologia e cultura   pricila farfan barroso
Atropologia e cultura pricila farfan barroso
Salomao Lucio Dos Santos
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptxINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
Frederico Marques Sodré
 
AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx
AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptxAULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx
AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx
Elisa Maria Gomide
 
02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva
Mauro Sousa
 
África, berço da humanidade
África, berço da humanidadeÁfrica, berço da humanidade
África, berço da humanidade
CEJALaguna
 
PALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptx
PALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptxPALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptx
PALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptx
kessiasousa4
 
Povoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SCPovoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SC
Brenner Cardoso
 
Evolução do ser humano
Evolução do ser humanoEvolução do ser humano
Evolução do ser humano
Claudia Rossi
 
O que é história 6 ano
O que é história  6 anoO que é história  6 ano
O que é história 6 ano
Camile Lessa
 
Inf historia 6
Inf historia 6Inf historia 6
Inf historia 6
Izaac Erder
 
História, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escrita
História, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escritaHistória, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escrita
História, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escrita
Sheila Soarte
 
As scolas de antropologia
As scolas de antropologiaAs scolas de antropologia
As scolas de antropologia
Salomao Lucio Dos Santos
 
Antropologia da religião​​​​​​​,
Antropologia da religião​​​​​​​,Antropologia da religião​​​​​​​,
Antropologia da religião​​​​​​​,
Salomao Lucio Dos Santos
 

Semelhante a O que é arqueologia - Projeto Aripuanã (20)

Bacia do Rio Grande Aula 1 Versão Professor
Bacia do Rio Grande Aula 1 Versão ProfessorBacia do Rio Grande Aula 1 Versão Professor
Bacia do Rio Grande Aula 1 Versão Professor
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 1 - Versão Professor
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão ProfessorBacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Professor
 
Introdução aos Estudos da História.ppt
Introdução aos Estudos da História.pptIntrodução aos Estudos da História.ppt
Introdução aos Estudos da História.ppt
 
Introdução aos Estudos da História.pptx
Introdução aos Estudos da História.pptxIntrodução aos Estudos da História.pptx
Introdução aos Estudos da História.pptx
 
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.pptApresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão AlunoBacia do Rio Pardo-  Aula 1 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo- Aula 1 - Versão Aluno
 
Atropologia e cultura pricila farfan barroso
Atropologia e cultura   pricila farfan barrosoAtropologia e cultura   pricila farfan barroso
Atropologia e cultura pricila farfan barroso
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptxINTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA.pptx
 
AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx
AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptxAULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx
AULAS-2-3-Introd aos Est. da Hist.-FONTES HISTÓRICAS-25-01-2019.pptx
 
02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva02 erika - arqueologia em perspectiva
02 erika - arqueologia em perspectiva
 
África, berço da humanidade
África, berço da humanidadeÁfrica, berço da humanidade
África, berço da humanidade
 
PALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptx
PALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptxPALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptx
PALEONTOLOGIA E EDUCAÇÃO.pptx
 
Povoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SCPovoamento do Município de Ermo, SC
Povoamento do Município de Ermo, SC
 
Evolução do ser humano
Evolução do ser humanoEvolução do ser humano
Evolução do ser humano
 
O que é história 6 ano
O que é história  6 anoO que é história  6 ano
O que é história 6 ano
 
Inf historia 6
Inf historia 6Inf historia 6
Inf historia 6
 
História, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escrita
História, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escritaHistória, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escrita
História, breve introdução ao estudo. Da pré História ao surgimento da escrita
 
As scolas de antropologia
As scolas de antropologiaAs scolas de antropologia
As scolas de antropologia
 
Antropologia da religião​​​​​​​,
Antropologia da religião​​​​​​​,Antropologia da religião​​​​​​​,
Antropologia da religião​​​​​​​,
 

Mais de Erika Marion Robrahn-González

Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo Staudt
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo StaudtApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo Staudt
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo Staudt
Erika Marion Robrahn-González
 
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe Sobral
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe SobralApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe Sobral
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe Sobral
Erika Marion Robrahn-González
 
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian Rodrigues
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian RodriguesApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian Rodrigues
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian Rodrigues
Erika Marion Robrahn-González
 
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika González
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika GonzálezApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika González
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika González
Erika Marion Robrahn-González
 
Cartilha Patrimonial PCH´s do Rio Juruena
Cartilha Patrimonial PCH´s do Rio JuruenaCartilha Patrimonial PCH´s do Rio Juruena
Cartilha Patrimonial PCH´s do Rio Juruena
Erika Marion Robrahn-González
 
Cartilha Patrimonial Aqwa Corporate
Cartilha Patrimonial Aqwa CorporateCartilha Patrimonial Aqwa Corporate
Cartilha Patrimonial Aqwa Corporate
Erika Marion Robrahn-González
 
Cartilha Patrimonial Seropédica
Cartilha Patrimonial SeropédicaCartilha Patrimonial Seropédica
Cartilha Patrimonial Seropédica
Erika Marion Robrahn-González
 
Cartilha Patrimonial PCH Bocaiúva
Cartilha Patrimonial PCH BocaiúvaCartilha Patrimonial PCH Bocaiúva
Cartilha Patrimonial PCH Bocaiúva
Erika Marion Robrahn-González
 
Cartilha Patrimonial da Baía de Santos
Cartilha Patrimonial da Baía de SantosCartilha Patrimonial da Baía de Santos
Cartilha Patrimonial da Baía de Santos
Erika Marion Robrahn-González
 
Cartilha Patrimonial do Metropolitano de São Paulo
Cartilha Patrimonial do Metropolitano de São PauloCartilha Patrimonial do Metropolitano de São Paulo
Cartilha Patrimonial do Metropolitano de São Paulo
Erika Marion Robrahn-González
 
Cartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SP
Cartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SPCartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SP
Cartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SP
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Aluno
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Aluno
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Aluno
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão ProfessorBacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão AlunoBacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Aluno
Erika Marion Robrahn-González
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo-  Aula 3 - Versão ProfessorBacia do Rio Pardo-  Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo- Aula 3 - Versão Professor
Erika Marion Robrahn-González
 

Mais de Erika Marion Robrahn-González (20)

Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo Staudt
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo StaudtApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo Staudt
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Eduardo Staudt
 
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe Sobral
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe SobralApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe Sobral
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Felipe Sobral
 
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian Rodrigues
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian RodriguesApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian Rodrigues
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Marrian Rodrigues
 
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika González
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika GonzálezApresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika González
Apresentação do Workshop Colaborativo com Professores - Erika González
 
Cartilha Patrimonial PCH´s do Rio Juruena
Cartilha Patrimonial PCH´s do Rio JuruenaCartilha Patrimonial PCH´s do Rio Juruena
Cartilha Patrimonial PCH´s do Rio Juruena
 
Cartilha Patrimonial Aqwa Corporate
Cartilha Patrimonial Aqwa CorporateCartilha Patrimonial Aqwa Corporate
Cartilha Patrimonial Aqwa Corporate
 
Cartilha Patrimonial Seropédica
Cartilha Patrimonial SeropédicaCartilha Patrimonial Seropédica
Cartilha Patrimonial Seropédica
 
Cartilha Patrimonial PCH Bocaiúva
Cartilha Patrimonial PCH BocaiúvaCartilha Patrimonial PCH Bocaiúva
Cartilha Patrimonial PCH Bocaiúva
 
Cartilha Patrimonial da Baía de Santos
Cartilha Patrimonial da Baía de SantosCartilha Patrimonial da Baía de Santos
Cartilha Patrimonial da Baía de Santos
 
Cartilha Patrimonial do Metropolitano de São Paulo
Cartilha Patrimonial do Metropolitano de São PauloCartilha Patrimonial do Metropolitano de São Paulo
Cartilha Patrimonial do Metropolitano de São Paulo
 
Cartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SP
Cartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SPCartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SP
Cartilha Patrimonial do Programa Embraport, Santos, SP
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Professor
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 4 - Versão Aluno
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Professor
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 3 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 3 - Versão Aluno
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão ProfessorBacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão Professor
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Professor
 
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão AlunoBacia do Rio Tietê -  Aula 2 - Versão Aluno
Bacia do Rio Tietê - Aula 2 - Versão Aluno
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão ProfessorBacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Professor
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão AlunoBacia do Rio Pardo-  Aula 4 - Versão Aluno
Bacia do Rio Pardo- Aula 4 - Versão Aluno
 
Bacia do Rio Pardo- Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo-  Aula 3 - Versão ProfessorBacia do Rio Pardo-  Aula 3 - Versão Professor
Bacia do Rio Pardo- Aula 3 - Versão Professor
 

Último

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 

Último (20)

Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 

O que é arqueologia - Projeto Aripuanã

  • 1. 1 Aula Didática - Plataforma de Inclusão Digital de Patrimônio Cultural Aula 1 - O que é arqueologia? Conheça a DOCUMENTO: http://arqueowork.com/
  • 2. 2 Olá Pessoal estes são nossos novos amigos que irão nos acompanhar nas próximas aulas: Meu nome é Patrícia. Meu nome é Seu Zé. Meu nome é Eugênio. Meu nome é Janaína. Meu nome Kauan.
  • 3. 3 Desde tempos mais antigos, o homem vem evoluindo e transformando o meio ambiente. Nesse processo evolutivo a criação e transformação dos objetos estão ligados, pois a função e usos dos objetos podem contar a história dos grupos humanos que os produziram desde tempos mais remotos da humanidade - são como documentos que informam sobre os modos de vida do homem num determinado espaço e tempo. Para entender melhor sobre essa relação homem e objeto a ARQUEOLOGIA é a ciência que busca, por meio de estudos rigorosos, reconstruir e interpretar os objetos, aqui chamados de vestígios materiais, deixados pelo homem ao longo do tempo, seja em períodos Pré- históricos ou históricos. Arqueologia vem do grego que significa: Arkhaios ( antigo) e logos ( conhecimento, estudo). Portanto , arqueologia é o estudo do que é antigo.
  • 4. 4 Essesobjetosfeitospelamãodohomempodemserpedras lascadas e polidas, potes, panelas de cerâmica, fogueiras, cascas de moluscos, cachimbos, garrafas de vidro, ossos, antigas habitações, arte rupestre, louças e tantos outros encontrados no solo ou na água. Estudando esses objetos associados ao meio ambiente os arqueólogos ( profissional que estuda arqueologia) podem entender uma sucessão de informações sobre os grupos humanos que os produziram, como por exemplo: as formas, os usos, as tecnologias e sua evolução, os costumes e hábitos de quem viveu em um determinado território.
  • 5. 5 Como e quando surgiu a arqueologia? Teve início por volta do século XVI a XVIII, impulsionado por colecionadores deartefatosexóticos,ondesecomeçouadespertarointeresseparaentender a evolução humana. Muitos dos colecionadores que colhiam esses objetos dedicavam o seu tempo para organizá-lo por categorias ou coleções no sentido de explorar o passado, alguns produziam dicionários ou escreviam enciclopédias a respeito de suas descobertas. Essas coleções eram levados, principalmente, para “gabinetes de curiosidades” ( como um bazar de coisas antigas) e museus. No final do século XIX, na Europa, estudiosos preocuparam-se em estudar os objetos numa perspectiva científica para identificar grupos humanos pré-históricos, estabelecendo suas origens. A partir disso, foram surgindo mais estudiosos com metodologias diferentes, cada vez mais abrangentes, mas todas com um objetivo comum – compreender o passado humano e estabelecer relações com o tempo presente. Surgindo desde então a Arqueologia.
  • 6. 6 Por que é importante se interessar pelo passado? Devemos começar pela pergunta. Quem somos nós? Para responder a essa pergunta é indispensável saber o que o homem vem fazendo desde o seu aparecimento na terra. Os estudos revelam que na evolução do gênero homo ( homem), o único que sobreviveu foi o Homo Sapiens, o homem de hoje, que somos nós. Ele surgiu na África a cerca de 200 mil anos e se espalhou por todos os continentes do planeta. Os estudos ainda revelam que ele chegou aqui no Brasil a pelo menos 30 mil anos, na região da Serra da Capivara no Piauí. Vestígio de Artefato Lítico encontrado nas Pesquisas em Aripuanã, MT
  • 7. 7 Apesar de ser uma espécie única, os homens que habitam as diferentes parte do planeta tem culturas muito diferentes, por isso é importante entendermos de onde viemos, para onde fomos, o que nos tornamos e o que seremos no futuro. E os estudos arqueólogos ajudam a responder essas perguntas. Junto a esses estudos é possível sabermos, ainda, como era o meio ambiente em tempos antigos: frio, quente, os tipos de plantas, as formas de habitação, os tipos de alimentação, os tipos de objetos, os tipos de animais e assim por diante.
  • 8. 8 Nossa próxima Aula irá apresentar os métodos do estudo arqueológico, não perca!!!
  • 9. 9 REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO ALARCÃO, J. (1996). Por uma conciliação das Arqueologias. Edições Afrontamento. Portugal. DE FILIPPO, R. ( 2011). A Arqueologia passo a passo. Tradição de Joana Angélica d’ Avila Melo. São Paulo: Claro Enigma, 2001. DOHMANN, M. (2013). Experiência Material. A Cultura Do Objeto. Editora Rio Books, Rio de Janeiro. FUNARI, P. P. A. (1998). Arqueologia. Ed. Ática, São Paulo. FUNARI, P. P. A., ROBRAHN-GONZÁLEZ, E. M. (2008). Ethics, Capitalism and Public Archaeology in Brazil. História, 27(2), 13-30. HODDER, I. (2001) Archaeological Theory Today. Polity Press. JORGE, V. O. (2000). Arqueologia, patrimônio e cultura. Editora Instituto Piaget, Lisboa. KILPATRICK, S., BARRETT, M., JONES, T. (2003). “Defining Learning Communities”, Educational Research, Risks and Dilemmas, New Zealand, Australian Association for Education Research Conference, Auckland. LUZ, A. A. (2013). Prefácio. A Experiência Material: A cultura do Objeto. DOHMANN, Marcus. (Ed..).: Rio Books,p15. Rio de Janeiro ORSER JR, C. E. (1992). Introdução à arqueologia histórica. Oficina de Livros, Belo Horizonte. ROBRAHN-GONZÁLEZ, E. M. (1999-2000). Arqueologia em Perspectiva: 150 anos e prática e reflexão no estudo de nosso passado. Dossiê antes de Cabral. Revista USP, 44,10-31. São Paulo. RODRIGUES, M. H. Da S. G. (2015). A Sustentabilidade Cultural Das Comunidades No Campo Do Patrimônio Arqueológico E Histórico Cultural No Brasil: Breves Considerações. In: FUNARI, P.P A., CAMPOS, J. B., RODRIGUES, M. H. da S. G.. ( Eds) Arqueologia Pública e Patrimônio: Questões Atuais. Rodrigues. 1:72-96. SC: UNESC. Criciúma.2015. RODRIGUES, M. H. da S. G.(2011). Parque Nacional Serra da Capivara: Educação, Preservação e Fruição Social. Um estudo de caso em Coronel José Dias - Piauí. 2011. Dissertação (Mestrado Erasmus Mundus em Arqueologia Pré-Histórica e Arte Rupestre) 167p. – Universidade Trás-os- Montes e Alto Douro, Portugal. SWINNEN, C. ( 2010) A Pré-História passo a passo. Tradução de Hildegard Feist. São Paulo: Claro Enigma, 2010.