SlideShare uma empresa Scribd logo
Engenharia de Softwares e Gerência de
Projetos
Prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Anhanguera - 2015
Quem sou eu?
- Setia Tecnologia - Arquiteto de Software
- Desenvolvedor Java, .NET e Sql Server
- MBA - Engenharia de Software com ênfase em SOA
- MBA - Arquitetura de Soluções
- Bacharel em Sistemas de Informação
Calendário e Sistema
de Avaliação
Calendário
Sistema de Avaliação
O QUE MUDA:
• Média para aprovação: 6,0
• ATPS: 20% da nota = até 2,0 pontos (1o e 2o Sem)
• Arredondamento: uma casa decimal (5,85 = 5,9)
• Frequência: mínimo 75%
O QUE CONTINUA:
• Pesos: 40% (1o Bim) / 60% (2o Bim)
• 1o Bim (trabalho ou prova + ATPS) / 2o Bim (Prova +ATPS)
• Prova substitutiva substitui a nota da B2
Sistema de Avaliação
Provas e Entrega de
Trabalho
ATPS entrega: 01/Abril
Provas B1 – 06 a 10/Abril
ATPS
• Equipes de 2 a 4 participantes.
• Entregas:
• Parte 1: 01-04-2015
• Relatório 1 -Equipe do Projeto. 

• Relatório 2 - Escopo do Projeto.
• Relatório 3 - Cronograma do Projeto.
• Parte 2: 10-06-2015
• Relatório 4 - Plano de Gerenciamento de Risco.
• Relatório 5 - Requisitos do Sistema.
• Relatório 6 - Projeto de Interface com o Usuário.
ATPS - Entrega 1- Relatório 1
• Passo1: Estabelecer e formalizar em um relatório
com a equipe inicial do projeto apresentando as
características (formação, experiência) de cada
um de seus componentes. A equipe de projeto
deverá ser constituída por um gerente de projeto
mais três colaboradores (representados por quatro
alunos). Este relatório deverá ser entregue para o
cliente (professor) no primeiro encontro, quando as
atividades forem apresentadas para os grupos.
ATPS - Entrega 1- Relatório 2
• Passo1: O escopo do projeto especifica as principais características e funções do sistema a ser
criado e também serve de base para a especificação de hardware, software, banco de dados e perfil
da equipe. Considerando que o tema é um Sistema de Gerenciamento de Hotel e elabore o escopo
do projeto com os seguintes capítulos:
• 2.1 Nome do Projeto: apresentar um nome para o projeto do sistema.
• 2.2 Objetivos do Sistema: apresentar os objetivos do sistema (o que o sistema irá fazer).
• 2.3 Previsão de Início e Término do Projeto: apresentar as datas de início e fim do projeto.
• 2.4 Plataforma (sistema operacional): apresentar o(s) sistema(s) operacional(is) que servirá(ão)
como plataforma para o sistema (justificar as razões que o levaram para realizar a escolha).
• 2.5 Linguagem de Programação: apresentar e justificar com suas características a(s)
linguagem(ns) de programação escolhidas para o desenvolvimento do sistema.
• 2.6 Principais Stakeholders: apresentar todos os envolvidos no projeto (funcionários do cliente,
diretores, gerentes e equipe de análise e desenvolvimento). Colocar a função de cada pessoa
envolvida e não o nome da pessoa.
• 2.7 Premissas: são fatores que devem ser considerados no planejamento do projeto.
• 2.8 Restrições: são fatores que afetam o desenvolvimento do sistema.
ATPS - Entrega 1- Relatório 3
• Passo1: Considerar o escopo do projeto definido e continuem a elaboração do
projeto de software fazendo a definição das etapas e tarefas a serem
executadas para o desenvolvimento do sistema. O projeto deve contemplar as
etapas de levantamento do escopo, requisitos, desenvolvimento do software,
testes e implantação. Ele especifica o trajeto de todos os aspectos do projeto
(Estrutura Analítica), desde sua concepção até o estágio final. Fazer o
planejamento das atividades e discutam as atividades com sua equipe de
projetos. Este planejamento será utilizado no próximo passo para a elaboração
do cronograma de atividades do projeto.
• Passo 2: Cronograma de Atividades do Projeto. Utilizando o software de
gerenciamento de projetos Microsoft Project, atribuir o tempo a ser utilizado em
cada atividade do projeto. O sistema irá calcular conforme o tempo atribuído a
cada tarefa a data prevista para o término do projeto. Fazer os ajustes
necessários e crie o cronograma de seu projeto. Gerar um gráfico de Gantt
para o projeto de software. Lembrar que o período de desenvolvimento do
sistema é de seis meses.
ATPS - Entrega 2- Relatório 4
• Passo1: Plano de Gerência de Riscos do Projeto.
Outro importante passo da elaboração de um
projeto é a especificação dos riscos do projeto e
seu gerenciamento. O plano de gerenciamento de
riscos é o levantamento dos possíveis riscos que
podem prejudicar o projeto e a definição do plano
de ação caso o risco venha a ocorrer. Fazer o
levantamento de cinco possíveis riscos e o plano
de ação para seu projeto cumprir as metas e os
prazos.
ATPS - Entrega 2- Relatório 5
• Passo1: Requisitos do Sistema. Requisitos são objetivos ou restrições estabelecidas por
clientes e usuários do sistema que definem suas propriedades. Os requisitos de software são
aqueles dentre os requisitos de sistema que dizem respeito a propriedades do software. Eles
devem ser detalhados para ser possível o entendimento e extração correta da funcionalidade
do sistema. A engenharia de requisitos possui alguns métodos de comunicação como:
Entrevistas; Reuniões Estruturadas; Questionários; Brainstorms e Observação. Este relatório
deve ser composto pelos seguintes capítulos:
• 5.1 Visão Geral: fazer uma descrição dos objetivos gerais do sistema.
• 5.2 Requisitos Funcionais: fazer a declaração de funções que o sistema deve fornecer,
como o sistema deve reagir a entradas específicas e como deve se comportar.
• 5.3 Requisitos Não Funcionais: fazer a declaração dos requisitos não funcionais do
sistema. Estes requisitos expressam a qualidade e as restrições sobre os serviços ou as
funções oferecidas pelo sistema.
• 5.4 Ferramentas de Comunicação: apresentar duas ferramentas de comunicação
utilizadas com clientes e as informações adquiridas com elas.
ATPS - Entrega 2- Relatório 6
• Passo1: Projeto de Interface com o Usuário. Baseado no documento de Requisitos de Software criem um
protótipo do sistema, especificamente da rotina de hospedagem de clientes no hotel. Utilizar HTML (HyperText
Markup Language) para criar o protótipo não funcional e ilustre pelo menos três telas do sistema desde o
momento em que o cliente inicia a hospedagem chegando ao hotel até o momento de sua partida, finalizando o
período de hospedagem. Como vocês estão utilizando um protótipo não funcional criem um documento
mapeando o comportamento do sistema. Este relatório deverá conter os seguintes capítulos:
• 6.1 Tela de Cadastramento de Clientes: apresentar a tela do sistema que fará o cadastramento do cliente
no hotel. Apresentar também a descrição de cada campo do formulário e as características dos dados que
serão inseridos em seus campos.
• 6.2 Tela de Gerenciamento de Locação de Quartos: apresentar a tela do sistema que fará o
gerenciamento da locação de quartos do hotel pelos clientes. Apresentar a descrição dos campos
editáveis.
• 6.3 Tela de Encerramento de Hospedagem: apresentar a tela do sistema que fará o encerramento do
período de hospedagem do cliente no hotel. Nesta tela deverão aparecer as despesas do cliente referente
ao período de estadia e consumo de itens (uso de Internet, alimentos, bebidas, serviços do hotel).
• 6.4 Avaliação da Interface do Usuário: apresentar uma opinião externa sobre o projeto de interface com o
usuário. Esta opinião deve levar em consideração a facilidade de uso da interface e verificar se ela cumpre
os requisitos do usuário.
Conteúdo Programático
Engenharia de Softwares e Gerência de
Projetos.
Objetivo
Aplicar boas práticas no
desenvolvimento de
sistemas.
Bibliografia Básica Padrão
Gerenciamento de Projetos
Reflexão…
Gerenciamento de
Projetos Conceitos
O que é um Projeto?
Projeto segundo o PMI
• Projeto é um esforço temporário empreendido para
criar um produto, serviço ou resultado único.
Um projeto é…
Um empreendimento temporário
Gera um resultado único.
Elaborado Progressivamente.
Um projeto não é…
Uma operação ou processo.
Sempre estratégico ou sempre critico.
Sempre um sucesso.
Características de um
projeto e de operações
• Projetos:
• Esforço temporário único;
• Equipe para planejar e executar;
• Escopo que as vezes variam;
• Finaliza quando é realizado a entrega;
• Operações:
• Esforço contínuo e repetitivos;
• Existem pessoas que executam;
• Mesmo escopo, medido pela produtividade;
• Equipes especializadas;
• O ciclo se repete;
Cite alguns exemplos de
projetos
O que é Gerenciamento de
projetos?
Gerenciamento de Projetos
é…
• a aplicação de conhecimento, habilidades,
ferramentas e técnicas às atividades do projeto
para atender aos seus requisitos.
Escritório de Projetos
• PMO - Project Management Office
• Escritório de Gerenciamento de Projetos
Premissas e Restrições
• Premissas são hipóteses; algo que se assume
como verdadeiro no início do projeto por não
termos informações suficientes.
• Restrições são limitações impostas interna ou
externamente ao projeto. Restrições podem ser a
obrigatoriedade de se executar determinadas
ferramentas e a forma de trabalho da equipe.
Estrutura Analítica do
Projeto - EAP
• Em Gerência de projetos, uma Estrutura Analítica
de Projetos (EAP), do Inglês, Work breakdown
structure (WBS) é um processo de subdivisão das
entregas e do trabalho do projeto em componentes
menores e mais facilmente gerenciáveis.
Aula Gestão de Projetos
PMBOK Guide
• 10 Áreas de Conhecimento
• 5 Grupos de Processos
• 47 Processo de Gerenciamento de Projetos
Um Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento
de Projetos (Guia PMBOK®)
Estrutura de
Projetos
• Gerenciamento organizacional
• Gerenciamento de Portfólio
• Gerenciamento de Programas
• Gerenciamento de Projetos
Aula Gestão de Projetos
Grupos de Processos
47 Processos de
gerenciamento de
projetos
Aula Gestão de Projetos
Video Asterix
Atividade 1- Gerenciamento
de projetos Missão Cleopatra
• Após assistir o filme, coloque numa folha de papel
os pontos mais importantes presentes no filme que
refletem as más práticas do Gerenciamento de
Projetos.(atividade em grupo)
Atividade 2 - O celeiro
Video o Celeiro
Atividade 2- Gerenciamento
de projetos o Celeiro
• Após assistir o filme, coloque numa folha de papel
os pontos mais importantes presentes no filme que
refletem as boas práticas do Gerenciamento de
Projetos.(atividade em grupo)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gerenciamento do escopo
Gerenciamento do escopoGerenciamento do escopo
Modelo de Dicionário da eap
Modelo de Dicionário da eapModelo de Dicionário da eap
Modelo de Dicionário da eap
Fernando Palma
 
Aula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaAula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e Cronograma
Daniela Brauner
 
Estrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projeto
Estrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projetoEstrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projeto
Estrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projeto
Luanildo Silva
 
Introdução à Iniciação de Projetos de Software
Introdução à Iniciação de Projetos de SoftwareIntrodução à Iniciação de Projetos de Software
Introdução à Iniciação de Projetos de Software
Camilo Almendra
 
Gerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em ProjetosGerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em Projetos
Mauro Sotille, MBA, PMP
 
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 ediçãoGerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Rodrigo Lopes - Eng. - MBA - PMP - SCRUM - ITIL - COBIT
 
Gerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronograma
Gerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronogramaGerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronograma
Gerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronograma
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Plano de projeto de software
Plano de projeto de softwarePlano de projeto de software
Plano de projeto de software
Sigelman Araujo
 
PMBOK - Escopo
PMBOK - EscopoPMBOK - Escopo
PMBOK - Escopo
Henrique Nascimento
 
Feature driven development
Feature driven developmentFeature driven development
Feature driven development
Izabel Rodrigues
 
Modelos eap
Modelos eapModelos eap
Modelos eap
ren543210
 
gerenciamento de projetos, pmbok, cap5 escopo
gerenciamento de projetos, pmbok,  cap5 escopogerenciamento de projetos, pmbok,  cap5 escopo
gerenciamento de projetos, pmbok, cap5 escopo
Fernando Palma
 
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01
Aurivan
 
Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09
Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09
Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09
Vicente Matos Jr.
 
Gerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de Sistema
Gerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de SistemaGerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de Sistema
Gerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de Sistema
elliando dias
 
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De ProjetoExemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
lhencar
 
Gestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do ProjetoGestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do Projeto
Antonio Marcos Montai Messias
 
Modelo de plano de gerenciamento de projetos
Modelo de plano de gerenciamento de projetosModelo de plano de gerenciamento de projetos
Modelo de plano de gerenciamento de projetos
Marcelo Aires
 
Gerenciamento de escopo PMBOK
Gerenciamento de escopo PMBOKGerenciamento de escopo PMBOK
Gerenciamento de escopo PMBOK
Pedro Victor de Almeida Lopes
 

Mais procurados (20)

Gerenciamento do escopo
Gerenciamento do escopoGerenciamento do escopo
Gerenciamento do escopo
 
Modelo de Dicionário da eap
Modelo de Dicionário da eapModelo de Dicionário da eap
Modelo de Dicionário da eap
 
Aula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e CronogramaAula04 - EAP e Cronograma
Aula04 - EAP e Cronograma
 
Estrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projeto
Estrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projetoEstrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projeto
Estrutura Analítica do Projeto: A Espinha dorsal do projeto
 
Introdução à Iniciação de Projetos de Software
Introdução à Iniciação de Projetos de SoftwareIntrodução à Iniciação de Projetos de Software
Introdução à Iniciação de Projetos de Software
 
Gerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em ProjetosGerenciamento do Escopo em Projetos
Gerenciamento do Escopo em Projetos
 
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 ediçãoGerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
Gerenciamento do escopo - Ano 2013 - PMBOK 5 edição
 
Gerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronograma
Gerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronogramaGerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronograma
Gerenciamento de Projetos - Aula03 - Termo de abertura, EAP e cronograma
 
Plano de projeto de software
Plano de projeto de softwarePlano de projeto de software
Plano de projeto de software
 
PMBOK - Escopo
PMBOK - EscopoPMBOK - Escopo
PMBOK - Escopo
 
Feature driven development
Feature driven developmentFeature driven development
Feature driven development
 
Modelos eap
Modelos eapModelos eap
Modelos eap
 
gerenciamento de projetos, pmbok, cap5 escopo
gerenciamento de projetos, pmbok,  cap5 escopogerenciamento de projetos, pmbok,  cap5 escopo
gerenciamento de projetos, pmbok, cap5 escopo
 
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01
FGP, MBA Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Escopo, Aula 01
 
Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09
Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09
Gesto de projetos_-_mba_-_fgv_management-_abril-09
 
Gerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de Sistema
Gerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de SistemaGerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de Sistema
Gerenciamento de Projeto para Desenvolvimento de Sistema
 
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De ProjetoExemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
Exemplo De Plano De Gerenciamento De Projeto
 
Gestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do ProjetoGestão do Escopo do Projeto
Gestão do Escopo do Projeto
 
Modelo de plano de gerenciamento de projetos
Modelo de plano de gerenciamento de projetosModelo de plano de gerenciamento de projetos
Modelo de plano de gerenciamento de projetos
 
Gerenciamento de escopo PMBOK
Gerenciamento de escopo PMBOKGerenciamento de escopo PMBOK
Gerenciamento de escopo PMBOK
 

Semelhante a Aula Gestão de Projetos

Analise de Requisitos
Analise de RequisitosAnalise de Requisitos
Analise de Requisitos
elliando dias
 
Este trabalho trata
Este trabalho trataEste trabalho trata
Este trabalho trata
Roni Reis
 
Trabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de SistemasTrabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
WANDERSON JONER
 
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03
Danielle Ballester, PMP,PSM,SFC,SDC,SMC,SPOC,SCT
 
Apresentação RUP
Apresentação RUPApresentação RUP
Apresentação RUP
Fernando Nogueira
 
Rational Unified Process (RUP)
Rational Unified Process (RUP)Rational Unified Process (RUP)
Rational Unified Process (RUP)
Carlos Henrique Martins da Silva
 
Metodologia de desenvolvimento de sistemas
Metodologia  de desenvolvimento de sistemasMetodologia  de desenvolvimento de sistemas
Metodologia de desenvolvimento de sistemas
Priscila Stuani
 
Analise sistemas 04
Analise sistemas 04Analise sistemas 04
Analise sistemas 04
Caroline Raquel Rodrigues
 
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01
Danielle Ballester, PMP,PSM,SFC,SDC,SMC,SPOC,SCT
 
Documento de requisitos
Documento de requisitosDocumento de requisitos
Documento de requisitos
Thiago Luis Colozio Casácio
 
Documento de requisitos
Documento de requisitosDocumento de requisitos
Documento de requisitos
Thiago Luis Colozio Casácio
 
Modelos e etapas do processo de software.pdf
Modelos e etapas do processo de software.pdfModelos e etapas do processo de software.pdf
Modelos e etapas do processo de software.pdf
IvanFontainha
 
Aula1 eng software
Aula1 eng softwareAula1 eng software
Aula1 eng software
Portal_do_estudante_ADS
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
eros.viggiano
 
Aula03
Aula03Aula03
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de RequisitosOs aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
José Vieira
 
Aula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane Fidelix
Aula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane FidelixAula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane Fidelix
Aula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane Fidelix
Cris Fidelix
 
Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...
Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...
Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...
Marcelo Schumacher
 
Es2 modelo de processo de software
Es2 modelo de processo de softwareEs2 modelo de processo de software
Es2 modelo de processo de software
luacal
 
Aula 1 introducao
Aula 1   introducaoAula 1   introducao
Aula 1 introducao
licardino
 

Semelhante a Aula Gestão de Projetos (20)

Analise de Requisitos
Analise de RequisitosAnalise de Requisitos
Analise de Requisitos
 
Este trabalho trata
Este trabalho trataEste trabalho trata
Este trabalho trata
 
Trabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de SistemasTrabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
Trabalho individual 5 semestre Analise de Sistemas
 
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 03
 
Apresentação RUP
Apresentação RUPApresentação RUP
Apresentação RUP
 
Rational Unified Process (RUP)
Rational Unified Process (RUP)Rational Unified Process (RUP)
Rational Unified Process (RUP)
 
Metodologia de desenvolvimento de sistemas
Metodologia  de desenvolvimento de sistemasMetodologia  de desenvolvimento de sistemas
Metodologia de desenvolvimento de sistemas
 
Analise sistemas 04
Analise sistemas 04Analise sistemas 04
Analise sistemas 04
 
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01
Análise de Sistemas Orientado a Objetos - 01
 
Documento de requisitos
Documento de requisitosDocumento de requisitos
Documento de requisitos
 
Documento de requisitos
Documento de requisitosDocumento de requisitos
Documento de requisitos
 
Modelos e etapas do processo de software.pdf
Modelos e etapas do processo de software.pdfModelos e etapas do processo de software.pdf
Modelos e etapas do processo de software.pdf
 
Aula1 eng software
Aula1 eng softwareAula1 eng software
Aula1 eng software
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Aula03
Aula03Aula03
Aula03
 
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de RequisitosOs aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
Os aspectos mais relevantes da Engenharia de Requisitos
 
Aula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane Fidelix
Aula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane FidelixAula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane Fidelix
Aula 01 - Introdução Engenharia de requisitos - Prof.ª Cristiane Fidelix
 
Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...
Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...
Gerenciamento de Requisitos como Alternativa de Otimização na Manutenção de S...
 
Es2 modelo de processo de software
Es2 modelo de processo de softwareEs2 modelo de processo de software
Es2 modelo de processo de software
 
Aula 1 introducao
Aula 1   introducaoAula 1   introducao
Aula 1 introducao
 

Mais de Rudson Kiyoshi Souza Carvalho

Aula Xml Schema - XSD
Aula Xml Schema - XSDAula Xml Schema - XSD
Aula Xml Schema - XSD
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Aula 4- Engenharia de Software
Aula 4- Engenharia de SoftwareAula 4- Engenharia de Software
Aula 4- Engenharia de Software
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Aula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de SoftwareAula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de Software
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Aula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de SoftwareAula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de Software
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Engenharia de Software Aula 1 - Intro
Engenharia de Software Aula 1 - IntroEngenharia de Software Aula 1 - Intro
Engenharia de Software Aula 1 - Intro
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Aula de DTD Definição do Tipo de Documento
Aula de DTD Definição do Tipo de DocumentoAula de DTD Definição do Tipo de Documento
Aula de DTD Definição do Tipo de Documento
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Aula Introdução a Linguagem XML
Aula Introdução a Linguagem XMLAula Introdução a Linguagem XML
Aula Introdução a Linguagem XML
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Aula MS Project Gestão de Projetos
Aula MS Project Gestão de ProjetosAula MS Project Gestão de Projetos
Aula MS Project Gestão de Projetos
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Marketing inteligente
Marketing inteligenteMarketing inteligente
Marketing inteligente
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Data Warehouse - Modelagem
Data Warehouse - ModelagemData Warehouse - Modelagem
Data Warehouse - Modelagem
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Business Intelligence - Data Warehouse
Business Intelligence - Data WarehouseBusiness Intelligence - Data Warehouse
Business Intelligence - Data Warehouse
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Maven introdução Muito Rápida
Maven introdução Muito RápidaMaven introdução Muito Rápida
Maven introdução Muito Rápida
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Aula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Aula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. CarvalhoAula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Aula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Introdução ao banco de dados
Introdução ao banco de dadosIntrodução ao banco de dados
Introdução ao banco de dados
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 
Palestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Palestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. CarvalhoPalestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Palestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Rudson Kiyoshi Souza Carvalho
 

Mais de Rudson Kiyoshi Souza Carvalho (15)

Aula Xml Schema - XSD
Aula Xml Schema - XSDAula Xml Schema - XSD
Aula Xml Schema - XSD
 
Aula 4- Engenharia de Software
Aula 4- Engenharia de SoftwareAula 4- Engenharia de Software
Aula 4- Engenharia de Software
 
Aula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de SoftwareAula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de Software
 
Aula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de SoftwareAula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de Software
 
Engenharia de Software Aula 1 - Intro
Engenharia de Software Aula 1 - IntroEngenharia de Software Aula 1 - Intro
Engenharia de Software Aula 1 - Intro
 
Aula de DTD Definição do Tipo de Documento
Aula de DTD Definição do Tipo de DocumentoAula de DTD Definição do Tipo de Documento
Aula de DTD Definição do Tipo de Documento
 
Aula Introdução a Linguagem XML
Aula Introdução a Linguagem XMLAula Introdução a Linguagem XML
Aula Introdução a Linguagem XML
 
Aula MS Project Gestão de Projetos
Aula MS Project Gestão de ProjetosAula MS Project Gestão de Projetos
Aula MS Project Gestão de Projetos
 
Marketing inteligente
Marketing inteligenteMarketing inteligente
Marketing inteligente
 
Data Warehouse - Modelagem
Data Warehouse - ModelagemData Warehouse - Modelagem
Data Warehouse - Modelagem
 
Business Intelligence - Data Warehouse
Business Intelligence - Data WarehouseBusiness Intelligence - Data Warehouse
Business Intelligence - Data Warehouse
 
Maven introdução Muito Rápida
Maven introdução Muito RápidaMaven introdução Muito Rápida
Maven introdução Muito Rápida
 
Aula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Aula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. CarvalhoAula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Aula de Analise e Projetos - Diagramas UML - prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho
 
Introdução ao banco de dados
Introdução ao banco de dadosIntrodução ao banco de dados
Introdução ao banco de dados
 
Palestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Palestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. CarvalhoPalestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. Carvalho
Palestra Anhanguera de Business intelligence. Prof Rudson Kiyoshi S. Carvalho
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 

Último (20)

RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 

Aula Gestão de Projetos

  • 1. Engenharia de Softwares e Gerência de Projetos Prof. Rudson Kiyoshi S. Carvalho Anhanguera - 2015
  • 3. - Setia Tecnologia - Arquiteto de Software - Desenvolvedor Java, .NET e Sql Server - MBA - Engenharia de Software com ênfase em SOA - MBA - Arquitetura de Soluções - Bacharel em Sistemas de Informação
  • 6. Sistema de Avaliação O QUE MUDA: • Média para aprovação: 6,0 • ATPS: 20% da nota = até 2,0 pontos (1o e 2o Sem) • Arredondamento: uma casa decimal (5,85 = 5,9) • Frequência: mínimo 75% O QUE CONTINUA: • Pesos: 40% (1o Bim) / 60% (2o Bim) • 1o Bim (trabalho ou prova + ATPS) / 2o Bim (Prova +ATPS) • Prova substitutiva substitui a nota da B2
  • 8. Provas e Entrega de Trabalho ATPS entrega: 01/Abril Provas B1 – 06 a 10/Abril
  • 9. ATPS • Equipes de 2 a 4 participantes. • Entregas: • Parte 1: 01-04-2015 • Relatório 1 -Equipe do Projeto. 
 • Relatório 2 - Escopo do Projeto. • Relatório 3 - Cronograma do Projeto. • Parte 2: 10-06-2015 • Relatório 4 - Plano de Gerenciamento de Risco. • Relatório 5 - Requisitos do Sistema. • Relatório 6 - Projeto de Interface com o Usuário.
  • 10. ATPS - Entrega 1- Relatório 1 • Passo1: Estabelecer e formalizar em um relatório com a equipe inicial do projeto apresentando as características (formação, experiência) de cada um de seus componentes. A equipe de projeto deverá ser constituída por um gerente de projeto mais três colaboradores (representados por quatro alunos). Este relatório deverá ser entregue para o cliente (professor) no primeiro encontro, quando as atividades forem apresentadas para os grupos.
  • 11. ATPS - Entrega 1- Relatório 2 • Passo1: O escopo do projeto especifica as principais características e funções do sistema a ser criado e também serve de base para a especificação de hardware, software, banco de dados e perfil da equipe. Considerando que o tema é um Sistema de Gerenciamento de Hotel e elabore o escopo do projeto com os seguintes capítulos: • 2.1 Nome do Projeto: apresentar um nome para o projeto do sistema. • 2.2 Objetivos do Sistema: apresentar os objetivos do sistema (o que o sistema irá fazer). • 2.3 Previsão de Início e Término do Projeto: apresentar as datas de início e fim do projeto. • 2.4 Plataforma (sistema operacional): apresentar o(s) sistema(s) operacional(is) que servirá(ão) como plataforma para o sistema (justificar as razões que o levaram para realizar a escolha). • 2.5 Linguagem de Programação: apresentar e justificar com suas características a(s) linguagem(ns) de programação escolhidas para o desenvolvimento do sistema. • 2.6 Principais Stakeholders: apresentar todos os envolvidos no projeto (funcionários do cliente, diretores, gerentes e equipe de análise e desenvolvimento). Colocar a função de cada pessoa envolvida e não o nome da pessoa. • 2.7 Premissas: são fatores que devem ser considerados no planejamento do projeto. • 2.8 Restrições: são fatores que afetam o desenvolvimento do sistema.
  • 12. ATPS - Entrega 1- Relatório 3 • Passo1: Considerar o escopo do projeto definido e continuem a elaboração do projeto de software fazendo a definição das etapas e tarefas a serem executadas para o desenvolvimento do sistema. O projeto deve contemplar as etapas de levantamento do escopo, requisitos, desenvolvimento do software, testes e implantação. Ele especifica o trajeto de todos os aspectos do projeto (Estrutura Analítica), desde sua concepção até o estágio final. Fazer o planejamento das atividades e discutam as atividades com sua equipe de projetos. Este planejamento será utilizado no próximo passo para a elaboração do cronograma de atividades do projeto. • Passo 2: Cronograma de Atividades do Projeto. Utilizando o software de gerenciamento de projetos Microsoft Project, atribuir o tempo a ser utilizado em cada atividade do projeto. O sistema irá calcular conforme o tempo atribuído a cada tarefa a data prevista para o término do projeto. Fazer os ajustes necessários e crie o cronograma de seu projeto. Gerar um gráfico de Gantt para o projeto de software. Lembrar que o período de desenvolvimento do sistema é de seis meses.
  • 13. ATPS - Entrega 2- Relatório 4 • Passo1: Plano de Gerência de Riscos do Projeto. Outro importante passo da elaboração de um projeto é a especificação dos riscos do projeto e seu gerenciamento. O plano de gerenciamento de riscos é o levantamento dos possíveis riscos que podem prejudicar o projeto e a definição do plano de ação caso o risco venha a ocorrer. Fazer o levantamento de cinco possíveis riscos e o plano de ação para seu projeto cumprir as metas e os prazos.
  • 14. ATPS - Entrega 2- Relatório 5 • Passo1: Requisitos do Sistema. Requisitos são objetivos ou restrições estabelecidas por clientes e usuários do sistema que definem suas propriedades. Os requisitos de software são aqueles dentre os requisitos de sistema que dizem respeito a propriedades do software. Eles devem ser detalhados para ser possível o entendimento e extração correta da funcionalidade do sistema. A engenharia de requisitos possui alguns métodos de comunicação como: Entrevistas; Reuniões Estruturadas; Questionários; Brainstorms e Observação. Este relatório deve ser composto pelos seguintes capítulos: • 5.1 Visão Geral: fazer uma descrição dos objetivos gerais do sistema. • 5.2 Requisitos Funcionais: fazer a declaração de funções que o sistema deve fornecer, como o sistema deve reagir a entradas específicas e como deve se comportar. • 5.3 Requisitos Não Funcionais: fazer a declaração dos requisitos não funcionais do sistema. Estes requisitos expressam a qualidade e as restrições sobre os serviços ou as funções oferecidas pelo sistema. • 5.4 Ferramentas de Comunicação: apresentar duas ferramentas de comunicação utilizadas com clientes e as informações adquiridas com elas.
  • 15. ATPS - Entrega 2- Relatório 6 • Passo1: Projeto de Interface com o Usuário. Baseado no documento de Requisitos de Software criem um protótipo do sistema, especificamente da rotina de hospedagem de clientes no hotel. Utilizar HTML (HyperText Markup Language) para criar o protótipo não funcional e ilustre pelo menos três telas do sistema desde o momento em que o cliente inicia a hospedagem chegando ao hotel até o momento de sua partida, finalizando o período de hospedagem. Como vocês estão utilizando um protótipo não funcional criem um documento mapeando o comportamento do sistema. Este relatório deverá conter os seguintes capítulos: • 6.1 Tela de Cadastramento de Clientes: apresentar a tela do sistema que fará o cadastramento do cliente no hotel. Apresentar também a descrição de cada campo do formulário e as características dos dados que serão inseridos em seus campos. • 6.2 Tela de Gerenciamento de Locação de Quartos: apresentar a tela do sistema que fará o gerenciamento da locação de quartos do hotel pelos clientes. Apresentar a descrição dos campos editáveis. • 6.3 Tela de Encerramento de Hospedagem: apresentar a tela do sistema que fará o encerramento do período de hospedagem do cliente no hotel. Nesta tela deverão aparecer as despesas do cliente referente ao período de estadia e consumo de itens (uso de Internet, alimentos, bebidas, serviços do hotel). • 6.4 Avaliação da Interface do Usuário: apresentar uma opinião externa sobre o projeto de interface com o usuário. Esta opinião deve levar em consideração a facilidade de uso da interface e verificar se ela cumpre os requisitos do usuário.
  • 17. Engenharia de Softwares e Gerência de Projetos.
  • 18. Objetivo Aplicar boas práticas no desenvolvimento de sistemas.
  • 23. O que é um Projeto?
  • 24. Projeto segundo o PMI • Projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado único.
  • 25. Um projeto é… Um empreendimento temporário Gera um resultado único. Elaborado Progressivamente.
  • 26. Um projeto não é… Uma operação ou processo. Sempre estratégico ou sempre critico. Sempre um sucesso.
  • 27. Características de um projeto e de operações • Projetos: • Esforço temporário único; • Equipe para planejar e executar; • Escopo que as vezes variam; • Finaliza quando é realizado a entrega; • Operações: • Esforço contínuo e repetitivos; • Existem pessoas que executam; • Mesmo escopo, medido pela produtividade; • Equipes especializadas; • O ciclo se repete;
  • 28. Cite alguns exemplos de projetos
  • 29. O que é Gerenciamento de projetos?
  • 30. Gerenciamento de Projetos é… • a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto para atender aos seus requisitos.
  • 31. Escritório de Projetos • PMO - Project Management Office • Escritório de Gerenciamento de Projetos
  • 32. Premissas e Restrições • Premissas são hipóteses; algo que se assume como verdadeiro no início do projeto por não termos informações suficientes. • Restrições são limitações impostas interna ou externamente ao projeto. Restrições podem ser a obrigatoriedade de se executar determinadas ferramentas e a forma de trabalho da equipe.
  • 33. Estrutura Analítica do Projeto - EAP • Em Gerência de projetos, uma Estrutura Analítica de Projetos (EAP), do Inglês, Work breakdown structure (WBS) é um processo de subdivisão das entregas e do trabalho do projeto em componentes menores e mais facilmente gerenciáveis.
  • 35. PMBOK Guide • 10 Áreas de Conhecimento • 5 Grupos de Processos • 47 Processo de Gerenciamento de Projetos Um Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK®)
  • 36. Estrutura de Projetos • Gerenciamento organizacional • Gerenciamento de Portfólio • Gerenciamento de Programas • Gerenciamento de Projetos
  • 42. Atividade 1- Gerenciamento de projetos Missão Cleopatra • Após assistir o filme, coloque numa folha de papel os pontos mais importantes presentes no filme que refletem as más práticas do Gerenciamento de Projetos.(atividade em grupo)
  • 43. Atividade 2 - O celeiro Video o Celeiro
  • 44. Atividade 2- Gerenciamento de projetos o Celeiro • Após assistir o filme, coloque numa folha de papel os pontos mais importantes presentes no filme que refletem as boas práticas do Gerenciamento de Projetos.(atividade em grupo)