SlideShare uma empresa Scribd logo
A reencarnação fortalece os laços de familia
reencarnação
s. f.
1. Acto ou efeito de reencarnar.
reencarnar
v. tr.
Fazer entrar uma alma num corpo, que não era o que
ocupava numa existência anterior.
Reencarnação é uma ideia central de diversos
sistemas filosóficos e religiosos segundo a qual uma
porção do ser é capaz de subsistir à morte do corpo.
Chamada consciência, espírito ou alma, essa porção
seria capaz de ligar-se sucessivamente a diversos
corpos para a consecução de um fim específico, como
o auto-aperfeiçoamento ou a anulação do carma.
“Eu tive muitos nascimentos e tu também; os
meus eu os conheço todos. Mas tu não conheces
os teus”
“Assim como uma criatura se desnuda de velhas
roupas para vestir novas, assim também a alma
rejeita esse corpo para tomar outro”.
Bhagavad Gita
Livro Décimo Segundo - Enfoca a recompensa suprema das acções
humanas. Aquele que faz o bem terá o bem eterno nas várias
transmigrações de sua alma; o que faz o mal receberá a devida
punição nas futuras encarnações. As transmigrações da alma são
detalhadamente previstas e descritas. Tanto em bem quanto em
mal, até que a alma chegue à perfeita purificação …
Código de Manu
E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o
SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do
SENHOR.
(Job 1:21)
Pois, eu te peço, pergunta agora às gerações passadas; e
prepara-te para a inquirição de seus pais. Porque nós somos de
ontem, e nada sabemos; porquanto nossos dias sobre a terra são
como a sombra.
(Job 8:8-9)
Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida,
somos os mais infelizes de todos os homens
(Paulo, I Corintios 15.19)
“Saiu Jesus para as aldeias de Cesareia de
Felipe, e no caminho interrogou os
discípulos dizendo:
Quem dizem os homens que sou eu?
E eles responderam: João Batista, outros
Elias, e outros Jeremias ou um dos
profetas.”
( Mateus 16:13)
“Ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo”.
(João 3, 3).
“Quem tiver ouvidos, que escute bem".
“Por que dizem os escribas ser preciso que
volte antes o Elias?”
–Jesus respondeu “É verdade que Elias há-
de vir e restabelecer todas as coisas: - mas
eu vos declaro que Elias já veio e eles não
o conheceram e o trataram como lhes
aprouve. É assim que farão com o filho do
homem.”
– Então entenderam os discípulos que fora
de João Batista que Ele falara.
(Mateus 17:13)
1º - o corpo ou ser material,
análogo ao dos animais e
animado pelo mesmo princípio
vital;
2º - a alma, Espírito
encarnado que tem
no corpo a sua
habitação;
3º - o princípio intermediário, ou perispírito,
substância semimaterial que serve de
primeiro envoltório ao Espírito e liga a
alma ao corpo. Tais, num fruto, o gérmen,
o perisperma e a casca.
O homem é, … formado de três partes essenciais:
OLE - Q.135
166. Como pode a alma, que não alcançou a
perfeição durante a vida corpórea, acabar de
depurar-se?
“Sofrendo a prova de uma nova existência.”
a) - Como realiza essa nova existência? Será pela
sua transformação como Espírito?
“Depurando-se, a alma indubitavelmente
experimenta uma transformação, mas para isso
necessária lhe é a prova da vida corporal.”
b) - A alma passa então por muitas existências corporais?
“Sim, todos contamos muitas existências. Os que dizem o contrário pretendem
manter-vos na ignorância em que eles próprios se encontram. Esse o desejo
deles.”
c) - Parece resultar desse princípio que a alma, depois de haver deixado
um corpo, toma outro, ou, então, que reencarna em novo corpo. E assim
que se deve entender?
“Evidentemente.”
167. Qual o fim objetivado com a
reencarnação?
“Expiação, melhoramento progressivo da
Humanidade. Sem isto, onde a justiça?”
168. É limitado o número das existências
corporais, ou o Espírito reencarna
perpetuamente?
“A cada nova existência, o Espírito dá um
passo para diante na senda do progresso.
Desde que se ache limpo de todas as
impurezas, não tem mais necessidade das
provas da vida corporal.”
204. Uma vez que temos tido muitas
existências, a nossa parentela vai além da que
a existência atual nos criou?
“Não pode ser de outra maneira. A sucessão das
existências corporais estabelece entre os
Espíritos ligações que remontam às vossas
existências anteriores. Daí, muitas vezes, a
simpatia que vem a existir entre vós e certos
Espíritos que vos parecem estranhos.”
205. A algumas pessoas a doutrina da
reencarnação se afigura destruidora dos
laços de família, com o fazê-los anteriores à
existência atual.
“Ela os distende; não os destrói. Fundando-se o
parentesco em afeições anteriores, menos
precários são os laços existentes entre os
membros de uma mesma família. Essa doutrina
amplia os deveres da fraternidade, porquanto,
no vosso vizinho, ou no vosso servo, pode
achar-se um Espírito a quem tenhais estado
presos pelos laços da consanguinidade.”
Há, pois, duas espécies de famílias: as
famílias pelos laços espirituais e as famílias
pelos laços corporais.
Duráveis, as primeiras se fortalecem pela
purificação e se perpetuam no mundo dos
Espíritos, através das várias migrações da
alma; as segundas, frágeis como a matéria,
se extinguem com o tempo e muitas vezes
se dissolvem moralmente, já na existência
atual.
Cap. XIV item 8
O ser humano não pode prescindir da
convivência familiar, porque o instinto
gregário que lhe comanda a existência,
indu-lo à busca do grupo, qual sucede entre
outros animais que vivem em família,
protegendo-se e preparando-a para a
própria independência.
pp.15-16
Este grupamento familiar, no entanto, não é
resultado casual de encontros apressados
no mundo físico, havendo ocorrido nas
esferas espirituais antes do renascimento
orgânico, quando são desenhadas as
programações entre os Espíritos
comprometidos, positiva ou negativamente,
para os ajustamentos necessários ao
progresso a que todos se encontram
submetidos.
A constelação familiar recorda o equilíbrio
que vige no universo: os astros menores
giram atraídos pela força dos maiores, no
caso específico das estrelas, planetas,
satélites e asteroides…
No caso em tela, são os pais as estrelas de
primeira grandeza cuja força gravitacional
impõe-se aos filhos, na condição de
planetas à sua volta, assim como de futuros
satélites que volutearão no seu entorno sob
a atração da afetividade, que são todos
aqueles que se vinculam aos
descendentes…
pp.24
Se fora criado perfeito, o homem
fatalmente penderia para o bem. Ora, em
virtude do seu livre-arbítrio, ele não pende
fatalmente nem para o bem, nem para o
mal.
Cap. III, item 9
Quis Deus que ele ficasse sujeito à lei do
progresso e que o progresso resulte do seu
trabalho, a fim de que lhe pertença o fruto
deste, da mesma maneira que lhe cabe a
responsabilidade do mal que por sua
vontade pratique.
À medida que progride moralmente, o Espírito
se desmaterializa, isto é, depura-se, com o
subtrair-se à influência da matéria; sua vida se
espiritualiza, suas faculdades e perceções se
ampliam; sua felicidade se torna proporcional
ao progresso realizado.
Cap. XI, item 26
Depende, pois, do Espírito abreviar, pelo
trabalho de depuração executado sobre si
mesmo, a extensão do período das
encarnações.
Entretanto, como atua em virtude do seu livre-
arbítrio, pode ele, por negligência ou má
vontade, retardar o seu avanço; prolonga,
conseguintemente, a duração de suas
encarnações materiais, que, então, se lhe
tornam uma punição, pois que, por falta sua,
ele permanece nas categorias inferiores,
obrigado a recomeçar a mesma tarefa.
…a reencarnação nunca pode ser vulgar.
Para isso, trabalham aqui centenas de
técnicos em questões de Embriologia e
Biologia em geral, no sentido de orientar as
experiências individuais do futuro de quantos
irmãos se ligam a nós no esforço coletivo. ..
pp. 172-206
A maioria dos que retornam à existência
corporal na esfera do globo é magnetizada
pelos benfeitores espirituais, que lhe
organizam novas tarefas redentoras, e
quantos recebem semelhante auxílio são
conduzidos ao templo maternal de carne
como crianças adormecidas.
FRANCO, Divaldo Pereira - Constelação Familiar. 4ª ed. Salvador: LEAL, 2008.
KARDEC, Allan - A Génese. Amadora : Amadora: Livresp, 2011.
KARDEC, Allan - O Evangelho Segundo o Espiritismo. Amadora: Livresp, 2011.
KARDEC, Allan - O Livro dos Espíritos. Amadora : Livresp, 2011.
XAVIER, Francisco Cândido. Missionários da Luz. 23ª ed. Rio de Janeiro: Feb, 1991.
http://www.priberam.pt/DLPO/default.aspx?pal=reencarna%C3%A7%C3%A3o
http://pt.wikipedia.org/wiki/Reencarna%C3%A7%C3%A3o
http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%B3digo_de_Manu
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bhagavad_gita
Novo Testamento
Velho Testamento

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
Marta Gomes
 
Terra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritosTerra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritos
bonattinho
 
3.8 - Lei do Progresso.pptx
3.8 - Lei do Progresso.pptx3.8 - Lei do Progresso.pptx
3.8 - Lei do Progresso.pptx
Marta Gomes
 
Família material e espiritual
Família material e espiritualFamília material e espiritual
Família material e espiritual
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
Ronaldo Pereira Rodrigues
 
Da encarnação dos Espíritos
Da encarnação dos EspíritosDa encarnação dos Espíritos
Da encarnação dos Espíritos
home
 
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMOREFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Divulgador do Espiritismo
 
Reinos Da Natureza
Reinos Da NaturezaReinos Da Natureza
Reinos Da Natureza
Power Point
 
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfFundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Rosimeire Alves
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
sndteixeira
 
Escolha das provas
Escolha das provasEscolha das provas
Escolha das provas
Ponte de Luz ASEC
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Evolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismoEvolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismo
Ailton Guimaraes
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Daura Alves
 
Estar Desperto
Estar DespertoEstar Desperto
Estar Desperto
Ricardo Azevedo
 
Depressão na visão Espírita
Depressão na visão EspíritaDepressão na visão Espírita
Depressão na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 

Mais procurados (20)

2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
 
Terra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritosTerra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritos
 
3.8 - Lei do Progresso.pptx
3.8 - Lei do Progresso.pptx3.8 - Lei do Progresso.pptx
3.8 - Lei do Progresso.pptx
 
Família material e espiritual
Família material e espiritualFamília material e espiritual
Família material e espiritual
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
 
Da encarnação dos Espíritos
Da encarnação dos EspíritosDa encarnação dos Espíritos
Da encarnação dos Espíritos
 
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMOREFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
 
Reinos Da Natureza
Reinos Da NaturezaReinos Da Natureza
Reinos Da Natureza
 
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfFundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
 
Escolha das provas
Escolha das provasEscolha das provas
Escolha das provas
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
Evolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismoEvolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismo
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014Palestra   trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
Palestra trabalhadores da última hora - daura - seja - 2014
 
Estar Desperto
Estar DespertoEstar Desperto
Estar Desperto
 
Depressão na visão Espírita
Depressão na visão EspíritaDepressão na visão Espírita
Depressão na visão Espírita
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
 

Destaque

Dia mundial do ambiente
Dia mundial do ambienteDia mundial do ambiente
Dia mundial do ambiente
Henrique Vieira
 
18abril1857 advento do espirito de verdade
18abril1857 advento do espirito de verdade18abril1857 advento do espirito de verdade
18abril1857 advento do espirito de verdade
Henrique Vieira
 
Desprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenosDesprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenos
Henrique Vieira
 
3 revelacoes aliança ciência com a religião
3 revelacoes aliança ciência com a religião3 revelacoes aliança ciência com a religião
3 revelacoes aliança ciência com a religião
Henrique Vieira
 
O consolador prometido
O consolador prometidoO consolador prometido
O consolador prometido
Henrique Vieira
 
Nasce allan kardec
Nasce allan kardecNasce allan kardec
Nasce allan kardec
Henrique Vieira
 
MY SIP REPORT
MY SIP REPORTMY SIP REPORT
MY SIP REPORT
Manish Singh
 
Vinod_Kumar
Vinod_KumarVinod_Kumar
Vinod_Kumar
Vinod Kumar
 
31.10.14 cred analysis report
31.10.14 cred analysis report31.10.14 cred analysis report
31.10.14 cred analysis report
Victoria Fellows
 
Optimum Consult
Optimum ConsultOptimum Consult
Optimum Consult
Massimo Allegro
 
232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles
232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles
232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles
Daniel Fiaño
 
1648
16481648
1648
Pelo Siro
 
Piste di formazione CNV - Comunicazione non violenta
Piste di formazione CNV - Comunicazione non violentaPiste di formazione CNV - Comunicazione non violenta
Piste di formazione CNV - Comunicazione non violenta
Spaziopersona - Sviluppo e progresso
 
10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр
10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр
10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр
Aira_Roo
 
MY SIP REPORT
MY SIP REPORTMY SIP REPORT
MY SIP REPORT
Manish Singh
 
1647
16471647
1647
Pelo Siro
 
สรุปวิชาเคมี
สรุปวิชาเคมีสรุปวิชาเคมี
สรุปวิชาเคมี
Tutor Ferry
 

Destaque (17)

Dia mundial do ambiente
Dia mundial do ambienteDia mundial do ambiente
Dia mundial do ambiente
 
18abril1857 advento do espirito de verdade
18abril1857 advento do espirito de verdade18abril1857 advento do espirito de verdade
18abril1857 advento do espirito de verdade
 
Desprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenosDesprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenos
 
3 revelacoes aliança ciência com a religião
3 revelacoes aliança ciência com a religião3 revelacoes aliança ciência com a religião
3 revelacoes aliança ciência com a religião
 
O consolador prometido
O consolador prometidoO consolador prometido
O consolador prometido
 
Nasce allan kardec
Nasce allan kardecNasce allan kardec
Nasce allan kardec
 
MY SIP REPORT
MY SIP REPORTMY SIP REPORT
MY SIP REPORT
 
Vinod_Kumar
Vinod_KumarVinod_Kumar
Vinod_Kumar
 
31.10.14 cred analysis report
31.10.14 cred analysis report31.10.14 cred analysis report
31.10.14 cred analysis report
 
Optimum Consult
Optimum ConsultOptimum Consult
Optimum Consult
 
232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles
232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles
232917797 100-juegos-y-actividades-ludicas-para-ensenar-ingles
 
1648
16481648
1648
 
Piste di formazione CNV - Comunicazione non violenta
Piste di formazione CNV - Comunicazione non violentaPiste di formazione CNV - Comunicazione non violenta
Piste di formazione CNV - Comunicazione non violenta
 
10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр
10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр
10 истор середницька_пособ_консп_2009_укр
 
MY SIP REPORT
MY SIP REPORTMY SIP REPORT
MY SIP REPORT
 
1647
16471647
1647
 
สรุปวิชาเคมี
สรุปวิชาเคมีสรุปวิชาเคมี
สรุปวิชาเคมี
 

Semelhante a A reencarnação fortalece os laços de familia

Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Eduardo Ottonelli Pithan
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
O progresso espiritual
O progresso espiritualO progresso espiritual
O progresso espiritual
Helio Cruz
 
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo EspiritismoCapítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Jean Dias
 
Lei da reprodução
Lei da reproduçãoLei da reprodução
Lei da reprodução
Ponte de Luz ASEC
 
Retorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5hRetorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5h
home
 
Reencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidadeReencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidade
Victor Passos
 
Ceuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçao
Ceuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçaoCeuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçao
Ceuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçao
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15
Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15
Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15
Patricia Farias
 
Ressurreição ou reencarnação
Ressurreição ou reencarnaçãoRessurreição ou reencarnação
Ressurreição ou reencarnação
Helio Cruz
 
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpoRoteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Bruno Cechinel Filho
 
Tema: A Encarnação, Desencarnação e Reencarnação
Tema:  A Encarnação, Desencarnação e ReencarnaçãoTema:  A Encarnação, Desencarnação e Reencarnação
Tema: A Encarnação, Desencarnação e Reencarnação
Fábio Constantino
 
Justiça da Reencarnação
Justiça da ReencarnaçãoJustiça da Reencarnação
Justiça da Reencarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Reencarnação agosto17
Reencarnação agosto17Reencarnação agosto17
Reencarnação agosto17
PABLO SOBRINHO
 
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existenciasPrimeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
CeiClarencio
 
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMASAULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
Daniel de Melo
 
Palestra reencarnação e laços de família
Palestra reencarnação e laços de famíliaPalestra reencarnação e laços de família
Palestra reencarnação e laços de família
Anderson Santos
 
Estudo do livro Roteiro lição 6
Estudo do livro Roteiro lição 6Estudo do livro Roteiro lição 6
Estudo do livro Roteiro lição 6
Candice Gunther
 
Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8
Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8
Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8
Patricia Farias
 

Semelhante a A reencarnação fortalece os laços de familia (20)

Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1( Espiritismo)   # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
( Espiritismo) # - amag ramgis - reencarnacao # estudo geral # 1
 
O progresso espiritual
O progresso espiritualO progresso espiritual
O progresso espiritual
 
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo EspiritismoCapítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
 
Lei da reprodução
Lei da reproduçãoLei da reprodução
Lei da reprodução
 
Retorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5hRetorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5h
 
Reencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidadeReencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidade
 
Ceuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçao
Ceuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçaoCeuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçao
Ceuinferno 015 1a. parte capítulo viii - os anjos - refutaçao
 
Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15
Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15
Livro dos Espirtos Q.353 ESE cap 28 item 15
 
Ressurreição ou reencarnação
Ressurreição ou reencarnaçãoRessurreição ou reencarnação
Ressurreição ou reencarnação
 
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpoRoteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
 
Tema: A Encarnação, Desencarnação e Reencarnação
Tema:  A Encarnação, Desencarnação e ReencarnaçãoTema:  A Encarnação, Desencarnação e Reencarnação
Tema: A Encarnação, Desencarnação e Reencarnação
 
Justiça da Reencarnação
Justiça da ReencarnaçãoJustiça da Reencarnação
Justiça da Reencarnação
 
Reencarnação agosto17
Reencarnação agosto17Reencarnação agosto17
Reencarnação agosto17
 
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existenciasPrimeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
 
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMASAULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
 
Palestra reencarnação e laços de família
Palestra reencarnação e laços de famíliaPalestra reencarnação e laços de família
Palestra reencarnação e laços de família
 
Estudo do livro Roteiro lição 6
Estudo do livro Roteiro lição 6Estudo do livro Roteiro lição 6
Estudo do livro Roteiro lição 6
 
Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8
Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8
Livro dos Espiritos questao 201 Evangelho cap 14 item 8
 

Último

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 

Último (20)

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 

A reencarnação fortalece os laços de familia

  • 2. reencarnação s. f. 1. Acto ou efeito de reencarnar. reencarnar v. tr. Fazer entrar uma alma num corpo, que não era o que ocupava numa existência anterior. Reencarnação é uma ideia central de diversos sistemas filosóficos e religiosos segundo a qual uma porção do ser é capaz de subsistir à morte do corpo. Chamada consciência, espírito ou alma, essa porção seria capaz de ligar-se sucessivamente a diversos corpos para a consecução de um fim específico, como o auto-aperfeiçoamento ou a anulação do carma.
  • 3. “Eu tive muitos nascimentos e tu também; os meus eu os conheço todos. Mas tu não conheces os teus” “Assim como uma criatura se desnuda de velhas roupas para vestir novas, assim também a alma rejeita esse corpo para tomar outro”. Bhagavad Gita Livro Décimo Segundo - Enfoca a recompensa suprema das acções humanas. Aquele que faz o bem terá o bem eterno nas várias transmigrações de sua alma; o que faz o mal receberá a devida punição nas futuras encarnações. As transmigrações da alma são detalhadamente previstas e descritas. Tanto em bem quanto em mal, até que a alma chegue à perfeita purificação … Código de Manu
  • 4. E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR. (Job 1:21) Pois, eu te peço, pergunta agora às gerações passadas; e prepara-te para a inquirição de seus pais. Porque nós somos de ontem, e nada sabemos; porquanto nossos dias sobre a terra são como a sombra. (Job 8:8-9) Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens (Paulo, I Corintios 15.19)
  • 5. “Saiu Jesus para as aldeias de Cesareia de Felipe, e no caminho interrogou os discípulos dizendo: Quem dizem os homens que sou eu? E eles responderam: João Batista, outros Elias, e outros Jeremias ou um dos profetas.” ( Mateus 16:13) “Ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo”. (João 3, 3). “Quem tiver ouvidos, que escute bem". “Por que dizem os escribas ser preciso que volte antes o Elias?” –Jesus respondeu “É verdade que Elias há- de vir e restabelecer todas as coisas: - mas eu vos declaro que Elias já veio e eles não o conheceram e o trataram como lhes aprouve. É assim que farão com o filho do homem.” – Então entenderam os discípulos que fora de João Batista que Ele falara. (Mateus 17:13)
  • 6. 1º - o corpo ou ser material, análogo ao dos animais e animado pelo mesmo princípio vital; 2º - a alma, Espírito encarnado que tem no corpo a sua habitação; 3º - o princípio intermediário, ou perispírito, substância semimaterial que serve de primeiro envoltório ao Espírito e liga a alma ao corpo. Tais, num fruto, o gérmen, o perisperma e a casca. O homem é, … formado de três partes essenciais: OLE - Q.135
  • 7. 166. Como pode a alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corpórea, acabar de depurar-se? “Sofrendo a prova de uma nova existência.” a) - Como realiza essa nova existência? Será pela sua transformação como Espírito? “Depurando-se, a alma indubitavelmente experimenta uma transformação, mas para isso necessária lhe é a prova da vida corporal.” b) - A alma passa então por muitas existências corporais? “Sim, todos contamos muitas existências. Os que dizem o contrário pretendem manter-vos na ignorância em que eles próprios se encontram. Esse o desejo deles.” c) - Parece resultar desse princípio que a alma, depois de haver deixado um corpo, toma outro, ou, então, que reencarna em novo corpo. E assim que se deve entender? “Evidentemente.”
  • 8. 167. Qual o fim objetivado com a reencarnação? “Expiação, melhoramento progressivo da Humanidade. Sem isto, onde a justiça?” 168. É limitado o número das existências corporais, ou o Espírito reencarna perpetuamente? “A cada nova existência, o Espírito dá um passo para diante na senda do progresso. Desde que se ache limpo de todas as impurezas, não tem mais necessidade das provas da vida corporal.”
  • 9. 204. Uma vez que temos tido muitas existências, a nossa parentela vai além da que a existência atual nos criou? “Não pode ser de outra maneira. A sucessão das existências corporais estabelece entre os Espíritos ligações que remontam às vossas existências anteriores. Daí, muitas vezes, a simpatia que vem a existir entre vós e certos Espíritos que vos parecem estranhos.” 205. A algumas pessoas a doutrina da reencarnação se afigura destruidora dos laços de família, com o fazê-los anteriores à existência atual. “Ela os distende; não os destrói. Fundando-se o parentesco em afeições anteriores, menos precários são os laços existentes entre os membros de uma mesma família. Essa doutrina amplia os deveres da fraternidade, porquanto, no vosso vizinho, ou no vosso servo, pode achar-se um Espírito a quem tenhais estado presos pelos laços da consanguinidade.”
  • 10. Há, pois, duas espécies de famílias: as famílias pelos laços espirituais e as famílias pelos laços corporais. Duráveis, as primeiras se fortalecem pela purificação e se perpetuam no mundo dos Espíritos, através das várias migrações da alma; as segundas, frágeis como a matéria, se extinguem com o tempo e muitas vezes se dissolvem moralmente, já na existência atual. Cap. XIV item 8
  • 11. O ser humano não pode prescindir da convivência familiar, porque o instinto gregário que lhe comanda a existência, indu-lo à busca do grupo, qual sucede entre outros animais que vivem em família, protegendo-se e preparando-a para a própria independência. pp.15-16 Este grupamento familiar, no entanto, não é resultado casual de encontros apressados no mundo físico, havendo ocorrido nas esferas espirituais antes do renascimento orgânico, quando são desenhadas as programações entre os Espíritos comprometidos, positiva ou negativamente, para os ajustamentos necessários ao progresso a que todos se encontram submetidos.
  • 12. A constelação familiar recorda o equilíbrio que vige no universo: os astros menores giram atraídos pela força dos maiores, no caso específico das estrelas, planetas, satélites e asteroides… No caso em tela, são os pais as estrelas de primeira grandeza cuja força gravitacional impõe-se aos filhos, na condição de planetas à sua volta, assim como de futuros satélites que volutearão no seu entorno sob a atração da afetividade, que são todos aqueles que se vinculam aos descendentes… pp.24
  • 13. Se fora criado perfeito, o homem fatalmente penderia para o bem. Ora, em virtude do seu livre-arbítrio, ele não pende fatalmente nem para o bem, nem para o mal. Cap. III, item 9 Quis Deus que ele ficasse sujeito à lei do progresso e que o progresso resulte do seu trabalho, a fim de que lhe pertença o fruto deste, da mesma maneira que lhe cabe a responsabilidade do mal que por sua vontade pratique.
  • 14. À medida que progride moralmente, o Espírito se desmaterializa, isto é, depura-se, com o subtrair-se à influência da matéria; sua vida se espiritualiza, suas faculdades e perceções se ampliam; sua felicidade se torna proporcional ao progresso realizado. Cap. XI, item 26 Depende, pois, do Espírito abreviar, pelo trabalho de depuração executado sobre si mesmo, a extensão do período das encarnações. Entretanto, como atua em virtude do seu livre- arbítrio, pode ele, por negligência ou má vontade, retardar o seu avanço; prolonga, conseguintemente, a duração de suas encarnações materiais, que, então, se lhe tornam uma punição, pois que, por falta sua, ele permanece nas categorias inferiores, obrigado a recomeçar a mesma tarefa.
  • 15. …a reencarnação nunca pode ser vulgar. Para isso, trabalham aqui centenas de técnicos em questões de Embriologia e Biologia em geral, no sentido de orientar as experiências individuais do futuro de quantos irmãos se ligam a nós no esforço coletivo. .. pp. 172-206 A maioria dos que retornam à existência corporal na esfera do globo é magnetizada pelos benfeitores espirituais, que lhe organizam novas tarefas redentoras, e quantos recebem semelhante auxílio são conduzidos ao templo maternal de carne como crianças adormecidas.
  • 16. FRANCO, Divaldo Pereira - Constelação Familiar. 4ª ed. Salvador: LEAL, 2008. KARDEC, Allan - A Génese. Amadora : Amadora: Livresp, 2011. KARDEC, Allan - O Evangelho Segundo o Espiritismo. Amadora: Livresp, 2011. KARDEC, Allan - O Livro dos Espíritos. Amadora : Livresp, 2011. XAVIER, Francisco Cândido. Missionários da Luz. 23ª ed. Rio de Janeiro: Feb, 1991. http://www.priberam.pt/DLPO/default.aspx?pal=reencarna%C3%A7%C3%A3o http://pt.wikipedia.org/wiki/Reencarna%C3%A7%C3%A3o http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%B3digo_de_Manu http://pt.wikipedia.org/wiki/Bhagavad_gita Novo Testamento Velho Testamento