SlideShare uma empresa Scribd logo
Fundamentos e
Finalidade da
Reencarnação
ESDE
Estudo Sistematizado
da Doutrina Espírita
Tomo 1 – Módulo 4
Roteiro 1
Centro Espírita Catarina de Labouret
Fortaleza – CE
06/2022
“Em verdade, em
verdade te digo que se
alguém não for gerado
de novo, não pode ver
o Reino de Deus.”
Jesus
(João, 3:5)
Objetivos
• Refletir sobre a relação
entre a reencarnação e
a Justiça Divina.
• Analisar as finalidades
da reencarnação.
Como pensar em
Justiça Divina diante
de tantas injustiças no
mundo?
166. A alma que não alcançou a perfeição na vida
corpórea, como acaba de depurar-se?
“Suportando a prova de uma nova existência. ”
a) Como a alma realiza essa nova existência? É por sua transformação como
Espírito?
“Depurando-se, a alma sofre, sem dúvida, uma transformação; mas para isso lhe é
necessária a prova da vida material.”
b) A alma passa, então, por muitas existências corporais?
“Sim, todos passamos por muitas existências. Os que dizem o contrário pretendem
manter-vos na ignorância em que eles próprios se encontram. Esse o desejo deles.”
c) Parece resultar desse princípio que a alma, depois de haver deixado um corpo,
toma outro, ou seja, reencarna em novo corpo. É assim que se deve entender?
“Evidentemente.”
167. Qual o fim objetivado com a reencarnação?
“Expiação, melhoria progressiva da humanidade. Sem isto, onde a
justiça?”
168. É limitado o número das existências corporais, ou o
Espírito reencarna perpetuamente?
“A cada nova existência o Espírito dá um passo adiante na senda do progresso.
Quando se ache despojado de todas as impurezas não tem mais necessidade das
provas da vida corporal.”
169. O número de encarnações é o mesmo para
todos os espíritos?
“Não; aquele que caminha depressa se poupa das provas. Todavia,
as encarnações sucessivas são sempre muito numerosas porque o
progresso é quase infinito.”
170. O que fica sendo o Espírito depois da sua última
encarnação?
“Espírito bem-aventurado; Espírito puro.”
171. Em que se funda o dogma da reencarnação?
“Na justiça de Deus e na revelação, pois incessantemente
repetimos: o bom pai deixa sempre aberta a seus filhos uma porta
para o arrependimento. Não te diz a razão que seria injusto privar
para sempre, da felicidade eterna, todos aqueles de quem não
dependeu o melhorarem-se? Não são filhos de Deus todos os
homens? Só entre os egoístas se encontram a iniquidade, o ódio
implacável e os castigos sem remissão.”
Reencarnação na Bíblia...
Aprendendo um pouquinho mais sobre Reencarnação
Eu pedi pra nascer???
Todos os Espíritos tendem
para a perfeição e Deus lhes
faculta os meios de alcançá-la,
proporcionando-lhes as
provações da vida corporal.
Sua justiça, porém, lhes
concede realizar, em novas
existências, o que não
puderam fazer ou concluir
numa primeira prova.
Allan Kardec
“Nascer, morrer,
renascer ainda e
progredir sempre,
tal é a lei.”
Allan Kardec

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
Graça Maciel
 
A reencarnação visão geral
A reencarnação visão geralA reencarnação visão geral
A reencarnação visão geral
Anderson Dias
 
Retorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5hRetorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5h
home
 
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e ExpiaçõesEvangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Antonino Silva
 
Fluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico UniversalFluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico Universal
Marcos Bueno Sander
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritos
Bruno Cechinel Filho
 
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan KardecEscala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
marjoriestavismeyer
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
igmateus
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
paikachambi
 
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpoRoteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Bruno Cechinel Filho
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Antonino Silva
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
Semente de Esperança
 
Espírito E Matéria
Espírito E MatériaEspírito E Matéria
Espírito E Matéria
Grupo Espírita Cristão
 
Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8
Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8
Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8
Patricia Farias
 
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo EspiritismoCapítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Jean Dias
 
principios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismoprincipios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismo
cleomarjunior
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantes
Marta Gomes
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
Lisete B.
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
Jorge Luiz dos Santos
 
A terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiaçõesA terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiações
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
 
A reencarnação visão geral
A reencarnação visão geralA reencarnação visão geral
A reencarnação visão geral
 
Retorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5hRetorno à vida corporal 1,5h
Retorno à vida corporal 1,5h
 
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e ExpiaçõesEvangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
 
Fluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico UniversalFluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico Universal
 
Roteiro 1 influência dos espíritos
Roteiro 1   influência dos espíritosRoteiro 1   influência dos espíritos
Roteiro 1 influência dos espíritos
 
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan KardecEscala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpoRoteiro 4    retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
Roteiro 4 retorno à vida corporal - união da alama ao corpo
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
Espírito E Matéria
Espírito E MatériaEspírito E Matéria
Espírito E Matéria
 
Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8
Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8
Livro dos Espíritos Q.287 ESE cap.24 item8
 
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo EspiritismoCapítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
Capítulo IV - Evangelho Segundo Espiritismo
 
principios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismoprincipios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismo
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantes
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
 
A terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiaçõesA terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiações
 

Semelhante a Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf

2.4.1 da reencarnacao e justica da reencarnacao
2.4.1   da reencarnacao e justica da reencarnacao2.4.1   da reencarnacao e justica da reencarnacao
2.4.1 da reencarnacao e justica da reencarnacao
Marta Gomes
 
JustiçA da Reencarnação
JustiçA  da  ReencarnaçãoJustiçA  da  Reencarnação
JustiçA da Reencarnação
Jose Maria Magalhaes
 
Capitulo IV Pluralidade das existencias
Capitulo IV   Pluralidade das existenciasCapitulo IV   Pluralidade das existencias
Capitulo IV Pluralidade das existencias
Marta Gomes
 
Aula 05 09
Aula 05 09Aula 05 09
Aula 05 09
Andreia Quesada
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alvesNinguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Francisco Pereira
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Erberson Pinheiro
 
A pluralidade das existencias.
A pluralidade das existencias.A pluralidade das existencias.
A pluralidade das existencias.
MARILENEAPARECIDABEN
 
Reencarnação eEevolução
Reencarnação eEevoluçãoReencarnação eEevolução
Reencarnação eEevolução
igmateus
 
PDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdf
PDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdfPDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdf
PDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdf
joserodrigues540340
 
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnadosCurso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
drjoseferreiramd
 
Capitulo VII - Retorno a Vida Corporal
Capitulo VII -  Retorno a Vida CorporalCapitulo VII -  Retorno a Vida Corporal
Capitulo VII - Retorno a Vida Corporal
Marta Gomes
 
Nascidos para vencer
Nascidos para vencerNascidos para vencer
Nascidos para vencer
JosiSantana1
 
Educação espírita para adultos
Educação espírita para adultosEducação espírita para adultos
Educação espírita para adultos
Dalila Melo
 
Palestra ESE cap 7 pobres espirito
Palestra ESE cap 7 pobres espiritoPalestra ESE cap 7 pobres espirito
Palestra ESE cap 7 pobres espirito
Tiburcio Santos
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
sndteixeira
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Imortalidade Da Alma
Imortalidade Da  AlmaImortalidade Da  Alma
Imortalidade Da Alma
Pastor Robson Colaço
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
Lisete B.
 
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Eduardo Ottonelli Pithan
 

Semelhante a Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf (20)

2.4.1 da reencarnacao e justica da reencarnacao
2.4.1   da reencarnacao e justica da reencarnacao2.4.1   da reencarnacao e justica da reencarnacao
2.4.1 da reencarnacao e justica da reencarnacao
 
JustiçA da Reencarnação
JustiçA  da  ReencarnaçãoJustiçA  da  Reencarnação
JustiçA da Reencarnação
 
Capitulo IV Pluralidade das existencias
Capitulo IV   Pluralidade das existenciasCapitulo IV   Pluralidade das existencias
Capitulo IV Pluralidade das existencias
 
Aula 05 09
Aula 05 09Aula 05 09
Aula 05 09
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
 
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alvesNinguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
Ninguem pode ver_o_reino_de_deus-c_alves
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
 
A pluralidade das existencias.
A pluralidade das existencias.A pluralidade das existencias.
A pluralidade das existencias.
 
Reencarnação eEevolução
Reencarnação eEevoluçãoReencarnação eEevolução
Reencarnação eEevolução
 
PDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdf
PDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdfPDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdf
PDF Aula 20 - Fundamentos finalidade e provas da reencarnação.pdf
 
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnadosCurso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
Curso básico de Doutrina Espírita para desencarnados
 
Capitulo VII - Retorno a Vida Corporal
Capitulo VII -  Retorno a Vida CorporalCapitulo VII -  Retorno a Vida Corporal
Capitulo VII - Retorno a Vida Corporal
 
Nascidos para vencer
Nascidos para vencerNascidos para vencer
Nascidos para vencer
 
Educação espírita para adultos
Educação espírita para adultosEducação espírita para adultos
Educação espírita para adultos
 
Palestra ESE cap 7 pobres espirito
Palestra ESE cap 7 pobres espiritoPalestra ESE cap 7 pobres espirito
Palestra ESE cap 7 pobres espirito
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Imortalidade Da Alma
Imortalidade Da  AlmaImortalidade Da  Alma
Imortalidade Da Alma
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
 
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deusCapítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
Capítulo 4 ese ninguém pode ver o reino de deus
 

Último

Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
MasaCalixto2
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Igreja Jesus é o Verbo
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (18)

Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 

Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf

  • 1. Fundamentos e Finalidade da Reencarnação ESDE Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Tomo 1 – Módulo 4 Roteiro 1 Centro Espírita Catarina de Labouret Fortaleza – CE 06/2022
  • 2. “Em verdade, em verdade te digo que se alguém não for gerado de novo, não pode ver o Reino de Deus.” Jesus (João, 3:5)
  • 3. Objetivos • Refletir sobre a relação entre a reencarnação e a Justiça Divina. • Analisar as finalidades da reencarnação.
  • 4. Como pensar em Justiça Divina diante de tantas injustiças no mundo?
  • 5. 166. A alma que não alcançou a perfeição na vida corpórea, como acaba de depurar-se? “Suportando a prova de uma nova existência. ” a) Como a alma realiza essa nova existência? É por sua transformação como Espírito? “Depurando-se, a alma sofre, sem dúvida, uma transformação; mas para isso lhe é necessária a prova da vida material.” b) A alma passa, então, por muitas existências corporais? “Sim, todos passamos por muitas existências. Os que dizem o contrário pretendem manter-vos na ignorância em que eles próprios se encontram. Esse o desejo deles.” c) Parece resultar desse princípio que a alma, depois de haver deixado um corpo, toma outro, ou seja, reencarna em novo corpo. É assim que se deve entender? “Evidentemente.”
  • 6. 167. Qual o fim objetivado com a reencarnação? “Expiação, melhoria progressiva da humanidade. Sem isto, onde a justiça?” 168. É limitado o número das existências corporais, ou o Espírito reencarna perpetuamente? “A cada nova existência o Espírito dá um passo adiante na senda do progresso. Quando se ache despojado de todas as impurezas não tem mais necessidade das provas da vida corporal.”
  • 7. 169. O número de encarnações é o mesmo para todos os espíritos? “Não; aquele que caminha depressa se poupa das provas. Todavia, as encarnações sucessivas são sempre muito numerosas porque o progresso é quase infinito.” 170. O que fica sendo o Espírito depois da sua última encarnação? “Espírito bem-aventurado; Espírito puro.”
  • 8. 171. Em que se funda o dogma da reencarnação? “Na justiça de Deus e na revelação, pois incessantemente repetimos: o bom pai deixa sempre aberta a seus filhos uma porta para o arrependimento. Não te diz a razão que seria injusto privar para sempre, da felicidade eterna, todos aqueles de quem não dependeu o melhorarem-se? Não são filhos de Deus todos os homens? Só entre os egoístas se encontram a iniquidade, o ódio implacável e os castigos sem remissão.”
  • 10. Aprendendo um pouquinho mais sobre Reencarnação
  • 11. Eu pedi pra nascer???
  • 12. Todos os Espíritos tendem para a perfeição e Deus lhes faculta os meios de alcançá-la, proporcionando-lhes as provações da vida corporal. Sua justiça, porém, lhes concede realizar, em novas existências, o que não puderam fazer ou concluir numa primeira prova. Allan Kardec
  • 13. “Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei.” Allan Kardec