SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Baixar para ler offline
A082 EAE - Escola de Aprendizes do Evangelho
– Daniel de Melo –
São José dos Campos, SP - 18 de março de 2017
ESTUDO DOS SERES
E DAS FORMAS
ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
Definições Filosóficas a respeito dos Seres e das Formas
A Alma
Concepções Antigas
A Criação – Involução, Evolução, Planos de Manifestação
A Filosofia
O Que somos?
De Onde Viemos?
Para Onde Vamos?
Thales de Mileto (624-546 a.C.)
Tudo vinha da água.
Pitágoras (571-495 a.C.)
O cosmo é regido por relações matemáticas.
Platão (428-347 a.C.)
Alma é tudo e o corpo uma prisão.
O Universo um ser vivo, uma alma universal.
Demócrito (460-370 a.C.)
Homem é formado por Átomos.
As espécies diferenciam-se pelo diferente agrupamento de
Átomos.
Emanuel Swedenborg (1688-1772)
Precursor do Espiritismo, dizia que o mundo seria um ser
vivo, com forma de homem.
Charles Darwin (1809-1882)
Evolução das espécies e seleção natural.
Allan Kardec (1804-1869)
Filosofia Espírita.
Desenvolvimento das ideias de Espírito, Alma, corpos e
mundos, bem como da origem Divina.
A grandeza do Cosmos
http://youtu.be/zmeXP1wBiX8 https://youtu.be/by9SZuYjtkQ
Fomos criados a imagem e semelhança de Deus:
sendo entidades espirituais emanadas de Deus e
tendo como essência, Ele próprio.
Involução e Evolução
Na filosofia Espírita nós involuímos como uma Centelha Divina e depois
evoluímos pela eternidade rumo a Deus.
DEUS
A Alma – Materialismo e Panteísmo
Segundo o materialismo, a alma é o princípio da vida orgânica material; não
tem existência própria e se extingue com a vida.
Para o panteísmo a alma é o princípio da inteligência, agente universal de que
cada ser absorve uma porção. Segundo estes, não haveria em todo o universo
senão uma única alma, distribuindo fagulhas para os diversos seres
inteligentes, durante a vida; após a morte, cada fagulha volta à fonte comum.
A Alma – Espiritismo
Segundo a Doutrina Espírita, a alma é o princípio inteligente que anima os
seres da criação e lhes dá o pensamento, a vontade e a liberdade de agir.
Ela é imaterial, individual e imortal, não podemos concebê-la absolutamente
isolada da matéria senão como uma abstração.
Unida ao envoltório fluídico etéreo ou perispírito, ela constitui o ser espiritual
concreto, definido e circunscrito chamado Espírito.
“
”
108. Qual a sede da alma?
A alma não está, como geralmente se crê, localizada num
ponto particular do corpo; ela forma com o perispírito um
conjunto fluídico, penetrável, assimilando-se ao corpo
inteiro, com o qual ela constitui um ser complexo, do qual a
morte não é, de alguma sorte, mais que um desdobramento.
Podemos figuradamente supor dois corpos semelhantes na
forma, um encaixado no outro, confundidos durante a vida e
separados depois da morte. Nessa ocasião um deles é
destruído, ao passo que o outro subsiste.
“
”
108. Qual a sede da alma?
Durante a vida a alma age mais especialmente sobre os
órgãos do pensamento e do sentimento. Ela é, ao mesmo
tempo, interna e externa, isto é, irradia exteriormente,
podendo mesmo isolar-se do corpo, transportar-se ao
longe e aí manifestar sua presença, como o provam a
observação e os fenômenos sonambúlicos.
“
”
118. Os Espíritos podem degenerar?
— Não. À medida que avançam, compreendem o que os
afasta da perfeição. Quando o Espírito concluiu uma
prova, adquiriu conhecimento e não mais o perde. Pode
permanecer estacionário, mas não retrogradar.
“
”
178. Os Espíritos podem renascer corporalmente num mundo
relativamente inferior àquele em que já viveram?
— Sim, quando têm uma missão a cumprir, para ajudar o
progresso desses mundos. Nesse caso, aceitam com
alegria as tribulações dessa existência porque lhes
fornecem um meio de se adiantarem.
“
”
178-A. Isso não pode também acontecer como expiação, e Deus pode
enviar os Espíritos rebeldes a mundo inferiores?
— Os Espíritos podem permanecer estacionários, mas
não regridem. Se não progrediram, sua punição consiste
em recomeçar as existências mal empregadas, no meio
que mais convém à sua natureza.
“
”
194. A alma de um homem de bem pode animar, noutra encarnação,
o corpo de um homem mau?
— Não, a alma não se modifica para pior.
“
”
612. O Espírito que animou o corpo de um homem poderia encarnar-
se num animal?
— Isso seria retroceder, e o Espírito não retrocede. O rio
não retorna à nascente. (Ver item 118.)
“
”
778. O homem pode regredir ao estado primitivo?
— Não, o homem deve progredir sem cessar e não pode retornar à
infância. Ele progride porque esta é a vontade de Deus. Pensar que
ele possa retornar para à sua condição primitiva seria negar a Lei do
Progresso.
“
”
134. O que é a alma?
— Um Espírito encarnado.
“
”
134-A. O que era a alma, antes de unir-se ao corpo?
— Espírito.
“
”
134-B. Então as almas e os Espíritos são a mesma coisa?
— Sim, as almas são os Espíritos. Antes de se unir ao
corpo, a alma é um dos seres inteligentes que povoam o
Mundo Espiritual e que se revestem temporariamente de
um invólucro carnal para se purificar e se esclarecer.
“
”
Diversas Categorias de Mundos Habitados
Os Espíritos encarnados num mundo não estão ligados a
ele indefinidamente, e não passam nesse mundo por
todas as fases do progresso que devem realizar, para
chegar à perfeição. Quando atingem o grau de
adiantamento necessário, passam para outro mundo
mais adiantado, e assim sucessivamente, até chegarem
ao estado de Espíritos puros. (ESE Cap. III – Item 5)
“
”
Revista Espírita, maio de 1864 – Alma:
As palavras alma e Espírito, embora sinônimas e
empregadas indiferentemente, não exprimem
exatamente a mesma ideia. A alma é, a bem dizer, o
princípio inteligente, inatingível e indefinido como o
pensamento. No estado dos nossos conhecimentos, não
podemos concebê-lo isolado da matéria de maneira
absoluta. O perispírito, não obstante formado de matéria
sutil, dele faz um ser limitado, definido e circunscrito à
sua individualidade espiritual, donde se pode formular
esta proposição: A união da alma, do perispírito e do
corpo material constitui o HOMEM; a alma e o perispírito
separados do corpo constituem o ser chamado ESPÍRITO.
Planos
Plano não é um lugar ou uma dimensão, mas sim, um estado ou uma condição
de manifestação dos seres de determinado teor vibratório.
O coeficiente vibratório de determinado estado ou condição coletiva dos seres
é que forma o Plano.
Em nosso plano material temos três dimensões, mas há planos com quatro ou
mais dimensões porque os seres são capazes de perceber tais diferenças.
Planos de Manifestação
DEUS
Reflexão...
Somos Centelhas Divinas...
Então a bondade de
Deus está presente
em cada um de nós!
Obrigado!
Daniel de Melo
https://docs.com/danieldemelo http://slideshare.net/accerca/presentations
Bibliografia
• O Evangelho Segundo O Espiritismo, Allan Kardec: BesouroBox, 2012.
• O Livro dos Espíritos, Allan Kardec: BesouroBox, 2011.
• Iniciação Espírita, Edgard Armond: Aliança, 2006.
• O Que é o Espiritismo, Allan Kardec: FEB, 2013.
• O Evangelho à luz do Cosmo, Hercílio Maes – Espírito Ramatís: Freitas Bastos, 1987.
• Os Filósofos, José Herculano Pires - Paideia, 2010.
• Revista Espírita acessível em http://www.sistemas.febnet.org.br/site/indiceGeralDeRevistas/index.php.
• Vídeos acessíveis em: http://youtu.be/zmeXP1wBiX8 e https://youtu.be/by9SZuYjtkQ.
• Ilustrações diversas do Google Imagens, acessível em: http://www.google.com/imghp?hl=pt-BR/.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEMEspírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Wilma Badan C.G.
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
duadv
 

Mais procurados (20)

Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1aEscola de Aprendizes do Evangelho - 1a
Escola de Aprendizes do Evangelho - 1a
 
A reencarnação visão geral
A reencarnação visão geralA reencarnação visão geral
A reencarnação visão geral
 
Aula 1 inaugural - 18ª Turma
Aula 1   inaugural - 18ª Turma Aula 1   inaugural - 18ª Turma
Aula 1 inaugural - 18ª Turma
 
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de EspiritismoAula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
 
Da encarnação dos Espíritos
Da encarnação dos EspíritosDa encarnação dos Espíritos
Da encarnação dos Espíritos
 
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
A12 CBE DM - AS LEIS DA REENCARNAÇÃO E DO CARMA - A EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO - 20...
 
EAE - AULA 106 - O PAPEL DO DISCÍPULO
EAE - AULA 106 - O PAPEL DO DISCÍPULOEAE - AULA 106 - O PAPEL DO DISCÍPULO
EAE - AULA 106 - O PAPEL DO DISCÍPULO
 
Eae aula 1 - inaugural - eae
Eae   aula 1 - inaugural - eaeEae   aula 1 - inaugural - eae
Eae aula 1 - inaugural - eae
 
Eae 49 - evol hom anim a esp - apresentação
Eae   49 - evol hom anim a esp - apresentaçãoEae   49 - evol hom anim a esp - apresentação
Eae 49 - evol hom anim a esp - apresentação
 
Aula 12 curso básico aliança espírita evangélica
Aula 12 curso básico aliança espírita evangélicaAula 12 curso básico aliança espírita evangélica
Aula 12 curso básico aliança espírita evangélica
 
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEMEspírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
 
Curso Básico de Espiritismo 13
Curso Básico de Espiritismo 13Curso Básico de Espiritismo 13
Curso Básico de Espiritismo 13
 
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptxAULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de TemasAula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
Aula 13 - EAE - Implantação do Caderno de Temas
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae   86 - o plano divino e a lei da evoluçãoEae   86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
 
Elementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do UniversoElementos Gerais do Universo
Elementos Gerais do Universo
 
EAE 111
EAE 111EAE 111
EAE 111
 

Destaque

A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Aula 04 A Gênese Espiritual Princípio Inteligente UniãO Do PrincíPio Espi...
Aula 04 A   Gênese Espiritual  Princípio Inteligente  UniãO Do PrincíPio Espi...Aula 04 A   Gênese Espiritual  Princípio Inteligente  UniãO Do PrincíPio Espi...
Aula 04 A Gênese Espiritual Princípio Inteligente UniãO Do PrincíPio Espi...
victorrobertoreiss
 
Evolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritualEvolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritual
josyespirita
 
Ppt -os_reinos_da_vida
Ppt  -os_reinos_da_vidaPpt  -os_reinos_da_vida
Ppt -os_reinos_da_vida
silvia_lfr
 
Os reinos
Os reinosOs reinos
Os reinos
ISJ
 

Destaque (20)

Eae 83 estudo-seres_formas
Eae   83 estudo-seres_formasEae   83 estudo-seres_formas
Eae 83 estudo-seres_formas
 
Eae 82-83 est seres e formas - descritivo
Eae   82-83 est seres e formas - descritivoEae   82-83 est seres e formas - descritivo
Eae 82-83 est seres e formas - descritivo
 
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
 
O universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espíritaO universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espírita
 
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terraA criação do universo e origem da vida no planeta terra
A criação do universo e origem da vida no planeta terra
 
A caminho da luz cap 2
A caminho da luz   cap 2A caminho da luz   cap 2
A caminho da luz cap 2
 
Eae 84 - leis universais
Eae   84 - leis universaisEae   84 - leis universais
Eae 84 - leis universais
 
Eae 81 cosmogonia
Eae   81 cosmogoniaEae   81 cosmogonia
Eae 81 cosmogonia
 
Eae 97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
Eae   97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13Eae   97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
Eae 97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
 
Aula 97 evolução anímica ii
Aula 97  evolução anímica iiAula 97  evolução anímica ii
Aula 97 evolução anímica ii
 
Aula 04 A Gênese Espiritual Princípio Inteligente UniãO Do PrincíPio Espi...
Aula 04 A   Gênese Espiritual  Princípio Inteligente  UniãO Do PrincíPio Espi...Aula 04 A   Gênese Espiritual  Princípio Inteligente  UniãO Do PrincíPio Espi...
Aula 04 A Gênese Espiritual Princípio Inteligente UniãO Do PrincíPio Espi...
 
A VISÃO CÓSMICA ESPÍRITA
A VISÃO CÓSMICA ESPÍRITAA VISÃO CÓSMICA ESPÍRITA
A VISÃO CÓSMICA ESPÍRITA
 
Evangeliza - Progressão dos Espíritos
Evangeliza - Progressão dos EspíritosEvangeliza - Progressão dos Espíritos
Evangeliza - Progressão dos Espíritos
 
Evolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritualEvolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritual
 
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9
 
Ppt -os_reinos_da_vida
Ppt  -os_reinos_da_vidaPpt  -os_reinos_da_vida
Ppt -os_reinos_da_vida
 
evolução e reencarnação
evolução e reencarnaçãoevolução e reencarnação
evolução e reencarnação
 
Escala espírita!
Escala espírita!Escala espírita!
Escala espírita!
 
Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!
 
Os reinos
Os reinosOs reinos
Os reinos
 

Semelhante a AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS

Corpo e perisp+ìrito
Corpo e perisp+ìritoCorpo e perisp+ìrito
Corpo e perisp+ìrito
osmabel
 

Semelhante a AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS (20)

KSSF Aula Ciclo I - Os Espíritos - Rosana De Rosa
KSSF Aula Ciclo I - Os Espíritos - Rosana De RosaKSSF Aula Ciclo I - Os Espíritos - Rosana De Rosa
KSSF Aula Ciclo I - Os Espíritos - Rosana De Rosa
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
 
Apost1 alma
Apost1 almaApost1 alma
Apost1 alma
 
10 espiritos
10 espiritos10 espiritos
10 espiritos
 
10 espiritos
10 espiritos10 espiritos
10 espiritos
 
10 espiritos
10 espiritos10 espiritos
10 espiritos
 
Roteiro 2 elementos gerais do universo - matéria e espírito
Roteiro 2   elementos gerais do universo - matéria e espíritoRoteiro 2   elementos gerais do universo - matéria e espírito
Roteiro 2 elementos gerais do universo - matéria e espírito
 
O Perispirito
O PerispiritoO Perispirito
O Perispirito
 
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funçõesPeríspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funções
 
2.2 da encarnacao dos espiritos
2.2   da encarnacao dos espiritos2.2   da encarnacao dos espiritos
2.2 da encarnacao dos espiritos
 
05 ciclo basico
05 ciclo basico05 ciclo basico
05 ciclo basico
 
05 ciclo basico
05 ciclo basico05 ciclo basico
05 ciclo basico
 
Introdução - resumo parte 6
Introdução - resumo parte 6Introdução - resumo parte 6
Introdução - resumo parte 6
 
Corpo e perisp+ìrito
Corpo e perisp+ìritoCorpo e perisp+ìrito
Corpo e perisp+ìrito
 
Espirito perispírito-corpo
Espirito perispírito-corpoEspirito perispírito-corpo
Espirito perispírito-corpo
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - perispirito i
( Espiritismo)   # - amag ramgis - perispirito i( Espiritismo)   # - amag ramgis - perispirito i
( Espiritismo) # - amag ramgis - perispirito i
 
Parte 1 cláudia campos
Parte 1   cláudia camposParte 1   cláudia campos
Parte 1 cláudia campos
 
Ceuinferno 005 1a. parte_capítulo iii o céu (itens 1 a 11)
Ceuinferno 005 1a. parte_capítulo iii  o céu (itens 1 a 11)Ceuinferno 005 1a. parte_capítulo iii  o céu (itens 1 a 11)
Ceuinferno 005 1a. parte_capítulo iii o céu (itens 1 a 11)
 
1 5. sono, sonambulismo, êxtase e dupla vista claudio c. conti
1 5. sono, sonambulismo, êxtase e dupla vista claudio c. conti1 5. sono, sonambulismo, êxtase e dupla vista claudio c. conti
1 5. sono, sonambulismo, êxtase e dupla vista claudio c. conti
 
Corpos Espirituais
Corpos EspirituaisCorpos Espirituais
Corpos Espirituais
 

Mais de Daniel de Melo

Mais de Daniel de Melo (20)

AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
 
A034 EAE DM - CONSAGRAÇÃO E EXCURSÕES AO ESTRANGEIRO 20190628v4
A034 EAE DM - CONSAGRAÇÃO E EXCURSÕES AO ESTRANGEIRO 20190628v4A034 EAE DM - CONSAGRAÇÃO E EXCURSÕES AO ESTRANGEIRO 20190628v4
A034 EAE DM - CONSAGRAÇÃO E EXCURSÕES AO ESTRANGEIRO 20190628v4
 
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
 
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
 
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
 
A054 EAE DM - FUNDAÇÃO DA IGREJA CRISTÃ - 20190327V5
A054 EAE DM - FUNDAÇÃO DA IGREJA CRISTÃ - 20190327V5A054 EAE DM - FUNDAÇÃO DA IGREJA CRISTÃ - 20190327V5
A054 EAE DM - FUNDAÇÃO DA IGREJA CRISTÃ - 20190327V5
 
A066 EAE DM - JUSTIFICAÇÃO DOS PECADOS - 2018092
A066 EAE DM - JUSTIFICAÇÃO DOS PECADOS - 2018092A066 EAE DM - JUSTIFICAÇÃO DOS PECADOS - 2018092
A066 EAE DM - JUSTIFICAÇÃO DOS PECADOS - 2018092
 
AULA 042 EAE DM - TRIBUNAL JUDAICO - 20180805
AULA 042 EAE DM - TRIBUNAL JUDAICO - 20180805AULA 042 EAE DM - TRIBUNAL JUDAICO - 20180805
AULA 042 EAE DM - TRIBUNAL JUDAICO - 20180805
 
A075 EAE DM - PENSAMENTO E VONTADE - 20180805
A075 EAE DM - PENSAMENTO E VONTADE - 20180805A075 EAE DM - PENSAMENTO E VONTADE - 20180805
A075 EAE DM - PENSAMENTO E VONTADE - 20180805
 
AULA 17 CBE DM - A VIDA MORAL COM BASE NO EVANGELHO DE JESUS - 20180722
AULA 17 CBE DM - A VIDA MORAL COM BASE NO EVANGELHO DE JESUS - 20180722AULA 17 CBE DM - A VIDA MORAL COM BASE NO EVANGELHO DE JESUS - 20180722
AULA 17 CBE DM - A VIDA MORAL COM BASE NO EVANGELHO DE JESUS - 20180722
 
AULA 078 EAE DM - MEDICINA PSICOSSOMÁTICA - 20180727
AULA 078 EAE DM - MEDICINA PSICOSSOMÁTICA - 20180727AULA 078 EAE DM - MEDICINA PSICOSSOMÁTICA - 20180727
AULA 078 EAE DM - MEDICINA PSICOSSOMÁTICA - 20180727
 
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
 
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
A019 EAE DM - A FRATERNIDADE ESSÊNIA - 20180606
 
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
 
A113 EAE DM - REGRAS DE CONDUTA 20171123
A113 EAE DM - REGRAS DE CONDUTA 20171123A113 EAE DM - REGRAS DE CONDUTA 20171123
A113 EAE DM - REGRAS DE CONDUTA 20171123
 
A014 EAE DM - NASCIMENTO DO MESSIAS - CONTROVÉRSIAS DOUTRINÁRIAS 20171104
A014 EAE DM - NASCIMENTO DO MESSIAS - CONTROVÉRSIAS DOUTRINÁRIAS 20171104A014 EAE DM - NASCIMENTO DO MESSIAS - CONTROVÉRSIAS DOUTRINÁRIAS 20171104
A014 EAE DM - NASCIMENTO DO MESSIAS - CONTROVÉRSIAS DOUTRINÁRIAS 20171104
 
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
 
A010 EAE DM - GOVERNO DOS JUÍZES, REIS ATÉ SALOMÃO 20170826
A010 EAE DM - GOVERNO DOS JUÍZES, REIS ATÉ SALOMÃO 20170826A010 EAE DM - GOVERNO DOS JUÍZES, REIS ATÉ SALOMÃO 20170826
A010 EAE DM - GOVERNO DOS JUÍZES, REIS ATÉ SALOMÃO 20170826
 
A01 CBE DM - O QUE É O ESPIRITISMO - 20170803
A01 CBE DM - O QUE É O ESPIRITISMO - 20170803A01 CBE DM - O QUE É O ESPIRITISMO - 20170803
A01 CBE DM - O QUE É O ESPIRITISMO - 20170803
 
A044 EAE DM - PARA O CALVÁRIO 20170628
A044 EAE DM - PARA O CALVÁRIO 20170628A044 EAE DM - PARA O CALVÁRIO 20170628
A044 EAE DM - PARA O CALVÁRIO 20170628
 

Último (7)

Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 

AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS

  • 1. A082 EAE - Escola de Aprendizes do Evangelho – Daniel de Melo – São José dos Campos, SP - 18 de março de 2017 ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
  • 2.
  • 3. ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS Definições Filosóficas a respeito dos Seres e das Formas A Alma Concepções Antigas A Criação – Involução, Evolução, Planos de Manifestação
  • 5. O Que somos? De Onde Viemos? Para Onde Vamos?
  • 6. Thales de Mileto (624-546 a.C.) Tudo vinha da água.
  • 7. Pitágoras (571-495 a.C.) O cosmo é regido por relações matemáticas.
  • 8. Platão (428-347 a.C.) Alma é tudo e o corpo uma prisão. O Universo um ser vivo, uma alma universal.
  • 9. Demócrito (460-370 a.C.) Homem é formado por Átomos. As espécies diferenciam-se pelo diferente agrupamento de Átomos.
  • 10. Emanuel Swedenborg (1688-1772) Precursor do Espiritismo, dizia que o mundo seria um ser vivo, com forma de homem.
  • 11. Charles Darwin (1809-1882) Evolução das espécies e seleção natural.
  • 12. Allan Kardec (1804-1869) Filosofia Espírita. Desenvolvimento das ideias de Espírito, Alma, corpos e mundos, bem como da origem Divina.
  • 13. A grandeza do Cosmos http://youtu.be/zmeXP1wBiX8 https://youtu.be/by9SZuYjtkQ
  • 14. Fomos criados a imagem e semelhança de Deus: sendo entidades espirituais emanadas de Deus e tendo como essência, Ele próprio.
  • 15.
  • 16.
  • 17. Involução e Evolução Na filosofia Espírita nós involuímos como uma Centelha Divina e depois evoluímos pela eternidade rumo a Deus. DEUS
  • 18. A Alma – Materialismo e Panteísmo Segundo o materialismo, a alma é o princípio da vida orgânica material; não tem existência própria e se extingue com a vida. Para o panteísmo a alma é o princípio da inteligência, agente universal de que cada ser absorve uma porção. Segundo estes, não haveria em todo o universo senão uma única alma, distribuindo fagulhas para os diversos seres inteligentes, durante a vida; após a morte, cada fagulha volta à fonte comum.
  • 19. A Alma – Espiritismo Segundo a Doutrina Espírita, a alma é o princípio inteligente que anima os seres da criação e lhes dá o pensamento, a vontade e a liberdade de agir. Ela é imaterial, individual e imortal, não podemos concebê-la absolutamente isolada da matéria senão como uma abstração. Unida ao envoltório fluídico etéreo ou perispírito, ela constitui o ser espiritual concreto, definido e circunscrito chamado Espírito.
  • 20. “ ” 108. Qual a sede da alma? A alma não está, como geralmente se crê, localizada num ponto particular do corpo; ela forma com o perispírito um conjunto fluídico, penetrável, assimilando-se ao corpo inteiro, com o qual ela constitui um ser complexo, do qual a morte não é, de alguma sorte, mais que um desdobramento. Podemos figuradamente supor dois corpos semelhantes na forma, um encaixado no outro, confundidos durante a vida e separados depois da morte. Nessa ocasião um deles é destruído, ao passo que o outro subsiste.
  • 21. “ ” 108. Qual a sede da alma? Durante a vida a alma age mais especialmente sobre os órgãos do pensamento e do sentimento. Ela é, ao mesmo tempo, interna e externa, isto é, irradia exteriormente, podendo mesmo isolar-se do corpo, transportar-se ao longe e aí manifestar sua presença, como o provam a observação e os fenômenos sonambúlicos.
  • 22. “ ” 118. Os Espíritos podem degenerar? — Não. À medida que avançam, compreendem o que os afasta da perfeição. Quando o Espírito concluiu uma prova, adquiriu conhecimento e não mais o perde. Pode permanecer estacionário, mas não retrogradar.
  • 23. “ ” 178. Os Espíritos podem renascer corporalmente num mundo relativamente inferior àquele em que já viveram? — Sim, quando têm uma missão a cumprir, para ajudar o progresso desses mundos. Nesse caso, aceitam com alegria as tribulações dessa existência porque lhes fornecem um meio de se adiantarem.
  • 24. “ ” 178-A. Isso não pode também acontecer como expiação, e Deus pode enviar os Espíritos rebeldes a mundo inferiores? — Os Espíritos podem permanecer estacionários, mas não regridem. Se não progrediram, sua punição consiste em recomeçar as existências mal empregadas, no meio que mais convém à sua natureza.
  • 25. “ ” 194. A alma de um homem de bem pode animar, noutra encarnação, o corpo de um homem mau? — Não, a alma não se modifica para pior.
  • 26. “ ” 612. O Espírito que animou o corpo de um homem poderia encarnar- se num animal? — Isso seria retroceder, e o Espírito não retrocede. O rio não retorna à nascente. (Ver item 118.)
  • 27. “ ” 778. O homem pode regredir ao estado primitivo? — Não, o homem deve progredir sem cessar e não pode retornar à infância. Ele progride porque esta é a vontade de Deus. Pensar que ele possa retornar para à sua condição primitiva seria negar a Lei do Progresso.
  • 28. “ ” 134. O que é a alma? — Um Espírito encarnado.
  • 29. “ ” 134-A. O que era a alma, antes de unir-se ao corpo? — Espírito.
  • 30. “ ” 134-B. Então as almas e os Espíritos são a mesma coisa? — Sim, as almas são os Espíritos. Antes de se unir ao corpo, a alma é um dos seres inteligentes que povoam o Mundo Espiritual e que se revestem temporariamente de um invólucro carnal para se purificar e se esclarecer.
  • 31. “ ” Diversas Categorias de Mundos Habitados Os Espíritos encarnados num mundo não estão ligados a ele indefinidamente, e não passam nesse mundo por todas as fases do progresso que devem realizar, para chegar à perfeição. Quando atingem o grau de adiantamento necessário, passam para outro mundo mais adiantado, e assim sucessivamente, até chegarem ao estado de Espíritos puros. (ESE Cap. III – Item 5)
  • 32. “ ” Revista Espírita, maio de 1864 – Alma: As palavras alma e Espírito, embora sinônimas e empregadas indiferentemente, não exprimem exatamente a mesma ideia. A alma é, a bem dizer, o princípio inteligente, inatingível e indefinido como o pensamento. No estado dos nossos conhecimentos, não podemos concebê-lo isolado da matéria de maneira absoluta. O perispírito, não obstante formado de matéria sutil, dele faz um ser limitado, definido e circunscrito à sua individualidade espiritual, donde se pode formular esta proposição: A união da alma, do perispírito e do corpo material constitui o HOMEM; a alma e o perispírito separados do corpo constituem o ser chamado ESPÍRITO.
  • 33. Planos Plano não é um lugar ou uma dimensão, mas sim, um estado ou uma condição de manifestação dos seres de determinado teor vibratório. O coeficiente vibratório de determinado estado ou condição coletiva dos seres é que forma o Plano. Em nosso plano material temos três dimensões, mas há planos com quatro ou mais dimensões porque os seres são capazes de perceber tais diferenças.
  • 36. Somos Centelhas Divinas... Então a bondade de Deus está presente em cada um de nós!
  • 37. Obrigado! Daniel de Melo https://docs.com/danieldemelo http://slideshare.net/accerca/presentations
  • 38. Bibliografia • O Evangelho Segundo O Espiritismo, Allan Kardec: BesouroBox, 2012. • O Livro dos Espíritos, Allan Kardec: BesouroBox, 2011. • Iniciação Espírita, Edgard Armond: Aliança, 2006. • O Que é o Espiritismo, Allan Kardec: FEB, 2013. • O Evangelho à luz do Cosmo, Hercílio Maes – Espírito Ramatís: Freitas Bastos, 1987. • Os Filósofos, José Herculano Pires - Paideia, 2010. • Revista Espírita acessível em http://www.sistemas.febnet.org.br/site/indiceGeralDeRevistas/index.php. • Vídeos acessíveis em: http://youtu.be/zmeXP1wBiX8 e https://youtu.be/by9SZuYjtkQ. • Ilustrações diversas do Google Imagens, acessível em: http://www.google.com/imghp?hl=pt-BR/.

Notas do Editor

  1. Agradecer aos amigos do plano espiritual e material
  2. Já para Heráclito, vinha do fogo.
  3. Intuição/Lembrança Esquecimento do passado Semelhança física e moral entre gerações Inteligência/bondade precoces/inatas
  4. Os seres humanos são filhos de Deus, criados originalmente na forma de "centelhas", "chamas" ou "partículas luminosas", eternas e indestrutíveis, em cujo âmago de sua consciência individual, a Divindade Suprema é o fundamento eterno e a unidade espiritual de todos os seres, pois, sendo da mesma natureza que a de Deus, pois que Dele emanadas, trazem potencialmente latentes dentro de si todos os atributos divinos, que são desenvolvidos num longo processo evolutivo consciencial no Cosmo, designado apropriadamente de "campos de evolução do espírito". Como o espírito do homem é centelha emanada da Chama Viva do Cosmo, que vem a ser o próprio Deus, eternamente presente na sua Criação, também o homem participa e vive da Sua Onisciência e Onipresença, embora presentemente ainda não esteja capacitado o suficiente para usufruir de todo o conhecimento e poder nele existentes. (Ramatis)
  5. Por que não regredimos?
  6. Por que não regredimos?
  7. Por que não regredimos?
  8. Por que não regredimos?
  9. Por que não regredimos?
  10. Por que não regredimos?