SlideShare uma empresa Scribd logo
A contabilidade
    Unidade 10




     Unidade 10 - TAS   1
O papel da contabilidade nas empresas

• As organizações/empresas desenvolvem e
  executam actividades com vista a alcançar
  determinados resultados.
• A contabilidade surgiu com o objectivo de
  registar por escrito essas actividades.


           Meio de prova em situações de litígio


               Unidade 10 - TAS               2
O seu papel...
• A contabilidade assume um papel como fonte de
  informação sobre a situação das empresas e dos seus
  negócios;
• É entendida como um conjunto de técnicas
  destinadas ao registo histórico da actividade das
  empresas;
• Actualmente considera-se que esta fornece
  informações fundamentais para a previsão da
  actividade futura da empresa e é indispensável à sua
  gestão eficaz, permitindo o controlo e análise crítica
  da actividade da organização.
                 Unidade 10 - TAS          3
Divisões da Contabilidade
Contabilidade Geral              SÓCIOS



                                               BANCOS
ESTADO      Actividade interna

           Contabilidade Interna


                                          FORNECEDORES


          CLIENTES


             Unidade 10 - TAS              4
Contabilidade interna ou analítica

• Consiste na actividade desenvolvida dentro da
  própria empresa, decorrente do relacionamento
  entre os vários sectores da empresa (produção,
  aprovisionamento, sector comercial, sector
  administrativo, etc.)
• Compete-lhe apurar os resultados (lucros ou
  prejuízos) de cada bem produzido e a
  rendibilidade de cada departamento da empresa;
• Determinar os custos de produção, nos diferentes
  estádios do processo produtivo.
                Unidade 10 - TAS       5
Contabilidade geral ou externa
• Regista as relações externas da empresa,
  com os bancos, o Estado, os fornecedores,
  os clientes, os sócios, ...
• Compete-lhe apurar os lucros ou prejuízos,
  bem como elaborar contas anuais.




              Unidade 10 - TAS    6
O património de uma empresa
• Uma entidade (indivíduo, empresa ou
  unidade económica) pode ser proprietária
  de dinheiro, bens materiais, de direitos e
  obrigações.
É um conjunto de bens, direitos e obrigações    Dívidas a pagar
                                                aos credores (débitos)

                                     Stock de mercadorias
                       Dívidas de clientes (créditos)
     dinheiro
                    Viaturas, edifícios
                     e equipamentos
                      Unidade 10 - TAS                  7
Património
• É dividido em duas classes de elementos
  patrimoniais:

       Activo                          Passivo


  Engloba os valores         Engloba as dívidas a pagar aos
  (dinheiro, depósitos,      Credores (fornecedores, Estado,
  Mercadorias, etc.) e       Instituições de Crédito, etc.)
  os créditos a receber


                    Unidade 10 - TAS               8
O património é dividido em duas classes
 de elementos patrimoniais:


• ACTIVO = BENS + DIREITOS


• PASSIVO = OBRIGAÇÕES



              Unidade 10 - TAS     9
Valor do Património = Situação
  Líquida = Capital Próprio



 ACTIVO – PASSIVO = SITUAÇÃO LÍQUIDA

              corresponde ao que se possui, mais o
              que se tem a receber, menos o que se
              deve



           Unidade 10 - TAS              10
A situação líquida...
• Diz-se Situação Líquida Activa, quando o valor
  do Activo é superior ao valor do Passivo;
• Diz-se Situação Líquida Nula, quando o valor
  do Activo é igual ao valor do Passivo;
• Diz-se Situação Líquida Passiva, quando o
  valor do Activo é inferior ao valor do Passivo;


   As empresas que se encontram nesta situação dizem-se em
   falência técnica.
                    Unidade 10 - TAS                11
Agora um exemplo de
           aplicação...
• Página 187 do guia.




             Unidade 10 - TAS   12
As Contas
• A descrição individual de todos os elementos
  patrimoniais é pouco prática, muito trabalhosa e
  difícil de interpretar.
• No sentido de simplificar e uniformizar critérios
  (normalização)       procedeu-se  à    agregação
  elementos patrimoniais com características
  comuns em contas.

        É um conjunto de bens patrimoniais afins.

                 Unidade 10 - TAS            13
Características de uma conta:
• O seu título – designação curta associada
  ao tipo de bens que representa.
• O valor da conta – corresponde à soma
  dos valores dos elementos patrimoniais que
  a compõe.
• O âmbito da conta – corresponde à
  caracterização dos bens abrangidos pela
  conta.

              Unidade 10 - TAS    14
Tipos de contas:
• Contas do Activo – representam os
  elementos patrimoniais activos.
• Contas do Passivo - representam os
  elementos patrimoniais passivos.
• Contas de Situação Líquida – designam
  os capitais da empresa.


            Unidade 10 - TAS   15
Exemplos de contas…
• Ver página 189 a 192.
• Realizar as fichas de trabalho a partir da
  pág. 193.




              Unidade 10 - TAS    16
O Inventário
• É o registo dos elementos patrimoniais de
  um indivíduo ou de uma organização.
• É a relação de elementos patrimoniais com
  a indicação do seu valor.
• Ocorre, por norma, anualmente.




             Unidade 10 - TAS    17
Fases de elaboração de um inventário:

• Identificação – Quais são os elementos
  patrimoniais da empresa?
• Descrição – Como agrupar os elementos
  patrimoniais?
• Valoração - Qual é o valor de cada
  elemento patrimonial?


             Unidade 10 - TAS   18
Disposição de elementos patrimoniais no
inventário:
• Inventário simples – estes são descritos
  sem qualquer preocupação de classificação
  e ordenação;
• Inventário classificado – os elementos
  patrimoniais aparecem agrupados em
  contas.

    Nota: ver exemplos na página 204.

             Unidade 10 - TAS    19
O Balanço
• O Inventário apenas regista os bens do Activo e
  do Passivo de uma empresa.
• Ao acrescentar a Situação Líquida ao inventário,
  obtém-se o balanço.
• Este documento regista a situação patrimonial
  num dado momento.
• Permite comparar o Activo com o Passivo,
  explicitando o valor do património da
  empresa.

                Unidade 10 - TAS       20
Aspecto gráfico do Balanço
• Dipositivo horizontal – no 1º membro do
  balanço (lado esquerdo) são registadas as contas
  do Activo; no 2º membro, descrevem-se as
  contas do Passivo e da Situação Líquida.


          Activo              Situação Líquida
                              Passivo



         1º membro                      2º membro
                     Unidade 10 - TAS               21
Aspecto gráfico do Balanço
• Dipositivo vertical –
  o Activo, a Situação
  Líquida e o Passivo                   Activo
  são dispostos por esta
  ordem, em coluna.
                                   Situação Líquida
                                   Passivo




                Unidade 10 - TAS              22
Perspectiva financeira do balanço:
• O Passivo de uma empresa representa os recursos
  postos à sua disposição por terceiros (os
  credores).
• A Situação Líquida activa (capitais próprios)
  representa os fundos disponibilizados pelos
  proprietários da empresa.
• O Activo corresponde à utilização dos fundos
  dos proprietários e de terceiros.

               Unidade 10 - TAS       23
Como se ordenam as contas no balanço?

• As contas do Activo fixo (Imobilizado)
  registam-se no topo do 1º membro do
  balanço.
• São ordenadas, colocando em 1º lugar as
  contas que representam os bens que, em
  princípio, permanecem mais tempo na
  empresa.
• No Activo, as contas com menor liquidez são
  registadas em 1º lugar.
              Unidade 10 - TAS     24
Ordenação das contas no balanço

• As contas da Situação Líquida (Capital
  Próprio) são as primeiras a ser
  discriminadas no lado direito do balanço,
  ordenadas pela formação histórica dos seus
  valores.
• Os valores da Situação Líquida Passiva
  são registados no balanço, no 2º
  membro, com sinal negativo.
              Unidade 10 - TAS    25
Ordenação das contas no balanço

• As contas do Passivo registam-se a seguir
  às da Situação Líquida, por ordem
  decrescente de exigibilidade.


   As contas que representam as dívidas a liquidar
   com maior urgência são descritas em último lugar.
   As que representam dívidas a pagar a longo prazo
   São colocadas em primeiro lugar.

                 Unidade 10 - TAS           26
Tipos de balanço
• Periodicamente     as     empresas     são
  legalmente obrigadas a apresentar contas.
• Em geral o período considerado (exercício
  económico da vida das empresas) inicia-se
  em 1 de Janeiro e termina em 31 de
  Dezembro de cada ano.
    Balanço inicial                Balanço final


                Unidade 10 - TAS             27
Exercícios de aplicação
• Ver exemplo de balanço analítico nas
  páginas 210 e 211.
• Encontrar um exemplo de balanço
  sintético.
• Realizar as fichas de trabalho nº. 5 e nº. 6.




               Unidade 10 - TAS     28
Dinâmica patrimonial
• O património de uma empresa está em
  constante mutação.
• A transformação do património decorre de
  factos patrimoniais

Acontecimentos normais
associados à actividade da           Ocorrências anormais e
empresa                              involuntárias


                  Unidade 10 - TAS             29
Os factos patrimoniais
• Factos permutativos são os que não
  alteram o valor do património.
       Exemplo: um depósito bancário alteram a
                                Apenas
                                         composição do património
• Factos modificativos são acontecimentos
  que alteram o valor do património.
      Exemplo: a venda de mercadoria com lucro
        Alteram a composição e o valor do património


                Unidade 10 - TAS                   30
Exemplos de factos permutativos e
modificativos:


• Ver páginas 214 a 216.




             Unidade 10 - TAS   31
Movimentação das contas do activo

      Débitos     Conta Caixa       Créditos

      +                                 -
      Entradas/               Saídas/
      Aumentos                Diminuições




                Unidade 10 - TAS            32
Movimentação das contas do Passivo

       Débitos   Conta Fornecedores    Créditos

       -                                   +

       Saídas/                      Entradas/
       Diminuições                  Aumentos




                 Unidade 10 - TAS               33

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestão de documentos
Gestão  de documentosGestão  de documentos
Gestão de documentos
AlexMartinsdaSilva2
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
Celso Frederico Lago
 
Plano de contas
Plano de contasPlano de contas
Plano de contas
Jesus Bandeira
 
Ativo, passivo e patrimônio liquido
Ativo, passivo e patrimônio liquidoAtivo, passivo e patrimônio liquido
Ativo, passivo e patrimônio liquido
Home Office Oxe!
 
Arquivo mt bom
Arquivo  mt bomArquivo  mt bom
Arquivo mt bom
Raquel Lopes
 
Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica
André Faria Gomes
 
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Teoria da contabilidade   1  - slid -Teoria da contabilidade   1  - slid -
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Gis Viana de Brito
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
contacontabil
 
Minicurso de arquivo
Minicurso de arquivoMinicurso de arquivo
Minicurso de arquivo
Natali Carvalho
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
Milton Henrique do Couto Neto
 
Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 AnoApontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
nihomue
 
Organização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivoOrganização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivo
RitasAlmeidaMartins
 
Organizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivoOrganizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivo
DayzeCampany
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
Cristiano Rodrigues Barcellos
 
Contabilidade Geral
Contabilidade GeralContabilidade Geral
Contabilidade Geral
Superprovas Software
 
Contabilidade Para NãO Contadores
Contabilidade Para NãO ContadoresContabilidade Para NãO Contadores
Contabilidade Para NãO Contadores
Leonardo Novaes
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitos
apostilacontabil
 
Metodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradasMetodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradas
simuladocontabil
 
UFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdf
UFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdfUFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdf
UFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdf
FernandoFino
 
Manual irs
Manual irsManual irs
Manual irs
Cristina Gouveia
 

Mais procurados (20)

Gestão de documentos
Gestão  de documentosGestão  de documentos
Gestão de documentos
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
 
Plano de contas
Plano de contasPlano de contas
Plano de contas
 
Ativo, passivo e patrimônio liquido
Ativo, passivo e patrimônio liquidoAtivo, passivo e patrimônio liquido
Ativo, passivo e patrimônio liquido
 
Arquivo mt bom
Arquivo  mt bomArquivo  mt bom
Arquivo mt bom
 
Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica
 
Teoria da contabilidade 1 - slid -
Teoria da contabilidade   1  - slid -Teoria da contabilidade   1  - slid -
Teoria da contabilidade 1 - slid -
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05Exercicios resolvidos contabilidade   aula 05
Exercicios resolvidos contabilidade aula 05
 
Minicurso de arquivo
Minicurso de arquivoMinicurso de arquivo
Minicurso de arquivo
 
Análise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações FinanceirasAnálise das Demonstrações Financeiras
Análise das Demonstrações Financeiras
 
Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 AnoApontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
 
Organização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivoOrganização e manutenção do arquivo
Organização e manutenção do arquivo
 
Organizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivoOrganizaçao e Técnicas_de_arquivo
Organizaçao e Técnicas_de_arquivo
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
 
Contabilidade Geral
Contabilidade GeralContabilidade Geral
Contabilidade Geral
 
Contabilidade Para NãO Contadores
Contabilidade Para NãO ContadoresContabilidade Para NãO Contadores
Contabilidade Para NãO Contadores
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitos
 
Metodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradasMetodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradas
 
UFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdf
UFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdfUFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdf
UFCD 0653 - ARQUIVO – ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO.pdf
 
Manual irs
Manual irsManual irs
Manual irs
 

Destaque

Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
Turma9bejsm
 
Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5
ctccecbg
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Marcus Oliveira
 
Manual de procedimentos contabeis
Manual de procedimentos contabeisManual de procedimentos contabeis
Manual de procedimentos contabeis
ApoenaBelfort
 
Curso EFA - Técnico/a de Contabilidade
Curso EFA - Técnico/a de ContabilidadeCurso EFA - Técnico/a de Contabilidade
Curso EFA - Técnico/a de Contabilidade
escolaprofissionalsm
 
Pós-Graduação em Administração Autárquica, EAL
Pós-Graduação em Administração Autárquica, EALPós-Graduação em Administração Autárquica, EAL
Pós-Graduação em Administração Autárquica, EAL
A. Rui Teixeira Santos
 
O processo contabilístico
O processo contabilísticoO processo contabilístico
O processo contabilístico
Mediadoraefa
 
Otoc
OtocOtoc
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
FATECOU
 
Apostila contabilidade geral prudente
Apostila contabilidade geral prudenteApostila contabilidade geral prudente
Apostila contabilidade geral prudente
simuladocontabil
 
Contabilidade financeira e gerencial(1)
Contabilidade financeira e gerencial(1)Contabilidade financeira e gerencial(1)
Contabilidade financeira e gerencial(1)
Adm Nadir Prado - Buscando Recolocação Profissional
 
Contabilização de operações snc - código de contas
Contabilização de operações   snc - código de contasContabilização de operações   snc - código de contas
Contabilização de operações snc - código de contas
Marina
 
Natureza das contas 01
Natureza das contas 01Natureza das contas 01
Natureza das contas 01
apostilacontabil
 
Contabilidade i
Contabilidade iContabilidade i
Contabilidade i
apostilacontabil
 
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Livro de exercício   - contabilidade introdutóriaLivro de exercício   - contabilidade introdutória
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Lylian Vieira
 
Contabilidade fácil de entender
Contabilidade fácil de entenderContabilidade fácil de entender
Contabilidade fácil de entender
Rodolfo Avona
 

Destaque (16)

Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5Elementos Patrimoniais V 5
Elementos Patrimoniais V 5
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadores
 
Manual de procedimentos contabeis
Manual de procedimentos contabeisManual de procedimentos contabeis
Manual de procedimentos contabeis
 
Curso EFA - Técnico/a de Contabilidade
Curso EFA - Técnico/a de ContabilidadeCurso EFA - Técnico/a de Contabilidade
Curso EFA - Técnico/a de Contabilidade
 
Pós-Graduação em Administração Autárquica, EAL
Pós-Graduação em Administração Autárquica, EALPós-Graduação em Administração Autárquica, EAL
Pós-Graduação em Administração Autárquica, EAL
 
O processo contabilístico
O processo contabilísticoO processo contabilístico
O processo contabilístico
 
Otoc
OtocOtoc
Otoc
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Apostila contabilidade geral prudente
Apostila contabilidade geral prudenteApostila contabilidade geral prudente
Apostila contabilidade geral prudente
 
Contabilidade financeira e gerencial(1)
Contabilidade financeira e gerencial(1)Contabilidade financeira e gerencial(1)
Contabilidade financeira e gerencial(1)
 
Contabilização de operações snc - código de contas
Contabilização de operações   snc - código de contasContabilização de operações   snc - código de contas
Contabilização de operações snc - código de contas
 
Natureza das contas 01
Natureza das contas 01Natureza das contas 01
Natureza das contas 01
 
Contabilidade i
Contabilidade iContabilidade i
Contabilidade i
 
Livro de exercício - contabilidade introdutória
Livro de exercício   - contabilidade introdutóriaLivro de exercício   - contabilidade introdutória
Livro de exercício - contabilidade introdutória
 
Contabilidade fácil de entender
Contabilidade fácil de entenderContabilidade fácil de entender
Contabilidade fácil de entender
 

Semelhante a A contabilidade

Plano de contas contabil
Plano de contas contabilPlano de contas contabil
Plano de contas contabil
simuladocontabil
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básica
eadrede
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
Danilo Pereira
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
PUC Minas
 
Fundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidadeFundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidade
Calculos Na Veia
 
Principios contabeis
Principios contabeisPrincipios contabeis
Principios contabeis
Ernani Nascimento
 
Apostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoApostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concurso
Bruna Pedroso
 
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Gp contabilidade slides de aula   unidade iGp contabilidade slides de aula   unidade i
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Claudia Patricia
 
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocCustos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
Geraldo Luis Araujo
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
profjulianogaldino
 
Diapositivos bloco 3
Diapositivos bloco 3Diapositivos bloco 3
Diapositivos bloco 3
André Silva
 
Módulo 2.1 - O Balanço
Módulo 2.1 - O BalançoMódulo 2.1 - O Balanço
Módulo 2.1 - O Balanço
Eva Gomes
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Wandick Rocha de Aquino
 
Material Contabilidade
Material ContabilidadeMaterial Contabilidade
Material Contabilidade
Contábeis 2011
 
Material contábil
Material contábilMaterial contábil
Material contábil
Contábeis 2011
 
Contabilidade Introdutória-aula01-2013.PPT
Contabilidade Introdutória-aula01-2013.PPTContabilidade Introdutória-aula01-2013.PPT
Contabilidade Introdutória-aula01-2013.PPT
AndrMacedo46
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
Pedro Luis Moraes
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
Pedro Luis Moraes
 
Contabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumãoContabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumão
contacontabil
 
Módulo 4 Contabilidade Gerencial
 Módulo 4   Contabilidade Gerencial Módulo 4   Contabilidade Gerencial
Módulo 4 Contabilidade Gerencial
PUC Minas
 

Semelhante a A contabilidade (20)

Plano de contas contabil
Plano de contas contabilPlano de contas contabil
Plano de contas contabil
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básica
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 
Fundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidadeFundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidade
 
Principios contabeis
Principios contabeisPrincipios contabeis
Principios contabeis
 
Apostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoApostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concurso
 
Gp contabilidade slides de aula unidade i
Gp contabilidade slides de aula   unidade iGp contabilidade slides de aula   unidade i
Gp contabilidade slides de aula unidade i
 
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocCustos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Diapositivos bloco 3
Diapositivos bloco 3Diapositivos bloco 3
Diapositivos bloco 3
 
Módulo 2.1 - O Balanço
Módulo 2.1 - O BalançoMódulo 2.1 - O Balanço
Módulo 2.1 - O Balanço
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
 
Material Contabilidade
Material ContabilidadeMaterial Contabilidade
Material Contabilidade
 
Material contábil
Material contábilMaterial contábil
Material contábil
 
Contabilidade Introdutória-aula01-2013.PPT
Contabilidade Introdutória-aula01-2013.PPTContabilidade Introdutória-aula01-2013.PPT
Contabilidade Introdutória-aula01-2013.PPT
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Contabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumãoContabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumão
 
Módulo 4 Contabilidade Gerencial
 Módulo 4   Contabilidade Gerencial Módulo 4   Contabilidade Gerencial
Módulo 4 Contabilidade Gerencial
 

A contabilidade

  • 1. A contabilidade Unidade 10 Unidade 10 - TAS 1
  • 2. O papel da contabilidade nas empresas • As organizações/empresas desenvolvem e executam actividades com vista a alcançar determinados resultados. • A contabilidade surgiu com o objectivo de registar por escrito essas actividades. Meio de prova em situações de litígio Unidade 10 - TAS 2
  • 3. O seu papel... • A contabilidade assume um papel como fonte de informação sobre a situação das empresas e dos seus negócios; • É entendida como um conjunto de técnicas destinadas ao registo histórico da actividade das empresas; • Actualmente considera-se que esta fornece informações fundamentais para a previsão da actividade futura da empresa e é indispensável à sua gestão eficaz, permitindo o controlo e análise crítica da actividade da organização. Unidade 10 - TAS 3
  • 4. Divisões da Contabilidade Contabilidade Geral SÓCIOS BANCOS ESTADO Actividade interna Contabilidade Interna FORNECEDORES CLIENTES Unidade 10 - TAS 4
  • 5. Contabilidade interna ou analítica • Consiste na actividade desenvolvida dentro da própria empresa, decorrente do relacionamento entre os vários sectores da empresa (produção, aprovisionamento, sector comercial, sector administrativo, etc.) • Compete-lhe apurar os resultados (lucros ou prejuízos) de cada bem produzido e a rendibilidade de cada departamento da empresa; • Determinar os custos de produção, nos diferentes estádios do processo produtivo. Unidade 10 - TAS 5
  • 6. Contabilidade geral ou externa • Regista as relações externas da empresa, com os bancos, o Estado, os fornecedores, os clientes, os sócios, ... • Compete-lhe apurar os lucros ou prejuízos, bem como elaborar contas anuais. Unidade 10 - TAS 6
  • 7. O património de uma empresa • Uma entidade (indivíduo, empresa ou unidade económica) pode ser proprietária de dinheiro, bens materiais, de direitos e obrigações. É um conjunto de bens, direitos e obrigações Dívidas a pagar aos credores (débitos) Stock de mercadorias Dívidas de clientes (créditos) dinheiro Viaturas, edifícios e equipamentos Unidade 10 - TAS 7
  • 8. Património • É dividido em duas classes de elementos patrimoniais: Activo Passivo Engloba os valores Engloba as dívidas a pagar aos (dinheiro, depósitos, Credores (fornecedores, Estado, Mercadorias, etc.) e Instituições de Crédito, etc.) os créditos a receber Unidade 10 - TAS 8
  • 9. O património é dividido em duas classes de elementos patrimoniais: • ACTIVO = BENS + DIREITOS • PASSIVO = OBRIGAÇÕES Unidade 10 - TAS 9
  • 10. Valor do Património = Situação Líquida = Capital Próprio ACTIVO – PASSIVO = SITUAÇÃO LÍQUIDA corresponde ao que se possui, mais o que se tem a receber, menos o que se deve Unidade 10 - TAS 10
  • 11. A situação líquida... • Diz-se Situação Líquida Activa, quando o valor do Activo é superior ao valor do Passivo; • Diz-se Situação Líquida Nula, quando o valor do Activo é igual ao valor do Passivo; • Diz-se Situação Líquida Passiva, quando o valor do Activo é inferior ao valor do Passivo; As empresas que se encontram nesta situação dizem-se em falência técnica. Unidade 10 - TAS 11
  • 12. Agora um exemplo de aplicação... • Página 187 do guia. Unidade 10 - TAS 12
  • 13. As Contas • A descrição individual de todos os elementos patrimoniais é pouco prática, muito trabalhosa e difícil de interpretar. • No sentido de simplificar e uniformizar critérios (normalização) procedeu-se à agregação elementos patrimoniais com características comuns em contas. É um conjunto de bens patrimoniais afins. Unidade 10 - TAS 13
  • 14. Características de uma conta: • O seu título – designação curta associada ao tipo de bens que representa. • O valor da conta – corresponde à soma dos valores dos elementos patrimoniais que a compõe. • O âmbito da conta – corresponde à caracterização dos bens abrangidos pela conta. Unidade 10 - TAS 14
  • 15. Tipos de contas: • Contas do Activo – representam os elementos patrimoniais activos. • Contas do Passivo - representam os elementos patrimoniais passivos. • Contas de Situação Líquida – designam os capitais da empresa. Unidade 10 - TAS 15
  • 16. Exemplos de contas… • Ver página 189 a 192. • Realizar as fichas de trabalho a partir da pág. 193. Unidade 10 - TAS 16
  • 17. O Inventário • É o registo dos elementos patrimoniais de um indivíduo ou de uma organização. • É a relação de elementos patrimoniais com a indicação do seu valor. • Ocorre, por norma, anualmente. Unidade 10 - TAS 17
  • 18. Fases de elaboração de um inventário: • Identificação – Quais são os elementos patrimoniais da empresa? • Descrição – Como agrupar os elementos patrimoniais? • Valoração - Qual é o valor de cada elemento patrimonial? Unidade 10 - TAS 18
  • 19. Disposição de elementos patrimoniais no inventário: • Inventário simples – estes são descritos sem qualquer preocupação de classificação e ordenação; • Inventário classificado – os elementos patrimoniais aparecem agrupados em contas. Nota: ver exemplos na página 204. Unidade 10 - TAS 19
  • 20. O Balanço • O Inventário apenas regista os bens do Activo e do Passivo de uma empresa. • Ao acrescentar a Situação Líquida ao inventário, obtém-se o balanço. • Este documento regista a situação patrimonial num dado momento. • Permite comparar o Activo com o Passivo, explicitando o valor do património da empresa. Unidade 10 - TAS 20
  • 21. Aspecto gráfico do Balanço • Dipositivo horizontal – no 1º membro do balanço (lado esquerdo) são registadas as contas do Activo; no 2º membro, descrevem-se as contas do Passivo e da Situação Líquida. Activo Situação Líquida Passivo 1º membro 2º membro Unidade 10 - TAS 21
  • 22. Aspecto gráfico do Balanço • Dipositivo vertical – o Activo, a Situação Líquida e o Passivo Activo são dispostos por esta ordem, em coluna. Situação Líquida Passivo Unidade 10 - TAS 22
  • 23. Perspectiva financeira do balanço: • O Passivo de uma empresa representa os recursos postos à sua disposição por terceiros (os credores). • A Situação Líquida activa (capitais próprios) representa os fundos disponibilizados pelos proprietários da empresa. • O Activo corresponde à utilização dos fundos dos proprietários e de terceiros. Unidade 10 - TAS 23
  • 24. Como se ordenam as contas no balanço? • As contas do Activo fixo (Imobilizado) registam-se no topo do 1º membro do balanço. • São ordenadas, colocando em 1º lugar as contas que representam os bens que, em princípio, permanecem mais tempo na empresa. • No Activo, as contas com menor liquidez são registadas em 1º lugar. Unidade 10 - TAS 24
  • 25. Ordenação das contas no balanço • As contas da Situação Líquida (Capital Próprio) são as primeiras a ser discriminadas no lado direito do balanço, ordenadas pela formação histórica dos seus valores. • Os valores da Situação Líquida Passiva são registados no balanço, no 2º membro, com sinal negativo. Unidade 10 - TAS 25
  • 26. Ordenação das contas no balanço • As contas do Passivo registam-se a seguir às da Situação Líquida, por ordem decrescente de exigibilidade. As contas que representam as dívidas a liquidar com maior urgência são descritas em último lugar. As que representam dívidas a pagar a longo prazo São colocadas em primeiro lugar. Unidade 10 - TAS 26
  • 27. Tipos de balanço • Periodicamente as empresas são legalmente obrigadas a apresentar contas. • Em geral o período considerado (exercício económico da vida das empresas) inicia-se em 1 de Janeiro e termina em 31 de Dezembro de cada ano. Balanço inicial Balanço final Unidade 10 - TAS 27
  • 28. Exercícios de aplicação • Ver exemplo de balanço analítico nas páginas 210 e 211. • Encontrar um exemplo de balanço sintético. • Realizar as fichas de trabalho nº. 5 e nº. 6. Unidade 10 - TAS 28
  • 29. Dinâmica patrimonial • O património de uma empresa está em constante mutação. • A transformação do património decorre de factos patrimoniais Acontecimentos normais associados à actividade da Ocorrências anormais e empresa involuntárias Unidade 10 - TAS 29
  • 30. Os factos patrimoniais • Factos permutativos são os que não alteram o valor do património. Exemplo: um depósito bancário alteram a Apenas composição do património • Factos modificativos são acontecimentos que alteram o valor do património. Exemplo: a venda de mercadoria com lucro Alteram a composição e o valor do património Unidade 10 - TAS 30
  • 31. Exemplos de factos permutativos e modificativos: • Ver páginas 214 a 216. Unidade 10 - TAS 31
  • 32. Movimentação das contas do activo Débitos Conta Caixa Créditos + - Entradas/ Saídas/ Aumentos Diminuições Unidade 10 - TAS 32
  • 33. Movimentação das contas do Passivo Débitos Conta Fornecedores Créditos - + Saídas/ Entradas/ Diminuições Aumentos Unidade 10 - TAS 33