SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Universidade do Estado da Bahia - UNEBUniversidade do Estado da Bahia - UNEB
Programa de Formação de Professores - PROESPPrograma de Formação de Professores - PROESP
Disciplina - URBANISMODisciplina - URBANISMO
Todo homem vive uma constante busca de conhecimentos e novas experiências.
Nestas buscas e caminhos há sempre pessoas dispostas a colaborar, seja com apoio moral,
com palavras de otimismo ou até mesmo com apoio material.
Então, partindo da premissa de que ninguém consegue fazer nada sozinho, temos a alegria de
fazer os seguintes agradecimentos:
A Deus, por sempre nos dar força de vontade, ânimo e tranqüilidade. Senhor, queremos lhe
agradecer, pelo seu tão grande amor. Pelos momentos que nos envolve com a sua doce
presença e nos edifica.
Á família de cada uma de nós por nos dar estrutura, caráter e afeto.
Aos filhos razão das nossas vidas.
Á UNEB pela oferta do Curso...
Nossos agradecimentos são também para diversas pessoas de Candiba. Sem a colaboração de
Luciana Lima, Sr Durval, Renata, Diógenes e Francisco. Sem as informações deles não poderia
acontecer a realização deste trabalho...
A todos. OBRIGADA.
Visão panorâmica
Candiba é uma pequena cidade e seus primórdios estão datados no início do
século XIX, quando escravos fugitivos das fazendas Santa Rosa, Mulungu e
Canabrava, que pertenciam ao município de Palmas de Monte Alto, se
estabeleceram no local formando o quilombo denominado "Mocambo".
 
O nome Mocambo é de origem africana que quer dizer ”mata baixa”, pois era
nesse tipo de vegetação que os escravos debandados (primeiros habitantes
desse bairro), se escondiam.
Consta a tradição oral que por volta de 1834, em suas andanças pelo
interior baiano, chegou a região um Padre português cujo nome era
Francisco Moreira dos Santos, o padre descobriu o quilombo e ao notar que
as terras eram férteis, resolveu se fixar no arraial de Mocambo juntamente
com os escravos.
 
Logo o padre construiu uma casa e uma capela para abrigar a Santa de
nome Nossa Senhora das Dores, que trouxera na sua bagagem. A qual se
tornou mais tarde a padroeira da cidade. Na capela Francisco celebrava as
missas e realizava um trabalho de evangelização.
 
ESPAÇO FISICO EM QUESTÃO: onde tudo
começou?
 fimFIM
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...
  Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...  Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...
Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...Anna Servelhere
 
Projeto Valores para a vida
Projeto Valores para a vidaProjeto Valores para a vida
Projeto Valores para a vidaDeniseGA
 
Culinária afro brasileira
Culinária afro brasileiraCulinária afro brasileira
Culinária afro brasileirapratesclaudio
 
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSASENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSASRodrigo Basílio da Silva
 
Loira do banheiro(lendas)
Loira do banheiro(lendas)Loira do banheiro(lendas)
Loira do banheiro(lendas)profdeia
 
Tipos de Relevo- 4º ano
Tipos de Relevo- 4º anoTipos de Relevo- 4º ano
Tipos de Relevo- 4º anomestra012
 
FOLCLORE BRASILEIRO slides
FOLCLORE BRASILEIRO slidesFOLCLORE BRASILEIRO slides
FOLCLORE BRASILEIRO slidesalicefs
 
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo HomemPaisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo HomemTHELMA OLIVEIRA
 
Atividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geo
Atividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geoAtividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geo
Atividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geoAtividades Diversas Cláudia
 
Projeto Cultura Afro Brasileira e africana
Projeto Cultura Afro Brasileira e africanaProjeto Cultura Afro Brasileira e africana
Projeto Cultura Afro Brasileira e africanalucianazanetti
 
Conteúdos e sugestões de Ensino Religioso
Conteúdos e sugestões de Ensino ReligiosoConteúdos e sugestões de Ensino Religioso
Conteúdos e sugestões de Ensino ReligiosoKarin Willms
 
ATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdf
ATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdfATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdf
ATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdfRosileneCeSilva
 
Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012vaniamariaazevedo
 
Religião afro brasileiras
Religião afro brasileirasReligião afro brasileiras
Religião afro brasileirasDenise Aguiar
 

Mais procurados (20)

Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...
  Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...  Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...
Jogral elaborado da leitura em classe de O Pequeno Príncipe , de Antoine de...
 
Zumbi dos Palmares
Zumbi dos PalmaresZumbi dos Palmares
Zumbi dos Palmares
 
Projeto Valores para a vida
Projeto Valores para a vidaProjeto Valores para a vida
Projeto Valores para a vida
 
Culinária afro brasileira
Culinária afro brasileiraCulinária afro brasileira
Culinária afro brasileira
 
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSASENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
 
Loira do banheiro(lendas)
Loira do banheiro(lendas)Loira do banheiro(lendas)
Loira do banheiro(lendas)
 
Tipos de Relevo- 4º ano
Tipos de Relevo- 4º anoTipos de Relevo- 4º ano
Tipos de Relevo- 4º ano
 
FOLCLORE BRASILEIRO slides
FOLCLORE BRASILEIRO slidesFOLCLORE BRASILEIRO slides
FOLCLORE BRASILEIRO slides
 
Culinária afro brasileira
Culinária afro brasileiraCulinária afro brasileira
Culinária afro brasileira
 
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo HomemPaisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
 
Guia da eletiva africanidade
Guia da  eletiva africanidadeGuia da  eletiva africanidade
Guia da eletiva africanidade
 
Atividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geo
Atividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geoAtividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geo
Atividades historia da copa do mundo 2018 interdisciplinar port, hist, geo
 
Projeto Cultura Afro Brasileira e africana
Projeto Cultura Afro Brasileira e africanaProjeto Cultura Afro Brasileira e africana
Projeto Cultura Afro Brasileira e africana
 
Cultura negra
Cultura negraCultura negra
Cultura negra
 
Conteúdos e sugestões de Ensino Religioso
Conteúdos e sugestões de Ensino ReligiosoConteúdos e sugestões de Ensino Religioso
Conteúdos e sugestões de Ensino Religioso
 
ATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdf
ATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdfATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdf
ATIVIDADES 16 A 20 DE MAIO - TURMA 401.pdf
 
Tuberculo cruzada conhec. gerais gabarito
Tuberculo cruzada conhec. gerais  gabaritoTuberculo cruzada conhec. gerais  gabarito
Tuberculo cruzada conhec. gerais gabarito
 
Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012
 
Gabarito: Atividade interdisciplinar: Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
 Gabarito: Atividade interdisciplinar:  Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta Gabarito: Atividade interdisciplinar:  Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
Gabarito: Atividade interdisciplinar: Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
 
Religião afro brasileiras
Religião afro brasileirasReligião afro brasileiras
Religião afro brasileiras
 

Destaque

AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOAULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOMarcelo Cordeiro Souza
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAMarcelo Cordeiro Souza
 
Elementos componentes da organização agrária
Elementos componentes da organização agráriaElementos componentes da organização agrária
Elementos componentes da organização agráriaMarcelo Cordeiro Souza
 
Polarização da luz, matematizando a luz fisica
Polarização da luz, matematizando a luz   fisicaPolarização da luz, matematizando a luz   fisica
Polarização da luz, matematizando a luz fisicaMarcelo Cordeiro Souza
 
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagemO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagemMarcelo Cordeiro Souza
 
O COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONAL
O COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONALO COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONAL
O COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONALMarcelo Cordeiro Souza
 
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAAULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAMarcelo Cordeiro Souza
 
AULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL - OK
AULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL  - OKAULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL  - OK
AULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL - OKMarcelo Cordeiro Souza
 
EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICAEXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICALarissa Gomes
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTOMarcelo Cordeiro Souza
 
Curso de redação
Curso de redaçãoCurso de redação
Curso de redaçãoteleestacao
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTOMarcelo Cordeiro Souza
 
Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelotaise_paz
 

Destaque (17)

Resumo do Filme "As filhas de eva"
Resumo do Filme "As filhas de eva"Resumo do Filme "As filhas de eva"
Resumo do Filme "As filhas de eva"
 
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOAULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Elementos componentes da organização agrária
Elementos componentes da organização agráriaElementos componentes da organização agrária
Elementos componentes da organização agrária
 
Polarização da luz, matematizando a luz fisica
Polarização da luz, matematizando a luz   fisicaPolarização da luz, matematizando a luz   fisica
Polarização da luz, matematizando a luz fisica
 
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagemO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova  prática  de aprendizagem
O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: construção de uma nova prática de aprendizagem
 
O COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONAL
O COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONALO COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONAL
O COMPUTADOR COMO TECNOLOGIA EDUCACIONAL
 
Industrialização do Brasil
Industrialização do BrasilIndustrialização do Brasil
Industrialização do Brasil
 
Transporte ferroviário brasileiro
Transporte ferroviário brasileiroTransporte ferroviário brasileiro
Transporte ferroviário brasileiro
 
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAAULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
 
AULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL - OK
AULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL  - OKAULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL  - OK
AULA 09 - AULA DE REDACAO - EDITORIAL - OK
 
EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICAEXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
 
Curso de redação
Curso de redaçãoCurso de redação
Curso de redação
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
 
Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelo
 

Semelhante a A CIDADE DE CANDIBA: transformações e permanências

Gralha azul no. 32 Extra - Março - 2013
Gralha azul no. 32   Extra - Março - 2013Gralha azul no. 32   Extra - Março - 2013
Gralha azul no. 32 Extra - Março - 2013Sérgio Pitaki
 
001 apostila catecismo alvaro negromonte 1
001 apostila catecismo alvaro negromonte 1001 apostila catecismo alvaro negromonte 1
001 apostila catecismo alvaro negromonte 1MariGiopato
 
Letramento nos primórdios do brasil
Letramento nos primórdios do brasilLetramento nos primórdios do brasil
Letramento nos primórdios do brasilLari Aveiro
 
Formação continuada 2015 Ensino Religioso
Formação continuada 2015  Ensino ReligiosoFormação continuada 2015  Ensino Religioso
Formação continuada 2015 Ensino ReligiosoRobertino Lopes
 
H° lassalista em mocambique 01 lassalista de brasil em moçambique
H° lassalista em mocambique 01   lassalista de brasil em moçambiqueH° lassalista em mocambique 01   lassalista de brasil em moçambique
H° lassalista em mocambique 01 lassalista de brasil em moçambiqueRodolfo Patricio Andaur Zamora
 
Jornal Novos horizontes outubro 2013
Jornal Novos horizontes outubro 2013Jornal Novos horizontes outubro 2013
Jornal Novos horizontes outubro 2013Pascom Paroquia Nssc
 
celestino monografia
celestino monografiacelestino monografia
celestino monografiasanlena
 
Semana missionária setor santa luzia
Semana missionária setor santa luziaSemana missionária setor santa luzia
Semana missionária setor santa luziajorginas
 
Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020
Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020
Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020TresQuatroCincoPubli
 
Modos de interagir
Modos de interagirModos de interagir
Modos de interagirculturaafro
 
RedaçãO Final Do Encontro
RedaçãO Final Do EncontroRedaçãO Final Do Encontro
RedaçãO Final Do EncontroRedentorista
 
Relatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombi
Relatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombiRelatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombi
Relatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombiBruno Da Montanha
 
Carisma das Irmãs Paulinas
Carisma das Irmãs PaulinasCarisma das Irmãs Paulinas
Carisma das Irmãs Paulinasirmaspaulinas
 
Apresentação ação doadores
Apresentação ação doadoresApresentação ação doadores
Apresentação ação doadoresRadiocultura
 
Cultura iorubá maria inez couto de almeida
Cultura iorubá   maria inez couto de almeidaCultura iorubá   maria inez couto de almeida
Cultura iorubá maria inez couto de almeidaDaniel Torquato
 
Www.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]ioruba
Www.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]iorubaWww.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]ioruba
Www.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]iorubaNika Play
 
Boletim 377 - 20/04/14
Boletim 377 - 20/04/14Boletim 377 - 20/04/14
Boletim 377 - 20/04/14stanaami
 

Semelhante a A CIDADE DE CANDIBA: transformações e permanências (20)

Gralha azul no. 32 Extra - Março - 2013
Gralha azul no. 32   Extra - Março - 2013Gralha azul no. 32   Extra - Março - 2013
Gralha azul no. 32 Extra - Março - 2013
 
001 apostila catecismo alvaro negromonte 1
001 apostila catecismo alvaro negromonte 1001 apostila catecismo alvaro negromonte 1
001 apostila catecismo alvaro negromonte 1
 
Álbum Padre Leopoldo - Ichu
Álbum Padre Leopoldo - IchuÁlbum Padre Leopoldo - Ichu
Álbum Padre Leopoldo - Ichu
 
Letramento nos primórdios do brasil
Letramento nos primórdios do brasilLetramento nos primórdios do brasil
Letramento nos primórdios do brasil
 
Formação continuada 2015 Ensino Religioso
Formação continuada 2015  Ensino ReligiosoFormação continuada 2015  Ensino Religioso
Formação continuada 2015 Ensino Religioso
 
H° lassalista em mocambique 01 lassalista de brasil em moçambique
H° lassalista em mocambique 01   lassalista de brasil em moçambiqueH° lassalista em mocambique 01   lassalista de brasil em moçambique
H° lassalista em mocambique 01 lassalista de brasil em moçambique
 
Jornal Novos horizontes outubro 2013
Jornal Novos horizontes outubro 2013Jornal Novos horizontes outubro 2013
Jornal Novos horizontes outubro 2013
 
celestino monografia
celestino monografiacelestino monografia
celestino monografia
 
Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014
 
Semana missionária setor santa luzia
Semana missionária setor santa luziaSemana missionária setor santa luzia
Semana missionária setor santa luzia
 
Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020
Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020
Guia de Noivos - Paróquia N Sra Aparecida, Moema - 2020
 
Modos De Interagir
Modos De InteragirModos De Interagir
Modos De Interagir
 
Modos de interagir
Modos de interagirModos de interagir
Modos de interagir
 
RedaçãO Final Do Encontro
RedaçãO Final Do EncontroRedaçãO Final Do Encontro
RedaçãO Final Do Encontro
 
Relatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombi
Relatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombiRelatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombi
Relatório de missões 2 de agosto a 20 setembro 2018 missao na kombi
 
Carisma das Irmãs Paulinas
Carisma das Irmãs PaulinasCarisma das Irmãs Paulinas
Carisma das Irmãs Paulinas
 
Apresentação ação doadores
Apresentação ação doadoresApresentação ação doadores
Apresentação ação doadores
 
Cultura iorubá maria inez couto de almeida
Cultura iorubá   maria inez couto de almeidaCultura iorubá   maria inez couto de almeida
Cultura iorubá maria inez couto de almeida
 
Www.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]ioruba
Www.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]iorubaWww.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]ioruba
Www.dialogarts.uerj.br admin arquivos_emquestao_[1]ioruba
 
Boletim 377 - 20/04/14
Boletim 377 - 20/04/14Boletim 377 - 20/04/14
Boletim 377 - 20/04/14
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 

Último (20)

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 

A CIDADE DE CANDIBA: transformações e permanências

  • 1. Universidade do Estado da Bahia - UNEBUniversidade do Estado da Bahia - UNEB Programa de Formação de Professores - PROESPPrograma de Formação de Professores - PROESP Disciplina - URBANISMODisciplina - URBANISMO
  • 2. Todo homem vive uma constante busca de conhecimentos e novas experiências. Nestas buscas e caminhos há sempre pessoas dispostas a colaborar, seja com apoio moral, com palavras de otimismo ou até mesmo com apoio material. Então, partindo da premissa de que ninguém consegue fazer nada sozinho, temos a alegria de fazer os seguintes agradecimentos: A Deus, por sempre nos dar força de vontade, ânimo e tranqüilidade. Senhor, queremos lhe agradecer, pelo seu tão grande amor. Pelos momentos que nos envolve com a sua doce presença e nos edifica. Á família de cada uma de nós por nos dar estrutura, caráter e afeto. Aos filhos razão das nossas vidas. Á UNEB pela oferta do Curso... Nossos agradecimentos são também para diversas pessoas de Candiba. Sem a colaboração de Luciana Lima, Sr Durval, Renata, Diógenes e Francisco. Sem as informações deles não poderia acontecer a realização deste trabalho... A todos. OBRIGADA.
  • 4. Candiba é uma pequena cidade e seus primórdios estão datados no início do século XIX, quando escravos fugitivos das fazendas Santa Rosa, Mulungu e Canabrava, que pertenciam ao município de Palmas de Monte Alto, se estabeleceram no local formando o quilombo denominado "Mocambo".   O nome Mocambo é de origem africana que quer dizer ”mata baixa”, pois era nesse tipo de vegetação que os escravos debandados (primeiros habitantes desse bairro), se escondiam. Consta a tradição oral que por volta de 1834, em suas andanças pelo interior baiano, chegou a região um Padre português cujo nome era Francisco Moreira dos Santos, o padre descobriu o quilombo e ao notar que as terras eram férteis, resolveu se fixar no arraial de Mocambo juntamente com os escravos.   Logo o padre construiu uma casa e uma capela para abrigar a Santa de nome Nossa Senhora das Dores, que trouxera na sua bagagem. A qual se tornou mais tarde a padroeira da cidade. Na capela Francisco celebrava as missas e realizava um trabalho de evangelização.
  • 5.  
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10. ESPAÇO FISICO EM QUESTÃO: onde tudo começou?
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.