SlideShare uma empresa Scribd logo
O Advento da República no Brasil E A REPÚBLICA QUE NÃO FOI Disciplina: História Professor: Marcelo S. Oliveira Séries: 3º A, B, C e D
Correio do Povo  de sábado, 16/11/1889, metade superior da página 1
“ Nada se mudaria. O regime sim, era possível, mas também se muda de roupa sem trocar de pele [...]. No sábado, tudo voltaria ao que era nas véspera, menos a Constituição”. Machado de Assis
O que é República? República é o regime político na qual um representante é eleito pelos cidadãos para ser o chefe do país; A eleição é normalmente realizado pelo voto livre, secreto, em intervalos regulares que variam de acordo com o país; No Brasil, o regime foi adotado em 1889, mas nosso republicanismo, no princípio não era “tão republicano assim...”
A República no Brasil: antecedentes históricos  Desenvolvimento da indústria do café; Modernização e urbanização A transição da mão-de-obra; A novas idéias; A crise do monarquismo.
O movimento republicano no Brasil Império Convenção de Itu em 1870, em que foi redigido o Manifesto Republicano Imagem:  Grandes Personagens da Nossa História , Editora Abril Cultural, São Paulo/SP, 1973, volume III, página 662
“ Silêncio! O Imperador está governando o Brasil!”   Essa piada era frequetemente utilizada pela imprensa brasileira. Porém, a imagem de um monarca velho representava mais que isso, pois era simbolo de um regime que estava se esgotando.
Forças que colaboraram com o advento da República “ O movimento resultou da conjugação de três forças: uma parcela do exército, fazendeiros do Oeste Paulista e representantes das classes médias urbanas. Momentaneamente unidas em torno do ideal republicano, conservavam, entretanto, profundas divergências”. Emilia Viotti da Costa, historiadora .
A participação popular “ O povo assistiu àquilo bestializado, atônito, surpreso, sem conhecer o que significava.  Muitos acreditaram seriamente estar vendo uma parada. Era um fenômeno digno de ver-se.  O entusiasmo veio depois, veio mesmo lentamente, quebrando o enleio dos espíritos”. Aristides Lobo Cartas do Rio,  Diário Popular, 16 de novembro de 1889. Ao Fundo:Alegoria sobre a Constituição Brasileira, inspirada nos ideais franceses e estadunidenses
Mesmo sem entender bem o que estava acontecendo então, o povo aclamou Deodoro nas ruas do Rio de Janeiro, naquele dia 15 de Novembro Imagem:  Grandes Personagens da Nossa História , Editora Abril Cultural, São Paulo/SP, 1973, volume III, página 603.
15 de novembro: Um golpe militar
Deodoro reconfirmado no poder O marechal Deodoro da Fonseca tomou posse em 1891 como presidente, eleito pelos deputados da Assembléia Constituinte. Na imagem, a assinatura do projeto da Constituição, em óleo de C. Hastory, conservado no palácio Monroe, no Rio de Janeiro Imagem:  100 Anos de República , volume I (1889-1903), Editora Nova Cultural, São Paulo/SP, pág.21
Os republicanos e o ideal de cidadania   Existiam três tendências sobre a discussão de qual seria o modelo de cidadania brasileira: liberais (fazendeiros), positivistas (classes médias militares) e socialistas (proletários). As camadas responsáveis pela nova república não conseguiram entrar em acordo sobre qual seria o perfil do cidadão brasileiro. Prevaleceu, porém, a visão liberal das elites: Direitos sociais, mas não políticos; Desta forma, a maior parte da população estava excluída do direito  voto, o que  na prática os excluía também dos direitos sociais; Ao fundo: Sessão da Assembléia Nacional Constituinte, em 1890 Imagem:  Grandes Personagens da Nossa História , Editora Abril Cultural, São Paulo/SP, 1973, volume IV, página 759
Reflexão sobre república e cidadania [ou estadania]   “ O arquivo de Ruy Barbosa é exemplar: durante o seu período como ministro da Fazenda, talvez mais da metade da correspondência que recebia se referia a pedidos de favores e empregos (...) O único diretor que se rebelou contra esta prática, insistindo em colocar o mérito acima do empenho, foi tido como insano pelo secretário de gabinete de Ruy Barbosa”. (José Murilo de carvalho.  Os bestializados.  p. 65.) Imagem de fundo:Ruy Barbosa, caricaturado na época como o condutor da economia brasileira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Índios brasileiros
Índios brasileirosÍndios brasileiros
Índios brasileiros
Paulo Alexandre
 
Revolta da vacina
Revolta da vacinaRevolta da vacina
Revolta da vacina
poxalivs
 
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdfAtividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Wenderson Santos Couto
 
3º ano - Guerra do Contestado
3º ano - Guerra do Contestado3º ano - Guerra do Contestado
3º ano - Guerra do Contestado
Daniel Alves Bronstrup
 
Cangaço
CangaçoCangaço
Cangaço
John Fjv
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
Elaine Bogo Pavani
 
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Dalton Lopes Reis Jr.
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
dmflores21
 
Sedição de Juazeiro (1914)
Sedição de Juazeiro (1914)Sedição de Juazeiro (1914)
Sedição de Juazeiro (1914)
João Marcelo
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
feraps
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
Daniel Alves Bronstrup
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Alê Maldonado
 
Influências Indígenas na Cultura Brasileira
Influências Indígenas na Cultura BrasileiraInfluências Indígenas na Cultura Brasileira
Influências Indígenas na Cultura Brasileira
Gisele Finatti Baraglio
 
Revolta da Vacina
Revolta da VacinaRevolta da Vacina
Revolta da Vacina
Guigaa23
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
Acrópole - História & Educação
 
Aula 2 república café com leite
Aula 2   república café com leiteAula 2   república café com leite
Aula 2 república café com leite
Profdaltonjunior
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
eiprofessor
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais procurados (20)

História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.
 
Índios brasileiros
Índios brasileirosÍndios brasileiros
Índios brasileiros
 
Revolta da vacina
Revolta da vacinaRevolta da vacina
Revolta da vacina
 
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdfAtividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdf
 
3º ano - Guerra do Contestado
3º ano - Guerra do Contestado3º ano - Guerra do Contestado
3º ano - Guerra do Contestado
 
Cangaço
CangaçoCangaço
Cangaço
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
Os portugueses e os primeiros contatos com os indígenas.
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
 
Sedição de Juazeiro (1914)
Sedição de Juazeiro (1914)Sedição de Juazeiro (1914)
Sedição de Juazeiro (1914)
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Influências Indígenas na Cultura Brasileira
Influências Indígenas na Cultura BrasileiraInfluências Indígenas na Cultura Brasileira
Influências Indígenas na Cultura Brasileira
 
Revolta da Vacina
Revolta da VacinaRevolta da Vacina
Revolta da Vacina
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
 
Aula 2 república café com leite
Aula 2   república café com leiteAula 2   república café com leite
Aula 2 república café com leite
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 

Destaque

4 Lei do Sexagenário
4 Lei do Sexagenário4 Lei do Sexagenário
4 Lei do Sexagenário
Marcas da Luta
 
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
carlosbidu
 
Brasil Republica Primeiros Anos[1]
Brasil Republica Primeiros Anos[1]Brasil Republica Primeiros Anos[1]
Brasil Republica Primeiros Anos[1]
monica10
 
Brasil república 9º ano
Brasil república 9º anoBrasil república 9º ano
Brasil república 9º ano
Eloy Souza
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
Isabel Aguiar
 
A proclamação da república no brasil
A proclamação da república no brasilA proclamação da república no brasil
A proclamação da república no brasil
Lucas Degiovani
 
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
João Medeiros
 
O que são memórias literárias
O que são memórias literáriasO que são memórias literárias
O que são memórias literárias
Eloy Souza
 
Entrevista josé murilo de carvalho
Entrevista josé murilo de carvalhoEntrevista josé murilo de carvalho
Entrevista josé murilo de carvalho
josafaslima
 
O Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcial
O Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcialO Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcial
O Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcial
Gleyd Bertuzzo
 
A crise no impér io e o 15 de novembro
A crise no impér io e o 15 de novembroA crise no impér io e o 15 de novembro
A crise no impér io e o 15 de novembro
Nilton Silva Jardim Junior
 
Republica Velha 3º ano
Republica Velha 3º anoRepublica Velha 3º ano
Republica Velha 3º ano
Max Rodrigues
 
Republica
RepublicaRepublica
Republica
ISJ
 
Aula república velha
Aula república velhaAula república velha
Aula república velha
seixasmarianas
 
República velha e suas revoltas
República velha e suas revoltasRepública velha e suas revoltas
República velha e suas revoltas
Wesley Germano Otávio
 
28 segundo reinado
28   segundo reinado28   segundo reinado
28 segundo reinado
Alexandre Henrique
 
Crise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da repúblicaCrise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da república
Rodrigo Luiz
 
Borrador recreación acuática
Borrador recreación acuáticaBorrador recreación acuática
Borrador recreación acuática
al23293
 
Distribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDistribuição da População Mundial
Distribuição da População Mundial
Ministério da Educação
 
República Velha
República  VelhaRepública  Velha
República Velha
dayanbotelho2
 

Destaque (20)

4 Lei do Sexagenário
4 Lei do Sexagenário4 Lei do Sexagenário
4 Lei do Sexagenário
 
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
BRASIL REPÚBLICA: O INÍCIO
 
Brasil Republica Primeiros Anos[1]
Brasil Republica Primeiros Anos[1]Brasil Republica Primeiros Anos[1]
Brasil Republica Primeiros Anos[1]
 
Brasil república 9º ano
Brasil república 9º anoBrasil república 9º ano
Brasil república 9º ano
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
 
A proclamação da república no brasil
A proclamação da república no brasilA proclamação da república no brasil
A proclamação da república no brasil
 
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
 
O que são memórias literárias
O que são memórias literáriasO que são memórias literárias
O que são memórias literárias
 
Entrevista josé murilo de carvalho
Entrevista josé murilo de carvalhoEntrevista josé murilo de carvalho
Entrevista josé murilo de carvalho
 
O Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcial
O Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcialO Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcial
O Turismo e a Produção do Espaço: Perfil geográfico de uma prática socioesapcial
 
A crise no impér io e o 15 de novembro
A crise no impér io e o 15 de novembroA crise no impér io e o 15 de novembro
A crise no impér io e o 15 de novembro
 
Republica Velha 3º ano
Republica Velha 3º anoRepublica Velha 3º ano
Republica Velha 3º ano
 
Republica
RepublicaRepublica
Republica
 
Aula república velha
Aula república velhaAula república velha
Aula república velha
 
República velha e suas revoltas
República velha e suas revoltasRepública velha e suas revoltas
República velha e suas revoltas
 
28 segundo reinado
28   segundo reinado28   segundo reinado
28 segundo reinado
 
Crise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da repúblicaCrise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da república
 
Borrador recreación acuática
Borrador recreación acuáticaBorrador recreación acuática
Borrador recreación acuática
 
Distribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDistribuição da População Mundial
Distribuição da População Mundial
 
República Velha
República  VelhaRepública  Velha
República Velha
 

Semelhante a O Advento Da RepúBlica No Brasil

Resumo livro cidadania no brasil
Resumo livro cidadania no brasilResumo livro cidadania no brasil
Resumo livro cidadania no brasil
mariaccosta
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt
BrandoneLeeOficial
 
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptxbrasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
ssuserbbf4ed
 
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptxbrasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
ssuserbbf4ed
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
ide2011
 
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medioAraribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
DomingasMariaRomao
 
Era vargas governo constitucional
Era vargas   governo constitucionalEra vargas   governo constitucional
Era vargas governo constitucional
Rose Vital
 
Brasil - Primeira república
Brasil - Primeira repúblicaBrasil - Primeira república
Crtl V Crtl C
Crtl V Crtl CCrtl V Crtl C
Crtl V Crtl C
historiaduzentosedois
 
15 de novembro
15 de novembro15 de novembro
15 de novembro
Jorge Marcos Oliveira
 
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no BrasilCapítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Rua%20da%20 constituição 1,11[1]
Rua%20da%20 constituição 1,11[1]Rua%20da%20 constituição 1,11[1]
Rua%20da%20 constituição 1,11[1]
António Luís Catarino
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
josafaslima
 
3 12-eravargas
3 12-eravargas3 12-eravargas
3 12-eravargas
Paulo Alexandre
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
Elis Regina Torres Pereira
 
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptxA ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
WLLIANEMARTINSDESOUS
 
AULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdf
AULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdfAULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdf
AULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdf
FlviaCristina51
 
Estrutura Político Legislativa na República Velha
Estrutura Político Legislativa na República VelhaEstrutura Político Legislativa na República Velha
Estrutura Político Legislativa na República Velha
Gisele Finatti Baraglio
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
“Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç...
 “Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç... “Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç...
“Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç...
Emerson Mathias
 

Semelhante a O Advento Da RepúBlica No Brasil (20)

Resumo livro cidadania no brasil
Resumo livro cidadania no brasilResumo livro cidadania no brasil
Resumo livro cidadania no brasil
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt
 
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptxbrasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
 
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptxbrasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
brasil-primeirarepblica-130223132953-phpapp02.pptx
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
 
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medioAraribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
Araribá slides 9ano.pdf para os alunos do medio
 
Era vargas governo constitucional
Era vargas   governo constitucionalEra vargas   governo constitucional
Era vargas governo constitucional
 
Brasil - Primeira república
Brasil - Primeira repúblicaBrasil - Primeira república
Brasil - Primeira república
 
Crtl V Crtl C
Crtl V Crtl CCrtl V Crtl C
Crtl V Crtl C
 
15 de novembro
15 de novembro15 de novembro
15 de novembro
 
Capítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no BrasilCapítulo 14 - A Política no Brasil
Capítulo 14 - A Política no Brasil
 
Rua%20da%20 constituição 1,11[1]
Rua%20da%20 constituição 1,11[1]Rua%20da%20 constituição 1,11[1]
Rua%20da%20 constituição 1,11[1]
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
 
3 12-eravargas
3 12-eravargas3 12-eravargas
3 12-eravargas
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
 
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptxA ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
 
AULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdf
AULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdfAULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdf
AULA 9 - O PERÍDO REGENCIAL (1831-1840).pdf
 
Estrutura Político Legislativa na República Velha
Estrutura Político Legislativa na República VelhaEstrutura Político Legislativa na República Velha
Estrutura Político Legislativa na República Velha
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
“Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç...
 “Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç... “Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç...
“Precisa-se de creada branca. Prefere-se estrangeira.”Os libertos e as relaç...
 

O Advento Da RepúBlica No Brasil

  • 1. O Advento da República no Brasil E A REPÚBLICA QUE NÃO FOI Disciplina: História Professor: Marcelo S. Oliveira Séries: 3º A, B, C e D
  • 2. Correio do Povo de sábado, 16/11/1889, metade superior da página 1
  • 3. “ Nada se mudaria. O regime sim, era possível, mas também se muda de roupa sem trocar de pele [...]. No sábado, tudo voltaria ao que era nas véspera, menos a Constituição”. Machado de Assis
  • 4. O que é República? República é o regime político na qual um representante é eleito pelos cidadãos para ser o chefe do país; A eleição é normalmente realizado pelo voto livre, secreto, em intervalos regulares que variam de acordo com o país; No Brasil, o regime foi adotado em 1889, mas nosso republicanismo, no princípio não era “tão republicano assim...”
  • 5. A República no Brasil: antecedentes históricos Desenvolvimento da indústria do café; Modernização e urbanização A transição da mão-de-obra; A novas idéias; A crise do monarquismo.
  • 6. O movimento republicano no Brasil Império Convenção de Itu em 1870, em que foi redigido o Manifesto Republicano Imagem: Grandes Personagens da Nossa História , Editora Abril Cultural, São Paulo/SP, 1973, volume III, página 662
  • 7. “ Silêncio! O Imperador está governando o Brasil!” Essa piada era frequetemente utilizada pela imprensa brasileira. Porém, a imagem de um monarca velho representava mais que isso, pois era simbolo de um regime que estava se esgotando.
  • 8. Forças que colaboraram com o advento da República “ O movimento resultou da conjugação de três forças: uma parcela do exército, fazendeiros do Oeste Paulista e representantes das classes médias urbanas. Momentaneamente unidas em torno do ideal republicano, conservavam, entretanto, profundas divergências”. Emilia Viotti da Costa, historiadora .
  • 9. A participação popular “ O povo assistiu àquilo bestializado, atônito, surpreso, sem conhecer o que significava. Muitos acreditaram seriamente estar vendo uma parada. Era um fenômeno digno de ver-se. O entusiasmo veio depois, veio mesmo lentamente, quebrando o enleio dos espíritos”. Aristides Lobo Cartas do Rio, Diário Popular, 16 de novembro de 1889. Ao Fundo:Alegoria sobre a Constituição Brasileira, inspirada nos ideais franceses e estadunidenses
  • 10. Mesmo sem entender bem o que estava acontecendo então, o povo aclamou Deodoro nas ruas do Rio de Janeiro, naquele dia 15 de Novembro Imagem: Grandes Personagens da Nossa História , Editora Abril Cultural, São Paulo/SP, 1973, volume III, página 603.
  • 11. 15 de novembro: Um golpe militar
  • 12. Deodoro reconfirmado no poder O marechal Deodoro da Fonseca tomou posse em 1891 como presidente, eleito pelos deputados da Assembléia Constituinte. Na imagem, a assinatura do projeto da Constituição, em óleo de C. Hastory, conservado no palácio Monroe, no Rio de Janeiro Imagem: 100 Anos de República , volume I (1889-1903), Editora Nova Cultural, São Paulo/SP, pág.21
  • 13. Os republicanos e o ideal de cidadania Existiam três tendências sobre a discussão de qual seria o modelo de cidadania brasileira: liberais (fazendeiros), positivistas (classes médias militares) e socialistas (proletários). As camadas responsáveis pela nova república não conseguiram entrar em acordo sobre qual seria o perfil do cidadão brasileiro. Prevaleceu, porém, a visão liberal das elites: Direitos sociais, mas não políticos; Desta forma, a maior parte da população estava excluída do direito voto, o que na prática os excluía também dos direitos sociais; Ao fundo: Sessão da Assembléia Nacional Constituinte, em 1890 Imagem: Grandes Personagens da Nossa História , Editora Abril Cultural, São Paulo/SP, 1973, volume IV, página 759
  • 14. Reflexão sobre república e cidadania [ou estadania] “ O arquivo de Ruy Barbosa é exemplar: durante o seu período como ministro da Fazenda, talvez mais da metade da correspondência que recebia se referia a pedidos de favores e empregos (...) O único diretor que se rebelou contra esta prática, insistindo em colocar o mérito acima do empenho, foi tido como insano pelo secretário de gabinete de Ruy Barbosa”. (José Murilo de carvalho. Os bestializados. p. 65.) Imagem de fundo:Ruy Barbosa, caricaturado na época como o condutor da economia brasileira