SlideShare uma empresa Scribd logo
AVA no contexto da aprendizagem e
avaliação.
  Cursista: Franciele Aparecida Henrique Taveira

   Mediador pedagógico: Leila Aparecida Cabrera

                       2012
VALIAÇÃO PROCESSO APRENDIZAGEM
AVALIAR
      Hoffmann (2005, p. 13)
   atribui      o       seguinte
   significado para o termo
   avaliar    efetiva-se     um
   conjunto de procedimentos
   didáticos que se estendem
   sempre por um longo tempo
   e se dão em vários espaços
   escolares, procedimento de
   caráter múltiplo e complexo
   tal como se delineia um
   processo.
Atualmente a prática escolar trabalha com o aluno através do ensino e
aprendizagem e em seguida a avaliação.
    LUCKESI (2002, p. 165) argumenta quanto a esta situação o seguinte:
            “A avaliação no ensino assumiu a prática de (provas e exames), o que
            gerou um desvio no uso da avaliação. Em vez de ser utilizada para a
            construção de resultados satisfatórios, tornou-se um meio de
            classificar os educandos e decidir sobre os seus destinos no momento
            subsequente de suas vidas escolares, e não um meio de auxiliá-lo ao
            crescimento”. Portanto, cabe ao profissional da docência, que
            também se encontra inserido no processo ensino-aprendizagem,
            manter-se preocupado como o ensino, de modo a deixá-lo voltado
            para a aprendizagem e não para a avaliação. Sendo esta uma
            ferramenta para melhorar o processo.

Recomendado para você

A avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processoA avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processo

O documento discute a avaliação na educação. A avaliação deve ser um processo contínuo e orientador que acompanha o aluno ao longo de sua aprendizagem para entender seus avanços, dificuldades e como melhorar o ensino. Uma boa avaliação considera o aluno como um sujeito ativo na construção do seu próprio conhecimento, ao invés de apenas medir informações memorizadas.

Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar

O documento discute a importância do planejamento escolar, incluindo seus tipos e requisitos. O planejamento é um processo de organização da ação docente que articula as atividades escolares ao contexto social e permite um ensino de qualidade. Existem planos da instituição, da disciplina e da aula, que devem seguir princípios como objetividade, coerência e flexibilidade. Os requisitos para planejamento incluem atender objetivos democráticos e exigências curriculares oficiais, além de considerar as condições de apre

Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas

Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas: O lugar da teoria na prática educativa. Apresentação e construção dos slides por :Marily O. Barbosa; Soraya D. G. Santos.

pratica educativapraticas pedagogicaseducação especial
BREVE
                    RETROSPECTIVA
                     HISTÓRICA DA
                        AVALIAÇÃO.


     Década de 1940            Década de 1960 e 1980          Década de 1980 e 1990

O       termo     avaliação   Ocorreram            diversos   Surge um novo conceito
educacional surgiu com        enfoques                   da   de avaliação em que a
Ralph W. Tyler, a avaliação   avaliação, porém todos eles     característica principal é
é focada em atingir os        valorizavam os métodos          a negociação, o equilíbrio
objetivos propostos pela      qualitativos e tinham uma       é buscado entre pessoas
sociedade numa constante      visão     democrática      da   de valores diferentes
comparação dos resultados     avaliação, levando em conta     respeitando             as
da     aprendizagem     dos   a     participação    e     a   divergências.       Nesse
alunos com os objetivos       negociação. Tendo como          período     a    avaliação
previamente determinados      característica   básica    os   encontra-se     em     um
na programação do ensino.     manuais didáticos.              processo interativo, em
                                                              um modelo crítico e
                                                              transformador
DESAFIO DOS DOCENTES
   O grande desafio dos professores é ajudar
desenvolver nos alunos, a capacidade de trabalho
autônomo e colaborativo, mas também, o espírito crítico.
O desenvolvimento do espírito crítico se faz no diálogo,
no confronto de ideias e de práticas, na capacidade de
ouvir o outro, mas também ouvir a si próprio e de auto-
criticar. E isto só é possível num ambiente humano de
compreensiva aceitação (ALARCÃO, 2008, p. 32).
Neste contexto envolve dois elementos
principais educador avaliador e educando
avaliado, por meio de uma ação mediadora,
nesse processo avaliativo tem por intenção
observar o aprendiz, analisar e compreender
suas estratégias da aprendizagem e tomar
decisões     pedagógicas     favoráveis   à
continuidade do processo (HOFFMANN,
2005, p.13 -14).
TRABALHO DOCENTE
Libâneo (1994, p. 88) enfatiza que:

      “O trabalho docente é atividade que
      dá unidade ao binômio ensino-
      aprendizagem, pelo processo de
      transmissão-assimilação ativa de
      conhecimentos, realizando a tarefa de
      mediação na relação cognitiva entre o
      aluno e as matérias de estudo”.

Recomendado para você

ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação

Este documento apresenta o plano de trabalho de 2014 da Diretoria de Ensino Leste 4, abordando o tema da avaliação. O documento discute conceitos e tipos de avaliação, objetivos, etapas e procedimentos para diagnóstico dos alunos. É apresentado o papel das avaliações externas e internas, como SARESP, IDEB e IDESP, para verificação do desempenho escolar.

leste 4avaliaçãoformação continuada
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASAVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS

PALESTRA MINISTRADA NA CIDADE DE MURICI DOS PORTELAS SOBRE AVALIAÇÃO NA SALA DE AULA. NA PALESTRA FOI INDICADO AOS PROFESSORES PASSOS PARA AVALIAREM SEUS ALUNOS.

como avaliareducacaoavaliação
Avaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slideAvaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slide

O documento discute o conceito e objetivos da avaliação educacional. A avaliação visa verificar se os objetivos educacionais foram alcançados e fornecer feedback para melhorar o aprendizado. Ela pode ser diagnóstica, formativa ou somativa, dependendo do propósito e momento da aplicação.

PRÁTICA AVALIATIVA MEDIADORA
    Hoffmann (2005, p. 25) apresenta três princípios essenciais:

     - O principio dialógico/interpretativo da avaliação: avaliar como um processo de
enviar e receber mensagens entre educadores e educando e no qual se abrem espaços de
produção de múltiplos sentidos para esses sujeitos. A intenção é a de convergência de
significados, de diálogo, de mutua confiança para a construção conjunta de
conhecimento.
     - O principio da reflexão prospectiva: avaliar como um processo que se embasa
em leituras positivas das manifestações de aprendizagem dos alunos olhares férteis em
indagações, buscando ver além de expectativas fixas e refutando-as inclusive: quem o
aluno é, como sente e vive as situações, o que pensa, como aprende, com quem aprende?
Uma leitura que intenciona, sobretudo, planejar os próximos passos, os desafios
seguintes ajustados a cada aluno e aos grupos.
     - O principio da reflexão-na-ação: avaliar como um processo mediador que se
constrói na prática. O professor aprende a aprender sobre os alunos na dinâmica própria,
refletindo criticamente sobre o processo em andamento e evoluindo em seu fazer
pedagógico.
Essa prática avaliativa mediadora não é um
processo fácil é um ato preventivo, sendo para tanto
que o professor conheça o nível de desempenho do
aluno em cada do processo avaliativo para atingir os
resultados esperados. Esteban (2003, p. 91) expõe
que     é      uma     ação     “permanente       de
construção, desconstrução e reconstrução dos
conhecimentos de todos que participam da relação
pedagógica”.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
       A avaliação é um processo interativo, negociado, que se fundamenta num
paradigma construtivista.

    ► A avaliação deve sempre servir para redimensionar o planejamento do
professor e subsidiar o fazer pedagógico.

        Nesse sentido, para avaliar, é necessário um diagnóstico que configure o
estado de aprendizagem do educando. Só conhecendo a situação como é, podemos
compreendê-la para dialogicamente ajudá-lo.

        A avaliação da aprendizagem possibilita a tomada de decisão e a melhoria
da qualidade de ensino, informando as ações em desenvolvimento e a necessidade
de regulações constantes.
REFERÊNCIAS
ALARCÃO, Isabel. A Formação do Professor Reflexivo. In: ALARCÃO, Isabel.
Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva. 6ª Ed. São Paulo: Cortez, 2008.s
para resolver problemas e tomar decisões.
ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da educação. 2.ed São Paulo: Moderna,
1998.

HOFFMANN, Jussara. O jogo do contrário em avaliação. In__Avaliação Formativa ou
mediadora. Porto Alegre: mediação, 2005.

ESTEBAN, Maria Tereza; HOFFMANN, Jussara; SILVA; Janssen Felipe da. Práticas
Avaliativas e aprendizagens significativas: em diferentes área do currículo. Porto
Alegre: Mediação, 2003.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 1.ed. São Paulo: Cortez, 1994.

LUCKESI, Cipriano Carlos. A prática docente e avaliação. Rio de Janeiro: ABT,
2002.

Recomendado para você

Avaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funçõesAvaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funções

A avaliação possui funções formativas e diagnósticas que permitem o redirecionamento da ação docente e identificação de avanços e dificuldades dos alunos. A avaliação somativa mede os resultados dos alunos ao final de um período. É importante registrar os objetivos alcançados para acompanhar o progresso dos alunos. Uma boa avaliação deve levar a reflexão sobre a prática pedagógica.

Base Nacional Comum Curricular.pptx
Base Nacional Comum Curricular.pptxBase Nacional Comum Curricular.pptx
Base Nacional Comum Curricular.pptx

A BNCC tem como objetivo promover uma educação básica de qualidade com equidade em todo o país. Ela foi elaborada com a participação da sociedade e estabelece dez competências gerais que os estudantes devem desenvolver, como pensamento crítico, comunicação, cultura digital e cidadania. A pandemia atrasou a implementação da BNCC, mas ela segue sendo um documento importante para orientar as escolas.

Descritores e distratores
Descritores e distratoresDescritores e distratores
Descritores e distratores

O espelho da rainha passa a questionar os critérios de beleza e a necessidade de mais informações para avaliá-la, deixando a rainha confusa sobre como responder.

habilidadesdescritorescompetncias

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento de Ensino
Planejamento de EnsinoPlanejamento de Ensino
Planejamento de Ensino
Lene Reis
 
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
Paulo Lima
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
Editora Moderna
 
A avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processoA avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processo
UESPI - PI
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
Joao Balbi
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Marily Oliveira
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
Claudia Elisabete Silva
 
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASAVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
Vyeyra Santos
 
Avaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slideAvaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slide
Soares Junior
 
Avaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funçõesAvaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funções
Kogen Gouveia
 
Base Nacional Comum Curricular.pptx
Base Nacional Comum Curricular.pptxBase Nacional Comum Curricular.pptx
Base Nacional Comum Curricular.pptx
AdeilzaMoraes1
 
Descritores e distratores
Descritores e distratoresDescritores e distratores
Descritores e distratores
louisacarla
 
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusivaPolítica nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
ceciliaconserva
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
Ulisses Vakirtzis
 
O coordenador pedagógico e o espaço de mudança
O coordenador pedagógico e o espaço de mudançaO coordenador pedagógico e o espaço de mudança
O coordenador pedagógico e o espaço de mudança
gabrielbertoldo
 
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Mario Amorim
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
Fátima Regina
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
Magda Marques
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
Kajdy Ejdy
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
UBIRAJARA COUTO LIMA
 

Mais procurados (20)

Planejamento de Ensino
Planejamento de EnsinoPlanejamento de Ensino
Planejamento de Ensino
 
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
 
A avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processoA avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processo
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
 
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASAVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
 
Avaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slideAvaliacao na educacao slide
Avaliacao na educacao slide
 
Avaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funçõesAvaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funções
 
Base Nacional Comum Curricular.pptx
Base Nacional Comum Curricular.pptxBase Nacional Comum Curricular.pptx
Base Nacional Comum Curricular.pptx
 
Descritores e distratores
Descritores e distratoresDescritores e distratores
Descritores e distratores
 
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusivaPolítica nacional  de educação especial  na perspectiva da educação inclusiva
Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
O coordenador pedagógico e o espaço de mudança
O coordenador pedagógico e o espaço de mudançaO coordenador pedagógico e o espaço de mudança
O coordenador pedagógico e o espaço de mudança
 
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
 

Semelhante a A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.1

Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffmanAvaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Valquiria1003
 
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Docência "in loco"
 
A avaliação no contexto da formação inicial do professor
A avaliação no contexto da formação inicial do professorA avaliação no contexto da formação inicial do professor
A avaliação no contexto da formação inicial do professor
UEA
 
Apresentação para slideshare
Apresentação para slideshareApresentação para slideshare
Apresentação para slideshare
neiva valadares
 
Avaliar para promover
Avaliar para promoverAvaliar para promover
Avaliar para promover
Celi Jandy Moraes Gomes
 
Repensando a avaliação
Repensando a avaliaçãoRepensando a avaliação
Repensando a avaliação
Edson Mamprin
 
Avaliação formativa
Avaliação formativaAvaliação formativa
Ivanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especializaçãoIvanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especialização
ivanildopontinha
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
apaulinha_ramos
 
AVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docx
AVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docxAVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docx
AVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docx
MirianCes
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
Elizeu Gomes de Faria
 
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Ivanylde Santos
 
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffmanAvaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Soares Junior
 
A avaliação da aprendizagem como principio da autoria
A avaliação da aprendizagem como principio da autoriaA avaliação da aprendizagem como principio da autoria
A avaliação da aprendizagem como principio da autoria
claudiakarinalara
 
Artigo clenilson
Artigo clenilsonArtigo clenilson
Artigo clenilson
Ribeiro DE Sousa
 
O processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino SuperiorO processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino Superior
Instituto Consciência GO
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
Miriéli Bernardes
 
Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1
Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1
Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1
Dilma Franchi
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
Marcelo Brito
 

Semelhante a A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.1 (20)

Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffmanAvaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
 
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
Avaliarparapromover 090902173845-phpapp02
 
A avaliação no contexto da formação inicial do professor
A avaliação no contexto da formação inicial do professorA avaliação no contexto da formação inicial do professor
A avaliação no contexto da formação inicial do professor
 
Apresentação para slideshare
Apresentação para slideshareApresentação para slideshare
Apresentação para slideshare
 
Avaliar para promover
Avaliar para promoverAvaliar para promover
Avaliar para promover
 
Repensando a avaliação
Repensando a avaliaçãoRepensando a avaliação
Repensando a avaliação
 
Avaliação formativa
Avaliação formativaAvaliação formativa
Avaliação formativa
 
Ivanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especializaçãoIvanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especialização
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 
AVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docx
AVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docxAVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docx
AVALIAÇÃO FORMATIVA artigo.docx
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
 
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho Jussara Hoffman
 
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffmanAvaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
Avaliar para promover as setas do caminho jussara hoffman
 
A avaliação da aprendizagem como principio da autoria
A avaliação da aprendizagem como principio da autoriaA avaliação da aprendizagem como principio da autoria
A avaliação da aprendizagem como principio da autoria
 
Artigo clenilson
Artigo clenilsonArtigo clenilson
Artigo clenilson
 
O processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino SuperiorO processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino Superior
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1
Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1
Avaliao formativa-ou-avaliao-mediadora-1
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
 

Mais de Franciele Taveira

Convite 50 anos de Arlindo Lima
Convite 50 anos de Arlindo LimaConvite 50 anos de Arlindo Lima
Convite 50 anos de Arlindo Lima
Franciele Taveira
 
Convite final
Convite finalConvite final
Convite final
Franciele Taveira
 
Gincana Solurb - Pré
Gincana Solurb - PréGincana Solurb - Pré
Gincana Solurb - Pré
Franciele Taveira
 
Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013
Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013
Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013
Franciele Taveira
 
Gincana de inverno - 2013
Gincana de inverno - 2013Gincana de inverno - 2013
Gincana de inverno - 2013
Franciele Taveira
 
Arte rupestre no Brasil
Arte rupestre no BrasilArte rupestre no Brasil
Arte rupestre no Brasil
Franciele Taveira
 
Entrega do kit escolar
Entrega do kit escolarEntrega do kit escolar
Entrega do kit escolar
Franciele Taveira
 
Projeto Libras na Escola
Projeto Libras na EscolaProjeto Libras na Escola
Projeto Libras na Escola
Franciele Taveira
 
Projeto Libras na Escola
Projeto Libras na EscolaProjeto Libras na Escola
Projeto Libras na Escola
Franciele Taveira
 
III Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em Moviemento
III Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em MoviementoIII Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em Moviemento
III Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em Moviemento
Franciele Taveira
 
FESTA JUNINA
FESTA JUNINAFESTA JUNINA
FESTA JUNINA
Franciele Taveira
 

Mais de Franciele Taveira (11)

Convite 50 anos de Arlindo Lima
Convite 50 anos de Arlindo LimaConvite 50 anos de Arlindo Lima
Convite 50 anos de Arlindo Lima
 
Convite final
Convite finalConvite final
Convite final
 
Gincana Solurb - Pré
Gincana Solurb - PréGincana Solurb - Pré
Gincana Solurb - Pré
 
Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013
Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013
Apresentação Biblioteca - Arlindo Lima - 2013
 
Gincana de inverno - 2013
Gincana de inverno - 2013Gincana de inverno - 2013
Gincana de inverno - 2013
 
Arte rupestre no Brasil
Arte rupestre no BrasilArte rupestre no Brasil
Arte rupestre no Brasil
 
Entrega do kit escolar
Entrega do kit escolarEntrega do kit escolar
Entrega do kit escolar
 
Projeto Libras na Escola
Projeto Libras na EscolaProjeto Libras na Escola
Projeto Libras na Escola
 
Projeto Libras na Escola
Projeto Libras na EscolaProjeto Libras na Escola
Projeto Libras na Escola
 
III Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em Moviemento
III Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em MoviementoIII Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em Moviemento
III Seminário de Narrativas e Práticas de uma Escola em Moviemento
 
FESTA JUNINA
FESTA JUNINAFESTA JUNINA
FESTA JUNINA
 

Último

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 

A avaliação da aprendizagem como um princípio no desenvolvimento da autoria.1

  • 1. AVA no contexto da aprendizagem e avaliação. Cursista: Franciele Aparecida Henrique Taveira Mediador pedagógico: Leila Aparecida Cabrera 2012
  • 3. AVALIAR Hoffmann (2005, p. 13) atribui o seguinte significado para o termo avaliar efetiva-se um conjunto de procedimentos didáticos que se estendem sempre por um longo tempo e se dão em vários espaços escolares, procedimento de caráter múltiplo e complexo tal como se delineia um processo.
  • 4. Atualmente a prática escolar trabalha com o aluno através do ensino e aprendizagem e em seguida a avaliação. LUCKESI (2002, p. 165) argumenta quanto a esta situação o seguinte: “A avaliação no ensino assumiu a prática de (provas e exames), o que gerou um desvio no uso da avaliação. Em vez de ser utilizada para a construção de resultados satisfatórios, tornou-se um meio de classificar os educandos e decidir sobre os seus destinos no momento subsequente de suas vidas escolares, e não um meio de auxiliá-lo ao crescimento”. Portanto, cabe ao profissional da docência, que também se encontra inserido no processo ensino-aprendizagem, manter-se preocupado como o ensino, de modo a deixá-lo voltado para a aprendizagem e não para a avaliação. Sendo esta uma ferramenta para melhorar o processo.
  • 5. BREVE RETROSPECTIVA HISTÓRICA DA AVALIAÇÃO. Década de 1940 Década de 1960 e 1980 Década de 1980 e 1990 O termo avaliação Ocorreram diversos Surge um novo conceito educacional surgiu com enfoques da de avaliação em que a Ralph W. Tyler, a avaliação avaliação, porém todos eles característica principal é é focada em atingir os valorizavam os métodos a negociação, o equilíbrio objetivos propostos pela qualitativos e tinham uma é buscado entre pessoas sociedade numa constante visão democrática da de valores diferentes comparação dos resultados avaliação, levando em conta respeitando as da aprendizagem dos a participação e a divergências. Nesse alunos com os objetivos negociação. Tendo como período a avaliação previamente determinados característica básica os encontra-se em um na programação do ensino. manuais didáticos. processo interativo, em um modelo crítico e transformador
  • 6. DESAFIO DOS DOCENTES O grande desafio dos professores é ajudar desenvolver nos alunos, a capacidade de trabalho autônomo e colaborativo, mas também, o espírito crítico. O desenvolvimento do espírito crítico se faz no diálogo, no confronto de ideias e de práticas, na capacidade de ouvir o outro, mas também ouvir a si próprio e de auto- criticar. E isto só é possível num ambiente humano de compreensiva aceitação (ALARCÃO, 2008, p. 32).
  • 7. Neste contexto envolve dois elementos principais educador avaliador e educando avaliado, por meio de uma ação mediadora, nesse processo avaliativo tem por intenção observar o aprendiz, analisar e compreender suas estratégias da aprendizagem e tomar decisões pedagógicas favoráveis à continuidade do processo (HOFFMANN, 2005, p.13 -14).
  • 8. TRABALHO DOCENTE Libâneo (1994, p. 88) enfatiza que: “O trabalho docente é atividade que dá unidade ao binômio ensino- aprendizagem, pelo processo de transmissão-assimilação ativa de conhecimentos, realizando a tarefa de mediação na relação cognitiva entre o aluno e as matérias de estudo”.
  • 9. PRÁTICA AVALIATIVA MEDIADORA Hoffmann (2005, p. 25) apresenta três princípios essenciais: - O principio dialógico/interpretativo da avaliação: avaliar como um processo de enviar e receber mensagens entre educadores e educando e no qual se abrem espaços de produção de múltiplos sentidos para esses sujeitos. A intenção é a de convergência de significados, de diálogo, de mutua confiança para a construção conjunta de conhecimento. - O principio da reflexão prospectiva: avaliar como um processo que se embasa em leituras positivas das manifestações de aprendizagem dos alunos olhares férteis em indagações, buscando ver além de expectativas fixas e refutando-as inclusive: quem o aluno é, como sente e vive as situações, o que pensa, como aprende, com quem aprende? Uma leitura que intenciona, sobretudo, planejar os próximos passos, os desafios seguintes ajustados a cada aluno e aos grupos. - O principio da reflexão-na-ação: avaliar como um processo mediador que se constrói na prática. O professor aprende a aprender sobre os alunos na dinâmica própria, refletindo criticamente sobre o processo em andamento e evoluindo em seu fazer pedagógico.
  • 10. Essa prática avaliativa mediadora não é um processo fácil é um ato preventivo, sendo para tanto que o professor conheça o nível de desempenho do aluno em cada do processo avaliativo para atingir os resultados esperados. Esteban (2003, p. 91) expõe que é uma ação “permanente de construção, desconstrução e reconstrução dos conhecimentos de todos que participam da relação pedagógica”.
  • 11. CONSIDERAÇÕES FINAIS A avaliação é um processo interativo, negociado, que se fundamenta num paradigma construtivista. ► A avaliação deve sempre servir para redimensionar o planejamento do professor e subsidiar o fazer pedagógico. Nesse sentido, para avaliar, é necessário um diagnóstico que configure o estado de aprendizagem do educando. Só conhecendo a situação como é, podemos compreendê-la para dialogicamente ajudá-lo. A avaliação da aprendizagem possibilita a tomada de decisão e a melhoria da qualidade de ensino, informando as ações em desenvolvimento e a necessidade de regulações constantes.
  • 12. REFERÊNCIAS ALARCÃO, Isabel. A Formação do Professor Reflexivo. In: ALARCÃO, Isabel. Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva. 6ª Ed. São Paulo: Cortez, 2008.s para resolver problemas e tomar decisões. ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da educação. 2.ed São Paulo: Moderna, 1998. HOFFMANN, Jussara. O jogo do contrário em avaliação. In__Avaliação Formativa ou mediadora. Porto Alegre: mediação, 2005. ESTEBAN, Maria Tereza; HOFFMANN, Jussara; SILVA; Janssen Felipe da. Práticas Avaliativas e aprendizagens significativas: em diferentes área do currículo. Porto Alegre: Mediação, 2003. LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 1.ed. São Paulo: Cortez, 1994. LUCKESI, Cipriano Carlos. A prática docente e avaliação. Rio de Janeiro: ABT, 2002.