SlideShare uma empresa Scribd logo
1ª República
INDICADORES DE APRENDIZAGEM Descreve  os principais acontecimentos que antecederam a implantação da 1ª República   Explica a forma de organização dos poderes estabelecidos pela Constituição de 1911   Descreve as principais realizações dos governos da 1ª República.   Relaciona as dificuldades da 1ª República com  a revolta de 28 de Maio de1926  
COMPETÊNCIAS Compreensão histórica: contextualização Tratamento da informação/Utilização de fontes
CRONOLOGIA 1886 – Mapa Cor de Rosa 1890 – Ultimatum Britânico 1891 – Crise económica, política e financeira. O Banco de Portugal suspende a conversão das notas em ouro. 1897 – Constituição da Carbonária portuguesa 10-05.1907 – Ditadura de João Franco 01.11.1908 – Eleições municipais. Os republicanos conquistam a Câmara de Lisboa 29.08.1910 – Eleições legislativas. O partido republicano duplica a sua votação.
03.10.1910 – Assassínio de Miguel Bombarda 04.10.1910 – Cândido dos reis suicida-se 05.10.1910 – Proclamação da república. Constituição do Governo Provisório presidido por Teófilo Braga, do PRP ( de 5 de Outubro a 3 de Setembro de 1911). O presidente do Ministério acumula funções de presidente da República. Expulsão das ordens Religiosas. Encerramento de conventos Abolição do ensino religioso nas escolas Instituição do Casamento civil Abolição do juramento religioso Lei do Divórcio
 
 
 
 
 
Vê o filme no site  http://5outubro.centenariorepublica.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=104&Itemid=102 e responde às questões: 1. Como aparecem as pessoas? A posar para o filme ou de forma natural? 2. Os combates parecem ter sido duros?
3.  O que é o Palácio das Necessidades? 4. Notas lá alguma particularidade? 5. O que mais te impressiona no filme?
06. 12. 1910 – Brito Camacho decreta o direito à greve 15. 11. 1910 – Greve Ferroviários da linha da Póvoa. 17.11.1910 – Prisões por incitamento à greve 26 – 11. 1910 Greve dos trabalhadores da Companhia do Gás e Electricidade do Porto.  18 .02.1911 – Instituição do Registo Civil, encerramento dos registos nas igrejas. 14.03.1911 – Lei eleitoral – Sé concede o direito de voto aos cidadãos alfabetizados.
05.01.1911 – António José de Almeida funda o jornal República 19-01.1911 – Greve dos trabalhadores rurais de Fronteira 09-02. 1911 – Criação da direcção geral de Saúde. 23-02. 1911- Pastoral dos bispos contra a república 03.1911 -  Organização do Crédito agrícola 24.03.1911 – Reforma da Universidade de Coimbra. Criação das Universidade de Lisboa e Porto. Sistema métrico decimal.  29.03.1911 – Reorganização do ensino primário e criação do ensino oficial infantil. Criação das escolas Normais Superiores para formação de professores
20.04.1911 – Lei da separação entre o Estado e as Igrejas. Os bens das igrejas são nacionalizados. Conflitos entre a Igreja e o Estado. O Vaticano corta relações com Portugal.
03.05.1911 Criação da Guarda Nacional Republicana
28.05.1911 – Eleição da Assembleia Nnacional Constituinte. Sufrágio Directo e universal 22. 05.1911 - Criação do Instituto superior Técnico 25.05.1911 – Substituição do real pelo escudo 21 – 08-1911 – Constituição Política da República Portuguesa
Poder executivo (Faz cumprir as leis) Poder judicial (Julga quem não cumpre  as leis) Poder legislativo (Faz as leis) Congresso da República Presidente da República Governo Tribunais CONSTITUIÇÃO DE 1911 Elege por 4 anos Nomeia  e demite
CONSTITUIÇÃO DE 1911
Tarefa A 1ª Constituição Republicana aprovada em _____, defendia: A _________ dos cidadãos nos nºs _____ e ____ e artigo 3º; a _________ nos nºs __. Segundo esta constituição podiam votar _____________. O _________________ era o órgão de soberania mais importante porque ______. O Governo era nomeado pelo ___________.
Tarefa A 1ª Constituição Republicana aprovada em  1911 , defendia: A  igualdade  dos cidadãos nos nºs  2  e  3  do artigo 3º; a  liberdade  nos nºs  8  e  13 . Segundo esta constituição podiam votar todos os  cidadãos com mais de vinte anos. O  Parlamento  era o órgão de soberania mais importante porque  elegia o Presidente . O Governo era nomeado pelo  Presidente da República.
Carolina Beatriz Ângelo conseguiu votar nas primeiras eleições alegando ser cidadã alfabetizada. No entanto, este termo foi posteriormente rectificado por cidadãos do sexo masculino.
22.05.1911 – O escudo passa a ser a moeda oficial, em substituição do real.
28.05.1911 – Eleição da assembleia nacional Constituinte. Sufrágio Directo e universal 21 – 08 1911 – Constituição política da República Portuguesa. Aprovação Bandeira nacional desenhada por Columbano Bordalo Pinheiro e do Hino Nacional.
 
 
 
24.08.1911 – Eleição do primeiro presidente constitucional da república, Manuel de Arriaga. Criação do Ministério das Colónias. 04.09. 1911 – Primeiro Governo Constitucional republicano, presidido por João Chagas
Dezembro de 1911 – Recenseamento da população portuguesa: 5 950 056 habitantes no continente e ilhas: 75% são analfabetos.
28-01-1912 – Greve geral 24.02.1912 – António José de Almeida funda o partido Evolucionista 27.02.1912 – Brito Camacho funda o Partido Unionista 09.01 1913 – Primeiro Ministério exclusivamente entregue ao Partido democrático. Afonso Costa fica com a pasta das finanças 07.07 1913 – Criação do Ministério da Instrução Pública
28-01-1912 – Greve geral 24.02.1912 – António José de Almeida funda o partido Evolucionista 27.02.1912 – Brito Camacho funda o Partido Unionista 09.01 1913 – Primeiro Ministério exclusivamente entregue ao Partido democrático. Afonso Costa fica com a pasta das finanças 07.07 1913 – Criação do Ministério da Instrução Pública 24. 07. 1913 – Legislação sobre acidentes de trabalho 16.11.1913 . Eleições para deputados. O Partido Democrático ganha e obtém maioria absoluta na Câmara dos Deputados
A 1ª GUERRA MUNDIAL
10.04.1914 – Memorando inglês “convidando” Portugal a entrar na Guerra. 22. 10.1914 – Criação de tribunais especiais para o julgamento de crimes de rebelião 12.12.1914 – Os Alemães invadem Cunene 18.12.1914 – Derrota portuguesa em Angola (Naulia) 28.01.1915 – Ditadura de Pimenta de Castro 14.05.1915 – Assaltos a armazéns e padarias 13.06.1915 – Eleições legislativas. Maioria do partido Democrático 30.11.1915 – Pedido oficial da Grã-Bretanha para que Portugal requisite os navios alemães em portos portugueses
23.02.1916 – requisição dos navios alemães surtos em águas portuguesas 09.03.1916 – a Alemanha declara guerra a Portugal 23. 03.1916 – Governo da União sagrada – (Democráticos e Evolucionistas) 16. 03. 1916 – Criação do Ministério do Trabalho e Previdência Social 22.07.1916 – Organização do Corpo expedicionário Portugueses (CEP) 23.02.1918 – Revisão da lei da Separação das Igrejas do Estado – são entregues alguns bens às igrejas. 09.04. 1918 – Batalha de La Lys. O CEP sofre pesadas baixas.
 
 
 
12.07.1918 – O ensino primário torna-se responsabilidade do governo. 11.03- 1918 - Sufrágio Universal 03.04.1918 – Sopas económicas 28.04.1918 – Eleições: vitória de Sidónio Pais e do sidonismo 18.06.1918 – Relatório de Ricardo Jorge sobre a gripre espanhola 18.07-1918 – Criação da Cruzada Nun´Álvares Pereira 08.09.1918 – Distribuição de senhas de racionamento e cartas de consumo 14.09.1918 – Proibição de comícios contra a carestia da vida
16.10.1918 –“Leva da Morte”. São assassinados vários presos políticos anti-sidonistas nas ruas da baixa de Lisboa. 11.11.1918 – Rethondes, floresta de Campiène. Assinatura do armistício 18.11.1918 - Greve Geral 23.11.1918- Chegada a Lisboa das primeiras tropas do CEP 01.12.1918 - Reforma do ensino técnico elementar 05.12.1918 – Atentado contra Sidónio Pais 11.12.1918 – Sidónio Pais é assassinado.
10.01.1919 – Monarquia do Norte 13.02.1919 – Derrube da Monarquia do Norte
 
Republicano  torturado no Éden Teatro
14. 08. 1921 – Confrontos repõem a questão religiosa, a propósito de um comício anti-religioso em Loures. 19.10.1921 – Atentado conhecido por “Noite sangrenta”. Assassínio de António Granjo, presidente do Ministério, Machado Santos e Carlos Maia.
21-01-1922 – Greve da carris 28.04.1922 – Suspensão da contratação de funcionários públicos –” Lei do Garrote”
30.03.1922 Travessia aérea do Atlântico Sul (Gago Coutinho e Sacadura Cabral)
Janeiro 1923 – Crise financeira grave – falência de cinco bancos. 9 .03.1923 – Portugal tenta obter um empréstimo junto da Sociedade das Nações, mas as negociações não têm sucesso. 13.02.1919 – Derrube da Monarquia do Norte
15 .05.1923 – Portugal consegue obter um empréstimo bancário em Londres. 3.09. 1923 – Os impostos são agravados
1 de Março de 1925 -  Primeiras emissões de rádio.
3 .06. 1925 – Greve geral de protesto contra as deportações sem julgamento.
28 .05.1926 – Golpe de Estado Militar dirigido pelo general Gomes da Costa e Mendes Cabeçadas. 3 -06. 1926 – Mendes Cabeçadas governa em ditadura
CONCLUSÃO
As sessões parlamentares eram muito agitadas,  chegando-se a cenas de  pancadaria e a desafios para  duelos. Em 16 anos o país  conheceu 45 governos,  alguns duraram apenas  uns dias.
As realizações da 1º República ficaram longe do que se esperava. Para isso muito contribuiu a instabilidade política.
A participação de Portugal na 1ª Guerra Mundial aumentou a inflação e o descontentamento das populações, em relação aos governos da época.
Em 1917, um golpe militar, chefiado por Sidónio Pais, instaurou um regime autoritário. Em 1918, Sidónio  Pais Ganha as eleiçoes No mesmo ano foi assassinado.
 
A 1ª República realizara uma boa obra sobretudo no ensino e na cultura, nas letras e nas ciências…
Em 1926 evidenciava existia: - uma taxa de analfabetismo de 67,8%  - uma incompleta reforma do ensino normal primário; - um saldo positivo para os ensinos secundário e profissional.
Em 1926 existia: - uma taxa de analfabetismo de 67,8%  - uma incompleta reforma do ensino normal primário; - um saldo positivo para os ensinos secundário e profissional.
Uma Universidade profundamente reformada com a criação das Universidades de Lisboa, Porto e reestruturação da de Coimbra. Universidades Livres e Populares, Associações contra o analfabetismo. “ O melhor da República situou-se para além da escola” .    António Nóvoa, 1987
Na política e na economia, os governos republicanos tiveram de enfrentar o descontentamento e a oposição dos vários grupos políticos e sociais: os católicos, os monárquicos, a classe média e o povo descontente.
A instabilidade política, a falência económica acaba por dar origem a uma ditadura militar.
“ Portugueses para o homem de honra e dignidade, a situação do país é inadmissível. […] Que todos se juntem a mim para vencer ou morrer, a meu lado. Às armas Portugal! Viva a Pátria!”   Gomes da Costa 28.05.1926 – Golpe militar comandado por Gomes da Costa. A primeira República é derrubada e instaurada a Ditadura militar 09-06.1926 – Dissolução do Congresso da República 22.06 1926 – Censura 09.07.1926 – Afastamento de Costa Gomes da presidência do Ministério. O ministério é ocupado pelo general Óscar Fragoso Carmona.
 
 
Quiz Republicano Vai ao site  http://digressao.centenariorepublica.pt/quiz.php?pag=quiz#ancor e resolve o quiz.
Formatação: Maria de Fátima Gomes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Susana Simões
 
A 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesaA 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesa
BibliotecaAroes
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Inês e Beatriz
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Jorge Almeida
 
1ª Republica
1ª Republica1ª Republica
1ª Republica
Carlos Vieira
 
Realizações da 1ª república
Realizações da 1ª repúblicaRealizações da 1ª república
Realizações da 1ª república
Gina Rodrigues
 
1ª república
1ª república1ª república
1ª república
eb23ja
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
Tocestudar
 
A crise financeira de 1880-90
A crise financeira de 1880-90A crise financeira de 1880-90
A crise financeira de 1880-90
BarbaraSilveira9
 
Parte 2ª a industria na segunda metade do século xix
Parte 2ª   a industria na segunda metade do século xixParte 2ª   a industria na segunda metade do século xix
Parte 2ª a industria na segunda metade do século xix
anabelasilvasobral
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novo
bandeirolas
 
Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820
Joana Filipa Rodrigues
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
Ana Barreiros
 
O Fontismo
O FontismoO Fontismo
O Fontismo
Jorge Almeida
 
Vintismo
VintismoVintismo
Vintismo
Carla Teixeira
 
Portugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardasPortugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardas
home
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Inês e Beatriz
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
Joana Filipa Rodrigues
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
Carlos Vieira
 
Queda da monarquia
Queda da monarquiaQueda da monarquia
Queda da monarquia
Maria Gomes
 

Mais procurados (20)

O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
A 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesaA 1ª república portuguesa
A 1ª república portuguesa
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
1ª Republica
1ª Republica1ª Republica
1ª Republica
 
Realizações da 1ª república
Realizações da 1ª repúblicaRealizações da 1ª república
Realizações da 1ª república
 
1ª república
1ª república1ª república
1ª república
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
A crise financeira de 1880-90
A crise financeira de 1880-90A crise financeira de 1880-90
A crise financeira de 1880-90
 
Parte 2ª a industria na segunda metade do século xix
Parte 2ª   a industria na segunda metade do século xixParte 2ª   a industria na segunda metade do século xix
Parte 2ª a industria na segunda metade do século xix
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novo
 
Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
 
O Fontismo
O FontismoO Fontismo
O Fontismo
 
Vintismo
VintismoVintismo
Vintismo
 
Portugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardasPortugal. naturalismo e vanguardas
Portugal. naturalismo e vanguardas
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
Queda da monarquia
Queda da monarquiaQueda da monarquia
Queda da monarquia
 

Destaque

Queda primeira república 1314
Queda primeira república 1314Queda primeira república 1314
Queda primeira república 1314
Maria Gomes
 
Portugal e os seu Orgãos de Soberania
Portugal e os seu Orgãos de SoberaniaPortugal e os seu Orgãos de Soberania
Portugal e os seu Orgãos de Soberania
rodrigonunes2014
 
Constituição da republica portuguesa
Constituição da republica portuguesaConstituição da republica portuguesa
Constituição da republica portuguesa
TicoM22
 
A ConstituiçãO Da RepúBlica Portuguesa
A ConstituiçãO Da RepúBlica PortuguesaA ConstituiçãO Da RepúBlica Portuguesa
A ConstituiçãO Da RepúBlica Portuguesa
abarros
 
Portugal no primeiro pós-guerra.
Portugal no primeiro pós-guerra.Portugal no primeiro pós-guerra.
Portugal no primeiro pós-guerra.
home
 
A Constituição da República Portuguesa
A Constituição da República PortuguesaA Constituição da República Portuguesa
A Constituição da República Portuguesa
mileituras
 
Crise E Queda Da Monarquia
Crise E Queda Da MonarquiaCrise E Queda Da Monarquia
Crise E Queda Da Monarquia
Sílvia Mendonça
 
Os órgãos de soberania da república portuguesa
Os órgãos de soberania da república portuguesaOs órgãos de soberania da república portuguesa
Os órgãos de soberania da república portuguesa
Jonathan Vieira
 
Organização do estado
Organização do estadoOrganização do estado
Organização do estado
Ana Cristina F
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
Escoladocs
 
A história da 1ª republica
A história da 1ª republicaA história da 1ª republica
A história da 1ª republica
anabelasilvasobral
 

Destaque (11)

Queda primeira república 1314
Queda primeira república 1314Queda primeira república 1314
Queda primeira república 1314
 
Portugal e os seu Orgãos de Soberania
Portugal e os seu Orgãos de SoberaniaPortugal e os seu Orgãos de Soberania
Portugal e os seu Orgãos de Soberania
 
Constituição da republica portuguesa
Constituição da republica portuguesaConstituição da republica portuguesa
Constituição da republica portuguesa
 
A ConstituiçãO Da RepúBlica Portuguesa
A ConstituiçãO Da RepúBlica PortuguesaA ConstituiçãO Da RepúBlica Portuguesa
A ConstituiçãO Da RepúBlica Portuguesa
 
Portugal no primeiro pós-guerra.
Portugal no primeiro pós-guerra.Portugal no primeiro pós-guerra.
Portugal no primeiro pós-guerra.
 
A Constituição da República Portuguesa
A Constituição da República PortuguesaA Constituição da República Portuguesa
A Constituição da República Portuguesa
 
Crise E Queda Da Monarquia
Crise E Queda Da MonarquiaCrise E Queda Da Monarquia
Crise E Queda Da Monarquia
 
Os órgãos de soberania da república portuguesa
Os órgãos de soberania da república portuguesaOs órgãos de soberania da república portuguesa
Os órgãos de soberania da república portuguesa
 
Organização do estado
Organização do estadoOrganização do estado
Organização do estado
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
A história da 1ª republica
A história da 1ª republicaA história da 1ª republica
A história da 1ª republica
 

Semelhante a A 1º República

ImplantaçãO Da RepúBlica
ImplantaçãO Da RepúBlicaImplantaçãO Da RepúBlica
ImplantaçãO Da RepúBlica
guest49e5eea
 
ApresentaçãO 5 De Outubro 2009
ApresentaçãO 5 De Outubro 2009ApresentaçãO 5 De Outubro 2009
ApresentaçãO 5 De Outubro 2009
guesta7ee66
 
1ª república
1ª república1ª república
1ª república
cruchinho
 
Os cem anos da república
Os cem anos da repúblicaOs cem anos da república
Os cem anos da república
caltzeitao
 
1ª República em Portugal
1ª República em Portugal1ª República em Portugal
1ª República em Portugal
Maria Manuela Torres Paredes
 
1ª República em Portugal
1ª República em Portugal1ª República em Portugal
1ª República em Portugal
Maria Manuela Torres Paredes
 
Dificuldade Da 1ªRepublica
Dificuldade Da 1ªRepublicaDificuldade Da 1ªRepublica
Dificuldade Da 1ªRepublica
Sílvia Mendonça
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
filipafonso
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
filipafonso
 
Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015
Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015
Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015
João Alves Dos Reis
 
1ª República - dossier temático dirigido às escolas
1ª República - dossier temático dirigido às escolas1ª República - dossier temático dirigido às escolas
1ª República - dossier temático dirigido às escolas
BE ESGN
 
Pequena história da república
Pequena história da repúblicaPequena história da república
Pequena história da república
alimentacao
 
Trabalho De Historia
Trabalho De HistoriaTrabalho De Historia
Trabalho De Historia
guest600ffe1
 
A revolução repúblicana
A revolução repúblicanaA revolução repúblicana
A revolução repúblicana
Joao Soares
 
Realizações da 1ª república
Realizações da 1ª repúblicaRealizações da 1ª república
Realizações da 1ª república
Gina Rodrigues
 
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdfPort.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
CecliaGomes25
 
A 1ª RepúBlica
A 1ª RepúBlicaA 1ª RepúBlica
A 1ª RepúBlica
crie_historia9
 
A implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de OutubroA implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de Outubro
André Santos
 
Revolucoes3
Revolucoes3Revolucoes3
Revolucoes3
queirosiana
 
A Queda da primeira república
A Queda da primeira república A Queda da primeira república
A Queda da primeira república
Maria Gomes
 

Semelhante a A 1º República (20)

ImplantaçãO Da RepúBlica
ImplantaçãO Da RepúBlicaImplantaçãO Da RepúBlica
ImplantaçãO Da RepúBlica
 
ApresentaçãO 5 De Outubro 2009
ApresentaçãO 5 De Outubro 2009ApresentaçãO 5 De Outubro 2009
ApresentaçãO 5 De Outubro 2009
 
1ª república
1ª república1ª república
1ª república
 
Os cem anos da república
Os cem anos da repúblicaOs cem anos da república
Os cem anos da república
 
1ª República em Portugal
1ª República em Portugal1ª República em Portugal
1ª República em Portugal
 
1ª República em Portugal
1ª República em Portugal1ª República em Portugal
1ª República em Portugal
 
Dificuldade Da 1ªRepublica
Dificuldade Da 1ªRepublicaDificuldade Da 1ªRepublica
Dificuldade Da 1ªRepublica
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
 
Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015
Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015
Aquedadamonarquia 1ªrepublica hgp2015
 
1ª República - dossier temático dirigido às escolas
1ª República - dossier temático dirigido às escolas1ª República - dossier temático dirigido às escolas
1ª República - dossier temático dirigido às escolas
 
Pequena história da república
Pequena história da repúblicaPequena história da república
Pequena história da república
 
Trabalho De Historia
Trabalho De HistoriaTrabalho De Historia
Trabalho De Historia
 
A revolução repúblicana
A revolução repúblicanaA revolução repúblicana
A revolução repúblicana
 
Realizações da 1ª república
Realizações da 1ª repúblicaRealizações da 1ª república
Realizações da 1ª república
 
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdfPort.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
Port.-da-1a-rep.-a-ditadura-militar.pdf
 
A 1ª RepúBlica
A 1ª RepúBlicaA 1ª RepúBlica
A 1ª RepúBlica
 
A implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de OutubroA implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de Outubro
 
Revolucoes3
Revolucoes3Revolucoes3
Revolucoes3
 
A Queda da primeira república
A Queda da primeira república A Queda da primeira república
A Queda da primeira república
 

Mais de Maria Gomes

Salazar e os judeus
Salazar e os judeusSalazar e os judeus
Salazar e os judeus
Maria Gomes
 
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquestÀ descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar
Foral de GondomarForal de Gondomar
Foral de Gondomar
Maria Gomes
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista
Maria Gomes
 
Música da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentosMúsica da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentos
Maria Gomes
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
Maria Gomes
 
Instauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismoInstauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismo
Maria Gomes
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Maria Gomes
 
Sociedade medieval14
Sociedade medieval14Sociedade medieval14
Sociedade medieval14
Maria Gomes
 
Jogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoriaJogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoria
Maria Gomes
 
Domínio senhorial14a
Domínio senhorial14aDomínio senhorial14a
Domínio senhorial14a
Maria Gomes
 
Crença na imortalidade
Crença na imortalidadeCrença na imortalidade
Crença na imortalidade
Maria Gomes
 
Antigo egito14geo
Antigo egito14geoAntigo egito14geo
Antigo egito14geo
Maria Gomes
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolítico
Maria Gomes
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
Maria Gomes
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
Maria Gomes
 
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho  e correçãoRevolução soviética – ficha de trabalho  e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Maria Gomes
 
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalhoREVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
Maria Gomes
 

Mais de Maria Gomes (20)

Salazar e os judeus
Salazar e os judeusSalazar e os judeus
Salazar e os judeus
 
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquestÀ descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
 
Foral de Gondomar
Foral de GondomarForal de Gondomar
Foral de Gondomar
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista
 
Música da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentosMúsica da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentos
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
 
Instauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismoInstauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismo
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
 
Sociedade medieval14
Sociedade medieval14Sociedade medieval14
Sociedade medieval14
 
Jogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoriaJogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoria
 
Domínio senhorial14a
Domínio senhorial14aDomínio senhorial14a
Domínio senhorial14a
 
Crença na imortalidade
Crença na imortalidadeCrença na imortalidade
Crença na imortalidade
 
Antigo egito14geo
Antigo egito14geoAntigo egito14geo
Antigo egito14geo
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolítico
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
 
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho  e correçãoRevolução soviética – ficha de trabalho  e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
 
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalhoREVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
 

Último

As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

A 1º República

  • 2. INDICADORES DE APRENDIZAGEM Descreve os principais acontecimentos que antecederam a implantação da 1ª República   Explica a forma de organização dos poderes estabelecidos pela Constituição de 1911   Descreve as principais realizações dos governos da 1ª República.   Relaciona as dificuldades da 1ª República com a revolta de 28 de Maio de1926  
  • 3. COMPETÊNCIAS Compreensão histórica: contextualização Tratamento da informação/Utilização de fontes
  • 4. CRONOLOGIA 1886 – Mapa Cor de Rosa 1890 – Ultimatum Britânico 1891 – Crise económica, política e financeira. O Banco de Portugal suspende a conversão das notas em ouro. 1897 – Constituição da Carbonária portuguesa 10-05.1907 – Ditadura de João Franco 01.11.1908 – Eleições municipais. Os republicanos conquistam a Câmara de Lisboa 29.08.1910 – Eleições legislativas. O partido republicano duplica a sua votação.
  • 5. 03.10.1910 – Assassínio de Miguel Bombarda 04.10.1910 – Cândido dos reis suicida-se 05.10.1910 – Proclamação da república. Constituição do Governo Provisório presidido por Teófilo Braga, do PRP ( de 5 de Outubro a 3 de Setembro de 1911). O presidente do Ministério acumula funções de presidente da República. Expulsão das ordens Religiosas. Encerramento de conventos Abolição do ensino religioso nas escolas Instituição do Casamento civil Abolição do juramento religioso Lei do Divórcio
  • 6.  
  • 7.  
  • 8.  
  • 9.  
  • 10.  
  • 11. Vê o filme no site http://5outubro.centenariorepublica.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=104&Itemid=102 e responde às questões: 1. Como aparecem as pessoas? A posar para o filme ou de forma natural? 2. Os combates parecem ter sido duros?
  • 12. 3. O que é o Palácio das Necessidades? 4. Notas lá alguma particularidade? 5. O que mais te impressiona no filme?
  • 13. 06. 12. 1910 – Brito Camacho decreta o direito à greve 15. 11. 1910 – Greve Ferroviários da linha da Póvoa. 17.11.1910 – Prisões por incitamento à greve 26 – 11. 1910 Greve dos trabalhadores da Companhia do Gás e Electricidade do Porto. 18 .02.1911 – Instituição do Registo Civil, encerramento dos registos nas igrejas. 14.03.1911 – Lei eleitoral – Sé concede o direito de voto aos cidadãos alfabetizados.
  • 14. 05.01.1911 – António José de Almeida funda o jornal República 19-01.1911 – Greve dos trabalhadores rurais de Fronteira 09-02. 1911 – Criação da direcção geral de Saúde. 23-02. 1911- Pastoral dos bispos contra a república 03.1911 - Organização do Crédito agrícola 24.03.1911 – Reforma da Universidade de Coimbra. Criação das Universidade de Lisboa e Porto. Sistema métrico decimal. 29.03.1911 – Reorganização do ensino primário e criação do ensino oficial infantil. Criação das escolas Normais Superiores para formação de professores
  • 15. 20.04.1911 – Lei da separação entre o Estado e as Igrejas. Os bens das igrejas são nacionalizados. Conflitos entre a Igreja e o Estado. O Vaticano corta relações com Portugal.
  • 16. 03.05.1911 Criação da Guarda Nacional Republicana
  • 17. 28.05.1911 – Eleição da Assembleia Nnacional Constituinte. Sufrágio Directo e universal 22. 05.1911 - Criação do Instituto superior Técnico 25.05.1911 – Substituição do real pelo escudo 21 – 08-1911 – Constituição Política da República Portuguesa
  • 18. Poder executivo (Faz cumprir as leis) Poder judicial (Julga quem não cumpre as leis) Poder legislativo (Faz as leis) Congresso da República Presidente da República Governo Tribunais CONSTITUIÇÃO DE 1911 Elege por 4 anos Nomeia e demite
  • 20. Tarefa A 1ª Constituição Republicana aprovada em _____, defendia: A _________ dos cidadãos nos nºs _____ e ____ e artigo 3º; a _________ nos nºs __. Segundo esta constituição podiam votar _____________. O _________________ era o órgão de soberania mais importante porque ______. O Governo era nomeado pelo ___________.
  • 21. Tarefa A 1ª Constituição Republicana aprovada em 1911 , defendia: A igualdade dos cidadãos nos nºs 2 e 3 do artigo 3º; a liberdade nos nºs 8 e 13 . Segundo esta constituição podiam votar todos os cidadãos com mais de vinte anos. O Parlamento era o órgão de soberania mais importante porque elegia o Presidente . O Governo era nomeado pelo Presidente da República.
  • 22. Carolina Beatriz Ângelo conseguiu votar nas primeiras eleições alegando ser cidadã alfabetizada. No entanto, este termo foi posteriormente rectificado por cidadãos do sexo masculino.
  • 23. 22.05.1911 – O escudo passa a ser a moeda oficial, em substituição do real.
  • 24. 28.05.1911 – Eleição da assembleia nacional Constituinte. Sufrágio Directo e universal 21 – 08 1911 – Constituição política da República Portuguesa. Aprovação Bandeira nacional desenhada por Columbano Bordalo Pinheiro e do Hino Nacional.
  • 25.  
  • 26.  
  • 27.  
  • 28. 24.08.1911 – Eleição do primeiro presidente constitucional da república, Manuel de Arriaga. Criação do Ministério das Colónias. 04.09. 1911 – Primeiro Governo Constitucional republicano, presidido por João Chagas
  • 29. Dezembro de 1911 – Recenseamento da população portuguesa: 5 950 056 habitantes no continente e ilhas: 75% são analfabetos.
  • 30. 28-01-1912 – Greve geral 24.02.1912 – António José de Almeida funda o partido Evolucionista 27.02.1912 – Brito Camacho funda o Partido Unionista 09.01 1913 – Primeiro Ministério exclusivamente entregue ao Partido democrático. Afonso Costa fica com a pasta das finanças 07.07 1913 – Criação do Ministério da Instrução Pública
  • 31. 28-01-1912 – Greve geral 24.02.1912 – António José de Almeida funda o partido Evolucionista 27.02.1912 – Brito Camacho funda o Partido Unionista 09.01 1913 – Primeiro Ministério exclusivamente entregue ao Partido democrático. Afonso Costa fica com a pasta das finanças 07.07 1913 – Criação do Ministério da Instrução Pública 24. 07. 1913 – Legislação sobre acidentes de trabalho 16.11.1913 . Eleições para deputados. O Partido Democrático ganha e obtém maioria absoluta na Câmara dos Deputados
  • 32. A 1ª GUERRA MUNDIAL
  • 33. 10.04.1914 – Memorando inglês “convidando” Portugal a entrar na Guerra. 22. 10.1914 – Criação de tribunais especiais para o julgamento de crimes de rebelião 12.12.1914 – Os Alemães invadem Cunene 18.12.1914 – Derrota portuguesa em Angola (Naulia) 28.01.1915 – Ditadura de Pimenta de Castro 14.05.1915 – Assaltos a armazéns e padarias 13.06.1915 – Eleições legislativas. Maioria do partido Democrático 30.11.1915 – Pedido oficial da Grã-Bretanha para que Portugal requisite os navios alemães em portos portugueses
  • 34. 23.02.1916 – requisição dos navios alemães surtos em águas portuguesas 09.03.1916 – a Alemanha declara guerra a Portugal 23. 03.1916 – Governo da União sagrada – (Democráticos e Evolucionistas) 16. 03. 1916 – Criação do Ministério do Trabalho e Previdência Social 22.07.1916 – Organização do Corpo expedicionário Portugueses (CEP) 23.02.1918 – Revisão da lei da Separação das Igrejas do Estado – são entregues alguns bens às igrejas. 09.04. 1918 – Batalha de La Lys. O CEP sofre pesadas baixas.
  • 35.  
  • 36.  
  • 37.  
  • 38. 12.07.1918 – O ensino primário torna-se responsabilidade do governo. 11.03- 1918 - Sufrágio Universal 03.04.1918 – Sopas económicas 28.04.1918 – Eleições: vitória de Sidónio Pais e do sidonismo 18.06.1918 – Relatório de Ricardo Jorge sobre a gripre espanhola 18.07-1918 – Criação da Cruzada Nun´Álvares Pereira 08.09.1918 – Distribuição de senhas de racionamento e cartas de consumo 14.09.1918 – Proibição de comícios contra a carestia da vida
  • 39. 16.10.1918 –“Leva da Morte”. São assassinados vários presos políticos anti-sidonistas nas ruas da baixa de Lisboa. 11.11.1918 – Rethondes, floresta de Campiène. Assinatura do armistício 18.11.1918 - Greve Geral 23.11.1918- Chegada a Lisboa das primeiras tropas do CEP 01.12.1918 - Reforma do ensino técnico elementar 05.12.1918 – Atentado contra Sidónio Pais 11.12.1918 – Sidónio Pais é assassinado.
  • 40. 10.01.1919 – Monarquia do Norte 13.02.1919 – Derrube da Monarquia do Norte
  • 41.  
  • 42. Republicano torturado no Éden Teatro
  • 43. 14. 08. 1921 – Confrontos repõem a questão religiosa, a propósito de um comício anti-religioso em Loures. 19.10.1921 – Atentado conhecido por “Noite sangrenta”. Assassínio de António Granjo, presidente do Ministério, Machado Santos e Carlos Maia.
  • 44. 21-01-1922 – Greve da carris 28.04.1922 – Suspensão da contratação de funcionários públicos –” Lei do Garrote”
  • 45. 30.03.1922 Travessia aérea do Atlântico Sul (Gago Coutinho e Sacadura Cabral)
  • 46. Janeiro 1923 – Crise financeira grave – falência de cinco bancos. 9 .03.1923 – Portugal tenta obter um empréstimo junto da Sociedade das Nações, mas as negociações não têm sucesso. 13.02.1919 – Derrube da Monarquia do Norte
  • 47. 15 .05.1923 – Portugal consegue obter um empréstimo bancário em Londres. 3.09. 1923 – Os impostos são agravados
  • 48. 1 de Março de 1925 - Primeiras emissões de rádio.
  • 49. 3 .06. 1925 – Greve geral de protesto contra as deportações sem julgamento.
  • 50. 28 .05.1926 – Golpe de Estado Militar dirigido pelo general Gomes da Costa e Mendes Cabeçadas. 3 -06. 1926 – Mendes Cabeçadas governa em ditadura
  • 52. As sessões parlamentares eram muito agitadas, chegando-se a cenas de pancadaria e a desafios para duelos. Em 16 anos o país conheceu 45 governos, alguns duraram apenas uns dias.
  • 53. As realizações da 1º República ficaram longe do que se esperava. Para isso muito contribuiu a instabilidade política.
  • 54. A participação de Portugal na 1ª Guerra Mundial aumentou a inflação e o descontentamento das populações, em relação aos governos da época.
  • 55. Em 1917, um golpe militar, chefiado por Sidónio Pais, instaurou um regime autoritário. Em 1918, Sidónio Pais Ganha as eleiçoes No mesmo ano foi assassinado.
  • 56.  
  • 57. A 1ª República realizara uma boa obra sobretudo no ensino e na cultura, nas letras e nas ciências…
  • 58. Em 1926 evidenciava existia: - uma taxa de analfabetismo de 67,8% - uma incompleta reforma do ensino normal primário; - um saldo positivo para os ensinos secundário e profissional.
  • 59. Em 1926 existia: - uma taxa de analfabetismo de 67,8% - uma incompleta reforma do ensino normal primário; - um saldo positivo para os ensinos secundário e profissional.
  • 60. Uma Universidade profundamente reformada com a criação das Universidades de Lisboa, Porto e reestruturação da de Coimbra. Universidades Livres e Populares, Associações contra o analfabetismo. “ O melhor da República situou-se para além da escola” . António Nóvoa, 1987
  • 61. Na política e na economia, os governos republicanos tiveram de enfrentar o descontentamento e a oposição dos vários grupos políticos e sociais: os católicos, os monárquicos, a classe média e o povo descontente.
  • 62. A instabilidade política, a falência económica acaba por dar origem a uma ditadura militar.
  • 63. “ Portugueses para o homem de honra e dignidade, a situação do país é inadmissível. […] Que todos se juntem a mim para vencer ou morrer, a meu lado. Às armas Portugal! Viva a Pátria!” Gomes da Costa 28.05.1926 – Golpe militar comandado por Gomes da Costa. A primeira República é derrubada e instaurada a Ditadura militar 09-06.1926 – Dissolução do Congresso da República 22.06 1926 – Censura 09.07.1926 – Afastamento de Costa Gomes da presidência do Ministério. O ministério é ocupado pelo general Óscar Fragoso Carmona.
  • 64.  
  • 65.  
  • 66. Quiz Republicano Vai ao site http://digressao.centenariorepublica.pt/quiz.php?pag=quiz#ancor e resolve o quiz.
  • 67. Formatação: Maria de Fátima Gomes