SlideShare uma empresa Scribd logo
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR
PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO
DE SÃO PAULO.
Processo nº 00000000-00.0000.0.00.0000
XXXX XX XXXX XXXXX E XXXX IMÓVEIS
XXXX E XXXXXX S/C LTDA, ambos, devidamente qualificados nos autos acima
epigrafados, por seu procurador (e em causa própria), vem respeitosamente ante a
honrosa presença de Vossa Excelência, não se conformando com a respeitável decisão
monocrática proferido nos autos da Execução de Título Extrajudicial supra, para nos
termos do art. 522 e seguintes do CPC, interpor o presente
AGRAVO DE INSTRUMENTO
“COM PEDIDO DE EFEITO SUSPENSIVO”
em face das razões de fato e direito, consubstanciadas nas laudas subsequentes:
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
MINUTA DE AGRAVO DE INSTRUMENTO
Agravantes: XXXX XXX XXXXXXX S/C LTDA
Agravado: XXX XXX XXXXXXX
Processo nº 0000000-00.0000.0.00.0000- 6ª Vara Cível do Foro
XXXXXXXX XXXXX Illl
EXCELENTÍSSIMO DESEMBARGADOR PRESIDENTE
NOBRE DESEMBARGADOR RELATOR
EGRÉGIA CÂMARA JULGADORA
(1) – DA SINPOSE PROCESSUAL
XXXX XXX XXXXX, merece reforma o R. Despacho
prolatado pelo magistrado “a quo” em sede da execução supra, sendo certo
que o entendimento adotado laborou em error in iudicando, quando
reconhecendo a insatisfação dos ora agravantes (fl.397/407 e 431/445)
quanto ao laudo acostado àqueles autos (fl. 327/372 e 415/417), nomeou
perito para realização de novo laudo de avaliação imobiliária e fixou
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
honorários provisórios em R$ 00.000,00 (XXX mil reais), determinado
ainda que os executados comprovem o depósito no prazo de cinco dias, sob
pena de preclusão e antecipando indeferimento de eventual futuro pedido de
dilação de prazo consoante destaque abaixo:
Também em cumprimento ao disposto no artigo 525 do
CPC e seguintes, declara o patrono na forma da lei, à autenticidade de todos
os documentos em anexo mencionados neste petitório conforme descritas na
última página do presente recurso.
Eis a síntese narrada dos fatos.
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
(2) – DA TEMPESTIVIDADE DO RECURSO
O recurso, ora interposto, deve ser considerado como
tempestivo, porquanto os Agravantes foram intimados da decisão
interlocutória com a publicação no DOEJ no dia 03/02/2016; assim,
iniciando-se no dia seguinte o decênio legal previsto no Artigo n° 525 do CPC.
Portanto, à luz do que rege a CPC temos como
plenamente tempestivo o presente Agravo de Instrumento, quando
interposto nesta data de 00.00.0000, máxime porque o prazo final ocorreu em
00.00.0000 (Feriado de Carnaval) somente podendo ser protocolizado na
quarta feira de cinzas dia 10.02.2016, nos termos do PROVIMENTO CSM TJSP
Nº 2317/2015.
(3) – DA NECESSIDADE DO EFEITO SUSPENSIVO
No que tange ao efeito suspensivo, mostra-se esse
importantíssimo para a salvaguarda do direito dos agravantes, em especial
porque em caso de improvimento do efeito suspensivo ambos agravantes
poderão sofrer graves cerceamentos em seu direito de defesa, máxime
porque consoante se lê do R. Despacho fica patente que se no prazo de
CINCO DIAS (sem possibilidade de prorrogação ante o indeferimento
antecipado de dilação de prazo) os mesmos não comprovar o pagamento da
perícia, terão seu direito PRECLUSO conforme expresso no próprio despacho
ora guerreado.
Destarte, requer seja CONCEDIDO O EFEITO
SUSPENSIVO ao r. despacho monocrático “a quo” assegurando-se a
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
suspensão daquele feito até que se julgue este agravo ou recurso dele
decorrente, máxime porque evidente o periculum in mora e o fumus boni iuris
respectivamente demonstrados, posto que a continuidade daquele feito sem o
necessário efeito suspensivo, causarão danos irreparáveis aos ora
agravantes, dano este irreversível, porque na ausência do laudo haverá
prejuízo monetário enorme aos mesmos que já se encontram em situação de
falência em virtude da penhora da ampla maioria de seus bens em diversos
feitos de execução e cobranças.
Também há que ser sopesado em prol dos agravantes
a notória grave situação econômica nacional que atravessa o país em crise
depressiva que consequentemente tem afetado a situação econômica de
pessoas físicas e jurídicas. Assim há que se considerarem os seguintes
precedentes:
Destarte, diante dos fatos que ora se apresenta, torna-
se iniludível a necessidade de atribuição de efeito suspensivo ao presente
recurso, uma vez que, seguindo o trâmite processual ordinário, o próximo
provimento judicial, encaminhará para liquidação da sentença e os danos não
terão como ser reparados aos ora agravantes.
O pedido de atribuição de efeito suspensivo ao
presente agravo tem por finalidade impedir que os Agravantes sejam
obrigados a arcar com o ônus probatório que deveria ser da parte adversa, o
que representa uma afronta a todo ordenamento jurídico, uma vez que é
garantia Constitucional que “ninguém será obrigado à fazer ou deixar de fazer
alguma coisa senão em virtude de lei”, sendo certo que, conforme será
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
adiante demonstrado, a correta aplicação da lei não condiz com os termos do
r. despacho recorrido, o que acabaria representando uma afronta ao direito
pleiteado e aplicável a espécie.
Logo, Exas., permanecendo incólume os efeitos da
decisão hostilizada, até o provimento final do presente recurso, decerto,
perecerá o direito dos Agravantes, o qual serão compelidos, antes mesmo da
decisão final deste recurso, a acatar a r. decisão guerreada, mesmo contrária
a legislação vigente, sob pena de sofrer as consequências processuais.
(4) – DAS RAZÕES PARA REFORMA DO DECISUM
Com PERMISSA VENIA, o r. despacho interlocutório
“a quo”, merece mesmo ser reformado máxime porque violou dispositivos
infraconstitucionais e constitucionais conforme adiante restarão
demonstrados:
A)- DO PRAZO VENCIDO DO LAUDO PERICIAL APRESENTADO
Da análise dos autos verifica-se que o laudo pericial
de avaliação ocorreu em meados de março de 2013, constatando-se assim
que o mesmo se encontra com cerca de 3 (três) anos desde sua elaboração.
Assim na espécie há que se considerar que a
avaliação, na verdade, deve refletir o valor de mercado do bem, que não pode
ser suprido por meros índices de atualização monetária.
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
No caso, não se justifica o aproveitamento de
avaliação que, segundo afirmam os agravantes e mesmo o agravado (em
pedido pericial anterior), foi realizada no início de 2013, ou seja, há cerca de
três anos, porque o escopo da perícia é alcançar valor que bem represente o
mercado da região, sabendo-se de antemão que em algumas delas a
evolução desse valor pode ficar aquém ou até mesmo superar a variação
inflacionária. Nesse sentido inclusive é o entendimento da 26ª Câmara desta
mais alta Corte Paulista, senão vejamos:
"PENHORA - AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA
REALIZADA HÁ MAIS DE TRÊS ANOS -
REPETIÇÃO - NECESSIDADE - RECURSO
PROVIDO. Não se justifica o aproveitamento de
avaliação realizada há mais de três anos porque o
escopo da perícia é alcançar valor que bem
represente o mercado da região, sabendo-se de
antemão que em algumas delas a evolução desse
valor pode ficar aquém ou até mesmo superar a
variação inflacionária". (TJ-SP - AI:
21288895020148260000 SP 2128889-
50.2014.8.26.0000, Relator: Renato Sartorelli -
Data de Julgamento: 22/09/2014, 26ª Câmara de
Direito Privado, Data de Publicação: 25/09/2014).
Assim, evidente a necessidade da realização de nova
avaliação porquanto a anterior foi concluída há cerca de três anos, estando,
ao que tudo indica desatualizada, máxime considerando-se à oscilação do
mercado imobiliário nacional.
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
Se o valor do imóvel não sofreu nenhuma alteração,
somente a perícia poderá elucidar essa questão. O que não parece justo e
razoável é impedir a atualização do preço do imóvel sem possibilitar a prévia
manifestação por perícia judicial.
Essa medida serve para evitar o enriquecimento
ilícito tanto do exequente, quanto dos executados, prestigiando o princípio
da igualdade de tratamento das partes no processo (art. 125, inciso I, do
CPC).
Confira-se, a propósito, entendimento já sufragado
pelo Colendo Superior Tribunal de Justiça, verbis:
"A jurisprudência desta Corte assentou
entendimento de que o inc. II do art. 683, do CPC,
deve ser interpretado como se aludisse a alteração capaz
de alcançar tanto a redução quanto o aumento no valor
dos bens, ao fundamento de evitar-se o enriquecimento
ilícito tanto do exequente quanto do arrematante em
detrimento do executado, em homenagem aos princípios
da igualdade e da menor gravosidade para o réu." (STJ:
REsp. n° 39060/SP, Rel. Min. Salvio de Figueiredo Teixeira).
B)- DO ÔNUS E HONORÁRIOS DA PROVA PERICIAL
Em
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
C)- DO VALOR EXCESSIVO E AFRONTA AOS PRINCIPIOS DA
RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE
Como ressaltado
D)- DA NEGATIVA DE PRESTAÇÃO JURIDICIONAL E VIOLAÇÃO
DO DIREITO DE ACESSO A JUSTIÇA
Como ressaltado
(5) – PREQUESTIONAMENTO
O despacho interlocutório contrariou e feriu diversos
dispositivos infraconstitucionais e constitucionais, notadamente os princípios
constitucionais de ACESSO A JUSTIÇA, RAZOABILIDADE E
PROPORCIONALIDADE e o disposto nos artigos
Neste contexto, ressalte-se ainda em
prequestionamento que num futuro julgamento deveria consagrar todas as
questões jurídicas suscitadas neste agravo com a sua base na legislação
constitucional e infraconstitucional as quais mereciam ter sido apreciada pelo
magistrado “a quo”.
Assim para efeito de prequestionamento, esclarece a
defesa que entende o despacho interlocutório como tendo sido fundado em
interpretação que CONTRARIOU E NEGOU VIGENCIA ao disposto no § 0º
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
ao art. 000 do Código de Processo Civil, bem como afronta os princípios
constitucionais de acesso à justiça, razoabilidade e proporcionalidade, razão
que fez o agravante se socorrer mediante o presente recurso perante este
Corte de Justiça.
(6) – DA CONCLUSÃO E PEDIDOS
Destarte, diante de todo o exposto e resta claro que a
decisão interlocutória ora guerreada ao decidir da forma como o fez,
CONTRARIOU e negou vigência a dispositivo legal e constitucional,
razão esta que leva a afetar esta Egrégia Corte, na expectativa de que o
DESPACHO MONOCRÁTICO seja reformado, em face da equivocada
interpretação que nos autos contra os ora agravantes em absoluta afronta aos
dispositivos constitucionais e infraconstitucionais supracitados.
Ad argumentandum tantum, vem esta Defesa ante as
honrosas presenças de tão nobres e cultos julgadores desta Egrégia Corte
Paulista, com a finalidade de REQUERER seja dado PROVIMENTO LIMINAR
ao presente AGRAVO DE INSTRUMENTO, concedendo-se o efeito
suspensivo ao presente recurso, bem como para no mérito, reformar a
decisão “a quo” no sentido de determinar a para que seja .......... dos
agravantes, por se tratar de medida da mais lídima, indispensável e salutar
JUSTIÇA!
“Não Somos Responsáveis Somente Pelo que Fazemos, Mas Também
Pelo que Deixamos de Fazer”. John Frank Kennedy
Nestes termos, Pede Deferimento.
São Paulo/SP, 00 de fevereiro de 0000.
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
DOCUMENTOS DE INSTRUÇÃO
Anexos (cópias) declaradas autenticadas pelo defensor:
1. GR de custas e preparo;
2. Procuração da patrona;
3. Decisão interlocutória Liminar;
4. Cópia da Decisão Interlocutória combatida;;
XXX XX XXXX XXXXXX
OAB/SP 000.000
XXX XX XXXX XXXXX
Advocacia Digital Online
__________________________________________________
5. Certidão de intimação oficial da defesa;
6. Certidão de Publicação no Diário Oficial;
7. Cópia da procuração do advogado da parte agravada;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
Consultor JRSantana
 
Ação de Rescisão Contratual
Ação de Rescisão ContratualAção de Rescisão Contratual
Ação de Rescisão Contratual
Consultor JRSantana
 
1021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 3212
1021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 32121021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 3212
1021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 3212
Consultor JRSantana
 
1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II
Consultor JRSantana
 
Apropriação indébita do ICMS
Apropriação indébita do ICMSApropriação indébita do ICMS
Apropriação indébita do ICMS
Ministério Público de Santa Catarina
 
1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela
1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela
1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela
Consultor JRSantana
 
1088- ANULAÇÃO FISCAL
1088- ANULAÇÃO FISCAL1088- ANULAÇÃO FISCAL
1088- ANULAÇÃO FISCAL
Consultor JRSantana
 
1065- AGRAVO DE PETIÇÃO
1065- AGRAVO DE PETIÇÃO1065- AGRAVO DE PETIÇÃO
1065- AGRAVO DE PETIÇÃO
Consultor JRSantana
 
Recurso Especial em Agravo de Instrumento
Recurso Especial em Agravo de InstrumentoRecurso Especial em Agravo de Instrumento
Recurso Especial em Agravo de Instrumento
Consultor JRSantana
 
Ação de Indenização Securitaria
Ação de Indenização SecuritariaAção de Indenização Securitaria
Ação de Indenização Securitaria
Consultor JRSantana
 
Contestação Cc Contraposto
Contestação Cc ContrapostoContestação Cc Contraposto
Contestação Cc Contraposto
Consultor JRSantana
 
Réplica a contestação
Réplica a contestaçãoRéplica a contestação
Réplica a contestação
Consultor JRSantana
 
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC 2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
Modelo de Recurso Especial
Modelo de Recurso EspecialModelo de Recurso Especial
Modelo de Recurso Especial
Consultor JRSantana
 
Stj peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)
Stj   peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)Stj   peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)
Stj peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)
Nilton De Oliveira Lomeu
 
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc ContrapostoContestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
Consultor JRSantana
 
1127- CONTESTAÇÃO II
1127- CONTESTAÇÃO  II1127- CONTESTAÇÃO  II
1127- CONTESTAÇÃO II
Consultor JRSantana
 
Recurso Especial - Família - Cível - STJ
Recurso Especial - Família - Cível - STJRecurso Especial - Família - Cível - STJ
Recurso Especial - Família - Cível - STJ
Consultor JRSantana
 

Mais procurados (20)

2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
2117 - CONTESTAÇÃO COBRANÇA - Atualizada Novo CPC
 
Ação de Rescisão Contratual
Ação de Rescisão ContratualAção de Rescisão Contratual
Ação de Rescisão Contratual
 
1021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 3212
1021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 32121021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 3212
1021- Ação de Obrigação de Fazer Cc Indenização e Tutela de Urgência 3212
 
1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II1062- Agravo de Instrumento II
1062- Agravo de Instrumento II
 
Apropriação indébita do ICMS
Apropriação indébita do ICMSApropriação indébita do ICMS
Apropriação indébita do ICMS
 
1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela
1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela
1011- Ação Anulatória de Aval com Antecipação de Tutela
 
1088- ANULAÇÃO FISCAL
1088- ANULAÇÃO FISCAL1088- ANULAÇÃO FISCAL
1088- ANULAÇÃO FISCAL
 
1065- AGRAVO DE PETIÇÃO
1065- AGRAVO DE PETIÇÃO1065- AGRAVO DE PETIÇÃO
1065- AGRAVO DE PETIÇÃO
 
Recurso Especial em Agravo de Instrumento
Recurso Especial em Agravo de InstrumentoRecurso Especial em Agravo de Instrumento
Recurso Especial em Agravo de Instrumento
 
Ação de Indenização Securitaria
Ação de Indenização SecuritariaAção de Indenização Securitaria
Ação de Indenização Securitaria
 
Contestação Cc Contraposto
Contestação Cc ContrapostoContestação Cc Contraposto
Contestação Cc Contraposto
 
Réplica a contestação
Réplica a contestaçãoRéplica a contestação
Réplica a contestação
 
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
2130 - REPLICA A CONTESTAÇÃO - NOVO CPC
 
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
2122 - REPLICA - Atualizado Novo CPC
 
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC 2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
2132 - MANIFESTAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE PROVAS - NOVO CPC
 
Modelo de Recurso Especial
Modelo de Recurso EspecialModelo de Recurso Especial
Modelo de Recurso Especial
 
Stj peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)
Stj   peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)Stj   peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)
Stj peticao de recurso especial r esp 1194643 (urv)
 
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc ContrapostoContestação à Indenizatória Cc Contraposto
Contestação à Indenizatória Cc Contraposto
 
1127- CONTESTAÇÃO II
1127- CONTESTAÇÃO  II1127- CONTESTAÇÃO  II
1127- CONTESTAÇÃO II
 
Recurso Especial - Família - Cível - STJ
Recurso Especial - Família - Cível - STJRecurso Especial - Família - Cível - STJ
Recurso Especial - Família - Cível - STJ
 

Semelhante a 1055- Agravo de Instrumento - Execução

TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - EleitoralTCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
Consultor JRSantana
 
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
Consultor JRSantana
 
Recurso especial gratuidade processual - premium
Recurso especial   gratuidade processual - premiumRecurso especial   gratuidade processual - premium
Recurso especial gratuidade processual - premium
Consultor JRSantana
 
1183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 2
1183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 21183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 2
1183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 2
Consultor JRSantana
 
1188- Embargos de Declaração 2
1188- Embargos de Declaração 21188- Embargos de Declaração 2
1188- Embargos de Declaração 2
Consultor JRSantana
 
80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet
80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet
80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet
Alberto Oliveira
 
2033 - MANIFESTAÇÃO
2033 - MANIFESTAÇÃO2033 - MANIFESTAÇÃO
2033 - MANIFESTAÇÃO
Consultor JRSantana
 
Execução - 2012
Execução - 2012Execução - 2012
Execução - 2012
Consultor JRSantana
 
1177- Embargo a execução
1177- Embargo a execução1177- Embargo a execução
1177- Embargo a execução
Consultor JRSantana
 
Complemento positivo benefício
Complemento positivo benefícioComplemento positivo benefício
Complemento positivo benefício
GERALDO MAJELA PRIMO
 
Prática jurídica ii modelo execução de cheque
Prática jurídica ii   modelo execução de chequePrática jurídica ii   modelo execução de cheque
Prática jurídica ii modelo execução de cheque
Simone Lobao
 
1123- ARESP II
1123- ARESP II1123- ARESP II
1123- ARESP II
Consultor JRSantana
 
1131- Defesa Administrativa
1131- Defesa Administrativa  1131- Defesa Administrativa
1131- Defesa Administrativa
Consultor JRSantana
 
Decisão STF no caso dos RPVPrecatório
Decisão STF no caso dos RPVPrecatórioDecisão STF no caso dos RPVPrecatório
Decisão STF no caso dos RPVPrecatório
Fabio Motta
 
Jurisprudência - Contribuição de Melhoria
Jurisprudência - Contribuição de MelhoriaJurisprudência - Contribuição de Melhoria
Jurisprudência - Contribuição de Melhoria
Rodrigo Martins Naves
 
1129- CONTESTAÇÃO - JEC
1129- CONTESTAÇÃO - JEC1129- CONTESTAÇÃO - JEC
1129- CONTESTAÇÃO - JEC
Consultor JRSantana
 
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC 2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
Mandado de Segurança
Mandado de SegurançaMandado de Segurança
Mandado de Segurança
Jamildo Melo
 
2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO
2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO
2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO
Consultor JRSantana
 
Exceção de Pré Executividade - 2015
Exceção de Pré Executividade - 2015Exceção de Pré Executividade - 2015
Exceção de Pré Executividade - 2015
Consultor JRSantana
 

Semelhante a 1055- Agravo de Instrumento - Execução (20)

TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - EleitoralTCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
TCE- Pedido de Rescisão - Administrativo - Eleitoral
 
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
 
Recurso especial gratuidade processual - premium
Recurso especial   gratuidade processual - premiumRecurso especial   gratuidade processual - premium
Recurso especial gratuidade processual - premium
 
1183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 2
1183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 21183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 2
1183- EMBARGOS A EXECUÇÃO 2
 
1188- Embargos de Declaração 2
1188- Embargos de Declaração 21188- Embargos de Declaração 2
1188- Embargos de Declaração 2
 
80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet
80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet
80545 2013 1368050400000 - correição parcial gol-webjet
 
2033 - MANIFESTAÇÃO
2033 - MANIFESTAÇÃO2033 - MANIFESTAÇÃO
2033 - MANIFESTAÇÃO
 
Execução - 2012
Execução - 2012Execução - 2012
Execução - 2012
 
1177- Embargo a execução
1177- Embargo a execução1177- Embargo a execução
1177- Embargo a execução
 
Complemento positivo benefício
Complemento positivo benefícioComplemento positivo benefício
Complemento positivo benefício
 
Prática jurídica ii modelo execução de cheque
Prática jurídica ii   modelo execução de chequePrática jurídica ii   modelo execução de cheque
Prática jurídica ii modelo execução de cheque
 
1123- ARESP II
1123- ARESP II1123- ARESP II
1123- ARESP II
 
1131- Defesa Administrativa
1131- Defesa Administrativa  1131- Defesa Administrativa
1131- Defesa Administrativa
 
Decisão STF no caso dos RPVPrecatório
Decisão STF no caso dos RPVPrecatórioDecisão STF no caso dos RPVPrecatório
Decisão STF no caso dos RPVPrecatório
 
Jurisprudência - Contribuição de Melhoria
Jurisprudência - Contribuição de MelhoriaJurisprudência - Contribuição de Melhoria
Jurisprudência - Contribuição de Melhoria
 
1129- CONTESTAÇÃO - JEC
1129- CONTESTAÇÃO - JEC1129- CONTESTAÇÃO - JEC
1129- CONTESTAÇÃO - JEC
 
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC 2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
2121 - RECURSO ESPECIAL - Atualizado Novo CPC
 
Mandado de Segurança
Mandado de SegurançaMandado de Segurança
Mandado de Segurança
 
2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO
2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO
2022 - Impugnação do MP DESAPROPRIAÇÃO
 
Exceção de Pré Executividade - 2015
Exceção de Pré Executividade - 2015Exceção de Pré Executividade - 2015
Exceção de Pré Executividade - 2015
 

Mais de Consultor JRSantana

REVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docxREVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docx
Consultor JRSantana
 
APELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docxAPELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docx
Consultor JRSantana
 
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docxMANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
Consultor JRSantana
 
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
Consultor JRSantana
 
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
Consultor JRSantana
 
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
Consultor JRSantana
 
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
Consultor JRSantana
 
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
Consultor JRSantana
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Consultor JRSantana
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Consultor JRSantana
 
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC 2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC 2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
Consultor JRSantana
 
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC 2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC 2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC 2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC 2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC 2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC 2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
Consultor JRSantana
 

Mais de Consultor JRSantana (20)

REVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docxREVISÃO CRIMINAL.docx
REVISÃO CRIMINAL.docx
 
APELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docxAPELAÇÃO - previdenciária .docx
APELAÇÃO - previdenciária .docx
 
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docxMANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
MANIFESTAÇÃO - Saneamento processo.docx
 
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
4-CONTESTAÇÃO TRABALHISTA - Empregador.docx
 
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
1-PARECER. JURIDICO PROCESSUAL.docx
 
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
2-HABEAS CORPUS Cc Liminar - STJ.docx
 
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
6-MANIFESTAÇÃO EM ACP.docx
 
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx5-CONTESTAÇÃO em  Ação Civil Pública.docx
5-CONTESTAÇÃO em Ação Civil Pública.docx
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
 
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario   stf - master classicaAgravo em recurso extraordinario   stf - master classica
Agravo em recurso extraordinario stf - master classica
 
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC 2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
2127 - AGRAVO REGIMENTAL - NOVO CPC
 
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
2131 - CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO - NOVO CPC
 
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
2133 - Tutela Cautelar Antecedente - Reduzida - Novo CPC
 
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC 2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
2129 - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NOVO CPC
 
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC 2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
2128 - CONTRARRAZÕES - Aualizado Novo CPC
 
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC 2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
2125 - Tutela de Urgência na Execução - Atualizado Novo CPC
 
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC 2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
2124 - Tutela Cautelar Antecedente - Atualizado Novo CPC
 
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC 2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
2123 - RELAXAMENTO DE PRISÃO PREVENTIVA - Atualizado Novo CPC
 
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC 2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
2119 - PENSÃO POR MORTE - Atualizado Novo CPC
 
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC 2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
2120 - RECLAMAÇÃO TRABALHISTA - Atualizado Novo CPC
 

1055- Agravo de Instrumento - Execução

  • 1. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Processo nº 00000000-00.0000.0.00.0000 XXXX XX XXXX XXXXX E XXXX IMÓVEIS XXXX E XXXXXX S/C LTDA, ambos, devidamente qualificados nos autos acima epigrafados, por seu procurador (e em causa própria), vem respeitosamente ante a honrosa presença de Vossa Excelência, não se conformando com a respeitável decisão monocrática proferido nos autos da Execução de Título Extrajudicial supra, para nos termos do art. 522 e seguintes do CPC, interpor o presente AGRAVO DE INSTRUMENTO “COM PEDIDO DE EFEITO SUSPENSIVO” em face das razões de fato e direito, consubstanciadas nas laudas subsequentes:
  • 2. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ MINUTA DE AGRAVO DE INSTRUMENTO Agravantes: XXXX XXX XXXXXXX S/C LTDA Agravado: XXX XXX XXXXXXX Processo nº 0000000-00.0000.0.00.0000- 6ª Vara Cível do Foro XXXXXXXX XXXXX Illl EXCELENTÍSSIMO DESEMBARGADOR PRESIDENTE NOBRE DESEMBARGADOR RELATOR EGRÉGIA CÂMARA JULGADORA (1) – DA SINPOSE PROCESSUAL XXXX XXX XXXXX, merece reforma o R. Despacho prolatado pelo magistrado “a quo” em sede da execução supra, sendo certo que o entendimento adotado laborou em error in iudicando, quando reconhecendo a insatisfação dos ora agravantes (fl.397/407 e 431/445) quanto ao laudo acostado àqueles autos (fl. 327/372 e 415/417), nomeou perito para realização de novo laudo de avaliação imobiliária e fixou
  • 3. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ honorários provisórios em R$ 00.000,00 (XXX mil reais), determinado ainda que os executados comprovem o depósito no prazo de cinco dias, sob pena de preclusão e antecipando indeferimento de eventual futuro pedido de dilação de prazo consoante destaque abaixo: Também em cumprimento ao disposto no artigo 525 do CPC e seguintes, declara o patrono na forma da lei, à autenticidade de todos os documentos em anexo mencionados neste petitório conforme descritas na última página do presente recurso. Eis a síntese narrada dos fatos.
  • 4. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ (2) – DA TEMPESTIVIDADE DO RECURSO O recurso, ora interposto, deve ser considerado como tempestivo, porquanto os Agravantes foram intimados da decisão interlocutória com a publicação no DOEJ no dia 03/02/2016; assim, iniciando-se no dia seguinte o decênio legal previsto no Artigo n° 525 do CPC. Portanto, à luz do que rege a CPC temos como plenamente tempestivo o presente Agravo de Instrumento, quando interposto nesta data de 00.00.0000, máxime porque o prazo final ocorreu em 00.00.0000 (Feriado de Carnaval) somente podendo ser protocolizado na quarta feira de cinzas dia 10.02.2016, nos termos do PROVIMENTO CSM TJSP Nº 2317/2015. (3) – DA NECESSIDADE DO EFEITO SUSPENSIVO No que tange ao efeito suspensivo, mostra-se esse importantíssimo para a salvaguarda do direito dos agravantes, em especial porque em caso de improvimento do efeito suspensivo ambos agravantes poderão sofrer graves cerceamentos em seu direito de defesa, máxime porque consoante se lê do R. Despacho fica patente que se no prazo de CINCO DIAS (sem possibilidade de prorrogação ante o indeferimento antecipado de dilação de prazo) os mesmos não comprovar o pagamento da perícia, terão seu direito PRECLUSO conforme expresso no próprio despacho ora guerreado. Destarte, requer seja CONCEDIDO O EFEITO SUSPENSIVO ao r. despacho monocrático “a quo” assegurando-se a
  • 5. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ suspensão daquele feito até que se julgue este agravo ou recurso dele decorrente, máxime porque evidente o periculum in mora e o fumus boni iuris respectivamente demonstrados, posto que a continuidade daquele feito sem o necessário efeito suspensivo, causarão danos irreparáveis aos ora agravantes, dano este irreversível, porque na ausência do laudo haverá prejuízo monetário enorme aos mesmos que já se encontram em situação de falência em virtude da penhora da ampla maioria de seus bens em diversos feitos de execução e cobranças. Também há que ser sopesado em prol dos agravantes a notória grave situação econômica nacional que atravessa o país em crise depressiva que consequentemente tem afetado a situação econômica de pessoas físicas e jurídicas. Assim há que se considerarem os seguintes precedentes: Destarte, diante dos fatos que ora se apresenta, torna- se iniludível a necessidade de atribuição de efeito suspensivo ao presente recurso, uma vez que, seguindo o trâmite processual ordinário, o próximo provimento judicial, encaminhará para liquidação da sentença e os danos não terão como ser reparados aos ora agravantes. O pedido de atribuição de efeito suspensivo ao presente agravo tem por finalidade impedir que os Agravantes sejam obrigados a arcar com o ônus probatório que deveria ser da parte adversa, o que representa uma afronta a todo ordenamento jurídico, uma vez que é garantia Constitucional que “ninguém será obrigado à fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei”, sendo certo que, conforme será
  • 6. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ adiante demonstrado, a correta aplicação da lei não condiz com os termos do r. despacho recorrido, o que acabaria representando uma afronta ao direito pleiteado e aplicável a espécie. Logo, Exas., permanecendo incólume os efeitos da decisão hostilizada, até o provimento final do presente recurso, decerto, perecerá o direito dos Agravantes, o qual serão compelidos, antes mesmo da decisão final deste recurso, a acatar a r. decisão guerreada, mesmo contrária a legislação vigente, sob pena de sofrer as consequências processuais. (4) – DAS RAZÕES PARA REFORMA DO DECISUM Com PERMISSA VENIA, o r. despacho interlocutório “a quo”, merece mesmo ser reformado máxime porque violou dispositivos infraconstitucionais e constitucionais conforme adiante restarão demonstrados: A)- DO PRAZO VENCIDO DO LAUDO PERICIAL APRESENTADO Da análise dos autos verifica-se que o laudo pericial de avaliação ocorreu em meados de março de 2013, constatando-se assim que o mesmo se encontra com cerca de 3 (três) anos desde sua elaboração. Assim na espécie há que se considerar que a avaliação, na verdade, deve refletir o valor de mercado do bem, que não pode ser suprido por meros índices de atualização monetária.
  • 7. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ No caso, não se justifica o aproveitamento de avaliação que, segundo afirmam os agravantes e mesmo o agravado (em pedido pericial anterior), foi realizada no início de 2013, ou seja, há cerca de três anos, porque o escopo da perícia é alcançar valor que bem represente o mercado da região, sabendo-se de antemão que em algumas delas a evolução desse valor pode ficar aquém ou até mesmo superar a variação inflacionária. Nesse sentido inclusive é o entendimento da 26ª Câmara desta mais alta Corte Paulista, senão vejamos: "PENHORA - AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA REALIZADA HÁ MAIS DE TRÊS ANOS - REPETIÇÃO - NECESSIDADE - RECURSO PROVIDO. Não se justifica o aproveitamento de avaliação realizada há mais de três anos porque o escopo da perícia é alcançar valor que bem represente o mercado da região, sabendo-se de antemão que em algumas delas a evolução desse valor pode ficar aquém ou até mesmo superar a variação inflacionária". (TJ-SP - AI: 21288895020148260000 SP 2128889- 50.2014.8.26.0000, Relator: Renato Sartorelli - Data de Julgamento: 22/09/2014, 26ª Câmara de Direito Privado, Data de Publicação: 25/09/2014). Assim, evidente a necessidade da realização de nova avaliação porquanto a anterior foi concluída há cerca de três anos, estando, ao que tudo indica desatualizada, máxime considerando-se à oscilação do mercado imobiliário nacional.
  • 8. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ Se o valor do imóvel não sofreu nenhuma alteração, somente a perícia poderá elucidar essa questão. O que não parece justo e razoável é impedir a atualização do preço do imóvel sem possibilitar a prévia manifestação por perícia judicial. Essa medida serve para evitar o enriquecimento ilícito tanto do exequente, quanto dos executados, prestigiando o princípio da igualdade de tratamento das partes no processo (art. 125, inciso I, do CPC). Confira-se, a propósito, entendimento já sufragado pelo Colendo Superior Tribunal de Justiça, verbis: "A jurisprudência desta Corte assentou entendimento de que o inc. II do art. 683, do CPC, deve ser interpretado como se aludisse a alteração capaz de alcançar tanto a redução quanto o aumento no valor dos bens, ao fundamento de evitar-se o enriquecimento ilícito tanto do exequente quanto do arrematante em detrimento do executado, em homenagem aos princípios da igualdade e da menor gravosidade para o réu." (STJ: REsp. n° 39060/SP, Rel. Min. Salvio de Figueiredo Teixeira). B)- DO ÔNUS E HONORÁRIOS DA PROVA PERICIAL Em
  • 9. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ C)- DO VALOR EXCESSIVO E AFRONTA AOS PRINCIPIOS DA RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE Como ressaltado D)- DA NEGATIVA DE PRESTAÇÃO JURIDICIONAL E VIOLAÇÃO DO DIREITO DE ACESSO A JUSTIÇA Como ressaltado (5) – PREQUESTIONAMENTO O despacho interlocutório contrariou e feriu diversos dispositivos infraconstitucionais e constitucionais, notadamente os princípios constitucionais de ACESSO A JUSTIÇA, RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE e o disposto nos artigos Neste contexto, ressalte-se ainda em prequestionamento que num futuro julgamento deveria consagrar todas as questões jurídicas suscitadas neste agravo com a sua base na legislação constitucional e infraconstitucional as quais mereciam ter sido apreciada pelo magistrado “a quo”. Assim para efeito de prequestionamento, esclarece a defesa que entende o despacho interlocutório como tendo sido fundado em interpretação que CONTRARIOU E NEGOU VIGENCIA ao disposto no § 0º
  • 10. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ ao art. 000 do Código de Processo Civil, bem como afronta os princípios constitucionais de acesso à justiça, razoabilidade e proporcionalidade, razão que fez o agravante se socorrer mediante o presente recurso perante este Corte de Justiça. (6) – DA CONCLUSÃO E PEDIDOS Destarte, diante de todo o exposto e resta claro que a decisão interlocutória ora guerreada ao decidir da forma como o fez, CONTRARIOU e negou vigência a dispositivo legal e constitucional, razão esta que leva a afetar esta Egrégia Corte, na expectativa de que o DESPACHO MONOCRÁTICO seja reformado, em face da equivocada interpretação que nos autos contra os ora agravantes em absoluta afronta aos dispositivos constitucionais e infraconstitucionais supracitados. Ad argumentandum tantum, vem esta Defesa ante as honrosas presenças de tão nobres e cultos julgadores desta Egrégia Corte Paulista, com a finalidade de REQUERER seja dado PROVIMENTO LIMINAR ao presente AGRAVO DE INSTRUMENTO, concedendo-se o efeito suspensivo ao presente recurso, bem como para no mérito, reformar a decisão “a quo” no sentido de determinar a para que seja .......... dos agravantes, por se tratar de medida da mais lídima, indispensável e salutar JUSTIÇA! “Não Somos Responsáveis Somente Pelo que Fazemos, Mas Também Pelo que Deixamos de Fazer”. John Frank Kennedy Nestes termos, Pede Deferimento. São Paulo/SP, 00 de fevereiro de 0000.
  • 11. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ DOCUMENTOS DE INSTRUÇÃO Anexos (cópias) declaradas autenticadas pelo defensor: 1. GR de custas e preparo; 2. Procuração da patrona; 3. Decisão interlocutória Liminar; 4. Cópia da Decisão Interlocutória combatida;; XXX XX XXXX XXXXXX OAB/SP 000.000
  • 12. XXX XX XXXX XXXXX Advocacia Digital Online __________________________________________________ 5. Certidão de intimação oficial da defesa; 6. Certidão de Publicação no Diário Oficial; 7. Cópia da procuração do advogado da parte agravada;