SlideShare uma empresa Scribd logo
HISTÓRIA DO CRISTIANISMO - 1ª AULA
OBJETIVO
1. DEFINIR O QUE É O CRISTIANISMO
2. IDENTIFICAR A MISSÃO, A VISÃO E OS
VALORES DO CRISTIANISMO
EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA - 2017
Prof. Francisco Tudela
Durante a aula DESLIGUE O CELULAR.
HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – 1º Projeto Pedagógico - 2017
Departamento: Educação Religiosa
Carga Horária: 01 Hora
Domingo às 17:30 h - sala 54
Cód. Disciplina:
Pré-requisitos: Jovens e adultos
Professor da Disciplina: Francisco Baques Tudela
CONHECIMENTOS PRÉVIOS NECESSÁRIOS PARA O ACOMPANHAMENTO DA DISCIPLINA
TER CONHECIMENTO DO CONTEÚDO LECIONADO NAS DISCIPLINAS: 1. CONHECENDO A
BÍBLIA / 2. PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO / 3. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO.
CONTRIBUIÇÃO DA DISCIPLINA
CONHECER OS PRINCÍPIOS BÍBLICOS FUNDAMENTAIS DO CRISTIANISMO E SUA
IDENTIDADE.
CONHECER A HISTÓRIA DA IGREJA E DE MISSÕES, GEOGRAFIA E CRONOLOGIA DA BÍBLIA.
EMENTA
O QUE É O CRISTIANISMO E SUA IDENTIDADE.
APRESENTAR OS PRINCIPAIS ENTENDIMENTOS HUMANOS DOS ENSINOS DE JESUS
DESDE SUA MORTE ATÉ OS DIAS DE HOJE E COMPARÁ-LOS COM A IDENTIDADE DO
CRISTIANISMO.
Bibliografia
Básica
1- BÍBLIA NVI
2- HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – Shelley B. L. - Ed Shedd– 1ª Edição 2004
3- UMA HISTÓRIA ILUSTRADA DO CRISTIANISMO – Gonzales J. L. – Ed Vida Nova - 1995
4- HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – COLLINS&MATTHEW – Ed. Loyola - 2000
5 – HISTÓRIA DA IGREJA – Walton R.C. – Ed Vida
E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ
POR QUE ESTUDAR HISTÓRIA
DO CRISTIANISMO ?
● Conhecer a nossa história.
● Conhecer os erros do passado.
● Conhecer os fundamentos do cristianismo.
● Conhecer a ação de Deus na história.
CONHECENDO A CLASSE: ALUNOS E PROFESSOR
1. Já leu a Bíblia toda?
2. Já frequentou alguma classe da EBD? Qual?
3. O que você entende por cristianismo?
4. Como você descreveria a missão do cristianismo?
5. Você acha que fora da igreja não há salvação?
TEMÁTICAS DESTA AULA
1. A proposta do Cristianismo.
2. Cristianismo é uma religião?
3. Visão, missão e valores do cristianismo
O Cristianismo (do grego Xριστός, "Christós", messias,
ungido, do heb. ‫משיח‬" Mashiach") se iniciou como uma
seita judaica, classificada como uma religião abraâmica,
monoteísta, centrada na vida e ensinos de Jesus de Nazaré,
tal como apresentados no Novo Testamento.
O cristianismo se caracteriza por encontrar na pessoa
de Jesus o caminho para Deus, sendo Ele o único
mediador (Jo 14.6), e crê que:
1. Deus é o criador do universo e nele intervém.
2. O homem está afastado de Deus por replicar o pecado
de Adão e Eva: querer ser o deus de sua vida.
3. Jesus é o Cristo, Filho de Deus, Deus feito humano.
4. Quando Jesus voltar e estabelecer uma nova terra o
homem estará salvo do julgamento de Deus e de Sua ira.
O objetivo do cristão é viver ao lado
de Deus na eternidade, e para tanto
deve amar a Deus e ao próximo,
porém, pelas suas próprias forças não
pode viver esta realidade por estar
dominado pelo pecado.
Apenas crendo em Jesus, que por ser
Deus pode perdoar os pecados, e pela
ação do Espirito Santo que o conduzirá
nas suas escolhas, o homem pode
realizar este amor a Deus e ao próximo.
Busquem, pois, em primeiro lugar o
Reino de Deus e a sua justiça... Mt 6.33
A quem aceita ser discípulo, Jesus envia
para um trabalho concreto: construir
relações humanas de fraternidade,
organizar a sociedade na solidariedade e
na justiça: construir o reino de Deus!
Reino atual – 1 Co 4.20 Não um reinado
institucional ou político, mas espiritual,
onde Deus age nas decisões do cristão.
Reino futuro: ao voltar Jesus entregará o
Reino a Deus Pai, e a terra tornará a ser
como era antes do pecado, e para ela
voltaremos após a morte. 1 Co 15.24-28
A palavra PECADO surgiu da palavra grega “HAMARTIA”, que significa “ERRAR O
ALVO” ou “FRACASSAR”.
Pecar é um desvio do fim (ou modo) estabelecido por Deus.
Todo aquele que pratica o pecado transgride a Lei; de fato, o pecado é a
transgressão da Lei. 1 Jo 3.4
O pecado foi herdado de adão e Eva que optaram por desobedecer a Deus e
querer ser o deus de suas vidas, isto é, fazer as escolhas do que é certo e errado
segundo seus padrões: querer governar o mundo que é de Deus.
O QUE É O PECADO?
https://www.youtube.com/watch?v=Zy2AQlK6C5k CÉU E TERRA
O QUE É RELIGIÃO?
Religião é um conjunto de princípios, crenças e práticas de doutrinas
religiosas, baseadas em livros sagrados, que unem seus seguidores
numa mesma comunidade moral, chamada Igreja.
RELIGIÃO é uma palavra proveniente do latim RELIGARE, cujo
significado está relacionado ao religamento do homem para com Deus.
Será?
A RELIGIÃO que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada
é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não
se deixar corromper pelo mundo. Tg 1.27
Na Vulgata a palavra usada para o que em nosso idioma foi traduzido por RELIGIÃO
é RELIGIO e, não REELIGERE.
RELIGIO, no latim, provém do verbo RELEGERE: o prefixo RE "de novo“ intensifica a
palavra que o sucede, LEGERE, que significa "ler“.
Dessa forma o sentido é o de tomar com atenção e/ou ato de constante releitura
dos textos bíblicos ou constante atenção para as questões espirituais, já que a vida
terrena leva a afastar o homem do seu compromisso com o reino espiritual.
O verbo RELEGERE possuía no latim vulgar o sentido de cultuar, de
prestar um culto ou de experimentar um fervor apaixonado e não de
ligar ou religar.
Na Bíblia Alemã de Martinho Lutero, RELIGIO foi traduzido
por GOTTESDIENST, cujo significado em nosso idioma é
Adoração, ou seja, serviço prestado àquele a quem se cultua.
Na carta de Tiago, escrita originalmente em grego, a palavra usada
para definir RELIGIÃO é Threskeia. Abaixo Tg 1.27
Segundo o Dicionário VINE, Threskeia significa RELIGIÃO em seu
aspecto exterior: o religioso serve ao próximo e ao reino de Deus.
RELIGARE não existe no latim!
Há quem diga que essa palavra RELIGARE surgiu da junção de Re ("de novo") +
ligare (unir, atar), com os significados: ligar de novo, voltar a ligar, religar.
Atribuindo-se, assim, à palavra RELIGIÃO, um "conceito romântico", de tal modo
que a religião passou a ser vista, como O MEIO PELO QUAL A HUMANIDADE
PODE SER RELIGADA A DEUS.
Neste sentido o cristianismo não é uma RELIGIÃO, porém é uma religião por ter
um conjunto de princípios, crenças e práticas.
CONCLUSÃO
A palavra RELIGIÃO vem de RELIGIO e significa ADORAÇÃO A DEUS, DEDICAÇÃO À
LEITURA DA BÍBLIA E ESTAR ATENTO ÀS QUESTÕES ESPIRITUAIS.
RELIGIÃO nenhuma, serve como meio de religar-se ao Criador, pois se assim fosse, todos
quantos fazem parte de instituições religiosas, teriam comunhão com o Altíssimo,
prestando-lhe adoração e, rendendo-lhe louvores, o que não é verdade!
A RELIGIÃO NÃO SALVA, pois o comportamento RELIGIO só é possível através da fé.
E é pela fé em Jesus, que o homem é salvo!
RELIGIÃO é esquivar-se de Deus como Senhor e Salvador, criando sua própria justiça
moral e com isso, por seus méritos, cobrar algo de Deus.
Enquanto a RELIGIÃO diz “obedeço; portanto, sou aceito” o cristianismo diz: “sou aceito;
portanto, obedeço”.
A motivação da RELIGIÃO é baseada no medo e na insegurança.
A motivação do cristianismo é baseada na gratidão a Jesus e do desejo de ser como Ele.
JESUS NÃO VEIO INAUGURAR UMA NOVA RELIGIÃO, MAS ESTABELECER A NOVA
ALIANÇA, PREVISTA NO VELHO TESTAMENTO
A RELIGIÃO NÃO SALVA !
HÁ CONTROVÉRSIAS
ESCOLA BÍBLICA |IGREJA PRESBITERIANA DO BAIRRO AMAMBAÍ
"AIgreja Visível, quetambémécatólica ouuniversal, sob o
Evangelho(não sendorestrita a umanação, comoantes sob
a Lei), consiste detodos aqueles que,pelomundointeiro,
professam a verdadeirareligião, juntamentecomseus filhos;
éoReinodoSenhorJesus Cristo, a casa efamília de Deus,
foradaqualnãohápossibilidade de Salvação"
CONFISSÃODE FÉ DE WESTMEINSTER - CAP XXV: DA IGREJA - ART II
Deus Igreja Mundo
Palavra, Adoração e Oração Comunhão e Serviço Evangelização e Compaixão
Missão da Igreja para com Deus! Missão da Igreja para consigo mesma! Missão da Igreja para com o mundo!crescer
alto dentro fora
MISSÃO (FINALIDADE) DO CRISTIANISMO: REALIZAR OS PROPÓSITOS DE DEUS
Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as
nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a
tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos. Mt 28.16-20.
Missão é o propósito da existência de algo
Missão é o que fazemos para alcançar a visão
Fazer discípulos de Jesus e promover o seu crescimento
integral
PARA O ALTO – em direção a Deus
PARA DENTRO – em direção uns dos outros
PARA FORA – em direção aos perdidos e necessitados
VISÃO (ONDE QUER CHEGAR) DO CRISTIANISMO:
1. Que todos vivam eternamente ao lado de Deus.
2. Que as pessoas, a sociedade e a cultura sejam
transformadas por Jesus.
3. Ser socialmente relevante.
Visão é quem queremos ser no futuro
Visão é o resultado do cumprimento da missão
25
OS VALORES (PRINCÍPIOS E CRENÇAS) DO CRISTIANISMO:
TER A BÍBLIA COMO ÚNICA REGRA DE CONDUTA E FÉ.
Valores são princípios e convicções que fundamentam
escolhas e orientam comportamentos dentro de uma
organização para que a visão e missão sejam desenvolvidos.
26
“ ... E serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e
Samaria, e até os confins da terra”. At 1.8
1   história do cristianismo - 1ª aula

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História da Igreja Moderna
História da Igreja ModernaHistória da Igreja Moderna
História da Igreja Moderna
Alberto Simonton
 
9 a idade média as cruzadas - 9ª aula
9   a idade média as cruzadas - 9ª aula9   a idade média as cruzadas - 9ª aula
9 a idade média as cruzadas - 9ª aula
PIB Penha
 
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
PIB Penha
 
5 perseguições e defesa da fé-5ª aula
5  perseguições e defesa da fé-5ª aula5  perseguições e defesa da fé-5ª aula
5 perseguições e defesa da fé-5ª aula
PIB Penha
 
História da igreja antiga
História da igreja antigaHistória da igreja antiga
História da igreja antiga
Alberto Simonton
 
Lição 4 - Não farás imagens de esculturas
Lição 4 - Não farás imagens de esculturasLição 4 - Não farás imagens de esculturas
Lição 4 - Não farás imagens de esculturas
Adriano Pascoa
 
Historia da igreja i aula 1
Historia da igreja i  aula 1Historia da igreja i  aula 1
Historia da igreja i aula 1
Moisés Sampaio
 
10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja
Jefferson Evangelista
 
Seminário sobre a história da igreja. parte 3 as igrejas antigas e no brasil
Seminário sobre a história da igreja. parte 3   as igrejas antigas e no brasilSeminário sobre a história da igreja. parte 3   as igrejas antigas e no brasil
Seminário sobre a história da igreja. parte 3 as igrejas antigas e no brasil
Robson Rocha
 
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 -  Terceiro Período - A Igreja ImperialAula 3 -  Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
Adriano Pascoa
 
8 o cristianismo na idade média -8ª aula
8   o cristianismo na idade média -8ª aula8   o cristianismo na idade média -8ª aula
8 o cristianismo na idade média -8ª aula
PIB Penha
 
O Fundamentalismo Cristão Norte - Americano
O Fundamentalismo Cristão Norte - AmericanoO Fundamentalismo Cristão Norte - Americano
O Fundamentalismo Cristão Norte - Americano
Yury Fontão
 
HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1
HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1
HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1
fogotv
 
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5   Quinto Período - A Reforma ProtestanteAula 5   Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
Adriano Pascoa
 
18
18 18
5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante
Luan Almeida
 
Aula 6 - A Igreja Moderna
Aula 6 - A Igreja Moderna Aula 6 - A Igreja Moderna
Aula 6 - A Igreja Moderna
Adriano Pascoa
 
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
JOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
A história da igreja cristã
A história da igreja cristãA história da igreja cristã
A história da igreja cristã
Filipe
 
Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1
Lisanro Cronje
 

Mais procurados (20)

História da Igreja Moderna
História da Igreja ModernaHistória da Igreja Moderna
História da Igreja Moderna
 
9 a idade média as cruzadas - 9ª aula
9   a idade média as cruzadas - 9ª aula9   a idade média as cruzadas - 9ª aula
9 a idade média as cruzadas - 9ª aula
 
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
 
5 perseguições e defesa da fé-5ª aula
5  perseguições e defesa da fé-5ª aula5  perseguições e defesa da fé-5ª aula
5 perseguições e defesa da fé-5ª aula
 
História da igreja antiga
História da igreja antigaHistória da igreja antiga
História da igreja antiga
 
Lição 4 - Não farás imagens de esculturas
Lição 4 - Não farás imagens de esculturasLição 4 - Não farás imagens de esculturas
Lição 4 - Não farás imagens de esculturas
 
Historia da igreja i aula 1
Historia da igreja i  aula 1Historia da igreja i  aula 1
Historia da igreja i aula 1
 
10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja
 
Seminário sobre a história da igreja. parte 3 as igrejas antigas e no brasil
Seminário sobre a história da igreja. parte 3   as igrejas antigas e no brasilSeminário sobre a história da igreja. parte 3   as igrejas antigas e no brasil
Seminário sobre a história da igreja. parte 3 as igrejas antigas e no brasil
 
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 -  Terceiro Período - A Igreja ImperialAula 3 -  Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
 
8 o cristianismo na idade média -8ª aula
8   o cristianismo na idade média -8ª aula8   o cristianismo na idade média -8ª aula
8 o cristianismo na idade média -8ª aula
 
O Fundamentalismo Cristão Norte - Americano
O Fundamentalismo Cristão Norte - AmericanoO Fundamentalismo Cristão Norte - Americano
O Fundamentalismo Cristão Norte - Americano
 
HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1
HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1
HistóRia Da Igreja Pdf Modulo 1
 
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5   Quinto Período - A Reforma ProtestanteAula 5   Quinto Período - A Reforma Protestante
Aula 5 Quinto Período - A Reforma Protestante
 
18
18 18
18
 
5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante
 
Aula 6 - A Igreja Moderna
Aula 6 - A Igreja Moderna Aula 6 - A Igreja Moderna
Aula 6 - A Igreja Moderna
 
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
 
A história da igreja cristã
A história da igreja cristãA história da igreja cristã
A história da igreja cristã
 
Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1Historia da igreja aula 1
Historia da igreja aula 1
 

Semelhante a 1 história do cristianismo - 1ª aula

1 - O que é o Cristianismo.pptx
1 - O que é o Cristianismo.pptx1 - O que é o Cristianismo.pptx
1 - O que é o Cristianismo.pptx
PIB Penha - SP
 
Vocação E Ministérios Leigos
Vocação E Ministérios LeigosVocação E Ministérios Leigos
Vocação E Ministérios Leigos
Paróquia Nossa Senhora da Salete
 
Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé
Conage
 
DOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docx
DOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docxDOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docx
DOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docx
JosMriodasilva1
 
Igreja saudavel
Igreja saudavelIgreja saudavel
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da IgrejaLBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
boasnovassena
 
Diretrizes 2011 2015
Diretrizes  2011  2015Diretrizes  2011  2015
Diretrizes 2011 2015
MNEstudio
 
Apostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemáticaApostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemática
Rita de Cássia Souza Santos
 
A teologia e seus benefícios
A teologia e seus benefícios A teologia e seus benefícios
Diretrizes
Diretrizes Diretrizes
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015) Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Bernadetecebs .
 
A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)
Recife Metro
 
As crencas fundamentais dos metodistas
As crencas fundamentais dos metodistasAs crencas fundamentais dos metodistas
As crencas fundamentais dos metodistas
Paulo Dias Nogueira
 
Apostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemáticaApostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemática
Paulo Martins
 
Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015
Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015
Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015
Dannilo Stelio
 
Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]
Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]
Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]
Eugenio Hansen, OFS
 
Introdução a seitas e heresias
Introdução a seitas e heresiasIntrodução a seitas e heresias
Introdução a seitas e heresias
ETENAC - Escola Teológica Nova Aliança em Cristo
 
Lição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente
Lição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferenteLição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente
Lição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente
boasnovassena
 
DGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberDGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleber
Kleber Silva
 
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Kleber Silva
 

Semelhante a 1 história do cristianismo - 1ª aula (20)

1 - O que é o Cristianismo.pptx
1 - O que é o Cristianismo.pptx1 - O que é o Cristianismo.pptx
1 - O que é o Cristianismo.pptx
 
Vocação E Ministérios Leigos
Vocação E Ministérios LeigosVocação E Ministérios Leigos
Vocação E Ministérios Leigos
 
Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé Dízimo no Ano da Fé
Dízimo no Ano da Fé
 
DOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docx
DOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docxDOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docx
DOZE MOTIVOS PARA ESTUDAR TEOLOGIA.docx
 
Igreja saudavel
Igreja saudavelIgreja saudavel
Igreja saudavel
 
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da IgrejaLBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
 
Diretrizes 2011 2015
Diretrizes  2011  2015Diretrizes  2011  2015
Diretrizes 2011 2015
 
Apostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemáticaApostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemática
 
A teologia e seus benefícios
A teologia e seus benefícios A teologia e seus benefícios
A teologia e seus benefícios
 
Diretrizes
Diretrizes Diretrizes
Diretrizes
 
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015) Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2011-2015 (DGAE 2011-2015)
 
A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)
 
As crencas fundamentais dos metodistas
As crencas fundamentais dos metodistasAs crencas fundamentais dos metodistas
As crencas fundamentais dos metodistas
 
Apostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemáticaApostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemática
 
Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015
Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015
Licao 8 relacionamento pessoas fe diferente cpad quarto trimestre de 2015
 
Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]
Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]
Espiritualidade fundamental / [Aldir Crocoli]
 
Introdução a seitas e heresias
Introdução a seitas e heresiasIntrodução a seitas e heresias
Introdução a seitas e heresias
 
Lição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente
Lição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferenteLição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente
Lição 08- O relacionamento com pessoas de uma fé diferente
 
DGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberDGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleber
 
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoral
 

Último

Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 

Último (16)

Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 

1 história do cristianismo - 1ª aula

  • 1. HISTÓRIA DO CRISTIANISMO - 1ª AULA OBJETIVO 1. DEFINIR O QUE É O CRISTIANISMO 2. IDENTIFICAR A MISSÃO, A VISÃO E OS VALORES DO CRISTIANISMO EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA - 2017 Prof. Francisco Tudela
  • 2. Durante a aula DESLIGUE O CELULAR.
  • 3. HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – 1º Projeto Pedagógico - 2017 Departamento: Educação Religiosa Carga Horária: 01 Hora Domingo às 17:30 h - sala 54 Cód. Disciplina: Pré-requisitos: Jovens e adultos Professor da Disciplina: Francisco Baques Tudela CONHECIMENTOS PRÉVIOS NECESSÁRIOS PARA O ACOMPANHAMENTO DA DISCIPLINA TER CONHECIMENTO DO CONTEÚDO LECIONADO NAS DISCIPLINAS: 1. CONHECENDO A BÍBLIA / 2. PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO / 3. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO. CONTRIBUIÇÃO DA DISCIPLINA CONHECER OS PRINCÍPIOS BÍBLICOS FUNDAMENTAIS DO CRISTIANISMO E SUA IDENTIDADE. CONHECER A HISTÓRIA DA IGREJA E DE MISSÕES, GEOGRAFIA E CRONOLOGIA DA BÍBLIA. EMENTA O QUE É O CRISTIANISMO E SUA IDENTIDADE. APRESENTAR OS PRINCIPAIS ENTENDIMENTOS HUMANOS DOS ENSINOS DE JESUS DESDE SUA MORTE ATÉ OS DIAS DE HOJE E COMPARÁ-LOS COM A IDENTIDADE DO CRISTIANISMO. Bibliografia Básica 1- BÍBLIA NVI 2- HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – Shelley B. L. - Ed Shedd– 1ª Edição 2004 3- UMA HISTÓRIA ILUSTRADA DO CRISTIANISMO – Gonzales J. L. – Ed Vida Nova - 1995 4- HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – COLLINS&MATTHEW – Ed. Loyola - 2000 5 – HISTÓRIA DA IGREJA – Walton R.C. – Ed Vida
  • 4. E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ POR QUE ESTUDAR HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ? ● Conhecer a nossa história. ● Conhecer os erros do passado. ● Conhecer os fundamentos do cristianismo. ● Conhecer a ação de Deus na história.
  • 5. CONHECENDO A CLASSE: ALUNOS E PROFESSOR 1. Já leu a Bíblia toda? 2. Já frequentou alguma classe da EBD? Qual? 3. O que você entende por cristianismo? 4. Como você descreveria a missão do cristianismo? 5. Você acha que fora da igreja não há salvação?
  • 6. TEMÁTICAS DESTA AULA 1. A proposta do Cristianismo. 2. Cristianismo é uma religião? 3. Visão, missão e valores do cristianismo
  • 7. O Cristianismo (do grego Xριστός, "Christós", messias, ungido, do heb. ‫משיח‬" Mashiach") se iniciou como uma seita judaica, classificada como uma religião abraâmica, monoteísta, centrada na vida e ensinos de Jesus de Nazaré, tal como apresentados no Novo Testamento. O cristianismo se caracteriza por encontrar na pessoa de Jesus o caminho para Deus, sendo Ele o único mediador (Jo 14.6), e crê que: 1. Deus é o criador do universo e nele intervém. 2. O homem está afastado de Deus por replicar o pecado de Adão e Eva: querer ser o deus de sua vida. 3. Jesus é o Cristo, Filho de Deus, Deus feito humano. 4. Quando Jesus voltar e estabelecer uma nova terra o homem estará salvo do julgamento de Deus e de Sua ira.
  • 8. O objetivo do cristão é viver ao lado de Deus na eternidade, e para tanto deve amar a Deus e ao próximo, porém, pelas suas próprias forças não pode viver esta realidade por estar dominado pelo pecado. Apenas crendo em Jesus, que por ser Deus pode perdoar os pecados, e pela ação do Espirito Santo que o conduzirá nas suas escolhas, o homem pode realizar este amor a Deus e ao próximo. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça... Mt 6.33 A quem aceita ser discípulo, Jesus envia para um trabalho concreto: construir relações humanas de fraternidade, organizar a sociedade na solidariedade e na justiça: construir o reino de Deus! Reino atual – 1 Co 4.20 Não um reinado institucional ou político, mas espiritual, onde Deus age nas decisões do cristão. Reino futuro: ao voltar Jesus entregará o Reino a Deus Pai, e a terra tornará a ser como era antes do pecado, e para ela voltaremos após a morte. 1 Co 15.24-28
  • 9.
  • 10. A palavra PECADO surgiu da palavra grega “HAMARTIA”, que significa “ERRAR O ALVO” ou “FRACASSAR”. Pecar é um desvio do fim (ou modo) estabelecido por Deus. Todo aquele que pratica o pecado transgride a Lei; de fato, o pecado é a transgressão da Lei. 1 Jo 3.4 O pecado foi herdado de adão e Eva que optaram por desobedecer a Deus e querer ser o deus de suas vidas, isto é, fazer as escolhas do que é certo e errado segundo seus padrões: querer governar o mundo que é de Deus. O QUE É O PECADO?
  • 12. O QUE É RELIGIÃO? Religião é um conjunto de princípios, crenças e práticas de doutrinas religiosas, baseadas em livros sagrados, que unem seus seguidores numa mesma comunidade moral, chamada Igreja. RELIGIÃO é uma palavra proveniente do latim RELIGARE, cujo significado está relacionado ao religamento do homem para com Deus. Será? A RELIGIÃO que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo. Tg 1.27
  • 13. Na Vulgata a palavra usada para o que em nosso idioma foi traduzido por RELIGIÃO é RELIGIO e, não REELIGERE. RELIGIO, no latim, provém do verbo RELEGERE: o prefixo RE "de novo“ intensifica a palavra que o sucede, LEGERE, que significa "ler“. Dessa forma o sentido é o de tomar com atenção e/ou ato de constante releitura dos textos bíblicos ou constante atenção para as questões espirituais, já que a vida terrena leva a afastar o homem do seu compromisso com o reino espiritual. O verbo RELEGERE possuía no latim vulgar o sentido de cultuar, de prestar um culto ou de experimentar um fervor apaixonado e não de ligar ou religar.
  • 14. Na Bíblia Alemã de Martinho Lutero, RELIGIO foi traduzido por GOTTESDIENST, cujo significado em nosso idioma é Adoração, ou seja, serviço prestado àquele a quem se cultua.
  • 15. Na carta de Tiago, escrita originalmente em grego, a palavra usada para definir RELIGIÃO é Threskeia. Abaixo Tg 1.27 Segundo o Dicionário VINE, Threskeia significa RELIGIÃO em seu aspecto exterior: o religioso serve ao próximo e ao reino de Deus.
  • 16. RELIGARE não existe no latim! Há quem diga que essa palavra RELIGARE surgiu da junção de Re ("de novo") + ligare (unir, atar), com os significados: ligar de novo, voltar a ligar, religar. Atribuindo-se, assim, à palavra RELIGIÃO, um "conceito romântico", de tal modo que a religião passou a ser vista, como O MEIO PELO QUAL A HUMANIDADE PODE SER RELIGADA A DEUS. Neste sentido o cristianismo não é uma RELIGIÃO, porém é uma religião por ter um conjunto de princípios, crenças e práticas.
  • 17. CONCLUSÃO A palavra RELIGIÃO vem de RELIGIO e significa ADORAÇÃO A DEUS, DEDICAÇÃO À LEITURA DA BÍBLIA E ESTAR ATENTO ÀS QUESTÕES ESPIRITUAIS. RELIGIÃO nenhuma, serve como meio de religar-se ao Criador, pois se assim fosse, todos quantos fazem parte de instituições religiosas, teriam comunhão com o Altíssimo, prestando-lhe adoração e, rendendo-lhe louvores, o que não é verdade! A RELIGIÃO NÃO SALVA, pois o comportamento RELIGIO só é possível através da fé. E é pela fé em Jesus, que o homem é salvo! RELIGIÃO é esquivar-se de Deus como Senhor e Salvador, criando sua própria justiça moral e com isso, por seus méritos, cobrar algo de Deus. Enquanto a RELIGIÃO diz “obedeço; portanto, sou aceito” o cristianismo diz: “sou aceito; portanto, obedeço”. A motivação da RELIGIÃO é baseada no medo e na insegurança. A motivação do cristianismo é baseada na gratidão a Jesus e do desejo de ser como Ele. JESUS NÃO VEIO INAUGURAR UMA NOVA RELIGIÃO, MAS ESTABELECER A NOVA ALIANÇA, PREVISTA NO VELHO TESTAMENTO
  • 18. A RELIGIÃO NÃO SALVA ! HÁ CONTROVÉRSIAS ESCOLA BÍBLICA |IGREJA PRESBITERIANA DO BAIRRO AMAMBAÍ "AIgreja Visível, quetambémécatólica ouuniversal, sob o Evangelho(não sendorestrita a umanação, comoantes sob a Lei), consiste detodos aqueles que,pelomundointeiro, professam a verdadeirareligião, juntamentecomseus filhos; éoReinodoSenhorJesus Cristo, a casa efamília de Deus, foradaqualnãohápossibilidade de Salvação" CONFISSÃODE FÉ DE WESTMEINSTER - CAP XXV: DA IGREJA - ART II
  • 19.
  • 20.
  • 21. Deus Igreja Mundo Palavra, Adoração e Oração Comunhão e Serviço Evangelização e Compaixão Missão da Igreja para com Deus! Missão da Igreja para consigo mesma! Missão da Igreja para com o mundo!crescer alto dentro fora
  • 22. MISSÃO (FINALIDADE) DO CRISTIANISMO: REALIZAR OS PROPÓSITOS DE DEUS Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos. Mt 28.16-20. Missão é o propósito da existência de algo Missão é o que fazemos para alcançar a visão Fazer discípulos de Jesus e promover o seu crescimento integral PARA O ALTO – em direção a Deus PARA DENTRO – em direção uns dos outros PARA FORA – em direção aos perdidos e necessitados
  • 23.
  • 24. VISÃO (ONDE QUER CHEGAR) DO CRISTIANISMO: 1. Que todos vivam eternamente ao lado de Deus. 2. Que as pessoas, a sociedade e a cultura sejam transformadas por Jesus. 3. Ser socialmente relevante. Visão é quem queremos ser no futuro Visão é o resultado do cumprimento da missão
  • 25. 25 OS VALORES (PRINCÍPIOS E CRENÇAS) DO CRISTIANISMO: TER A BÍBLIA COMO ÚNICA REGRA DE CONDUTA E FÉ. Valores são princípios e convicções que fundamentam escolhas e orientam comportamentos dentro de uma organização para que a visão e missão sejam desenvolvidos.
  • 26. 26 “ ... E serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. At 1.8