Introdução

1.405 visualizações

Publicada em

  • AMEI... lINGUAGEM ÓTIMA PARA COMPREENDER E ADQUIRIR CONHECIMENTOS!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Introdução

  1. 1. Conceitos interentes àContabilidade de Custos
  2. 2. Gasto• Compra de um produto ou serviço qualquer, que gera sacrifício financeiro para a entidade (desembolso), sacrifício esse representado por entrega ou promessa de entrega de ativos (normalmente dinheiro).• Exemplos: Gastos com a compra de matérias-primas, gastos com salários, gasto com comissões sobre vendas.
  3. 3. Desembolso• Pagamento resultante da aquisição do bem ou serviço.• Exemplo: Pagamento de uma fatura. Na compra a prazo, o gasto ocorre imediatamente, mas o desembolso só ocorrerá no pagamento.
  4. 4. Investimento• Gasto ativado em função de sua vida útil ou de benefícios futuros.• Exemplo: matéria-prima, máquina para a fábrica, ações de outras empresas.
  5. 5. Perdas• Bem ou serviço consumidos de forma anormal e involuntária.
  6. 6. Despesa• Bem ou serviço consumido direta ou indiretamente para a obtenção de receitas.
  7. 7. Custo• São os gastos relativos a bens ou serviços utilizados na produção de outros bens ou serviços
  8. 8. Diferença entre Custo e Despesa• Custo: é o gasto com a fabrica fabricação do produto (processo produtivo). O custo só afetará o resultado a parcela do gasto que corresponde aos produtos vendidos.• Despesa: é o gasto que não esta relacionado ao processo produtivo . São todos os demais fatores identificáveis a administração, financeiras e relativas as vendas, que reduzem a receita. A despesa afetará diretamente o resultado do exercício.
  9. 9. Classificação dos CustosFinalidade da Informação Classificação dos CustosQuanto ao relacionamento Diretos e Indiretoscom o objetoQuanto ao comportamento Variáveis e Fixosdiante do volume de atividadeQuanto ao relacionamento Controláveis e Nãocom o processo de gestão Controláveis; Custo de Oportunidade; Custos Relevantes; Custos Irrecuperáveis; Custos Ocultos (Hidden Costs); Custo-Padrão; Custo do Ciclo de Vida,
  10. 10. Quanto ao relacionamento com o objeto• Custos Diretos: São aqueles identificáveis com cada produto de maneira clara, direta e objetiva; a associação e a apropriação se processa através de mensuração direta.
  11. 11. Quanto ao relacionamento com o objeto• Custos Indiretos: São aqueles alocados a cada produto através de estimativas e aproximações; a associação pode conter subjetividades e o grau de precisão da mensuração é baixo.
  12. 12. Quanto ao comportamento diante dovolume de atividade• Custos Fixos: custos estruturais que ocorrem período após período, sem alterações, ou cujas alterações não se verificam como consequência de variação no volume de atividade em iguais períodos.
  13. 13. Custos FixosCusto $ Custo Fixo Volume de Atividade
  14. 14. Custos FixosCusto $ Custos Fixos Volume de Atividade
  15. 15. Quanto ao comportamento diante dovolume de atividade• Custos Variáveis: custos que variam em função do volume da atividade.
  16. 16. Custos VariáveisCusto $ Custos Variáveis Volume de Atividade
  17. 17. Custos VariáveisCusto $ Custos Variáveis Volume de Atividade
  18. 18. Quanto ao relacionamento com oprocesso de gestão• Custos Controláveis são aquele influenciados pela decisão e ação de um gestor e pode ser identificado ao objeto ou rastreado em determinado processo/atividade.• Custos Não Controláveis: Não pode ser influenciado pela decisão de um gestor.
  19. 19. Quanto ao relacionamento com oprocesso de gestão• Custo de Oportunidade: Representa quanto a empresa sacrificou em termos de remuneração por ter aplicado seus recursos num alternativa ao invés de outra.
  20. 20. Quanto ao relacionamento com oprocesso de gestão• Custos Irrecuperáveis (sunk costs): São custos incorridos no passado e que não são relevantes para decisões no presente, pois não se alteram em função das decisões.
  21. 21. Quanto ao relacionamento com oprocesso de gestão• Custos Ocultos (Hidden Costs): São custos que não são visíveis aos gestores, mas que afetam o resultado econômico da empresa pois correm em condições anormais de operações, associados ao conceito de perdas, tais como falhas e desperdícios nos processos logísticos.
  22. 22. Quanto ao relacionamento com oprocesso de gestão• Custo Padrão: Pode ser considerado como um custo “elaborado”, que contempla aspectos físicos e monetários, em que são considerados dentro da normalidade, os materiais, mão de obra e outros custos, aplicados ao produto/serviço ou à atividade.
  23. 23. Quanto ao relacionamento com oprocesso de gestão• Custo no Ciclo de Vida: atualmente, em função de, em muitos segmentos, os produtos estarem com ciclos de vida cada vez mais curtos, o tempo é a base para a competitividade, é um elemento de diferenciação, e a tendência é que cada vez amis os tempos sejam comprimidos.
  24. 24. Custeio por AbsorçãoDESPESAS CUSTOS DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO ESTOQUE RECEITA DE (-) CPV PRODUTOS =LUCRO BRUTO (-) DESPESAS =LUCRO OPERACIONAL
  25. 25. Custeio por AbsorçãoDESPESAS CUSTOS DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO PRESTAÇÃO RECEITA DE (-) Custo dos Serviços SERVIÇOS Prestados =LUCRO BRUTO (-) DESPESAS =LUCRO OPERACIONAL
  26. 26. Esquema Básico
  27. 27. Critérios de Rateio Conhecimento do Envolvimento do processo de pessoal de Custos produção e de Produção Consistência
  28. 28. Bases de Rateio mais Comuns tempo de tempo de mão custo de mão máquina; de obra; de obra; volume de custo de combinação matéria- matéria-prima de várias prima;

×