SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Durante a semana poderá haver atualizações de
conteúdo.
Favor retornar para verificar.
TEXTO DO DIA
"E pelo
conhecimento se
encherão as câmaras
de todas as
substâncias preciosas
e deleitáveis."
(Pv 24.4)
SÍNTESE
Deus tem interesse em
abençoar os jovens na
construção de um novo
lar, mas, para isso, todos
devem se submeter ao
plano divino.
OBJETIVOS
• CONSCIENTIZAR-SE de que a construção de
uma nova família, dentro do propósito de Deus,
exige preparação;
• ASSUMIR o compromisso de observar o padrão
divino nas fases de namoro e noivado;
• DEFINIR o casamento como uma bênção que
deve ser almejada por todo e qualquer jovem.
LEITURA
BÍBLICA
Gênesis 29.9-20
9. Estando ele ainda falando com eles, veio Raquel com as ovelhas de
seu pai; porque ela era pastora.
10. E aconteceu que, vendo Jacó a Raquel, filha de Labão, irmão de
sua mãe, e as ovelhas de Labão, irmão de sua mãe, chegou Jacó, e
revolveu a pedra de sobre a boca do poço, e deu de beber às ovelhas
de Labão, irmão de sua mãe.
11. E Jacó beijou a Raquel, e levantou a sua voz, e chorou.
12. E Jacó anunciou a Raquel que era irmão de seu pai e que era filho
de Rebeca. Então, ela correu e o anunciou a seu pai.
13. E aconteceu que, ouvindo Labão as novas de Jacó, filho de sua
irmã, correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e beijou-o, e levou-o à sua
casa. E contou ele a Labão todas estas coisas.
14. Então, Labão disse-lhe: Verdadeiramente és tu o meu osso e a
minha carne. E ficou com ele um mês inteiro.
Gênesis 29.9-20
15. Depois, disse Labão a Jacó: Porque tu és meu irmão, hás de servir-
me de graça? Declara-me qual será o teu salário.
16. E Labão tinha duas filhas; o nome da mais velha era Leia, e o
nome da menor, Raquel.
17. Leia, porém, tinha olhos tenros, mas Raquel era de formoso
semblante e formosa à vista.
18. E Jacó amava a Raquel e disse: Sete anos te servirei por Raquel,
tua filha menor.
19. Então, disse Labão: Melhor é que eu ta dê do que a dê a outro
varão; fica comigo.
20. Assim, serviu Jacó sete anos por Raquel; e foram aos seus olhos
como poucos dias, pelo muito que a amava.
SUBSÍDIOS
SUBSÍDIOS
"Por causa da forte influência tribal e da unidade do clã na sociedade
patriarcal, os pais consideravam seu dever e prerrogativa assegurar
esposas para seus filhos (Gn 24.3; 38.6). Normalmente, a noiva em
perspectiva, assim como o noivo, simplesmente concordava com os
arranjos feitos de acordo com os interesses da família e da lealdade à tribo.
[...] O casamento com mulheres estrangeiras era desaconselhado (Gn 24.3;
26.34,35; 27.46; 28.8) e mais tarde foi totalmente proibido (Êx 34.16; Dt 7.3;
Ed 10.2,3,10,11) [...]. Casamentos mistos eram tolerados apenas no caso
dos exilados (por exemplo, José, Gênesis 41.45; Moisés, Êx 2.21) e dos reis
apenas por razões políticas.
Por outro lado, havia em Israel a oportunidade para casamentos baseados
no namoro. O jovem podia declarar a sua preferência (Gn 34.4; Jz 14.2). [...]
Na época do Antigo Testamento as mulheres não eram mantidas como
reclusas, como nos países muçulmanos, e podiam sair às ruas com o rosto
descoberto (cf. 1 Sm 1.13). Elas cuidavam das ovelhas (Gn 29.6; Êx 2.16),
carregavam água (Gn 24.13; 1Sm 9.11), colhiam nos campos (Rt 2. 3) e
visitavam outros lares (Gn 34. 1). Dessa maneira, os jovens tinham a
liberdade de procurar a futura noiva sozinhos“.
Fonte: Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, p. 388.
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• O casamento é o propósito de Deus para o ser
humano, todavia nem todos necessariamente
terão que casar (Jr 16.2).
• O solteiro também pode ser feliz nesta condição.
• O casamento feito no Senhor é uma grande fonte
de alegria (Ec 9.9).
• Para a construção de um lar sólido e feliz é
indispensável uma boa preparação.
I - O CAMINHO
DO AMOR
1. Esperar com paciência
• No relato da criação, Adão foi criado por Deus e
ficou sozinho no Éden, envolvido em algumas
atividades e esperando uma companheira.
• O fato de se estar só traz benefícios
circunstanciais para o jovem (Lm 3.26-28). O
bom é “curtir” cada momento da vida.
• Posteriormente o Todo-Poderoso disse não ser
bom que o homem estivesse só.
• Na sequência é instituído o casamento.
2. Fazendo a escolha certa
• A fase do deslumbramento. O primeiro olhar, aquele
que chama a atenção e desestabiliza, é, em regra,
inesquecível.
• Foi o que aconteceu na vida do patriarca Jacó (Gn
29.10,11).
• Seu irmão Esaú foi apressado e não buscou a
vontade de Deus (Gn 26.34,35).
• Jacó se emociona ao ver Raquel pela primeira vez e
a tratou com respeito, bem como sua família.
• Não se tratava só de aparência física, mas, havia um
algo mais.
• O jovem deve valorizar os valores familiares.
3. A conquista
• O momento da conquista (Gn 29.14-18).
• A circunstância foi criada e e Jacó a aproveitou,
seguindo os costumes locais.
• Jovem, você tem percebido e aproveitado as
oportunidades?
• Preferencialmente com a bênção da família.
• Sete anos de trabalho por Raquel = mesmo Deus
aprovando o relacionamento, não significa que
será fácil o caminho até o casamento.
PENSE
Para encontrar o
grande amor da vida é
preciso que o jovem
crie estratégias
humanas de
conquistas?
PONTO IMPORTANTE
O Senhor é quem mais se
interessa pela construção
de um novo lar em sua
presença.
II – NAMORO E
NOIVADO
1. Contextualização bíblica
Namoro:
• Em toda a história bíblica não se visualiza o namoro
como etapa de algum relacionamento, o casamento
era arranjado pelos pais, alguns logo que os filhos
nasciam, envolvendo, inclusive, pagamento
pecuniário (dote) pela mão da noiva (Gn 34.10,11; Jz
14.2).
Noivado:
• na Bíblia há várias ocorrências da palavra noivado.
• um compromisso muito sério, que inibia, inclusive, o
homem de ir à guerra (Dt 20.7).
• Caso de fornicação era punido com apedrejamento
(Dt 22.22-29).
• Situação de Maria. José a protegeu (Mt 1.18,19).
2. Significados
Namoro:
• corresponde a uma importante fase do
relacionamento humano, que deve ser marcado,
sobretudo, por intimidade intelectual e
emocional.
• momento de observar se existe verdadeiro amor
e recíproco no relacionamento.
• Jacó observou e depois fez o compromisso.
“Namoro” de 7 anos (Gn 29.21-30).
• o que pode ser aplicado para nossos dias?
2. Significados
Noivado:
• fase do relacionamento humano tão relevante
quanto o namoro, caracteriza-se por intimidade
intelectual, emocional, mas também econômica.
• Nesse momento da vida dos nubentes, os
preparativos para o casamento já ficam mais
concretos (planejamentos: local, cerimônia,
enfeites, alimentação, entre outros)
• A intimidade, nesse momento, não deve avançar
além daquilo que é a vontade de Deus, para se
evitar alguns desabores devido à “pressa” (1 Ts
4.3).
PENSE
O namoro e o noivado
são fases da vida que
são decididas pelos
próprios jovens, ou é o
Senhor quem prepara
esses encontros?
PONTO IMPORTANTE
Os encontros significativos na
vida do crente fiel são
promovidos pelo Senhor (Pv
19.14), como aqueles que
aconteceram entre Isaque e
Receba, e Jacó e Raquel.
III –
CASAMENTO
1. Significado
• Depois de aguardar um tempo bastante longo, Jacó
casou-se com Raquel (Gn 29.30).
• Agora, enfim, a intimidade física seria o ponto alto,
pois eles se tornariam uma só carne.
• Muitos consideram “fora de moda” se guardar e
esperar o momento do casamento. Ao cristão isso
não deve ser um peso, mas processo a ser
desfrutado.
• Todo casamento tem suas dificuldades, mas quanto
maior o cuidado, melhor os resultados.
2. Meios de subsistência
• O casamento pressupõe a existência de um
caminho marcado pelo amor (namoro e noivado).
• Porém, antes de casar, os nubentes precisam
garantir os meios de subsistência.
• "Com a sabedoria se edifica a casa, e com a
inteligência ela se firma; e pelo conhecimento se
encherão as câmaras de todas as substâncias
preciosas e deleitáveis" (Pv 24.3,4).
• A preparação intelectual e profissional são
fundamentais para a manutenção do futuro
casamento.
3. Solteiro, mas feliz
• A sociedade e, especialmente, a comunidade da
igreja, cobra do solteiro o casamento.
• Todavia, nem todos irão se casar.
• Existe um ditado popular: “antes só, do que mau
acompanhado”.
• Muitas pessoas que se deixam levar pelas
cobranças se casam e são infelizes.
• Quem faz a opção pela vida de solteiro ou
mesmo quem encontrou alguém que lhe desse
motivo para ter uma vida a dois, deve estar
convicto do que é melhor para sua vida pessoal
e espiritual.
• Importa que você seja feliz e em paz com Deus!
PENSE
O que o jovem cristão
deve fazer para
conseguir um emprego,
com o objetivo de
realizar o sonho do
casamento e manter
com dignidade seu lar?
PONTO IMPORTANTE
A preparação intelectual é
indispensável para, quando
chegar o tempo certo, o
Senhor usar o conhecimento
adquirido a fim de que, pelo
trabalho, a casa se encha de
bens (Pv 24.4).
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
Nesta lição aprendemos que:
1. O jovem cristão deve entender o tempo de Deus
para sua vida.
2. O jovem deve valorizar a família e o respeito para ter
uma vida feliz.
3. O padrão é o casamento, mas o jovem solteiro
também pode ser feliz.
REFERÊNCIAS
BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento.
Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
COLLINS, Gary. Aconselhamento cristão: século XXI. São
Paulo: Vida Nova, 2004.
COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E Agora, como
Viveremos? 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2000.
GOMER, Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos.
Rio de Janeiro: CPAD, 2002.
LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Eu e minha casa: orientações
da Palavra de Deus para a família do século XXI. Reynaldo
Odilo (comentarista). Rio de Janeiro: 2016.
LIMA, Elinaldo Renovato de. A Família Cristã e os
Ataques do Inimigo. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
REFERÊNCIAS
ODILO, Reynaldo. Eu e minha casa: orientações da
Palavra de Deus para a família do século XXI. Rio de
Janeiro: 2016.
ROBERTS, Wes; WRIGTH, H. Norman. Antes do Sim. Rio
de Janeiro:CPAD, 2015.
SWINDOLL, Charles R. Vivendo Provérbios. Rio de
Janeiro: CPAD, 2013
WARREN, Meio Clark. Encontrando o Amor de Sua Vida.
Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Contatos:
natalino6612@gmail.com
(41) 8409 8094

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ibadep a familia crista
Ibadep   a familia cristaIbadep   a familia crista
Ibadep a familia crista
Ricardo819
 
Estudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familiaEstudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familia
mgno42
 
A FamíLia Cristã
A FamíLia CristãA FamíLia Cristã
A FamíLia Cristã
renaapborges
 
A necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto domésticoA necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto doméstico
Moisés Sampaio
 
A familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigoA familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigo
jose filho
 

Mais procurados (20)

Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma FamíliaLição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
 
LBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIA
 
Lição 5 - Deixando Pai e Mãe
Lição 5 - Deixando Pai e MãeLição 5 - Deixando Pai e Mãe
Lição 5 - Deixando Pai e Mãe
 
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaLição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
 
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXILBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
LBJ LIÇÃO 13 - A FAMÍLIA DO SÉCULO XXI
 
Ibadep a familia crista
Ibadep   a familia cristaIbadep   a familia crista
Ibadep a familia crista
 
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃELBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
 
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e MãeLição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
 
Lição 8 missão de marido, esposa e filhos
Lição 8   missão de marido, esposa e filhosLição 8   missão de marido, esposa e filhos
Lição 8 missão de marido, esposa e filhos
 
Estudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familiaEstudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familia
 
A FamíLia Cristã
A FamíLia CristãA FamíLia Cristã
A FamíLia Cristã
 
LBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUS
LBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUSLBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUS
LBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUS
 
4 qual o papel de cada um no lar
4   qual o papel de cada um no lar4   qual o papel de cada um no lar
4 qual o papel de cada um no lar
 
A necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto domésticoA necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto doméstico
 
Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de Deus
 
A familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigoA familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigo
 
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014Apresentação1- A família : Plano de Deus -   Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
Apresentação1- A família : Plano de Deus - Estudo bíblico 1 - 19-10-2014
 
Lição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da FamíliaLição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da Família
 
Lição 6 - O Papel do Marido na Família
Lição 6 - O Papel do Marido na FamíliaLição 6 - O Papel do Marido na Família
Lição 6 - O Papel do Marido na Família
 
2. o plano de deus para a familia
2. o plano de deus para a familia2. o plano de deus para a familia
2. o plano de deus para a familia
 

Destaque

Guia de-preparação-noivos-2
Guia de-preparação-noivos-2Guia de-preparação-noivos-2
Guia de-preparação-noivos-2
Marcia Mostiack
 
Noivos sacramento do matrimônio slides
Noivos   sacramento do matrimônio slidesNoivos   sacramento do matrimônio slides
Noivos sacramento do matrimônio slides
Mauricio Soares
 

Destaque (14)

La robótica2
La robótica2La robótica2
La robótica2
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
 
Guia de-preparação-noivos-2
Guia de-preparação-noivos-2Guia de-preparação-noivos-2
Guia de-preparação-noivos-2
 
Projeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreProjeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para Sempre
 
Noivos sacramento do matrimônio slides
Noivos   sacramento do matrimônio slidesNoivos   sacramento do matrimônio slides
Noivos sacramento do matrimônio slides
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
 
Palestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizesPalestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizes
 
As doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoAs doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamento
 
As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristão
 
Apostila palestra para casais
Apostila   palestra para casaisApostila   palestra para casais
Apostila palestra para casais
 
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 
Coletânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casaisColetânea de dinâmicas para casais
Coletânea de dinâmicas para casais
 

Semelhante a LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família

Adão carlos nascimento oficina de casamento
Adão carlos nascimento   oficina de casamentoAdão carlos nascimento   oficina de casamento
Adão carlos nascimento oficina de casamento
ludmila rocha
 
Benditos laços do matrimônio
Benditos laços do matrimônioBenditos laços do matrimônio
Benditos laços do matrimônio
negaop
 
O PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdf
O PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdfO PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdf
O PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdf
Jorge Teixeira
 

Semelhante a LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família (20)

Lição 4 - Preparando-se Para Construir uma Família
Lição 4 - Preparando-se Para Construir uma FamíliaLição 4 - Preparando-se Para Construir uma Família
Lição 4 - Preparando-se Para Construir uma Família
 
Licao 4 2o trim 2016 preparando para construir uma familia
Licao 4 2o trim 2016   preparando para construir uma familiaLicao 4 2o trim 2016   preparando para construir uma familia
Licao 4 2o trim 2016 preparando para construir uma familia
 
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamentoEstudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
 
Adão carlos nascimento oficina de casamento
Adão carlos nascimento   oficina de casamentoAdão carlos nascimento   oficina de casamento
Adão carlos nascimento oficina de casamento
 
Oficina de casamento adão carlos nascimento
Oficina de casamento   adão carlos nascimentoOficina de casamento   adão carlos nascimento
Oficina de casamento adão carlos nascimento
 
Benditos laços do matrimônio
Benditos laços do matrimônioBenditos laços do matrimônio
Benditos laços do matrimônio
 
Ebd Licao6-1_semestre 2015 | CPAD | Eu Creio no Casamento_08/02/2015
Ebd Licao6-1_semestre 2015 | CPAD | Eu Creio no Casamento_08/02/2015Ebd Licao6-1_semestre 2015 | CPAD | Eu Creio no Casamento_08/02/2015
Ebd Licao6-1_semestre 2015 | CPAD | Eu Creio no Casamento_08/02/2015
 
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaLição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
 
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulherLição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
 
Apostila curso-casais-pronta-pdf-free
Apostila curso-casais-pronta-pdf-freeApostila curso-casais-pronta-pdf-free
Apostila curso-casais-pronta-pdf-free
 
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
 
ABECEDARIO DO CASAMENTO
ABECEDARIO DO CASAMENTOABECEDARIO DO CASAMENTO
ABECEDARIO DO CASAMENTO
 
Jovens estudo 5 - Namoro e Casamento
Jovens estudo 5 - Namoro e CasamentoJovens estudo 5 - Namoro e Casamento
Jovens estudo 5 - Namoro e Casamento
 
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
Licao 2 -_casamento_uma_uniao_vitalicia_-_13_de_abril_de_2013_(pd_fcom_versos)
 
Bodas do Cordeiro.pptx
Bodas do Cordeiro.pptxBodas do Cordeiro.pptx
Bodas do Cordeiro.pptx
 
O PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdf
O PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdfO PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdf
O PLANO DE DEUS PARA O CASAMENTO É CRIAR FILHOS PIEDOSOS 03052023.pdf
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11
 
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
 
[EBD Maranata] Lição 08 - O compromisso com a Palavra de Deus | Revista: Neem...
[EBD Maranata] Lição 08 - O compromisso com a Palavra de Deus | Revista: Neem...[EBD Maranata] Lição 08 - O compromisso com a Palavra de Deus | Revista: Neem...
[EBD Maranata] Lição 08 - O compromisso com a Palavra de Deus | Revista: Neem...
 
Lição 6 - Sexo, uma dádiva divina
Lição 6 - Sexo, uma dádiva divinaLição 6 - Sexo, uma dádiva divina
Lição 6 - Sexo, uma dádiva divina
 

Mais de Natalino das Neves Neves

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 

Último (20)

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 

LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família

  • 1.
  • 2.
  • 3. Durante a semana poderá haver atualizações de conteúdo. Favor retornar para verificar.
  • 4. TEXTO DO DIA "E pelo conhecimento se encherão as câmaras de todas as substâncias preciosas e deleitáveis." (Pv 24.4)
  • 5. SÍNTESE Deus tem interesse em abençoar os jovens na construção de um novo lar, mas, para isso, todos devem se submeter ao plano divino.
  • 7. • CONSCIENTIZAR-SE de que a construção de uma nova família, dentro do propósito de Deus, exige preparação; • ASSUMIR o compromisso de observar o padrão divino nas fases de namoro e noivado; • DEFINIR o casamento como uma bênção que deve ser almejada por todo e qualquer jovem.
  • 9. Gênesis 29.9-20 9. Estando ele ainda falando com eles, veio Raquel com as ovelhas de seu pai; porque ela era pastora. 10. E aconteceu que, vendo Jacó a Raquel, filha de Labão, irmão de sua mãe, e as ovelhas de Labão, irmão de sua mãe, chegou Jacó, e revolveu a pedra de sobre a boca do poço, e deu de beber às ovelhas de Labão, irmão de sua mãe. 11. E Jacó beijou a Raquel, e levantou a sua voz, e chorou. 12. E Jacó anunciou a Raquel que era irmão de seu pai e que era filho de Rebeca. Então, ela correu e o anunciou a seu pai. 13. E aconteceu que, ouvindo Labão as novas de Jacó, filho de sua irmã, correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e beijou-o, e levou-o à sua casa. E contou ele a Labão todas estas coisas. 14. Então, Labão disse-lhe: Verdadeiramente és tu o meu osso e a minha carne. E ficou com ele um mês inteiro.
  • 10. Gênesis 29.9-20 15. Depois, disse Labão a Jacó: Porque tu és meu irmão, hás de servir- me de graça? Declara-me qual será o teu salário. 16. E Labão tinha duas filhas; o nome da mais velha era Leia, e o nome da menor, Raquel. 17. Leia, porém, tinha olhos tenros, mas Raquel era de formoso semblante e formosa à vista. 18. E Jacó amava a Raquel e disse: Sete anos te servirei por Raquel, tua filha menor. 19. Então, disse Labão: Melhor é que eu ta dê do que a dê a outro varão; fica comigo. 20. Assim, serviu Jacó sete anos por Raquel; e foram aos seus olhos como poucos dias, pelo muito que a amava.
  • 12. SUBSÍDIOS "Por causa da forte influência tribal e da unidade do clã na sociedade patriarcal, os pais consideravam seu dever e prerrogativa assegurar esposas para seus filhos (Gn 24.3; 38.6). Normalmente, a noiva em perspectiva, assim como o noivo, simplesmente concordava com os arranjos feitos de acordo com os interesses da família e da lealdade à tribo. [...] O casamento com mulheres estrangeiras era desaconselhado (Gn 24.3; 26.34,35; 27.46; 28.8) e mais tarde foi totalmente proibido (Êx 34.16; Dt 7.3; Ed 10.2,3,10,11) [...]. Casamentos mistos eram tolerados apenas no caso dos exilados (por exemplo, José, Gênesis 41.45; Moisés, Êx 2.21) e dos reis apenas por razões políticas. Por outro lado, havia em Israel a oportunidade para casamentos baseados no namoro. O jovem podia declarar a sua preferência (Gn 34.4; Jz 14.2). [...] Na época do Antigo Testamento as mulheres não eram mantidas como reclusas, como nos países muçulmanos, e podiam sair às ruas com o rosto descoberto (cf. 1 Sm 1.13). Elas cuidavam das ovelhas (Gn 29.6; Êx 2.16), carregavam água (Gn 24.13; 1Sm 9.11), colhiam nos campos (Rt 2. 3) e visitavam outros lares (Gn 34. 1). Dessa maneira, os jovens tinham a liberdade de procurar a futura noiva sozinhos“. Fonte: Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, p. 388.
  • 14. INTRODUÇÃO • O casamento é o propósito de Deus para o ser humano, todavia nem todos necessariamente terão que casar (Jr 16.2). • O solteiro também pode ser feliz nesta condição. • O casamento feito no Senhor é uma grande fonte de alegria (Ec 9.9). • Para a construção de um lar sólido e feliz é indispensável uma boa preparação.
  • 15. I - O CAMINHO DO AMOR
  • 16. 1. Esperar com paciência • No relato da criação, Adão foi criado por Deus e ficou sozinho no Éden, envolvido em algumas atividades e esperando uma companheira. • O fato de se estar só traz benefícios circunstanciais para o jovem (Lm 3.26-28). O bom é “curtir” cada momento da vida. • Posteriormente o Todo-Poderoso disse não ser bom que o homem estivesse só. • Na sequência é instituído o casamento.
  • 17. 2. Fazendo a escolha certa • A fase do deslumbramento. O primeiro olhar, aquele que chama a atenção e desestabiliza, é, em regra, inesquecível. • Foi o que aconteceu na vida do patriarca Jacó (Gn 29.10,11). • Seu irmão Esaú foi apressado e não buscou a vontade de Deus (Gn 26.34,35). • Jacó se emociona ao ver Raquel pela primeira vez e a tratou com respeito, bem como sua família. • Não se tratava só de aparência física, mas, havia um algo mais. • O jovem deve valorizar os valores familiares.
  • 18. 3. A conquista • O momento da conquista (Gn 29.14-18). • A circunstância foi criada e e Jacó a aproveitou, seguindo os costumes locais. • Jovem, você tem percebido e aproveitado as oportunidades? • Preferencialmente com a bênção da família. • Sete anos de trabalho por Raquel = mesmo Deus aprovando o relacionamento, não significa que será fácil o caminho até o casamento.
  • 19. PENSE Para encontrar o grande amor da vida é preciso que o jovem crie estratégias humanas de conquistas?
  • 20. PONTO IMPORTANTE O Senhor é quem mais se interessa pela construção de um novo lar em sua presença.
  • 21. II – NAMORO E NOIVADO
  • 22. 1. Contextualização bíblica Namoro: • Em toda a história bíblica não se visualiza o namoro como etapa de algum relacionamento, o casamento era arranjado pelos pais, alguns logo que os filhos nasciam, envolvendo, inclusive, pagamento pecuniário (dote) pela mão da noiva (Gn 34.10,11; Jz 14.2). Noivado: • na Bíblia há várias ocorrências da palavra noivado. • um compromisso muito sério, que inibia, inclusive, o homem de ir à guerra (Dt 20.7). • Caso de fornicação era punido com apedrejamento (Dt 22.22-29). • Situação de Maria. José a protegeu (Mt 1.18,19).
  • 23. 2. Significados Namoro: • corresponde a uma importante fase do relacionamento humano, que deve ser marcado, sobretudo, por intimidade intelectual e emocional. • momento de observar se existe verdadeiro amor e recíproco no relacionamento. • Jacó observou e depois fez o compromisso. “Namoro” de 7 anos (Gn 29.21-30). • o que pode ser aplicado para nossos dias?
  • 24. 2. Significados Noivado: • fase do relacionamento humano tão relevante quanto o namoro, caracteriza-se por intimidade intelectual, emocional, mas também econômica. • Nesse momento da vida dos nubentes, os preparativos para o casamento já ficam mais concretos (planejamentos: local, cerimônia, enfeites, alimentação, entre outros) • A intimidade, nesse momento, não deve avançar além daquilo que é a vontade de Deus, para se evitar alguns desabores devido à “pressa” (1 Ts 4.3).
  • 25. PENSE O namoro e o noivado são fases da vida que são decididas pelos próprios jovens, ou é o Senhor quem prepara esses encontros?
  • 26. PONTO IMPORTANTE Os encontros significativos na vida do crente fiel são promovidos pelo Senhor (Pv 19.14), como aqueles que aconteceram entre Isaque e Receba, e Jacó e Raquel.
  • 28. 1. Significado • Depois de aguardar um tempo bastante longo, Jacó casou-se com Raquel (Gn 29.30). • Agora, enfim, a intimidade física seria o ponto alto, pois eles se tornariam uma só carne. • Muitos consideram “fora de moda” se guardar e esperar o momento do casamento. Ao cristão isso não deve ser um peso, mas processo a ser desfrutado. • Todo casamento tem suas dificuldades, mas quanto maior o cuidado, melhor os resultados.
  • 29. 2. Meios de subsistência • O casamento pressupõe a existência de um caminho marcado pelo amor (namoro e noivado). • Porém, antes de casar, os nubentes precisam garantir os meios de subsistência. • "Com a sabedoria se edifica a casa, e com a inteligência ela se firma; e pelo conhecimento se encherão as câmaras de todas as substâncias preciosas e deleitáveis" (Pv 24.3,4). • A preparação intelectual e profissional são fundamentais para a manutenção do futuro casamento.
  • 30. 3. Solteiro, mas feliz • A sociedade e, especialmente, a comunidade da igreja, cobra do solteiro o casamento. • Todavia, nem todos irão se casar. • Existe um ditado popular: “antes só, do que mau acompanhado”. • Muitas pessoas que se deixam levar pelas cobranças se casam e são infelizes. • Quem faz a opção pela vida de solteiro ou mesmo quem encontrou alguém que lhe desse motivo para ter uma vida a dois, deve estar convicto do que é melhor para sua vida pessoal e espiritual. • Importa que você seja feliz e em paz com Deus!
  • 31. PENSE O que o jovem cristão deve fazer para conseguir um emprego, com o objetivo de realizar o sonho do casamento e manter com dignidade seu lar?
  • 32. PONTO IMPORTANTE A preparação intelectual é indispensável para, quando chegar o tempo certo, o Senhor usar o conhecimento adquirido a fim de que, pelo trabalho, a casa se encha de bens (Pv 24.4).
  • 34. Nesta lição aprendemos que: 1. O jovem cristão deve entender o tempo de Deus para sua vida. 2. O jovem deve valorizar a família e o respeito para ter uma vida feliz. 3. O padrão é o casamento, mas o jovem solteiro também pode ser feliz.
  • 35. REFERÊNCIAS BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. COLLINS, Gary. Aconselhamento cristão: século XXI. São Paulo: Vida Nova, 2004. COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E Agora, como Viveremos? 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2000. GOMER, Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos. Rio de Janeiro: CPAD, 2002. LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Eu e minha casa: orientações da Palavra de Deus para a família do século XXI. Reynaldo Odilo (comentarista). Rio de Janeiro: 2016. LIMA, Elinaldo Renovato de. A Família Cristã e os Ataques do Inimigo. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
  • 36. REFERÊNCIAS ODILO, Reynaldo. Eu e minha casa: orientações da Palavra de Deus para a família do século XXI. Rio de Janeiro: 2016. ROBERTS, Wes; WRIGTH, H. Norman. Antes do Sim. Rio de Janeiro:CPAD, 2015. SWINDOLL, Charles R. Vivendo Provérbios. Rio de Janeiro: CPAD, 2013 WARREN, Meio Clark. Encontrando o Amor de Sua Vida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
  • 37. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094