SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Durante a semana poderá haver atualizações de
conteúdo.
Favor retornar para verificar.
TEXTO DO DIA
"A mulher virtuosa é
a coroa do seu
marido, mas a que
procede
vergonhosamente é
como apodrecimento
nos seus ossos."
(Pv 12.4)
SÍNTESE
A nobre função da
esposa como adjutora
reflete o cuidado de um
Deus amoroso, que viu
não ser bom o homem
estar só.
OBJETIVOS
• SABER que a mulher foi criada para ser
adjutora;
• DISCORRER sobre o papel da mulher no núcleo
familiar, seja em relação a Deus, ao marido ou
aos filhos;
• RECONHECER a extraordinária capacidade
geradora da mulher, a qual foi concedida pelo
Criador.
LEITURA
BÍBLICA
Provérbios 31.10-14
Álefe
10. Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de
rubins.
Bete.
11. O coração do seu marido está nela confiado, e a ela nenhuma
fazenda faltará.
Guímel.
12. Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida.
Dálete.
13. Busca lã e linho e trabalha de boa vontade com as suas mãos.
Hê.
14. É como o navio mercante: de longe traz o seu pão.
SUBSÍDIOS
SUBSÍDIOS
"[...] Hoje em dia, os papéis e as responsabilidades são encarados como
separados à identidade essencial de alguém, o núcleo central de alguém, e
até mesmo contraditórios a isso. O ser pode aceitar ou rejeitar estas
responsabilidades no processo de autonegação.
Isto pode parecer abstrato, mas tem consequências práticas intensas. Um
dos temas do movimento feminista radical tem sido o de que as mulheres
são sufocadas pelos papéis de esposa e mãe e precisam descobrir o seu
verdadeiro ser independentemente destes relacionamentos. Como
resultado, as últimas décadas viram uma grande migração de mulheres para
o mercado de trabalho, quando a realização pessoal se torna mais
importante do que o casamento e a família para algumas mulheres. O
agudo crescimento do aborto pode ser visto como um forte indicador de
uma diminuição do interesse em ter filhos. De maneira similar, o crescente
uso de creches reflete, em parte, um menor comprometimento em ser
quem cuida dos próprios filhos.
O Dr. Stanley Greenspan [...] observa que esta é a primeira vez na história
em que existe uma tendência crescente nas famílias de classe média 'de
terceirizar o cuidado dos seus bebês' (COLSON, 2006, p. 77).
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• A mulher e a companheira que auxilia e caminha
junto com o esposo (Gn 2.18).
• Uma mulher, pode se realizar profissionalmente e
tornar-se independente financeiramente, mas
pela sua natureza sentirá a necessidade de ser
amada, cuidada e protegida por um homem.
• Homem e mulher não é questão de superioridade
ou inferioridade, mas complementariedade.
• Homem e mulher: um complementa o outro.
I – PRECEDENTES
HISTÓRICOS
1. Amizade perigosa
• Exemplo do relato da criação:
o isolamento pode ser favorável à influências negativas
ao casamento.
O melhor amigo da esposa deve ser o esposo e a
melhor amiga do esposo deve ser a esposa.
• Quando a pessoa se sente “incompleta” tem a
tendência de buscar o complemento (Eva; Pv 27.20).
Por isso, a importância da boa comunicação entre o
casal.
• O engano geralmente vem de palavras doces,
desafiadoras e confortantes.
• A erros que trazem consequências sem volta, por mais
que seja possível amenizar a situação o dor e o
sofrimento são consequências.
2. Insubmissão
• Tomada de ações que envolvem o casal sem
comunicação entre eles pode ser “fatal” para o
relacionamento (Gn 2.18).
• A arrogância e prepotência é um perigo (Pv
26.12).
• Qual o equilíbrio na relação conjugal?
• O extremismo é prejudicial em todos os casos,
por isso, o bem senso na relação sempre traz
benefícios.
• Na tomada de ação, a felicidade e bem estar da
família deve ter prioridade.
3. Decisão emocional
• Fatores que favorecem uma decisão emocional e
equivocada: estar em lugar perigoso (Pv 27.12) e
uma atitude extremamente imprudente (Sl 1.1).
• As práticas preponderantes influenciadas pelo
sistema dominante de nosso século induz a um
desejo descontrolado pelo poder e dominação,
causa de perda nos relacionamentos.
• Decisões movidas simplesmente pela emoção levam
as pessoas a não analisar as consequências.
• Que a paz de Deus seja o árbitro em suas decisões
(Cl 3.15).
PENSE
Por que homens e
mulheres repetem os
erros cometidos por Eva,
milhares de vezes, todos
os dias, em todo o
mundo, se já sabem qual
o salário do pecado?
PONTO IMPORTANTE
O pecado entorpece a
consciência, seja pelas
circunstâncias, pelas
vantagens oferecidas ou
simplesmente pela
emoção, mas depois ele
cobra um alto preço.
II – A BRILHANTE
ADJUTORA
1. Em relação a Deus
• Deus sempre dá uma mensagem de esperança e
valoriza as virtudes (Gn 3.15).
• A mulher (adjuntora) tem um papel fundamental na
edificação da família, no encorajamento do esposo e
filhos na sua relação com Deus.
• Todavia, a mulher imprudente pode “destruir” os
alicerces da família (Pv 14.1) por meio de
comportamentos intempestivos.
• Essa liderança espiritual no lar, em parceria com o
marido, pode ser claramente observada nas
Escrituras (Êx 2.1-10; 1 Sm 2.18-20; Pv 31.1; 1 Co
7.14; 1 Pe 3.1,2).
2. Em relação ao marido
• O texto bíblico orienta à mulher “submissão” ao
esposo “no Senhor”. O que isso significa?
• Não significa uma obediência cega (1 Sm 25.1-35). A
Palavra de deus deve seu referencial.
• Ela é adjutora, constituída por Deus, mas somente
para o bem, nunca para o mal.
• Perigo de amar mais ao cônjuge do que ao próprio
Deus (At 5.1-11).
• O dever da esposa cristã é ser um baluarte da
família, conduzindo-a ao centro da vontade de Deus,
em parceria, sempre, com o esposo.
3. Em relação aos filhos
• O papel de cuidar dos filhos deve ser compartilhado
entre marido e esposa.
• A mulher desde o início da vida dos filhos tem um
contato mais direto e próximo (alimentação,
acompanhamentos dos primeiros meses/anos, entre
outros).
• O amor de mãe, máximo referencial humano, que
simboliza o amor de Deus (Is 49.15).
• Essa proximidade deve ser utilizada para fortalecer a
educação dos filhos, levando-os ao crescimento em
todas as áreas, em especial no relacionamento com
Deus.
• Exemplo positivo do relacionamento da mãe e avó
de Timóteo (2 Tm 1.4,5).
PENSE
A esposa deve se sentir
honrada por ter
recebido de Deus uma
"submissão" em relação
ao seu esposo, no que
se refere à liderança no
lar?
PONTO IMPORTANTE
Submissão é um dos diferenciais
de quem é cheio do Espírito
Santo, como o foi Jesus. Por tal
razão, ser submisso é uma
honra, pois demonstra grandeza
de caráter e fé.
III – CRIADA PARA
GERAR
1. Semente da vida
• A maternidade é um dom de Deus. O prazer de ter
um filho supera a dor da gestação.
• Atualmente, alguns casais tem optado por não ter
filhos por vários motivos (tempo necessário para
educar filhos, medo da gravidez, medo do futuro
para os filhos, estética, entre outros).
• O cristão deve valorizar esse dom de Deus, o dom
da vida que é permitido somente às mulheres. O que
fortifica ainda mais o padrão bíblico para a família.
2. Semente da Salvação
• Todas pessoas receberam o dom da vida por meio
de uma mulher. Inclusive o Messias (Gn 3.15).
• Que privilégio para a mulher!
• Paulo afirma: "mas, vindo a plenitude dos tempos,
Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido
sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei,
a fim de recebermos a adoção de filhos" (Gl 4.4,5).
• Glória a Deus pelo dom inefável da vida eterna por
meio de Cristo, Salvador da humanidade.
3. Sonhos
• Mulheres, na direção de Deus, encorajam os sonhos
dos membros da família, bem como não desistem de
seus próprios sonhos (Gn 30.22,23; 1 Sm 1.5,6).
• Um exemplo de luta e coragem para a família (Jz
1.12-15).
• Um exemplo de dedicação aos familiares, em
especial, aos idosos e desamparados (Rt 2.11,12).
• A determinação da moabita Rute a tornou em uma
das ascendentes do Senhor Jesus, constando na
sua genealogia(Ef 3.20).
• Se você quer ter algo que nunca teve, faça algo que
nunca fez!
PENSE
Por que o Espírito Santo
outorga, em regra, às
mulheres submissas a
capacidade de verem
pela fé as coisas do
futuro, que estão no
coração de Deus?
PONTO IMPORTANTE
A sensibilidade, fé e
submissão femininas agradam
a Deus, que não lhes priva dos
desejos do coração (Sl 51.17;
37.3), concebidos na confiança
do caráter de Deus que é
gracioso.
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
Nesta lição aprendemos que:
1. O homem e a mulher se complementam e
devem tomar as principais decisões familiares
em conjunto.
2. O amor de mãe tem um papel fundamental para
o bom relacionamento entre os membros da
família e na relação com Deus.
3. Toda jovem, futura mamãe, desempenhará uma
importante missão para o Reino de Deus:
conduzir seus descendentes, em parceria com o
marido, para servirem ao Senhor.
REFERÊNCIAS
ADEI, Stephen. Seja o Líder que Sua Família Precisa. Rio de
Janeiro: CPAD, 2010.
BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento. Rio
de Janeiro: CPAD, 2011.
COLLINS, Gary. Aconselhamento cristão: século XXI. São
Paulo: Vida Nova, 2004.
COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E Agora, como
Viveremos? 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2000.
GOMER, Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos. Rio
de Janeiro: CPAD, 2002.
JAYNES, Sharon. Grandes Mães Criam Filhos Felizes. Rio de
Janeiro: CPAD, 2013.
LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Eu e minha casa: orientações da
Palavra de Deus para a família do século XXI. Reynaldo Odilo
(comentarista). Rio de Janeiro: 2016.
REFERÊNCIAS
LIMA, Elinaldo Renovato de. A Família Cristã e os Ataques do
Inimigo. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
ODILO, Reynaldo. Eu e minha casa: orientações da Palavra de
Deus para a família do século XXI. Rio de Janeiro: 2016.
RAMOS, Sônia Pires. Entre Nós Mulheres. Rio de Janeiro: CPAD, 2012
ROBERTS, Wes; WRIGTH, H. Norman. Antes do Sim. Rio de
Janeiro:CPAD, 2015.
SWINDOLL, Charles R. Vivendo Provérbios. Rio de Janeiro:
CPAD, 2013
WARREN, Meio Clark. Encontrando o Amor de Sua Vida. Rio
de Janeiro: CPAD, 2011.
WRIGHT, H. Norman. Guia de Aconselhamento Pré-Nupcial.
Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Contatos:
natalino6612@gmail.com
(41) 8409 8094

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreProjeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreSolinftec
 
Lição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptx
Lição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptxLição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptx
Lição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptxCelso Napoleon
 
Pais x filhos. educação sábia para os dias atuais.
Pais  x filhos. educação sábia para os dias atuais.Pais  x filhos. educação sábia para os dias atuais.
Pais x filhos. educação sábia para os dias atuais.Seduc MT
 
Palestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritual
Palestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritualPalestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritual
Palestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritualCaroline Calaça
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalÉder Tomé
 
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de DeusOs Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de DeusIBMemorialJC
 
Parábolas de Jesus Filho pródigo
Parábolas de Jesus Filho pródigoParábolas de Jesus Filho pródigo
Parábolas de Jesus Filho pródigoJhonatan Felipe
 
O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2
O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2
O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2Presentepravoce SOS
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidomarckmel
 
O relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhosO relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhosMaria Da Penha Pereira
 
Lição 3 - A Comunicação no Ambiente Familiar
Lição 3 - A Comunicação no Ambiente FamiliarLição 3 - A Comunicação no Ambiente Familiar
Lição 3 - A Comunicação no Ambiente FamiliarÉder Tomé
 
Lição 8 - O Desafio da Criação dos Filhos
Lição 8 - O Desafio da Criação dos FilhosLição 8 - O Desafio da Criação dos Filhos
Lição 8 - O Desafio da Criação dos FilhosÉder Tomé
 
O cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeO cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeLuan Almeida
 
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!Rosângela Oliveira
 

Mais procurados (20)

Projeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para SempreProjeto Casados Para Sempre
Projeto Casados Para Sempre
 
Lição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptx
Lição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptxLição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptx
Lição 08: A Importância da Paternidade na Vida dos Filhos.pptx
 
Pais x filhos. educação sábia para os dias atuais.
Pais  x filhos. educação sábia para os dias atuais.Pais  x filhos. educação sábia para os dias atuais.
Pais x filhos. educação sábia para os dias atuais.
 
A mulher virtuosa
A mulher virtuosaA mulher virtuosa
A mulher virtuosa
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
 
Pais e filhos
Pais e filhosPais e filhos
Pais e filhos
 
Palestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritual
Palestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritualPalestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritual
Palestra congresso de mulheres transformação e crescimento espiritual
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
 
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de DeusOs Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
 
Parábolas de Jesus Filho pródigo
Parábolas de Jesus Filho pródigoParábolas de Jesus Filho pródigo
Parábolas de Jesus Filho pródigo
 
O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2
O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2
O casal cristão_no_mundo_de_hoje_2
 
Deus, nós e a nossa família
Deus, nós  e  a  nossa  famíliaDeus, nós  e  a  nossa  família
Deus, nós e a nossa família
 
A Mulher Virtuosa.
A Mulher Virtuosa. A Mulher Virtuosa.
A Mulher Virtuosa.
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedido
 
O relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhosO relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhos
 
Lição 3 - A Comunicação no Ambiente Familiar
Lição 3 - A Comunicação no Ambiente FamiliarLição 3 - A Comunicação no Ambiente Familiar
Lição 3 - A Comunicação no Ambiente Familiar
 
Lição 8 - O Desafio da Criação dos Filhos
Lição 8 - O Desafio da Criação dos FilhosLição 8 - O Desafio da Criação dos Filhos
Lição 8 - O Desafio da Criação dos Filhos
 
O cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeO cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidade
 
Mulher virtuosa
Mulher virtuosaMulher virtuosa
Mulher virtuosa
 
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
A MULHER SEGUNDO CORAÇÃO DE DEUS!
 

Destaque

Palestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familiaPalestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familiaMilas Aldrin Alves
 
Qual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristãQual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristãRosângela Oliveira
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorElciene Oliveira
 
Palestras motivacionais para mulheres
Palestras motivacionais para mulheresPalestras motivacionais para mulheres
Palestras motivacionais para mulheresSolange Wittmann
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família Cordeiro_
 
Slides palestra família
Slides palestra famíliaSlides palestra família
Slides palestra famíliaClarice-Borges
 
Mulher Virtuosa x Mulher Comum
Mulher Virtuosa x Mulher ComumMulher Virtuosa x Mulher Comum
Mulher Virtuosa x Mulher ComumRocaSantos
 
A autoestima da mulher cristã apresentação ok
A autoestima da mulher cristã apresentação okA autoestima da mulher cristã apresentação ok
A autoestima da mulher cristã apresentação okValeria Santos
 
Mulheres de joelho igreja de pé
Mulheres de joelho igreja de péMulheres de joelho igreja de pé
Mulheres de joelho igreja de pénegramary
 
Sinais de uma família em perigo
Sinais de uma família em perigoSinais de uma família em perigo
Sinais de uma família em perigoHugo Machado
 
Cura interior
Cura interiorCura interior
Cura interiorester0908
 
10. mulher virtuosa
10. mulher virtuosa10. mulher virtuosa
10. mulher virtuosapohlos
 
Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.João Campos
 

Destaque (20)

Palestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familiaPalestra sobre o papel de cada um na familia
Palestra sobre o papel de cada um na familia
 
Qual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristãQual o papel da mãe na família cristã
Qual o papel da mãe na família cristã
 
Dinâmica: Mulher sábia
  Dinâmica: Mulher sábia  Dinâmica: Mulher sábia
Dinâmica: Mulher sábia
 
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
Lição 8 - A Mulher VirtuosaLição 8 - A Mulher Virtuosa
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
 
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
Mulheres moldadas pela Palavra de Deus
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do Senhor
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
 
Palestras motivacionais para mulheres
Palestras motivacionais para mulheresPalestras motivacionais para mulheres
Palestras motivacionais para mulheres
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família
 
Slides palestra família
Slides palestra famíliaSlides palestra família
Slides palestra família
 
Mulher Virtuosa x Mulher Comum
Mulher Virtuosa x Mulher ComumMulher Virtuosa x Mulher Comum
Mulher Virtuosa x Mulher Comum
 
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e euLição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
 
A autoestima da mulher cristã apresentação ok
A autoestima da mulher cristã apresentação okA autoestima da mulher cristã apresentação ok
A autoestima da mulher cristã apresentação ok
 
Mulheres de joelho igreja de pé
Mulheres de joelho igreja de péMulheres de joelho igreja de pé
Mulheres de joelho igreja de pé
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 
Sinais de uma família em perigo
Sinais de uma família em perigoSinais de uma família em perigo
Sinais de uma família em perigo
 
Cura interior
Cura interiorCura interior
Cura interior
 
10. mulher virtuosa
10. mulher virtuosa10. mulher virtuosa
10. mulher virtuosa
 
A mulher virtuosa e forte
A mulher virtuosa e forteA mulher virtuosa e forte
A mulher virtuosa e forte
 
Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.Cura interior a luz da palavra.
Cura interior a luz da palavra.
 

Semelhante a LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA

Lição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaLição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaMaxsuel Aquino
 
aconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoralaconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoralDeniserma
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professoresJoão Paulo Silva Mendes
 
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaLição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaboasnovassena
 
Lição 2 advertências contra o adultério
Lição 2   advertências contra o adultérioLição 2   advertências contra o adultério
Lição 2 advertências contra o adultérioNatalino das Neves Neves
 
2013 1 tri - lição 6 - a infelidade conjugal
2013   1 tri - lição 6 - a infelidade conjugal2013   1 tri - lição 6 - a infelidade conjugal
2013 1 tri - lição 6 - a infelidade conjugalNatalino das Neves Neves
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deusNatalino das Neves Neves
 
Lição 2 "Há algo errado com a família"?
Lição 2 "Há algo errado com a família"?Lição 2 "Há algo errado com a família"?
Lição 2 "Há algo errado com a família"?Marcus Wagner
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02editorjovens
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02Joel Silva
 
ecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdf
ecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdfecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdf
ecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdfFrancisco Almoxarifado
 
Estudo para família 2011
Estudo para família 2011Estudo para família 2011
Estudo para família 2011ipadcamela
 
Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?Marcus Wagner
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaÉder Tomé
 
Watchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalWatchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalFrancisco Deuzilene
 
2013 1 tri - lição 5 - conflitos na família
2013   1 tri - lição 5 - conflitos na família2013   1 tri - lição 5 - conflitos na família
2013 1 tri - lição 5 - conflitos na famíliaNatalino das Neves Neves
 

Semelhante a LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA (20)

Lição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaLição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
 
aconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoralaconselhamento e orientação pastoral
aconselhamento e orientação pastoral
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
 
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaLição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
 
Lição 2 advertências contra o adultério
Lição 2   advertências contra o adultérioLição 2   advertências contra o adultério
Lição 2 advertências contra o adultério
 
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdfPALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
 
A FamíLia No Plano De Deus
A FamíLia No Plano De DeusA FamíLia No Plano De Deus
A FamíLia No Plano De Deus
 
2013 1 tri - lição 6 - a infelidade conjugal
2013   1 tri - lição 6 - a infelidade conjugal2013   1 tri - lição 6 - a infelidade conjugal
2013 1 tri - lição 6 - a infelidade conjugal
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
 
Lição 2 "Há algo errado com a família"?
Lição 2 "Há algo errado com a família"?Lição 2 "Há algo errado com a família"?
Lição 2 "Há algo errado com a família"?
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02
 
ecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdf
ecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdfecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdf
ecc-02-harmonia-conjugal_231009_212559.pdf
 
A infidelidade conjugal
A infidelidade conjugalA infidelidade conjugal
A infidelidade conjugal
 
Estudo para família 2011
Estudo para família 2011Estudo para família 2011
Estudo para família 2011
 
Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
 
Watchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalWatchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normal
 
Família cristã saudável
Família cristã saudávelFamília cristã saudável
Família cristã saudável
 
2013 1 tri - lição 5 - conflitos na família
2013   1 tri - lição 5 - conflitos na família2013   1 tri - lição 5 - conflitos na família
2013 1 tri - lição 5 - conflitos na família
 

Mais de Natalino das Neves Neves

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTONatalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSNatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINANatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaNatalino das Neves Neves
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 

LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA

  • 1.
  • 2.
  • 3. Durante a semana poderá haver atualizações de conteúdo. Favor retornar para verificar.
  • 4. TEXTO DO DIA "A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que procede vergonhosamente é como apodrecimento nos seus ossos." (Pv 12.4)
  • 5. SÍNTESE A nobre função da esposa como adjutora reflete o cuidado de um Deus amoroso, que viu não ser bom o homem estar só.
  • 7. • SABER que a mulher foi criada para ser adjutora; • DISCORRER sobre o papel da mulher no núcleo familiar, seja em relação a Deus, ao marido ou aos filhos; • RECONHECER a extraordinária capacidade geradora da mulher, a qual foi concedida pelo Criador.
  • 9. Provérbios 31.10-14 Álefe 10. Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de rubins. Bete. 11. O coração do seu marido está nela confiado, e a ela nenhuma fazenda faltará. Guímel. 12. Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida. Dálete. 13. Busca lã e linho e trabalha de boa vontade com as suas mãos. Hê. 14. É como o navio mercante: de longe traz o seu pão.
  • 11. SUBSÍDIOS "[...] Hoje em dia, os papéis e as responsabilidades são encarados como separados à identidade essencial de alguém, o núcleo central de alguém, e até mesmo contraditórios a isso. O ser pode aceitar ou rejeitar estas responsabilidades no processo de autonegação. Isto pode parecer abstrato, mas tem consequências práticas intensas. Um dos temas do movimento feminista radical tem sido o de que as mulheres são sufocadas pelos papéis de esposa e mãe e precisam descobrir o seu verdadeiro ser independentemente destes relacionamentos. Como resultado, as últimas décadas viram uma grande migração de mulheres para o mercado de trabalho, quando a realização pessoal se torna mais importante do que o casamento e a família para algumas mulheres. O agudo crescimento do aborto pode ser visto como um forte indicador de uma diminuição do interesse em ter filhos. De maneira similar, o crescente uso de creches reflete, em parte, um menor comprometimento em ser quem cuida dos próprios filhos. O Dr. Stanley Greenspan [...] observa que esta é a primeira vez na história em que existe uma tendência crescente nas famílias de classe média 'de terceirizar o cuidado dos seus bebês' (COLSON, 2006, p. 77).
  • 13. INTRODUÇÃO • A mulher e a companheira que auxilia e caminha junto com o esposo (Gn 2.18). • Uma mulher, pode se realizar profissionalmente e tornar-se independente financeiramente, mas pela sua natureza sentirá a necessidade de ser amada, cuidada e protegida por um homem. • Homem e mulher não é questão de superioridade ou inferioridade, mas complementariedade. • Homem e mulher: um complementa o outro.
  • 15. 1. Amizade perigosa • Exemplo do relato da criação: o isolamento pode ser favorável à influências negativas ao casamento. O melhor amigo da esposa deve ser o esposo e a melhor amiga do esposo deve ser a esposa. • Quando a pessoa se sente “incompleta” tem a tendência de buscar o complemento (Eva; Pv 27.20). Por isso, a importância da boa comunicação entre o casal. • O engano geralmente vem de palavras doces, desafiadoras e confortantes. • A erros que trazem consequências sem volta, por mais que seja possível amenizar a situação o dor e o sofrimento são consequências.
  • 16. 2. Insubmissão • Tomada de ações que envolvem o casal sem comunicação entre eles pode ser “fatal” para o relacionamento (Gn 2.18). • A arrogância e prepotência é um perigo (Pv 26.12). • Qual o equilíbrio na relação conjugal? • O extremismo é prejudicial em todos os casos, por isso, o bem senso na relação sempre traz benefícios. • Na tomada de ação, a felicidade e bem estar da família deve ter prioridade.
  • 17. 3. Decisão emocional • Fatores que favorecem uma decisão emocional e equivocada: estar em lugar perigoso (Pv 27.12) e uma atitude extremamente imprudente (Sl 1.1). • As práticas preponderantes influenciadas pelo sistema dominante de nosso século induz a um desejo descontrolado pelo poder e dominação, causa de perda nos relacionamentos. • Decisões movidas simplesmente pela emoção levam as pessoas a não analisar as consequências. • Que a paz de Deus seja o árbitro em suas decisões (Cl 3.15).
  • 18. PENSE Por que homens e mulheres repetem os erros cometidos por Eva, milhares de vezes, todos os dias, em todo o mundo, se já sabem qual o salário do pecado?
  • 19. PONTO IMPORTANTE O pecado entorpece a consciência, seja pelas circunstâncias, pelas vantagens oferecidas ou simplesmente pela emoção, mas depois ele cobra um alto preço.
  • 20. II – A BRILHANTE ADJUTORA
  • 21. 1. Em relação a Deus • Deus sempre dá uma mensagem de esperança e valoriza as virtudes (Gn 3.15). • A mulher (adjuntora) tem um papel fundamental na edificação da família, no encorajamento do esposo e filhos na sua relação com Deus. • Todavia, a mulher imprudente pode “destruir” os alicerces da família (Pv 14.1) por meio de comportamentos intempestivos. • Essa liderança espiritual no lar, em parceria com o marido, pode ser claramente observada nas Escrituras (Êx 2.1-10; 1 Sm 2.18-20; Pv 31.1; 1 Co 7.14; 1 Pe 3.1,2).
  • 22. 2. Em relação ao marido • O texto bíblico orienta à mulher “submissão” ao esposo “no Senhor”. O que isso significa? • Não significa uma obediência cega (1 Sm 25.1-35). A Palavra de deus deve seu referencial. • Ela é adjutora, constituída por Deus, mas somente para o bem, nunca para o mal. • Perigo de amar mais ao cônjuge do que ao próprio Deus (At 5.1-11). • O dever da esposa cristã é ser um baluarte da família, conduzindo-a ao centro da vontade de Deus, em parceria, sempre, com o esposo.
  • 23. 3. Em relação aos filhos • O papel de cuidar dos filhos deve ser compartilhado entre marido e esposa. • A mulher desde o início da vida dos filhos tem um contato mais direto e próximo (alimentação, acompanhamentos dos primeiros meses/anos, entre outros). • O amor de mãe, máximo referencial humano, que simboliza o amor de Deus (Is 49.15). • Essa proximidade deve ser utilizada para fortalecer a educação dos filhos, levando-os ao crescimento em todas as áreas, em especial no relacionamento com Deus. • Exemplo positivo do relacionamento da mãe e avó de Timóteo (2 Tm 1.4,5).
  • 24. PENSE A esposa deve se sentir honrada por ter recebido de Deus uma "submissão" em relação ao seu esposo, no que se refere à liderança no lar?
  • 25. PONTO IMPORTANTE Submissão é um dos diferenciais de quem é cheio do Espírito Santo, como o foi Jesus. Por tal razão, ser submisso é uma honra, pois demonstra grandeza de caráter e fé.
  • 26. III – CRIADA PARA GERAR
  • 27. 1. Semente da vida • A maternidade é um dom de Deus. O prazer de ter um filho supera a dor da gestação. • Atualmente, alguns casais tem optado por não ter filhos por vários motivos (tempo necessário para educar filhos, medo da gravidez, medo do futuro para os filhos, estética, entre outros). • O cristão deve valorizar esse dom de Deus, o dom da vida que é permitido somente às mulheres. O que fortifica ainda mais o padrão bíblico para a família.
  • 28. 2. Semente da Salvação • Todas pessoas receberam o dom da vida por meio de uma mulher. Inclusive o Messias (Gn 3.15). • Que privilégio para a mulher! • Paulo afirma: "mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos" (Gl 4.4,5). • Glória a Deus pelo dom inefável da vida eterna por meio de Cristo, Salvador da humanidade.
  • 29. 3. Sonhos • Mulheres, na direção de Deus, encorajam os sonhos dos membros da família, bem como não desistem de seus próprios sonhos (Gn 30.22,23; 1 Sm 1.5,6). • Um exemplo de luta e coragem para a família (Jz 1.12-15). • Um exemplo de dedicação aos familiares, em especial, aos idosos e desamparados (Rt 2.11,12). • A determinação da moabita Rute a tornou em uma das ascendentes do Senhor Jesus, constando na sua genealogia(Ef 3.20). • Se você quer ter algo que nunca teve, faça algo que nunca fez!
  • 30. PENSE Por que o Espírito Santo outorga, em regra, às mulheres submissas a capacidade de verem pela fé as coisas do futuro, que estão no coração de Deus?
  • 31. PONTO IMPORTANTE A sensibilidade, fé e submissão femininas agradam a Deus, que não lhes priva dos desejos do coração (Sl 51.17; 37.3), concebidos na confiança do caráter de Deus que é gracioso.
  • 33. Nesta lição aprendemos que: 1. O homem e a mulher se complementam e devem tomar as principais decisões familiares em conjunto. 2. O amor de mãe tem um papel fundamental para o bom relacionamento entre os membros da família e na relação com Deus. 3. Toda jovem, futura mamãe, desempenhará uma importante missão para o Reino de Deus: conduzir seus descendentes, em parceria com o marido, para servirem ao Senhor.
  • 34. REFERÊNCIAS ADEI, Stephen. Seja o Líder que Sua Família Precisa. Rio de Janeiro: CPAD, 2010. BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. COLLINS, Gary. Aconselhamento cristão: século XXI. São Paulo: Vida Nova, 2004. COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E Agora, como Viveremos? 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2000. GOMER, Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos. Rio de Janeiro: CPAD, 2002. JAYNES, Sharon. Grandes Mães Criam Filhos Felizes. Rio de Janeiro: CPAD, 2013. LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Eu e minha casa: orientações da Palavra de Deus para a família do século XXI. Reynaldo Odilo (comentarista). Rio de Janeiro: 2016.
  • 35. REFERÊNCIAS LIMA, Elinaldo Renovato de. A Família Cristã e os Ataques do Inimigo. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. ODILO, Reynaldo. Eu e minha casa: orientações da Palavra de Deus para a família do século XXI. Rio de Janeiro: 2016. RAMOS, Sônia Pires. Entre Nós Mulheres. Rio de Janeiro: CPAD, 2012 ROBERTS, Wes; WRIGTH, H. Norman. Antes do Sim. Rio de Janeiro:CPAD, 2015. SWINDOLL, Charles R. Vivendo Provérbios. Rio de Janeiro: CPAD, 2013 WARREN, Meio Clark. Encontrando o Amor de Sua Vida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. WRIGHT, H. Norman. Guia de Aconselhamento Pré-Nupcial. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
  • 36. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094