SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
Baixar para ler offline
NADA DISSO É
FÁCIL E SIMPLES…



                   Jovens
DEUS
Mundo
 Igreja
  g j
   Família




             Jovens
Que fontes temos?

 BÍBLIA
 EXPERIÊNCIA DOS HOMENS

 CONHECIMENTO
 (Natureza h
 (         humana, d questão,…)
                   da     ã   )

 ESPIRITO SANTO (Joao 16.13)

                                  Jovens
Princípios a serem seguidos:
  i í i                id

 Cada um é responsável por sí mesmo diante
 de Deus
    Deus.

 É dever de cada um orar pedindo orientação

 É por meio da Fé Sem fé não dá Algo feito
               Fé.           dá.
 sem fé é pecado.

 Nunca é contrário à Sua Natureza, expressa
 pela Biblia
      Biblia.
                                              Jovens
Princípios a serem seguidos:

  Sempre é para o bem de seus filhos

  Exige sempre SABEDORIA

  Não é algo irracional ou fora da razão

  Tem que nos levar a sermos como Cristo é

  Papel do conselheiro cristão
    p

                                             Jovens
Princípios a serem seguidos:

 Romanos 14:23

 Mas aquele que tem dúvidas é condenado se comer,
 porque o que faz não provém de fé; e tudo o que
 não provém de fé é pecado
     pro ém         pecado.

 Romanos 14:12
 R        14 12
 Assim, pois, cada um de nós dará contas
 de i
 d si mesmo a D Deus.


                                                    Jovens
Perguntas comuns:

1.O que é namoro/casamento? É
  bíblico?
  bíbli ?
2.Qual o objetivo?
  Q        j
3.Com quem e quando podemos
  casar?
4.Quais os princípios básicos
  para um casamento cristão?
5.Será
5 Será que devo me casar?
                                Jovens
Namoro

Não aparece a palavra namoro, e sim,
noivado.
noivado

Noivado na bíblia sempre é algo sério 
compromisso ao casamento!

Portanto namoro é uma preparação para
                      p p ç p
o casamento.

                                       Jovens
Namoro

Jamais comece um namoro com alguém
com quem não consiga pensar em passar
a vida toda com ela.

Nunca namore um não-cristão. Se ele é
para ser seu marido/esposa aguarde que
             marido/esposa,
primeiro seja um cristão.



                                    Jovens
Namoro
2 Coríntios 6:14 Não vos ponhais em j g
                 4          p             jugo
desigual com os incrédulos; porquanto que
sociedade pode haver entre a j
           p                  justiça e a
                                   ç
iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com
as trevas?
1 Coríntios 7:39 A mulher está ligada enquanto
vive o marido; co tudo, se falecer o marido, fica livre
   e    a do; contudo,      a ece     a do, ca        e
para casar com quem quiser, mas somente no
Senhor.
 “ Isaque chamou a Jacó e, dando-lhe a sua bênção, lhe ordenou,
dizendo: Não tomarás esposa dentre as filhas de Canaã. Levanta-
te,
te vai a Padã-Arã à casa de Betuel pai de tua mãe, e toma lá por
         Padã-Arã,          Betuel,           mãe
esposa uma das filhas de Labão, irmão de tua mãe.” (Gênesis 28:1-
2 RA)                                                               Jovens
Namoro

 “ Isaque chamou a Jacó e, dando-lhe a sua bênção,
lhe ordenou dizendo: Não tomarás esposa dentre
     ordenou,
as filhas de Canaã. Levanta-te, vai a Padã-Arã, à
casa de Betuel, pa de tua mãe, e toma lá po esposa
          etue , pai        ãe, to a á por
uma das filhas de Labão, irmão de tua mãe.” (Gênesis
28:1-2 RA)


Esau fez o contrário e trouxe grande aflição à sua família!!
                              g          ç




                                                               Jovens
Namoro

Confissão de Fé de Westminster:
“A todos os que são capazes de dar um
consentimento ajuizado, é lí i casar, mas é d
        i         j i d    lícito            dever
dos cristãos casar somente no Senhor; portanto, os
que professam a verdadeira religião reformada não
devem casar-se com infiéis, papistas ou outros
idólatras; nem os piedosos prender-se a jugo
          ;        p       p            j g
desigual por meio do casamento com os que são
notoriamente ímpios em suas vidas, ou que mantêm
heresias perniciosas” (XXIV:III)
h     i       i i    ” (XXIV III)



                                                     Jovens
Regras:

1.Seja realista em suas expectativas
    j                     p

2.Seja
2 Seja bíblico em sua preparação




                                       Jovens
1. S j realista em suas expectativas
   Seja   li                    i

O casamento é o enlace d d i pecadores
                    l   de dois    d
necessitados, visando a um companheirismo
que os enriquece substancialmente mais d
          i        b      i l         i do
que se cada um deles continuasse sozinho.

O nosso cônjuge não se tornará perfeito pelo
ato d casar-se!
 t de         !

Não
Nã casamos para sermos f li felizes. S
                                     Somos
felizes, e por isso casamos!

                                               Jovens
1. S j realista em suas expectativas
   Seja   li                    i

O namoro pode ser uma prova d
             d               dura e difi il e
                                    dificil,
alguns deles resultam em ótimos casamentos.

Normalmente o cristão não segue os padrões
de
d comportamento d mundo e por i
                    do     d      isso
existem lutas internas maiores.

Confiem sempre na soberania de Deus. Ele
sabe o que é melhor!
  b            lh !


                                                Jovens
1. S j realista em suas expectativas
     Seja   li                    i

 “Q
  Quero que todos os homens sejam t i como t bé eu
             t d      h         j   tais       também
sou; no entanto, cada um tem de Deus o seu próprio dom;
um,
um na verdade, de um modo; outro, de outro E aos
       verdade                outro     outro.
solteiros e viúvos digo que lhes seria bom se
permanecessem no estado em que também eu vivo.
Caso, porém, não se dominem, que se casem; porque é
melhor casar do que viver abrasado. Ora, aos casados,
ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe
  d      ã             S h              lh    ã
do marido” (1 Coríntios 7:7-10 RA)

Provérbios 18:22
O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a
benevolência d SENHOR.
b      lê    do
                                                     Jovens
1. S j realista em suas expectativas
   Seja   li                    i

  Portanto:

  Quem não casa, está bem, para o
  Senhor vive
         vive.

  Quem casa, t bé não erra.
  Q          também ã




                                       Jovens
2. S j bíbli em sua preparação
   Seja bíblico             ã

a)Para que serve o casamento?
 )P                         ?

b)O que d
        devo procurar numa esposa/esposo?
                                 /      ?

c) C
 ) Como cumprimos os dif
             i       diferentes papéis?
                                   éi ?

d)Qual
d)Q l a natureza d casamento?
          t      do       t ?

e) Q l o objetivo principal do casamento?
 ) Qual   bj ti     i i ld            t ?


                                            Jovens
2. S j bíbli em sua preparação
   Seja bíblico             ã
a)Para que serve o casamento?
     Prover companhia – Gn 2.18
      Tenho os mesmos interesses?
      Combinamos?
      Temos gostos comuns?
      Temos formação, experiência comuns?
“misturando-se elementos químicos diferentes num
laboratório podemos obtrer uma nova e excelente
combinação, mas também podemos criar uma
explosão”

                                                   Jovens
2. S j bíbli em sua preparação
   Seja bíblico             ã

O que d
      devo procurar num esposo?
                              ?

Homens e mulhers buscam coisas diferentes no
casamento.

Rute e Boáz  Rute 3.9 - 2:12

“…a mulher sentirá as necessidades, as
fraquezas e o desejo da protetora
companhia do seu marido como nunca
sentira antes de casar-se”
                                               Jovens
2. S j bíbli em sua preparação
   Seja bíblico             ã

O que d
      devo procurar num esposo?
                              ?

Será que ele é protetor?
Será que ele é trabalhador?
Tem ele estabilidade e dá sustentação?
Posso me abrigar “sob suas asas”?
É um cristão verdadeiramente temente a Deus?
Conhece a Palavra e/ou se interessa por ela?
Ensina-me mais do que eu ensino a ele?


                                           Jovens
2. S j bíbli em sua preparação
   Seja bíblico             ã

O que d
      devo procurar numa esposa?
                               ?

O homem procura uma COMPANHEIRA
AJUDADORA

Um dos papéis da esposa é, inclusive, ajudá-
lo a se desenvolver como pessoa, como
marido, e como líder da família.



                                               Jovens
2. S j bíbli em sua preparação
   Seja bíblico             ã

O que d
      devo procurar numa esposa?
                               ?

A pessoa em questão é solícita?
Trabalhadora? Ou foge do trabalho?
Boa dona de casa?
É insistente? Briguenta?
Submete-se facilmente (docilidade)?

Provérbios fala da mulher virtuosa – Pv 31


                                             Jovens
3. C
   Como cumprimos os dif
               i      diferentes papéis
                                    éi
  de marido e mulher?
      Efésios 5:21-33
Submissão mutua, PORÉM, diferentes na função,
mas IGUAIS no sacrifício.

O papel da mulher é submeter-se ao marido como o
cabeça d l
  b    do lar.
Faz por submissão à vontade de Cristo

O papel do homem é semelhante ao papel de Cristo
       g j
com a Igreja:
Amá-la, cuidá-la, “sacrificar-se” por ela.
                                                   Jovens
3. C
   Como cumprimos os dif
               i      diferentes papéis
                                    éi
  de marido e mulher?

“Um marido sem a amorosa submissão de sua esposa p
ver-se-á como um chefe do lar infeliz. A mulher que não
é amada com amor sacrificial e abnegado, ou perderá
sua personalidade ou a embrutecerá”
            lid d        b         á”

Será esse o tipo de homem que eu tenho respeito que é o alicerce do amor?

Gostaria de ser uma esposa assim para esse homem, com a ajuda de Deus?

Posso oferecer amor incondicional a esse tipo de mulher?



                                                                      Jovens
4. Q l a natureza d casamento?
   Qual           do         ?
                        a)É exclusivo
Gênesis 2:24            b)É permanente
                        c) Exige criatividade/perdão
  É exclusivo
 O homem desiste do seu estado anterior, deixa o lar
   dos pais, e assume a função de líder e provedor
   desse novo lar respondendo por ele
               lar,                  ele.

 A mulher desiste do seu estado anterior, deixa de
   ser submissa ao pai/mãe, assume a condição de
   esposa e atalaia do lar, de organizadora e
   mantenedora da estrutura familiar
                                                       Jovens
4. Q l a natureza d casamento?
   Qual           do         ?
Gênesis 2:24
  É permanente
O homem/mulher desiste de viver sozinho, e se
  apega ao cônjuge, num compromisso para toda a
  vida. A mente, coração, vontade e afetos estão
  envolvidos no propósito de viver a vida em
  comunhão com D
         hã       Deus e um com o outro.
                                       t




                                                   Jovens
4. Q l a natureza d casamento?
   Qual           do         ?
Gênesis 2:24
  Exige criatividade e perdão constantes
Continuam pecadores, porém redimidos
O convivio acentuar as diferenças
O convivio acentua o que não se gosta no outro




                                                 Jovens
5. Q l o objetivo principal do casamento?
   Qual   bj i      i i ld              ?

Não é um fim em sí mesmo.
Não é somente para o bem dos cônjuges
Refletir a imagem de Cristo
Deve ser feito na presença e com a benção
de Deus! – CORAM DEO




                                       Jovens
5. Q l o objetivo principal do casamento?
   Qual   bj i      i i ld              ?

Não é um fim em sí mesmo.
Não é somente para o bem dos cônjuges


Refletir a imagem de Cristo
Deve ser f i na presença e com a b
          feito                  benção
                                      ã
de Deus! – CORAM DEO
Deus deve sempre ocupar o primeiro
lugar de nossos pensamentos e decisões.
                                        Jovens
Conclusão
C   l ã

O matrimônio é algo que devemos pedir a
Deus,
Deus e esperar submissos à sua vontade
                               vontade.

Devemos buscar sabedoria para discernir
os propósitos de Sua graça sobre nós.
Fervente oração, coração humilde e
temennte a D
t       t Deus, vida coerente, fi
                   id         t firme
aplicação dos seus princípios, submissão à
sua vontade  convicção e firmeza.
                                       Jovens
John Pi
        J h Piper




Tópicos para conversação quando
 um homem e uma mulher estão
      considerando casar !



                                  Jovens
John Pi
                 J h Piper
Tópicos para conversação entre aqueles
     que estão considerando casar




                                         Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens
John Piper
Tópicos para conversação entre aqueles que estão
               considerando casar




                                                     Jovens

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoMoisés Sampaio
 
O Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoO Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoRespirando Deus
 
As doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoAs doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoPr Ismael Carvalho
 
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelPrincípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelEid Marques
 
As famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadesAs famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadescaselato
 
Apostila curso-casais-pronta-pdf-free
Apostila curso-casais-pronta-pdf-freeApostila curso-casais-pronta-pdf-free
Apostila curso-casais-pronta-pdf-freeJooAlbertoSoaresdaSi
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidomarckmel
 
Estudo para adolescentes
Estudo para adolescentesEstudo para adolescentes
Estudo para adolescentesEdson_2012.A-F
 
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRANamoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRASeduc MT
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professoresJoão Paulo Silva Mendes
 
Aliança conjugal - características.
Aliança conjugal - características.Aliança conjugal - características.
Aliança conjugal - características.Pr Ismael Carvalho
 

Mais procurados (20)

Palestra para Casais
Palestra para CasaisPalestra para Casais
Palestra para Casais
 
As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristão
 
O Propósito do Casamento
O Propósito do CasamentoO Propósito do Casamento
O Propósito do Casamento
 
As doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamentoAs doze colunas que sustentam um casamento
As doze colunas que sustentam um casamento
 
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelPrincípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
 
As famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadesAs famílias e as modernidades
As famílias e as modernidades
 
O Namoro Cristão
O Namoro CristãoO Namoro Cristão
O Namoro Cristão
 
CRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTO
CRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTOCRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTO
CRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTO
 
Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015
 
Apostila curso-casais-pronta-pdf-free
Apostila curso-casais-pronta-pdf-freeApostila curso-casais-pronta-pdf-free
Apostila curso-casais-pronta-pdf-free
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedido
 
Estudo para adolescentes
Estudo para adolescentesEstudo para adolescentes
Estudo para adolescentes
 
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRANamoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
 
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3  As Bases do Casamento Cristão- professoresLição 3  As Bases do Casamento Cristão- professores
Lição 3 As Bases do Casamento Cristão- professores
 
Curso para casais 2015
Curso  para casais  2015Curso  para casais  2015
Curso para casais 2015
 
Sinais de alerta para o casal
Sinais de alerta para o casalSinais de alerta para o casal
Sinais de alerta para o casal
 
Estudo sobre casamento
Estudo sobre casamentoEstudo sobre casamento
Estudo sobre casamento
 
Aliança conjugal - características.
Aliança conjugal - características.Aliança conjugal - características.
Aliança conjugal - características.
 
Papo sobre namoro
Papo sobre namoroPapo sobre namoro
Papo sobre namoro
 

Destaque

Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)
Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)
Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)jvictormm
 
Namoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideNamoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideSeduc MT
 
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristãoNatalino das Neves Neves
 
Propósito no namoro.
Propósito no namoro.Propósito no namoro.
Propósito no namoro.Quenia Damata
 
Namoro Noivado Sexo Casamento
Namoro Noivado Sexo CasamentoNamoro Noivado Sexo Casamento
Namoro Noivado Sexo Casamentoprweber
 
Existe felicade no casamento
Existe felicade no casamentoExiste felicade no casamento
Existe felicade no casamentoElias Soares
 
Felizes para SEMPRE.
Felizes para SEMPRE.Felizes para SEMPRE.
Felizes para SEMPRE.darlin.f
 
O que é necessário para um casamento feliz 1
O que é necessário para um casamento feliz  1O que é necessário para um casamento feliz  1
O que é necessário para um casamento feliz 1Rafael Felipe
 
Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013Neide Santos
 
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblicoNatalino das Neves Neves
 
Casamento de Padrões
Casamento de PadrõesCasamento de Padrões
Casamento de PadrõesRicardo Terra
 
Frutos para um casamento feliz segundo a bíblia
Frutos para um casamento feliz segundo a bíbliaFrutos para um casamento feliz segundo a bíblia
Frutos para um casamento feliz segundo a bíbliaVilmar Nascimento
 
Em busca da igreja simples
Em busca da igreja simplesEm busca da igreja simples
Em busca da igreja simplesClaudiney Duarte
 

Destaque (20)

Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)
Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)
Perspectiva bíblica sobre namoro, noivado e casamento (blog)
 
Namoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideNamoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slide
 
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão2013   2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
2013 2 tri -lição 3 - as bases do casamento cristão
 
Propósito no namoro.
Propósito no namoro.Propósito no namoro.
Propósito no namoro.
 
Namoro consequências
Namoro   consequênciasNamoro   consequências
Namoro consequências
 
Namoro Noivado Sexo Casamento
Namoro Noivado Sexo CasamentoNamoro Noivado Sexo Casamento
Namoro Noivado Sexo Casamento
 
Casamento com propósito
Casamento com propósitoCasamento com propósito
Casamento com propósito
 
Casamento, um meeting point
Casamento, um meeting pointCasamento, um meeting point
Casamento, um meeting point
 
Existe felicade no casamento
Existe felicade no casamentoExiste felicade no casamento
Existe felicade no casamento
 
Felizes para SEMPRE.
Felizes para SEMPRE.Felizes para SEMPRE.
Felizes para SEMPRE.
 
O que é necessário para um casamento feliz 1
O que é necessário para um casamento feliz  1O que é necessário para um casamento feliz  1
O que é necessário para um casamento feliz 1
 
O lar adventista estudo 08
O lar adventista   estudo 08O lar adventista   estudo 08
O lar adventista estudo 08
 
Lindo!!!!
Lindo!!!!Lindo!!!!
Lindo!!!!
 
Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013
 
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
 
Casamento de Padrões
Casamento de PadrõesCasamento de Padrões
Casamento de Padrões
 
Frutos para um casamento feliz segundo a bíblia
Frutos para um casamento feliz segundo a bíbliaFrutos para um casamento feliz segundo a bíblia
Frutos para um casamento feliz segundo a bíblia
 
Namoro cristão
Namoro cristãoNamoro cristão
Namoro cristão
 
Lição 6ª Conselhos para casados e solteiros
Lição 6ª Conselhos para casados e solteirosLição 6ª Conselhos para casados e solteiros
Lição 6ª Conselhos para casados e solteiros
 
Em busca da igreja simples
Em busca da igreja simplesEm busca da igreja simples
Em busca da igreja simples
 

Semelhante a Princípios bíblicos para namoro e casamento

Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja Alan James James
 
Pregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - CasamentoPregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - Casamentomendoncakarine
 
Lição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristã
Lição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristãLição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristã
Lição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristãÉder Tomé
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)Pastor Natalino Das Neves
 
Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...
Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...
Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...rikaRamos9
 
O prazer da espera gi inverno 2010
O prazer da espera   gi inverno 2010O prazer da espera   gi inverno 2010
O prazer da espera gi inverno 201055443
 
Como se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vida
Como se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vidaComo se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vida
Como se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vidaBruno Da Montanha
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalÉder Tomé
 
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4JooAlbertoSoaresdaSi
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Pr Ismael Carvalho
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11Joel Silva
 
Watchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalWatchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalFrancisco Deuzilene
 

Semelhante a Princípios bíblicos para namoro e casamento (20)

Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja Namoro uma visão para a igreja
Namoro uma visão para a igreja
 
Pregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - CasamentoPregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - Casamento
 
Namoro (2)
Namoro (2)Namoro (2)
Namoro (2)
 
Lição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristã
Lição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristãLição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristã
Lição 8 - Relacionamento sexual segundo a perspectiva cristã
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
Lição o divórcio
Lição   o divórcioLição   o divórcio
Lição o divórcio
 
Lição o divórcio
Lição   o divórcioLição   o divórcio
Lição o divórcio
 
Lição o divórcio
Lição   o divórcioLição   o divórcio
Lição o divórcio
 
Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...
Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...
Estudo Livro FamiliaDaAliança - CAPÍTULO 8 - Solteiros e a família da Aliança...
 
O prazer da espera gi inverno 2010
O prazer da espera   gi inverno 2010O prazer da espera   gi inverno 2010
O prazer da espera gi inverno 2010
 
Como se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vida
Como se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vidaComo se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vida
Como se casar com a pessoa escolhida por Deus na sua vida
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
 
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
Toaz.info apostila-curso-casais-pronta-pr c158df0a23f9d968c62ed8914157b8d4
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
 
CASADOS E FELIZES i5ABR23.ppt
CASADOS E FELIZES i5ABR23.pptCASADOS E FELIZES i5ABR23.ppt
CASADOS E FELIZES i5ABR23.ppt
 
O lar cristão
O lar cristãoO lar cristão
O lar cristão
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11
 
Watchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normalWatchman nee-a-família-cristã-normal
Watchman nee-a-família-cristã-normal
 
Jovens Adventistas E O Casamento
Jovens Adventistas E O CasamentoJovens Adventistas E O Casamento
Jovens Adventistas E O Casamento
 

Mais de uriank

Ética Puritada do trabalho
Ética Puritada do trabalhoÉtica Puritada do trabalho
Ética Puritada do trabalhouriank
 
Momento História - William Tyndale
Momento História - William TyndaleMomento História - William Tyndale
Momento História - William Tyndaleuriank
 
Richard Baxter (1615-1691)
Richard Baxter (1615-1691)Richard Baxter (1615-1691)
Richard Baxter (1615-1691)uriank
 
Jovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originais
Jovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originaisJovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originais
Jovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originaisuriank
 
Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?
Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?
Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?uriank
 
Ressurreição e Segunda Vinda
Ressurreição e Segunda VindaRessurreição e Segunda Vinda
Ressurreição e Segunda Vindauriank
 
Milenismo
MilenismoMilenismo
Milenismouriank
 
O Progresso da Salvação
O Progresso da SalvaçãoO Progresso da Salvação
O Progresso da Salvaçãouriank
 
Doutrina da Eleição
Doutrina da EleiçãoDoutrina da Eleição
Doutrina da Eleiçãouriank
 
Leão Magno (400 – 461)
Leão Magno (400 – 461)Leão Magno (400 – 461)
Leão Magno (400 – 461)uriank
 
Jovens Obras de Jesus
Jovens Obras de JesusJovens Obras de Jesus
Jovens Obras de Jesusuriank
 
Momento da história calvino
Momento da história   calvinoMomento da história   calvino
Momento da história calvinouriank
 
Bolsas REUNI
Bolsas REUNIBolsas REUNI
Bolsas REUNIuriank
 
Políticas de bolsas na UFSC
Políticas de bolsas na UFSCPolíticas de bolsas na UFSC
Políticas de bolsas na UFSCuriank
 
Políticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSC
Políticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSCPolíticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSC
Políticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSCuriank
 
Bolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario Dantas
Bolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario DantasBolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario Dantas
Bolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario Dantasuriank
 
Jovens Doutrina dos Pactos
Jovens Doutrina dos PactosJovens Doutrina dos Pactos
Jovens Doutrina dos Pactosuriank
 
Clive StaplesLewis - C. S. Lewis
Clive StaplesLewis - C. S. LewisClive StaplesLewis - C. S. Lewis
Clive StaplesLewis - C. S. Lewisuriank
 
Associação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-GraduandosAssociação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-Graduandosuriank
 
Associação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-GraduandosAssociação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-Graduandosuriank
 

Mais de uriank (20)

Ética Puritada do trabalho
Ética Puritada do trabalhoÉtica Puritada do trabalho
Ética Puritada do trabalho
 
Momento História - William Tyndale
Momento História - William TyndaleMomento História - William Tyndale
Momento História - William Tyndale
 
Richard Baxter (1615-1691)
Richard Baxter (1615-1691)Richard Baxter (1615-1691)
Richard Baxter (1615-1691)
 
Jovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originais
Jovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originaisJovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originais
Jovens IBRVN - Estudo 2 - Como eram os puritanos originais
 
Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?
Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?
Jovens Estudo 01/2012.1 Por que precisamos dos puritanos?
 
Ressurreição e Segunda Vinda
Ressurreição e Segunda VindaRessurreição e Segunda Vinda
Ressurreição e Segunda Vinda
 
Milenismo
MilenismoMilenismo
Milenismo
 
O Progresso da Salvação
O Progresso da SalvaçãoO Progresso da Salvação
O Progresso da Salvação
 
Doutrina da Eleição
Doutrina da EleiçãoDoutrina da Eleição
Doutrina da Eleição
 
Leão Magno (400 – 461)
Leão Magno (400 – 461)Leão Magno (400 – 461)
Leão Magno (400 – 461)
 
Jovens Obras de Jesus
Jovens Obras de JesusJovens Obras de Jesus
Jovens Obras de Jesus
 
Momento da história calvino
Momento da história   calvinoMomento da história   calvino
Momento da história calvino
 
Bolsas REUNI
Bolsas REUNIBolsas REUNI
Bolsas REUNI
 
Políticas de bolsas na UFSC
Políticas de bolsas na UFSCPolíticas de bolsas na UFSC
Políticas de bolsas na UFSC
 
Políticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSC
Políticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSCPolíticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSC
Políticas de Bolsas de Pós-Graduação na UFSC
 
Bolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario Dantas
Bolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario DantasBolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario Dantas
Bolsas de Pós-Graduação - Prof. Mario Dantas
 
Jovens Doutrina dos Pactos
Jovens Doutrina dos PactosJovens Doutrina dos Pactos
Jovens Doutrina dos Pactos
 
Clive StaplesLewis - C. S. Lewis
Clive StaplesLewis - C. S. LewisClive StaplesLewis - C. S. Lewis
Clive StaplesLewis - C. S. Lewis
 
Associação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-GraduandosAssociação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-Graduandos
 
Associação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-GraduandosAssociação de Pós-Graduandos
Associação de Pós-Graduandos
 

Último

Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 

Último (12)

Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 

Princípios bíblicos para namoro e casamento

  • 1.
  • 2. NADA DISSO É FÁCIL E SIMPLES… Jovens
  • 3. DEUS Mundo Igreja g j Família Jovens
  • 4. Que fontes temos? BÍBLIA EXPERIÊNCIA DOS HOMENS CONHECIMENTO (Natureza h ( humana, d questão,…) da ã ) ESPIRITO SANTO (Joao 16.13) Jovens
  • 5. Princípios a serem seguidos: i í i id Cada um é responsável por sí mesmo diante de Deus Deus. É dever de cada um orar pedindo orientação É por meio da Fé Sem fé não dá Algo feito Fé. dá. sem fé é pecado. Nunca é contrário à Sua Natureza, expressa pela Biblia Biblia. Jovens
  • 6. Princípios a serem seguidos: Sempre é para o bem de seus filhos Exige sempre SABEDORIA Não é algo irracional ou fora da razão Tem que nos levar a sermos como Cristo é Papel do conselheiro cristão p Jovens
  • 7. Princípios a serem seguidos: Romanos 14:23 Mas aquele que tem dúvidas é condenado se comer, porque o que faz não provém de fé; e tudo o que não provém de fé é pecado pro ém pecado. Romanos 14:12 R 14 12 Assim, pois, cada um de nós dará contas de i d si mesmo a D Deus. Jovens
  • 8. Perguntas comuns: 1.O que é namoro/casamento? É bíblico? bíbli ? 2.Qual o objetivo? Q j 3.Com quem e quando podemos casar? 4.Quais os princípios básicos para um casamento cristão? 5.Será 5 Será que devo me casar? Jovens
  • 9. Namoro Não aparece a palavra namoro, e sim, noivado. noivado Noivado na bíblia sempre é algo sério  compromisso ao casamento! Portanto namoro é uma preparação para p p ç p o casamento. Jovens
  • 10. Namoro Jamais comece um namoro com alguém com quem não consiga pensar em passar a vida toda com ela. Nunca namore um não-cristão. Se ele é para ser seu marido/esposa aguarde que marido/esposa, primeiro seja um cristão. Jovens
  • 11. Namoro 2 Coríntios 6:14 Não vos ponhais em j g 4 p jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a j p justiça e a ç iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? 1 Coríntios 7:39 A mulher está ligada enquanto vive o marido; co tudo, se falecer o marido, fica livre e a do; contudo, a ece a do, ca e para casar com quem quiser, mas somente no Senhor. “ Isaque chamou a Jacó e, dando-lhe a sua bênção, lhe ordenou, dizendo: Não tomarás esposa dentre as filhas de Canaã. Levanta- te, te vai a Padã-Arã à casa de Betuel pai de tua mãe, e toma lá por Padã-Arã, Betuel, mãe esposa uma das filhas de Labão, irmão de tua mãe.” (Gênesis 28:1- 2 RA) Jovens
  • 12. Namoro “ Isaque chamou a Jacó e, dando-lhe a sua bênção, lhe ordenou dizendo: Não tomarás esposa dentre ordenou, as filhas de Canaã. Levanta-te, vai a Padã-Arã, à casa de Betuel, pa de tua mãe, e toma lá po esposa etue , pai ãe, to a á por uma das filhas de Labão, irmão de tua mãe.” (Gênesis 28:1-2 RA) Esau fez o contrário e trouxe grande aflição à sua família!! g ç Jovens
  • 13. Namoro Confissão de Fé de Westminster: “A todos os que são capazes de dar um consentimento ajuizado, é lí i casar, mas é d i j i d lícito dever dos cristãos casar somente no Senhor; portanto, os que professam a verdadeira religião reformada não devem casar-se com infiéis, papistas ou outros idólatras; nem os piedosos prender-se a jugo ; p p j g desigual por meio do casamento com os que são notoriamente ímpios em suas vidas, ou que mantêm heresias perniciosas” (XXIV:III) h i i i ” (XXIV III) Jovens
  • 14. Regras: 1.Seja realista em suas expectativas j p 2.Seja 2 Seja bíblico em sua preparação Jovens
  • 15. 1. S j realista em suas expectativas Seja li i O casamento é o enlace d d i pecadores l de dois d necessitados, visando a um companheirismo que os enriquece substancialmente mais d i b i l i do que se cada um deles continuasse sozinho. O nosso cônjuge não se tornará perfeito pelo ato d casar-se! t de ! Não Nã casamos para sermos f li felizes. S Somos felizes, e por isso casamos! Jovens
  • 16. 1. S j realista em suas expectativas Seja li i O namoro pode ser uma prova d d dura e difi il e dificil, alguns deles resultam em ótimos casamentos. Normalmente o cristão não segue os padrões de d comportamento d mundo e por i do d isso existem lutas internas maiores. Confiem sempre na soberania de Deus. Ele sabe o que é melhor! b lh ! Jovens
  • 17. 1. S j realista em suas expectativas Seja li i “Q Quero que todos os homens sejam t i como t bé eu t d h j tais também sou; no entanto, cada um tem de Deus o seu próprio dom; um, um na verdade, de um modo; outro, de outro E aos verdade outro outro. solteiros e viúvos digo que lhes seria bom se permanecessem no estado em que também eu vivo. Caso, porém, não se dominem, que se casem; porque é melhor casar do que viver abrasado. Ora, aos casados, ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe d ã S h lh ã do marido” (1 Coríntios 7:7-10 RA) Provérbios 18:22 O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência d SENHOR. b lê do Jovens
  • 18. 1. S j realista em suas expectativas Seja li i Portanto: Quem não casa, está bem, para o Senhor vive vive. Quem casa, t bé não erra. Q também ã Jovens
  • 19. 2. S j bíbli em sua preparação Seja bíblico ã a)Para que serve o casamento? )P ? b)O que d devo procurar numa esposa/esposo? / ? c) C ) Como cumprimos os dif i diferentes papéis? éi ? d)Qual d)Q l a natureza d casamento? t do t ? e) Q l o objetivo principal do casamento? ) Qual bj ti i i ld t ? Jovens
  • 20. 2. S j bíbli em sua preparação Seja bíblico ã a)Para que serve o casamento? Prover companhia – Gn 2.18 Tenho os mesmos interesses? Combinamos? Temos gostos comuns? Temos formação, experiência comuns? “misturando-se elementos químicos diferentes num laboratório podemos obtrer uma nova e excelente combinação, mas também podemos criar uma explosão” Jovens
  • 21. 2. S j bíbli em sua preparação Seja bíblico ã O que d devo procurar num esposo? ? Homens e mulhers buscam coisas diferentes no casamento. Rute e Boáz  Rute 3.9 - 2:12 “…a mulher sentirá as necessidades, as fraquezas e o desejo da protetora companhia do seu marido como nunca sentira antes de casar-se” Jovens
  • 22. 2. S j bíbli em sua preparação Seja bíblico ã O que d devo procurar num esposo? ? Será que ele é protetor? Será que ele é trabalhador? Tem ele estabilidade e dá sustentação? Posso me abrigar “sob suas asas”? É um cristão verdadeiramente temente a Deus? Conhece a Palavra e/ou se interessa por ela? Ensina-me mais do que eu ensino a ele? Jovens
  • 23. 2. S j bíbli em sua preparação Seja bíblico ã O que d devo procurar numa esposa? ? O homem procura uma COMPANHEIRA AJUDADORA Um dos papéis da esposa é, inclusive, ajudá- lo a se desenvolver como pessoa, como marido, e como líder da família. Jovens
  • 24. 2. S j bíbli em sua preparação Seja bíblico ã O que d devo procurar numa esposa? ? A pessoa em questão é solícita? Trabalhadora? Ou foge do trabalho? Boa dona de casa? É insistente? Briguenta? Submete-se facilmente (docilidade)? Provérbios fala da mulher virtuosa – Pv 31 Jovens
  • 25. 3. C Como cumprimos os dif i diferentes papéis éi de marido e mulher? Efésios 5:21-33 Submissão mutua, PORÉM, diferentes na função, mas IGUAIS no sacrifício. O papel da mulher é submeter-se ao marido como o cabeça d l b do lar. Faz por submissão à vontade de Cristo O papel do homem é semelhante ao papel de Cristo g j com a Igreja: Amá-la, cuidá-la, “sacrificar-se” por ela. Jovens
  • 26. 3. C Como cumprimos os dif i diferentes papéis éi de marido e mulher? “Um marido sem a amorosa submissão de sua esposa p ver-se-á como um chefe do lar infeliz. A mulher que não é amada com amor sacrificial e abnegado, ou perderá sua personalidade ou a embrutecerá” lid d b á” Será esse o tipo de homem que eu tenho respeito que é o alicerce do amor? Gostaria de ser uma esposa assim para esse homem, com a ajuda de Deus? Posso oferecer amor incondicional a esse tipo de mulher? Jovens
  • 27. 4. Q l a natureza d casamento? Qual do ? a)É exclusivo Gênesis 2:24 b)É permanente c) Exige criatividade/perdão  É exclusivo O homem desiste do seu estado anterior, deixa o lar dos pais, e assume a função de líder e provedor desse novo lar respondendo por ele lar, ele. A mulher desiste do seu estado anterior, deixa de ser submissa ao pai/mãe, assume a condição de esposa e atalaia do lar, de organizadora e mantenedora da estrutura familiar Jovens
  • 28. 4. Q l a natureza d casamento? Qual do ? Gênesis 2:24  É permanente O homem/mulher desiste de viver sozinho, e se apega ao cônjuge, num compromisso para toda a vida. A mente, coração, vontade e afetos estão envolvidos no propósito de viver a vida em comunhão com D hã Deus e um com o outro. t Jovens
  • 29. 4. Q l a natureza d casamento? Qual do ? Gênesis 2:24  Exige criatividade e perdão constantes Continuam pecadores, porém redimidos O convivio acentuar as diferenças O convivio acentua o que não se gosta no outro Jovens
  • 30. 5. Q l o objetivo principal do casamento? Qual bj i i i ld ? Não é um fim em sí mesmo. Não é somente para o bem dos cônjuges Refletir a imagem de Cristo Deve ser feito na presença e com a benção de Deus! – CORAM DEO Jovens
  • 31. 5. Q l o objetivo principal do casamento? Qual bj i i i ld ? Não é um fim em sí mesmo. Não é somente para o bem dos cônjuges Refletir a imagem de Cristo Deve ser f i na presença e com a b feito benção ã de Deus! – CORAM DEO Deus deve sempre ocupar o primeiro lugar de nossos pensamentos e decisões. Jovens
  • 32. Conclusão C l ã O matrimônio é algo que devemos pedir a Deus, Deus e esperar submissos à sua vontade vontade. Devemos buscar sabedoria para discernir os propósitos de Sua graça sobre nós. Fervente oração, coração humilde e temennte a D t t Deus, vida coerente, fi id t firme aplicação dos seus princípios, submissão à sua vontade  convicção e firmeza. Jovens
  • 33. John Pi J h Piper Tópicos para conversação quando um homem e uma mulher estão considerando casar ! Jovens
  • 34. John Pi J h Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 35. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 36. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 37. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 38. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 39. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 40. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 41. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens
  • 42. John Piper Tópicos para conversação entre aqueles que estão considerando casar Jovens