ESTUDO DOS
ÁCIDOSCARBOXÍLICOS
M J da Mata
Set/2016
manueldamata.blogs.sapo.pt
TEMA:
ÁCIDOS CARBOXILICOS
SUMÁRIO:
 Introdução.
 Classificação.
 Estudo dos ácidos monocarboxilicos.
 Estrutura.
 Nom...
Introdução:
Os ácidos carboxílicos são considerados como
oxiácidos, caracterizados pela presença do grupo
funcional carbox...
R - COOH ou R – CO2H
Os ácidos carboxílicos são tipicamente representados pelas seguintes
fórmulas:
radical orgânico alqui...
 Os ácidos Carboxilicos caracterizam-se por serem ácidos
fracos, mesmo assim são os compostos orgânicos mais
ácidos que e...
 Ácidos monocarboxílicos;
 Ácidos dicarboxílicos;
 Ácidos policarboxílicos.
Classificação
Os ácidos carboxílicos para o...
2. Critério:
de acordo com o tipo de cadeia:
 Ácido alifático:
possui cadeia aberta.
 Ácido aromático:
o radical R é sub...
ESTUDO DOS ÁCIDOS
MONOCARBOXÍLICOS
Ácidos monocarboxílicos
Ácido monocarboxílico ou monoácido orgânico é
a denominação geral dada aos ácidos carboxílicos
que...
Exemplo para o ácido etanóico:
Este valor varia pouco em relação aos
valores das constantes de ionização dos
outros ácidos...
O processo de ionização se expressa pelo
seguinte sistema em equilibrio:
R – CO – OH + H+(aq)R – CO – O
- (aq)
O
R – C
OH
...
A estrutura do grupo carboxílico é menos estável que a do
seu ião carboxilato.
Isto se explica pela teoria de ressonancia,...
Os ácidos carboxílicos diferem-se dos
aldeídos porque não se encontram no
estado gasoso, senão no estado líquido e
no esta...
Os ácidos carboxílicos também associam-se por pontes
de hidrogénio.
Ao determinar a massa molecular dos ácidos carboxílico...
NOMENCLATURA
 A nomenclatura oficial é parecida com a dos hidrocarbonetos,
apenas trocando a terminação –O– para -óico e ...
SÉRIE HOMOLOGA
FORMULA ESTRUTURAL
FORMULA
GLOBAL
NOMENCLATURA ORIGEM
H-COOH CH2O2
Ácido
Metanóico
ácido fórmico formiga
H3...
Exemplos:
H ─ COOH →Ácido metanoico
H3C – COOH → Ácido etanoico
H3C – CH2 ─ CH2 ─ COOH → Ácido butanoico
Se houver mais de...
 Se houver insaturações (ligações duplas ou
triplas) e/ou ramificações, será necessário
numerar a cadeia, começando do ca...
Exemplos:
H3C─CH ═ CH─CH2─COOH → Ácido pent-3-en-oico
HC ≡ C ─ CH2 ─ COOH → Ácido but-3-in-oico
CH3
HC ≡ C ─ CH ─ COOH → Á...
 São geralmente ácidos fracos, com apenas 1% de moléculas
RCOOH dissociadas em iões a temperatura ambiente em
solução aqu...
 Devido a tendencia a associarem-se por duplas ligações de hidrogénio
entre si ou com moléculas de outra espécie, os ácid...
PROPRIEDADES FÍSICAS
 Os ácidos monocarboxílicos são solúveis em solventes menos
polares, como o éter, o álcool, o benzen...
PROPRIEDADES QUÍMICAS
As reacções químicas caracteristicas dos ácidos carboxílcos estão
relacionadas directamente com a pr...
2. Os ácidos monocarboxílicos reagem com hidróxidos,
formando sal e libertando água;
O
CH3 – C
ONa
+ H2O(g)R –CO – O-Na(s)...
3. Os ácidos monocarboxílicos reagem com carbonatos, formando sal,
libertando dióxido de carbono e água;
a)
b)
+ CO2(g)+ N...
4. Os ácidos carboxílicos reagem com os álccois formando ésteres e
água (Reacção de esterificação); que é uma das reacções...
MÉTODOS DE OBTENÇÃO DE ÁCIDOS CARBOXÍLICOS
1. Por oxidação de álcoois e aldeídos
O álcoois primários e os aldeídos podem s...
2. Por hidrólise de ésteres
Os ésteres podem ser hidrolisados em meio básico
ou em meio ácido, produzindo ácido carboxílic...
Ácido Metanóico
O ácido metanóico, também conhecido por
ácido fórmico, é o primeiro membro da
série homologa dos ácidos ca...
Nesta molécula o grupo funcional carboxílico está unido a
um átomo de hidrogénio, pelo que no ácido metanóico
pode-se obse...
A estrutura deste ácido confere um caráter
Redutor (agrupamento aldeídico), que não
possuem os restantes membros da série ...
Obtenção do ácido metanóico
O ácido metanóico produz-se industrialmente pela
reacção entre o monóxido de carbono e o hidró...
O Ácido Metanóico é usado no:
Tingimento e acabamento de tecidos;
Produção de ácido oxálico e outros produtos
orgânicos;...
O ácido acético (do latim acetum, azedo), CH3COOH,
oficialmente chamado ácido etanóico, é um ácido
monocarboxílico, satura...
Fórmulas estruturais do Ácido Etanóico.
 Na sua forma impura, é conhecido como vinagre (6% de
concentração em solução aquosa). Quando ele está livre de água é
co...
 Líquido de cheiro penetrante, incolor.
 Solúvel na água em qualquer proporção.
 Temperatura de ebulição superior a 118...
Propriedades Químicas do Acido Etanoico
 Pinta de vermelho o papel de tornesol;
 Densidade = 1,049 g/mL
 Ioniza-se em s...
 Em solução aquosa o ácido etanóico separa-se em iões:
 O ácido etanóico reage com os metais que se encontram primeiro
q...
 O ácido etanóico reage com outros ácidos carboxílicos
produzindo anidridos de ácidos por des-hidratação
intermolecular:
...
Metódo de Obtenção
O ácido acético é produzido sinteticamente e
pela fermentação bacteriana.
Hoje, a forma biológica repre...
a) Fermentação acética
O microorganismo Mycoderma aceti produz uma
enzima alcooloxidase que catalisa soluções alcoólicas,
...
CH3 - CHO
Oxidação
[ O ]
b) Oxidação do acetaldeído
o ácido acético é fabricado a partir do
acetaldeido(etanal), por oxida...
Aplicações e usos dos ácidos etanóico
Os ácidos carboxílicos encontram numerosas aplicações na
indústria e no laboratório,...
Como condimento em saladas ( vinagre )
Como solvente
Síntese de perfumes e corantes
Preparação da seda artificial
Neu...
 Interruptor da revelação de filmes e papéis fotográficos
 Produção da aspirina.
 É usado para exames diagnósticos para...
Concentração
/massa
Molaridade Classificação Efeitos
10% – 25% 1.67 – 4.16 mol/L Irritante (Xi)
Irritação nos olhos e
pele...
AVALIAÇÃO
1) Como justificas que os ácidos monocarboxílicos têm pontos ebulição
más elevados que os hidrocarbonetos de igu...
4) Represente a equação de Oxidação de um álcool primário de três
átomos de carbono; a Oxidação de um aldeído, para formar...
Fim
Set/2016
manueldamata.blogs.sapo.pt
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estudo dos ácidos dicarboxilicos 013

382 visualizações

Publicada em

Ácidos carboxilicos com grupos funcionais multiplos.
*Ácidos dicarboxilicos.
*Fórmulas estruturais

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
382
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo dos ácidos dicarboxilicos 013

  1. 1. ESTUDO DOS ÁCIDOSCARBOXÍLICOS M J da Mata Set/2016 manueldamata.blogs.sapo.pt
  2. 2. TEMA: ÁCIDOS CARBOXILICOS SUMÁRIO:  Introdução.  Classificação.  Estudo dos ácidos monocarboxilicos.  Estrutura.  Nomenclatura.  Série homologa.
  3. 3. Introdução: Os ácidos carboxílicos são considerados como oxiácidos, caracterizados pela presença do grupo funcional carboxila na composição da sua molécula. Também são chamadas por ácidos orgânicos, Fórmula geral: Estrutura geral: R - C(=O)OH O R — C OH
  4. 4. R - COOH ou R – CO2H Os ácidos carboxílicos são tipicamente representados pelas seguintes fórmulas: radical orgânico alquila, alquenila ou arila. é o grupo funcional carboxila O R – C – COOH R radical orgânico acila
  5. 5.  Os ácidos Carboxilicos caracterizam-se por serem ácidos fracos, mesmo assim são os compostos orgânicos mais ácidos que existem.  Os que possuem mais de 10 átomos de carbonos, são conhecidos como ácidos graxos.  No corpo humano, esses ácidos estão presentes no suor, o que faz com que alguns animais reconheçam o seu próprio dono apenas pelo cheiro que exala.
  6. 6.  Ácidos monocarboxílicos;  Ácidos dicarboxílicos;  Ácidos policarboxílicos. Classificação Os ácidos carboxílicos para o seu melhor estudos classificam-se tendo em conta os seguintes critérios: 1. Critério: de acordo com o número de grupos funcionais presentes na composição da molécula em:
  7. 7. 2. Critério: de acordo com o tipo de cadeia:  Ácido alifático: possui cadeia aberta.  Ácido aromático: o radical R é substituído por um anel aromático.
  8. 8. ESTUDO DOS ÁCIDOS MONOCARBOXÍLICOS
  9. 9. Ácidos monocarboxílicos Ácido monocarboxílico ou monoácido orgânico é a denominação geral dada aos ácidos carboxílicos que apresentam na sua estrutura um único grupo funcional carboxila. ESTRUTURA Modelo Molecular onde R é um radical orgânico O R — C OH
  10. 10. Exemplo para o ácido etanóico: Este valor varia pouco em relação aos valores das constantes de ionização dos outros ácidos carboxílicos; H3C– CO – OH H3C – CO – O- (aq) + H+(aq) Ki= 1,8 x 10-5 Ácido etanóico Anião etanoato Catião hidrogénio
  11. 11. O processo de ionização se expressa pelo seguinte sistema em equilibrio: R – CO – OH + H+(aq)R – CO – O - (aq) O R – C OH O R – C O- + H+(aq) Fórmula molecular do ácido carboxílico Fórmula do anião carboxilato
  12. 12. A estrutura do grupo carboxílico é menos estável que a do seu ião carboxilato. Isto se explica pela teoria de ressonancia, já que as formas ressonantes do anião carboxilato são equivalentes entre sí, coisa que não sucede com as estruturas ressonantes do grupo carboxílico não ionizado (fórmula molecular). Teoria da ressonancia: “as moleculas ou iões podem apresentar varias configurações electrónicas e diferentes distribuições electrónicas”
  13. 13. Os ácidos carboxílicos diferem-se dos aldeídos porque não se encontram no estado gasoso, senão no estado líquido e no estado sólido. O mesmo ocorre nos álcoois, que não existem no estado gasoso, causado pela formação de associações moleculares por ponte de Hidrogénio.
  14. 14. Os ácidos carboxílicos também associam-se por pontes de hidrogénio. Ao determinar a massa molecular dos ácidos carboxílicos comprovou-se que eles formam moleculas Duplas, chamadas por Dímeros. Entre estas moléculas existem duas ligações por ponte de moleculares por ponte de hidrogénio, o que provoca altas temperaturas de ebulição nos ácidos carboxílicos. O R – C O--- H H---O C – R O -------------------- -------------------- ponte de hidrogénio ponte de hidrogénio
  15. 15. NOMENCLATURA  A nomenclatura oficial é parecida com a dos hidrocarbonetos, apenas trocando a terminação –O– para -óico e adicionando a palavra ácido em frente do nome. A numeração é feita começando pelo carbono que possue o grupo funcional carboxila.  A nomenclatura usual é bastante diversificada, levando em conta o lugar onde são encontrados esses compostos, sendo impossível criar uma regra para ela.  Abaixo uma tabela dos nomes usuais, de acordo com o número de carbonos. + OICOÁCIDO PREFIXO + INFIXO
  16. 16. SÉRIE HOMOLOGA FORMULA ESTRUTURAL FORMULA GLOBAL NOMENCLATURA ORIGEM H-COOH CH2O2 Ácido Metanóico ácido fórmico formiga H3C-COOH C2H4O2 Ácido Etanóico ácido acético vinagre H3C-CH2-COOH C3H6O2 Ácido Propanóico ácido propiônico gordurars H3C-CH2-CH2-COOH C4H8O2 Ácido Butanóico ácido butírico manteiga rançosa H3C-CH2-CH2-CH2-COOH C5H10O2 Ácido Pentanóico ácido valérico planta Valeriana H3C-CH2-CH2-CH2-CH2-COOH C6H12O2 Ácido Hexanóico ácido capróico caprinos (cabras) H3C-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-COOH C7H14O2 Ácido Heptanóico ácido enântico videiras H3C-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-COOH C8H16O2 Ácido Octanóico ácido caprilico caprinos (cabras) H3C-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-COOH C9H18O2 Ácido Nonanóico ácdo pelargônico erva H3C-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-COOH C10H20O2 Ácido Decanóico ácido caprico caprinos (cabras)
  17. 17. Exemplos: H ─ COOH →Ácido metanoico H3C – COOH → Ácido etanoico H3C – CH2 ─ CH2 ─ COOH → Ácido butanoico Se houver mais de um grupo carboxila, ele deve ser indicado por meio de um prefixo antes do sufixo “oico”, exemplos: HOOC ─ COOH → Ácido etanodioico HOOC–CH2─CH2─CH2─CH2─COOH → Ácido hexanodioico
  18. 18.  Se houver insaturações (ligações duplas ou triplas) e/ou ramificações, será necessário numerar a cadeia, começando do carbono da carboxila.  Se tiver mais de uma ramificação, elas devem ser escritas em ordem alfabética, desconsiderando os prefixos di, tri, tetra, iso, sec, terc, etc.
  19. 19. Exemplos: H3C─CH ═ CH─CH2─COOH → Ácido pent-3-en-oico HC ≡ C ─ CH2 ─ COOH → Ácido but-3-in-oico CH3 HC ≡ C ─ CH ─ COOH → Ácido 2 metil, but-3-in-oico C2H5 H2C ═ CH─CH ─CH2─ COOH → Ácido 3etil, pent-4-en-oico
  20. 20.  São geralmente ácidos fracos, com apenas 1% de moléculas RCOOH dissociadas em iões a temperatura ambiente em solução aquosa;  São substâncias polares;  Os três primeiros são totalmente miscíveis em água;  A solubilidade, em geral, diminui com o aumento da cadeia carbónica; os sólidos são totalmente insolúveis;  Nos ácidos monocarboxílico, além da forte polarização da ligação dupla carbono-oxigénio, o grupo hidroxilo forma ligações de hidrogénio com outras moléculas polarizadas, como água, álcoois e outros ácidos carboxílicos; PROPRIEDADES FÍSICAS
  21. 21.  Devido a tendencia a associarem-se por duplas ligações de hidrogénio entre si ou com moléculas de outra espécie, os ácidos monocarboxílicos apresentam pontos de ebulição mais elevados que os pontos de ebuliçãodos alcanos, haletos de alquila, aldeídos, cetonas e álcoois de similar peso molecular;  Os pontos de fusão dos ácidos monocarboxílicos variam de modo irregular;  Os ácidos com até 4 átomos de carbonos são líquidos incolores, miscíveis com a água. Os ácidos de 5 a 9 átomos de carbonos são líquidos incolores e viscosos, muito pouco solúveis. Os ácidos com dez ou mais átomos de carbonos são sólidos brancos, semelhante à cera e insolúveis em água;  O ácido aromático mais simples, o ácido benzóico, por apresentar já elevado número de carbonos, não tem apreciável solubilidade em água; PROPRIEDADES FÍSICAS
  22. 22. PROPRIEDADES FÍSICAS  Os ácidos monocarboxílicos são solúveis em solventes menos polares, como o éter, o álcool, o benzeno;  Os ácidos monocarboxílicos têm odor caracteristico, aumentando progressivamente de forte e irritante nos ácidos fórmico e ácido acético, tornando-se extremamente desagradável (semelhante à manteiga rançosa) nos ácidos butírico (4C), valérico (5C) e capróico (6C);  Os ácidos com mais que 6 átomos de carbono não têm muito odor, por serem pouco voláteis.
  23. 23. PROPRIEDADES QUÍMICAS As reacções químicas caracteristicas dos ácidos carboxílcos estão relacionadas directamente com a presença na sua molecula do grupo funcional carboxílico: 1. Os ácidos monocarboxílicos reagem com metais activos formando sal orgánico e libertando hidrogénio; + ½H2(g)R – CO – O-Na (s)+ Na(s)R – CO – O-H + ½ H2(g)CH3-COO-Na+ Na(s)CH3 – COO-H Hidrogénio carboxilato de sódiosódioÁcido carboxílico hidrogénio etanoato de sódio sódioÁcido etanóico → →
  24. 24. 2. Os ácidos monocarboxílicos reagem com hidróxidos, formando sal e libertando água; O CH3 – C ONa + H2O(g)R –CO – O-Na(s) + NaOH(aq) R – CO – O-H + H2OCH3-COO-Na + NaOH(aq) CH3 –COO-H carboxilato de sódio água hidróxido de sódio Ácido carboxílico etanoato de sódio água hidróxido Ácido etanóico → →
  25. 25. 3. Os ácidos monocarboxílicos reagem com carbonatos, formando sal, libertando dióxido de carbono e água; a) b) + CO2(g)+ NaOH(aq)R–CO–O-Na (s)+ Na2CO3(s)R –CO –O-H carboxilato de sódio carbonato de sódio Ácido carboxílico + NaHCO3(s) CH3-COO-Na+ Na2CO3(aq)CH3-COO-H etanoato de sódio carbonato Ácido etanóico + CO2(g) + H2OR – CO–O-Na (s)+ NaHCO3(s)R–CO–O-H carboxilato de sódioÁcido carboxílico + H2CO3(aq)CH3-COO-Na+ NaHCO3(aq)CH3-COO-H etanoato de sódiohidrogeno-carbonatoÁcido etanóico Ácido carbônico → → → →
  26. 26. 4. Os ácidos carboxílicos reagem com os álccois formando ésteres e água (Reacção de esterificação); que é uma das reacções mais importantes dos ácidos carboxílicos, ou seja, a formação de ésteres apartir dos álcoois, a baixas temperaturas (frio) e em presença do ácido sulfúrico concentrado (H2SO4) como catalisador: Ácido carboxílico Ácido etanóico + H2O(g)R –CO–O– R´+ R´–OH(aq)R –CO–O-H águaÉsterálcool H2SO4(Conc) H2SO4(Conc) + H2OCH3-CO–O–CH3 + H3C-OHCH3-COO-H etanoato de metilometanol água Cat Cat
  27. 27. MÉTODOS DE OBTENÇÃO DE ÁCIDOS CARBOXÍLICOS 1. Por oxidação de álcoois e aldeídos O álcoois primários e os aldeídos podem ser oxidados utilizando permanganatos, para produzir ácidos carboxílicos: 1ª etapa: 2ª etapa: + H2OR - CHO[O]R - CH2OH AldeídoÁlcool R - COOHR - CHO ácido carboxílicoAldeído [O] Oxidação Oxidação
  28. 28. 2. Por hidrólise de ésteres Os ésteres podem ser hidrolisados em meio básico ou em meio ácido, produzindo ácido carboxílico e álcool. etanoato de metilo + H3C – OHCH3 - COOH+ H2OCH3-CO–O–CH3 Ácido etanóico metanolágua R– COO – R´ + H2O R – COOH + R´ – OH Ácido carboxílicoÉster Água Álcool Hidrólise Hidrólise H+/OH¯ H+/OH¯ + H : OH
  29. 29. Ácido Metanóico O ácido metanóico, também conhecido por ácido fórmico, é o primeiro membro da série homologa dos ácidos carboxílicos, já que possui apenas um átomo de carbono.
  30. 30. Nesta molécula o grupo funcional carboxílico está unido a um átomo de hidrogénio, pelo que no ácido metanóico pode-se observar um agrupamento ALDEÍDICO e um ACÍDICO. Estrutura do ácido Metanóico O H – C – OH Agrupamento aldeídico Agrupamento ácidico
  31. 31. A estrutura deste ácido confere um caráter Redutor (agrupamento aldeídico), que não possuem os restantes membros da série homologa dos ácidos carboxílicos. Este caráter redutor do ácido metanóico possibilita um comportamento DUAL (DUPLO) na molécula. “como aldeído e como ácido” Comportamento duplo
  32. 32. Obtenção do ácido metanóico O ácido metanóico produz-se industrialmente pela reacção entre o monóxido de carbono e o hidróxido de sódio; primeiro forma-se o metanoato de sódio e depois se obtêm facilmente o ácido metanóico: 1ª etapa: 2ª etapa: H-COONa+ NaOH(aq)CO(g) metanoato de sódiohidróxidoMonóxido de carbono + NaCl(s)H-COOH+ HCl(aq)H-COONa ácido metanóico metanoato de sódio ácido Sal
  33. 33. O Ácido Metanóico é usado no: Tingimento e acabamento de tecidos; Produção de ácido oxálico e outros produtos orgânicos; Desinfectante em medicina; Na produção de bebidas; Fabricação de polímeros.
  34. 34. O ácido acético (do latim acetum, azedo), CH3COOH, oficialmente chamado ácido etanóico, é um ácido monocarboxílico, saturado e de cadeia aberta, que possue dois átomos de carbono na sua molécula. Ácido Etanóico
  35. 35. Fórmulas estruturais do Ácido Etanóico.
  36. 36.  Na sua forma impura, é conhecido como vinagre (6% de concentração em solução aquosa). Quando ele está livre de água é conhecido como ácido acético glacial.  Conhecido por ser um ácido fraco, corrosivo, com vapores que causam irritação nos olhos, ardor no nariz, garganta e provoca congestão pulmonar.  É um ácido fraco, estando pouco dissociado em solução aquosa. No contexto de reações ácido-base, a abreviatura HAc (ácido acético) é usada frequentemente, onde a Ac significa o anião acetato (CH3COO−). + Ac -(aq)H+(aq)HAc(aq)
  37. 37.  Líquido de cheiro penetrante, incolor.  Solúvel na água em qualquer proporção.  Temperatura de ebulição superior a 118,1 °C  Temperatura de fusão é de 16,5 °C  Quando o ácido acético se solidifica, forma cristais brilhantes incolores e transparentes com aspecto de gelo. Devido a este facto, o ácido acético, quando puro, recebe o nome de ácido acético glacial. Propriedades Físicas do Ácido Etanóico
  38. 38. Propriedades Químicas do Acido Etanoico  Pinta de vermelho o papel de tornesol;  Densidade = 1,049 g/mL  Ioniza-se em solução aquosa produzindo um protão ( H+), por cada molécula.  As suas moléculas se atraem por pontes de hidrogénio  O átomo de hidrogénio do grupo hidroxila na sua molécula, pela acção do oxigénio do grupo carbonilo, adquire maior movimento em comparação com os álccois.
  39. 39.  Em solução aquosa o ácido etanóico separa-se em iões:  O ácido etanóico reage com os metais que se encontram primeiro que o Hidrogénio na série de actividade dos metais, formando um sal e libertando hidrogénio: + H3O+(aq)H3C–COO-(aq)H3C – COOH + H2O anião acetato catião hidrónioÁcido carboxílico + H2(g)[H3C – COO -]2 Mg (s)+ Mg(s)2H3C–COOH etanoato de Magnésio Ácido etanóico Magnésio
  40. 40.  O ácido etanóico reage com outros ácidos carboxílicos produzindo anidridos de ácidos por des-hidratação intermolecular: O H3C – C OH OH H3C – C O -H2O O H3C – C O H3C – C O + H2O 2 MOLÉCULAS DE ÁCIDO ETANÓICO ANIDRIDO ETANÓICO perdade água
  41. 41. Metódo de Obtenção O ácido acético é produzido sinteticamente e pela fermentação bacteriana. Hoje, a forma biológica representa 10% da produção mundial, mas permanece importante para a produção do vinagre, pois leis que determinam a pureza do alimento estipula que o vinagre usado na alimentação deve ser de origem biológica.
  42. 42. a) Fermentação acética O microorganismo Mycoderma aceti produz uma enzima alcooloxidase que catalisa soluções alcoólicas, principalmente o vinho, produzindo uma solução aquosa de ácido acético denominado vinagre. + H2OCH3 - COOH+ enzima+ O2(ar)CH3-CH2-OH ( vinagre ) Ácido etanóico Etanol
  43. 43. CH3 - CHO Oxidação [ O ] b) Oxidação do acetaldeído o ácido acético é fabricado a partir do acetaldeido(etanal), por oxidação e em presença de catalisadores: CH3-COOH acido acético
  44. 44. Aplicações e usos dos ácidos etanóico Os ácidos carboxílicos encontram numerosas aplicações na indústria e no laboratório, mas sem dúvida os mais representativos são os ácidos fórmico e acético.
  45. 45. Como condimento em saladas ( vinagre ) Como solvente Síntese de perfumes e corantes Preparação da seda artificial Neutralização de filmes e papéis fotográficos Tinturaria Imprensa Obtenção de sais metálicos para a fabricação de tintas e inseticidas. Ácido etanóico é usado como:
  46. 46.  Interruptor da revelação de filmes e papéis fotográficos  Produção da aspirina.  É usado para exames diagnósticos para detectar o H.P.V. (Papiloma Vírus Humanus).  O ácido acético quando está concentrado é corrosivo,deve consequentemente ser manipulado com muito cuidado pois, pode causar queimaduras na pele, danos permanentes aos olhos e irritação às mucosas em geral.  As queimaduras ou bolhas podem aparecer horas após a exposição ou contacto com este ácido.
  47. 47. Concentração /massa Molaridade Classificação Efeitos 10% – 25% 1.67 – 4.16 mol/L Irritante (Xi) Irritação nos olhos e pele 25% – 90% 4.16 – 14.99 mol/L Corrosivo (C) Queimaduras > 90% > 14.99 mol/L Corrosivo (C) Severas queimaduras, inflamável. Periculosidade do Ácido Acético
  48. 48. AVALIAÇÃO 1) Como justificas que os ácidos monocarboxílicos têm pontos ebulição más elevados que os hidrocarbonetos de igual massa molecular? 2) A que chamamos de ião carboxilato? a) Escreva a sua fórmula desenvolvida 3) Escreva a equação de reacção de: a) Ácido etanóico com o Magnésio. b) Ácido propanóico com o Alumínio. c) Ácido Pentanóico com o Carbonato de cálcio. d) Ácido butanóico com o Hidróxido de potássio.
  49. 49. 4) Represente a equação de Oxidação de um álcool primário de três átomos de carbono; a Oxidação de um aldeído, para formar uma molécula de ácido monocarboxílico de três átomos de carbono. 5) Represente a fórmula desenvolvida do ácido 3,3 dietil, 2 metil Hexanóico. 6) Escreve a equação de Oxidação de um álcool secundário para produzir uma cetona de cinco átomos de carbono, seguido de outra oxidação da cetona, para obter como produto final, dois ácidos monocarboxílicos. 7) Escreva a equação de reacção do ácido benzóico com uma solução concentrada de carbonato de potássio.
  50. 50. Fim Set/2016 manueldamata.blogs.sapo.pt

×