SlideShare uma empresa Scribd logo

Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett

O documento descreve as características e estrutura de um texto dramático. Apresenta a estrutura interna dividida em exposição, conflito e desenlace, e a estrutura externa com atos e cenas. Também define os diferentes tipos de discurso, como monólogos, diálogos e apartes, e as categorias de ação, personagens, espaço e tempo.

1 de 8
Baixar para ler offline
Texto Dramático



    Características
ESTRUTURA INTERNA E EXTERNA

Estrutura externa
o teatro tradicional e clássico pressupunha divisões em:
- actos, correspondentes à mudança de cenários,
- cenas , equivalentes à entrada ou saída de personagens em cena.
O teatro moderno, narrativo ou épico, põe de parte estas regras tradicionais de divisão
na estrutura externa.



Estrutura interna
Uma peça de teatro divide-se em:
• Exposição – apresentação das personagens e dos antecedentes da acção.
• Conflito – conjunto de peripécias que fazem a ação progredir.
• Desenlace – desfecho da acção dramática
Modalidades do discurso
Texto Principal - Refere-se às falas dos actores. Pode ser constituído por:
• Monólogo – uma personagem, falando consigo mesma, expõe perante o público os
seus pensamentos e/ou sentimentos;
• Diálogo – falas entre duas ou mais personagens;
• Apartes – comentários de uma personagem para o público, pressupondo que não
são ouvidos pelo seu interlocutor.

Texto Secundário (ou didascálias, ou indicações cénicas) destina-se ao leitor, ao
encenador da peça ou aos actores.
O texto secundário é composto:
- pela listagem inicial das personagens ( que ocorre habitualmente antes de cada
cena)
- pela indicação do nome das personagens no início de cada fala;
- pelas informações sobre a estrutura externa da peça (divisão em actos, cenas ou
quadros);
- pelas indicações sobre o cenário e guarda roupa das personagens;
- pelas indicações sobre a movimentação das personagens em palco, as atitudes que
devem tomar, os gestos que devem fazer ou a entoação de voz com que devem
proferir as palavras.
Categorias do texto dramático – algumas particularidades
AÇÃO – desenrolar dos acontecimentos, através do diálogo e da movimentação das
personagens
PERSONAGENS – agentes da ação

ESPAÇO
Espaço – o espaço cénico é caracterizado nas didascálias, onde surgem indicações
sobre pormenores do cenário, efeitos de luz e som.
       - Coexistem normalmente dois tipos de espaço:
               • Espaço representado – constituído pelos cenários onde se desenrola
a acção e que equivalem ao espaço físico que se pretende recriar em palco;
               • Espaço aludido – corresponde às referências a outros espaços que
não o representado.
 TEMPO
 • Tempo da representação – duração do conflito em palco;

 • Tempo da acção ou da história – o(s) ano(s) ou a época em que se desenrola o
 conflito dramático;

 • Tempo da escrita ou da produção da obra – altura em que o autor concebeu a peça.
INTENÇÕES DO AUTOR

Quando escreve uma peça de teatro, o dramaturgo pode ter uma intenção:
• Moralizadora (distinguir o Bem do Mal);
• Lúdica ou de evasão (entretenimento, diversão, riso);
• Crítica em relação à sociedade do seu tempo;
• Didáctica (transmitir um ensinamento).



PROCESSOS DE CÓMICO

• Situação – o que a personagem faz é cómico e inesperado.

• Caráter – desadequação do perfil da personagem.

• Linguagem – recurso à ironia, ao calão… resultado num efeito cómico ou
ridículo.
FORMAS DO GÉNERO DRAMÁTICO

• Tragédia
• Comédia
• Drama
• Teatro Épico.




                  OUTROS INTERVENIENTES NO TEXTO DRAMÁTICO
                  • dramaturgo – autor
                  • encenador – prepara e orienta os atores
                  • cenógrafo – prepara o cenário
                  • sonoplastia – efeitos sonoros
                  • luminotecnia – efeitos luminosos
                  • ator – representa as personagens

Recomendados

Texto dramático, Falar verdade a Mentir
Texto dramático, Falar verdade a MentirTexto dramático, Falar verdade a Mentir
Texto dramático, Falar verdade a MentirLurdes Augusto
 
Falar Verdade A Mentir
Falar Verdade A MentirFalar Verdade A Mentir
Falar Verdade A MentirMARIA NOGUE
 
Características do texto dramático
Características do texto dramáticoCaracterísticas do texto dramático
Características do texto dramáticoVanda Marques
 
Falar verdade a mentir
Falar verdade a mentirFalar verdade a mentir
Falar verdade a mentirPaula Morgado
 
Texto dramático história e categorias
Texto dramático história e categoriasTexto dramático história e categorias
Texto dramático história e categoriassin3stesia
 
Características do texto dramático
Características do texto dramáticoCaracterísticas do texto dramático
Características do texto dramáticoErnesto Ananias
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"
Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"
Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"inessalgado
 
O que você precisa saber sobre charges e tirinhas
O que você precisa saber sobre charges e tirinhasO que você precisa saber sobre charges e tirinhas
O que você precisa saber sobre charges e tirinhasMiquéias Vitorino
 
Modos de Representação da Narrativa
Modos de Representação da NarrativaModos de Representação da Narrativa
Modos de Representação da Narrativanelsonalves70
 
Texto Narrativo Categorias
Texto Narrativo CategoriasTexto Narrativo Categorias
Texto Narrativo CategoriasElsa Maximiano
 
Sintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticasSintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticasarmindaalmeida
 
Categorias da narrativa 9º ano
Categorias da narrativa   9º anoCategorias da narrativa   9º ano
Categorias da narrativa 9º anoElisabeteMarques
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativoA. Simoes
 
Diferenças entre texto dramático e texto narrativo
Diferenças entre texto dramático e texto narrativoDiferenças entre texto dramático e texto narrativo
Diferenças entre texto dramático e texto narrativosuzanamar
 
Histórias em quadrinhos
Histórias em quadrinhosHistórias em quadrinhos
Histórias em quadrinhosCrisBiagio
 
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”Gil Neves
 
Gênero dramático
Gênero dramáticoGênero dramático
Gênero dramáticoJulia Lemos
 
Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadasSameiro Rocha
 

Mais procurados (20)

Texto dramático e as suas características
Texto dramático e as suas característicasTexto dramático e as suas características
Texto dramático e as suas características
 
Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"
Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"
Texto dramático: "Falar Verdade a mentir"
 
O que você precisa saber sobre charges e tirinhas
O que você precisa saber sobre charges e tirinhasO que você precisa saber sobre charges e tirinhas
O que você precisa saber sobre charges e tirinhas
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Modos de Representação da Narrativa
Modos de Representação da NarrativaModos de Representação da Narrativa
Modos de Representação da Narrativa
 
Texto Narrativo Categorias
Texto Narrativo CategoriasTexto Narrativo Categorias
Texto Narrativo Categorias
 
Contos
ContosContos
Contos
 
Sintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticasSintese funcoes sintaticas
Sintese funcoes sintaticas
 
Categorias da narrativa 9º ano
Categorias da narrativa   9º anoCategorias da narrativa   9º ano
Categorias da narrativa 9º ano
 
Texto Dramático
Texto DramáticoTexto Dramático
Texto Dramático
 
Teste corrigido
Teste corrigidoTeste corrigido
Teste corrigido
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Diferenças entre texto dramático e texto narrativo
Diferenças entre texto dramático e texto narrativoDiferenças entre texto dramático e texto narrativo
Diferenças entre texto dramático e texto narrativo
 
Publicidade - características
Publicidade  - característicasPublicidade  - características
Publicidade - características
 
8 ano figuras-de-linguagem
8 ano  figuras-de-linguagem8 ano  figuras-de-linguagem
8 ano figuras-de-linguagem
 
Histórias em quadrinhos
Histórias em quadrinhosHistórias em quadrinhos
Histórias em quadrinhos
 
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
Fichamento de Leitura do Livro “A Volta ao Mundo em 80 Dias”
 
Gênero dramático
Gênero dramáticoGênero dramático
Gênero dramático
 
Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
 
CONTO DE AVENTURA.pptx
CONTO DE AVENTURA.pptxCONTO DE AVENTURA.pptx
CONTO DE AVENTURA.pptx
 

Semelhante a Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett

Semelhante a Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett (8)

Literatura 02-2ºb-textoteatral
Literatura 02-2ºb-textoteatralLiteratura 02-2ºb-textoteatral
Literatura 02-2ºb-textoteatral
 
Auto da barca do inferno
Auto da barca do infernoAuto da barca do inferno
Auto da barca do inferno
 
Auto da Barca do Inferno - Português 9º ano
Auto da Barca do Inferno - Português 9º anoAuto da Barca do Inferno - Português 9º ano
Auto da Barca do Inferno - Português 9º ano
 
LP: Glossário Teatro
LP: Glossário TeatroLP: Glossário Teatro
LP: Glossário Teatro
 
Texto dramático
Texto dramáticoTexto dramático
Texto dramático
 
Texto dramático
Texto dramáticoTexto dramático
Texto dramático
 
Apontamentos do texto dramatico
Apontamentos do texto dramaticoApontamentos do texto dramatico
Apontamentos do texto dramatico
 
Teatro
TeatroTeatro
Teatro
 

Mais de Lurdes Augusto

10ºano camões parte C
10ºano camões parte C10ºano camões parte C
10ºano camões parte CLurdes Augusto
 
10ºano Luís de Camões parte B
10ºano Luís de Camões parte B10ºano Luís de Camões parte B
10ºano Luís de Camões parte BLurdes Augusto
 
10ºano Luís de Camões - parte A
10ºano Luís de Camões - parte A10ºano Luís de Camões - parte A
10ºano Luís de Camões - parte ALurdes Augusto
 
Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca Lurdes Augusto
 
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaRomantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaLurdes Augusto
 
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagensOs Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagensLurdes Augusto
 
Lírica de Luís de Camões
Lírica de Luís de Camões Lírica de Luís de Camões
Lírica de Luís de Camões Lurdes Augusto
 
Do Ultrarromantismo ao Realismo
Do Ultrarromantismo ao RealismoDo Ultrarromantismo ao Realismo
Do Ultrarromantismo ao RealismoLurdes Augusto
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoLurdes Augusto
 
Grupos frásicos e Funções Sintáticas
Grupos frásicos e Funções SintáticasGrupos frásicos e Funções Sintáticas
Grupos frásicos e Funções SintáticasLurdes Augusto
 
Resumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasResumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasLurdes Augusto
 
A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)
A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)
A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)Lurdes Augusto
 
Tempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosTempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosLurdes Augusto
 
Funcionamento da língua - coordenação, subordinação
Funcionamento da língua - coordenação, subordinaçãoFuncionamento da língua - coordenação, subordinação
Funcionamento da língua - coordenação, subordinaçãoLurdes Augusto
 
Texto dramático - características
Texto dramático - característicasTexto dramático - características
Texto dramático - característicasLurdes Augusto
 
Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett
Falar Verdade a Mentir, de Almeida GarrettFalar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett
Falar Verdade a Mentir, de Almeida GarrettLurdes Augusto
 
Texto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicaçãoTexto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicaçãoLurdes Augusto
 
José Jorge Letria - biografia
José Jorge Letria - biografiaJosé Jorge Letria - biografia
José Jorge Letria - biografiaLurdes Augusto
 

Mais de Lurdes Augusto (20)

10ºano camões parte C
10ºano camões parte C10ºano camões parte C
10ºano camões parte C
 
10ºano Luís de Camões parte B
10ºano Luís de Camões parte B10ºano Luís de Camões parte B
10ºano Luís de Camões parte B
 
10ºano Luís de Camões - parte A
10ºano Luís de Camões - parte A10ºano Luís de Camões - parte A
10ºano Luís de Camões - parte A
 
Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca
 
Romantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de SousaRomantismo, Frei Luís de Sousa
Romantismo, Frei Luís de Sousa
 
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagensOs Maias de Eça de Queirós - personagens
Os Maias de Eça de Queirós - personagens
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
 
Lírica de Luís de Camões
Lírica de Luís de Camões Lírica de Luís de Camões
Lírica de Luís de Camões
 
Do Ultrarromantismo ao Realismo
Do Ultrarromantismo ao RealismoDo Ultrarromantismo ao Realismo
Do Ultrarromantismo ao Realismo
 
Cesário Verde
Cesário Verde Cesário Verde
Cesário Verde
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
 
Grupos frásicos e Funções Sintáticas
Grupos frásicos e Funções SintáticasGrupos frásicos e Funções Sintáticas
Grupos frásicos e Funções Sintáticas
 
Resumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasResumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavras
 
A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)
A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)
A Aia - Trabalhos de grupo (alunos)
 
Tempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosTempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostos
 
Funcionamento da língua - coordenação, subordinação
Funcionamento da língua - coordenação, subordinaçãoFuncionamento da língua - coordenação, subordinação
Funcionamento da língua - coordenação, subordinação
 
Texto dramático - características
Texto dramático - característicasTexto dramático - características
Texto dramático - características
 
Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett
Falar Verdade a Mentir, de Almeida GarrettFalar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett
Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett
 
Texto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicaçãoTexto dramático - exercício de aplicação
Texto dramático - exercício de aplicação
 
José Jorge Letria - biografia
José Jorge Letria - biografiaJosé Jorge Letria - biografia
José Jorge Letria - biografia
 

Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett

  • 1. Texto Dramático Características
  • 2. ESTRUTURA INTERNA E EXTERNA Estrutura externa o teatro tradicional e clássico pressupunha divisões em: - actos, correspondentes à mudança de cenários, - cenas , equivalentes à entrada ou saída de personagens em cena. O teatro moderno, narrativo ou épico, põe de parte estas regras tradicionais de divisão na estrutura externa. Estrutura interna Uma peça de teatro divide-se em: • Exposição – apresentação das personagens e dos antecedentes da acção. • Conflito – conjunto de peripécias que fazem a ação progredir. • Desenlace – desfecho da acção dramática
  • 3. Modalidades do discurso Texto Principal - Refere-se às falas dos actores. Pode ser constituído por: • Monólogo – uma personagem, falando consigo mesma, expõe perante o público os seus pensamentos e/ou sentimentos; • Diálogo – falas entre duas ou mais personagens; • Apartes – comentários de uma personagem para o público, pressupondo que não são ouvidos pelo seu interlocutor. Texto Secundário (ou didascálias, ou indicações cénicas) destina-se ao leitor, ao encenador da peça ou aos actores. O texto secundário é composto: - pela listagem inicial das personagens ( que ocorre habitualmente antes de cada cena) - pela indicação do nome das personagens no início de cada fala; - pelas informações sobre a estrutura externa da peça (divisão em actos, cenas ou quadros); - pelas indicações sobre o cenário e guarda roupa das personagens; - pelas indicações sobre a movimentação das personagens em palco, as atitudes que devem tomar, os gestos que devem fazer ou a entoação de voz com que devem proferir as palavras.
  • 4. Categorias do texto dramático – algumas particularidades AÇÃO – desenrolar dos acontecimentos, através do diálogo e da movimentação das personagens PERSONAGENS – agentes da ação ESPAÇO Espaço – o espaço cénico é caracterizado nas didascálias, onde surgem indicações sobre pormenores do cenário, efeitos de luz e som. - Coexistem normalmente dois tipos de espaço: • Espaço representado – constituído pelos cenários onde se desenrola a acção e que equivalem ao espaço físico que se pretende recriar em palco; • Espaço aludido – corresponde às referências a outros espaços que não o representado. TEMPO • Tempo da representação – duração do conflito em palco; • Tempo da acção ou da história – o(s) ano(s) ou a época em que se desenrola o conflito dramático; • Tempo da escrita ou da produção da obra – altura em que o autor concebeu a peça.
  • 5. INTENÇÕES DO AUTOR Quando escreve uma peça de teatro, o dramaturgo pode ter uma intenção: • Moralizadora (distinguir o Bem do Mal); • Lúdica ou de evasão (entretenimento, diversão, riso); • Crítica em relação à sociedade do seu tempo; • Didáctica (transmitir um ensinamento). PROCESSOS DE CÓMICO • Situação – o que a personagem faz é cómico e inesperado. • Caráter – desadequação do perfil da personagem. • Linguagem – recurso à ironia, ao calão… resultado num efeito cómico ou ridículo.
  • 6. FORMAS DO GÉNERO DRAMÁTICO • Tragédia • Comédia • Drama • Teatro Épico. OUTROS INTERVENIENTES NO TEXTO DRAMÁTICO • dramaturgo – autor • encenador – prepara e orienta os atores • cenógrafo – prepara o cenário • sonoplastia – efeitos sonoros • luminotecnia – efeitos luminosos • ator – representa as personagens
  • 7. Texto Dramático Características
  • 8. Texto Dramático Exercícios Converte o texto narrativo em texto dramático. Exemplo Acto I (o palco divide-se em duas partes separado por um biombo de um lado o quarto de uma princesa, com a cama e do outro a sala do trono de um rei) Rei, criada julieta, princesa Cena I Era uma vez um rei que vivia no seu Rei e princesa castelo. Ele tinha um problema séria a sua filha mentia muito. Todos os dias Rei – (andando de um lado para o outro) Não sei o que fazer… a minha filha é ela inventava uma mentira e todos um problema… não há um dia em que ela não invente uma mentira!!! ( senta- se a pensar na sua cadeira) caiam nela. Certo dia a Princesa acordou e chamou a criada: Princesa – ( que acorda e se espreguiça na cama) Ah… que belo dia… um belo - Julieta, vem cá estou com bexigas. dia para pregar uma mentira ( aparte) eles caem sempre é tão divertido! (alto Preciso de um Xarope. e fingindo aflição)) Julieta!!! Julieta!!!... A criada assustada e com medo de apanhar bexigas correu dali a chamar o Cena II Ditos e Julieta rei. Julieta – (entra aflita) que é menina? O que se passa? Princesa – AAAI… Julieta, vem cá estou com bexigas. Preciso de um Xarope… Julieta ( afastando-se e tapando a boca) credo! Isso pega-se!!! Princesa – pois pega!... Preciso tanto de ajuda!!! Julieta – Vou já chamar o papá!! Deixe-se estar deitadinha! ( passa para o lado esquerdo a correr sem nunca destapar a boca. A princesa ri-se quando ela sai.)