Bovino

4.136 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.136
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
765
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
100
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bovino

  1. 1. ALUNOS 1° ANO TECNICO Anderson Sandim Erick Areco Josimar Oliveira Nathan Ferreira Professor Medico Veterinário: Oberdan Tenório Técnico em Agropecuária: Wanderley Arguelho
  2. 3. <ul><li> A inseminação artificial em tempo fixo (IATF), é uma importante ferramenta para melhorar a qualidade genética dos rebanhos bovinos. </li></ul><ul><li>Através da manipulação hormonal onde se determinara o dia em que as fêmeas estarão aptas para a inseminação artificial. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>Objetivo Geral </li></ul><ul><li>Estimular o animal a entrar no seu período fértil no tempo estimulado pelo produtor. </li></ul><ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Quando o animal entra no período fértil no tempo previsto pelo produtor, ocorre o maior número de inseminação por dia, diminuindo a perda do sêmen, podendo melhorar a genética dos próximos bezerros, aumentando a produção e diminuindo gastos. </li></ul><ul><li>Metodologia </li></ul><ul><li>Tem como método um implante via canal vaginal, que pode ser usado ate três vezes em vacas de segunda cria ou mais, podendo usar a quarta vez em novilhas (dependendo do material usado) </li></ul><ul><li>São usados também os hormônios: prosaglandina e benzoato de estradiol, sendo dois ml quando o implante é colocado e meia dose quando se retira o mesmo. </li></ul><ul><li>Depois de colocado o implante se espera um período de oito dias para retira-lo e no décimo dia é feita a inseminação artificial. </li></ul><ul><li>Esse método é usado para que se tenha um melhor aproveitamento do rebanho, tendo o objetivo de que a vaca de cria uma vez por ano, e tenha I.E.P (intervalo entre partos) razoável </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Inicio: Dia zero </li></ul><ul><li>Oitavo dia: </li></ul><ul><li>Colocação do Implante Vaginal </li></ul><ul><li>Aplicação de Hormônios: </li></ul><ul><ul><li>Benzoato de Estradiol 2ml </li></ul></ul><ul><ul><li>Prostaglândina 2ml </li></ul></ul><ul><li>Retirada do Implante Vaginal </li></ul><ul><li>Aplicação de Hormônios: </li></ul><ul><ul><li>Benzoato de Estradiol 1ml </li></ul></ul><ul><ul><li>Prostaglândina 1ml </li></ul></ul>
  5. 6. <ul><li>Décimo dia: </li></ul>INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL
  6. 7. Aplicação de Hormônio ( Intra muscular, 2 ml)
  7. 8. Implante Intra vaginal ( Progesterona)
  8. 9. Colocação do Implante
  9. 10. Retirada do Implante ( 8° dia )
  10. 11. <ul><li>Dispensa a observação de cio; </li></ul><ul><li>Diminui o intervalo entre partos; </li></ul><ul><li>Aumenta a produção de leite; </li></ul><ul><li>Aumenta a produção de bezerros; </li></ul><ul><li>Possibilidade de concentração de partos nas épocas de entressafra leiteira. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Mão de obra não qualificada; </li></ul><ul><li>Alto custo, que se dilui com a chegada dos resultados. </li></ul>
  12. 14. <ul><li>Obrigado! </li></ul>

×