Inseminação artifical.5.4ºbim

1.497 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.497
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.089
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Inseminação artifical.5.4ºbim

  1. 1. Inseminação Artifical por Bárbara Lemos
  2. 2. É um recurso médico para realizar a fecundação. Muitos casais que desejam ter filhos encontram certas dificuldades. Esses impedimentos são muito complexos, ocasionados desde a baixa qualidade dos spzt até a capacidade ovulatória. Nesses casos o médico pode recomendar a inseminação artificial.
  3. 3. Professora Bárbara Lemos3  Congelamento de Embriões Embriões são conservados em nitrogênio líquido (-150ºC). Se a primeira tentativa falhar, tenta-se uma segunda vez. Mas o que fazer com os embriões que não implantados? Destruir, utilizar para pesquisas ou doar para casais sem filhos????
  4. 4. Professora Bárbara Lemos4  Congelamento de esperma A dificuldade está em congelar e descongelar os sptz sem que eles se alterem  Congelamento de óvulos (ovócitos II) É uma técnica mais delicada que as citadas acima, e o risco de alteração são mais altos .
  5. 5. Professora Bárbara Lemos5  Tipos de Inseminação Artificial  Fecundação In Vitro
  6. 6. Professora Bárbara Lemos6  Inseminação por Conjunção Espermas anormais são introduzidos diretamente no útero.  Inseminação por Doador Utiliza-se o esperma de um doador anônimo.
  7. 7. Professora Bárbara Lemos7  Transplante embrionário 3 ou 4 embriões são introduzidos no útero. Técnica é bastante delicada. Somente 25% de chance de dar certo.  Transferência de Gametas Intrafoliculares Superovulação dos ovários. Depois misturam-se os ovócitos II ao sptz e reintroduz a mistura na trompa.
  8. 8. Professora Bárbara Lemos8 Inseminação Artificial com espermatozóides do Cônjuge (IAC) Proposto pelo médico Hunter, no final do século XVIII e caracteriza-se pela introdução do esperma dentro da vagina ou no colo do útero no momento da ovulação. Existem 2 tipos: IC (Inseminação Artificial intra-cervical IU (Inseminação Aritificial intra-uterina
  9. 9. Professora Bárbara Lemos9  IC (Inseminação Artificial intra-cervical Método simples que reproduz as condições fisiológicas da relação sexual, porém não apresenta nenhum elemento de superioridade em relação ao ato sexual. Usada em casos de malformação sexual, distúrbios sexuais, distúrbios na ejaculação.  IU (Inseminação Aritificial intra-uterina Sptz moveis capacitados são depositados na cavidade uterina no momento da ovulação Objetivo desse método é aumentar as possibilidades naturais de fecundação.

×