5 o credito

635 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
635
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5 o credito

  1. 1. Escola Básica Integrada de Mourão PIEF – 2.º e 3.º Ciclo Disciplina: Matemática e RealidadeNome: _______________________________________ N.º: _______ Data: _____/_____/_____ Desafio: Tostão a tostão faz um milhão! Ficha de Apoio n.º 5 – O Crédito O QUE É O CRÉDITO? O crédito significa a possibilidade de usar dinheiro emprestado ou de comprar um bem e pagar mais tarde. Por norma, aquele que empresta o dinheiro (o credor) recebe uma remuneração por isso, chamada “juro”. Emprestado não é dado! O dinheiro cedido ou emprestado terá que ser restituído num determinado prazo, mas o total a restituir será maior do que o montante emprestado porque haverá que pagar também os juros (a não ser que o empréstimo seja livre de juros). O que é a taxa de juro? A taxa de juro permite calcular o custo do dinheiro, isto é, o valor que é cobrado por quem o cede ou empresta. Quando pagar o crédito? Deves pagar as dívidas logo que possível – é muito provável que percas mais dinheiro no pagamento dos juros do que aquilo que podes ganhar aplicando o dinheiro disponível em qualquer tipo de poupança ou investimento. EBI de Mourão PIEF - 2.º e 3.º Ciclo 2011/2012
  2. 2. O que é um fiador? Um fiador é alguém que se responsabiliza pelo cumprimento das obrigaçõesresultantes do crédito. O fiador promete pagar se o devedor não o fizer. Se, para teconcederem um crédito, tiveres de apresentar um fiador, lembra-te que será ele aassumir os pagamentos no caso de tu não o fazeres. Como varia a taxa de juro? A taxa de juro a pagar dependerá normalmente do montante emprestado, doprazo do empréstimo e do risco assumido pelo credor.ANTES DE PEDIRES UM CRÉDITO, PENSA E PERGUNTA-TE: 1 – Há uma razão forte para eu recorrer ao crédito ou posso esperar, poupando o dinheiro necessário? (pode, por exemplo, tratar-se de uma emergência ou uma compra urgente e não teres alternativa). 2 – Tenho condições para pagar os encargos do empréstimo?(para obteres a resposta, deverás consultar o teu orçamento, verificar o nível derendimento e de poupança e avaliar qual a prestação máxima que podes pagar).3 – Qual é a melhor proposta de crédito no mercado? (deves comparar os produtosexistentes no mercado quanto aos custos e condições oferecidas.)Onde pedir crédito? Pode ser mais fácil ou mais vantajoso pedires crédito ao banco onde já tensconta, sobretudo se a tua relação com ele foi regular e a utilização da conta foi feitacom responsabilidade. Contudo, não deixes que a “fidelidade” te impeça de fazer umnegócio melhor, se outro banco te oferecer melhores condições. Constrói uma boa relação com o crédito: • Paga o saldo devedor total logo que te for possível; se tal não for possível, pagaao menos o mínimo exigido na data prevista; sempre que possível, paga mais do queapenas o mínimo (não ganhas nada em pagares apenas o mínimo por mês); • Evita teres de pagar penalizações e juros de mora (quando não cumpres ou nãopagas no prazo devido). Ficar excluído do acesso ao crédito pode afetar seriamente atua vida e limitar as tuas oportunidades. EBI de Mourão PIEF - 2.º e 3.º Ciclo 2011/2012
  3. 3. O acesso ao crédito depende do teu histórico de crédito, isto é, dos teus registosde crédito anteriores – se cumpriste as tuas obrigações, se pagaste a tempo e horas, seacumulaste dívidas, como usaste os cartões de crédito, etc. Todas estas informaçõesestão à disposição das instituições de crédito para que possam decidir que risco é querepresentas como cliente de crédito.Imagina que pedias um crédito ao banco… Se tiveres um passado de incumprimento de obrigações de crédito (não pagasteuma prestação do empréstimo anterior, por exemplo) isto representará pontosnegativos na avaliação do teu pedido de crédito. Se já és cliente há muito tempo, isto poderá dar pontos positivos. Depois detodas as informações consideradas, e uma vez analisado o pedido feito e a situação docliente, o banco tomará uma decisão: conceder ou não conceder o crédito.DIFERENÇA ENTRE CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO? O que são cartões de débito? Os cartões de débito (o cartão Multibanco, por exemplo) são cartões bancáriosque servem para levantar dinheiro e fazer compras, pagamentos ou transferências. Qual é a diferença entre um cartão de débito e um cartão de crédito? A grande diferença relativamente ao cartão de crédito é que o dinheiro pago oulevantado com um cartão de débito sai diretamente da conta bancária. Se não tiveressaldo suficiente podes não conseguir realizar a transação ou, no caso de se realizar, oteu banco cobrar-te-á uma comissão por saldo descoberto. Tenho os dois cartões e preciso de levantar dinheiro… Para fazer levantamentos de dinheiro, usa um cartão de débito. Oslevantamentos de dinheiro feitos com cartão de crédito ficam muito caros, pois exigemo pagamento de comissões e juros, e estes começam logo a contar (neste caso não háperíodo gratuito). E para pagar na loja, qual dos cartões devo usar? Depende se pretendes comprar a crédito, pagando mais tarde, ou usar já odinheiro que tens na conta. Mas lembra-te que nem todas as lojas aceitam cartões decrédito, embora muitas já aceitem cartões de débito. EBI de Mourão PIEF - 2.º e 3.º Ciclo 2011/2012
  4. 4. VANTAGENS DO CRÉDITO:Crédito às empresas: - Financiar a criação e a atividade das empresas, permitindo-lhes realizarinvestimentos mesmo quando não têm recursos próprios; - Desenvolver a produção e fazer crescer a economia.Crédito ao consumo: - Facilitar o consumo das famílias, mesmo quando os seus recursos não sãosuficientes; - Permitir adquirir bens de grande importância como a compra de uma casa (quepouca gente pode adquirir a pronto); - Permitir enfrentar emergências e necessidades imprevistas.DESVANTAGENS DO CRÉDITO: - Pode levar a gastar mais do que aquilo que se pode pagar; - A má gestão do empréstimo pode levar ao endividamento das famílias, ou àfalência das empresas; - Encarece as compras (ficam mais caras do que se comprasses a pronto); - Pode levar a que o rendimento futuro fique refém da dívida. Retirado de: http://www.gerirepoupar.com/jovens "Quem suas dívidas paga, sua fortuna aumenta" Provérbio EBI de Mourão PIEF - 2.º e 3.º Ciclo 2011/2012

×