SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Professor: João Paulo Luna
 Caracteriza-se pela pouca quantidade
de material intercelular e por
apresentar células extremamente
unidas (justapostas);
 O tecido epitelial desenvolve variadas
funções, tais como proteção,
absorção, secreção e excreção;
 Ele é encontrado revestindo órgãos,
além de ser responsável pela
formação das glândulas;
 Na superfície livre, as células
epiteliais podem apresentar
modificações na sua membrana
plasmática, tais
como microvilosidades e cílios.
 É o tecido epitelial encontrado na pele;
 Auxilia na defesa contra agentes invasores além de evitar a perda
excessiva de água (produz a queratina);
 Apresenta dois tipos básicos de glândulas:
A. Sudoríferas: produzem o suor.
B. Sebáceas: produzem substâncias que lubrificam a pele e os pelos.
 Possui um material entre as suas
células, a substância intercelular, que
colabora em suas atividades;
 Há vários tipos de tecidos conjuntivos,
como exemplo:
 Tecido conjuntivo propriamente dito:
a. Encontra-se na derme e contém
fibras que geralmente são de
colágeno ou elásticas;
 Tecido adiposo:
a. Rico em células que armazenam
gordura – adipócitos (as gorduras
podem servir como reserva
energética ou como isolante térmico);
 Tecido conjuntivo ósseo:
a. A substância intercelular é rica em sais
minerais de cálcio e fibras de
colágeno;
b. As células ósseas (osteócitos) são
nutridas pelo sangue, que circulam em
pequenos canais dentro do osso
(canalículos).
 Tecido conjuntivo cartilagíneo:
a. É um tecido resistente, mas ao
contrário do osso é flexível. Isso ocorre
porque, em vez de sais de cálcio, a
substância intercelular tem
consistência de borracha.
 Tecido conjuntivo sanguíneo:
a. Suas células estão mergulhadas
em uma substância intercelular
líquida, o plasma;
b. Os elementos mais numerosos no
sangue são as hemácias;
c. Também são presentes os
leucócitos, que se encarregam da
defesa do nosso corpo;
d. As plaquetas auxiliam na
interrupção das hemorragias,
ajudando a estancar um vaso que
se rompe.
 As células desse tecido são capazes de se
contrair;
 Existem três tipos de tecido muscular:
 Estriado esquelético: são compostos por
fibras musculares e apresentam movimento
voluntário;
 Não estriado (liso): possuem fibras afinadas
nas pontas e apresentam movimento
involuntário;
 Estriado cardíaco: musculatura de
movimento involuntário e presente no
coração.
 As mensagens sensitivas são
conduzidas por células nervosas,
denominadas de neurônios;
 Nesse tecido também há outras
células responsáveis por nutrir e
proteger os neurônios;
 Existem cerca de 100 bilhões de
neurônios que se comunicam
entre si por meio dos dendritos ou
pelo corpo celular;
 A mensagem que pode seguir
para músculos ou para glândulas é
chamada de impulso nervoso.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humanaAula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humanaRonaldo Santana
 
Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial César Milani
 
Tecidos
TecidosTecidos
Tecidos3a2011
 
Aula biologia celular
Aula   biologia celularAula   biologia celular
Aula biologia celularsanthdalcin
 
Aula tecidos -_simplificado (1)
Aula tecidos -_simplificado (1)Aula tecidos -_simplificado (1)
Aula tecidos -_simplificado (1)giovannimusetti
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Bio
 
Tipos de Tecido
Tipos de TecidoTipos de Tecido
Tipos de TecidoKiller Max
 
Introdução à biologia celular
Introdução à biologia celularIntrodução à biologia celular
Introdução à biologia celularprofatatiana
 
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTEMEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTEMARCIAMP
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologiabradok157
 

Mais procurados (20)

Tecido epitelial
Tecido epitelialTecido epitelial
Tecido epitelial
 
Aula sobre histologia
Aula sobre   histologiaAula sobre   histologia
Aula sobre histologia
 
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humanaAula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Histologia animal/humana
 
Tecido muscular
Tecido muscularTecido muscular
Tecido muscular
 
Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial
 
Tecidos
TecidosTecidos
Tecidos
 
Aula biologia celular
Aula   biologia celularAula   biologia celular
Aula biologia celular
 
Aula tecidos -_simplificado (1)
Aula tecidos -_simplificado (1)Aula tecidos -_simplificado (1)
Aula tecidos -_simplificado (1)
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
 
Tipos de Tecido
Tipos de TecidoTipos de Tecido
Tipos de Tecido
 
Embriologia básica
Embriologia básicaEmbriologia básica
Embriologia básica
 
Introdução à biologia celular
Introdução à biologia celularIntrodução à biologia celular
Introdução à biologia celular
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
 
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTEMEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
MEMBRANA PLASMÁTICA E TRANSPORTE
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
 
Tecido sanguineo
Tecido sanguineoTecido sanguineo
Tecido sanguineo
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
 
Tecidos
TecidosTecidos
Tecidos
 
Tecido epitelial nath (1)
Tecido epitelial nath (1)Tecido epitelial nath (1)
Tecido epitelial nath (1)
 

Semelhante a Histologia - Tecidos

Semelhante a Histologia - Tecidos (20)

Atividade de Biologia Tecidual .pdf
Atividade de Biologia Tecidual .pdfAtividade de Biologia Tecidual .pdf
Atividade de Biologia Tecidual .pdf
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
 
Aula tecidos simplificado
Aula tecidos   simplificadoAula tecidos   simplificado
Aula tecidos simplificado
 
Tecido Conjuntivo
Tecido ConjuntivoTecido Conjuntivo
Tecido Conjuntivo
 
Aula tecidos simplificado
Aula tecidos   simplificadoAula tecidos   simplificado
Aula tecidos simplificado
 
A2 tecidos e niveis postar
A2 tecidos e niveis postarA2 tecidos e niveis postar
A2 tecidos e niveis postar
 
Tecidos animais
Tecidos animais Tecidos animais
Tecidos animais
 
Histologia Animal
Histologia AnimalHistologia Animal
Histologia Animal
 
Tecidos
TecidosTecidos
Tecidos
 
Tecidos
TecidosTecidos
Tecidos
 
Tecidos animais fim[1]
Tecidos animais fim[1]Tecidos animais fim[1]
Tecidos animais fim[1]
 
Resumo histologia 2
Resumo   histologia 2Resumo   histologia 2
Resumo histologia 2
 
Resumo histologia 2
Resumo   histologia 2Resumo   histologia 2
Resumo histologia 2
 
8 ano principais tipos de tecidos
8 ano principais tipos de tecidos8 ano principais tipos de tecidos
8 ano principais tipos de tecidos
 
Histologia animal biologia - 2011
Histologia animal   biologia - 2011Histologia animal   biologia - 2011
Histologia animal biologia - 2011
 
Histologia animal biologia - 2011
Histologia animal   biologia - 2011Histologia animal   biologia - 2011
Histologia animal biologia - 2011
 
Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02
Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02
Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02
 
Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02
Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02
Aulatecidos simplificado1-110208154726-phpapp02
 
Biologia - Histologia Animal
Biologia - Histologia AnimalBiologia - Histologia Animal
Biologia - Histologia Animal
 
8 ano principais tipos de tecidos
8 ano principais tipos de tecidos8 ano principais tipos de tecidos
8 ano principais tipos de tecidos
 

Mais de João Paulo Luna (19)

OS CINCO REINOS .pptx
OS CINCO REINOS .pptxOS CINCO REINOS .pptx
OS CINCO REINOS .pptx
 
A Luz.pptx
A Luz.pptxA Luz.pptx
A Luz.pptx
 
Aula 2 a teia alimentar
Aula 2   a teia alimentarAula 2   a teia alimentar
Aula 2 a teia alimentar
 
A origem da Vida
A origem da VidaA origem da Vida
A origem da Vida
 
O corpo humano
O corpo humanoO corpo humano
O corpo humano
 
Ecologia - Conceitos fundamentais
Ecologia - Conceitos fundamentaisEcologia - Conceitos fundamentais
Ecologia - Conceitos fundamentais
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
As ondas e o som
As ondas e o somAs ondas e o som
As ondas e o som
 
O calor
O calorO calor
O calor
 
Funções químicas
Funções químicasFunções químicas
Funções químicas
 
Noções Básicas de Geometria
Noções Básicas de GeometriaNoções Básicas de Geometria
Noções Básicas de Geometria
 
Função Polinomial do 1º grau
Função Polinomial do 1º grauFunção Polinomial do 1º grau
Função Polinomial do 1º grau
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
 
Misturas
MisturasMisturas
Misturas
 
Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
 
Noções de Estatística
Noções de EstatísticaNoções de Estatística
Noções de Estatística
 
A estrutura do átomo
A estrutura do átomoA estrutura do átomo
A estrutura do átomo
 
Matéria e energia (Aula 1 e 2)
Matéria e energia (Aula 1 e 2) Matéria e energia (Aula 1 e 2)
Matéria e energia (Aula 1 e 2)
 

Último

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 

Último (20)

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 

Histologia - Tecidos

  • 2.  Caracteriza-se pela pouca quantidade de material intercelular e por apresentar células extremamente unidas (justapostas);  O tecido epitelial desenvolve variadas funções, tais como proteção, absorção, secreção e excreção;  Ele é encontrado revestindo órgãos, além de ser responsável pela formação das glândulas;  Na superfície livre, as células epiteliais podem apresentar modificações na sua membrana plasmática, tais como microvilosidades e cílios.
  • 3.  É o tecido epitelial encontrado na pele;  Auxilia na defesa contra agentes invasores além de evitar a perda excessiva de água (produz a queratina);  Apresenta dois tipos básicos de glândulas: A. Sudoríferas: produzem o suor. B. Sebáceas: produzem substâncias que lubrificam a pele e os pelos.
  • 4.  Possui um material entre as suas células, a substância intercelular, que colabora em suas atividades;  Há vários tipos de tecidos conjuntivos, como exemplo:  Tecido conjuntivo propriamente dito: a. Encontra-se na derme e contém fibras que geralmente são de colágeno ou elásticas;  Tecido adiposo: a. Rico em células que armazenam gordura – adipócitos (as gorduras podem servir como reserva energética ou como isolante térmico);
  • 5.  Tecido conjuntivo ósseo: a. A substância intercelular é rica em sais minerais de cálcio e fibras de colágeno; b. As células ósseas (osteócitos) são nutridas pelo sangue, que circulam em pequenos canais dentro do osso (canalículos).  Tecido conjuntivo cartilagíneo: a. É um tecido resistente, mas ao contrário do osso é flexível. Isso ocorre porque, em vez de sais de cálcio, a substância intercelular tem consistência de borracha.
  • 6.  Tecido conjuntivo sanguíneo: a. Suas células estão mergulhadas em uma substância intercelular líquida, o plasma; b. Os elementos mais numerosos no sangue são as hemácias; c. Também são presentes os leucócitos, que se encarregam da defesa do nosso corpo; d. As plaquetas auxiliam na interrupção das hemorragias, ajudando a estancar um vaso que se rompe.
  • 7.  As células desse tecido são capazes de se contrair;  Existem três tipos de tecido muscular:  Estriado esquelético: são compostos por fibras musculares e apresentam movimento voluntário;  Não estriado (liso): possuem fibras afinadas nas pontas e apresentam movimento involuntário;  Estriado cardíaco: musculatura de movimento involuntário e presente no coração.
  • 8.  As mensagens sensitivas são conduzidas por células nervosas, denominadas de neurônios;  Nesse tecido também há outras células responsáveis por nutrir e proteger os neurônios;  Existem cerca de 100 bilhões de neurônios que se comunicam entre si por meio dos dendritos ou pelo corpo celular;  A mensagem que pode seguir para músculos ou para glândulas é chamada de impulso nervoso.