SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Professor: João Paulo Luna
 É um fenômeno químico, logo há formação de novas
substâncias a partir de outras;
 Alguns sinais podem ser evidências de uma reação
química: mudança de cor, borbulhamento, mudança ou
formação de odor, liberação de luz ou calor...
 Reagentes Produtos
 Vão interagir e sofrer transformação
 Resultam da reação química
 Ex: NaOH + HCl H2O + NaCl
 OBS: o número de átomos presente nos
reagentes é igual ao números de átomos
presente nos produtos.
 Reação de síntese (adição) – ocorre quando
duas ou mais substâncias simples reagem
dando origem a uma única substância mais
complexa.
• Ex: S + Fe FeS
• C + O2 CO2
 Reação de análise (decomposição) – ocorre
quando uma substância mais complexa se
divide em duas ou mais substâncias simples.
• Ex: 2AgBr 2Ag + Br2
• 2H2O 2H2 + O2
 Reação de deslocamento (troca simples) –
ocorre quando uma substância simples reage
com outra substância composta deslocando
uma substância simples, trocando de lugar
com ela.
• Ex: Fe + CuSO4 FeSO4 + Cu
• Fe + 2HCl FeCl2 + H2
 Reação de dupla-troca (substituição) – ocorre
quando duas substâncias compostas reagem,
trocando entre si seus componentes, dando
origem a novos componentes.
• Ex: NaCl + AgNO3 NaNO3 + AgCl
• FeS + 2HCl FeCl2 + H2S
 1º Exemplo:
 Zn + HCl → ZnCl2+ H2
 Reagentes: Produtos:
Zn = 1 Zn = 1
H = 1 H = 2
Cl = 1 Cl = 2
 Zn + HCl → 1 ZnCl2+ H2
 Reagentes: Produtos:
Zn = Zn = 1
H = H =
Cl = Cl = 2
1 Zn + 2 HCl → 1 ZnCl2+ H2
Reagentes: Produtos:
Zn = 1 Zn =1
H = 2 H =
Cl = 2 Cl = 2
1 Zn + 2 HCl → 1 ZnCl2+ 1 H2
Reagentes: Produtos:
Zn = 1 Zn = 1
H = 2 H = 2
Cl = 2 Cl = 2
 2º Exemplo:
 Al (OH)3 + H2SO4 → Al2 (SO4)3 + H2O
 Reagentes: Produtos:
Al = 1 Al = 2
S = 1 S = 3
O = 7 O = 13
H = 5 H= 2
 Al (OH)3 + H2SO4 → 1 Al2 (SO4)3 + H2O
 Reagentes: Produtos:
Al = Al = 2
S = S = 3
O = O =
H = H =
2Al (OH)3 + 3H2SO4 → 1 Al2(SO4)3 + H2O
Reagentes: Produtos:
Al = 2 Al = 2
S = 3 S = 3
O = 18 O = 12+?
H = 12 H =
2Al (OH)3 + 3H2SO4 → 1 Al2 (SO4)3 + 6H2O
Reagentes: Produtos:
Al = 2 Al = 2
S = 3 S = 3
O = 18 O = 18
H = 12 H = 12
 3º Exemplo:
 A velocidade das reações químicas nem
sempre é a mesma, existem reações rápidas e
outras mais lentas;
 Praticamente presente em todas as reações
que ocorrem nos seres vivos;
 Considerada um catalisador acelera
reações químicas, mas não é alterada durante
o processo, podendo assim ser reutilizada.
 Características das enzimas:
 - são proteínas;
 - são específicas;
 Reações catalisadas por enzimas são
reversíveis;
 Lei da conservação da massa (Lei de Lavoisier):
“Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” (Antoine Lavoisier)
 Numa reação química realizada em sistema fechado, a massa
permanece constante do início ao fim da reação, ou seja, a soma das
massas dos reagentes é igual à soma das massas dos produtos obtidos.
 Lei das proporções definidas
“Toda substância possui uma proporção constante, em massa, na sua composição, e
a proporção na qual reagem e se formam é constante.” (Joseph Louis Proust)
 Verificou que as massas tanto dos reagentes quanto dos produtos
participantes da reação possuem sua proporção sempre constante, e
isso independe das quantidades.
𝑴 𝑹𝒆𝒂𝒈𝒆𝒏𝒕𝒆𝒔 = 𝑴 𝑷𝒓𝒐𝒅𝒖𝒕𝒐𝒔

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transformações químicas da matéria
Transformações químicas da matériaTransformações químicas da matéria
Transformações químicas da matériaLayanne Caetano
 
Propriedades da matéria
Propriedades da matériaPropriedades da matéria
Propriedades da matériamatheusrl98
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a químicaRebeca Vale
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da MateriaPedro Monteiro
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Karol Maia
 
Quimica ambiental
Quimica ambientalQuimica ambiental
Quimica ambientalPaulo Vaz
 
Balanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasBalanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasRafael Nishikawa
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.Ajudar Pessoas
 
Tranformações fisicas e quimicas
Tranformações fisicas e quimicasTranformações fisicas e quimicas
Tranformações fisicas e quimicasIsadora Girio
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasNai Mariano
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano7 de Setembro
 
Leis De Newton
Leis De NewtonLeis De Newton
Leis De NewtonMiky Mine
 

Mais procurados (20)

Transformações químicas da matéria
Transformações químicas da matériaTransformações químicas da matéria
Transformações químicas da matéria
 
Propriedades da matéria
Propriedades da matériaPropriedades da matéria
Propriedades da matéria
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 
Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da Materia
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
Transformações químicas
Transformações químicasTransformações químicas
Transformações químicas
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
 
Quimica ambiental
Quimica ambientalQuimica ambiental
Quimica ambiental
 
Balanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasBalanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicas
 
1 introdução ao Estudo da Biologia 1º ano
1   introdução ao Estudo da Biologia 1º ano1   introdução ao Estudo da Biologia 1º ano
1 introdução ao Estudo da Biologia 1º ano
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
Tranformações fisicas e quimicas
Tranformações fisicas e quimicasTranformações fisicas e quimicas
Tranformações fisicas e quimicas
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Leis De Newton
Leis De NewtonLeis De Newton
Leis De Newton
 

Semelhante a Reações químicas

Propriedade química e reações químicas
Propriedade química e reações químicasPropriedade química e reações químicas
Propriedade química e reações químicasCarlos Priante
 
Lista de exercicios reações químicas
Lista de exercicios   reações químicasLista de exercicios   reações químicas
Lista de exercicios reações químicasProfª Alda Ernestina
 
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículasReações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículasaninhafq
 
Balanceamento, acerto de coeficientes método das tentativas
Balanceamento, acerto de coeficientes   método das tentativasBalanceamento, acerto de coeficientes   método das tentativas
Balanceamento, acerto de coeficientes método das tentativasclaiton goes
 
Reações químicas inorgânicas
Reações químicas inorgânicasReações químicas inorgânicas
Reações químicas inorgânicasAri Moreira
 
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações QuímicasFunções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações QuímicasCarlos Priante
 
Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Nai Mariano
 
aula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕES
aula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESaula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕES
aula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESalessandraoliveira324
 
_Reacoes-quimicas.pptx
_Reacoes-quimicas.pptx_Reacoes-quimicas.pptx
_Reacoes-quimicas.pptxDébora Weber
 

Semelhante a Reações químicas (20)

Propriedade química e reações químicas
Propriedade química e reações químicasPropriedade química e reações químicas
Propriedade química e reações químicas
 
Reações químicas 2
Reações químicas 2Reações químicas 2
Reações químicas 2
 
"Somos Físicos" Reações Quimicas
"Somos Físicos" Reações Quimicas"Somos Físicos" Reações Quimicas
"Somos Físicos" Reações Quimicas
 
Lista de exercicios reações químicas
Lista de exercicios   reações químicasLista de exercicios   reações químicas
Lista de exercicios reações químicas
 
Reacoes químicas
Reacoes químicasReacoes químicas
Reacoes químicas
 
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículasReações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
 
Balanceamento, acerto de coeficientes método das tentativas
Balanceamento, acerto de coeficientes   método das tentativasBalanceamento, acerto de coeficientes   método das tentativas
Balanceamento, acerto de coeficientes método das tentativas
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Aula 10 _reações quimicas
Aula 10 _reações quimicasAula 10 _reações quimicas
Aula 10 _reações quimicas
 
Reações químicas inorgânicas
Reações químicas inorgânicasReações químicas inorgânicas
Reações químicas inorgânicas
 
Messages
MessagesMessages
Messages
 
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações QuímicasFunções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
 
Balanceamento de equações
Balanceamento de equaçõesBalanceamento de equações
Balanceamento de equações
 
Reações inorgânicas
Reações inorgânicas Reações inorgânicas
Reações inorgânicas
 
Ferramentas Da Quimica Ii Em
Ferramentas Da Quimica Ii EmFerramentas Da Quimica Ii Em
Ferramentas Da Quimica Ii Em
 
Lavoisier e proust
Lavoisier e proustLavoisier e proust
Lavoisier e proust
 
Cinetica parte i
Cinetica parte iCinetica parte i
Cinetica parte i
 
Cinetica parte i
Cinetica parte iCinetica parte i
Cinetica parte i
 
aula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕES
aula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESaula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕES
aula-20-reacoes-quimicas.pptxRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕESRAÇÕES
 
_Reacoes-quimicas.pptx
_Reacoes-quimicas.pptx_Reacoes-quimicas.pptx
_Reacoes-quimicas.pptx
 

Mais de João Paulo Luna (18)

OS CINCO REINOS .pptx
OS CINCO REINOS .pptxOS CINCO REINOS .pptx
OS CINCO REINOS .pptx
 
A Luz.pptx
A Luz.pptxA Luz.pptx
A Luz.pptx
 
Aula 2 a teia alimentar
Aula 2   a teia alimentarAula 2   a teia alimentar
Aula 2 a teia alimentar
 
A origem da Vida
A origem da VidaA origem da Vida
A origem da Vida
 
O corpo humano
O corpo humanoO corpo humano
O corpo humano
 
Histologia - Tecidos
Histologia - Tecidos Histologia - Tecidos
Histologia - Tecidos
 
Ecologia - Conceitos fundamentais
Ecologia - Conceitos fundamentaisEcologia - Conceitos fundamentais
Ecologia - Conceitos fundamentais
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
As ondas e o som
As ondas e o somAs ondas e o som
As ondas e o som
 
O calor
O calorO calor
O calor
 
Funções químicas
Funções químicasFunções químicas
Funções químicas
 
Noções Básicas de Geometria
Noções Básicas de GeometriaNoções Básicas de Geometria
Noções Básicas de Geometria
 
Função Polinomial do 1º grau
Função Polinomial do 1º grauFunção Polinomial do 1º grau
Função Polinomial do 1º grau
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
 
Misturas
MisturasMisturas
Misturas
 
Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
 
Noções de Estatística
Noções de EstatísticaNoções de Estatística
Noções de Estatística
 
A estrutura do átomo
A estrutura do átomoA estrutura do átomo
A estrutura do átomo
 

Último

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Reações químicas

  • 2.  É um fenômeno químico, logo há formação de novas substâncias a partir de outras;  Alguns sinais podem ser evidências de uma reação química: mudança de cor, borbulhamento, mudança ou formação de odor, liberação de luz ou calor...
  • 3.  Reagentes Produtos  Vão interagir e sofrer transformação  Resultam da reação química  Ex: NaOH + HCl H2O + NaCl  OBS: o número de átomos presente nos reagentes é igual ao números de átomos presente nos produtos.
  • 4.  Reação de síntese (adição) – ocorre quando duas ou mais substâncias simples reagem dando origem a uma única substância mais complexa. • Ex: S + Fe FeS • C + O2 CO2
  • 5.  Reação de análise (decomposição) – ocorre quando uma substância mais complexa se divide em duas ou mais substâncias simples. • Ex: 2AgBr 2Ag + Br2 • 2H2O 2H2 + O2
  • 6.  Reação de deslocamento (troca simples) – ocorre quando uma substância simples reage com outra substância composta deslocando uma substância simples, trocando de lugar com ela. • Ex: Fe + CuSO4 FeSO4 + Cu • Fe + 2HCl FeCl2 + H2
  • 7.  Reação de dupla-troca (substituição) – ocorre quando duas substâncias compostas reagem, trocando entre si seus componentes, dando origem a novos componentes. • Ex: NaCl + AgNO3 NaNO3 + AgCl • FeS + 2HCl FeCl2 + H2S
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.  1º Exemplo:  Zn + HCl → ZnCl2+ H2  Reagentes: Produtos: Zn = 1 Zn = 1 H = 1 H = 2 Cl = 1 Cl = 2  Zn + HCl → 1 ZnCl2+ H2  Reagentes: Produtos: Zn = Zn = 1 H = H = Cl = Cl = 2 1 Zn + 2 HCl → 1 ZnCl2+ H2 Reagentes: Produtos: Zn = 1 Zn =1 H = 2 H = Cl = 2 Cl = 2 1 Zn + 2 HCl → 1 ZnCl2+ 1 H2 Reagentes: Produtos: Zn = 1 Zn = 1 H = 2 H = 2 Cl = 2 Cl = 2
  • 13.  2º Exemplo:  Al (OH)3 + H2SO4 → Al2 (SO4)3 + H2O  Reagentes: Produtos: Al = 1 Al = 2 S = 1 S = 3 O = 7 O = 13 H = 5 H= 2  Al (OH)3 + H2SO4 → 1 Al2 (SO4)3 + H2O  Reagentes: Produtos: Al = Al = 2 S = S = 3 O = O = H = H = 2Al (OH)3 + 3H2SO4 → 1 Al2(SO4)3 + H2O Reagentes: Produtos: Al = 2 Al = 2 S = 3 S = 3 O = 18 O = 12+? H = 12 H = 2Al (OH)3 + 3H2SO4 → 1 Al2 (SO4)3 + 6H2O Reagentes: Produtos: Al = 2 Al = 2 S = 3 S = 3 O = 18 O = 18 H = 12 H = 12
  • 15.  A velocidade das reações químicas nem sempre é a mesma, existem reações rápidas e outras mais lentas;
  • 16.  Praticamente presente em todas as reações que ocorrem nos seres vivos;  Considerada um catalisador acelera reações químicas, mas não é alterada durante o processo, podendo assim ser reutilizada.  Características das enzimas:  - são proteínas;  - são específicas;
  • 17.  Reações catalisadas por enzimas são reversíveis;
  • 18.
  • 19.  Lei da conservação da massa (Lei de Lavoisier): “Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” (Antoine Lavoisier)  Numa reação química realizada em sistema fechado, a massa permanece constante do início ao fim da reação, ou seja, a soma das massas dos reagentes é igual à soma das massas dos produtos obtidos.  Lei das proporções definidas “Toda substância possui uma proporção constante, em massa, na sua composição, e a proporção na qual reagem e se formam é constante.” (Joseph Louis Proust)  Verificou que as massas tanto dos reagentes quanto dos produtos participantes da reação possuem sua proporção sempre constante, e isso independe das quantidades. 𝑴 𝑹𝒆𝒂𝒈𝒆𝒏𝒕𝒆𝒔 = 𝑴 𝑷𝒓𝒐𝒅𝒖𝒕𝒐𝒔

Notas do Editor

  1. Hidróxido de sódio + Ácido Clorídrico = Água + Cloreto de sódio
  2. Enxofre + Ferro = Sulfeto de Ferro Carbono + Gás Oxigênio = Dióxido de Carbono
  3. Brometo de Prata = Prata + Bromo Água = Gás Hidrogênio + Gás Oxigênio
  4. Ferro + Sulfato de Cobre = Sulfato de Ferro + Cobre Ferro + Ácido Clorídrico = Cloreto de Ferro + Gás Hidrogênio
  5. Cloreto de Sódio + Nitrato de Prata = Nitrato de Sódio + Cloreto de Prata Sulfeto de Ferro + Ácido Clorídrico = Cloreto de Ferro + Sulfeto de Hidrogênio