Métodos contracetivos

3.049 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.049
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métodos contracetivos

  1. 1. ? O que são os métodos contracetivos?
  2. 2. Métodos Contracetivos Reversíveis IrreversíveisNaturais Não Naturais
  3. 3. Métodos Reversíveis
  4. 4. Métodos NaturaisMétodo do Coito Temperaturacalendário interrompido basal Muco Método Sintotérmico
  5. 5. Métodos do calendário Determinar o período fértil da mulher (conhecendo adata da próxima menstruação). É um método eficaz se e mulher for regular.
  6. 6. Métodos do calendário  Exemplo A: Mulher com ciclo regular de 28 dias. 28-18= 10 28-11=17 menstruação  O período fértil será entre o 10º e o 17º dia do ciclo, inclusive.
  7. 7. Métodos do calendário  Exemplo B: Mulher com ciclos irregulares entre 25 e 30 dias. 25-18 = 7 30-11 = 19 O período fértil será entre o 7º e o 19º dia do ciclo, inclusive.
  8. 8. Métodos do calendário EficáciaO índice de falha deste método é muitogrande, aproximadamente 40 gravidezespor 100 mulheres por ano.
  9. 9. Métodos do calendário Vantagens Desvantagens Favorece o conhecimento  Este método exige disciplina dados períodos de menstruação mulher nas anotações mensais de seue fertilidade de cada mulher; ciclo menstrual e necessita de Não apresenta efeitos abstinência ou uso de preservativo nossecundários. dias férteis;  Não deve ser utilizado no período em que a mulher estiver a amamentar;  Não previne contra as IST’S;  Não é recomendado para adolescentes.
  10. 10. Métodos do coito interrompido Retira-se o pénis da vagina, antes da ejaculação.Eficácia: tem uma baixa eficácia pois nas gotas delíquido pré-ejaculatório pode haver espermatozóidesque fiquem na vagina antes da interrupção da relaçãosexual.
  11. 11. Métodos da temperatura O método da temperatura baseia-se na medição datemperatura retal antes de se levantar e em jejum (duranteseis meses).
  12. 12. Métodos da temperatura Vantagens Desvantagens Favorece a observação do  Tem pouca eficácia para a corpo; prevenção da gravidez; Muito utilizado por quem  Exige muita disciplina. deseja engravidar;  Algumas doenças que Não necessita de gastos provocam febre podem confundir financeiros; as anotações da temperatura; Não apresenta efeitos  Exige que o casal não tenha secundários. relações sexuais ou tenha relações usando preservativo durante os dias férteis;  Não previne contra as IST’S.
  13. 13. Métodos do mucoObservação do muco cervical: Infértil Fértil
  14. 14. Métodos do muco Vantagens Desvantagens Pode ser usado para  Exige da mulher muita disciplina;prevenir ou planear uma  A mulher tem que ficar longosgravidez; períodos sem ter relações sexuais A mulher passa a conhecer com penetração ou usar outromelhor o seu corpo; método contracetivos durante o Não necessita de período fértil;prescrição médica;  O risco de gravidez é maior que o Não tem efeitos de outros métodos;secundários;  Não evita IST’S Não há custos.
  15. 15. Método sindotérmico Método do Método do Método da calendário muco temperaturaEficácia: Este método é mais eficaz, pois engloba trêsdos métodos anteriormente vistos. Requer tambémmais controlo e trabalho por parte da mulher.
  16. 16. Métodos não naturais Métodos de Contracepção Contracepção barreira DIU hormonal cirúrgicaPreservativos Pílula Anel Vaginal Laqueação das Diafragma trompas Implante Adesivo VasectomiaEspermicidas Pílula dia Injectável seguinte
  17. 17. Métodos de barreira Os métodos de barreira são aqueles que impedem oencontro dos espermatezóides com o oócito II, evitandoassim a fecundação e consequentemente uma gravidez. Estes métodos têm que ser colocados antes doato sexual.
  18. 18. Métodos de barreira PreservativoPreservativo Preservativo Masculino Feminino
  19. 19. Métodos de barreira O preservativo masculino éPreservativo constituído por uma proteção masculino de látex aberta de um lado e fechado do outro. É um tubo de borracha finoPreservativo que contém um anel fechado feminino de um lado e outro aberto, com a mesma função do preservativo masculino
  20. 20. Métodos de barreira
  21. 21. Métodos de barreira
  22. 22. Métodos de barreiraVantagens (masculino) Desvantagens (masculino) Eficaz (se usado Tem de se adquirir antes de se correctamente e com prever ter relações sexuais; espermicida); É muito frágil – possibilidade de Protecção contra as ISTs; se romper. Fácil de transportar e de Só pode ser utilizado uma vez comprar; Sem efeitos secundários físicos.
  23. 23. Métodos de barreiraVantagens (feminino) Desvantagens (feminino)Eficaz (se usado Diminui a sensação vaginal;correctamente); Elevado custo.Protege contra as ISTs;É mais resistente do que opreservativo masculino;Sem efeitos secundários.
  24. 24. Métodos de barreira O que é?Diafragma  É um pequeno anel flexível recoberto por uma película de borracha ou silicone que a mulher coloca no fundo da vagina até 5 horas antes da relação sexual.
  25. 25. Métodos de barreira Vantagens Desvantagens Não protege contra as IST’S; Pode ser usado em todas as  Possui uma eficácia mais baixa;fases de vida da mulher;  Riscos de odor fétido e Não atrapalha a relação corrimento vaginal;sexual;  Alergia ao diafragma ou ao Não faz mal à saúde e não espermicida;interfere no ciclo menstrual;  Infeções urinárias; Pode ser usado com creme  É necessário alguma práticaespermicida e com preservativo; para colocá-lo sem que cause desconforto;
  26. 26. Métodos de barreira Espermicidas  Podem ser cremes, supositórios, geleias, espumas ou comprimidos;  Matam os espermatozóides;  Devem ser colocados com o preservativo masculino/feminino, diafragma ou capuz cervical.
  27. 27. Métodos de barreira Vantagens Desvantagens É de simples utilização;  Não protegem das IST’S; Aumenta a lubrificação da  Podem causar reacções alérgicas;vagina;  O espaço de tempo entre a Pode ser utilizado como aplicação do espermicida e a relaçãocoadjuvante de outros métodos sexual deve ser cerca de 30 minutos;contraceptivos;  A mulher só se deve lavar 6 a 8 As esponjas e os cremes têm horas após a relação sexual;um inicio de acção mais rápido.  Se tiver nova relação colocar nova dose de espermicida.
  28. 28. Contraceção hormonalPílula: São pequenos comprimidos, tomados porvia oral e que contêm hormonas, de modo aimpedir a ovulação.Se: Deve tomar no:Nunca tomou 1º dia da MenstruaçãoEstá a tomar a embalagem de Interrompe-se 7 dias e começa-21 comprimidos se nova embalagemEsta a tomar a embalagem de Começa-se após o 28º dia da28 comprimidos pílula
  29. 29. Contraceção hormonalExiste problema se esquecer de tomar a pílula? • Tome-a assim que lembrar e 1 pílula tome a próxima no tempo habitual. • Tome-as no dia seguinte e 2 pílulas volte ao seu horário regular. 3 ou mais • Pare de tomar a pílula pílulas
  30. 30. Contraceção hormonalCuriosidades relativas à pílula: A pílula é um medicamento seguro. Não causa infertilidade. As pílulas não protegem das IST’s. A pílula não faz engordar. Ela não causa cancro. Melhora o acne.
  31. 31. Contraceção hormonalPílula do dia seguinte É uma pílula que é utilizada dentro de 72 horas após oato sexual. Evita uma gravidez após uma relação sem proteção. Aumenta o pH da vagina, eliminando osespermatezóides, evitando assim a fecundação. Também inibe a nidação.
  32. 32. Contraceção hormonal Vantagens Desvantagens Inibe a gravidez após uma  Náusea;relação mal protegida.  Dores abdominais;  Fadiga;  Dor de cabeça;  Distúrbio no ciclo menstrual;  Tensão mamária;  Diarreia;  Vómito;  Acne;  Se tomada regularmente poderá levar à infertilidade.
  33. 33. Contraceção hormonal Eficácia:Se usada até 24 horas da relaçãodesprotegida – 42%; Entre 25 e 48 horas - 15 %; Entre 49 e 72 horas – 5%.
  34. 34. Contraceção hormonalImplante hormonal É uma pequena vareta, que é colocada no ladointerno da parte superior do braço. Libertação de hormonas que impedem a ovulação.
  35. 35. Contraceção hormonalAdesivo É um adesivo que pode ser usado em quatro áreas docorpo: as nádegas, peito, costas ou parte externa domembro superior. Este liberta hormonas que vão impedir a ovulação.
  36. 36. Contraceção hormonal Injectável hormonal  São hormonas injetadas via intra-muscular.  Essas hormonas vão ser lentamente libertadas no sangue. Vantagens Inibe a ovulação; Uma vez injetado não necessita de precauçõese cuidados no uso deste; Têm uma longa duração.
  37. 37. Contraceção hormonalAnel vaginal É um anel repleto dehormonas que é colocadona vagina da mulher. Estashormonas também vãoimpedir que ocorra aovulação
  38. 38. Contraceção hormonalComo se deve colocar o anel vaginal
  39. 39. DIU – Dispositivos Intra-Uterino É um instrumento flexível de plástico ecobre que é colocado no corpo uterino. Como Funciona? A sua função é impedir o processo denidação. Pode estimular ainda uma reaçãoinflamatória no útero, que também écontracetiva. A sua colocação é feita por um médico.
  40. 40. Métodos irreversíveis LaqueaçãoVasectomia das trompas
  41. 41. Infeções sexualmente transmissíveis Gonorreia Candídiase Hepatide B IST’s Herpes SIDA genital Sífilis
  42. 42. GonorreiaSintomas:Inflamação do colo do útero,transtornos menstruais, uretriteno homem, secreção amareladaTransmissão da doença:Contato sexual, toalhas e roupainterior. Voltar
  43. 43. Hepatite BSintomas: Hepatite, cirrose, urina de cor escura.Transmissão da doença: Sangue, esperma, secreçãovaginal, via placenta, leite materno, saliva. Voltar
  44. 44. SIDASintomas: Anemia, febre, perda de peso, alteraçõesimunitárias.Transmissão da doença: Sangue, esperma, secreçãovaginal, via placenta, leite materno. Voltar
  45. 45. Herpes genitalSintomas: Lesões vesiculares nos órgãos genitaisexternos.Transmissão da doença: Contato sexual Voltar
  46. 46. SífilisSintomas: Inicialmente úlceras genitais, que não se curam.Posteriormente lesões na pele e nas mucosas.Transmissão da doença: Contato sexual e via placentária. Voltar
  47. 47. CandídiaseSintomas: Picadas ao urinar, comichão, fluxo vaginal muitoabundante.Transmissão da doença: Contato sexual, roupainterior, toalhas, roupa húmida.
  48. 48. Exercícios
  49. 49. Exercício 1Seleciona a letra da frase correta:A – Os métodos contracetivos podem ser renováveis ou nãorenováveis.B – Os métodos contracetivos reversíveis implicam uma operaçãocirúrgica.C – Os métodos irreversíveis devem ser utilizados por adolescentes.D –Os métodos reversíveis permitem que a mulher possaengravidar quando deixar de os usar. Resposta: letra D
  50. 50. Exercício 2Completa as frases seguintes com os termos corretos.A laqueação das ____1____ é uma operação cirúrgica queimpede que a mulher fique ____2____.A vasectomia consiste num corte ao nível dos canais ____3____que impede a saída de ____4____ no esperma.Resposta:1 – trompas2 – grávida3 – deferentes4 - espermatozóides
  51. 51. Exercício 3Seleciona a letra do intruso:A – Método da temperaturaB – Método do calendárioC – Método do implante hormonalD – Método do muco cervical Resposta: Letra C
  52. 52. Exercício 4Completa a seguinte frase com o termo correto.“Na altura da ovulação, o muco cervical fica...”A – abundante, líquido e transparente.B – espesso e escuro.C – sólido e pouco abundante. Resposta: Letra A
  53. 53. Exercício 5Completa a seguinte afirmação:“O coito interrompido é pouco eficaz porque...”A – o esperma contém espermatozóides.B – o líquido pré-ejaculatório pode conter espermatozóides.C – o preservativo rompe. Resposta: Letra B
  54. 54. Exercício 6Indica a letra do método contracetivo que evita atransmissão de uma IST:A – DiafragmaB – PreservativoC – DIU Resposta: Letra B
  55. 55. Exercício 7Completa a seguinte frase com o termo correto:“A pílula impede a ...”A – nidação.B – ovulação.C – produção de espermatozóides. Resposta: Letra B

×