Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou

1.221 visualizações

Publicada em

Palestra de Júlio César Possati, apresentada no dia 05/02/2014, durante o IV Fórum Nacional de Políticas Públicas em Oncologia.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.221
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
90
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou

  1. 1. Departamento de Prevenção Hospital de Câncer de Barretos IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia São Paulo, 5 e 6 de fevereiro de 2014 Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou Júlio César Possati Resende Coordenador do Programa de Rastreamento de Câncer Ginecológico Hospital de Câncer de Barretos
  2. 2. Departamento de Prevenção Hospital de Câncer de Barretos Instituto de Prevenção de Câncer Avon “Ivete Sangalo” IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  3. 3. Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou Distribuição proporcional dos principais tipos de câncer mais incidentes estimados para 2014 para o sexo feminino, exceto pele não melanoma Câncer colo do útero 15.590 novos casos diagnosticados em 2014 no Brasil Câncer de mama 57.120 Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Incidência de câncer no Brasil - Estimativa 2014
  4. 4. Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou Representação espacial das taxas brutas de incidência por 100 mil mulheres, estimadas para o ano de 2014, segundo Unidade da Federação (Neoplasia Maligna do Colo do Útero) NORTE NORDESTE 24 / 100.000 mulheres 19 / 100.000 mulheres 1º Posição 2º Posição CENTRO OESTE 22 / 100.000 mulheres SUDESTE 2º Posição 10 / 100.000 mulheres 4º Posição SUL 16 / 100.000 mulheres 5º Posição Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Incidência de câncer no Brasil - Estimativa 2014
  5. 5. Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou IV Comitê de Mobilização Social para a Prevenção e Tratamento do Câncer do Colo do Útero e de Mama – Brasília, 30 de outubro de 2013 14% Ministério da Saúde. IV Comitê de Mobilização Social – Câncer, 2013
  6. 6. Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou IV Comitê de Mobilização Social para a Prevenção e Tratamento do Câncer do Colo do Útero e de Mama – Brasília, 30 de outubro de 2013 Ministério da Saúde. IV Comitê de Mobilização Social – Câncer, 2013
  7. 7. Dificuldades de adesão à mamografia e Papanicolaou Sistema de Saúde desafios Barreiras Relacionadas à não Adesão aos Exames de Rastreio  Traduzir e especificar essas barreiras para o cenário nacional  “Regionalização” das barreiras  Estratégias de enfrentamento Modelo desenvolvido pelo HC Barretos Educação Conhecimento Adesão Atitude Lourenço TS. Rev Bras Enferm, 2013
  8. 8. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde barreiras Sistema de Saúde ACESSIBILIDADE AOS SERVIÇOS DE SAÚDE QUALIDADE DOS EXAMES OFERTADOS DIFICULDADE DE INGRESSO NA REDE SECUNDÁRIA DE ASSISTÊNCIA ADESÃO INSATISFATÓRIA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE POLÍTICAS DE SAÚDE PÚBLICA VOLTADAS PARA A “CURA” IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  9. 9. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde Sistema de Saúde barreiras ACESSIBILIDADE AOS SERVIÇOS DE SAÚDE  Exames de rastreamento devem ser direitos assegurados  Não há necessidade de prescrição de profissional médico para realização de mamografia ou teste de Papanicolaou  Critérios pré-estabelecidos que habilitam o indivíduo a participar dos programas de rastreamento IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  10. 10. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde ACESSIBILIDADE AOS SERVIÇOS DE SAÚDE equívocos No Departamento de Prevenção do HC Barretos  Não há necessidade de agendamento prévio  Não há necessidade de solicitação médica  Períodos noturnos e finais de semana IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  11. 11. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde ACESSIBILIDADE AOS SERVIÇOS DE SAÚDE IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  12. 12. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde ACESSIBILIDADE AOS SERVIÇOS DE SAÚDE IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  13. 13. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde DIFICULDADE DE INGRESSO NA REDE SECUNDÁRIA DE ASSISTÊNCIA Prevenção não se faz somente com mamografia ou Papanicolaou, é preciso assegurar seguimento dos casos alterados... Início Meio Fim IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  14. 14. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde DIFICULDADE DE INGRESSO NA REDE SECUNDÁRIA DE ASSISTÊNCIA Porcentagem não desprezível de mulheres não retornam aos postos de coleta para buscarem os resultados dos testes de Papanicolaou... ANÁLISE MICROSCÓPICA PELO CITOPATOLOGISTA IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  15. 15. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde DIFICULDADE DE INGRESSO NA REDE SECUNDÁRIA DE ASSISTÊNCIA Consulta em até 7 dias Consulta em até 30 dias Consulta na vaga (ideal < 30 dias) IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  16. 16. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde DIFICULDADE DE INGRESSO NA REDE SECUNDÁRIA DE ASSISTÊNCIA Em 2013... ...98,7% das mulheres com resultados alterados de Papanicolaou que necessitavam de avaliação colposcópica compareceram ao Departamento de Prevenção. IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  17. 17. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde ADESÃO INSATISFATÓRIA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE  Valorizar e estimular o papel dos profissionais de enfermagem como agente chave nos programas de rastreio do câncer  Rediscutir o impedimento dos profissionais técnicos em realizar coleta de Papanicolaou  Reafirmar junto aos médicos a importância de se orientar adequadamente as usuárias sobre a finalidade dos testes de rastreio e periodicidade IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  18. 18. Barreiras Relacionadas ao Sistema de Saúde ADESÃO INSATISFATÓRIA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  19. 19. Barreiras Relacionadas a Educação / Conhecimento barreiras Educação ou Conhecimento DETERMINANTES CULTURAIS FRENTE AO CONCEITO DE SAÚDE CARACTERÍSTICAS PESSOAIS DE EDUCAÇÃO, IDADE, ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS PRÁTICAS ESTABELECIDADES DE PRIORIDADES E PROJETOS DEMORA NO INTERVALO APROPRIADO DO RASTREAMENTO CONSUMO DE TEMPO IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  20. 20. Barreiras Relacionadas a Educação / Conhecimento DETERMINANTES CULTURAIS FRENTE AO CONCEITO DE SAÚDE PREVENÇÃO CURA Investimento em educação continuada e informação de qualidade sobre a importância dos exames preventivos “Não fiz a mamografia porque não estou sentindo nada...” “Sei que não tenho nada então não vou ocupar a vaga de outra mulher...” “Estou viúva então não preciso mais fazer Papanicolaou...” IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  21. 21. Barreiras Relacionadas a Educação / Conhecimento PACIENTES COM RESULTADO NORMAL (Negativo para Neoplasia) A mulher recebe o resultado do exame em sua residência com a indicação já descrita da próxima data para coleta do Papanicolaou ou ainda com uma convocação para exame de colposcopia no HC Barretos Data para próxima coleta Essas informações são geradas AUTOMATICAMENTE através de sistema computadorizado IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  22. 22. Barreiras Relacionadas a Demora no Intervalo Apropriado de Rastreio ...você deverá repetir seu Papanicolaou em 30 dias... ...você deveria ter repetido seu Papanicolaou há 60 dias... IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  23. 23. Barreiras Relacionadas a Educação / Conhecimento CARACTERÍSTICAS PESSOAIS DE EDUCAÇÃO, IDADE, ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS ASPECTOS RELACIONADOS À NÃO ADESÃO  BAIXA ESCOLARIDADE  CONDIÇÕES SÓCIOECONÔMICAS DESFAVORÁVEIS  EXTREMOS DE IDADE (TANTO MAMOGRAFIA QUANTO PAPANICOLAOU) IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  24. 24. Barreiras Relacionadas a Educação / Conhecimento CARACTERÍSTICAS PESSOAIS DE EDUCAÇÃO, IDADE, ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS ASPECTOS RELACIONADOS À NÃO ADESÃO Ward E et al. CA Cancer J Clin 2004
  25. 25. Barreiras Relacionadas a Adesão / Atitude barreiras Adesão ou Atitude ATITUDES E PRECONCEITOS FRENTE AO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DESCONFORTO GERADO PELO EXAME (FÍSICO OU EMOCIONAL) MEDO DO EXAME MOSTRAR-SE POSITIVO IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  26. 26. Barreiras Relacionadas a Adesão / Atitude Adesão ou Atitude Fidelizar usuárias Cativando com respeito Educando com responsabilidade Humanizando o atendimento IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  27. 27. Barreiras Relacionadas a Adesão / Atitude Sala Humanizada de Mamografia IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  28. 28. Barreiras Relacionadas a Adesão / Atitude Sala de Espera IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  29. 29. Barreiras Relacionadas a Adesão / Atitude Escolha do Tema IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  30. 30. Barreiras Relacionadas a Adesão / Atitude Imagem, som e aroma IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  31. 31. Barreiras Relacionadas a Adesão / Atitude Sala Humanizada de Mamografia Percepções das pacientes IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia
  32. 32. Departamento de Prevenção Hospital de Câncer de Barretos IV Fórum Nacional de Discussão de Políticas de Saúde em Oncologia São Paulo, 5 e 6 de fevereiro de 2014 OBRIGADO julio.possati@uol.com.br Júlio César Possati Resende Coordenador do Programa de Rastreamento de Câncer Ginecológico Hospital de Câncer de Barretos

×