SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Contrato administrativo constitui um acordo de vontade celebrado entre a Administração Pública e
particular, sujeito ao regime jurídico administrativo, com natureza de direito público (aplicando
subsidiariamente princípios do direito privado), através do qual a Administração recebe uma série de
prerrogativas e sujeições.
A duração do contrato está presa à vigência dos respectivos créditos orçamentários, cuja duração é de 01
(um) ano. Portanto, o contrato administrativo tem vigência de 01 ano.
Esta limitação ocorre para evitar ônus superiores às disponibilidades orçamentárias do ano seguinte.
Mas, como a toda regra existe exceção, três casos que fogem à regra da duração de 01 ano podem ser
expostos:
1) Os projetos previstos nas metas estabelecidas no Plano Plurianual podem ser prorrogados conforme o
interesse da Administração e desde que tenha previsão no ato convocatório;
2) As prestações de serviços executados de forma contínua (segurança, limpeza, etc..) podem ter vigência de
até 60 meses.
3) O aluguel de programas de informática pode ser prorrogado pelo prazo de até 48 meses.
Ocorrendo algumas das circunstâncias excepcionais do § 1º do art. 57 da Lei 8.666/93, o contrato
administrativo pode ser prorrogado, desde que mantidas as demais cláusulas e o equilíbrio econômico-
financeiro.
"§ 1o Os prazos de início de etapas de execução, de conclusão e de entrega admitem prorrogação, mantidas
as demais cláusulas do contrato e assegurada a manutenção de seu equilíbrio econômico-financeiro, desde
que ocorra algum dos seguintes motivos, devidamente autuados em processo:
I - alteração do projeto ou especificações, pela Administração;
II - superveniência de fato excepcional ou imprevisível, estranho à vontade das partes, que altere
fundamentalmente as condições de execução do contrato;
III - interrupção da execução do contrato ou diminuição do ritmo de trabalho por ordem e no interesse da
Administração;
IV - aumento das quantidades inicialmente previstas no contrato, nos limites permitidos por esta Lei;
V - impedimento de execução do contrato por fato ou ato de terceiro reconhecido pela Administração em
documento contemporâneo à sua ocorrência;
VI - omissão ou atraso de providências a cargo da Administração, inclusive quanto aos pagamentos
previstos de que resulte, diretamente, impedimento ou retardamento na execução do contrato, sem prejuízo
das sanções legais aplicáveis aos responsáveis."
Apesar de colocar no art. 57, caput que a duração do contrato administrativo é de 01 ano, entendeu por bem
o legislador expor no § 3º deste mesmo dispositivo a vedação expressa ao contrato por prazo indeterminado.
Resta ainda falar sobre os contratos de concessão e permissão posto que não se englobam nas hipóteses
previstas no art. 57 da Lei 8.666/93.
Como tais contratos não oneram a Fazenda Pública, pois correm por conta e risco dos contratados, estes
contratos possuem duração maior que 01 ano.
A Lei 8.666/93 estabelece algumas formalidades legais e essenciais à validade dos contratos administrativos
a partir do art. 60.
Estas formalidades são estabelecidas com o intuito de proteger o patrimônio público, além de permitir o
controle da sua legalidade.
Com relação à forma, o instrumento de contrato (e seus aditamentos, se houver), é lavrado na repartição
interessada.
"Todo contrato deve mencionar os nomes das partes e os de seus representantes, a finalidade, o ato que
autorizou a sua lavratura, o número do processo da licitação, da dispensa ou da inexigibilidade, a sujeição
dos contratantes às normas desta Lei e às cláusulas contratuais." (art. 61 da Lei 8.666/93).
O instrumento de contrato é obrigatório nas hipóteses de concorrência, tomada de preço e contratação direta.
Ressalta-se que nos casos de dispensa e inexigibilidade cujos preços estejam compreendidos nos limites da
concorrência e tomada de preços também é obrigatório o instrumento de contrato.
Observação:
Concorrência é a modalidade de licitação empregada nos contratos de grande valor;
Tomada de preços é a modalidade de licitação empregada nos contratos de vulto médio;
Contratação direta é realizada sem o procedimento prévio licitatório.
A lei determina também que o instrumento de contrato é facultativo nos casos em que pode ser substituído
por outros instrumentos tais como carta-contrato, nota de empenho de despesa, autorização de compra ou
ordem de execução de serviço.
A lei abre ainda a possibilidade de contratação verbal para pequenas compras de pronto pagamento feitas em
regime de adiantamento.
Art. 60, parágrafo único da Lei 8.666/93. "É nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a
Administração, salvo o de pequenas compras de pronto pagamento, assim entendidas aquelas de valor não
superior a 5% (cinco por cento) do limite estabelecido no art. 23, inciso II, alínea "a" desta Lei, feitas em
regime de adiantamento."
A publicação resumida do instrumento de contrato ou de seus aditamentos na imprensa oficial, que é
condição indispensável e essencial para sua eficácia.
Quaisquer dos licitantes têm direito de conhecer previamente a minuta do contrato e da licitação e esta
minuta, como parte integrante do edital, deve ser totalmente e completamente seguida pelo contrato.
O contrato administrativo deve ser resultado de uma licitação, salvo nos casos de dispensa ou
inexigibilidade.
P.S.:A dispensa e a inexigibilidade de licitação constituem exceções ao princípio constitucional da
obrigatoriedade de licitação.
A licitação é um procedimento administrativo realizado obrigatoriamente pelo Poder Público todas as vezes
que este deseja alienar, adquirir ou alugar bens, contratar obras ou serviços, outorgar concessões ou
permissões. Visa selecionar entre o universo de fornecedores que possui a proposta mais vantajosa,
possibilitando uma forma de competição entre eles.
A inexigibilidade de licitação ocorre quando há a inviabilidade de competição na contratação pretendida
pela Administração Pública e a dispensa de licitação ocorre quando, mesmo sendo viável a competição, esta
contraria o interesse público.
Os casos de inexigibilidade encontram-se exemplificados no art. 25 e de dispensa taxados no art. 24 da Lei
8.666/93.
CONTRATO DE OBRAS PÚBLICAS
O contrato de obra pública é celebrado quando a Administração Pública objetiva a construção, reforma,
fabricação, recuperação ou ampliação de uma obra pública. A remuneração é apurada conforme a execução
do serviço. Pode ser sob o regime de empreitada por preço global (a obra é contratada por um preço certo e
total), empreitada por preço unitário (o preço é fixado por unidades determinadas), empreitada integral (a
obra é contratada como um todo, sob inteira responsabilidade da contratada até a entrega ao contratante em
condições de início de uso) ou por tarefa (se contrata a mão-de-obra para pequenas obras, por preço certo,
com ou sem fornecimento de materiais, e a contraprestação é concedida na proporção em que é realizada a
obra).
CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS
O contrato de prestação de serviços é celebrado quando o objeto é a prestação de uma atividade útil para o
Poder Público. Considera-se serviço "toda atividade destinada a obter determinada utilidade de interesse
para a Administração, tais como: demolição, conserto, instalação, montagem, operação, conservação,
reparação, adaptação, manutenção, transporte, locação de bens, publicidade, seguro ou trabalhos técnico-
profissionais." (art. 6º, II da Lei 8.666/93)
Assim, os serviços podem ser comuns (que não exigem habilitação específica), profissionais generalizados
(que exigem habilitação específica) e profissionais especializados (que exigem habilitação específica e
notoriedade - são os serviços dispostos no art. 13 da Lei 8.666/93).
CONTRATO DE FORNEIMENTO
O contrato de fornecimento equivale ao contrato de compra e venda do direito comum. Servem para
aquisição de bens como gêneros alimentícios.
CONTRATO DE CONCESSÃO
O contrato de concessão se divide em dois: contrato de concessão de uso de bem público e contrato de
concessão de serviço público. Este contrato é explicado no curso "A concessão e a permissão de serviços
públicos".
CONTRATO DE GESTÃO
O contrato de gestão foi criado pela Emenda Constitucional nº 19 com diversos objetivos, entre eles o de dar
maior autonomia aos contratantes à medida que demonstrem maior eficiência em sua atuação.
Este contrato pode ser firmado entre a Administração Pública direta e as entidades da Administração Pública
indireta, entre órgãos administrativos e entre o Estado e particulares.
No contrato firmado entre a Administração Pública direta e as entidades da Administração Pública indireta,
a CR/88 em seu art. 37, § 8º preceitua que aos integrantes da Administração indireta é outorgada maior
autonomia à medida que cumprem as metas de desempenho a eles impostas. Senão vejamos:
Art. 37,§ 8º da CR/88. "A autonomia gerencial, orçamentária e financeira dos órgãos e entidades da
administração direta e indireta poderá ser ampliada mediante contrato, a ser firmado entre seus
administradores e o poder público, que tenha por objeto a fixação de metas de desempenho para o órgão ou
entidade, cabendo à lei dispor sobre:
I - o prazo de duração do contrato;
II - os controles e critérios de avaliação de desempenho, direitos, obrigações e responsabilidade dos
dirigentes;
III - a remuneração do pessoal."
Para o contrato firmado entre os órgãos existe uma crítica muito grande uma vez que estes não possuem
personalidade jurídica.
CONVÊNIO
O convênio é um contrato firmado entre entidades estatais de qualquer espécie ou entre esta e entidade
privada com o intuito de alcançar um interesse comum com a cooperação mútua entre os contratantes.
CONSÓRCIO
O consórcio é um contrato firmado entre entidades estatais da mesma espécie com o intuito de reunir
esforços para realização de objetivos de interesse comum.
As normas regulamentadoras dos consórcios públicos encontram-se dispostas na Lei 11.107/05.
MODIFICAÇÃO DO CONTRATO ADMINISTRATIVO
Como vimos no curso "Apontamentos sobre os contratos administrativos - Parte I", a característica da
mutabilidade é marcante em um contrato administrativo.
Havendo, portanto, a necessidade de alteração no contrato para adequação a interesse público superveniente,
aquele deve ser modificado. Mas esta modificação não pode prejudicar o particular pois este tem o direito de
manutenção do equilíbrio econômico-financeiro assegurado pela CR/88. Destarte, a relação inicialmente
estabelecida entre os encargos relativos ao contrato e a sua compensação financeira se mantém.
Em um contrato administrativo existe a álea ordinária e álea extraordinária. Álea corresponde a risco.
Áleas ordinárias: são os riscos inerentes à atividade econômica. Pouco importam ao Estado pois são
suportados pelo particular contratante;
Áleas extraordinárias: são as onerações imprevisíveis e supervenientes que impedem a continuidade do
contrato. A álea extraordinária se divide em:
Álea administrativa: são atos oriundos do Poder Público que manifestam-se sobre o contrato. Melhor
dizendo, a Administração Pública pratica atos para a melhor adequação ao interesse público. Neste caso,
aplica-se a teoria do fato do príncipe que é uma medida de ordem geral que repercute reflexivamente sobre o
contrato.
Álea econômica: são atos externos, imprevisíveis ou inevitáveis que repercutem no contrato. Como exemplo
tem-se as crises econômicas. Neste caso, aplica-se a teoria da imprevisão para que o equilíbrio econômico-
financeiro seja mantido.
Vejamos um julgado do STJ sobre o assunto:
PROCESSUAL CIVIL. ADMINISTRATIVO. CONTRATO DE CONCESSÃO. REGRA EDITALÍCIA. LEI
ESTADUAL. REDUÇÃO DE VALOR TARIFÁRIO. ALEGAÇÃO DE QUEBRA DO EQUILÍBRIO
ECONÔMICO-FINANCEIRO. FALTA DE COMPROVAÇÃO DO ALEGADO IMPACTO. ART. 273 DO
CPC. TUTELA ANTECIPADA. REQUISITOS. SÚMULA 07/STJ.1. Ação ordinária proposta com objetivo
de possibilitar a cobrança da tarifa de pedágio diferenciada, em determinados dias, na forma prevista no
edital e no conseqüente contrato de concessão firmado entre concessionária e Estado da federação,
afastando-se a incidência da Lei Estadual nº 4.017, de 05.12.02.2. In casu, entendeu o Tribunal local pela
impossibilidade de deferimento da tutela antecipada, por impossibilidade de exame dos seus pressupostos, à
falta de exame pericial, consoante se infere do voto condutor do acórdão hostilizado (fls.627/633), litteris:
"(...) é possível que tenha razão a Concessionária agravada ao postular, na ação ordinária, a revisão do
contrato, para restaurar-se o equilíbrio rompido em decorrência da abolição do pedágio diferenciado entre
as 12 horas de sextas-feiras e as 12 horas de segundas-feiras. Mas também é possível que essa vedação,
efetivamente inovadora em relação ao que foi contratado, não tenha produzido o impacto descrito. Para
obrigar a revisão do contrato, há de restar configurada, comprovadamente, a situação definida no art.65,
II, "d", da Lei nº 8.666/93:álea econômica extraordinária, retardadora ou impeditiva da execução do
contrato. Somente exaurida a prova, inclusive técnica, é que se poderá conhecer a real situação do contrato
em face a Lei nº 4.017/02. (...)(REsp 884732 / RJ
RECURSO ESPECIAL 2006/0164201-5, Primeira Turma, STJ, Relator: Ministro Luiz Fux, Julgado em
12/06/2007)
Isto posto, tem-se que o contrato pode ser modificado apenas quando ocorrer a álea extraordinária e
interferências imprevistas (fatos imprevisíveis já existentes no momento da celebração do contrato).
http://www.jurisway.org.br
LÍDIA SALOMÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Art. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua Propositura
Art. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua ProposituraArt. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua Propositura
Art. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua ProposituraPriscilla Alves Bocci
 
Concessões, permissões e_autorizações de serviços públicos
Concessões, permissões e_autorizações de serviços públicosConcessões, permissões e_autorizações de serviços públicos
Concessões, permissões e_autorizações de serviços públicosbpanchovilla
 
Concessões, permissões e_autorizações
Concessões, permissões e_autorizaçõesConcessões, permissões e_autorizações
Concessões, permissões e_autorizaçõesKenia Lima
 
Parecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitosParecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitoschrystianlima
 
O usucapião e sua adaptação a realidade brasileira
O usucapião e sua adaptação a realidade brasileiraO usucapião e sua adaptação a realidade brasileira
O usucapião e sua adaptação a realidade brasileiraDeSordi
 
TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...
TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...
TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...Luiz F T Siqueira
 
A INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAIS
A INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAISA INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAIS
A INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAISABRADEP
 
Decisão em sentença
Decisão em sentençaDecisão em sentença
Decisão em sentençachrystianlima
 
Direito do cosumidor pgdf
Direito do cosumidor pgdfDireito do cosumidor pgdf
Direito do cosumidor pgdfRafael Soares
 
Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei
Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei
Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei chrystianlima
 
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90PreOnline
 
Cnmp Nota TéCnica Pl 265 2007
Cnmp   Nota TéCnica Pl 265 2007Cnmp   Nota TéCnica Pl 265 2007
Cnmp Nota TéCnica Pl 265 2007chlima
 
Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318
Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318
Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318Sara Ribeiro
 
Contrato de trabalho para empregada doméstica modelo - com prazo indeterminado
Contrato de trabalho para empregada doméstica   modelo - com prazo indeterminadoContrato de trabalho para empregada doméstica   modelo - com prazo indeterminado
Contrato de trabalho para empregada doméstica modelo - com prazo indeterminadoJornal do Commercio
 

Mais procurados (20)

Dir civil oab xix aula04
Dir civil oab xix aula04Dir civil oab xix aula04
Dir civil oab xix aula04
 
Art. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua Propositura
Art. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua ProposituraArt. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua Propositura
Art. 81 E 82 Acao Civil Publica E A Legitimidade Para Sua Propositura
 
Concessões, permissões e_autorizações de serviços públicos
Concessões, permissões e_autorizações de serviços públicosConcessões, permissões e_autorizações de serviços públicos
Concessões, permissões e_autorizações de serviços públicos
 
Concessões, permissões e_autorizações
Concessões, permissões e_autorizaçõesConcessões, permissões e_autorizações
Concessões, permissões e_autorizações
 
Parecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitosParecer mudanca de carreira por concurso direitos
Parecer mudanca de carreira por concurso direitos
 
Concessões permissões e PPP
Concessões permissões e PPPConcessões permissões e PPP
Concessões permissões e PPP
 
Licitações
LicitaçõesLicitações
Licitações
 
A polêmica reestruturação do CARF
A polêmica reestruturação do CARFA polêmica reestruturação do CARF
A polêmica reestruturação do CARF
 
Direito do consumidor oab
Direito do consumidor   oabDireito do consumidor   oab
Direito do consumidor oab
 
O usucapião e sua adaptação a realidade brasileira
O usucapião e sua adaptação a realidade brasileiraO usucapião e sua adaptação a realidade brasileira
O usucapião e sua adaptação a realidade brasileira
 
TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...
TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...
TST - Contrato administrativo entre ente público e servidor temporário - Inco...
 
A INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAIS
A INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAISA INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAIS
A INCONVENIÊNCIA DOS TACs ELEITORAIS
 
Decisão em sentença
Decisão em sentençaDecisão em sentença
Decisão em sentença
 
Direito do cosumidor pgdf
Direito do cosumidor pgdfDireito do cosumidor pgdf
Direito do cosumidor pgdf
 
Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei
Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei
Servidor público estabilizado pela CF de 88 pode ser efetivado por Lei
 
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90Direito Administrativo - Lei 8.112/90
Direito Administrativo - Lei 8.112/90
 
Cnmp Nota TéCnica Pl 265 2007
Cnmp   Nota TéCnica Pl 265 2007Cnmp   Nota TéCnica Pl 265 2007
Cnmp Nota TéCnica Pl 265 2007
 
Efeitos da Condenação
Efeitos da CondenaçãoEfeitos da Condenação
Efeitos da Condenação
 
Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318
Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318
Www.haradaadvogados.com.br publicacoes pareceres_318
 
Contrato de trabalho para empregada doméstica modelo - com prazo indeterminado
Contrato de trabalho para empregada doméstica   modelo - com prazo indeterminadoContrato de trabalho para empregada doméstica   modelo - com prazo indeterminado
Contrato de trabalho para empregada doméstica modelo - com prazo indeterminado
 

Destaque

Entendeu direito ou quer que desenhe responsabilidade civil do estado
Entendeu direito ou quer que desenhe   responsabilidade civil do estadoEntendeu direito ou quer que desenhe   responsabilidade civil do estado
Entendeu direito ou quer que desenhe responsabilidade civil do estadoGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios da administração pública fe...
Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios da administração pública fe...Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios da administração pública fe...
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios da administração pública fe...Genani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe formas de provimento
Entendeu direito ou quer que desenhe   formas de provimentoEntendeu direito ou quer que desenhe   formas de provimento
Entendeu direito ou quer que desenhe formas de provimentoGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe agentes públicos
Entendeu direito ou quer que desenhe   agentes públicosEntendeu direito ou quer que desenhe   agentes públicos
Entendeu direito ou quer que desenhe agentes públicosGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe   administração públicaEntendeu direito ou quer que desenhe   administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe administração públicaGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe ato discricionário e ato vinculado
Entendeu direito ou quer que desenhe   ato discricionário e ato vinculadoEntendeu direito ou quer que desenhe   ato discricionário e ato vinculado
Entendeu direito ou quer que desenhe ato discricionário e ato vinculadoGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe bens públicos bens da união - 7
Entendeu direito ou quer que desenhe   bens públicos bens da união - 7Entendeu direito ou quer que desenhe   bens públicos bens da união - 7
Entendeu direito ou quer que desenhe bens públicos bens da união - 7Genani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios explícitos e implícitos da ...
Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios explícitos e implícitos da ...Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios explícitos e implícitos da ...
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios explícitos e implícitos da ...Genani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe autarquias x empresas x fundações (1)
Entendeu direito ou quer que desenhe   autarquias x empresas x fundações (1)Entendeu direito ou quer que desenhe   autarquias x empresas x fundações (1)
Entendeu direito ou quer que desenhe autarquias x empresas x fundações (1)Genani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe licitação
Entendeu direito ou quer que desenhe   licitaçãoEntendeu direito ou quer que desenhe   licitação
Entendeu direito ou quer que desenhe licitaçãoGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe estado x governo x administração
Entendeu direito ou quer que desenhe   estado x governo x administraçãoEntendeu direito ou quer que desenhe   estado x governo x administração
Entendeu direito ou quer que desenhe estado x governo x administraçãoGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe improbidade administrativa
Entendeu direito ou quer que desenhe   improbidade administrativaEntendeu direito ou quer que desenhe   improbidade administrativa
Entendeu direito ou quer que desenhe improbidade administrativaGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe órgão público
Entendeu direito ou quer que desenhe   órgão públicoEntendeu direito ou quer que desenhe   órgão público
Entendeu direito ou quer que desenhe órgão públicoGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe atos administrativos
Entendeu direito ou quer que desenhe   atos administrativosEntendeu direito ou quer que desenhe   atos administrativos
Entendeu direito ou quer que desenhe atos administrativosGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe controle da administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe   controle da administração públicaEntendeu direito ou quer que desenhe   controle da administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe controle da administração públicaGenani Kovalski
 
Entendeu direito ou quer que desenhe desconcentração x descentralização
Entendeu direito ou quer que desenhe   desconcentração x descentralizaçãoEntendeu direito ou quer que desenhe   desconcentração x descentralização
Entendeu direito ou quer que desenhe desconcentração x descentralizaçãoGenani Kovalski
 
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014Nina Silva
 
Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015Ipu Notícias
 
Yousuf karsh por Bruno Aguiar
Yousuf karsh   por Bruno AguiarYousuf karsh   por Bruno Aguiar
Yousuf karsh por Bruno AguiarBruno Aguiar
 

Destaque (20)

Entendeu direito ou quer que desenhe responsabilidade civil do estado
Entendeu direito ou quer que desenhe   responsabilidade civil do estadoEntendeu direito ou quer que desenhe   responsabilidade civil do estado
Entendeu direito ou quer que desenhe responsabilidade civil do estado
 
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios da administração pública fe...
Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios da administração pública fe...Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios da administração pública fe...
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios da administração pública fe...
 
Entendeu direito ou quer que desenhe formas de provimento
Entendeu direito ou quer que desenhe   formas de provimentoEntendeu direito ou quer que desenhe   formas de provimento
Entendeu direito ou quer que desenhe formas de provimento
 
Entendeu direito ou quer que desenhe agentes públicos
Entendeu direito ou quer que desenhe   agentes públicosEntendeu direito ou quer que desenhe   agentes públicos
Entendeu direito ou quer que desenhe agentes públicos
 
Entendeu direito ou quer que desenhe administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe   administração públicaEntendeu direito ou quer que desenhe   administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe administração pública
 
Entendeu direito ou quer que desenhe ato discricionário e ato vinculado
Entendeu direito ou quer que desenhe   ato discricionário e ato vinculadoEntendeu direito ou quer que desenhe   ato discricionário e ato vinculado
Entendeu direito ou quer que desenhe ato discricionário e ato vinculado
 
Entendeu direito ou quer que desenhe bens públicos bens da união - 7
Entendeu direito ou quer que desenhe   bens públicos bens da união - 7Entendeu direito ou quer que desenhe   bens públicos bens da união - 7
Entendeu direito ou quer que desenhe bens públicos bens da união - 7
 
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios explícitos e implícitos da ...
Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios explícitos e implícitos da ...Entendeu direito ou quer que desenhe   princípios explícitos e implícitos da ...
Entendeu direito ou quer que desenhe princípios explícitos e implícitos da ...
 
Entendeu direito ou quer que desenhe autarquias x empresas x fundações (1)
Entendeu direito ou quer que desenhe   autarquias x empresas x fundações (1)Entendeu direito ou quer que desenhe   autarquias x empresas x fundações (1)
Entendeu direito ou quer que desenhe autarquias x empresas x fundações (1)
 
Entendeu direito ou quer que desenhe licitação
Entendeu direito ou quer que desenhe   licitaçãoEntendeu direito ou quer que desenhe   licitação
Entendeu direito ou quer que desenhe licitação
 
Entendeu direito ou quer que desenhe estado x governo x administração
Entendeu direito ou quer que desenhe   estado x governo x administraçãoEntendeu direito ou quer que desenhe   estado x governo x administração
Entendeu direito ou quer que desenhe estado x governo x administração
 
Entendeu direito ou quer que desenhe improbidade administrativa
Entendeu direito ou quer que desenhe   improbidade administrativaEntendeu direito ou quer que desenhe   improbidade administrativa
Entendeu direito ou quer que desenhe improbidade administrativa
 
Entendeu direito ou quer que desenhe órgão público
Entendeu direito ou quer que desenhe   órgão públicoEntendeu direito ou quer que desenhe   órgão público
Entendeu direito ou quer que desenhe órgão público
 
Entendeu direito ou quer que desenhe atos administrativos
Entendeu direito ou quer que desenhe   atos administrativosEntendeu direito ou quer que desenhe   atos administrativos
Entendeu direito ou quer que desenhe atos administrativos
 
Entendeu direito ou quer que desenhe controle da administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe   controle da administração públicaEntendeu direito ou quer que desenhe   controle da administração pública
Entendeu direito ou quer que desenhe controle da administração pública
 
Entendeu direito ou quer que desenhe desconcentração x descentralização
Entendeu direito ou quer que desenhe   desconcentração x descentralizaçãoEntendeu direito ou quer que desenhe   desconcentração x descentralização
Entendeu direito ou quer que desenhe desconcentração x descentralização
 
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
 
Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015Boletim microcefalia 11_12_2015
Boletim microcefalia 11_12_2015
 
Yousuf karsh por Bruno Aguiar
Yousuf karsh   por Bruno AguiarYousuf karsh   por Bruno Aguiar
Yousuf karsh por Bruno Aguiar
 
LA CRÓNICA 597
LA CRÓNICA 597LA CRÓNICA 597
LA CRÓNICA 597
 

Semelhante a Entendeu direito ou quer que desenhe parcerias administrativas

Contratos Administrativos
Contratos AdministrativosContratos Administrativos
Contratos AdministrativosJunior Ozono
 
Contratos administrativos
Contratos administrativosContratos administrativos
Contratos administrativossedioj
 
Adm - Contratos administrativos
Adm - Contratos administrativosAdm - Contratos administrativos
Adm - Contratos administrativosdireitoturmamanha
 
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88Kleiton Barbosa
 
Apostila contratos administrativos
Apostila   contratos administrativosApostila   contratos administrativos
Apostila contratos administrativosLadislau Reis
 
Contratos Administrativos | Prof. João Paulo Oliveira
Contratos Administrativos | Prof. João Paulo OliveiraContratos Administrativos | Prof. João Paulo Oliveira
Contratos Administrativos | Prof. João Paulo OliveiraIsabelly Sarmento
 
Compras Públicas - Parte IV - Contratos Administrativos
Compras Públicas - Parte IV - Contratos AdministrativosCompras Públicas - Parte IV - Contratos Administrativos
Compras Públicas - Parte IV - Contratos AdministrativosRafael Lisboa
 
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos Daniel Oliveira
 
Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...
Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...
Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...Editora Juspodivm
 
TCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediata
TCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediataTCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediata
TCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediataAlveni Lisboa
 
Apostila contratos administrativos
Apostila   contratos administrativosApostila   contratos administrativos
Apostila contratos administrativosGreice Serra
 
Parceria publico privada
Parceria publico privadaParceria publico privada
Parceria publico privadaportustfs
 
Direito administrativo
Direito administrativoDireito administrativo
Direito administrativoLANCELOT123
 
Trabalho do carlao licitação
Trabalho do carlao   licitaçãoTrabalho do carlao   licitação
Trabalho do carlao licitaçãoJOANA OVIEDO
 
Contratos administrativos - alguns pontos
Contratos administrativos - alguns pontosContratos administrativos - alguns pontos
Contratos administrativos - alguns pontosFabiano Manquevich
 
Revista tce mg tac
Revista tce mg   tacRevista tce mg   tac
Revista tce mg tacgrazi87
 
Como fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São Pedro
Como fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São PedroComo fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São Pedro
Como fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São PedroOfficina Digital
 

Semelhante a Entendeu direito ou quer que desenhe parcerias administrativas (20)

Contratos Administrativos
Contratos AdministrativosContratos Administrativos
Contratos Administrativos
 
Contratos administrativos
Contratos administrativosContratos administrativos
Contratos administrativos
 
Adm - Contratos administrativos
Adm - Contratos administrativosAdm - Contratos administrativos
Adm - Contratos administrativos
 
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
 
Direito administrativo contrato
Direito administrativo  contratoDireito administrativo  contrato
Direito administrativo contrato
 
Apostila contratos administrativos
Apostila   contratos administrativosApostila   contratos administrativos
Apostila contratos administrativos
 
Contratos Administrativos | Prof. João Paulo Oliveira
Contratos Administrativos | Prof. João Paulo OliveiraContratos Administrativos | Prof. João Paulo Oliveira
Contratos Administrativos | Prof. João Paulo Oliveira
 
Compras Públicas - Parte IV - Contratos Administrativos
Compras Públicas - Parte IV - Contratos AdministrativosCompras Públicas - Parte IV - Contratos Administrativos
Compras Públicas - Parte IV - Contratos Administrativos
 
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
Direito Administrativo - Aula 6 - Contratos
 
Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...
Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...
Coleção provas discursivas respondidas e comentadas - Direito Administrativo ...
 
TCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediata
TCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediataTCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediata
TCU admite dispensa de contrato para aquisições com entrega imediata
 
Apostila contratos administrativos
Apostila   contratos administrativosApostila   contratos administrativos
Apostila contratos administrativos
 
Parceria publico privada
Parceria publico privadaParceria publico privada
Parceria publico privada
 
Direito administrativo
Direito administrativoDireito administrativo
Direito administrativo
 
Trabalho do carlao licitação
Trabalho do carlao   licitaçãoTrabalho do carlao   licitação
Trabalho do carlao licitação
 
866 questões
866 questões866 questões
866 questões
 
Contratos administrativos - alguns pontos
Contratos administrativos - alguns pontosContratos administrativos - alguns pontos
Contratos administrativos - alguns pontos
 
Contrato administrativo
Contrato administrativoContrato administrativo
Contrato administrativo
 
Revista tce mg tac
Revista tce mg   tacRevista tce mg   tac
Revista tce mg tac
 
Como fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São Pedro
Como fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São PedroComo fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São Pedro
Como fornecer produtos e serviços para a prefeitura de São Pedro
 

Último

Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdfAntonio Barros
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 

Último (20)

Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 

Entendeu direito ou quer que desenhe parcerias administrativas

  • 1.
  • 2.
  • 3. Contrato administrativo constitui um acordo de vontade celebrado entre a Administração Pública e particular, sujeito ao regime jurídico administrativo, com natureza de direito público (aplicando subsidiariamente princípios do direito privado), através do qual a Administração recebe uma série de prerrogativas e sujeições. A duração do contrato está presa à vigência dos respectivos créditos orçamentários, cuja duração é de 01 (um) ano. Portanto, o contrato administrativo tem vigência de 01 ano. Esta limitação ocorre para evitar ônus superiores às disponibilidades orçamentárias do ano seguinte. Mas, como a toda regra existe exceção, três casos que fogem à regra da duração de 01 ano podem ser expostos: 1) Os projetos previstos nas metas estabelecidas no Plano Plurianual podem ser prorrogados conforme o interesse da Administração e desde que tenha previsão no ato convocatório; 2) As prestações de serviços executados de forma contínua (segurança, limpeza, etc..) podem ter vigência de até 60 meses. 3) O aluguel de programas de informática pode ser prorrogado pelo prazo de até 48 meses. Ocorrendo algumas das circunstâncias excepcionais do § 1º do art. 57 da Lei 8.666/93, o contrato administrativo pode ser prorrogado, desde que mantidas as demais cláusulas e o equilíbrio econômico- financeiro. "§ 1o Os prazos de início de etapas de execução, de conclusão e de entrega admitem prorrogação, mantidas as demais cláusulas do contrato e assegurada a manutenção de seu equilíbrio econômico-financeiro, desde que ocorra algum dos seguintes motivos, devidamente autuados em processo: I - alteração do projeto ou especificações, pela Administração; II - superveniência de fato excepcional ou imprevisível, estranho à vontade das partes, que altere fundamentalmente as condições de execução do contrato; III - interrupção da execução do contrato ou diminuição do ritmo de trabalho por ordem e no interesse da Administração; IV - aumento das quantidades inicialmente previstas no contrato, nos limites permitidos por esta Lei; V - impedimento de execução do contrato por fato ou ato de terceiro reconhecido pela Administração em documento contemporâneo à sua ocorrência; VI - omissão ou atraso de providências a cargo da Administração, inclusive quanto aos pagamentos previstos de que resulte, diretamente, impedimento ou retardamento na execução do contrato, sem prejuízo das sanções legais aplicáveis aos responsáveis." Apesar de colocar no art. 57, caput que a duração do contrato administrativo é de 01 ano, entendeu por bem o legislador expor no § 3º deste mesmo dispositivo a vedação expressa ao contrato por prazo indeterminado. Resta ainda falar sobre os contratos de concessão e permissão posto que não se englobam nas hipóteses previstas no art. 57 da Lei 8.666/93. Como tais contratos não oneram a Fazenda Pública, pois correm por conta e risco dos contratados, estes contratos possuem duração maior que 01 ano. A Lei 8.666/93 estabelece algumas formalidades legais e essenciais à validade dos contratos administrativos a partir do art. 60. Estas formalidades são estabelecidas com o intuito de proteger o patrimônio público, além de permitir o controle da sua legalidade. Com relação à forma, o instrumento de contrato (e seus aditamentos, se houver), é lavrado na repartição interessada. "Todo contrato deve mencionar os nomes das partes e os de seus representantes, a finalidade, o ato que autorizou a sua lavratura, o número do processo da licitação, da dispensa ou da inexigibilidade, a sujeição dos contratantes às normas desta Lei e às cláusulas contratuais." (art. 61 da Lei 8.666/93). O instrumento de contrato é obrigatório nas hipóteses de concorrência, tomada de preço e contratação direta. Ressalta-se que nos casos de dispensa e inexigibilidade cujos preços estejam compreendidos nos limites da concorrência e tomada de preços também é obrigatório o instrumento de contrato. Observação: Concorrência é a modalidade de licitação empregada nos contratos de grande valor; Tomada de preços é a modalidade de licitação empregada nos contratos de vulto médio; Contratação direta é realizada sem o procedimento prévio licitatório. A lei determina também que o instrumento de contrato é facultativo nos casos em que pode ser substituído por outros instrumentos tais como carta-contrato, nota de empenho de despesa, autorização de compra ou
  • 4. ordem de execução de serviço. A lei abre ainda a possibilidade de contratação verbal para pequenas compras de pronto pagamento feitas em regime de adiantamento. Art. 60, parágrafo único da Lei 8.666/93. "É nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração, salvo o de pequenas compras de pronto pagamento, assim entendidas aquelas de valor não superior a 5% (cinco por cento) do limite estabelecido no art. 23, inciso II, alínea "a" desta Lei, feitas em regime de adiantamento." A publicação resumida do instrumento de contrato ou de seus aditamentos na imprensa oficial, que é condição indispensável e essencial para sua eficácia. Quaisquer dos licitantes têm direito de conhecer previamente a minuta do contrato e da licitação e esta minuta, como parte integrante do edital, deve ser totalmente e completamente seguida pelo contrato. O contrato administrativo deve ser resultado de uma licitação, salvo nos casos de dispensa ou inexigibilidade. P.S.:A dispensa e a inexigibilidade de licitação constituem exceções ao princípio constitucional da obrigatoriedade de licitação. A licitação é um procedimento administrativo realizado obrigatoriamente pelo Poder Público todas as vezes que este deseja alienar, adquirir ou alugar bens, contratar obras ou serviços, outorgar concessões ou permissões. Visa selecionar entre o universo de fornecedores que possui a proposta mais vantajosa, possibilitando uma forma de competição entre eles. A inexigibilidade de licitação ocorre quando há a inviabilidade de competição na contratação pretendida pela Administração Pública e a dispensa de licitação ocorre quando, mesmo sendo viável a competição, esta contraria o interesse público. Os casos de inexigibilidade encontram-se exemplificados no art. 25 e de dispensa taxados no art. 24 da Lei 8.666/93. CONTRATO DE OBRAS PÚBLICAS O contrato de obra pública é celebrado quando a Administração Pública objetiva a construção, reforma, fabricação, recuperação ou ampliação de uma obra pública. A remuneração é apurada conforme a execução do serviço. Pode ser sob o regime de empreitada por preço global (a obra é contratada por um preço certo e total), empreitada por preço unitário (o preço é fixado por unidades determinadas), empreitada integral (a obra é contratada como um todo, sob inteira responsabilidade da contratada até a entrega ao contratante em condições de início de uso) ou por tarefa (se contrata a mão-de-obra para pequenas obras, por preço certo, com ou sem fornecimento de materiais, e a contraprestação é concedida na proporção em que é realizada a obra). CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS O contrato de prestação de serviços é celebrado quando o objeto é a prestação de uma atividade útil para o Poder Público. Considera-se serviço "toda atividade destinada a obter determinada utilidade de interesse para a Administração, tais como: demolição, conserto, instalação, montagem, operação, conservação, reparação, adaptação, manutenção, transporte, locação de bens, publicidade, seguro ou trabalhos técnico- profissionais." (art. 6º, II da Lei 8.666/93) Assim, os serviços podem ser comuns (que não exigem habilitação específica), profissionais generalizados (que exigem habilitação específica) e profissionais especializados (que exigem habilitação específica e notoriedade - são os serviços dispostos no art. 13 da Lei 8.666/93). CONTRATO DE FORNEIMENTO O contrato de fornecimento equivale ao contrato de compra e venda do direito comum. Servem para aquisição de bens como gêneros alimentícios. CONTRATO DE CONCESSÃO O contrato de concessão se divide em dois: contrato de concessão de uso de bem público e contrato de concessão de serviço público. Este contrato é explicado no curso "A concessão e a permissão de serviços públicos". CONTRATO DE GESTÃO O contrato de gestão foi criado pela Emenda Constitucional nº 19 com diversos objetivos, entre eles o de dar maior autonomia aos contratantes à medida que demonstrem maior eficiência em sua atuação. Este contrato pode ser firmado entre a Administração Pública direta e as entidades da Administração Pública indireta, entre órgãos administrativos e entre o Estado e particulares.
  • 5. No contrato firmado entre a Administração Pública direta e as entidades da Administração Pública indireta, a CR/88 em seu art. 37, § 8º preceitua que aos integrantes da Administração indireta é outorgada maior autonomia à medida que cumprem as metas de desempenho a eles impostas. Senão vejamos: Art. 37,§ 8º da CR/88. "A autonomia gerencial, orçamentária e financeira dos órgãos e entidades da administração direta e indireta poderá ser ampliada mediante contrato, a ser firmado entre seus administradores e o poder público, que tenha por objeto a fixação de metas de desempenho para o órgão ou entidade, cabendo à lei dispor sobre: I - o prazo de duração do contrato; II - os controles e critérios de avaliação de desempenho, direitos, obrigações e responsabilidade dos dirigentes; III - a remuneração do pessoal." Para o contrato firmado entre os órgãos existe uma crítica muito grande uma vez que estes não possuem personalidade jurídica. CONVÊNIO O convênio é um contrato firmado entre entidades estatais de qualquer espécie ou entre esta e entidade privada com o intuito de alcançar um interesse comum com a cooperação mútua entre os contratantes. CONSÓRCIO O consórcio é um contrato firmado entre entidades estatais da mesma espécie com o intuito de reunir esforços para realização de objetivos de interesse comum. As normas regulamentadoras dos consórcios públicos encontram-se dispostas na Lei 11.107/05. MODIFICAÇÃO DO CONTRATO ADMINISTRATIVO Como vimos no curso "Apontamentos sobre os contratos administrativos - Parte I", a característica da mutabilidade é marcante em um contrato administrativo. Havendo, portanto, a necessidade de alteração no contrato para adequação a interesse público superveniente, aquele deve ser modificado. Mas esta modificação não pode prejudicar o particular pois este tem o direito de manutenção do equilíbrio econômico-financeiro assegurado pela CR/88. Destarte, a relação inicialmente estabelecida entre os encargos relativos ao contrato e a sua compensação financeira se mantém. Em um contrato administrativo existe a álea ordinária e álea extraordinária. Álea corresponde a risco. Áleas ordinárias: são os riscos inerentes à atividade econômica. Pouco importam ao Estado pois são suportados pelo particular contratante; Áleas extraordinárias: são as onerações imprevisíveis e supervenientes que impedem a continuidade do contrato. A álea extraordinária se divide em: Álea administrativa: são atos oriundos do Poder Público que manifestam-se sobre o contrato. Melhor dizendo, a Administração Pública pratica atos para a melhor adequação ao interesse público. Neste caso, aplica-se a teoria do fato do príncipe que é uma medida de ordem geral que repercute reflexivamente sobre o contrato. Álea econômica: são atos externos, imprevisíveis ou inevitáveis que repercutem no contrato. Como exemplo tem-se as crises econômicas. Neste caso, aplica-se a teoria da imprevisão para que o equilíbrio econômico- financeiro seja mantido. Vejamos um julgado do STJ sobre o assunto: PROCESSUAL CIVIL. ADMINISTRATIVO. CONTRATO DE CONCESSÃO. REGRA EDITALÍCIA. LEI ESTADUAL. REDUÇÃO DE VALOR TARIFÁRIO. ALEGAÇÃO DE QUEBRA DO EQUILÍBRIO ECONÔMICO-FINANCEIRO. FALTA DE COMPROVAÇÃO DO ALEGADO IMPACTO. ART. 273 DO CPC. TUTELA ANTECIPADA. REQUISITOS. SÚMULA 07/STJ.1. Ação ordinária proposta com objetivo de possibilitar a cobrança da tarifa de pedágio diferenciada, em determinados dias, na forma prevista no edital e no conseqüente contrato de concessão firmado entre concessionária e Estado da federação, afastando-se a incidência da Lei Estadual nº 4.017, de 05.12.02.2. In casu, entendeu o Tribunal local pela impossibilidade de deferimento da tutela antecipada, por impossibilidade de exame dos seus pressupostos, à falta de exame pericial, consoante se infere do voto condutor do acórdão hostilizado (fls.627/633), litteris: "(...) é possível que tenha razão a Concessionária agravada ao postular, na ação ordinária, a revisão do contrato, para restaurar-se o equilíbrio rompido em decorrência da abolição do pedágio diferenciado entre as 12 horas de sextas-feiras e as 12 horas de segundas-feiras. Mas também é possível que essa vedação, efetivamente inovadora em relação ao que foi contratado, não tenha produzido o impacto descrito. Para
  • 6. obrigar a revisão do contrato, há de restar configurada, comprovadamente, a situação definida no art.65, II, "d", da Lei nº 8.666/93:álea econômica extraordinária, retardadora ou impeditiva da execução do contrato. Somente exaurida a prova, inclusive técnica, é que se poderá conhecer a real situação do contrato em face a Lei nº 4.017/02. (...)(REsp 884732 / RJ RECURSO ESPECIAL 2006/0164201-5, Primeira Turma, STJ, Relator: Ministro Luiz Fux, Julgado em 12/06/2007) Isto posto, tem-se que o contrato pode ser modificado apenas quando ocorrer a álea extraordinária e interferências imprevistas (fatos imprevisíveis já existentes no momento da celebração do contrato). http://www.jurisway.org.br LÍDIA SALOMÃO