Aula 04

615 visualizações

Publicada em

introdução ao estudo da indução sobre os transformadores monofásicos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
615
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 04

  1. 1. Maquinas e Transformadores Professor Fabio P. Curty Fabio P. Curty Copyright 2014
  2. 2. Aula - 04 • • • • • Conceito de indução para transformadores; Transformador Monofásico; Transformador ideal; Relação primário x secundário do trafo; Relação de Transformação.
  3. 3. Aula – 04 Capitulo 1 • • • • • Conceito de indução para transformadores; Transformador Monofásico; Transformador ideal; Relação primário x secundário do trafo; Relação de Transformação.
  4. 4. Conceito • O conceito de indução para transformadores é determinado pela quantidade de linhas de fluxo magnético que partem do primário em direção ao secundário, considerando as características do meio. Sendo o meio o material utilizado na fabricação da estrutura ou “ferro como é de costume dizer”.
  5. 5. Continuação • As linhas de força são criadas a partir de seus campos individuais, criando um campo formado pela soma vetorial das linhas dos campos individuais assim formando um único campo consonante entre si, que é determinado pela intensidade da corrente e pela proximidade das espiras em efeito Tesla. Sendo esse o mesmo efeito usado no sistema de transmissão sem fio de energia, como também a base do sistema elétrico de potência em corrente AC, incluindo os sistemas polifásicos de transmissão de energia.
  6. 6. Continuação² • Temos que ter sempre em mente que: T = B = Densidade de fluxo magnético
  7. 7. Continuação³ • Fixando: A soma dos campos de fluxo é dada pela proximidade das espiras no qual são levados em consideração os fatores abaixo: Ø Área = Secção; ρ Comprimento = metros; Є = espiras = quantidade de espiras que compõe das parte do trafo.
  8. 8. Aula – 04 Capitulo 2 • • • • • Conceito de indução para transformadores; Transformador Monofásico; Transformador ideal; Relação primário x secundário do trafo; Relação de Transformação.
  9. 9. aplicações • Abaixar, elevar, igualar ou isolar a tensão CA. • Relação: a tensão é diretamente proporcional ao número de espiras e linhas de fluxo magnético vetor “B”.
  10. 10. Material do Núcleo • É construído de material ferro magnético de boa condutividade possibilitando uma melhor transmissão de energia. • Desvantagem: perda por histerese dada pela resistência do material e correntes ( i ) parasitárias provenientes do aquecimento do núcleo ( efeito Joule ) e pode ser expressa pela seguinte formula: Q= i² * R * t
  11. 11. • Q = É o calor gerado por uma corrente ( i ) percorrendo uma resistência “ R “ por um dado tempo • i = Corrente elétrica que percorre o condutor com uma determinada resistência “ R “; • R = Resistência elétrica do condutor; • t = É a duração de espaço de tempo que a corrente elétrica ( i ) percorre o condutor.
  12. 12. Observação • O transformador igualador não será abordado pois o mesmo não partilha da teoria de transformador ideal, pois durante o processo de transformação há perda como citado anteriormente.
  13. 13. Partes do transformador • Singularmente o transformador pode ser divido em 3 partes distintas: • Primário: Onde é ligada a fonte de energia elétrica “ entrada ”
  14. 14. Partes do transformador² • Secundário: Onde é ligada a carga de energia elétrica “ saída ”.
  15. 15. Partes do transformador³ • Núcleo: Parte interna do transformador que e normalmente composta de laminas.
  16. 16. Transformador • Um transformador monofásico pode tem em seu secundário mais de uma saída para a carga S P S P • Essas saídas podem ser de valor diferente funcionando com um divisor de tensão
  17. 17. Aula – 04 Capitulo 3 • • • • • Conceito de indução para transformadores; Transformador Monofásico; Transformador ideal; Relação primário x secundário do trafo; Relação de Transformação.
  18. 18. Modelo ideal • Tem como função abaixar, elevar ou isolar a tensão CA. • O conceito de transformador ideal estabelece que toda energia absorvida no primário do transformador será transferida ao secundário. Exemplo: se em um transformador nós temos em um primário de 80 espiras de fio com uma secção de 1mm, a uma tensão de 30vac, com uma intensidade de corrente de 1A e as mesmas características são encontradas no secundário, então teremos a mesma tensão e corrente no secundário.
  19. 19. Modelo ideal²
  20. 20. Aula – 04 Capitulo 4 • • • • • Conceito de indução para transformadores; Transformador Monofásico; Transformador ideal; Relação primário x secundário do trafo; Relação de Transformação.
  21. 21. Relação primário x secundário. • Podemos dizer que: A tensão no secundário é diretamente proporciona a tensão no primário ou seja quando se aumenta ou diminui a tensão no primário a mesma variação acontece no secundário. • Se tirarmos como base de estudo o trafo da página seguinte, se dobrarmos a tensão no primário teremos no secundário também o dobro da tensão.
  22. 22. Exemplo. Primário 100vac 500 mA 480 espiras Secundário 10vac 500 mA 48 espiras Então Primário 200vac 500 mA 480 espiras Secundário 20vac 500 mA 48 espiras
  23. 23. Aula – 04 Capitulo 5 • • • • • Conceito de indução para transformadores; Transformador Monofásico; Transformador ideal; Relação primário x secundário do trafo; Relação de Transformação.
  24. 24. Conceito • Relação de transformação é diretamente dependente de dois fatores, a tensão aplicada no primário e o número de espiras do primário em relação ao secundário. • Se o número de espiras e igual entre o primário e o secundário a tensão é diretamente proporcional Primário 100vac 500 mA 480 espiras Secundário 100vac 500 mA 480 espiras
  25. 25. Conceito • Relação de transformação é diretamente dependente de dois fatores, a tensão aplicada no primário e o número de espiras do primário em relação ao secundário. • Se o número de espiras do secundário e maior que a do primário então a tensão do secundário será maior. Primário 10vac 500 mA 48 espiras Secundário 100vac 500 mA 480 espiras
  26. 26. Determinando a relação do trafo • Exemplo: Primário 100vac 500 mA 480 espiras Secundário 10vac 500 mA 48 espiras • A relação é de 10 : 1 pois a cada 10 espiras do primário existe apenas uma espira no secundário. • O que é característica de um trafo abaixado de tensão.
  27. 27. Aplicação e formulas • Exemplo: tendo um transformador ao qual o seu primário tem 3 espiras no primário a uma fonte de energia de 40 vac com um secundário de 6 espiras ao qual não sabemos qual a tensão, determinar qual a relação de transformação, qual o tipo de trafo e qual a tensão no secundário.
  28. 28. Resolução 1 • • • • • • Espiras do primário = 3 Tensão do primário = 40 Espiras do secundário = 6 Tensão do secundário = ? 3 ep = 6 es ? 40Vp = ?Vs

×