DeformaçõEs Falhas E Dobras [Modo De Compatibilidade]

13.365 visualizações

Publicada em

11º BIO_GEO

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.365
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
352
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DeformaçõEs Falhas E Dobras [Modo De Compatibilidade]

  1. 1. Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira Disciplina de Biologia Geologia 11º ano || Ano Curricular 2008-2009 Deformação Falhas & Dobras Comportamento dos Materiais Rio Maior, 2008 Professora Cidália Santos de Aguiar || 11º ano || GEOLOGIA
  2. 2. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Conceitos Tensão…  Força exercida por unidade de área. Em resposta a um estado de tensão, as rochas deformam-se, por exemplo, fracturando-se ou dobrando-se Rochas com comportamento frágil ou rígido…  quando sujeitas a estados de tensão, em condições de baixa temperatura e de baixa pressão, fracturam-se  Este tipo de deformação diz-se frágil  é a causa, por exemplo, da formação das falhas superficiais
  3. 3. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Conceitos Rochas com comportamento dúctil…  quando sujeitas a estados de tensão, em condições de elevada temperatura e pressão, podem sofrer deformação de forma ou de volume, sem, no entanto, sofrerem fractura  Este tipo de deformação diz-se dúctil  É a causa, por exemplo, da formação de dobras Atenção: o comportamento frágil ou dúctil de uma determinada rocha depende das condições ambientais de pressão e temperatura!
  4. 4. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Conceitos Rochas com comportamento … Brittle and Ductile Deformation deformações.flv http://www.youtube.com/w atch?v=ypZeEK7L9po
  5. 5. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução O que são falhas? Superfície de fractura ao longo da qual 1970... ocorreu um movimento relativo entre os  5-Fluorouracilo (5-FU) 1990... dois blocos que a separam  5-FU + Leucovorina (LV) > 1995... Qualquer tipo de forças pode induzir a formação de  Irinotecano, Oxaliplatina de deformação frágil falhas num regime
  6. 6. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Falhas- Elementos caracterizadores  Plano de Falha- superfície de fractura. Define-se no espaço pela direcção e inclinação  Direcção – linha de intersecção do plano de falha com um plano horizontal Inclinação – ângulo definido entre o plano de falha e uma superfície horizontal   Rejeito ou rejecto- é o movimento relativo entre os dois blocos da falha. Pode ser decomposto no rejeito horizontal e rejeito vertical  Tecto- bloco situado acima do plano de falha  Muro – Bloco situado abaixo do plano de falha
  7. 7. Comportamento dos materiais Falhas Falhas Dobras Conclusão Introdução Conceitos Plano de falha – superfície de fractura. Lábios de falha – os dois blocos deslocados. Tecto – bloco situado acima do plano de falha. Muro – bloco situado abaixo do plano de falha. Rejecto – é a menor distância entre dois pontos que estavam juntos antes da fractura e do respectivo deslocamento. Escarpa de falha – ressalto topográfico produzido pela falha. Direcção – é o ângulo formado por uma linha horizontal do plano de falha com a linha N-S geográfica. Inclinação – é o ângulo formado pelo plano de falha com um plano horizontal que intercepta o plano de falha.
  8. 8. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Tipos de Falhas (classificação de Anderson) TIPOS DE FALHAS CARACTERÍSTICAS FALHA NORMAL OU DISTENSIVA O tecto desce relativamente ao muro. Forma-se, geralmente, em regime de deformação distensivo, em zonas de separação de placas tectónicas, continentais ou oceânicas.
  9. 9. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Tipos de Falhas (classificação de Anderson) Falha Normal O tecto desce relativamente ao muro exemplo Rift Valley Africano - Forma-se geralmente em regime de deformação distensivo
  10. 10. Comportamento dos materais Falhas Dobras Conclusão Introdução Tipos de Falhas (classificação de Anderson) Falha Inversa O tecto sobe relativamente ao muro exemplo Himalaias e Andes - Forma-se geralmente em regime de deformação compressivo
  11. 11. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Tipos de Falhas (classificação de Anderson) TIPOS DE FALHAS CARACTERÍSTICAS FALHA INVERSA OU COMPRESSIVA O tecto sobe relativamente ao muro. Forma-se, geralmente, em regime de deformação compressivo, em zonas de colisão de placas tectónicas.
  12. 12. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Tipos de Falhas (classificação de Anderson) Desligamento Os movimentos dos blocos são essencialmente horizontais e paralelos à direcção do plano de falha exemplo Falha de Santo André, Califórnia
  13. 13. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Tipos de Falhas (classificação de Anderson) TIPOS DE FALHAS CARACTERÍSTICAS FALHA DE DESLIGAMENTO Os movimentos dos blocos são essencialmente horizontais e paralelos à direcção do plano de falha. Forma-se, geralmente, em regime de deformação de cisalhamento.
  14. 14. Comportamento dos materiais Falhas Conclusão Introdução Dobras DOBRAS Encurvamento de uma superfície originalmente plana - Em condições de deformação compressiva, e em regime dúctil, as rochas podem sofrer dobramento
  15. 15. Comportamento dos materiais Dobras Conclusão Introdução Falhas Dobras- Elementos caracterizadores  Charneira – Linha que une os pontos de máxima curvatura de uma dobra  Flancos- São as partes da dobra de um e do outro lado da charneira Superfície ou plano axial – plano de simetria da dobra que a divide em duas  partes (flancos) aproximadamente simétricas  Eixo de dobra – é a linha de separação dos flancos da dobra, que resulta da intersecção longitudinal do plano axial com a crista da dobra
  16. 16. Comportamento dos materiais Introdução Dobras Falhas Dobras Conclusão Conceitos Elementos caracterizadores da geometria de uma dobra: a – charneiras b- eixo c- plano axial d- flanco e- núcleo
  17. 17. Comportamento dos materiais Dobras Conclusão Introdução Falhas Classificação  Antiforma – concavidade voltada para baixo  Sinforma- concavidade voltada para cima Dobra neutra – concavidade disposta horizontalmente  Anticlinal– o núcleo de uma antiforma é ocupado pelas rochas mais antigas   Sinclinal– o núcleo de uma sinforma é ocupado pelas rochas mais recentes
  18. 18. Comportamento dos materiais Falhas Dobras Conclusão Introdução Voltando à situação problema… O movimento das rochas ao longo de planos de falhas constitui um risco geológico, dada a sismicidade que lhe pode estar associada 1970...  5-Fluorouracilo (5-FU) A ocupação antrópica destas zonas tem, ou pode ter, consequências graves para as suas populações 1990...  5-FU + Leucovorina (LV) Portugal continental e os Açores são afectados por importantes falhas activas > 1995...  Irinotecano, Oxaliplatina Falha do vale inferior do Tejo, falha Nazaré-Pombal, Banco de Gorringe
  19. 19. TIPOS DE DOBRAS Nome Características Antiforma Dobra cuja abertura está voltada Quanto para baixo à posição Sinforma Dobra cuja abertura está voltada no espaço para cima Dobra Dobra cuja abertura se encontra neutra lateralmente Nome Características Quanto Anticlinal No núcleo da antiforma à encontram-se as rochas mais disposição antigas da Rochas mais antigas sequência Sinclinal No núcleo da sinforma encontram- estratigrá Rochas mais recentes se as rochas mais recentes fica (idade dos estratos)
  20. 20. Horst e Graben Dobras Conclusão Introdução Falhas Classificação As falhas podem surgir associadas e com configurações geográficas designadas por fossas tectónicas ou grabens e maciços tectónicos ou horsts horsts.
  21. 21. Métodos Geofísicos Falhas Dobras Conclusão Introdução DEFORMAÇÃO DAS ROCHAS  FALHAS  DOBRAS  Falhas  Falhas  Desliga Normai Inversas mentos Anticlinal Sinclinal s Antiforma Dobras neutras Sinforma

×