SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
O Barroco no Brasil




Professora: Maria Cristina A. Biagio
Início do Barroco no Brasil
Século XVII – Bahia – 1601.

Publicação de Prosopopeia, de Bento Teixeira.

Além da literatura, manifestou-se também nas artes

 plásticas e na arquitetura, principalmente pela obra
 de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.
A Palavra Barroco
A origem da palavra
 barroco é controvertida.
 Alguns etimologistas
 afirmam que está ligada a
 um processo mnemônico
 (relativo à memória),
 enquanto outros afirmam
 que designaria um tipo de
 pérola de formato
 irregular – a pérola
 barroca.
Como forma de arte
O Barroco designa um estilo artístico que
 predominou no século XVII, principalmente,
 na Europa, mas também em países da América,
 entre eles o Brasil, disseminado, entre outros
 artistas, pelo celebrado Aleijadinho (Antônio
 Francisco Lisboa, 1738-1814).
O Barroco é a arte da harmonia intensa, por
 vezes dramática, onde o contraste é
 predominante.
Vida Social no Brasil
A vida social girava em torno dos engenhos ou
 das grandes propriedades rurais e fazendas;
A dualidade era constante: a busca pelo
 modelo de civilização europeia convivia com a
 escravidão e a distância moral da igreja
 católica;
Eram raras as mulheres alfabetizadas. As
 meninas aprendiam a costurar, bordar e outros
 ofícios “exclusivamente femininos”.
Características do barroco literário
1. Cultismo:
 Exagero de idéias;
 Complexidade de sentimentos;
 Abundância de figuras de linguagem.
2. Conceptismo:
 Valorização da forma, do conteúdo;
 Linguagem rebuscada;
 Sensualidade.
3. Exagero
• Como reflexo do dilema o poeta exagera, rebusca,
  dramatiza seus sentimentos.
4. Contraste:
• luz x sombra;
• claro x escuro;
• terreno x espiritualidade (Carpe Diem);
• Efêmero x duradouro.
Principais autores:
Gregório de Matos Guerra – é considerado

 o primeiro poeta brasileiro – por suas
 manifestações satíricas sobre a Metrópole,
 Portugal, sobre mulheres, religiosos e
 governantes, ficou conhecido como o “Boca
 do Inferno” - ninguém escapava de suas
 críticas.
Padre Antônio Vieira

Tornou-se notável pela qualidade dos seus

 sermões, nos quais abordava assuntos
 morais, filosóficos, sociais e políticos,
 posicionando-se contra a corrupção, a
 ganância , a injustiça e a escravidão.
O Barroco e as outras formas de arte
Pintura - Caravaggio;
Escultura - Aleijadinho;
Se nas artes plásticas o século XVII tem
 Rembrandt, El Greco, Vermeer, Velazquez e
 Caravaggio, se a literatura nos dá Cervantes,
 Shakespeare, Moliére, Racine, Calderón de
 la Barca, a música deu poucas obras-primas
 de experimentadores como Monteverde,
 Schuetz e Purcell.

As figuras parecem emergir das sombras, é visível o
sofrimento no semblante das pessoas.




          A deposição de Cristo , pintura de Caravaggio
Arquitetura e Escultura - Aleijadinho
 "Incêndio   em mares de água disfarçado!
                Rio de neve em fogo convertido!"
                                    (Gregório de Matos)

                                 Tanto   na imagem ao lado
                                 quanto na frase de Gregório de
                                 Matos, encontramos contraste -
                                 no caso da foto - a vida e a
                                 morte, no poema, o paradoxo
                                 dos versos.
Autoria desconhecida

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Aula barroco 1ano
Aula barroco 1anoAula barroco 1ano
Aula barroco 1ano
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Gregório de Matos Guerra
Gregório de Matos GuerraGregório de Matos Guerra
Gregório de Matos Guerra
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Romantismo prosa
Romantismo prosaRomantismo prosa
Romantismo prosa
 
Quinhentismo
Quinhentismo Quinhentismo
Quinhentismo
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Barroco
Barroco   Barroco
Barroco
 
Barroco aula
Barroco aulaBarroco aula
Barroco aula
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Arcadismo
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
 
Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
 
Bocage
BocageBocage
Bocage
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Modernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geraçãoModernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geração
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Barroco - Literatura.
Barroco - Literatura.Barroco - Literatura.
Barroco - Literatura.
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 

Semelhante a Barroco aula de literatura

Ilustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xxIlustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
Pelo Siro
 
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xxIlustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
jmpcard
 

Semelhante a Barroco aula de literatura (20)

Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
literatura-barroco1-101103152934-phpapp01.pdf
literatura-barroco1-101103152934-phpapp01.pdfliteratura-barroco1-101103152934-phpapp01.pdf
literatura-barroco1-101103152934-phpapp01.pdf
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroco.ppt
Barroco.pptBarroco.ppt
Barroco.ppt
 
Barroco no Brasil
Barroco no BrasilBarroco no Brasil
Barroco no Brasil
 
Barroco - CILP
Barroco - CILPBarroco - CILP
Barroco - CILP
 
Aula 06 barroco no brasil
Aula 06   barroco no brasilAula 06   barroco no brasil
Aula 06 barroco no brasil
 
Mapa Conceitual Barroco
Mapa Conceitual BarrocoMapa Conceitual Barroco
Mapa Conceitual Barroco
 
Ilustres figuras portuquesas do sec XX
Ilustres figuras portuquesas do sec XXIlustres figuras portuquesas do sec XX
Ilustres figuras portuquesas do sec XX
 
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xxIlustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
 
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xxIlustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
 
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xxIlustres figuras portuquesas do sec xx
Ilustres figuras portuquesas do sec xx
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Características do barroco português slide
Características do barroco português slideCaracterísticas do barroco português slide
Características do barroco português slide
 
Poemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdfPoemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdf
 
Portugueses ilustres ( artes e letras) do sec xx
Portugueses ilustres ( artes e letras) do sec xx Portugueses ilustres ( artes e letras) do sec xx
Portugueses ilustres ( artes e letras) do sec xx
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Literatura ufpe 2013
Literatura ufpe 2013Literatura ufpe 2013
Literatura ufpe 2013
 
Neoclassicismo ou Arcadismo.pptx
Neoclassicismo ou Arcadismo.pptxNeoclassicismo ou Arcadismo.pptx
Neoclassicismo ou Arcadismo.pptx
 
Vanguardas europeias ii
Vanguardas europeias iiVanguardas europeias ii
Vanguardas europeias ii
 

Mais de CrisBiagio

Interpretação de texto a arte e suas funções
Interpretação de texto   a arte e suas funçõesInterpretação de texto   a arte e suas funções
Interpretação de texto a arte e suas funções
CrisBiagio
 

Mais de CrisBiagio (20)

Revisão para a UFSC.pptx
Revisão para a UFSC.pptxRevisão para a UFSC.pptx
Revisão para a UFSC.pptx
 
Vanguardas Europeias - 2022 - Atualizada.pptx
Vanguardas Europeias - 2022 - Atualizada.pptxVanguardas Europeias - 2022 - Atualizada.pptx
Vanguardas Europeias - 2022 - Atualizada.pptx
 
Formação de Palavras.pptx
Formação de Palavras.pptxFormação de Palavras.pptx
Formação de Palavras.pptx
 
Texto argumentativo - Citação direta e Citação Indireta.pptx
Texto argumentativo - Citação direta e Citação Indireta.pptxTexto argumentativo - Citação direta e Citação Indireta.pptx
Texto argumentativo - Citação direta e Citação Indireta.pptx
 
Discurso direto, indireto e indireto livre.pptx
Discurso direto, indireto e indireto livre.pptxDiscurso direto, indireto e indireto livre.pptx
Discurso direto, indireto e indireto livre.pptx
 
As imagens e a Sociedade.pptx
As imagens e a Sociedade.pptxAs imagens e a Sociedade.pptx
As imagens e a Sociedade.pptx
 
intertextualidade-interdiscursividade 2022 - atualizada.pptx
intertextualidade-interdiscursividade 2022 - atualizada.pptxintertextualidade-interdiscursividade 2022 - atualizada.pptx
intertextualidade-interdiscursividade 2022 - atualizada.pptx
 
Poema tirado de uma notícia de jornal, Manuel Bandeira.pptx
Poema tirado de uma notícia de jornal, Manuel Bandeira.pptxPoema tirado de uma notícia de jornal, Manuel Bandeira.pptx
Poema tirado de uma notícia de jornal, Manuel Bandeira.pptx
 
Redação - Textos argumentativos 2022.pptx
Redação - Textos argumentativos 2022.pptxRedação - Textos argumentativos 2022.pptx
Redação - Textos argumentativos 2022.pptx
 
Estilística.pptx
Estilística.pptxEstilística.pptx
Estilística.pptx
 
Inferências - Intertextualidade e Hipertexto 2022.pptx
Inferências - Intertextualidade e Hipertexto 2022.pptxInferências - Intertextualidade e Hipertexto 2022.pptx
Inferências - Intertextualidade e Hipertexto 2022.pptx
 
Mar Português, de Fernando Pessoa - Vozes d'África, de Castro Alves e Diáspor...
Mar Português, de Fernando Pessoa - Vozes d'África, de Castro Alves e Diáspor...Mar Português, de Fernando Pessoa - Vozes d'África, de Castro Alves e Diáspor...
Mar Português, de Fernando Pessoa - Vozes d'África, de Castro Alves e Diáspor...
 
Quinhentismo Brasileiro - Literatura informativa e jesuítica 2022.pptx
Quinhentismo Brasileiro - Literatura informativa e jesuítica 2022.pptxQuinhentismo Brasileiro - Literatura informativa e jesuítica 2022.pptx
Quinhentismo Brasileiro - Literatura informativa e jesuítica 2022.pptx
 
Fazenda Modelo - Chico Buarque - Considerações.pptx
Fazenda Modelo  - Chico Buarque  - Considerações.pptxFazenda Modelo  - Chico Buarque  - Considerações.pptx
Fazenda Modelo - Chico Buarque - Considerações.pptx
 
Crônicas para jovens, Clarice Lispector.pptx
Crônicas para jovens,  Clarice Lispector.pptxCrônicas para jovens,  Clarice Lispector.pptx
Crônicas para jovens, Clarice Lispector.pptx
 
Cinema, música e teatro atualizada em 2022.pptx
Cinema, música e teatro atualizada em 2022.pptxCinema, música e teatro atualizada em 2022.pptx
Cinema, música e teatro atualizada em 2022.pptx
 
Funções da Linguagem 2022.pptx
Funções da Linguagem 2022.pptxFunções da Linguagem 2022.pptx
Funções da Linguagem 2022.pptx
 
Interpretação de texto a arte e suas funções
Interpretação de texto   a arte e suas funçõesInterpretação de texto   a arte e suas funções
Interpretação de texto a arte e suas funções
 
Aulão Enem 2021
Aulão Enem 2021Aulão Enem 2021
Aulão Enem 2021
 
O pagador de promessas, de Dias Gomes
O pagador de promessas, de Dias GomesO pagador de promessas, de Dias Gomes
O pagador de promessas, de Dias Gomes
 

Barroco aula de literatura

  • 1. O Barroco no Brasil Professora: Maria Cristina A. Biagio
  • 2. Início do Barroco no Brasil Século XVII – Bahia – 1601. Publicação de Prosopopeia, de Bento Teixeira. Além da literatura, manifestou-se também nas artes plásticas e na arquitetura, principalmente pela obra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.
  • 3. A Palavra Barroco A origem da palavra barroco é controvertida. Alguns etimologistas afirmam que está ligada a um processo mnemônico (relativo à memória), enquanto outros afirmam que designaria um tipo de pérola de formato irregular – a pérola barroca.
  • 4. Como forma de arte O Barroco designa um estilo artístico que predominou no século XVII, principalmente, na Europa, mas também em países da América, entre eles o Brasil, disseminado, entre outros artistas, pelo celebrado Aleijadinho (Antônio Francisco Lisboa, 1738-1814). O Barroco é a arte da harmonia intensa, por vezes dramática, onde o contraste é predominante.
  • 5. Vida Social no Brasil A vida social girava em torno dos engenhos ou das grandes propriedades rurais e fazendas; A dualidade era constante: a busca pelo modelo de civilização europeia convivia com a escravidão e a distância moral da igreja católica; Eram raras as mulheres alfabetizadas. As meninas aprendiam a costurar, bordar e outros ofícios “exclusivamente femininos”.
  • 6. Características do barroco literário 1. Cultismo:  Exagero de idéias;  Complexidade de sentimentos;  Abundância de figuras de linguagem. 2. Conceptismo:  Valorização da forma, do conteúdo;  Linguagem rebuscada;  Sensualidade.
  • 7. 3. Exagero • Como reflexo do dilema o poeta exagera, rebusca, dramatiza seus sentimentos. 4. Contraste: • luz x sombra; • claro x escuro; • terreno x espiritualidade (Carpe Diem); • Efêmero x duradouro.
  • 8. Principais autores: Gregório de Matos Guerra – é considerado o primeiro poeta brasileiro – por suas manifestações satíricas sobre a Metrópole, Portugal, sobre mulheres, religiosos e governantes, ficou conhecido como o “Boca do Inferno” - ninguém escapava de suas críticas.
  • 9. Padre Antônio Vieira Tornou-se notável pela qualidade dos seus sermões, nos quais abordava assuntos morais, filosóficos, sociais e políticos, posicionando-se contra a corrupção, a ganância , a injustiça e a escravidão.
  • 10. O Barroco e as outras formas de arte Pintura - Caravaggio; Escultura - Aleijadinho; Se nas artes plásticas o século XVII tem Rembrandt, El Greco, Vermeer, Velazquez e Caravaggio, se a literatura nos dá Cervantes, Shakespeare, Moliére, Racine, Calderón de la Barca, a música deu poucas obras-primas de experimentadores como Monteverde, Schuetz e Purcell. 
  • 11. As figuras parecem emergir das sombras, é visível o sofrimento no semblante das pessoas. A deposição de Cristo , pintura de Caravaggio
  • 12. Arquitetura e Escultura - Aleijadinho
  • 13.  "Incêndio em mares de água disfarçado! Rio de neve em fogo convertido!" (Gregório de Matos) Tanto na imagem ao lado quanto na frase de Gregório de Matos, encontramos contraste - no caso da foto - a vida e a morte, no poema, o paradoxo dos versos. Autoria desconhecida