O slideshow foi denunciado.
Grandes figurasGrandes figurasportuguesas doportuguesas doséculo XXséculo XXCLICARCLICAR
FernandFernandooPessoaPessoa1888 -1935Fernando AntónioNogueira Pessoa, maisconhecido comoFernando Pessoa,é considerado um ...
Fernando Pessoa foi a figura cimeira domodernismo em Portugal, aquela que mais geraçõesposteriores influenciou em Portugal...
FlorbelaFlorbelaEspancaEspanca1894 -1930A personalidade deFlorbela Espanca define-sepor uma dor avassaladoraque terá chega...
A obra de Florbela Espanca espelha as amargurasque viveu durante a vida. Começou a escrevermuito cedo, com oito ou nove an...
AlmadaAlmadaNegreiroNegreiross 1893 -1970Artista plástico eescritor, reconhecidocomo “Mestre Almada”,colaborou em váriasre...
No campo da pintura Almada Negreiros ganhoumaior destaque, contribuindo a sua intervençãoem grandes obras, caso dos mosaic...
JoséJoséRégioRégio1901-1969Considerado como umadas grandes figuras daliteratura portuguesa doséculo XX, José Régio,pseudón...
José Régio dedicou-se ao romance, ao teatro, àpoesia e ao ensaio. Centrais, na sua obra, sãoas problemáticas do conflito e...
VitorinoVitorinoNemésioNemésio1901 -1978Escritor, poeta,comunicador, viajante,jornalista, VitorinoNemésio foi antes detudo...
A carreira académica de Vitorino Nemésiocomeçou na Faculdade de Letras de Lisboa,lecionou em França e na Bélgica, voltando...
MiguelMiguelTorgaTorga1907 -1995Transmontano denascimento, Miguel Torga éo pseudónimo literário deAdolfo Correia daRocha. ...
Miguel Torga é autor de uma vasta obrabibliográfica, tendo escrito praticamente atémorrer. As suas histórias assenta num s...
AlvesAlvesRedolRedol1911 -1969Não houve no neo-realismo português quemmais seempenhasse comprofunda vontade decontribuir p...
A obra de Alves Redol demonstrará sempre umaenorme sensibilidade pelas condições de vida dasgentes do Ribatejo, dos gaibéu...
VergílioVergílioFerreiraFerreira1916 -1996A quase obsessão pelacondição humana marcoua sua obra. VergílioFerreira registou...
Inquestionavelmente, um dos melhores escritoresdo século XX, Vergílio Ferreira produziu uma vastaobra, atravessada por uma...
JoséJoséSaramagSaramagoo 1922 -2004Antigo serralheiromecânico, autodidata, JoséSaramago dedicou-se àprodução literária em ...
Quando, em Outubro de 1998, a Real Academia daSuécia anunciou o nome do escritor portuguêsJosé Saramago como o vencedor do...
ÁlvaroÁlvaroCunhalCunhal1913 -2005Álvaro Cunhal não podeser visto apenas como olíder histórico do PartidoComunista Portugu...
Na clandestinidade, lutou durante décadas pelaqueda da ditadura, em Portugal. Depois do 25 deAbril, em pleno período revol...
JoãoJoãoVillaretVillaret1913 -1961João Henrique PereiraVillaret nasceu em Lisboa.Muito cedo começou aacalentar o desejo de...
Quem o viu nos primórdios da televisão jamaisesquecerá o seu poder de comunicador.Acompanhado ao piano pelo irmão, contouh...
VascoVascoSantanaSantana1898 -1958Espontâneo, histriónicoe bonacheirão. Estessão três traços quecaracterizam VascoSantana,...
Vasco Santana agitou o mundo do espetáculo coma sua naturalidade e sentido cómico. Os filmes “OPai Tirano”, em 1941, e “Pá...
BeatrizBeatrizCostaCosta1907 -1996Beatriz Costa, nomeartístico de Maria daConceição, foi umadas maiores atrizes doschamado...
No filme “Aldeia da Roupa Branca”, desempenha umpapel em que se identifica de forma particulardevido às suas origens. Perm...
AmáliaAmáliaRodrigueRodriguess 1920-1999Amália Rodrigues teve umacarreira que nenhum outroartista português igualou.Desde ...
Levou tempo a entender a sua verdadeira dimensãoe foram muitos os espinhos até chegarem as rosas.Intérprete ímpar, voz ini...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ilustres figuras portuquesas do sec xx

586 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Ilustres figuras portuquesas do sec xx

  1. 1. Grandes figurasGrandes figurasportuguesas doportuguesas doséculo XXséculo XXCLICARCLICAR
  2. 2. FernandFernandooPessoaPessoa1888 -1935Fernando AntónioNogueira Pessoa, maisconhecido comoFernando Pessoa,é considerado um dosmaiores poetas de línguaportuguesa, sendo o seuvalor comparado ao deCamões. “Se depois de eumorrer, quiseremescrever a minhabiografia, não há nadamais simples. Tem só duasdatas – a da minhanascença e a da minhamorte. Entre uma e outratodos os dias são meus”.Foi reconhecido, ao ladode Pablo Neruda, como
  3. 3. Fernando Pessoa foi a figura cimeira domodernismo em Portugal, aquela que mais geraçõesposteriores influenciou em Portugal e no Brasil.Durante a sua vida, Pessoa recorre à multiplicidadedos heterónimos – caso de Álvaro de Campos,Ricardo Reis, Alberto Caeiro ou Alberto Reis.
  4. 4. FlorbelaFlorbelaEspancaEspanca1894 -1930A personalidade deFlorbela Espanca define-sepor uma dor avassaladoraque terá chegado à suavida com as circunstânciasmuito particulares da suainfância. Florbela, “a quema mágoa chamou filha”,contrariou a paixãoda dor com a paixão poesiae com a busca incessantede um amor quimérico.Como a vida se negava aestender-lhe a mão,Florbela sonhou, então,com o único abraçoque lhe era acessível:suicidou-se aos 36 anos.
  5. 5. A obra de Florbela Espanca espelha as amargurasque viveu durante a vida. Começou a escrevermuito cedo, com oito ou nove anos. A publicaçãoda sua primeira obra, “Livro de Mágoas”, seriaapenas em 1919. A poetisa, a quem a vida nuncaestendeu a mão, sentiu e viveu cada emoção e, porisso mesmo, os seus poemas permaneceram vivos.
  6. 6. AlmadaAlmadaNegreiroNegreiross 1893 -1970Artista plástico eescritor, reconhecidocomo “Mestre Almada”,colaborou em váriasrevistas de vanguardaque marcaram a suageração. Artistamultifacetado – a suaobra artística, marcadapelo início do cubismo,estende-se à tapeçaria, àdecoração e ao bailado -,escreveu uma série detextos críticos eprovocatórios, dispersospelas publicações em quecolaborava. Centrou asua crítica polémica eferoz a Portugal e à sua
  7. 7. No campo da pintura Almada Negreiros ganhoumaior destaque, contribuindo a sua intervençãoem grandes obras, caso dos mosaicos da Igreja deFátima, em Lisboa, na Exposição doMundo Português, no edifício do “Diário deNotícias” e as pinturas da Gare Marítima de
  8. 8. JoséJoséRégioRégio1901-1969Considerado como umadas grandes figuras daliteratura portuguesa doséculo XX, José Régio,pseudónimo de José Mariados Reis Pereira, foipoeta, dramaturgo,ensaísta, crítico eprofessor. A obra deRégio é um “mundo” nadafácil de percorrernas suas estruturas, temasalegorias, símbolos emotivos, através do qualprocurou exprimir de umaforma mais abrangente, acondição humana nas suas“alturas” e nos seus
  9. 9. José Régio dedicou-se ao romance, ao teatro, àpoesia e ao ensaio. Centrais, na sua obra, sãoas problemáticas do conflito entre Deus e ohomem, o indivíduo e a sociedade,numa análise crítica das relações humanas e dasolidão, bem como a ânsia humana do absoluto.
  10. 10. VitorinoVitorinoNemésioNemésio1901 -1978Escritor, poeta,comunicador, viajante,jornalista, VitorinoNemésio foi antes detudo um homemsimples. Apaixonadopelos Açores, ondenasceu em Dezembrode 1901, acabou,como muitos outros,por conhecer osdramas da insularidadee emigrou. Desenvolveuuma brilhante carreiraacadémica, lecionandonão só emPortugal mas tambémno Brasil e na Bélgica.
  11. 11. A carreira académica de Vitorino Nemésiocomeçou na Faculdade de Letras de Lisboa,lecionou em França e na Bélgica, voltando aLisboa onde se torna catedrático em 1940. A suaúltima aula encheu o anfiteatro, com alunosdesejosos de assistir a este momento histórico.
  12. 12. MiguelMiguelTorgaTorga1907 -1995Transmontano denascimento, Miguel Torga éo pseudónimo literário deAdolfo Correia daRocha. Filho decamponeses, nasceu em SãoMartinho da Anta.Após frequentar oSeminário de Lamego,emigra para o Brasil em1920, de onde só regressarácinco anos depois. Médicode profissão, exercesempre em Coimbra, ondetambém se licenciou, em1933. Miguel Torga revelaem toda a sua obra oinconformismo dosolitário, contra o poder
  13. 13. Miguel Torga é autor de uma vasta obrabibliográfica, tendo escrito praticamente atémorrer. As suas histórias assenta num suporte derealidades socias e psicológicas, irónicas ou cruéis,sobre o cenário do instinto ou da fatalidade. Aolongo da sua vida foi galardoado com vários
  14. 14. AlvesAlvesRedolRedol1911 -1969Não houve no neo-realismo português quemmais seempenhasse comprofunda vontade decontribuir para atransformação dasociedade mediante otestemunho ficcional e aapresentação darealidade através da visãomarxista do queAntónio Alves Redol.Durante muitos anos emuitos livros, cumpriuaplicadamente um projetode levantamento noromance do homem e daterra portuguesa
  15. 15. A obra de Alves Redol demonstrará sempre umaenorme sensibilidade pelas condições de vida dasgentes do Ribatejo, dos gaibéus e dosavieiros, respetivamente, os camponeses e ospescadores da região da lezíria, osvinhateiros do Douro e os homens do mar da
  16. 16. VergílioVergílioFerreiraFerreira1916 -1996A quase obsessão pelacondição humana marcoua sua obra. VergílioFerreira registou, tantonos seus romances comonos ensaios, umaconstante reflexão sobreo homem, uma procurade sentido para asrazões essenciais da vidae da morte.Inicialmente ligadoao neo-realismo,acabou por se desligardeste movimentoliterário. Com apublicação do seu livro“Aparição”, VergílioFerreira venceu diversos
  17. 17. Inquestionavelmente, um dos melhores escritoresdo século XX, Vergílio Ferreira produziu uma vastaobra, atravessada por uma constante reflexãosobre a condição humana, que lhe valeu váriasdistinções. Foi, também, ator na adaptação aocinema do seu romance “Manhã Submersa”.
  18. 18. JoséJoséSaramagSaramagoo 1922 -2004Antigo serralheiromecânico, autodidata, JoséSaramago dedicou-se àprodução literária em 1976,quando já tinha 54anos e depois de ter feitotraduções e colaborado emvários jornais. Únicoescritor português areceber o Prémio Nobel daLiteratura, Saramagoconfigura um caso ímparna literatura nacional. Aaparente simplicidade dasua escrita é servidapor um estilo muitopróprio, marcado porfrases e períodoscompridos e por uma forma
  19. 19. Quando, em Outubro de 1998, a Real Academia daSuécia anunciou o nome do escritor portuguêsJosé Saramago como o vencedor do Prémio Nobelda Literatura, tal comunicação constituiu mais ummotivo de alegria maior para os portugueses doque de admiração, pois o nome de Saramago hámuito que vinha sendo citado para tal Prémio.
  20. 20. ÁlvaroÁlvaroCunhalCunhal1913 -2005Álvaro Cunhal não podeser visto apenas como olíder histórico do PartidoComunista Português, mastambém o seureorganizador. Oriundo deuma família da burguesiarural, nasceu em Coimbra,e é com a idade de 17anos que se tornacomunista. Três vezespreso pela polícia políticae alvo de brutais torturas,viveu oito dos onze anosde prisão em totalisolamento. Em 1960,juntamente com outrospresos, protagoniza umaespetacular fuga,
  21. 21. Na clandestinidade, lutou durante décadas pelaqueda da ditadura, em Portugal. Depois do 25 deAbril, em pleno período revolucionário, chegou aocupar o cargo de ministro sem pasta. Marxista-leninista até à morte, distinguiu-se também nas artesplásticas e na criação literária.
  22. 22. JoãoJoãoVillaretVillaret1913 -1961João Henrique PereiraVillaret nasceu em Lisboa.Muito cedo começou aacalentar o desejo de serator, de subir ao palco,contagiar a plateia e ouviros aplausos do público.Detentor de uminegável talento decomunicação, JoãoVillaret nasceu e viveupara o teatro. Podedizer-se quepraticamente morreua declamar. Horas antesde falecer, recitou nopalco, perante enormeassistência, versos de “OMar Português” de
  23. 23. Quem o viu nos primórdios da televisão jamaisesquecerá o seu poder de comunicador.Acompanhado ao piano pelo irmão, contouhistórias e disse poesia de uma forma tão brilhanteque a tornou popular. Villaret nasceu para ser atore foi um intérprete versátil, genial na comédia e no
  24. 24. VascoVascoSantanaSantana1898 -1958Espontâneo, histriónicoe bonacheirão. Estessão três traços quecaracterizam VascoSantana, esse personagemque, no início dos anos 30,agitou a arte derepresentar emPortugal.A sua naturalidade, aliadaa um sentido de ritmoperfeito,faz dele um dos melhorescomediantes de sempre.No palco da vida real, nãoera muito diferente dospapéis que ocelebrizaram.Foi, sem dúvida, um artista
  25. 25. Vasco Santana agitou o mundo do espetáculo coma sua naturalidade e sentido cómico. Os filmes “OPai Tirano”, em 1941, e “Pátio das Cantigas”, em1943, foram dois dos seus maiores êxitos.Recriador de figuras públicas, cursava arquiteturaquando um acaso o fez subir ao palco.
  26. 26. BeatrizBeatrizCostaCosta1907 -1996Beatriz Costa, nomeartístico de Maria daConceição, foi umadas maiores atrizes doschamados “anos de ouro”do cinema português.Beatriz Costa deixoupara a posteridade aimagem de pessoacalorosa, irrequieta eirreverente. “Debaixodaquela franjamodernista, acreditem,havia uma testa etanto”, foi escrito numdepoimento acerca dasqualidades de uma atrizmuito estimada emPortugal e no Brasil.
  27. 27. No filme “Aldeia da Roupa Branca”, desempenha umpapel em que se identifica de forma particulardevido às suas origens. Permanece durante dez anosno Brasil, sempre com êxitos nas peças que leva àcena. Retirada dos palcos em 1960, publica algunslivros. Ocupou durante 30 anos um quarto do HotelTivoli, em Lisboa, onde faleceu com 88 anos.
  28. 28. AmáliaAmáliaRodrigueRodriguess 1920-1999Amália Rodrigues teve umacarreira que nenhum outroartista português igualou.Desde a sua estreia, em1938, no Retiro da Severa,conheceu êxito atrás deêxito. A sua carreira defadista ganha projeçãointernacional, atuando emMadrid e no Brasil. EmFrança canta no Olympiade Paris, suplantando aprojeção de Edith Piaf.Seguiu-se, entre outros,Nova Iorque, Londres eTóquio. A voz de Portugalcalou-se aos 79 anos, sendoa única mulheratualmente sepultada no
  29. 29. Levou tempo a entender a sua verdadeira dimensãoe foram muitos os espinhos até chegarem as rosas.Intérprete ímpar, voz inigualável, Amália Rodriguescantou o que nunca tinha cantado, trouxe osgrandes poetas ao povo, levou o nome de Portugalpelo mundo fora, fazendo chorar plateias que nãoentendiam uma palavra do que dizia.

×