SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Baixar para ler offline
ESQUIZOFRENIA
    E OUTROS
 TRANSTORNOS
   PSICÓTICOS


Autora da Apostila: Simone Helen Drumond



http://simonehelendrumond.blogspot.com
     simone_drumond@hotmail.com
        (92) 8808-2372 / 8813-9525
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
Conselho aos pais e educadores

1. Aprendam a reconhecer os sintomas iniciais, que possam indicar uma possível
recaída antes do quadro completo se instalar.
2. Procurar atendimento médico logo, sem adiamentos.
3. Procurar aprender sobre a doença para melhor entender as necessidades do
esquizofrênico.
4. Estabelecer expectativas realistas para a condição individual do doente.
5. Observar e aprender para melhor poder relatar os sintomas.
6. Saber respeitar seus próprios limites: você não poderá ajudar adequadamente
enquanto estiver precisando de ajuda.
7. Tentar o máximo possível estabelecer uma relação amistosa, com um objetivo e
finalidade estabelecidos.
8. Estimular parentes e amigos a estabelecerem uma relação saudável.
9. Comunicar-se de forma clara e objetiva, sem usar meias-palavras ou deixar
mensagens subentendidas.
10. Principalmente: ter um ambiente emocionalmente estável em casa e na escola.
Expressões hostis mesmo que não direcionadas para a pessoa doente afetam e
prejudicam o esquizofrênico. Não exercer cobranças sobre ele. Expressar as emoções
tanto positivas (alegria) quanto as negativas (raiva) sempre com moderação.

      Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
    Esquizofrenia é uma doença mental que se caracteriza por uma
            desorganização ampla dos processos mentais.

 A esquizofrenia pode desenvolver-se gradualmente, tão lentamente que
nem o paciente nem as pessoas próximas percebem que algo vai errado:
 só quando comportamentos abertamente desviantes se manifestam. O
 período entre a normalidade e a doença deflagrada pode levar meses.
Por outro lado há pacientes que desenvolvem esquizofrenia rapidamente,
em questão de poucas semanas ou mesmo de dias. A pessoa muda seu
   comportamento e entra no mundo esquizofrênico, o que geralmente
                   alarma e assusta muito os parentes.

  Não há uma regra fixa quanto ao modo de início: tanto pode começar
     repentinamente e eclodir numa crise exuberante, como começar
lentamente sem apresentar mudanças extraordinárias, e somente depois
                de anos surgir uma crise característica.
 Geralmente a esquizofrenia começa durante a adolescência ou quando
                              adulto jovem.
     Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS

 Os sintomas aparecem gradualmente ao longo de meses e a família,
 educadores e os amigos que mantêm contato freqüente podem não
notar nada. É mais comum que uma pessoa com contato espaçado por
       meses perceba melhor a esquizofrenia desenvolvendo-se.

 Geralmente os primeiros sintomas são a dificuldade de concentração,
 prejudicando o rendimento nos estudos; estados de tensão de origem
  desconhecida mesmo pela própria pessoa e insônia e desinteresse
         pelas atividades sociais com conseqüente isolamento.

A partir de certo momento, mesmo antes da esquizofrenia ter deflagrado,
        as pessoas próximas se dão conta de que algo errado está
                             acontecendo.

 Nos dias de hoje os pais pensarão que se trata de drogas, os amigos
podem achar que são dúvidas quanto à sexualidade, outros julgarão ser
               dúvidas existenciais próprias da idade.
    Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
Psicoterapia contra a vontade do próprio será indicada e muitas vezes realizada
                     sem nenhum melhora para o paciente.

A permanência da dificuldade de concentração levará à interrupção dos estudos
                             e perda do trabalho.

  Aqueles que não sabem o que está acontecendo, começam a cobrar e até
  hostilizar o paciente que por sua vez não entende o que está se passando,
   sofrendo pela doença incipiente e pelas injustiças impostas pela família.

É comum nessas fases o desleixo com a aparência ou mudanças no visual em
 relação ao modo de ser, como a realização de tatuagens, piercing, cortes de
     cabelo, indumentárias estranhas e descuido com a higiene pessoal.

  Desde o surgimento dos hippies e dos punks essas formas estranhas de se
apresentar, deixaram de ser tão estranhas, passando mesmo a se confundirem
 com elas. O que contribui ainda mais para o falso julgamento de que o filho é
                apenas um "rebelde" ou um "desviante social".

     Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
    Muitas vezes não há uma fronteira clara entre a fase inicial com
     comportamento anormal e a esquizofrenia propriamente dita.

  A família pode considerar o comportamento como tendo passado dos
limites, mas os mecanismos de defesa dos pais os impede muitas vezes
 de verem que o que está acontecendo; não é culpa ou escolha do filho,
              é uma doença mental, fato muito mais grave.

  A fase inicial pode durar meses enquanto a família espera por uma
recuperação do comportamento. Enquanto o tempo passa os sintomas
 se aprofundam, o paciente apresenta uma conversa estranha, irreal,
passa a ter experiências diferentes e não usuais o que leva as pessoas
  próximas a julgarem ainda mais que o paciente está fazendo uso de
                             drogas ilícitas.

 É possível que o paciente já esteja tendo sintomas psicóticos durante
            algum tempo antes de ser levado a um médico.
    Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
Quando um fato grave acontece não há mais meios de se negar que algo
    muito errado está acontecendo, seja por uma atitude fisicamente
   agressiva, seja por tentativa de suicídio, seja por manifestar seus
    sintomas claramente ao afirmar que é Jesus Cristo ou que está
recebendo mensagens do além e falando com os mortos. Nesse ponto a
        psicose está clara, o diagnóstico de psicose é inevitável.

Nessa fase os pais deixam de sentir raiva do filho e passam a se culpar,
achando que se tivessem agido antes nada disso estaria acontecendo, o
  que não é verdade. Infelizmente o tratamento precoce não previne a
             esquizofrenia, que é uma doença inexorável.

 As medicações controlam parcialmente os sintomas: não normalizam o
                              paciente.

   Quando isso acontece é por remissão espontânea da doença e por
                       nenhum outro motivo.
     Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
              Como fazer o diagnóstico?
   Para fazer o diagnóstico , é necessário realizar uma entrevista com o
  paciente e sua família visando obter uma história de sua vida e de seus
                   sintomas o mais detalhada possível.

Até o presente momento não existem marcadores biológicos próprios dessa
    doença nem exames complementares específicos, embora existam
 evidências de alterações da anatomia cerebral demonstráveis em exames
de neuro-imagem e de metabolismo cerebral sofisticados como a tomografia
         computadorizada, a ressonância magnética, entre outros.

Além de fazer o diagnóstico, é necessário identificar qual é o subtipo clínico
 que a pessoa apresenta. Essa diferenciação se baseia nos sintomas que
   predominam em cada pessoa e na evolução da doença que é variada
                      conforme o subtipo específico.

             Acompanhe a tabela com os principais subtipos:
     Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
      Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
             uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                           Característica                                       Sim Não Observações sobre este aspecto
 Delírios - O indivíduo crê em idéias falsas.
 Delírios - Tem idéias irracionais ou sem lógica.
 Delírios - O indivíduo crê em idéias falsas de
 perseguição, grandeza ou místicos.
 Alucinações - percebe estímulos que em
 realidade não existem. Ex: ouvir vozes?
 Alucinações - percebe estímulos que em
 realidade não existem. Ex: enxergar pessoas
 ou vultos.
Possui paranóide (predomínio de delírios
e alucinações). Exemplifique: ............................
.............................................................................
.............................................................................
            Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela-se     catatônico                      (alterações             da
motricidade).
Revela predomínio de alterações da
afetividade.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................
..........................................................................

Revela desorganização do pensamento.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................
..........................................................................


           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                         Característica                                      Sim Não Observações sobre este aspecto
Fala de maneira ilógica e desconexa ,
demonstrando                  uma          incapacidade                de
organizar o pensamento em uma seqüência
lógica. Seu discurso e pensamentos revelam-
se desorganizados.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................


Erotomaníaco – Revela delírios cujo tema
central é que uma pessoa está apaixonada
pelo paciente. Esse delírio geralmente refere-
se mais a um amor romântico idealizado ou
uma união espiritual do que propriamente
uma atração sexual.

           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                         Característica                                      Sim Não Observações sobre este aspecto
Possui, delírios de possuir um grande talento,
conhecimento ou ter feito uma importante
descoberta ainda que isso não seja
reconhecido pelas demais pessoas. Pode
tomar a forma também da convicção de ser
amigo de um presidente ou ser portador de
uma mensagem divina.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................


Ciúme excessivo: Revela delírios de que está
sendo traído pelo cônjuge.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................
           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                         Característica                                      Sim Não Observações sobre este aspecto
O paciente esquizofrênico tem um "afeto
inadequado ou embotado", ou seja, tem
dificuldade de demonstrar a emoção que está
sentindo.
Não consegue demonstrar se está alegre ou
triste, por exemplo, tendo dificuldade de
modular o afeto de acordo com o contexto,
mostrando-se indiferente a diversas situações
do cotidiano.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................


           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:

                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela-se impulsivo
Revela-se agitado
Revela-se retraído
Revela-se agressivo
Revela-se suicida
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................

Exposição moral - Falar sozinho em voz alta


           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Exposição moral - andar sem roupa em
público.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................

Demonstra isolamento social.
Demonstra empobrecimento do pensamento.
Demonstra diminuição na vontade de
prosseguir com sua vida familiar e social.
Exemplifique: ...................................................
..........................................................................


           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Tem dificuldade de concentra-se.
Revela dificuldade para dormir, alternância do
dia pela noite.
Ficar andando pela casa a noite.
O que costuma fazer? Explique ........................
..........................................................................
..........................................................................
Revela indiferença em                              relação          aos
sentimentos dos outros.
Tem revelado a perda das relações sociais que
mantinha. Explique ..........................................
..........................................................................
..........................................................................


           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                         Característica                                      Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela períodos de hiperatividade.
Revela períodos de inatividade .
Revela dificuldade de concentração chegando
a impedir o prosseguimento nos estudos.
Revela dificuldade de tomar decisões e de
resolver problemas comuns.
Revela preocupações não habituais com
ocultismos, esoterismo e religião .
Explique ...........................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................

           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                         Característica                                      Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela hostilidade.
Revela desconfianças injustificáveis.
Revela medos injustificáveis.
Revela reações exageradas às reprovações
dos parentes e amigos .
Revela deterioração da higiene pessoal.
Faz viagens ou revela desejos de viajar para
lugares sem nenhuma ligação com a situação
pessoal e sem propósitos específicos.
Explique ...........................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
   Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
          uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                Característica                 Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela envolvimento com escrita excessiva ou
desenhos infantis sem um objetivo definido.
Revela reações emocionais não habituais ou
características do indivíduo.
Revela falta de expressões faciais (rosto
inexpressivo) .
Revela diminuição marcante do piscar de
olhos.
Piscar incessantemente .
Revela sensibilidade excessiva a barulhos e
luzes.
Revela alteração da sensação do tato e do
paladar .
       Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:

                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela uso estranho das palavras e da
construção das frases .
Revela afirmações irracionais.
Revela comportamento estranho como recusa
em tocar as pessoas.
Revela penteados esquisitos.
Revela ameaças de auto-mutilação e
ferimentos provocados em si mesmo .
Explique ...........................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................

           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela mudanças na personalidade.
Revela abandono das atividades usuais.
Revela incapacidade de expressar prazer.
Revela incapacidade chorar.
Chora excessivamente injustificadamente.
Revela risos imotivados.
Revela abuso de álcool ou drogas
Explique ...........................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................

           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela posturas estranhas.
Quando?
Como?
Onde?
Por que?
Com quem?
Explique ...........................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
.........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................

           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                          Característica                                     Sim Não Observações sobre este aspecto
Revela delírios de que está sendo alvo de
algum prejuízo.
Revela delírios de que possui alguma doença
ou deficiência física.
Revela transtornos de humor.
Revela-se depressivo.
Explique ...........................................................
..........................................................................
..........................................................................
Revela alucinações,                      mais          comumente
relacionadas ao tato.
Revela alucinações, mais comumente
relacionadas ao olfato (cheiros).

           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS
     Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo
            uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo:
                         Característica                                      Sim Não Observações sobre este aspecto
Transtorno Psicótico Compartilhado (Folie à
Deux, Codependência).

Trata-se de uma situação rara na qual uma
pessoa começa a apresentar sintomas
psicóticos (delírios), a partir da convivência
próxima com um doente psicótico.
Explique ...........................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
.........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
..........................................................................
           Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
Os problemas que geralmente ocorrem na família dos
         esquizofrênicos são os seguintes:

  Pesar        Sentimos como se tivéssemos perdido nosso filho
Ansiedade          Temos medo de deixá-lo só ou de ferir seus
                                sentimentos
  Medo            Ele poderá fazer mal a si mesmo ou a outras
                                    pessoas
Vergonha e Somos culpados disso? O que os outros pensarão?
   culpa
Sentimento
     de                      Ninguém nos compreende
isolamento
 Amargura                Por que isso aconteceu conosco?
    Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
Os problemas que geralmente ocorrem na família dos
         esquizofrênicos são os seguintes:

Depressão                 Não consigo falar nisso sem chorar?
Negação da            Isso não pode acontecer na nossa família
 doença
Negação da                      Isso daqui a pouco passa
 gravidade
   Culpa             Não fosse por aquele seu parente esquisito
 recíproca
Incapacidad     Incapacidade de pensar ou falar de outra coisa que
     e          não seja a doença... "Toda nossa vida gira em torno
                              do nosso filho doente.
Problemas          Minha relação com meu marido tornou-se fria,
 conjugais                  sinto-me morta por dentro.
    Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
Os problemas que geralmente ocorrem na família dos
          esquizofrênicos são os seguintes:

   Cansaço               Envelheci duas vezes nos últimos anos
Preocupação            O que acontecerá quando não estivermos
com o futuro                  presentes, o que será dele?
 Uso excessivo
      de              Hoje faço coisas que nunca tinha feito antes
tranqüilizantes
   ou álcool
 Isolamento       As pessoas até nos procuram, mas não temos como
    social               fazer os programas que nos propõem
  Constante       Será que isso aconteceu por algo que fizemos para
   busca de                              ele?
 explicações

      Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
Os problemas que geralmente ocorrem na família dos
          esquizofrênicos são os seguintes:

 Ambivalência
                      Nós o amamos, mas para ficar assim
                           preferíamos que se fosse
Individualização
                         Não temos mais vida familiar
 Esgotamento
                    Sinto-me exausto, incapaz de fazer mais
                                    nada
  Separação
                        Não agüento mais minha mulher
Preocupação em
   mudar-se
                   Talvez se nos mudarmos para outro lugar as
                                 coisas melhorem

      Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
Tem sido observado que certos
     pacientes se recuperam mais
freqüentemente do que outros. Nesse
  grupo foi identificado um grupo de
 características que pode servir como
    parâmetro, referência para boa
   recuperação. Esses sintomas não
servem como garantia, mas aumentam
   as chances dessas pessoas de se
              recuperarem.
Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
Grupo de características que pode servir como parâmetro de
        referência para boa recuperação do esquizofrênico

                   Parâmetro                        Observações sobre este parâmetro

Capacidade de sentir e expressar emoções
(alegria, excitação, tristeza, desespero, etc.) .
Não      apresentar        sentimentos        de
grandiosidade.
Apresenta        alucinações              (mais
freqüentemente auditivas).
Aparência de perplexidade no episódio
agudo.
Não se isola e não apresentar distúrbios do
pensamento.
Idéias de perseguição e conduta de
desconfiança também são sinais de bom
prognóstico.
      Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
IMPORTANTE!
  Não há unanimidade quanto a esses sintomas, sempre haverá quem
        conteste a afirmação de que indicam bom prognóstico.

Sintomas catatônicos (imobilidade ou excitação excessiva) e confusão
mental apesar de aparentarem maior gravidade podem se resolver mais
          rapidamente deixando a pessoa sem problemas.

Um sinal importante de boa recuperação é a idade de início, quanto mais
                 tarde mais chances de recuperação.

A idade comum de início da esquizofrenia é o fim da adolescência e início
    da idade adulta podendo começar até aproximadamente 45 anos.

          Casos raros se dão após essa idade ou na infância.

As pessoas que sofreram traumatismos cranianos no nascimento ou ao
longo da vida, assim como aquelas que sofreram infecções encefálicas.

    Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Esquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadeEsquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadecleytonlopes
 
Funções psíquicas
Funções psíquicas Funções psíquicas
Funções psíquicas thaissamaia
 
PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)Alexandre Simoes
 
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaTranstornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaAroldo Gavioli
 
Aula 03 - Funções psíquicas
Aula 03 - Funções psíquicasAula 03 - Funções psíquicas
Aula 03 - Funções psíquicasLampsi
 
Psicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mental
Psicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mentalPsicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mental
Psicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mentalAlexandre Simoes
 
DoençAs PsicossomáTicas
DoençAs PsicossomáTicasDoençAs PsicossomáTicas
DoençAs PsicossomáTicasenfermagem
 
Transtorno de personalidade antissocial 7° período (noturno) (1)
Transtorno de personalidade antissocial  7° período (noturno) (1)Transtorno de personalidade antissocial  7° período (noturno) (1)
Transtorno de personalidade antissocial 7° período (noturno) (1)Tamires Batista
 
Psicopatologia I- Aula 7: Alterações da Percepção
Psicopatologia I- Aula 7: Alterações da PercepçãoPsicopatologia I- Aula 7: Alterações da Percepção
Psicopatologia I- Aula 7: Alterações da PercepçãoAlexandre Simoes
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaAroldo Gavioli
 

Mais procurados (20)

Esquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridadeEsquizofrenia e bipolaridade
Esquizofrenia e bipolaridade
 
Funções psíquicas
Funções psíquicas Funções psíquicas
Funções psíquicas
 
PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)
PSICOPATOLOGIA II: Aula 04 (CID-10 - F10 a F19)
 
Psicologia hospitalar
Psicologia hospitalarPsicologia hospitalar
Psicologia hospitalar
 
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaTranstornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
 
Slide psiquiatria
Slide psiquiatriaSlide psiquiatria
Slide psiquiatria
 
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
 
Aula 03 - Funções psíquicas
Aula 03 - Funções psíquicasAula 03 - Funções psíquicas
Aula 03 - Funções psíquicas
 
Psicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mental
Psicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mentalPsicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mental
Psicopatologia I- Aula 2: Introdução ao campo da saúde mental
 
DoençAs PsicossomáTicas
DoençAs PsicossomáTicasDoençAs PsicossomáTicas
DoençAs PsicossomáTicas
 
Transtorno de personalidade antissocial 7° período (noturno) (1)
Transtorno de personalidade antissocial  7° período (noturno) (1)Transtorno de personalidade antissocial  7° período (noturno) (1)
Transtorno de personalidade antissocial 7° período (noturno) (1)
 
Psicopatologia I- Aula 7: Alterações da Percepção
Psicopatologia I- Aula 7: Alterações da PercepçãoPsicopatologia I- Aula 7: Alterações da Percepção
Psicopatologia I- Aula 7: Alterações da Percepção
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
TRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLARTRANSTORNO BIPOLAR
TRANSTORNO BIPOLAR
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolar
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
 
Psicopatologia Delirio 2
Psicopatologia   Delirio 2Psicopatologia   Delirio 2
Psicopatologia Delirio 2
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Transtornos mentais
 Transtornos mentais Transtornos mentais
Transtornos mentais
 

Destaque

CóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Iv
CóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo IvCóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Iv
CóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo IvAntonio Luis Sanfim
 
Testes De Rastreio para Demência
Testes De Rastreio para DemênciaTestes De Rastreio para Demência
Testes De Rastreio para DemênciaAndrea Dircksen
 
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Vii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo ViiCóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Vii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo ViiAntonio Luis Sanfim
 
Esquizofrenia E Estrutura Organizacional
Esquizofrenia E  Estrutura OrganizacionalEsquizofrenia E  Estrutura Organizacional
Esquizofrenia E Estrutura OrganizacionalAntonio Luis Sanfim
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia II
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia IICiulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia II
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia IIclinicaciulla
 
05 esquizofrenia ppbi n
05 esquizofrenia ppbi n05 esquizofrenia ppbi n
05 esquizofrenia ppbi nGraça Martins
 
Deficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/MentalDeficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/MentalCassia Dias
 
Deficiencia intelectual
Deficiencia intelectualDeficiencia intelectual
Deficiencia intelectualRosana Santos
 
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo V
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo VCóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo V
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo VAntonio Luis Sanfim
 

Destaque (20)

Demências
DemênciasDemências
Demências
 
CóPia De Sistema LíMbico 14
CóPia De Sistema LíMbico 14CóPia De Sistema LíMbico 14
CóPia De Sistema LíMbico 14
 
CóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Iv
CóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo IvCóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Iv
CóPia De CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Iv
 
CóPia De Sistema LíMbico 13
CóPia De Sistema LíMbico 13CóPia De Sistema LíMbico 13
CóPia De Sistema LíMbico 13
 
Bupropiona
BupropionaBupropiona
Bupropiona
 
Testes De Rastreio para Demência
Testes De Rastreio para DemênciaTestes De Rastreio para Demência
Testes De Rastreio para Demência
 
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Vii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo ViiCóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Vii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Vii
 
Esquizofrenia E Estrutura Organizacional
Esquizofrenia E  Estrutura OrganizacionalEsquizofrenia E  Estrutura Organizacional
Esquizofrenia E Estrutura Organizacional
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia II
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia IICiulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia II
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia II
 
05 esquizofrenia ppbi n
05 esquizofrenia ppbi n05 esquizofrenia ppbi n
05 esquizofrenia ppbi n
 
Deficiência Intelectual
Deficiência IntelectualDeficiência Intelectual
Deficiência Intelectual
 
A esquizofrenia
A esquizofreniaA esquizofrenia
A esquizofrenia
 
CóPia De Sn Central MóDulo 7
CóPia De Sn Central  MóDulo 7CóPia De Sn Central  MóDulo 7
CóPia De Sn Central MóDulo 7
 
CóPia De Sn Central MóDulo 8
CóPia De Sn Central  MóDulo 8CóPia De Sn Central  MóDulo 8
CóPia De Sn Central MóDulo 8
 
CóPia De NeurôNio 3
CóPia De NeurôNio 3CóPia De NeurôNio 3
CóPia De NeurôNio 3
 
Deficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/MentalDeficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/Mental
 
Deficiencia intelectual
Deficiencia intelectualDeficiencia intelectual
Deficiencia intelectual
 
Demência
DemênciaDemência
Demência
 
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo V
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo VCóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo V
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo V
 
Aspectos Gerais das Demências
Aspectos Gerais das Demências Aspectos Gerais das Demências
Aspectos Gerais das Demências
 

Semelhante a Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos

artigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptxartigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptxmilene209662
 
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnósticoSchiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnósticoSchiz Ophrenic
 
Desktop
DesktopDesktop
Desktopedu197
 
Seminario saude mental
Seminario saude mentalSeminario saude mental
Seminario saude mentalmorganal13
 
Um Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre EsquizofreniaUm Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre EsquizofreniaCamila Ferreira
 
Guia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasGuia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasOficina Psicologia
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaedi
 
Guia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesGuia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesSUELI SANTOS
 
Psicose e transtornos infantis
Psicose e transtornos infantisPsicose e transtornos infantis
Psicose e transtornos infantisOrlando Souza
 
Personalidade limitrofe
Personalidade limitrofePersonalidade limitrofe
Personalidade limitrofeTânia collyer
 
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]Sara Américo
 
2016-08-31 Comorbidades e a Dependência Química
2016-08-31 Comorbidades e a Dependência Química2016-08-31 Comorbidades e a Dependência Química
2016-08-31 Comorbidades e a Dependência QuímicaRoberto C. Mayer
 
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
Apresentação de  Esquizofrenia.pptxApresentação de  Esquizofrenia.pptx
Apresentação de Esquizofrenia.pptxenfermeiraelainnechr
 

Semelhante a Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos (20)

Esquizo
EsquizoEsquizo
Esquizo
 
artigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptxartigo esquizofrenia.pptx
artigo esquizofrenia.pptx
 
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnósticoSchiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
Schiz-X: Conversando Sobre A Esquizofrenia - Vol. 2 - Caminho até o diagnóstico
 
Desktop
DesktopDesktop
Desktop
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
 
Seminario saude mental
Seminario saude mentalSeminario saude mental
Seminario saude mental
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Transtorno Bipolar
Transtorno BipolarTranstorno Bipolar
Transtorno Bipolar
 
TRANSTORNO DELIRANTE.pdf
TRANSTORNO DELIRANTE.pdfTRANSTORNO DELIRANTE.pdf
TRANSTORNO DELIRANTE.pdf
 
Um Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre EsquizofreniaUm Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre Esquizofrenia
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Guia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasGuia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicas
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adulta
 
Guia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicosesGuia pratico sobre psicoses
Guia pratico sobre psicoses
 
PSICOPATOLOGIA.pptx
PSICOPATOLOGIA.pptxPSICOPATOLOGIA.pptx
PSICOPATOLOGIA.pptx
 
Psicose e transtornos infantis
Psicose e transtornos infantisPsicose e transtornos infantis
Psicose e transtornos infantis
 
Personalidade limitrofe
Personalidade limitrofePersonalidade limitrofe
Personalidade limitrofe
 
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
Aula esquizofrenia [salvo automaticamente]
 
2016-08-31 Comorbidades e a Dependência Química
2016-08-31 Comorbidades e a Dependência Química2016-08-31 Comorbidades e a Dependência Química
2016-08-31 Comorbidades e a Dependência Química
 
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
Apresentação de  Esquizofrenia.pptxApresentação de  Esquizofrenia.pptx
Apresentação de Esquizofrenia.pptx
 

Mais de SimoneHelenDrumond

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfSimoneHelenDrumond
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfSimoneHelenDrumond
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfSimoneHelenDrumond
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfSimoneHelenDrumond
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...SimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfSimoneHelenDrumond
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfSimoneHelenDrumond
 

Mais de SimoneHelenDrumond (20)

BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdfBLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
BLOCO 1 DE ATIVIDADES DO MÉTODO DE PORTFÓLIOS EDUCACIONAIS.pdf
 
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdfATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
ATIVIDADES PARA CADERNO PEQUENO 1A.pdf
 
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdfARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
ARTIGO 1 - OS USOS DOS PORTFÓLIOS SHDI NA ALFABETIZAÇÃO .pdf
 
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdfARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
ARTIGO 1 - TEXTOS PONTILHADOS COM LETRA DE IMPRENSA .pdf
 
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdfARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
ARTIGO 1 - ALFABETIZAÇÃO COM AFETO .pdf
 
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...INCLUSÃO  AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
INCLUSÃO AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LEIS QUE...
 
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdfARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
ARTIGO ADAPTAÇÃO CURRICULAR.pdf
 
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdfARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
ARTIGO DIA MUNDIAL DO AUTISMO .pdf
 
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdfArtigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
Artigo Todos nós podemos ensinar algo novo para alguém.pdf
 
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdfARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
ARTIGO Quem tem direito ao atendimento educacional especializado.pdf
 
ARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdfARTIGO TDAH.pdf
ARTIGO TDAH.pdf
 
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdfARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
ARTIGO AUTISMO E AS VOGAIS SHDI 1.pdf
 
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdfArtigo A inclusão escolar de alunos .pdf
Artigo A inclusão escolar de alunos .pdf
 
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdfARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
ARTIGO O SOM DAS LETRAS 1A2023.pdf
 
ARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdfARTIGO 1 TDAH .pdf
ARTIGO 1 TDAH .pdf
 
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdfARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E COMUNICAÇÃO SÍLABAS.pdf
 
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
ARTIGO INCLUSÃO_AUTISMO E O DIREITO À EDUCAÇÃO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AS LE...
 
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdfARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
ARTIGO 1 AUTISMO E DEPRESSÃO.pdf
 
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdfARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
ARTIGO 1 SER MEDIADOR NA INCLUSÃO 1=2023.pdf
 
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdfARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
ARTIGO 1 A IMPORTANCIA DO DIAGNÓSTICO NA INCLUSÃO.pdf
 

Último

A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 

Último (20)

A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 

Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos

  • 1. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Autora da Apostila: Simone Helen Drumond http://simonehelendrumond.blogspot.com simone_drumond@hotmail.com (92) 8808-2372 / 8813-9525
  • 2. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Conselho aos pais e educadores 1. Aprendam a reconhecer os sintomas iniciais, que possam indicar uma possível recaída antes do quadro completo se instalar. 2. Procurar atendimento médico logo, sem adiamentos. 3. Procurar aprender sobre a doença para melhor entender as necessidades do esquizofrênico. 4. Estabelecer expectativas realistas para a condição individual do doente. 5. Observar e aprender para melhor poder relatar os sintomas. 6. Saber respeitar seus próprios limites: você não poderá ajudar adequadamente enquanto estiver precisando de ajuda. 7. Tentar o máximo possível estabelecer uma relação amistosa, com um objetivo e finalidade estabelecidos. 8. Estimular parentes e amigos a estabelecerem uma relação saudável. 9. Comunicar-se de forma clara e objetiva, sem usar meias-palavras ou deixar mensagens subentendidas. 10. Principalmente: ter um ambiente emocionalmente estável em casa e na escola. Expressões hostis mesmo que não direcionadas para a pessoa doente afetam e prejudicam o esquizofrênico. Não exercer cobranças sobre ele. Expressar as emoções tanto positivas (alegria) quanto as negativas (raiva) sempre com moderação. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 3. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Esquizofrenia é uma doença mental que se caracteriza por uma desorganização ampla dos processos mentais. A esquizofrenia pode desenvolver-se gradualmente, tão lentamente que nem o paciente nem as pessoas próximas percebem que algo vai errado: só quando comportamentos abertamente desviantes se manifestam. O período entre a normalidade e a doença deflagrada pode levar meses. Por outro lado há pacientes que desenvolvem esquizofrenia rapidamente, em questão de poucas semanas ou mesmo de dias. A pessoa muda seu comportamento e entra no mundo esquizofrênico, o que geralmente alarma e assusta muito os parentes. Não há uma regra fixa quanto ao modo de início: tanto pode começar repentinamente e eclodir numa crise exuberante, como começar lentamente sem apresentar mudanças extraordinárias, e somente depois de anos surgir uma crise característica. Geralmente a esquizofrenia começa durante a adolescência ou quando adulto jovem. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 4. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os sintomas aparecem gradualmente ao longo de meses e a família, educadores e os amigos que mantêm contato freqüente podem não notar nada. É mais comum que uma pessoa com contato espaçado por meses perceba melhor a esquizofrenia desenvolvendo-se. Geralmente os primeiros sintomas são a dificuldade de concentração, prejudicando o rendimento nos estudos; estados de tensão de origem desconhecida mesmo pela própria pessoa e insônia e desinteresse pelas atividades sociais com conseqüente isolamento. A partir de certo momento, mesmo antes da esquizofrenia ter deflagrado, as pessoas próximas se dão conta de que algo errado está acontecendo. Nos dias de hoje os pais pensarão que se trata de drogas, os amigos podem achar que são dúvidas quanto à sexualidade, outros julgarão ser dúvidas existenciais próprias da idade. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 5. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Psicoterapia contra a vontade do próprio será indicada e muitas vezes realizada sem nenhum melhora para o paciente. A permanência da dificuldade de concentração levará à interrupção dos estudos e perda do trabalho. Aqueles que não sabem o que está acontecendo, começam a cobrar e até hostilizar o paciente que por sua vez não entende o que está se passando, sofrendo pela doença incipiente e pelas injustiças impostas pela família. É comum nessas fases o desleixo com a aparência ou mudanças no visual em relação ao modo de ser, como a realização de tatuagens, piercing, cortes de cabelo, indumentárias estranhas e descuido com a higiene pessoal. Desde o surgimento dos hippies e dos punks essas formas estranhas de se apresentar, deixaram de ser tão estranhas, passando mesmo a se confundirem com elas. O que contribui ainda mais para o falso julgamento de que o filho é apenas um "rebelde" ou um "desviante social". Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 6. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Muitas vezes não há uma fronteira clara entre a fase inicial com comportamento anormal e a esquizofrenia propriamente dita. A família pode considerar o comportamento como tendo passado dos limites, mas os mecanismos de defesa dos pais os impede muitas vezes de verem que o que está acontecendo; não é culpa ou escolha do filho, é uma doença mental, fato muito mais grave. A fase inicial pode durar meses enquanto a família espera por uma recuperação do comportamento. Enquanto o tempo passa os sintomas se aprofundam, o paciente apresenta uma conversa estranha, irreal, passa a ter experiências diferentes e não usuais o que leva as pessoas próximas a julgarem ainda mais que o paciente está fazendo uso de drogas ilícitas. É possível que o paciente já esteja tendo sintomas psicóticos durante algum tempo antes de ser levado a um médico. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 7. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Quando um fato grave acontece não há mais meios de se negar que algo muito errado está acontecendo, seja por uma atitude fisicamente agressiva, seja por tentativa de suicídio, seja por manifestar seus sintomas claramente ao afirmar que é Jesus Cristo ou que está recebendo mensagens do além e falando com os mortos. Nesse ponto a psicose está clara, o diagnóstico de psicose é inevitável. Nessa fase os pais deixam de sentir raiva do filho e passam a se culpar, achando que se tivessem agido antes nada disso estaria acontecendo, o que não é verdade. Infelizmente o tratamento precoce não previne a esquizofrenia, que é uma doença inexorável. As medicações controlam parcialmente os sintomas: não normalizam o paciente. Quando isso acontece é por remissão espontânea da doença e por nenhum outro motivo. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 8. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Como fazer o diagnóstico? Para fazer o diagnóstico , é necessário realizar uma entrevista com o paciente e sua família visando obter uma história de sua vida e de seus sintomas o mais detalhada possível. Até o presente momento não existem marcadores biológicos próprios dessa doença nem exames complementares específicos, embora existam evidências de alterações da anatomia cerebral demonstráveis em exames de neuro-imagem e de metabolismo cerebral sofisticados como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética, entre outros. Além de fazer o diagnóstico, é necessário identificar qual é o subtipo clínico que a pessoa apresenta. Essa diferenciação se baseia nos sintomas que predominam em cada pessoa e na evolução da doença que é variada conforme o subtipo específico. Acompanhe a tabela com os principais subtipos: Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 9. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Delírios - O indivíduo crê em idéias falsas. Delírios - Tem idéias irracionais ou sem lógica. Delírios - O indivíduo crê em idéias falsas de perseguição, grandeza ou místicos. Alucinações - percebe estímulos que em realidade não existem. Ex: ouvir vozes? Alucinações - percebe estímulos que em realidade não existem. Ex: enxergar pessoas ou vultos. Possui paranóide (predomínio de delírios e alucinações). Exemplifique: ............................ ............................................................................. ............................................................................. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 10. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela-se catatônico (alterações da motricidade). Revela predomínio de alterações da afetividade. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... .......................................................................... Revela desorganização do pensamento. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 11. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Fala de maneira ilógica e desconexa , demonstrando uma incapacidade de organizar o pensamento em uma seqüência lógica. Seu discurso e pensamentos revelam- se desorganizados. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... Erotomaníaco – Revela delírios cujo tema central é que uma pessoa está apaixonada pelo paciente. Esse delírio geralmente refere- se mais a um amor romântico idealizado ou uma união espiritual do que propriamente uma atração sexual. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 12. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Possui, delírios de possuir um grande talento, conhecimento ou ter feito uma importante descoberta ainda que isso não seja reconhecido pelas demais pessoas. Pode tomar a forma também da convicção de ser amigo de um presidente ou ser portador de uma mensagem divina. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... Ciúme excessivo: Revela delírios de que está sendo traído pelo cônjuge. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 13. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto O paciente esquizofrênico tem um "afeto inadequado ou embotado", ou seja, tem dificuldade de demonstrar a emoção que está sentindo. Não consegue demonstrar se está alegre ou triste, por exemplo, tendo dificuldade de modular o afeto de acordo com o contexto, mostrando-se indiferente a diversas situações do cotidiano. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 14. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela-se impulsivo Revela-se agitado Revela-se retraído Revela-se agressivo Revela-se suicida Exemplifique: ................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Exposição moral - Falar sozinho em voz alta Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 15. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Exposição moral - andar sem roupa em público. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Demonstra isolamento social. Demonstra empobrecimento do pensamento. Demonstra diminuição na vontade de prosseguir com sua vida familiar e social. Exemplifique: ................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 16. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Tem dificuldade de concentra-se. Revela dificuldade para dormir, alternância do dia pela noite. Ficar andando pela casa a noite. O que costuma fazer? Explique ........................ .......................................................................... .......................................................................... Revela indiferença em relação aos sentimentos dos outros. Tem revelado a perda das relações sociais que mantinha. Explique .......................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 17. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela períodos de hiperatividade. Revela períodos de inatividade . Revela dificuldade de concentração chegando a impedir o prosseguimento nos estudos. Revela dificuldade de tomar decisões e de resolver problemas comuns. Revela preocupações não habituais com ocultismos, esoterismo e religião . Explique ........................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 18. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela hostilidade. Revela desconfianças injustificáveis. Revela medos injustificáveis. Revela reações exageradas às reprovações dos parentes e amigos . Revela deterioração da higiene pessoal. Faz viagens ou revela desejos de viajar para lugares sem nenhuma ligação com a situação pessoal e sem propósitos específicos. Explique ........................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 19. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela envolvimento com escrita excessiva ou desenhos infantis sem um objetivo definido. Revela reações emocionais não habituais ou características do indivíduo. Revela falta de expressões faciais (rosto inexpressivo) . Revela diminuição marcante do piscar de olhos. Piscar incessantemente . Revela sensibilidade excessiva a barulhos e luzes. Revela alteração da sensação do tato e do paladar . Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 20. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela uso estranho das palavras e da construção das frases . Revela afirmações irracionais. Revela comportamento estranho como recusa em tocar as pessoas. Revela penteados esquisitos. Revela ameaças de auto-mutilação e ferimentos provocados em si mesmo . Explique ........................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 21. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela mudanças na personalidade. Revela abandono das atividades usuais. Revela incapacidade de expressar prazer. Revela incapacidade chorar. Chora excessivamente injustificadamente. Revela risos imotivados. Revela abuso de álcool ou drogas Explique ........................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 22. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela posturas estranhas. Quando? Como? Onde? Por que? Com quem? Explique ........................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... ......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 23. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Revela delírios de que está sendo alvo de algum prejuízo. Revela delírios de que possui alguma doença ou deficiência física. Revela transtornos de humor. Revela-se depressivo. Explique ........................................................... .......................................................................... .......................................................................... Revela alucinações, mais comumente relacionadas ao tato. Revela alucinações, mais comumente relacionadas ao olfato (cheiros). Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 24. ESQUIZOFRENIA E OUTROS TRANSTORNOS PSICÓTICOS Os quadros de esquizofrenia podem variar de paciente para paciente, sendo uma combinação em diferentes graus dos sintomas abaixo: Característica Sim Não Observações sobre este aspecto Transtorno Psicótico Compartilhado (Folie à Deux, Codependência). Trata-se de uma situação rara na qual uma pessoa começa a apresentar sintomas psicóticos (delírios), a partir da convivência próxima com um doente psicótico. Explique ........................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... ......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... .......................................................................... Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 25. Os problemas que geralmente ocorrem na família dos esquizofrênicos são os seguintes: Pesar Sentimos como se tivéssemos perdido nosso filho Ansiedade Temos medo de deixá-lo só ou de ferir seus sentimentos Medo Ele poderá fazer mal a si mesmo ou a outras pessoas Vergonha e Somos culpados disso? O que os outros pensarão? culpa Sentimento de Ninguém nos compreende isolamento Amargura Por que isso aconteceu conosco? Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 26. Os problemas que geralmente ocorrem na família dos esquizofrênicos são os seguintes: Depressão Não consigo falar nisso sem chorar? Negação da Isso não pode acontecer na nossa família doença Negação da Isso daqui a pouco passa gravidade Culpa Não fosse por aquele seu parente esquisito recíproca Incapacidad Incapacidade de pensar ou falar de outra coisa que e não seja a doença... "Toda nossa vida gira em torno do nosso filho doente. Problemas Minha relação com meu marido tornou-se fria, conjugais sinto-me morta por dentro. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 27. Os problemas que geralmente ocorrem na família dos esquizofrênicos são os seguintes: Cansaço Envelheci duas vezes nos últimos anos Preocupação O que acontecerá quando não estivermos com o futuro presentes, o que será dele? Uso excessivo de Hoje faço coisas que nunca tinha feito antes tranqüilizantes ou álcool Isolamento As pessoas até nos procuram, mas não temos como social fazer os programas que nos propõem Constante Será que isso aconteceu por algo que fizemos para busca de ele? explicações Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 28. Os problemas que geralmente ocorrem na família dos esquizofrênicos são os seguintes: Ambivalência Nós o amamos, mas para ficar assim preferíamos que se fosse Individualização Não temos mais vida familiar Esgotamento Sinto-me exausto, incapaz de fazer mais nada Separação Não agüento mais minha mulher Preocupação em mudar-se Talvez se nos mudarmos para outro lugar as coisas melhorem Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 29. Tem sido observado que certos pacientes se recuperam mais freqüentemente do que outros. Nesse grupo foi identificado um grupo de características que pode servir como parâmetro, referência para boa recuperação. Esses sintomas não servem como garantia, mas aumentam as chances dessas pessoas de se recuperarem. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 30. Grupo de características que pode servir como parâmetro de referência para boa recuperação do esquizofrênico Parâmetro Observações sobre este parâmetro Capacidade de sentir e expressar emoções (alegria, excitação, tristeza, desespero, etc.) . Não apresentar sentimentos de grandiosidade. Apresenta alucinações (mais freqüentemente auditivas). Aparência de perplexidade no episódio agudo. Não se isola e não apresentar distúrbios do pensamento. Idéias de perseguição e conduta de desconfiança também são sinais de bom prognóstico. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  • 31. IMPORTANTE! Não há unanimidade quanto a esses sintomas, sempre haverá quem conteste a afirmação de que indicam bom prognóstico. Sintomas catatônicos (imobilidade ou excitação excessiva) e confusão mental apesar de aparentarem maior gravidade podem se resolver mais rapidamente deixando a pessoa sem problemas. Um sinal importante de boa recuperação é a idade de início, quanto mais tarde mais chances de recuperação. A idade comum de início da esquizofrenia é o fim da adolescência e início da idade adulta podendo começar até aproximadamente 45 anos. Casos raros se dão após essa idade ou na infância. As pessoas que sofreram traumatismos cranianos no nascimento ou ao longo da vida, assim como aquelas que sofreram infecções encefálicas. Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com