Protecção e conservação da natureza

45.263 visualizações

Publicada em

Breve resumo do capítulo de CN de 8º ano sobre proteção e conservação da Natureza.

Publicada em: Educação
1 comentário
10 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
45.263
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29.820
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
660
Comentários
1
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Protecção e conservação da natureza

  1. 1. Proteção e conservaçãoda Natureza Profª Catarina Reis
  2. 2. Proteção e conservação daNaturezaUm resíduo é qualquersubstância ou objeto de que oser humano pretende desfazer-sepor não lhe reconhecer utilidade.A produção de resíduos écausadora de poluição e temvindo a aumentar com odesenvolvimento socieconómicoe tecnológico das sociedades.
  3. 3. Atendendo à origem, os resíduospodem classificar-se em: • Resíduos industriais (RI) • Resíduos hospitalares (RH) • Resíduos agrícolas (RA) • Resíduos sólidos urbanos (RSU)
  4. 4. Lixeiras• São depósitos não controlados de lixo e representam um perigo para a saúde pública e para o ambiente pelo deficiente acondicionamento dos resíduos.
  5. 5. LixeirasProvocam a…• contaminação do solo, dos rios e das águas subterrâneas• libertação de gases e de odores desagradáveis• proliferação de organismos prejudiciais à saúde pública
  6. 6. Aspetos negativos associados às lixeiras:• Inexistência de impermeabilização do terreno;• Ausência de tratamento das águas lixiviantes* e da água produzidas durante a biodegradação dos resíduos orgânicos.• Libertação de gases (em particular metano) para a atmosfera, que agravam o efeito de estufa e aumentam a possibilidade de incêndios. * pág. 171
  7. 7. Sistemas integrados de gestãode resíduos • Aterros sanitários • Unidades de incineração • Centrais de compostagem • ETARs • Centro de recolha seletiva
  8. 8. Aterros sanitários• Instalações de eliminação, utilizadas para a deposição controlada de resíduos acima ou abaixo da superfície do solo.
  9. 9. Aterros sanitários vs lixeiras:nos aterros sanitários…• é menor a contaminação dos solos e dos rios e das águas subterrâneas, devido à impermeabilização;• é menor a libertação de fumos e odores desagradáveis;• é evitada a dispersão de materiais e a degradação da paisagem.
  10. 10. Corte esquemático de um aterrosanitário
  11. 11. Aterros sanitários em Portugal
  12. 12. Unidades de incineração
  13. 13. Resumindo…• Uma ETAR é uma Estação de tratamento de águas residuais urbanas e industriais. As águas lixiviantes produzidas nos aterros também são tratadas nestas estações.• As águas residuais são sujeitas a Processos de tratamento: • Processos físicos – filtração, decantação, etc; • Processos químicos – adição de substâncias como o cloro; • Processos biológicos – utilização de bactérias responsáveis pela decomposição da matéria orgânica
  14. 14. • Nos sistemas integrados de tratamento de resíduos apresentados não ocorre o aproveitamento de grande parte de matérias- primas, o que é essencial para se evitar a exploração excessiva dos recursos naturais…… surge então a necessidade de aplicar a regra dos 3R’s!
  15. 15. Regra dos 3 R’s• Reduzir – diminuir a quantidade de resíduos produzidos• Reutilizar – aproveitar materiais já utilizados de forma a reduzir os resíduos a tratar• Reciclar – valorizar os resíduos dos quais se recuperam os materiais constituintes, dando origem a novos produtos (recolha seletiva de resíduos)
  16. 16. • Para reciclar, é necessário eviatr a mistura dos materiais recicláveis com outros resíduos. Como cada tipo de resíduo requer um procedimento próprio, é necessária a recolha seletiva de resíduos:• Formas de remoção e recuperação de materiais, a partir dos RSU: • Deposição seletiva (ecopontos e ecocentros) • Recolha seletiva • Centrais de triagem • Estações de transferência
  17. 17. Proteção dos ecossistemasnaturais• É essencial para diminuir: • A poluição • A destruição da camada de ozono • O aquecimento global • A extinção das espécies
  18. 18. Criação de áreas protegidas• As áreas protegidas destinam-se à preservação de ecossistemas, conservando os habitats e as espécies animais e vegetais dessas regiões.• É um espaço geográfico nitidamente definido, reconhecido e dedicado à conservação da natureza.
  19. 19. • A classificação das Áreas Protegidas está legislada e depende da intensidade da intervenção humana nos ecossistemas e do interesse científico da região que se pretende preservar: • Parque Nacional • Parque Natural • Reserva Natural • Área de Paisagem Protegida • Monumento Natural
  20. 20. Parque Nacional• Área com ecossistemas pouco alterados pelo homem, amostras de regiões naturais características, paisagens naturais ou humanizadas, locais geomorfológicos ou habitats de espécies com interesse ecológico, científico e educacional. Peneda - Gerês
  21. 21. Parque Natural• Área protegida com o objectivo de preservar a flora e a fauna local.
  22. 22. Reserva Natural• Área destinada à protecção da flora e da fauna.
  23. 23. Paisagem Protegida• Área com paisagens naturais, seminaturais e humanizadas, de interesse regional ou local, resultantes da interacção harmoniosa do homem e da Natureza que evidencia grande valor estético ou natural.
  24. 24. Monumento Natural• Ocorrência natural contendo um ou mais aspectos que, pela sua singularidade, raridade ou representatividade em termos ecológicos, estéticos, científicos e culturais exigem a sua conservação e a manutenção da sua integridade.
  25. 25. Bom estudo!

×