SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
Manual do bebê:
PRÉ-CDendo os primeiros dias de vida:
    cuidados, orientações e dicas




                           Autores:
              Dda. Ana Luiza de Almeida Cardoso
              Dda. Diana Taissa Sampaio Marinho
              Dda. Keila Raissa Fernandes Filgueira
             Dr. Leonardo Moura Ferreira de Souza

      Departamento de Pediatria – UFRN, Dezembro – 2009.
Cuidados, orientações e dicas
I-Gerais
      Antes da alta:
       ◦   Vacinas;
       ◦   Vitamina K;
       ◦   Testes do pezinho, orelhinha e olhinho;
       ◦   Cartão de alta do bebê.
      Depois da alta:
       ◦   O quinto dia de vida;
       ◦   Caderneta da criança;
       ◦   Consultas de CD;
       ◦   Registro civil.
Cuidados, orientações e dicas
    II- Específicas
        Alimentação
   Aleitamento materno exclusivo até o 6º
    mês;
    ◦ Não existe leite fraco;

    ◦ O bebê decide quando quer mamar;

    ◦ Certifique-se de que a pega está correta.
Alimentação
Alimentação
   Dificuldades na amamentação
    ◦ Mamilos pequenos ou invertidos;
    ◦ O bebê preguiçoso;

   Evite mamadeiras e chucas!
Alimentação
Arroto
   Verdades;

   Mitos;

   Posição para arrotar e para dormir.
Golfadas
   É também chamada de regurgitação,
    sendo normal nos primeiros meses de
    vida;

   Como posso diminuir as golfadas?

   Quando procurar o pediatra?
Soluços
   Normal durante o banho, quando
    manuseada ou após mamadas, por isso
    não se assuste!

   Passam espontaneamente.
Na hora de dormir
 Coloque seu bebê com a barriguinha para
  cima;
 Faça tudo para que o bebê durma
  sozinho, no seu berço...
 Os bebês podem dormir bastante,
  principalmente na primeira semana de
  vida. Se seu bebê for muito dorminhoco,
  tome cuidado para acordá-lo de 3 em 3
  horas para mamar!
Choro

   É a única forma de comunicação do bebê,
    por isso eles choram para avisar que
    alguma coisa está incomodando...
            Fome            Incômodo
            Cólicas         Barulho ou luz
            Fralda suja     Cansaço
            Frio ou calor   Falta de sono
Cólicas
 Muito frequente nos RNs  choro
  excessivo e contínuo
 Não é associada nenhuma doença
 Desparecem por volta dos 3m
Cólicas
   Sinais:
    ◦ Choro sem parar
    ◦ Se contorce e flexiona as perninhas em
      direção ao abdome
    ◦ Barriga fica endurecida
    ◦ Rosto fica avermelhado
    ◦ As mãos ficam com os punhos fechados
    ◦ Expressão do rosto de dor
Cólicas
   Prevenção
    ◦ Massagem na barriga do bebê, no sentido
      horário (movimentos circulares)

   Tratamento
    ◦ Faça exercícios com as perninhas
    ◦ Compressa morna sobre a barriga
Cólicas
   Dicas
    ◦ Evite ao máximo medicação
    ◦ Verificar se a pega do peito está correta
    ◦ Diminuir o consumo de leite integral e
      derivados
O bebê está amarelinho
 Observe a parte branca do olho e a pele.
 Podem ficar amarelinhas na 1ª semana 
  icterícia neonatal
    ◦ Condição benigna
    ◦ Passageira
    ◦ Desaparece em poucos dias
O bebê está amarelinho
   Dica
    ◦ Banho de sol
    ◦ OBS: Procurar o pediatra se:
      não melhorar com o banho de sol
      persistir por mais de uma semana
      Fezes e urina de coloração diferente
Espirros, nariz entupido
 Ocorrem frequentemente nos primeiros
  meses
 Não significa resfriados
 Nariz     entupido        dificultando
  amamentação
    ◦ SF 0,9%  meio conta gota em cada narina, 3
      a 4 vezes no dia
Espirros, nariz entupido
   Dicas
    ◦ Evitar
      ar condicionado ou ventilador muito perto
      Fumantes em casa
      Carpetes, cortinas, bichos de pelúcia
“Espremedeiras”
 Comum nos 3 primeiros meses de vida
 Não significa doença, desde que elimine
  fezes de consistência amolecida ou
  pastosa
A falsa diarréia
   Crianças que mamam podem
    evacuar várias vezes ao dia,
    com fezes amolecidas
   Fezes líquidas com gruminhos
    não é diarréia
   Dica
    ◦ Fezes do RN: amarelo-ouro
    ◦ 24-48h de vida: são escuras,
      esverdeadas (mecônio)
A falsa constipação (“prisão de
ventre”)
 RN só amamentando podem passar 5-6
  dias sem evacuar, desde que as fezes
  sejam de consistência normal
 Dica
    ◦ Procure o pediatra se:
        Persistir
        Se estiver irritado
        Dores na barriguinha
        Barriga estufada
A falsa menstruação
 Passagem de hormônio da mãe para o
  bebê  sangramento vaginal em alguns
  bebês do sexo feminino
 Procurar pediatra se: passar de 2 a 3 dias
Aumento das mamas
 Decorrente da ação dos hormônios da
  mãe que passaram para o bebê
 Desaparece naturalmente
 Dica:
    ◦ Não mexer nas mamas
    ◦ Evite manuseios (“espremer”)  pode levar a
      inflamação
Os “sustos”
   Reações involuntárias, chamadas de
    reflexos primários. Ex: reflexo de Moro
    ◦ Traduzido pelos familiares como “sustos”
    ◦ Parte do desenvolvimento da criança
    ◦ Desaparece por volta do 4º mês
Brotoejas
 Lesões (carocinhos) avermelhados na
  pele, principalmente na época de calor 
  miliária
 Mantenha em ambiente limpo, arejado,
  ventilado, com o mínimo de roupa
Brotoejas
   Dicas
    ◦ Muita brotoeja: pasta d´água ou maisena
    ◦ Fórmula caseira: 1 colher de maisena na água
      do banho
ASSADURAS:

 Dobrinhas e área das fraldas;
 DICAS:
    ◦ Trocar a fralda com freqüência;
    ◦ Enxugar bem as dobras após o banho;
    ◦ Assou?
      óxido de zinco;
      vitamina A e Vitamina D;
      aplicar no local 3 vezes ao dia.


    ◦ Não melhorou? Procure o PEDIATRA!
BANHO:


 Momento de bem-estar e conforto ao
  bebê;
 DICAS:
    ◦ Verifique a temperatura da água antes;
    ◦ Use sabonete neutro ou glicerinado apenas
      uma vez ao dia;
    ◦ Dê, no máximo, 3 banhos por dia;
    ◦ Evite usar perfumes, óleos, talcos.
CUIDADOS COM O UMBIGO:


 7 a 14 dias para cair  higienização acelera
  o processo;
 O grampo, depois de fechado, não abre
  mais;
 O umbigo não dói;
CUIDADOS COM O UMBIGO:

   DICAS:
    ◦ Lavar bem as mãos antes de manusear;
    ◦ Limpar a cada banho e sempre que molhar
      com álcool a 70% (3x/dia sempre depois do
      banho e nas trocas de fralda);
    ◦ Continuar limpando até 10 dias depois que o
      umbigo cair.

    ◦ CUIDADO: vermelhidão, pus, dor, mau
      cheiro.
COMO LIMPAR O UMBIGO.
HIGIENE DA GENITÁLIA:

 Sempre após troca de fraldas, com água e
  sabão:
 Meninas: vagina  ânus;
 Não usar lenço umedecido!
HIGIENE DOS OLHOS, NARIZ E
         ORELHAS:

 Limpar os olhos com água filtrada (ou SF),
  pelo menos uma vez ao dia;
 Limpar   as narinas com cotonete
  umedecido;
 Limpar   as orelhas com cotonete
  umedecido durante o banho;
         Não limpar dentro da orelha!!!
HIGIENE DA BOCA:



aze úmida ou fralda, três vezes ao dia,
após mamadas.
CUIDADOS COM A ROUPA:

 Use somente sabão de côco;
 Evite amaciantes, sabão em pó, água
  sanitária;
HORA DAS VISITAS:

 ◦ Orientar:
     Lavar bem as mãos;
     Evitar beijos no rosto;
     Sintomas respiratórios  não entrar em contato;
     Evitar aglomerados no quarto;
     Não permitir passar de colo em colo;
     As visitas devem ficar na sala, entrando uma por
      vez no quarto.
Obrigada a todas as mamães!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Neto Pontes
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
Amanda Corrêa
 
Hospitalização infantil
Hospitalização infantilHospitalização infantil
Hospitalização infantil
WAGNER OLIVEIRA
 
Assistencia de-enfermagem-em-puericultura
Assistencia de-enfermagem-em-puericulturaAssistencia de-enfermagem-em-puericultura
Assistencia de-enfermagem-em-puericultura
EDSON ALAN QUEIROZ
 
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Amanda Thomé
 
Aspectos gerais sobre a adolescencia
Aspectos gerais sobre a adolescenciaAspectos gerais sobre a adolescencia
Aspectos gerais sobre a adolescencia
Alinebrauna Brauna
 

Mais procurados (20)

Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
 
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptxSAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
SAÚDE DA CRIANÇA E ADOLESCENTE AULA 2.pptx
 
Puericultura - Roteiro de Consulta
Puericultura - Roteiro de ConsultaPuericultura - Roteiro de Consulta
Puericultura - Roteiro de Consulta
 
Aula 8 emergencias obstétricas
Aula 8 emergencias obstétricasAula 8 emergencias obstétricas
Aula 8 emergencias obstétricas
 
Complicações na gestação
Complicações na gestaçãoComplicações na gestação
Complicações na gestação
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
 
Hospitalização infantil
Hospitalização infantilHospitalização infantil
Hospitalização infantil
 
ALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNOALEITAMENTO MATERNO
ALEITAMENTO MATERNO
 
Características recém nascidos: o que é normal e o que não é
Características recém nascidos: o que é normal e o que não éCaracterísticas recém nascidos: o que é normal e o que não é
Características recém nascidos: o que é normal e o que não é
 
Nova CADERNETA da GESTANTE - Ministério da Saúde
Nova CADERNETA da GESTANTE - Ministério da SaúdeNova CADERNETA da GESTANTE - Ministério da Saúde
Nova CADERNETA da GESTANTE - Ministério da Saúde
 
Crescimento e desenvolvimento infantil
Crescimento e desenvolvimento infantilCrescimento e desenvolvimento infantil
Crescimento e desenvolvimento infantil
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Consulta de enfermagem na puericultura
Consulta de enfermagem na puericulturaConsulta de enfermagem na puericultura
Consulta de enfermagem na puericultura
 
Assistencia de-enfermagem-em-puericultura
Assistencia de-enfermagem-em-puericulturaAssistencia de-enfermagem-em-puericultura
Assistencia de-enfermagem-em-puericultura
 
Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1Uti Neonatal Parte 1
Uti Neonatal Parte 1
 
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.
 
cuidadoscomorn-130718003659-phpapp02.pdf
cuidadoscomorn-130718003659-phpapp02.pdfcuidadoscomorn-130718003659-phpapp02.pdf
cuidadoscomorn-130718003659-phpapp02.pdf
 
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
 
Aspectos gerais sobre a adolescencia
Aspectos gerais sobre a adolescenciaAspectos gerais sobre a adolescencia
Aspectos gerais sobre a adolescencia
 

Semelhante a Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas

04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido
Praxis Educativa
 
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pósOrientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Patrícia Müller
 
Cartilha Odete Valadares
Cartilha Odete ValadaresCartilha Odete Valadares
Cartilha Odete Valadares
Rebeca - Doula
 
4 cuidados com o bebe
4 cuidados com o bebe4 cuidados com o bebe
4 cuidados com o bebe
Filipe Fiel
 
51ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa0
51ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa051ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa0
51ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa0
nelizamar
 
A Higiene dos Bebés
A Higiene dos BebésA Higiene dos Bebés
A Higiene dos Bebés
Ana Lagos
 
03 gestação, amamentação e o recém nascido
03 gestação, amamentação e o recém nascido03 gestação, amamentação e o recém nascido
03 gestação, amamentação e o recém nascido
Praxis Educativa
 

Semelhante a Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas (20)

04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido04 gestação, amamentação e o recém nascido
04 gestação, amamentação e o recém nascido
 
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pósOrientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
 
Livreto aleitamento materno hospital
Livreto aleitamento materno hospitalLivreto aleitamento materno hospital
Livreto aleitamento materno hospital
 
Cuidados na gravidez
Cuidados na gravidezCuidados na gravidez
Cuidados na gravidez
 
Problemas precoces e tardios nas mamas
Problemas precoces e tardios nas mamasProblemas precoces e tardios nas mamas
Problemas precoces e tardios nas mamas
 
CordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
CordVida - Apresentação curso cuidados com o BebêCordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
CordVida - Apresentação curso cuidados com o Bebê
 
Cartilha Odete Valadares
Cartilha Odete ValadaresCartilha Odete Valadares
Cartilha Odete Valadares
 
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
Cartilha sobre Aleitamento & Covid - UFRJ Macaé
 
4 cuidados com o bebe
4 cuidados com o bebe4 cuidados com o bebe
4 cuidados com o bebe
 
Amamentação DGS.pdf
Amamentação DGS.pdfAmamentação DGS.pdf
Amamentação DGS.pdf
 
Word 9 d_6
Word 9 d_6Word 9 d_6
Word 9 d_6
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
 
Aleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdfAleitamento materno.pptx.pdf
Aleitamento materno.pptx.pdf
 
E-book EuSaúde - Crianças
E-book EuSaúde - CriançasE-book EuSaúde - Crianças
E-book EuSaúde - Crianças
 
51ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa0
51ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa051ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa0
51ed9496 8a30-41b4-a858-14ffac14daa0
 
A Higiene dos Bebés
A Higiene dos BebésA Higiene dos Bebés
A Higiene dos Bebés
 
Palestra sobre cuidados com o RN.ppt
Palestra sobre cuidados com o RN.pptPalestra sobre cuidados com o RN.ppt
Palestra sobre cuidados com o RN.ppt
 
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptxCampanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
Campanha-Aleitamento Eva Mendes.pptx
 
E-book choros do bebê
E-book choros do bebêE-book choros do bebê
E-book choros do bebê
 
03 gestação, amamentação e o recém nascido
03 gestação, amamentação e o recém nascido03 gestação, amamentação e o recém nascido
03 gestação, amamentação e o recém nascido
 

Mais de blogped1

Mais de blogped1 (20)

Estadiamento Puberal : Critérios de Tanner
Estadiamento Puberal : Critérios de TannerEstadiamento Puberal : Critérios de Tanner
Estadiamento Puberal : Critérios de Tanner
 
Roteiro de Consulta de Puericultura
Roteiro de Consulta de PuericulturaRoteiro de Consulta de Puericultura
Roteiro de Consulta de Puericultura
 
Febre amarela: Nota Informativa
Febre amarela: Nota InformativaFebre amarela: Nota Informativa
Febre amarela: Nota Informativa
 
Dermatoses neonatais de importância clínica: notificação no prontuário do rec...
Dermatoses neonatais de importância clínica: notificação no prontuário do rec...Dermatoses neonatais de importância clínica: notificação no prontuário do rec...
Dermatoses neonatais de importância clínica: notificação no prontuário do rec...
 
Internato em Pediatria I da UFRN - Relatório 2016
Internato em Pediatria I da UFRN - Relatório 2016Internato em Pediatria I da UFRN - Relatório 2016
Internato em Pediatria I da UFRN - Relatório 2016
 
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de VidaABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
ABCDE do Desenvolvimento Neuropsicomotor (DNPM) no Primeiro Ano de Vida
 
Diagnóstico diferencial de bócio na infância
Diagnóstico diferencial de bócio na infânciaDiagnóstico diferencial de bócio na infância
Diagnóstico diferencial de bócio na infância
 
PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN
PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN
PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN
 
Psoríase na infância
Psoríase na infânciaPsoríase na infância
Psoríase na infância
 
Revised WHO classification and treatment of childhoold pneumonia at facilities
Revised WHO classification and treatment of childhoold pneumonia at facilitiesRevised WHO classification and treatment of childhoold pneumonia at facilities
Revised WHO classification and treatment of childhoold pneumonia at facilities
 
Sinusite Bacteriana Aguda
Sinusite Bacteriana AgudaSinusite Bacteriana Aguda
Sinusite Bacteriana Aguda
 
Otite Média Aguda (OMA) / Acutes Otites Media
Otite Média Aguda (OMA) / Acutes Otites MediaOtite Média Aguda (OMA) / Acutes Otites Media
Otite Média Aguda (OMA) / Acutes Otites Media
 
Paralisia Facial
Paralisia FacialParalisia Facial
Paralisia Facial
 
Nota informativa 149 - Mudanças no Calendário Nacional de Vacinação - 2016
Nota informativa 149 - Mudanças no Calendário Nacional de Vacinação - 2016Nota informativa 149 - Mudanças no Calendário Nacional de Vacinação - 2016
Nota informativa 149 - Mudanças no Calendário Nacional de Vacinação - 2016
 
Giant congenital juvenile xanthogranuloma
Giant congenital juvenile xanthogranulomaGiant congenital juvenile xanthogranuloma
Giant congenital juvenile xanthogranuloma
 
Tonsillitis in children: unnecessary laboratpry studies and antibiotic use.
Tonsillitis in children: unnecessary laboratpry studies and antibiotic use.Tonsillitis in children: unnecessary laboratpry studies and antibiotic use.
Tonsillitis in children: unnecessary laboratpry studies and antibiotic use.
 
Hipoglicemia Neonatal
Hipoglicemia  Neonatal Hipoglicemia  Neonatal
Hipoglicemia Neonatal
 
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura ConceitualSíndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
Síndromes Neurocutâneas : Revisão e Leitura Conceitual
 
Malformações extra-cardíacas em pacientes com cardiopatias congênitas atendid...
Malformações extra-cardíacas em pacientes com cardiopatias congênitas atendid...Malformações extra-cardíacas em pacientes com cardiopatias congênitas atendid...
Malformações extra-cardíacas em pacientes com cardiopatias congênitas atendid...
 
Icterícia neonatal
 Icterícia neonatal  Icterícia neonatal
Icterícia neonatal
 

Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas

  • 1. Manual do bebê: PRÉ-CDendo os primeiros dias de vida: cuidados, orientações e dicas Autores: Dda. Ana Luiza de Almeida Cardoso Dda. Diana Taissa Sampaio Marinho Dda. Keila Raissa Fernandes Filgueira Dr. Leonardo Moura Ferreira de Souza Departamento de Pediatria – UFRN, Dezembro – 2009.
  • 2. Cuidados, orientações e dicas I-Gerais  Antes da alta: ◦ Vacinas; ◦ Vitamina K; ◦ Testes do pezinho, orelhinha e olhinho; ◦ Cartão de alta do bebê.  Depois da alta: ◦ O quinto dia de vida; ◦ Caderneta da criança; ◦ Consultas de CD; ◦ Registro civil.
  • 3. Cuidados, orientações e dicas II- Específicas Alimentação  Aleitamento materno exclusivo até o 6º mês; ◦ Não existe leite fraco; ◦ O bebê decide quando quer mamar; ◦ Certifique-se de que a pega está correta.
  • 5. Alimentação  Dificuldades na amamentação ◦ Mamilos pequenos ou invertidos; ◦ O bebê preguiçoso;  Evite mamadeiras e chucas!
  • 7. Arroto  Verdades;  Mitos;  Posição para arrotar e para dormir.
  • 8. Golfadas  É também chamada de regurgitação, sendo normal nos primeiros meses de vida;  Como posso diminuir as golfadas?  Quando procurar o pediatra?
  • 9. Soluços  Normal durante o banho, quando manuseada ou após mamadas, por isso não se assuste!  Passam espontaneamente.
  • 10. Na hora de dormir  Coloque seu bebê com a barriguinha para cima;  Faça tudo para que o bebê durma sozinho, no seu berço...  Os bebês podem dormir bastante, principalmente na primeira semana de vida. Se seu bebê for muito dorminhoco, tome cuidado para acordá-lo de 3 em 3 horas para mamar!
  • 11.
  • 12. Choro  É a única forma de comunicação do bebê, por isso eles choram para avisar que alguma coisa está incomodando... Fome Incômodo Cólicas Barulho ou luz Fralda suja Cansaço Frio ou calor Falta de sono
  • 13. Cólicas  Muito frequente nos RNs  choro excessivo e contínuo  Não é associada nenhuma doença  Desparecem por volta dos 3m
  • 14. Cólicas  Sinais: ◦ Choro sem parar ◦ Se contorce e flexiona as perninhas em direção ao abdome ◦ Barriga fica endurecida ◦ Rosto fica avermelhado ◦ As mãos ficam com os punhos fechados ◦ Expressão do rosto de dor
  • 15. Cólicas  Prevenção ◦ Massagem na barriga do bebê, no sentido horário (movimentos circulares)  Tratamento ◦ Faça exercícios com as perninhas ◦ Compressa morna sobre a barriga
  • 16. Cólicas  Dicas ◦ Evite ao máximo medicação ◦ Verificar se a pega do peito está correta ◦ Diminuir o consumo de leite integral e derivados
  • 17. O bebê está amarelinho  Observe a parte branca do olho e a pele.  Podem ficar amarelinhas na 1ª semana  icterícia neonatal ◦ Condição benigna ◦ Passageira ◦ Desaparece em poucos dias
  • 18. O bebê está amarelinho  Dica ◦ Banho de sol ◦ OBS: Procurar o pediatra se:  não melhorar com o banho de sol  persistir por mais de uma semana  Fezes e urina de coloração diferente
  • 19. Espirros, nariz entupido  Ocorrem frequentemente nos primeiros meses  Não significa resfriados  Nariz entupido  dificultando amamentação ◦ SF 0,9%  meio conta gota em cada narina, 3 a 4 vezes no dia
  • 20. Espirros, nariz entupido  Dicas ◦ Evitar  ar condicionado ou ventilador muito perto  Fumantes em casa  Carpetes, cortinas, bichos de pelúcia
  • 21. “Espremedeiras”  Comum nos 3 primeiros meses de vida  Não significa doença, desde que elimine fezes de consistência amolecida ou pastosa
  • 22. A falsa diarréia  Crianças que mamam podem evacuar várias vezes ao dia, com fezes amolecidas  Fezes líquidas com gruminhos não é diarréia  Dica ◦ Fezes do RN: amarelo-ouro ◦ 24-48h de vida: são escuras, esverdeadas (mecônio)
  • 23. A falsa constipação (“prisão de ventre”)  RN só amamentando podem passar 5-6 dias sem evacuar, desde que as fezes sejam de consistência normal  Dica ◦ Procure o pediatra se:  Persistir  Se estiver irritado  Dores na barriguinha  Barriga estufada
  • 24. A falsa menstruação  Passagem de hormônio da mãe para o bebê  sangramento vaginal em alguns bebês do sexo feminino  Procurar pediatra se: passar de 2 a 3 dias
  • 25. Aumento das mamas  Decorrente da ação dos hormônios da mãe que passaram para o bebê  Desaparece naturalmente  Dica: ◦ Não mexer nas mamas ◦ Evite manuseios (“espremer”)  pode levar a inflamação
  • 26. Os “sustos”  Reações involuntárias, chamadas de reflexos primários. Ex: reflexo de Moro ◦ Traduzido pelos familiares como “sustos” ◦ Parte do desenvolvimento da criança ◦ Desaparece por volta do 4º mês
  • 27. Brotoejas  Lesões (carocinhos) avermelhados na pele, principalmente na época de calor  miliária  Mantenha em ambiente limpo, arejado, ventilado, com o mínimo de roupa
  • 28. Brotoejas  Dicas ◦ Muita brotoeja: pasta d´água ou maisena ◦ Fórmula caseira: 1 colher de maisena na água do banho
  • 29. ASSADURAS:  Dobrinhas e área das fraldas;  DICAS: ◦ Trocar a fralda com freqüência; ◦ Enxugar bem as dobras após o banho; ◦ Assou?  óxido de zinco;  vitamina A e Vitamina D;  aplicar no local 3 vezes ao dia. ◦ Não melhorou? Procure o PEDIATRA!
  • 30. BANHO:  Momento de bem-estar e conforto ao bebê;  DICAS: ◦ Verifique a temperatura da água antes; ◦ Use sabonete neutro ou glicerinado apenas uma vez ao dia; ◦ Dê, no máximo, 3 banhos por dia; ◦ Evite usar perfumes, óleos, talcos.
  • 31.
  • 32. CUIDADOS COM O UMBIGO:  7 a 14 dias para cair  higienização acelera o processo;  O grampo, depois de fechado, não abre mais;  O umbigo não dói;
  • 33.
  • 34. CUIDADOS COM O UMBIGO:  DICAS: ◦ Lavar bem as mãos antes de manusear; ◦ Limpar a cada banho e sempre que molhar com álcool a 70% (3x/dia sempre depois do banho e nas trocas de fralda); ◦ Continuar limpando até 10 dias depois que o umbigo cair. ◦ CUIDADO: vermelhidão, pus, dor, mau cheiro.
  • 35. COMO LIMPAR O UMBIGO.
  • 36. HIGIENE DA GENITÁLIA:  Sempre após troca de fraldas, com água e sabão:  Meninas: vagina  ânus;  Não usar lenço umedecido!
  • 37. HIGIENE DOS OLHOS, NARIZ E ORELHAS:  Limpar os olhos com água filtrada (ou SF), pelo menos uma vez ao dia;  Limpar as narinas com cotonete umedecido;  Limpar as orelhas com cotonete umedecido durante o banho; Não limpar dentro da orelha!!!
  • 38.
  • 39. HIGIENE DA BOCA: aze úmida ou fralda, três vezes ao dia, após mamadas.
  • 40. CUIDADOS COM A ROUPA:  Use somente sabão de côco;  Evite amaciantes, sabão em pó, água sanitária;
  • 41. HORA DAS VISITAS: ◦ Orientar:  Lavar bem as mãos;  Evitar beijos no rosto;  Sintomas respiratórios  não entrar em contato;  Evitar aglomerados no quarto;  Não permitir passar de colo em colo;  As visitas devem ficar na sala, entrando uma por vez no quarto.
  • 42. Obrigada a todas as mamães!