SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Ana Claudia
DalcinPROCESSO AVALIATIVO
 AVALIAR: é julgar ou fazer a apreciação de alguém ou alguma coisa,
tendo como base uma escala de valores. Assim sendo, a avaliação
consiste na coleta de dados quantitativos e qualitativos e na
interpretação desses resultados com base em critérios previamente
definidos. Portanto, não é suficiente testar e medir, pois os resultados
obtidos através desses instrumentos devem ser interpretados em
termos de avaliação.( HAYDT, 1995,p10)
HAYDT, Regina C. Avaliação do Processo Ensino – Aprendizagem. 5.ed.
São Paulo: Ática, 1995.
AVALIAÇÃO
 A avaliação deve fornecer ao professor uma reflexão sobre
seu desempenho, auxiliando no emprego de novas
metodologias de ensino e avaliação, revendo aspectos para
superar dificuldades. Para os alunos, é o momento de
remodelar a construção do conhecimento, já para a
instituição é importante e crucial para definir quais aspectos
das ações educacionais necessitam de maior apoio.
 Deve obedecer três funções didático pedagógicas: função
diagnóstica, função formativa e função somativa.
• Função diagnóstica – É a avaliação inicial que identifica o
conhecimento prévio dos alunos, bem como verificação de
características individuais e grupais. Além de verificar possíveis
problemas de aprendizagem e suas causas.
 Função formativa – É aplicada no decorrer do processo de ensino e
aprendizagem e serve como forma de controle que visa informar
sobre o rendimento do aluno, deficiências e possíveis alinhamentos
necessários no planejamento de ensino para atingir objetivos. Pode
ser usada como feedback tanto para os alunos quanto para os
professores identificarem deficiências e reformularem seus
trabalhos. Assim, a função básica deste tipo de avaliação é o
controle.
 Função somativa – Visa classificar o aluno segundo seus níveis de
aproveitamento. É realizada ao final de um curso e dentro de
critérios previamente estabelecidos, seja de forma impositiva ou
combinada.
NEIVA, J. S. D da S.; TREVELIN, A. T. C. Estilos de Aprendizagem no Ensino Superior. VI Workshop de
Pós-Graduação e Pesquisa do Centro Paula Souza – ISSN: 2175-1897 ,2011.
 O grande desafio docente é fazer com que o processo
avaliativo não seja visto pelo aluno apenas para decorar
conceitos ou regras e sim como um processo contínuo que
utiliza a avaliação apenas como uma ferramenta para
acompanhar se os objetivos estão sendo atingidos, auxiliando
no avanço do aprendizado.
 Conhecer o perfil do aluno e o estilo de aprendizagem pode
assessorar o docente e auxiliá-lo a encontrar atividades
avaliativas que alcancem resultados mais eficazes.
AUTO AVALIAÇÃO
 A prática da auto-avaliação cria condições para que o
educando tenha um envolvimento mais profundo e ativo no
processo de aprendizagem, porque ele tem a chance de
analisar seuprogresso, bem como sua conduta diante do
educador e dos colegas. Além disso, a auto-avaliação tem
uma função pedagógica, pois a consciência dos próprios
avanços, limites e necessidades é a melhor forma de conduzir
ao aperfeiçoamento.
9 JEITOS MAIS COMUNS
DE AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO NA
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
VANTAGENS EAD
 Massificação espacial e temporal.
 Custo reduzido por estudante.
 População escolar mais diversificada.
 Individualização da aprendizagem.
 Quantidade sem diminuição da qualidade.
 Autonomia no estudo.
 A avaliação no Ensino à distância pode ser considerada uma
tarefa mais dificultosa quando equiparada com a avaliação de
uma turma presencial. Isto ocorre principalmente devido à
relação entre aluno e professor ser restrita e limitada apenas
ao uso das tecnologias.
AVALIAÇÃO EM EAD
 Projetos: desenvolvimento de atividades práticas usando
ferramentas computacionais, bem como o planejamento,
realização e análise de atividades práticas dos professores-
aprendizes com seus aprendizes.
 Discussões online: realizados para promover a discussão de
temas específicos do curso. Essas discussões foram
realizadas de 3 formas:
 Relatos: reflexões do aprendiz sobre o próprio processo de
aprendizagem, por meio de relatos de suas experiências.
 O sistema Moodle facilita a aproximação e avaliação dos
alunos a distância. É responsável por emitir o cálculo de
tempo de acesso, quantidade de acesso e quantidade de
visitas do usuário. A combinação destes indicadores oferece o
monitoramento de qual material possui mais acesso e os
alunos permaneceram mais tempo.
 Assim, o educador consegue avaliar quais assuntos estão
causando mais dificuldade no processo de aprendizagem,
ocasionando uma evolução do ensino
FERRAMENTAS EAD
GUIA DE FERRAMENTAS
DO MOODLE
CONCLUSÃO
 Através dos fatos mencionados nota-se que cabe ao professor
permanecer atualizando-se e refletindo sua conduta perante o
processo de avaliação de seus alunos.
 Independente da modalidade do curso, o educador deve ter
consciência que as dificuldades são comuns durante o
processo de aprendizagem e que é seu dever incetivar os
alunos a remodelar suas percepções sobre o processo
avaliativo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samy
Tecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samyTecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samy
Tecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samy
PROIDDBahiana
 
Critérios de Avaliação da Escola
Critérios de Avaliação da Escola Critérios de Avaliação da Escola
Critérios de Avaliação da Escola
complementoindirecto
 
Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)
Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)
Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)
aline totti
 
Metodologias e ferramentas de avaliação
Metodologias e ferramentas de avaliaçãoMetodologias e ferramentas de avaliação
Metodologias e ferramentas de avaliação
Roberto Costa
 
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãOTéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
Messias Matusse
 

Mais procurados (20)

Avaliação escolar
Avaliação escolarAvaliação escolar
Avaliação escolar
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 
Avaliação somativa
Avaliação somativaAvaliação somativa
Avaliação somativa
 
Tecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samy
Tecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samyTecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samy
Tecnicas de-avaliacao-adequadas-ao-ensino-superior-guilherme-samy
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
 
Síntese sobre o Processo Avaliativo no Ensino Superior - PUCRS 2015
Síntese sobre o Processo Avaliativo no Ensino Superior - PUCRS 2015Síntese sobre o Processo Avaliativo no Ensino Superior - PUCRS 2015
Síntese sobre o Processo Avaliativo no Ensino Superior - PUCRS 2015
 
Formas De Avaliação
Formas De AvaliaçãoFormas De Avaliação
Formas De Avaliação
 
Critérios de Avaliação da Escola
Critérios de Avaliação da Escola Critérios de Avaliação da Escola
Critérios de Avaliação da Escola
 
Trabalho avaliação no ensino superior
Trabalho avaliação no ensino superiorTrabalho avaliação no ensino superior
Trabalho avaliação no ensino superior
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
4. avaliação
4. avaliação4. avaliação
4. avaliação
 
Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)
Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)
Pedagogia avaliação em ea d(atv 07)
 
Questões sobre Avaliação
Questões sobre AvaliaçãoQuestões sobre Avaliação
Questões sobre Avaliação
 
O processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino SuperiorO processo de Avaliação no Ensino Superior
O processo de Avaliação no Ensino Superior
 
Nono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registroNono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registro
 
Metodologias e ferramentas de avaliação
Metodologias e ferramentas de avaliaçãoMetodologias e ferramentas de avaliação
Metodologias e ferramentas de avaliação
 
Tipos de avaliações
Tipos de avaliaçõesTipos de avaliações
Tipos de avaliações
 
Slide programa avaliação diferenciada
Slide programa avaliação diferenciadaSlide programa avaliação diferenciada
Slide programa avaliação diferenciada
 
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãOTéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
TéCnicas E Instrumentos De AvaliaçãO
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 

Destaque

(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...
(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...
(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...
ANGRAD
 
HistóRia Da AvaliaçãO 1a Aula
HistóRia Da AvaliaçãO   1a AulaHistóRia Da AvaliaçãO   1a Aula
HistóRia Da AvaliaçãO 1a Aula
UESB
 
3ª aula recreação - conceitos e pilares
3ª aula   recreação - conceitos e pilares3ª aula   recreação - conceitos e pilares
3ª aula recreação - conceitos e pilares
Nayara de Queiroz
 
Fernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo finalFernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo final
chicotaso
 
Actividad Hardware 8
Actividad Hardware 8Actividad Hardware 8
Actividad Hardware 8
nanoyjose
 
Michael Lutz Resume
Michael Lutz ResumeMichael Lutz Resume
Michael Lutz Resume
Michael Lutz
 
Local Move Project Sales
Local Move Project SalesLocal Move Project Sales
Local Move Project Sales
vasin_s
 
Fernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo finalFernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo final
chicotaso
 
Trabajo imagen bueno pdf
Trabajo imagen bueno pdfTrabajo imagen bueno pdf
Trabajo imagen bueno pdf
María Martinez
 

Destaque (18)

eBook1 LE@D2015
eBook1 LE@D2015eBook1 LE@D2015
eBook1 LE@D2015
 
(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...
(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...
(29/10/2012) PALESTRA MAGNA DE ABERTURA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CURSO DE ADM...
 
HistóRia Da AvaliaçãO 1a Aula
HistóRia Da AvaliaçãO   1a AulaHistóRia Da AvaliaçãO   1a Aula
HistóRia Da AvaliaçãO 1a Aula
 
CONOTEL - Congresso Nacional de Hotéis
CONOTEL - Congresso Nacional de HotéisCONOTEL - Congresso Nacional de Hotéis
CONOTEL - Congresso Nacional de Hotéis
 
Travessia
TravessiaTravessia
Travessia
 
3ª aula recreação - conceitos e pilares
3ª aula   recreação - conceitos e pilares3ª aula   recreação - conceitos e pilares
3ª aula recreação - conceitos e pilares
 
Fernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo finalFernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo final
 
Laudo técnico armazém geral
Laudo técnico armazém geralLaudo técnico armazém geral
Laudo técnico armazém geral
 
Actividad Hardware 8
Actividad Hardware 8Actividad Hardware 8
Actividad Hardware 8
 
Michael Lutz Resume
Michael Lutz ResumeMichael Lutz Resume
Michael Lutz Resume
 
Local Move Project Sales
Local Move Project SalesLocal Move Project Sales
Local Move Project Sales
 
Fernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo finalFernando villalon trabajo final
Fernando villalon trabajo final
 
Trabajo imagen bueno pdf
Trabajo imagen bueno pdfTrabajo imagen bueno pdf
Trabajo imagen bueno pdf
 
Remessa para armazenamento icms
Remessa para armazenamento icmsRemessa para armazenamento icms
Remessa para armazenamento icms
 
Primero aol
Primero aolPrimero aol
Primero aol
 
Powerpointsl 150505093652-conversion-gate01
Powerpointsl 150505093652-conversion-gate01Powerpointsl 150505093652-conversion-gate01
Powerpointsl 150505093652-conversion-gate01
 
COMPROBANTES DE PAGO
COMPROBANTES DE PAGOCOMPROBANTES DE PAGO
COMPROBANTES DE PAGO
 
Es posible el éxito con alumnos tdah
Es posible el éxito con alumnos tdahEs posible el éxito con alumnos tdah
Es posible el éxito con alumnos tdah
 

Semelhante a Avaliação

Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_c
Selmy Araujo
 
Avaliação em ead
Avaliação em eadAvaliação em ead
Avaliação em ead
thaysepbm
 
Slide avaliação
Slide avaliação Slide avaliação
Slide avaliação
raul6coite
 
Cartilha de avaliação
Cartilha de avaliaçãoCartilha de avaliação
Cartilha de avaliação
janetnery
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
Joao Balbi
 
Ivanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especializaçãoIvanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especialização
ivanildopontinha
 

Semelhante a Avaliação (20)

Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_c
 
Oe aula 04
Oe aula 04Oe aula 04
Oe aula 04
 
Avaliação em ead
Avaliação em eadAvaliação em ead
Avaliação em ead
 
Supervisão
SupervisãoSupervisão
Supervisão
 
Avaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxAvaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptx
 
28. simulado comentado avaliação.docx
28. simulado comentado avaliação.docx28. simulado comentado avaliação.docx
28. simulado comentado avaliação.docx
 
Slide avaliação
Slide avaliação Slide avaliação
Slide avaliação
 
Cartilha de avaliação
Cartilha de avaliaçãoCartilha de avaliação
Cartilha de avaliação
 
Avaliação como promoção da aprendizagem
Avaliação como promoção da aprendizagemAvaliação como promoção da aprendizagem
Avaliação como promoção da aprendizagem
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
 
Comunicaçao portas abertas slides
Comunicaçao portas abertas slidesComunicaçao portas abertas slides
Comunicaçao portas abertas slides
 
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação BrasileiraAvalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
 
Gestão-da-Aprendizagem.pdf
Gestão-da-Aprendizagem.pdfGestão-da-Aprendizagem.pdf
Gestão-da-Aprendizagem.pdf
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
 
AvaliaçãO
AvaliaçãOAvaliaçãO
AvaliaçãO
 
Ivanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especializaçãoIvanildo tcc especialização
Ivanildo tcc especialização
 

Último

Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
rarakey779
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 

Avaliação

  • 2.  AVALIAR: é julgar ou fazer a apreciação de alguém ou alguma coisa, tendo como base uma escala de valores. Assim sendo, a avaliação consiste na coleta de dados quantitativos e qualitativos e na interpretação desses resultados com base em critérios previamente definidos. Portanto, não é suficiente testar e medir, pois os resultados obtidos através desses instrumentos devem ser interpretados em termos de avaliação.( HAYDT, 1995,p10) HAYDT, Regina C. Avaliação do Processo Ensino – Aprendizagem. 5.ed. São Paulo: Ática, 1995. AVALIAÇÃO
  • 3.  A avaliação deve fornecer ao professor uma reflexão sobre seu desempenho, auxiliando no emprego de novas metodologias de ensino e avaliação, revendo aspectos para superar dificuldades. Para os alunos, é o momento de remodelar a construção do conhecimento, já para a instituição é importante e crucial para definir quais aspectos das ações educacionais necessitam de maior apoio.  Deve obedecer três funções didático pedagógicas: função diagnóstica, função formativa e função somativa.
  • 4. • Função diagnóstica – É a avaliação inicial que identifica o conhecimento prévio dos alunos, bem como verificação de características individuais e grupais. Além de verificar possíveis problemas de aprendizagem e suas causas.  Função formativa – É aplicada no decorrer do processo de ensino e aprendizagem e serve como forma de controle que visa informar sobre o rendimento do aluno, deficiências e possíveis alinhamentos necessários no planejamento de ensino para atingir objetivos. Pode ser usada como feedback tanto para os alunos quanto para os professores identificarem deficiências e reformularem seus trabalhos. Assim, a função básica deste tipo de avaliação é o controle.  Função somativa – Visa classificar o aluno segundo seus níveis de aproveitamento. É realizada ao final de um curso e dentro de critérios previamente estabelecidos, seja de forma impositiva ou combinada. NEIVA, J. S. D da S.; TREVELIN, A. T. C. Estilos de Aprendizagem no Ensino Superior. VI Workshop de Pós-Graduação e Pesquisa do Centro Paula Souza – ISSN: 2175-1897 ,2011.
  • 5.  O grande desafio docente é fazer com que o processo avaliativo não seja visto pelo aluno apenas para decorar conceitos ou regras e sim como um processo contínuo que utiliza a avaliação apenas como uma ferramenta para acompanhar se os objetivos estão sendo atingidos, auxiliando no avanço do aprendizado.  Conhecer o perfil do aluno e o estilo de aprendizagem pode assessorar o docente e auxiliá-lo a encontrar atividades avaliativas que alcancem resultados mais eficazes.
  • 6. AUTO AVALIAÇÃO  A prática da auto-avaliação cria condições para que o educando tenha um envolvimento mais profundo e ativo no processo de aprendizagem, porque ele tem a chance de analisar seuprogresso, bem como sua conduta diante do educador e dos colegas. Além disso, a auto-avaliação tem uma função pedagógica, pois a consciência dos próprios avanços, limites e necessidades é a melhor forma de conduzir ao aperfeiçoamento.
  • 7. 9 JEITOS MAIS COMUNS DE AVALIAÇÃO
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 12. VANTAGENS EAD  Massificação espacial e temporal.  Custo reduzido por estudante.  População escolar mais diversificada.  Individualização da aprendizagem.  Quantidade sem diminuição da qualidade.  Autonomia no estudo.
  • 13.  A avaliação no Ensino à distância pode ser considerada uma tarefa mais dificultosa quando equiparada com a avaliação de uma turma presencial. Isto ocorre principalmente devido à relação entre aluno e professor ser restrita e limitada apenas ao uso das tecnologias. AVALIAÇÃO EM EAD
  • 14.  Projetos: desenvolvimento de atividades práticas usando ferramentas computacionais, bem como o planejamento, realização e análise de atividades práticas dos professores- aprendizes com seus aprendizes.  Discussões online: realizados para promover a discussão de temas específicos do curso. Essas discussões foram realizadas de 3 formas:  Relatos: reflexões do aprendiz sobre o próprio processo de aprendizagem, por meio de relatos de suas experiências.
  • 15.  O sistema Moodle facilita a aproximação e avaliação dos alunos a distância. É responsável por emitir o cálculo de tempo de acesso, quantidade de acesso e quantidade de visitas do usuário. A combinação destes indicadores oferece o monitoramento de qual material possui mais acesso e os alunos permaneceram mais tempo.  Assim, o educador consegue avaliar quais assuntos estão causando mais dificuldade no processo de aprendizagem, ocasionando uma evolução do ensino FERRAMENTAS EAD
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. CONCLUSÃO  Através dos fatos mencionados nota-se que cabe ao professor permanecer atualizando-se e refletindo sua conduta perante o processo de avaliação de seus alunos.  Independente da modalidade do curso, o educador deve ter consciência que as dificuldades são comuns durante o processo de aprendizagem e que é seu dever incetivar os alunos a remodelar suas percepções sobre o processo avaliativo.