SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Avaliação Escolar
• A avaliação da aprendizagem de modo geral, é entendida
pela maioria dos alunos e por muitos professores, como
aplicações de provas e exames.
• Embora seja um processo burocrático necessário que
precisa ser traduzido em notas, conceitos ou menções,
seu emprego acaba tornando-se motivo de tormento
para os estudantes.
• É preciso entender o real sentido da avaliação,
fazendo com que esta não se transforme em
uma máquina classificatória excludente.
O processo de Avaliação
• A maneira em que a educação abrange a
avaliação nos dias de hoje, vem de um
processo iniciado na década de 1940 graças à
atuação de Ralph W. Tyler,
avaliação
• Consiste essencialmente em determinar se os objetivos
educacionais estão sendo realmente alcançados pelo
programa do currículo e do ensino como os objetivos
visados constituem em produzir certas modificações
desejáveis nos padrões de comportamento do
estudante, avaliação é o processo mediante o qual
determina-se o grau em que essas mudanças de
comportamento estão realmente ocorrendo” (Tyler,
1975:99).
A Avaliação Segundo a LDB
• V - a verificação do rendimento escolar observará os
seguintes critérios:
a) avaliação contínua e cumulativa do desempenho do
aluno, com prevalência dos
aspectos qualitativos sobre os quantitativos e dos
resultados ao longo do período sobre os de eventuais
provas finais;
• b) possibilidade de aceleração de estudos para
alunos com atraso escolar;
• c) possibilidade de avanço nos cursos e nas
séries mediante verificação do
• aprendizado;
• d) aproveitamento de estudos concluídos com
êxito;
• e) “obrigatoriedade de estudos de
recuperação, de preferência paralelos ao
período letivo, para os casos de baixo
rendimento escolar, a serem disciplinados
pelas instituições de ensino em seus
regimentos;”
• O professor deve valorizar o processo de
formação a fim de adequá-lo melhor, não
acrescentando na prova final somente a nota
daquela avaliação,
• Na avaliação escolar, não se avalia um objeto
concreto observável e sim um processo
humano contínuo.
• para impedir que a avaliação de um
momento seja generalizada para todo o
processo, deve-se proceder a uma avaliação
continua que capte o desenvolvimento do
educando em todos os seus aspectos.
Avaliação como Perspectiva
• A maneira correta de avaliar está diretamente
ligada aos objetivos da proposta escolar,
• grande maioria das práticas avaliativas possui
elementos controladores e excludentes,
• a avaliação não pode limitar-se aos
conhecimentos transmitidos pelo docente e
adquiridos pelo aluno, mas sim, a
implementação da soma das experiências do
meio escolar com o meio sócio cultural trazido
pelo aluno, tendo com resultado deste
processo a
• contínua expansão do saber.
Limites e Possibilidades
• A avaliação escolar.
• Seu principal objetivo é o aperfeiçoamento
do ensino.
• Torna-se um instrumento eficaz e valioso
quando utilizado com o propósito de analisar
e compreender o processo de aprendizagem.
• A avaliação tem sido utilizada muitas vezes de
forma errônea, reducionista, como se pudesse
limitar-se a um instrumento de coleta de
informações.
É comum ouvir-se “vou fazer uma avaliação”,
quando se vai aplicar uma prova ou um teste.
• Avaliar exige, antes que se defina aonde se quer chegar,
que se estabeleçam os critérios, para, em seguida,
escolherem-se os procedimentos.
• Definir por meio de nota ou conceito as dificuldades e
facilidades do aluno é apenas um recurso simplificado
que identifica a posição do aluno em uma escala.
• Para que a avaliação não se torne ineficaz ou
excludente, é preciso não apenas aplicar
provas que priorize um tipo específico de
habilidade, mas sim se tenha um
entendimento de o que está sendo avaliado,
qual o verdadeiro propósito desta avaliação.
• avaliação do nível de aprendizagem do aluno
não pode ser tomada como
• verdade absoluta, portanto ela pode ser
questionada.
Reações e Efeitos
• Quando usada somente a avaliação como
instrumento de aprovação ou reprovação do
aluno, define apenas a progressão vertical
deste aluno, suas reduções e
descompromissos.
• Desta forma, jamais se obterá um diagnóstico
sobre a personalidade do aluno, pois se limita
aos objetivos do ensino do programa escolar.
• utilizada de forma participativa e
transparente, permite também ao aluno
reconhecer suas próprias necessidades,
desenvolver a consciência de sua situação
escolar e orientar seus esforços na direção
dos critérios de exigências da escola.
• A avaliação deve ser utilizada com o apoio de
múltiplos instrumentos de coleta de
informações, baseada nas características do
plano de ensino, dos objetivos que se está
buscando junto ao aluno.
• conforme o tipo de objetivo pode ser
empregado trabalhos tanto em grupos como
individuais, provas orais e escritas, seminários,
observação de cadernos, realização de
exercícios em classe ou em casa e observação
dos estudantes em classe.
Teresina, 2015
Universidade Estadual do Piauí
Email: amitaflustosa@gmail.com
Prof.: Fátima Lustosa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
Linda-maria12
 
Plano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEEPlano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEE
Patricia Bampi
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
Elenkris
 

Mais procurados (20)

Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
 
Planejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
 
Aula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão EscolarAula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão Escolar
 
AEE
AEEAEE
AEE
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
 
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialSlides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
 
Planejamento educacional
Planejamento educacionalPlanejamento educacional
Planejamento educacional
 
Planejamento e avaliação
Planejamento e avaliaçãoPlanejamento e avaliação
Planejamento e avaliação
 
Coordenação pedagógica
Coordenação pedagógicaCoordenação pedagógica
Coordenação pedagógica
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Gestão escolar
 
Plano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEEPlano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEE
 
Aee aspectos legais_orientacoes_pedagogicas1
Aee aspectos legais_orientacoes_pedagogicas1Aee aspectos legais_orientacoes_pedagogicas1
Aee aspectos legais_orientacoes_pedagogicas1
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
 
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCCPlanejamento pedagógico alinhado à BNCC
Planejamento pedagógico alinhado à BNCC
 
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
Avaliação Escolar - Texto de Libâneo (1994)
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Formação para Cuidadores Educacional
Formação para Cuidadores EducacionalFormação para Cuidadores Educacional
Formação para Cuidadores Educacional
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
 

Destaque (7)

AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA - 1º ANO DO 1º CICLO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA - 1º ANO DO 1º CICLO - 4º BIMESTREAVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA - 1º ANO DO 1º CICLO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA - 1º ANO DO 1º CICLO - 4º BIMESTRE
 
Avaliação de Português - 1º Ano do Ensino Fundamental 1 - 4º Bimestre
Avaliação de Português - 1º Ano do Ensino Fundamental 1 - 4º BimestreAvaliação de Português - 1º Ano do Ensino Fundamental 1 - 4º Bimestre
Avaliação de Português - 1º Ano do Ensino Fundamental 1 - 4º Bimestre
 
Avaliação bimestral final 1 ano - 2009 ok
Avaliação bimestral final   1 ano - 2009 okAvaliação bimestral final   1 ano - 2009 ok
Avaliação bimestral final 1 ano - 2009 ok
 
Atividades de historia revisao 2013
Atividades de historia revisao 2013Atividades de historia revisao 2013
Atividades de historia revisao 2013
 
1º ano língua portuguesa - caderno do aluno
1º ano   língua portuguesa - caderno do aluno1º ano   língua portuguesa - caderno do aluno
1º ano língua portuguesa - caderno do aluno
 
Atividades Avaliativas para 1º ano- Finais
Atividades Avaliativas para 1º ano- FinaisAtividades Avaliativas para 1º ano- Finais
Atividades Avaliativas para 1º ano- Finais
 
Avaliação bimestral de lingua portuguesa 4º bimestre eliete 2012
Avaliação bimestral  de  lingua portuguesa  4º bimestre eliete 2012Avaliação bimestral  de  lingua portuguesa  4º bimestre eliete 2012
Avaliação bimestral de lingua portuguesa 4º bimestre eliete 2012
 

Semelhante a Avaliação escolar

Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_c
Selmy Araujo
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
Joao Balbi
 
Didática do ensino superior videoaula 6
Didática do ensino superior videoaula 6Didática do ensino superior videoaula 6
Didática do ensino superior videoaula 6
Karlla Costa
 
Avaliação em ead
Avaliação em eadAvaliação em ead
Avaliação em ead
thaysepbm
 
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
SEEDUC-RJ
 

Semelhante a Avaliação escolar (20)

Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_c
 
Nono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registroNono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registro
 
28. simulado comentado avaliação.docx
28. simulado comentado avaliação.docx28. simulado comentado avaliação.docx
28. simulado comentado avaliação.docx
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
 
Didática do ensino superior videoaula 6
Didática do ensino superior videoaula 6Didática do ensino superior videoaula 6
Didática do ensino superior videoaula 6
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia ...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia   ...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia   ...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia ...
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
 
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação BrasileiraAvalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
Avalaciação educacional: Um tema recorrente na Educação Brasileira
 
Comunicaçao portas abertas slides
Comunicaçao portas abertas slidesComunicaçao portas abertas slides
Comunicaçao portas abertas slides
 
Questões sobre Avaliação
Questões sobre AvaliaçãoQuestões sobre Avaliação
Questões sobre Avaliação
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Tipos de avaliações
Tipos de avaliaçõesTipos de avaliações
Tipos de avaliações
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
 
Slide programa avaliação diferenciada
Slide programa avaliação diferenciadaSlide programa avaliação diferenciada
Slide programa avaliação diferenciada
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
 
Avaliação em ead
Avaliação em eadAvaliação em ead
Avaliação em ead
 
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
 

Mais de fatima amitaflustosa (10)

Barbara freitag
Barbara freitagBarbara freitag
Barbara freitag
 
Navegar é preciso geografafia
Navegar é preciso  geografafiaNavegar é preciso  geografafia
Navegar é preciso geografafia
 
Docência do ensino superior
Docência do ensino superiorDocência do ensino superior
Docência do ensino superior
 
Psicopedagogia no brasil
Psicopedagogia no brasilPsicopedagogia no brasil
Psicopedagogia no brasil
 
Alfabetização científica
Alfabetização científicaAlfabetização científica
Alfabetização científica
 
Práticas pedagógicas e inovação na instituição de ensino
Práticas pedagógicas e inovação na instituição de ensinoPráticas pedagógicas e inovação na instituição de ensino
Práticas pedagógicas e inovação na instituição de ensino
 
Competência x habilidades
Competência x habilidadesCompetência x habilidades
Competência x habilidades
 
10 competências do professor moderno
10 competências do professor moderno10 competências do professor moderno
10 competências do professor moderno
 
psicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuação
psicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuaçãopsicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuação
psicopedagogia : sua historia, origem e campo de atuação
 
Barbara freitag
Barbara freitagBarbara freitag
Barbara freitag
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 

Último (20)

UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 

Avaliação escolar

  • 2. • A avaliação da aprendizagem de modo geral, é entendida pela maioria dos alunos e por muitos professores, como aplicações de provas e exames. • Embora seja um processo burocrático necessário que precisa ser traduzido em notas, conceitos ou menções, seu emprego acaba tornando-se motivo de tormento para os estudantes.
  • 3. • É preciso entender o real sentido da avaliação, fazendo com que esta não se transforme em uma máquina classificatória excludente.
  • 4. O processo de Avaliação • A maneira em que a educação abrange a avaliação nos dias de hoje, vem de um processo iniciado na década de 1940 graças à atuação de Ralph W. Tyler,
  • 5. avaliação • Consiste essencialmente em determinar se os objetivos educacionais estão sendo realmente alcançados pelo programa do currículo e do ensino como os objetivos visados constituem em produzir certas modificações desejáveis nos padrões de comportamento do estudante, avaliação é o processo mediante o qual determina-se o grau em que essas mudanças de comportamento estão realmente ocorrendo” (Tyler, 1975:99).
  • 6. A Avaliação Segundo a LDB • V - a verificação do rendimento escolar observará os seguintes critérios: a) avaliação contínua e cumulativa do desempenho do aluno, com prevalência dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos e dos resultados ao longo do período sobre os de eventuais provas finais;
  • 7. • b) possibilidade de aceleração de estudos para alunos com atraso escolar; • c) possibilidade de avanço nos cursos e nas séries mediante verificação do • aprendizado; • d) aproveitamento de estudos concluídos com êxito;
  • 8. • e) “obrigatoriedade de estudos de recuperação, de preferência paralelos ao período letivo, para os casos de baixo rendimento escolar, a serem disciplinados pelas instituições de ensino em seus regimentos;”
  • 9. • O professor deve valorizar o processo de formação a fim de adequá-lo melhor, não acrescentando na prova final somente a nota daquela avaliação,
  • 10. • Na avaliação escolar, não se avalia um objeto concreto observável e sim um processo humano contínuo. • para impedir que a avaliação de um momento seja generalizada para todo o processo, deve-se proceder a uma avaliação continua que capte o desenvolvimento do educando em todos os seus aspectos.
  • 11. Avaliação como Perspectiva • A maneira correta de avaliar está diretamente ligada aos objetivos da proposta escolar, • grande maioria das práticas avaliativas possui elementos controladores e excludentes,
  • 12. • a avaliação não pode limitar-se aos conhecimentos transmitidos pelo docente e adquiridos pelo aluno, mas sim, a implementação da soma das experiências do meio escolar com o meio sócio cultural trazido pelo aluno, tendo com resultado deste processo a • contínua expansão do saber.
  • 13. Limites e Possibilidades • A avaliação escolar. • Seu principal objetivo é o aperfeiçoamento do ensino. • Torna-se um instrumento eficaz e valioso quando utilizado com o propósito de analisar e compreender o processo de aprendizagem.
  • 14. • A avaliação tem sido utilizada muitas vezes de forma errônea, reducionista, como se pudesse limitar-se a um instrumento de coleta de informações. É comum ouvir-se “vou fazer uma avaliação”, quando se vai aplicar uma prova ou um teste.
  • 15. • Avaliar exige, antes que se defina aonde se quer chegar, que se estabeleçam os critérios, para, em seguida, escolherem-se os procedimentos. • Definir por meio de nota ou conceito as dificuldades e facilidades do aluno é apenas um recurso simplificado que identifica a posição do aluno em uma escala.
  • 16. • Para que a avaliação não se torne ineficaz ou excludente, é preciso não apenas aplicar provas que priorize um tipo específico de habilidade, mas sim se tenha um entendimento de o que está sendo avaliado, qual o verdadeiro propósito desta avaliação.
  • 17. • avaliação do nível de aprendizagem do aluno não pode ser tomada como • verdade absoluta, portanto ela pode ser questionada.
  • 18. Reações e Efeitos • Quando usada somente a avaliação como instrumento de aprovação ou reprovação do aluno, define apenas a progressão vertical deste aluno, suas reduções e descompromissos. • Desta forma, jamais se obterá um diagnóstico sobre a personalidade do aluno, pois se limita aos objetivos do ensino do programa escolar.
  • 19. • utilizada de forma participativa e transparente, permite também ao aluno reconhecer suas próprias necessidades, desenvolver a consciência de sua situação escolar e orientar seus esforços na direção dos critérios de exigências da escola.
  • 20. • A avaliação deve ser utilizada com o apoio de múltiplos instrumentos de coleta de informações, baseada nas características do plano de ensino, dos objetivos que se está buscando junto ao aluno.
  • 21. • conforme o tipo de objetivo pode ser empregado trabalhos tanto em grupos como individuais, provas orais e escritas, seminários, observação de cadernos, realização de exercícios em classe ou em casa e observação dos estudantes em classe.
  • 22. Teresina, 2015 Universidade Estadual do Piauí Email: amitaflustosa@gmail.com Prof.: Fátima Lustosa