De Costa e Silva à
Garrastazu Médici
No dia 13 de dezembro de 1968, o governo
baixou o AI-5, o mais duro de todos os atos
institucionais. Ele dava mais poderes...
Em agosto de 1969, o general Costa e Silva
adoeceu e ficou impossibilitado de continuar a
exercer a Presidência. Quem deve...
Presidente Costa e Silva
Vice Presidente Pedro Aleixo
No dia 22 de outubro de
1969, o Congresso foi reaberto
para receber a indicação do
nome do general Emílio
Garrastazu Médic...
Garrastazu Médici
Quando o general Médici assumiu a Presidência,
grupos armados já estavam atuando nas grandes
cidades. Diante da impossibil...
Protestos contra a ditadura militar no Brasil
Protesto dos estudantes contra a ditadura militar no Brasil
Ao mesmo tempo que eliminou a resistência
armada ao regime militar, Médici também estabeleceu
uma forte censura à imprensa...
Charge sobre a ditadura militar no Brasil
O país cresceu a uma média de 8% ao ano.
Era o “milagre econômico”. Mas os salários
ficaram baixos, a mortalidade infantil...
Grandes obras durante a ditadura militar no Brasil – Ponte Rio – Niterói
Grandes obras durante a ditadura militar no Brasil – Construção da Transamazônica
Fonte:
http://moblog.whmsoft.net/searches/Esporte.php?keyword=presidente+costa+e+silva&la
nguage=portuguese
http://www.men...
Equipe:
Verônica M. Corrêa
Adrianna de Paula
Erick Moreira
Dhenef Taís
Jeanderson Mingorança
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ditadura Militar no Brasil(de Costa e Silva à Garrastazu Médici)

4.868 visualizações

Publicada em

This History work talks about the dictatorship military in Brazil.
The work is in Portuguese,and everyone can use it to learn more about the history of our country.

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.868
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
121
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ditadura Militar no Brasil(de Costa e Silva à Garrastazu Médici)

  1. 1. De Costa e Silva à Garrastazu Médici
  2. 2. No dia 13 de dezembro de 1968, o governo baixou o AI-5, o mais duro de todos os atos institucionais. Ele dava mais poderes ao presidente, que agora podia fechar o Congresso Nacional, as assembléias legislativas e as câmaras de vereadores: decretar intervenção nos estados, territórios e municípios; cassar mandatos eletivos e suspender direitos políticos por dez anos. No mesmo dia o presidente fechou o Congresso Nacional.
  3. 3. Em agosto de 1969, o general Costa e Silva adoeceu e ficou impossibilitado de continuar a exercer a Presidência. Quem deveria assumir o cargo era o vice-presidente, o civil Pedro Aleixo. Mas como os chefes militares não confiavam em Pedro Aleixo, três ministros militares – Lyra Tavares, do Exército, Augusto Rademaker, da Marinha, e Souza Mello, da Aeronáutica – tomaram o poder formando uma nova junta militar, que governou o Brasil durante dois meses.
  4. 4. Presidente Costa e Silva
  5. 5. Vice Presidente Pedro Aleixo
  6. 6. No dia 22 de outubro de 1969, o Congresso foi reaberto para receber a indicação do nome do general Emílio Garrastazu Médici à Presidência da República. Médici foi eleito presidente.
  7. 7. Garrastazu Médici
  8. 8. Quando o general Médici assumiu a Presidência, grupos armados já estavam atuando nas grandes cidades. Diante da impossibilidade de fazer oposição pacífica ao governo várias organizações decidiram partir para a pratica de ações armadas, a chama guerrilha. As ações mais frequentes desses grupos eram: assaltos a bancos para conseguir dinheiro para a luta armada contra o governo, assaltos a instalações militares e policiais para conseguir armas; sequestros de diplomatas estrangeiros para trocá-los por presos políticos. O governo militar reprimiu duramente a guerrilha, tanto a urbana como a que ocorreu no Araguaia.
  9. 9. Protestos contra a ditadura militar no Brasil
  10. 10. Protesto dos estudantes contra a ditadura militar no Brasil
  11. 11. Ao mesmo tempo que eliminou a resistência armada ao regime militar, Médici também estabeleceu uma forte censura à imprensa e à produção cultural. Assim, a população era levada a crer que o país estava em paz, pois os jornais não podiam divulgar. O Serviço Nacional de Informações (SNI) tinha agentes e informações em todo o Brasil para descobrir e denunciar aqueles que fossem contra o regime. Segurança e desenvolvimento eram os objetivos do governo militar. A segurança era garantida mediante a repressão e a censura. O desenvolvimento era conseguido com grandes projetos financiados com capital externo.
  12. 12. Charge sobre a ditadura militar no Brasil
  13. 13. O país cresceu a uma média de 8% ao ano. Era o “milagre econômico”. Mas os salários ficaram baixos, a mortalidade infantil aumentou, cresceu a miséria da população. Foi a época das grandes obras. Entre elas, a ponte Rio - Niterói e a estrada Transamazônica. Foi também nessa época que o Brasil sagrou-se tricampeão mundial de futebol no México (1970). Tudo isso era usado pelo governo militar como propaganda a seu favor.
  14. 14. Grandes obras durante a ditadura militar no Brasil – Ponte Rio – Niterói
  15. 15. Grandes obras durante a ditadura militar no Brasil – Construção da Transamazônica
  16. 16. Fonte: http://moblog.whmsoft.net/searches/Esporte.php?keyword=presidente+costa+e+silva&la nguage=portuguese http://www.mensagensvirtuais.xpg.com.br/aniversariantes.php?id=3115_Pedro_Aleixo http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Garrastazu_m%C3%A9dici.jpg http://www.chicobruno.com.br/imprimir.php?id=11830 http://www.chicobruno.com.br/imprimir.php?id=11830 http://www.motoboysdobrasil.com.br/site1/?p=17397 http://veja.abril.com.br/especiais/amazonia/40-anos-poeira-p-54.html http://www.flickriver.com/photos/dalltoramos/tags/par%C3%A1/ *Livro História e Vida integrada
  17. 17. Equipe: Verônica M. Corrêa Adrianna de Paula Erick Moreira Dhenef Taís Jeanderson Mingorança

×