O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Apresentação - Redes em MG - Secretário Antônio Jorge

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação - Redes em MG - Secretário Antônio Jorge

  1. 1. A construção das Redes de Atenção à Saúde no Estado de Minas Gerais
  2. 2. Estudo de carga de doenças Fonte: Estudo de Carga de Doenças (FIOCRUZ, 2011)
  3. 3. Desafio do modelo de atenção Fonte: As Redes de Atenção a Saúde (MENDES, 2009) O principal problema do SUS em Minas Gerais: A incoerência entre uma situação de saúde de tripla carga de doenças, com predominância relativa das condições crônicas, e um sistema fragmentado de saúde, voltado principalmente para as condições agudas. A solução do problema:
  4. 4. PROGRAMAS, PROJETOS E PROCESSOS DA SES/MG
  5. 5. PROGRAMAS, PROJETOS E PROCESSOS DA SES/MG
  6. 6. PROGRAMAS, PROJETOS E PROCESSOS DA SES/MG
  7. 7. PROGRAMAS, PROJETOS E PROCESSOS DA SES/MG
  8. 8. PROGRAMAS, PROJETOS E PROCESSOS DA SES/MG X REDES PROGRAMA ESTRUTURADOR SAÚDE EM CASA PROGRAMA ESTRUTURADOR REDES INTEGRADAS PROGRAMA ESTRUTURADOR SAÚDE INTEGRADA
  9. 9. Estudo de carga de doenças Fonte: Estudo de Carga de Doenças (FIOCRUZ, 2011) SAÚDE MENTAL
  10. 10. 5ª REDE PRIORIZADA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE Rede Viva Vida Rede de Urgência e Emergência Rede Mais Vida Rede Hiperdia Rede de Saúde Mental
  11. 11. Em que Minas Gerais avançou na implantação das Redes? <ul><li>Modelo de Rede de Urgência e Emergência na Macro Norte; </li></ul><ul><li>Priorização e desenho de 5 (cinco) redes, consideradas estruturadoras ou prioritárias: Urgência & Emergência, Viva Vida, Mais Vida, Hiperdia e Saúde Mental; </li></ul>
  12. 12. Em que Minas Gerais avançou na implantação das Redes? <ul><li>Inovação em sistemas logísticos e de apoio: SETS, SUS Fácil, Farmácia de Minas, Telessaúde </li></ul><ul><li>Pactuações na CIB quanto as redes priorizadas </li></ul><ul><ul><li>Deliberação 739/2010 – Rede Mais Vida; </li></ul></ul><ul><ul><li>Deliberação 746/2010 – Rede Hiperdia; </li></ul></ul><ul><ul><li>Deliberação 747/2010 – Rede de Urgência e Emergência; </li></ul></ul>
  13. 13. Em que Minas Gerais avançou na implantação das Redes? <ul><li>Maturidade nos conceitos de Rede, amplamente difundidos no Estado e assimilados em sua estrutura de planejamento desde 2005 (Portaria 4279/2010); </li></ul><ul><li>Hoje a estrutura de Programas Estruturadores é reflexo do conceito de redes; </li></ul>
  14. 14. Em que Minas Gerais avançou na implantação das Redes? <ul><li>Definição de modelo de governança de rede no case da Macro Norte, através de Consórcio Público Regional; </li></ul><ul><li>Implantação de uma Superintendência de Redes de Atenção. </li></ul>
  15. 15. Onde Minas Gerais ainda pode avançar na implantação das Redes? <ul><li>Universalização (cobrir todo o Estado) das redes de atenção já implantadas (exemplo: Urgência & Emergência); </li></ul><ul><li>Ampliação das redes temáticas priorizadas; </li></ul><ul><li>Utilização prática dos conceitos de redes, superando alguns vícios: redes X centros; </li></ul>
  16. 16. Onde Minas Gerais ainda pode avançar na implantação das Redes? <ul><li>Revisão do modelo de financiamento (o atual é fragmentado e não colabora para o funcionamento das redes); </li></ul><ul><li>Evolução no processo de governança, consolidando o modelo de consensos interfederativos e fortalecendo a gestão regional; </li></ul>
  17. 17. Onde Minas Gerais ainda pode avançar na implantação das Redes? <ul><li>Desenvolvimento de práticas de contratualização e de monitoramento e avaliação em redes, de modo a alinhar os incentivos e fortalecer o funcionamento integrado das redes. </li></ul><ul><li>COAPS??? </li></ul>
  18. 18. Legenda: CONTRATUALIZAÇÃO DA REDE: Definição e pactuação dos novos fluxos, dos incentivos e da forma de transferência, bem como das regras de monitoramento, avaliação e pagamento da rede. MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA REDE: Utilização do sistema de gestão para acompanhar o desempenho das redes, identificar oportunidades de melhoria e definir novos contratos. Rede ideal? Não Sim EXECUÇÃO MONITORAMENTO CERTIFICAÇÃO / ACREDITAÇÃO DESENHO DA REDE: Identificação dos pontos de atenção, sistemas logísticos e de apoio e fluxos da rede ideal. DEFINIÇÃO DO MODELO DE GOVERNANÇA: Identificação do ente responsável pela governança da rede e pactuação no Colegiado Interfederativo Regional. MAPEAMENTO DA REDE EXISTENTE: Identificação dos pontos de atenção, sistemas logísticos e de apoio existentes e dos fluxos reais da região. DIAGNÓSTICO DOS VAZIOS E DOS GAPS ENTRE DEMANDA X OFERTA: Formulação de um Plano de Ação, incluindo investimentos (capital e custeio) para aproximar a rede existente da rede ideal. FRAMEWORK DO PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS REDES DE ATENÇÃO PLANEJAMENTO
  19. 19. Exemplo de sucesso com a implantação e fortalecimento das Redes de Atenção – Rede de Urgência e Emergência na Macro Norte <ul><li>Região de 131.274 Km 2 , maior que muitos estados do Brasil. </li></ul><ul><li>Distâncias entre municípios superiores a 500 quilômetros. </li></ul><ul><li>Áreas rurais extensas com baixa densidade demográfica e áreas urbana. </li></ul>
  20. 20. Exemplo de sucesso com a implantação e fortalecimento das Redes de Atenção – Rede de Urgência e Emergência na Macro Norte No Norte de Minas, a primeira região a receber as ações desse programa, o resultado foi a redução de mil mortes por ano . Ao todo, 11 microrregiões foram contempladas nas macrorregiões Norte e Centro-Sul. CERCA DE 1000 ÓBITOS EVITADOS POR ANO
  21. 21. Exemplo de sucesso com a implantação e fortalecimento das Redes de Atenção – Rede de Urgência e Emergência na Macro Norte <ul><li>As principais demonstrações de que a Rede de U/E vem dando certo: </li></ul><ul><li>Redução da proporção dos óbitos por causas externas na Macro Norte em comparação com a proporção de Minas. </li></ul><ul><li>Aumento da mortalidade intra-hospitalar: indica acesso ao serviço de U/E; </li></ul><ul><li>Aumento nas internações de urgência: de novo reforça a melhoria do acesso </li></ul>
  22. 22. Obrigado! Antônio Jorge de Souza Marques Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

×