SlideShare uma empresa Scribd logo
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




                                      INTRODUÇÃO
O jardim de infância, onde as crianças entram com as suas vivências, os
seus sonhos e por vezes algum receio, é um espaço acolhedor que vai
ajudá-la a crescer, a construir a sua personalidade, a cultivar a alegria de
fazer descobertas A educação pré-escolar , de frequência facultativa
abrange as crianças a partir dos três anos ,até à idade de ingresso no
ensino básico.

  A sua frequência, e já baseado em estudos recentes, tem reflexos
positivos na vida futura da criança enquanto adulto.
    A educação pré-escolar vai permitir à criança:
     Desenvolver a segurança e o equilíbrio afectivo.
     Conhecer o seu corpo.
     Desenvolver capacidades motoras.
     Adquirir progressivamente autonomia.
     Relacionar-se com os outros e respeitá-los.
     Comunicar e expressar-se através de diferentes linguagens.
     Desenvolver a imaginação e a criatividade.
     Aprender, fazendo e experimentando.
     Observar e compreender o meio em que vive.
Nesse sentido compete ao educador de infância, responsável pela
intervenção pedagógica, promover e criar situações que contribuam para o
desenvolvimento geral das crianças aos três grandes níveis de
desenvolvimento.
 A igualdade de oportunidades para o indivíduo se expressar, e dispor de
si próprio e desempenhar futuramente um papel útil na sociedade,
Como um indivíduo, feliz e equilibrado, dependem da educação recebida na
infância.
 Nesse sentido como profissional tenho como missão, dar resposta aos
interesses e necessidades do grupo, de cada criança em particular,
incentivando, promovendo e despertando todas as suas potencialidade




CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                           1
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




                   AS CRIANÇAS DOS 5 AOS 6 ANOS

         Desenvolvimento Físico
        A preferência manual está estabelecida;
        É capaz de se vestir e despir sozinha;
        É capaz de assegurar a sua higiene de forma independente;
        Pode manifestar dores de estômago ou vómitos quando obrigada a
         comer comidas de que não gosta; tem preferência por comida pouco
         elaborada, embora aceite uma maior variedade de alimentos;


         Desenvolvimento Intelectual
     Fala fluentemente, utilizando correctamente o plural, os pronomes e
      os tempos verbais;
      Grande interesse pelas palavras e a linguagem;
      Pode gaguejar se estiver muito cansada ou nervosa;
      Segue instruções e aceita supervisão;
      Conhece as cores, os números, etc.; pode identificar e distinguir
       euros e cêntimos;
      Capacidade para memorizar histórias e repeti-las;
      É capaz de agrupar e ordenar objectos tendo em conta o tamanho
       (do mais pequeno ao maior);
      Começa a entender os conceitos de "antes" e "depois", "em cima" e
       "em baixo", etc., bem como conceitos de tempo: "ontem", "hoje",
       "amanhã";
              Desenvolvimento Social
        A mãe é ainda o centro do mundo da criança, pelo que poderá
         recear não a voltar a ver após uma separação;
        Copia os adultos;
        Brinca com meninos e meninas;
        Está mais calma, não sendo tão exigente nas suas relações com os
         outros; é capaz de brincar apenas com outra criança ou com um
         grupo de crianças, manifestando preferência pelas crianças do
         mesmo sexo;



CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                        2
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

        Brinca de forma independente, sem necessitar de uma constante
         supervisão;
        Começa a ser capaz de esperar pela sua vez e de partilhar;
        Conhece as diferenças de sexo;
        Aprecia conversar durante as refeições;
        Começa a interessar-se por saber de onde vêm os bebés;

        Está numa fase de maior conformismo, sendo crítica relativamente
         aqueles que não apresentam o mesmo comportamento;
         Desenvolvimento Emocional
       Pode apresentar alguns medos: do escuro, de cair, de cães ou de
        dano corporal, embora esta não seja uma fase de grandes medos;
       Se estiver cansada, nervosa ou chateada, poderá apresentar alguns
        dos seguintes comportamentos: roer as unhas, piscar repetidamente
        os olhos, fungar, chuchar no dedo, etc.;
       Preocupa-se em agradar aos adultos;
       Maior sensibilidade relativamente às necessidades e sentimentos dos
        outros;
       Envergonha-se facilmente.
           Desenvolvimento Moral
       Devido à sua grande preocupação em fazer as coisas bem e em
        agradar, poderá por vezes mentir ou culpar os outros de
        comportamentos reprováveis;

 DOS 5 AOS 6 ANOS sinais de alarme
          Medos excessivos;
          Ansiedade de separação extrema;
          Enurese nocturna;
          Timidez;
          Comportamentos de bullying relativamente aos pares;
          Inibição manifesta nas brincadeiras;
          Comportamentos ritualísticos, sobretudo à volta da comida;
          Problemas na fala persistentes;
          Falta de interesse pelos outros;
          Ansiedade: Tiques;
          Onicofagia (roer as unhas);
          Sono:




CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                          3
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim



          Dificuldade em adormecer sozinho,             Insónias.




                                         Resumindo
Aos     5 anos    a criança geralmente atinge uma relativa estabilidade
emocional. É capaz de autonomia e de relativa independência em relação
ao adulto necessitando contudo, da sua amizade e apreço. O convívio com
as outras crianças começa a ser um aspecto cada vez mais importante na
sua vida. Por vezes surgem conflitos que requerem a intervenção do adulto
mas as crianças vão conseguindo compreender os sentimentos e direitos
dos outros e aceitar que a vida em grupo exige algumas regras.
Os interesses orientam-se gradualmente para o mundo exterior e estão
desejosos de aprender . a imaginação evidencia-se no jogo simbólico cujas
sequências se tornam cada vez mais ricas e melhor estruturadas.
É a idade por excelência dos contos de fadas .
A riqueza e a correcção do vocabulário, dependem muito da linguagem
utilizada pelos adultos. Mantém ainda alguns resíduos de linguagem infantil
, preocupa-se cada vez mais em compreender e ser compreendida.
Muitas crianças sabem contar até dez e às vezes até mais, mas é preciso
não confundir o conhecimento verbal dos números com a noção de número
cuja estruturação se processa mais lentamente.
No desenho e na pintura aparecem cenas cada vez mais complexas.
Intelectualmente a criança desprende-se da acção concreta sobre o real.
Estabelece relações e antecipa consequências . começa agora afazer
operações mentais, mas ainda intuitivamente sem a exigência lógica que irá
construindo gradualmente até atingir a lógica formal dos adolescentes.
Nesta fixa etária, já atingiu uma boa coordenação de movimentos.



                    CARACTERIZAÇÃO DO GRUPO
      O grupo é constituído por 23 crianças . Sendo 15 meninos e 8
meninas. Algumas irão completar os 5 anos durante este ano lectivo . é um
grupo homogéneo em idade . aparentando no entanto características muito


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                         4
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

próprias. È de referir que acompanho       na sua maioria este grupo de
crianças desde a sala intermédia. De um modo geral, são crianças muito
faladoras ,apresentando um bom vocabulário, sendo capazes de relatar
experiências, ou ideias, com alguma sequência lógica. Havendo no entanto,
crianças com uma maior facilidade de se exprimirem. Apresentam uma
actividade física muito intensa, com uma boa coordenação geral de
movimentos, possuindo já um bom controle de movimentos finos. São
crianças interessadas, em todas as actividades propostas. Referindo que há
crianças que preferem umas actividades em relação a outras. Algumas
crianças têm que ser mais estimuladas e mais incentivadas em relação a
outras , mas é isso que as diferencia umas das outras como seres
individuais.

       Já têm algum sentido de autonomia, e de responsabilidade.
      Surgem ainda alguns conflitos entre eles, mas que se resolvem
sempre da melhor maneira, conversando com eles.
       São crianças muito afectuosas, relacionam-se bem entre si e entre
os adultos, mantendo uma ao relação com todos os adultos da comunidade
escolar. Gostam de agradar e de cooperar com o adulto
        Conversam imenso uns com os outros e já se verificam as suas
preferências em relação aos amigos.




                      CARACTERIZAÇÃO DA SALA
A sala dos cinco anos , é uma sala com dimensões bastantes boas ,com
janelas e portas de sacada envidraçadas , o que possibilita uma boa
iluminação natural. Nas paredes estão expostos painéis, onde vão sendo
colocados os trabalhos das crianças. A sala já se encontra decorada, de
interesse das crianças , noddy , ruca entre outros E ainda com motivos
relacionados com os temas que se vão desenvolvendo, nomeadamente o
Outono, móbiles dos aniversários .,o quadro das presenças ,onde
diariamente cada criança marca a sua presença, explorando os dias da
semana , a sucessão dos dias, e os próprios, nomes uns dos outros . A sala
encontra-se dividida por áreas, nomeadamente :

         Área do Acolhimento: Tapete – Área de extrema importância
para reunir todo o grupo de crianças. No tapete podemos conversar, tomar


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                        5
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

decisões, ler e ver histórias, etc… O tapete funciona também como uma
área de actividades repousantes, porque é um espaço privilegiado para a
escuta e para actividades de carisma mais intelectual, nas quais a
concentração da criança é imprescindível e com muito barulho e confusão
será muito difícil. O tapete é também a área escolhida para actividades
com grande grupo porque podemos captar a atenção de todas as crianças
para uma actividade comum.
       *Garagem: Brincar com os carros. Fazer corridas, fazer de conta
que está a conduzir o carro do papá…faz parte das brincadeiras de
qualquer criança e dado o interesse manifestado pelas crianças a sala de
actividades não poderia deixar de possuir esse cantinho não apenas pelo
seu carácter lúdico mas também porque promove a socialização entre as
crianças.
       Área dos Jogos: A área dos jogos divide-se em duas partes: jogos
de mesa e jogos de tapete.
       Jogos de Mesa – são constituídos por dominós, puzzles de
diferentes estilos e graus de dificuldade para que possam ir de encontro as
características das diferentes crianças.
         Jogos de Tapete – são constituídos por legos de diferentes estilos
e tamanhos. Esta área dá à criança uma grande margem de manobra
porque podem utilizar as peças de lego para diferentes fins ajudando a
desenvolver a sua noção de espaço e outras noções de carácter lógico-
matemático. É a área privilegiada para as grandes construções.
         Área da Biblioteca inserida na área de acolhimento: Esta
área estimula na criança o interesse pela leitura e pela escrita. O
visionamento dos livros desenvolve na criança a capacidade de ver imagens
estimulando ao mesmo tempo a sua imaginação porque a partir das imagens
ela inventa a sua história ou invoca aquilo que memoriza quando a história
foi contada pelo adulto funcionando como um óptimo estimulo à capacidade
de memorização.
       No caso do quadro preto estimula a criança no sentido da iniciação à
escrita.
         Área do Faz de Conta: Este espaço é por excelência um centro
de simulação e desempenho de papéis. Aqui as crianças têm a oportunidade
de reunir e representar tudo o que sabem acerca das coisas, das pessoas e
de acontecimentos que presenciam ou experimentam. Imitar as pessoas nas
diferentes situações do quotidiano ajuda as crianças a entender o mundo
dos adultos, dá ainda à criança a possibilidade de trabalhar em conjunto,



CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                          6
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

de exprimir sentimentos e ideias e de utilizar a linguagem para comunicar
nos seus papéis. existe a casinha equipada com um móvel que possui uma
pequena cozinha , a cama da boneca , um espelho, e a tábua de passar a
ferro.

          Na área das expressões, é onde se realiza a maior parte dos
trabalhos de expressão plástica, e também exploração de jogos ,com
conceitos e preenchimento de figuras consolidando alguns conceitos e
outras actividades.

        A sala está equipada com equipamento e materiais adequados e
suficientes para as actividades diárias das crianças.
                  Sendo de referir , os equipamentos servem de apoio às
actividades e influenciam o comportamento do grupo, quer através da sua
concepção, quer pela sua disposição dos diferentes espaços.
                 A distribuição dos equipamentos pela sala foi pensada de
forma a possuir as seguintes características:
                 - mobilidade (transforma a sala num espaço dinâmico, pois
permite a modificação, de modo a adequá-la a diferentes necessidades);
                  - Polivalente (utilizado para diferentes necessidades);
                  - Compatibilidade;
                  - Fácil conservação e limpeza;
                 -funcionalidade (adequada às características das crianças,
ser acessível a elas, possibilitar a autonomia na sua utilização, não
representar riscos a nível da segurança).




                     OBJECTIVOS CURRICULARES:
1. Promover o desenvolvimento pessoal e social da criança, com base em
experiências de
vida democrática, numa perspectiva de educação para a cidadania.
2. Estimular o desenvolvimento global de cada criança, no respeito pelas
suas
características individuais, incutindo comportamentos que favorecem
aprendizagens


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                           7
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
 Educadora Lurdes Valentim

 significativas e diversificadas.

 3. Despertar a curiosidade e o pensamento crítico.
 Definição das Áreas de Conteúdo e Competências Essenciais:
 Das competências a seguir discriminadas, competirá ao educador titular de
 grupo definir quais as
 prioridades de intervenção a estabelecer, tendo em conta as
 características do grupo e as características
 individuais de cada criança com que trabalha, nomeadamente, a idade, os
 interesses manifestados e os seus contextos sócio – familiares.

Área Curricular: Formação Pessoal e Social
Competências (A criança deve ser capaz de) :


 Responsabilidade
 Autonomia
 Sociabilidade
 Compreender:
 o que está certo e errado
 o que pode e não pode fazer
 os seus direitos e deveres e os dos outros
 Ser independente no:
 vestir
 despir
 lavar as mãos e a cara
 comer
 utilizar os materiais e instrumentos à sua disposição
 cuidado pela sua própria segurança
 Gerir o espaço e o tempo:
 saber escolher e tomar decisões
 demonstrar preferências
 encontrar critérios e razões para as suas escolhas
 Partilhar o poder:
 no elaborar e negociar as regras com o grupo
 no compreender e aceitar essas regras
 no decidir e colaborar nas tarefas necessárias ao bom
 funcionamento do grupo


 CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                            8
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




Educação para a Cidadania

Participar na vivência de valores de:
justiça
responsabilidade
cooperação
igualdade
fraternidade
Participar na vivência de valores democráticos ao:
tomar iniciativas
colaborar nas propostas
colaborar em projectos comuns
resolver conflitos
ser tolerante
ser compreensivo
respeitar a diferença
reconhecer as características individuais
reconhecer os laços de pertença social e cultural
respeitar outras culturas
compreender as suas próprias capacidades e limitações
respeitar o outro
Participar na organização do ambiente educativo:
ter sentido estético
exprimir valores
Conhecer e ter capacidade de crítica perante assuntos da
actualidade como:
saúde e higiene
prevenção e segurança
educação sexual
toxicodependência
multiculturalidade




CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL           9
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

Área Curricular: Expressão e Comunicação
Expressão Motora
Competências ( A criança deve ser capaz de):

Executar diferentes formas de movimento:
andar
correr
trepar
deslizar
baloiçar
rodopiar
saltar: a pés juntos e só com um pé
relaxar
parar
Conhecer as diferentes partes do corpo:
esquema corporal
Posicionar-se em relação ao espaço:
o esquerda / direita
o em cima / em baixo
o à frente / atrás
Manipular objectos
Criar situações de comunicação:
verbal
não verbal
Expressão Dramática
Interagir:

com uma criança
o com mais crianças
o com o grupo
o com o adulto
Brincar ao “faz de conta”:
utilizar material próprio
desempenhar papéis
Gostar de:
dramatizar
mimar
tornar complexo o jogo simbólico


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         10
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim



Expressão Plástica

Explorar e manipular diversos materiais.
Ser responsável pelo material utilizado.
Participar em actividades de:
desenho,
pintura,
digitinta,
rasgagem,
recorte,
colagem,
modelagem,etc.
Preocupar-se com o sentido estético das suas produções
usar a imaginação
ser criativa
Ter o sentido das proporções e da harmonia

Expressão musical

Explorar as características dos sons:
intensidade
altura
duração
timbre
silêncio
Explorar sons e ritmos:
escutar
identificar
reproduzir
tocar
cantar
dançar
criar
Conhecer diferentes instrumentos musicais:
identificá-los
utilizá-los
manipulá-los



CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         11
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




Linguagem Oral

Verbalizar acções:
narrar acontecimentos
planear verbalmente
Conversar:
com outro
com vários parceiros
em grupo
Ter facilidade de expressão
Saber escutar
Partilhar oralmente as suas experiências



Dominar a linguagem:

vocabulário
construção de frases
articulação de palavras
dicção
Negociar tarefas:
com os adultos
com os colegas


Verbalizar:
rimas
canções
lengalengas
trava-línguas
advinhas
histórias




CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         12
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




Abordagem à escrita

Mostrar interesse pela escrita:
registar graficamente as produções orais
contactar com a escrita
fazer tentativas de escrita
mostrar curiosidade
compreender a funcionalidade da escrita
interiorizar a direccionalidade
identificar formas de escrita
Mostrar interesse pela leitura:
gostar de ouvir ler
ser capaz de reproduzir o que ouviu ler
interpretar leituras
compreender o que ouviu ler
manipular correctamente materiais de leitura
saber distinguir a função dos diferentes materiais
conhecer o aspecto gráfico do livro



Manipular diversos materiais:

livros
revistas
jornais
enciclopédias
imagens


Conhecer o material informático:

mostrar curiosidade
manipulá-lo


Matemática:

CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         13
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim



adquirir a noção de número
Ter noção de :
longe/perto
dentro/fora/entre
aberto/fechado
em cima/em baixo
Relacionar e manipular objectos:
diferentes formas de representação
Fazer comparações:
comparar a sua altura com os outros
comparar objectos
Medir espaços:
com os pés
com as mãos
com medidas padrão
Classificação
Identificar as cores
Formar padrões
Formar conjuntos
Agrupar
Seriar
Ordenar
Identificar opostos:
alto/baixo
grande/pequeno
grosso/fino
claro/escuro
rápido/lento
Conhecer a sequência das unidades de tempo:

manhã/tarde/noite
dias da semana
meses do ano
estações do ano
muito tempo/pouco tempo
Quadros e tabelas:
estar consciente da sua utilidade


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         14
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

saber preencher
colaborar na sua construção

Utilização de materiais

Saber utilizar e manipular:
cubos
legos
puzzles
dominós
blocos lógicos
material de desperdício
Brincar com água:
enchimentos
esvaziamentos
Medição:

conhecer a balança
comparar pesos
efectuar pesagens
registá-las
compará-las
comparar o seu peso com os outros


Resolução de problemas

Participar na resolução de problemas:
propor situações problemáticas
procurar soluções
debater
reflectir
procurar razões de solução
confrontar respostas



Explorar o espaço que o rodeia

Estar atento à posição e deslocação de objectos


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         15
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

Organizar espaços

Área Curricular: Conhecimento do
Mundo Competências (A criança deve ser capaz de) :
Manifestar curiosidade e desejo:

de saber
de compreender
de perguntar
de investigar o porquê
Manifestar interesse em explorar:
as possibilidades e limitações do seu corpo
em si mesmo
nas relações com o espaço e com os objectos
Representar e dar sentido ao mundo através dos diferentes meios
de expressão e comunicação
Meio próximo
Referir-se ao que existe e acontece no seu meio exterior:
contexto social
contexto familiar
contexto escolar
Saberes sobre o Mundo
Manifestar ideias sobre:
si próprio
a relação com os outros
a relação com a natureza
a relação com a sociedade
a relação com o mundo dos homens
os espaços
os materiais
o uso dos objectos


Saberes Sociais
Reconhecer, nomear e utilizar:
diferentes equipamentos
diferentes utensílios
objectos para construir novas formas


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                  16
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

diferentes cores
diferentes sensações
diferentes sentimentos


Saber sobre si:

nome completo
morada
localidade onde vive
o país onde é natural
a idade
que está a crescer
situar-se socialmente na família
situar-se socialmente noutros grupos sociais

Conhecer aspectos:

do ambiente natural
do ambiente social
do ambiente cultural




Sensibilização às
Ciências

Manifestar conhecimentos humanos elementares:
em relação às diferentes ciências humanas
 interessar-se por adquirir mais conhecimentos
interessar-se por investigar sobre esses assuntos
conhecer alguns dos conteúdos das várias ciências:


Biologia:

homem
animais
plantas


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         17
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

outros


Física/Química

realizar experiências
explorar o efeito da sombra e da luz
executar jogos com cores
questionar o porquê de alguns fenómenos


Meteorologia:

conhecer aspectos do estado do tempo
conhecer aspectos geográficos

Geologia:

fazer comparações de rochas
observar as rochas na natureza
coleccioná-las
fazer algumas experiências
observar algumas propriedades das rochas


HISTÓRIA

adquirir a noção de passado
conhecer factos da história mais próxima
conhecer factos da nossa história mais longínqua
compreender a necessidade de conhecer a história

Recorrer ao Método Científico:

saber observar
colocar problemas
ter curiosidade
interrogar sobre a realidade
experimentar
procurar soluções


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL         18
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

ter uma atitude crítica
construir conceitos
organizar os dados
registá-los
transmiti-los aos outros

Utilizar materiais:

de consulta (livros, jornais, revistas, livros temáticos, vídeos,
diapositivos, computadores e outros)
de investigação (ímans, lupas, binóculos, microscópios, telescópios
e outros)
construir materiais de investigação baseando-se nas
aprendizagens, consultas e manipulações de materiais.

Educação Ambiental

Preocupar-se com problemas ambientais
Contribuir para a preservação do ambiente
Respeitar a natureza
Colaborar nos alertas sobre a degradação do planeta




CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                      19
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




A PLANIFICAÇÃO DO ANO LECTIVO SERÁ DIVIDIDO EM
TRÊS FASES.


                                     PRIMEIRA FASE:

                            Setembro , Outubro Dezembro
    1-ACTIVIDADES DE ACOLHIMENTO:

OBJECTIVOS:

           Inserir a criança na comunidade escolar.
           Fomentar relações de amizade já existentes.
           Incentivar a exploração e a manipulação dos materiais.
           Sensibilizar as crianças para o respeito para            com   os
            materiais.
           Fomentar sentimentos de segurança afectiva.
           Estimular sentimentos de autonomia e auto segurança.

     ESTRATÉGIAS:

             Conversar sobre as férias.
             Falar sobre o facto de estarmos aqui no jardim de infância.
             Proporcionar meios e materiais para as crianças explorarem.
             Criar um ambiente calmo e agradável na sala da actividades para
              que as crianças se sintam bem.

         2- COMEÇA O OUTONO:

     OBJECTIVOS.

       Sensibilizar para a estação do ano o Outono.
       Dar a conhecer às crianças as cores do Outono.
       Sensibilizar para a duração dos dias e para a temperatura.
       Levar à interiorização de novos vocábulos.
       Estimular a motricidade fina e o controle do braço.
       Estimular a criatividade e a imaginação.


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                           20
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




ESTRATÉGIAS:

          Falar sobre esta estação do ano, chamar a atenção para as suas
           características sazonais. Assim como o vestuário que começa a
           mudar.
          Realizar saídas, recolha de material natural para posteriores
           trabalhos na sala e ainda para observação desses materiais.
          Actividades de linguagem, tais como canções e poesias
           relacionadas com o Outono.
          Actividades de expressão plástica, recorte e colagem, colorir e
           preencher figuras relacionadas com o Outono.
          Dar a conhecer os frutos do Outono, como as castanhas , as
           uvas.
          Elaborar a árvore do Outono com as crianças para colocar na
           sala.

         3- EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS:

     OBJECTIVOS:

       Estimular a capacidade de atenção e de concentração.
       Estimular a capacidade de observação e estimular o raciocínio.
       Estimular capacidade de visualização.
       Levar à estruturação do pensamento.
       Desenvolver a linguagem.
       Procurar explicações e verificá-las

     ESTRATÉGIAS:

      EXPLORAR AS FORMAS E AS CORES:

            O quadrado.
            O rectângulo.
            O triângulo.
            O losango.
            A oval.
            O círculo.
            correspondências.


CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                         21
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

         os números até 10 aliados à quantidade.

         marcação de presenças.

                Através dos diálogos, observação de livros específicos, com
 números e com formas, construção de móbiles para as sala, preenchimento
 de figuras , utilizando alguns materiais.
       Tais como ,papel e cola , lápis de cor, tesouras, material
 recuperado, natural. Observação de situações concretas nomeadamente na
 sala. Construção de móbiles para a sala com as forma, com os números,
 com as letras.
       Utilizar figuras correspondentes, de modo que as crianças façam a
 ligação ao elemento correspondente.
       Marcar diariamente no quadro das presenças semanal, a sua
 presença diária.
       Empregando vocabulário relativo a ontem- hoje – amanhã e aos dias
 da semana.
       Explorar jogos de mesa.




CENTRO BEM ESTAR          INFANTIL DE MONTE REAL                        22
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim



     4- TEMA O CORPO HUMANO:
    OBJECTIVOS:
       Levar a criança a identificar o corpo humano.
       Estimular a aquisição de esquema corporal.
       Desenvolver a lateralidade, e a coordenação de movimentos.
       Estimular a motricidade fina.
       Incentivar as crianças a aplicar o vocabulário relacionado com o
         corpo
       Desenvolver a coordenação visual motora , a destreza manual e
         pedal.
       Desenvolver conceitos de grandeza, posição, orientação espacial.
       Sensibilizar para a importância da higiene corporal.
       Estimular relações de amizade e a inserção em grupo,
       Incentivar hábitos de responsabilidade e de autonomia.
       Incentivar as crianças a exteriorizarem as suas emoções.
        ESTRATÉGIAS:

     Falar sobre as partes do corpo humano.
     Falar da simetria corporal: dois olhos, duas orelhas, dois braços,
      duas pernas. E ainda levar as crianças a nomear as diferentes partes
      do corpo em si e nos colegas, Joelhos, cotovelos, pestanas,
      sobrancelhas, tornozelos;
     Fazer comparações entre as alturas das crianças, as cores dos olhos
      do cabelo.
     As imagens nos livros específicos, também serão exploradas e
      observadas.
     Preenchimento de figuras com crianças, incidindo; umas sobre o corpo
      num todo, outras na sua simetria, outras nos órgãos dos sentidos.
     E ainda falar da parte interior do nosso corpo , sangue, coração,
      ossos, cérebro, estômago, pulmões...
     Explorar a lateralidade manual e pedal seja nas crianças como
      exemplo através de jogos, seja ainda explorando figuras sobre a
      lateralidade.
     Realizar actividades de pintura com o pincel, impressão das mãos,
      desenho com marcadores, lápis de cor. Recorte colagem,
      experimentando diversos materiais de várias texturas.
     Realizar actividades de linguagem, canções , histórias, lengalengas,
      trava línguas.


                                                                           23
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

     Dramatizações.
     Explorar jogos de mesa, puzzles com o corpo humano, livros de
      transparências.

    5- DATAS FESTIVAS:

    O DIA DE TODOS OS SANTOS.
        Sensibilizar para esta data, com o dia do bolinho, sensibilizando
          para a noção de partilha, elaborando um pequeno saco onde
          levarão o bolo para casa.

        O DIA DE S. MARTINHO:
         Dar a conhecer a lenda de S. Marinho. Fazer um lanche convívio
          com todas as crianças do jardim com castanhas ,um fruto da
          época.
         Elaborar alguns trabalhos na sala com castanhas.
         Preenchimento de figuras.

       O NATAL:

         Sensibilizar a criança para esta data.
         Dar a conhecer a história do Natal .
         Cantar algumas canções e dizer poesias de Natal.
         Preparar na sala algumas actividades para a festa de Natal
          realizada anualmente por esta instituição.
         Decorar a sala com motivos relacionados com o Natal uns
          trabalhos elaborados pelas crianças , outros elaborados pelo
          adulto.
         Utilizar motivos de Natal, anjos, sinos, velas, estrelas ,árvore de
          Natal, pai Natal e ainda o Presépio.
         Elaborar com as crianças uma prenda para levarem para casa
          estimulando a noção de partilha. Com o respectivo cartão.

          6- ESTAÇÃO DO ANO O INVERNO:
      OBJECTIVOS:
     Sensibilizar para a estação do ano o Inverno e suas características.
     Observar o tempo, chamar atenção para as baixas temperaturas e
      para o vestuário cada vez mais quente.
     Realizar actividades de expressão plástica, inserida no tema o
      Inverno, com preenchimento de figuras com vários tipos de materiais.


                                                                             24
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

     Realizar actividades de linguagem, especialmente relacionadas com o
      inverno.
     Levar à introdução de novos vocábulos.


         ESTRATÉGIAS:
       Falar desta estação do ano e suas características.
       Chamar atenção das crianças para os dias frios e pequenos.
       Falar do vestuário que usamos.
       Realizar actividades de linguagem relacionadas com o Inverno,
        canções poesias, lenga- lengas.
       Preenchimento de figuras com vários materiais em figuras
        relacionadas com o Inverno.
        Explorando conceitos e noções relacionadas.
       Elaborar a árvore do Inverno com as crianças , para colocar na sala.


                                     SEGUNDA FASE
                                    ( DO NATAL ATÉ À PÁSCOA)
                   Janeiro , Fevereiro, Março
    CONTINUAR A EXPLORAR A ESTAÇÃO DO ANO O INVERNO.

           1- EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS.
     Descobrir o sentido do vocabulário referente a
     Tamanho—pequeno, grande, médio, alto, baixo, comprido, curto,
      largo, estreito.
     Forma.
     Posição e localização - esquerda, direita, dentro, fora, em frente ,
      atrás, depois, antes, entre, ao lado, começo, fim, em cima ,em
      baixo, aqui, ali, perto, longe.
     Desenvolver os conceitos de leve e pesado.
     Desenvolver os conceitos de cheio e vazio, muito e pouco.
     Formar o conceito de conjunto.
     Aquisição da noção de correspondência um a um.
     Formar o conceito de número, reconhecendo o numeral
      correspondente.
     Formar o conjunto de número ordinal. Primeiro , segundo último.

              2- TEMA AS PROFISSÕES


                                                                          25
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
  Educadora Lurdes Valentim

      Objectivos específicos
      Ao nível intelectual.

       Tomar conhecimento com algumas profissões do meio envolvente
       Sensibilizar para o mundo do trabalho.
       Desenvolver, estimular e aperfeiçoar a linguagem.
       Estimular o desenvolvimento cognitivo na criança pelo recurso a
        procedimentos didácticos.
       Proporcionar à criança a aquisição de um conjunto de valores
  básicos: respeito pelo direito à diferença e pela liberdade individual, e
  consciência da relatividade dos papeis sociais que cada individuo tem.

       Nível sócio afectivo.
       Promover a socialização das crianças no conhecimento do meio.
       Proporcionar experiências sociais e culturais.
       Promover a cooperação através de actividades de grupo e divisão de
        tarefas .
       Levar a criança a tomar consciência de si própria como membro
        participante de uma comunidade .
       Promover oportunidades para as crianças manifestarem sentimentos e
        desejos contribuindo para a sua auto estima , e auto confiança.
       Estimular as relações de afectividade criança / adulto.
       Promover um intercâmbio entre jardim de infância            e outras
        instituições existentes no meio envolvente.

            Nível psicomotor

       Incentivar a aplicação de conhecimentos sobre algumas profissões por
        parte das crianças.
       Desenvolver a coordenação motora e destreza manual.
       Fornecer estímulos sensoriais.
       Desenvolver a coordenação gestual e expressão corporal.




    ESTRATÉGIAS



                                                                          26
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

        Diálogos com as crianças sobre as profissões dos pais, partindo de
 uma história sobre as profissões. Explicando às crianças o que é que
 significa a palavra profissão.
        Questionar as crianças     sobre o que elas querem ser quando
 crescerem fazendo o registo gráfico.
        Realizar algumas saídas pela comunidade visitando algumas
 profissões, dentista, empregado de balcão, cozinheiro, médico, polícia
 entre outras.
        Realizar alguns jogos sobre as profissões , cantar e dizer lenga
 lengas, pesquisa em revistas de algumas profissões para recorte e
 colagem. Preenchimento de figuras com vários matérias sobre algumas
 profissões. Observação e identificação de imagens relativas a algumas
 profissões, audição de sons em cassete sobre sons de algumas
 profissões.

  3- PRIMAVERA:
OBJECTIVOS:
         Sensibilizar para mais uma estação do ano.
         Descobrir o sentido do vocabulário referente estações do ano.
          dia da semana , mês.
         Falar das características desta estação, para o renascimento da
          natureza , flores, folhas de que se revestem as árvores., a
          predominância da cor verde, os dias maiores e temperaturas mais
          amenas.
         chamar a atenção para o regresso de certas aves migratórias
          como as andorinhas .
         Falar do vestuário que se torna mais leve.
         Dar a conhecer alguns frutos que surgem na primavera.
         Elaborar a árvore da Primavera com as crianças para colocar na
          sala.
      ESTRATÉGIAS
     Utilizar diverso material representando esta estação do ano,
      gravuras livros, imagens. Estabelecendo comparações com as outras
      estações do ano já exploradas.
     Realizar saídas ao exterior , com o objectivo de observar a natureza
      em redor.
     Recolha de material natural para realizar estampagens e impressão
      vegetal.
     Composições com elementos naturais através de colagem.


                                                                         27
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

     Preenchimento de figuras relativas a esta estação do ano, com
      materiais diversos.
     Realizar actividades de linguagem, como canções e poesias sobre a
      Primavera.
     Realizar uma ou mais saídas ao mercado da localidade para
      observação das frutas e outros produtos.
     Criar o cantinho da natureza com plantação de milhos, plantas, e de
      um feijão para cada criança.
    4- DATAS FESTIVAS:
             CARNAVAL:
    Falar desta época.
    Elaborar fantasias para as crianças .
        Realizar um desfile de Carnaval com as crianças em Monte Real,
    com fantasias elaboradas na sala

             DIA DA ÁRVORE
    Falar deste dia às crianças, e sobre a importância das árvores para as
    pessoas , o que elas produzem. Frutos, lenha, oxigénio para
    respirarmos, papel, registar o que dizem as crianças e fazer registos de
    parede.
    Cantar a canção a árvore da montanha.

             DIA DA ÁGUA
    Falar da importância da água como ela é importante para todos os seres
    vivos, pessoas, animais, plantas. E porquê.
    Realizar algumas experiências com água.
    Registar o que disserem as crianças para elaborar um registo de parede.

           DIA DO PAI:
    Falar deste dia como um dia muito especial para as crianças.
    Dizer poesia relativas ao dia do pai.
    Preencher uma ou mais figuras relativas ao pai.
    Elaborar com as crianças uma prenda para oferecerem ao pai no dia do
    pai com um respectivo cartão.
             PÁSCOA:
    Falar desta data de forma adequada às crianças, devido à sua faixa
    etária
    Preencher figura relativas a esta data festiva, ovo, um coelho, a
    galinha, o pinto.


                                                                          28
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

    Realizar actividades de linguagem relativas , canções , poesias.
    Elaborar uma caixa ou saco ,com as crianças para levarem as amêndoas
    para casa ,estimulando a noção de partilha.


                            TERCEIRA FASE
                    (DA PÁSCOA ATÉ FINAL DO ANO)
                        Abril, Maio , Junho Julho
1- EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS
   CONTINUAR A RELEMBRAR:
       Os números.
       As cores.
       As formas .
       As letras.
       Correspondências.
       Conjuntos.
       Opostos.
       Posição e localização.
       Noções temporais.
       Noções espaciais.

    2- TEMA A ALIMENTAÇÃO:

OBJECTIVOS:
      Levar a criança a reconhecer a necessidade que as pessoas têm de
       se alimentar.
      Levar a criança a reconhecer a importância , que os alimentos que
       come podem ser um factor determinante para uma boa saúde.
      Sensibilizar a criança para as regras da higiene alimentar .
      Levar a criança a reconhecer e identificar sabores.
      Estimular a noção de responsabilidade.
      Realizar acções com os outro entre ajudando-se.
      Estimular um bom clima sócio emocional.

 ESTRATÉGIAS:
     Diálogos com as crianças sobre a importância de uma alimentação
      saudável.




                                                                        29
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

     Dar a conhecer quais os alimentos mais saudáveis, através de livros e
      imagens.
     Dar a conhecer os 5 grupos diferentes de alimentos. Através de
      livros , imagens. Preenchimento de figuras. Correspondendo a cada
      grupo.
     Dar a conhecer a roda dos alimentos.
     Pesquisa em revistas sobre alimentos e elaborar a roda dos
      alimentos através de recorte e colagem.
     Explicar a importância das vitaminas das proteínas, para que cresçam
      fortes e saudáveis.
     Desenvolver actividades de linguagem de expressão plástica
      relacionadas com o tema alimentação.

    3- DATAS FESTIVAS:

            DIA DA MÃE:
       Falar com as crianças deste dia tão especial.
       Levá-las a exteriorizar as suas emoções.
       Dizer a poesia e a canção sobre a mãe e registar na sala em papel.
       Preencher figuras sobre a mãe.
       Elaborar uma prenda para oferecerem à mão no dia da mãe com o
        respectivo cartão.

    DIA MUNDIAL DA CRIANÇA.
     Falar com as crianças sobre este dia.
     Realizar uma saída em Monte Real, sensibilizando a comunidade para
      este dia , oferecendo uma flor com um verso.
     Oferecer às crianças um pequeno presente, um livro de colorir com
      uma história elaborado na sala pelos adultos.

        5- O VERÃO:
     OBJECTIVOS :
     Falar desta estação do ano em seguimento da Primavera ,
      sensibilizando que há quatro estações do ano e são rotativas.
     Falar das suas características, dias grande temperaturas elevadas ,
      vestuário leve.
     Falar da época balnear do mar e da praia , característica desta
      zona.



                                                                             30
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

  ESTRATÉGIAS:
     Observar imagens com a estação do ano o verão, livros, imagens.
     Utilizar jogos de mesa com as estações do ano, explorando-os com as
      crianças.
     Preenchimento de figuras relativas a esta estação do ano, utilizando
      diversos materiais.
     Realizar saídas ao exterior explorando o meio envolvente.
     Falar da época balnear e sobre as regras que se devem ter , desde
      segurança , higiene, cuidados a ter. Falar das cores das bandeiras,
      não falar com estranhos , nunca se afastar do grupo, não ir sózinho
      para a água.




                  ORGANIZAÇÃO DAS ESTRATÉRGIAS



                                                                        31
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

                              Áreas de Conteúdo
    Com base na identificação do grupo e dos recursos existentes,
    nomeadamente a própria comunidade local, propomos criar as
    oportunidades de aprendizagens, dos saberes essenciais que as crianças
    do ensino Pré-Escolar devem ter, de acordo com as Orientações
    Curriculares para este nível de ensino, que se fundamenta como a
    primeira etapa do ensino básico.
    Áreas de Conteúdo
    1
    2 - Área da Formação Pessoal e Social:

    Actividades:
       1 • Organizar em cooperação partilhada o espaço e os materiais;
       2 • Combinar regras de sala e de actividades de utilização de
          espaços e materiais, de vida;
       3 • Conversar e partilhar em pares, em pequeno e em grande grupo;
       4 • Elaborar quadros: de tarefas, de presenças, tempo, de
          actividades, outros;
       5 • Responsabilizar pelas tarefas, actividades, trabalhos;

Desenvolver actividades de rotinas: acolhimento, planificação em grande
grupo, momentos de higiene, actividades e projectos, arrumação de
materiais, de sala, lanche, recreio, almoço, amostragem e exposição de
trabalhos, visitas, passeios;
      1 • Fazer jogos para conhecimento do corpo;
      2 • Discutir, pesquisar e estudar temas de interesse do grupo;
         3 • Partilhar e comunicar saberes com todo o grupo.

                                Área da Língua Materna.
Criar um clima de comunicação que favoreça o domínio e o enriquecimento
da linguagem oral através da realização de actividades que ajudem à
compreensão do funcionamento da língua.
Actividades:
   1 • Conversar nas reuniões de grupo - contar acontecimentos e
      situações vividas; descrever situações significativas, comunicar
      saberes, experiências, planear situações;
   2 •     Fazer   jogos    de    palavras:   rimas,  sinónimos/antónimos,
      masculino/feminino, singular/plural, famílias de palavras, palavras



                                                                        32
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

        começadas e acabadas com o mesmo som, decomposição de sílabas
        com palmas;
    3 • Utilização da biblioteca – organização dos livros de histórias ou
        outros;
    4 • Montagem e exploração do canto da escrita;
    5 • Ler e contar histórias;
    6 • Recontar, inventar histórias individualmente ou em grupo;
    7 • Ilustrar histórias, poesias, textos, registos de projectos, de
        receitas, de visitas, de actividades, de experiências, de listas de
        palavras...
    8 • Leitura de poesias, lengalengas, trava-línguas, provérbios;
    9 • Criar quadras populares e rimas;
    10 • Escrita da Oralidade das crianças na sua presença - textos livres,
        registos de noticias;
    11 • Reprodução de nomes, de textos nos cadernos, no computador;
    12 • Trabalho de texto: em extensão, em redução, com variações
        (género, número, tempo);
    13 • Elaboração de jornal (mural ou folheto);
    14 • Envio de correspondência para Pais, Jardins de Infância,...
    15 • Utilizar a escrita nas suas diversas funções, como suporte de
        memória: Nos mapas - instrumentos de pilotagem e regulação;
    16 • Consulta de dicionários, enciclopédias, jornais, revistas,...
    17 • Explorar imagens, gravuras, jogos (sonoros, de linguagem,...)
    Tendo sempre em conta que o Educador é o auditor das falas das
    crianças, para que estas se possam reconhecer como alguém que tem
    coisas a dizer e progressivamente aprendem a função e o valor da sua
    própria comunicação. Este é facilitador das relações sociais e das
    aprendizagens, pela multiplicação dos motivos para a fala, para a escrita
    a para a leitura; pela promoção de uma grande diversidade de meios de
    expressão e de comunicação na sala.
    Ao educador compete registar os compromissos, as tarefas combinadas,
    os cargos, entre outros, mostrando às crianças a escrita como função
    de organizador social.
    Escrever serve para guardar o que se diz, para conservar informação,
    para demonstrar o que se construiu, para interagir em situações
    múltiplas, para contar o passado, viver o presente e descobrir o futuro.
    O Educador não ensina a ler, mas sim estimula o prazer da escrita e da
    leitura.



                                                                          33
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

                           -Área do Conhecimento do Mundo
    Considerando que o meio ambiente é tudo o que nos rodeia, propomos
    desenvolver, a partir dos interesses das crianças ou de propostas,
    estudos que promovam estratégias de aquisição de saberes e
    aprendizagens com significado para o grupo.
    Pretende-se       sensibilizar para os diferentes domínios científicos,
    despertando a curiosidade, o desejo de aprender, fomentar uma atitude
    científica experimental e desenvolver valores de respeito para consigo,
    pelos outros, pelo meio e pela cultura.
    Actividades:
       1 • Passeios, visitas de estudo;
       2 • Observação e estudo de – animais, plantas, sementes, pessoas,
           coisas,...
       3 • Verificar e classificar as propriedades dos materiais
           observados: forma, textura, cor, som, temperatura, cheiro,
           sabor,...
       4 • Execução de pequenos projectos de investigação –germinadores•




                                                                        34
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

                                     - Área da Matemática
A partir das situações do quotidiano, propomos apoiar o desenvolvimento
lógico-matemático, colocando questões e explorando situações problemáticas
que permitam à criança observar, agir, questionar, colocar hipóteses,
escolher estratégias, procurar soluções, comparar resultados e, portanto
fazer as suas descobertas.

Actividades:
   1 • Resolver problemas do quotidiano (eliminar opções,...);
   2 • Explorar situações espontâneas, de descoberta de contagens
      (leitura das crianças presentes e ausentes - quadro das presenças),
      numeração (correspondência numérica no calendário mensal);
   3 • Fazer sequências, alternâncias,...
   4 • Formar conjuntos a partir de instrumentos usados diariamente -
      quadro de presenças, quadro de aniversários, livros, quadro das
      ementas;
   5 • Formar conjuntos através de jogos – movimento (arcos/peças de
      cor, Tamanho/quantidade com folhas das arvores...);
   6 • Exploração de objectos mediante a unidade de referência:
      medidas, pesagens,...
   7 • Jogos de classificação com blocos lógicos: forma, cor, tamanho,
      espessura;
   8 • Fazer colecções;
      9      • Explorar as situações no movimento para abordar noções de
      tempo (antes/depois, lento/rápido, depressa/devagar), espaço (à
      frente/atrás, em cima/em baixo, dentro/fora, esquerda/direita,
      longe/perto,     interior/exterior),  de    grandeza    (maior/menor,
      igual/diferente, alto/baixo, grande/pequeno/médio, comprido/curto,
      largo/estreito), de quantidade (cheio/vazio, muito/pouco)...


    - Área das Explorações Motora, Dramática, Plástica e Musical.
    - Expressão Motora
    Actividades:
       1 • Correr, saltar, marchar, gatinhar, rastejar, etc., a vários
          ritmos;
       2 • Gincanas;
       3 • Jogos tradicionais;
       4 • Danças;



                                                                        35
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

        5    •   Exercícios de relaxamento;
        6    •   Exercícios de equilíbrio;
        7    •   Exercícios respiratórios;
        8    •   Jogos de imitação (animais, pessoas, profissões,...);

    - Expressão Dramática
    Actividades:
       1 • Dramatização de histórias, poesias, canções, situações,
          actividades,...
       2 • Jogo simbólico na casa de bonecas (casamentos, nascimento,
          profissões, a lida da casa, a escola,...);
       3 • Jogos de imitação (profissões, objectos, expressões,
          sentimentos,...).
       4 • Exploração de vários materiais: sombras chinesas, fantoches,
          máscaras,...;
       5 • Situações mimadas.

    - Expressão Plástica
    Actividades:
       1 • Desenhar com vários materiais: lápis de cor, carvão, cera,
          marcadores, giz, outro; utilizar vários suportes: papeis de
          diferentes texturas, espessuras, tamanho, formas,...
       2 • Pintar, explorando várias técnicas e utilizando diferentes
          suportes e materiais (pincéis, corpo, escovas, carimbagem,
          esponjas, rolos, frutos, legumes, etc.);
       3 • Modelar com vários materiais (massa de cores, plasticinas,
          barro, etc.);
       4 • Recortar, colar, construir tridimencionalmente;
       5 • Fazer tapeçaria/costura;
       6 • Técnicas mistas.

    Expressão Musical
        1    • Cantar;
        2    • Fazer jogos rítmicos;
        3    • Explorar instrumentos musicais;
        4    • Fazer jogos de identificação de sons;
        5    • Imitar sons, reproduzir sons;
        6    • Improvisar instrumentos musicais utilizando a voz, as mãos,
             jornais, outro instrumento sonoro;


                                                                         36
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim

        7 • Fazer ditados rítmicos
        8 • Ouvir e conhecer vários estilos de Musica ( infantil, tradicional,
          clássica, rock, jazz, fado, ópera,...).

        os cantos de actividades, como a casinha, a garagem, os jogos de
 mesa , e os jogos de construção, são essenciais pois , através de
 situações lúdicas, as crianças começam por respeitar os outros , a
 interiorizar regras, a adquirir várias competências.
         Para atingir os temas a explorar, partirei sempre dos diálogos de grande grupo,
 tentando despertar o interesse e a curiosidade natural da criança, procurando estimulá-las e
 motivá-las.
        As planificações diárias e semanais estarão sempre presentes assim
 como a observação das crianças nas diversas actividades , verificando
 quais as suas necessidades mais prementes, o que lhe interessa mais de
 imediato, procurando ir respondendo aos seus interesses e necessidades.
        Se porventura           surgir algum tema de especial interesse das
 crianças, esse tema será explorado e desenvolvido. É de referir que
 venho acompanhando o grupo desde a sala dos intermédia , sala dos 2
 anos , 3 anos e 4 anos ,conhecendo nesse sentido de certo modo as
 necessidades e os interesses das crianças, referindo que cada uma é um
 caso único e um ser individual , lidando com cada uma de forma
 diferente.




                                                                                           37
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




                                PLANIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO

         As actividades a desenvolver ao longo do ano terão como ponto de partida as
  prioridades educativas das crianças, atendendo na medida do possível aos seus interesses
  e motivações. Os temas cíclicos como sejam épocas festivas e estações do ano serão
  alvo de uma atenção especial.
         No que diz respeito à planificação das actividades partindo do plano anual de
  actividades, elaborado pela equipa pedagógica, irá-se tentar abranger todas as áreas de
  desenvolvimento da criança, bem como, os temas de maior interesse para a idade em que
  as crianças se encontram.
         A partir do projecto pedagógico será feita uma planificação semanal na qual
  constarão os objectivos específicos, bem como, as actividades e estratégias que levarão
  a alcançar os objectivos propostos.

        O método de avaliação a utilizar será avaliação formativa e contínua. Formativa
  porque permite diagnosticar a situação das crianças e decidir a orientação a dar ao
  processo educativo. É também formativo porque avalia não só o produto final mas
  também todo o processo.
        No final do ano será entregue aos encarregados de educação uma avaliação das
  aprendizagens e desenvolvimento das crianças.

        A avaliação é contínua porque avalia a evolução e os progressos da criança em
  todas as áreas de desenvolvimento ao longo do ano lectivo, e, em actividades específicas
  possibilitando estabelecer a progressão das aprendizagens a desenvolver com cada
  criança.

                    A avaliação apresentada será resultado da observação naturalista feita
  à criança (ou seja, nas suas brincadeiras individuais e com os outros, na relação que
  estabelece com as outras crianças e com os adultos, no cumprimento de regras, do
  interesse que manifesta pelas actividades…) e da resposta dada pela criança às
  diferentes actividades propostas, direccionadas para determinadas aprendizagens.




                                                                                         38
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim



                         OBJECTIVOS DE TRABALHO COM A SALA

O ambiente do jardim de infância deve ser estável, porque proporciona à criança pontos de
referência, mas não estático ,porque reflecte a vida dos interesses do grupo. Por este
motivo pretendo:

            O arranjo e a manutenção das áreas, centros de interesse.
            Novos materiais decorativos.
            Mapa das presenças.
            Cartaz dos aniversários.
            Expor os trabalhos das crianças na sala de actividades.
            Criar um fácil acesso aos materiais.
            Decorar a sala de modo agradável, e atraente, colorida para agradar às crianças.
            Decoração da sala de acordo com as datas festivas.
            Criar no jardim de infância um local dinâmico, de forma a responder às
             necessidades particulares de cada criança.

                                   ORGANIZAÇÃO DOS RECURSOS

        Para desenvolver o trabalho proposto terá sempre que se recorrer a recursos
 físicos e humanos , para que o trabalho seja coerente e enriquecedor.

        RECURSOS HUMANOS.

                Crianças.
                Educadora de infância.
                Auxiliar da sala.
                Outros membros da Instituição. Alguns membros da       comunidade incluindo as
                 famílias das crianças. Que eventualmente participem   em algumas actividades a
                 desenvolver.




                                                                                             39
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim
                                                    RECURSOS FÍSICOS:

             Material didáctico. livros, jogos didácticos, gravuras, imagens, histórias em
              imagens.
             Material recuperável.
             Tecidos, lãs, aparas de madeira ,de lápis de cor, serradura,

             Seixos, revistas, embalagens vazias de produtos alimentares.

             Material natural:
             Folhas de árvores, flores, sementes, areia, barro, farinha.

             Material de desgaste:
             Papel de vários tipos : canelado, de lustro, cartolinas , de prata, de crepe, de
              veludo, reciclado com textura, de manteiga, de cavalinho, celofane.

             Material áudio visual:
             Gravador televisão, vídeo, cd, cassetes, orgão.

             Material padronizado:
             Bonecas, carros outros brinquedos, pratos , copos talheres ...

             Meio envolvente:
             Praia, alguns locais de Monte Real, Pinhais.

             Carrinha da instituição.
             E todos os outros espaços físicos deste Centro, como refeitório, casas de
              banho, parque exterior, átrio.

                                      PROCESSOS DE AVALIAÇÃO
          Para além de todo o trabalho a desenvolver é importante, observar, analisar, e
    apreciar os progressos feitos e realizados por cada criança, bem como a natureza e
    eficácia da própria acção pedagógica. Em função dos objectivos da educação pré -
    escolar.   A avaliação deste projecto será baseado na observação e análise dos
    comportamentos das crianças nas diferentes actividades, quer em grupo, quer em
    pequeno grupo , quer individualmente.

             Serão considerados os seguintes aspectos:

             Índice de participação.


                                                                                            40
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim
           Interesse demonstrado.
           Curiosidade revelada.
           Integração no grupo.
           Nível de autonomia e responsabilidade.
           Progressos demonstrados ao nível das competências adquiridas .
           A par de tudo isto estarão sempre presentes as planificações semanais e
    diárias. Outra forma de avaliação, serão os diálogos com outras profissionais,
    procurando em conjunto estabelecer um trabalho de equipa com todos os membros da
    comunidade escolar com o intuito de enriquecer o trabalho a desenvolver ao longo deste
    ano lectivo 2007/2008.




                                                                                             41
Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008
Educadora Lurdes Valentim




                                                         BIBLIOGRAFIA



  GISEL, ARNOLD “ O MUNDO DA CRIANÇA”Publicações D. Quixote.



  GUIMARÃES, MARIA DULCE / COSTA, ISABEL ALVES

   “EU ERA A MÃE”

   Divisão de Educação Pré-escolar

 Direcção geral do ensino básico
 Ministério da Educação e Cultura


REBELO, DULCE / DINIS,M. AUGUSTA G. SEABRA.
“FALAR CONTIGO”
Divisão de educação pré-escolar
Direcção geral do ensino básico
Ministério da Educação e Cultura


“PARA UMA TROCA DE SABERES”
Divisão de Educação Pré-escolar
Direcção geral do ensino básico
Ministério da Educação e Cultura.

DOS 3 AOS 5 ANOS NO JARDIM DE INFÂNCIA( 1995)
Ministério da Educação
Departamento da Educação básica
Núcleo de educação pré-escolar




                                                                        42

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planificação dia de reis
Planificação dia de reisPlanificação dia de reis
Planificação dia de reis
mvaznunes
 
JI Pedrosas - Planificação: Alimentação
JI Pedrosas - Planificação: AlimentaçãoJI Pedrosas - Planificação: Alimentação
JI Pedrosas - Planificação: Alimentação
mvaznunes
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Diana Mendes Crespo
 
Relatório Síntese 3º período
Relatório Síntese 3º períodoRelatório Síntese 3º período
Relatório Síntese 3º período
SalaAmarelaJIGradil
 
Planificacao Maio
Planificacao MaioPlanificacao Maio
Planificacao Maio
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
projecto curricular de grupo sala 3
projecto curricular de grupo sala 3projecto curricular de grupo sala 3
projecto curricular de grupo sala 3
fatimasilva1957
 
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Acnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivasAcnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivas
Sandra Evt
 
Planificacao Novembro
Planificacao NovembroPlanificacao Novembro
Planificacao Novembro
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Planificação ana paula silva
Planificação ana paula silvaPlanificação ana paula silva
Planificação ana paula silva
paulasilva80
 
Reunião de pais inicio do ano 2016-17
 Reunião de pais inicio do ano 2016-17 Reunião de pais inicio do ano 2016-17
Reunião de pais inicio do ano 2016-17
10-09-61
 
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abrilProjeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
Maria de lurdes valentim gerardo
 
Planificação 22 de abril a 16 maio 2013-2014
Planificação 22 de abril a 16 maio   2013-2014Planificação 22 de abril a 16 maio   2013-2014
Planificação 22 de abril a 16 maio 2013-2014
mvaznunes
 
A árvore generosa
A árvore generosaA árvore generosa
A árvore generosa
Vera Monteiro
 
Metas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolar
Metas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolarMetas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolar
Metas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolar
Maria João Silva
 
Planificacao Janeiro
Planificacao JaneiroPlanificacao Janeiro
Planificacao Janeiro
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Plano de atividades - Jardim de infância
Plano de atividades - Jardim de infância Plano de atividades - Jardim de infância
Plano de atividades - Jardim de infância
Liliana Silva
 
Educação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagem
Educação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagemEducação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagem
Educação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagem
Maria João Silva
 
Planificacao Outubro
Planificacao OutubroPlanificacao Outubro
Planificacao Outubro
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 

Mais procurados (20)

Planificação dia de reis
Planificação dia de reisPlanificação dia de reis
Planificação dia de reis
 
JI Pedrosas - Planificação: Alimentação
JI Pedrosas - Planificação: AlimentaçãoJI Pedrosas - Planificação: Alimentação
JI Pedrosas - Planificação: Alimentação
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
 
Relatório Síntese 3º período
Relatório Síntese 3º períodoRelatório Síntese 3º período
Relatório Síntese 3º período
 
Planificacao Maio
Planificacao MaioPlanificacao Maio
Planificacao Maio
 
projecto curricular de grupo sala 3
projecto curricular de grupo sala 3projecto curricular de grupo sala 3
projecto curricular de grupo sala 3
 
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
 
Acnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivasAcnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivas
 
Planificacao Novembro
Planificacao NovembroPlanificacao Novembro
Planificacao Novembro
 
Planificação ana paula silva
Planificação ana paula silvaPlanificação ana paula silva
Planificação ana paula silva
 
Reunião de pais inicio do ano 2016-17
 Reunião de pais inicio do ano 2016-17 Reunião de pais inicio do ano 2016-17
Reunião de pais inicio do ano 2016-17
 
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abrilProjeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos   ultimos 15 de abril
Projeto pedagogico berçário sala intermedia os pirilampos ultimos 15 de abril
 
Planificação 22 de abril a 16 maio 2013-2014
Planificação 22 de abril a 16 maio   2013-2014Planificação 22 de abril a 16 maio   2013-2014
Planificação 22 de abril a 16 maio 2013-2014
 
A árvore generosa
A árvore generosaA árvore generosa
A árvore generosa
 
Metas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolar
Metas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolarMetas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolar
Metas de aprendizagem para o final da Educação Pré escolar
 
Planificacao Janeiro
Planificacao JaneiroPlanificacao Janeiro
Planificacao Janeiro
 
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
 
Plano de atividades - Jardim de infância
Plano de atividades - Jardim de infância Plano de atividades - Jardim de infância
Plano de atividades - Jardim de infância
 
Educação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagem
Educação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagemEducação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagem
Educação pré escolar avaliação das crianças e as metas de aprendizagem
 
Planificacao Outubro
Planificacao OutubroPlanificacao Outubro
Planificacao Outubro
 

Destaque

Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de salaR.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
Maria de lurdes valentim gerardo
 
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólioPTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
Maria Sousa
 
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Projecto curricular 5 anos 2011/2012
Projecto curricular 5 anos 2011/2012Projecto curricular 5 anos 2011/2012
Projecto curricular 5 anos 2011/2012claudiasofiareis77
 
Como elaborar um Projeto Pedagógico
Como elaborar um Projeto PedagógicoComo elaborar um Projeto Pedagógico
Como elaborar um Projeto Pedagógico
Claudia Dutra
 
Projecto currilar grupo 2010 2011
Projecto currilar grupo 2010 2011 Projecto currilar grupo 2010 2011
Projecto currilar grupo 2010 2011
ermelinda mestre
 
Pcg blogue
Pcg bloguePcg blogue
Pcg blogue
Ana Barroca
 
Projeto Pedagógico Curricular
Projeto Pedagógico CurricularProjeto Pedagógico Curricular
Projeto Pedagógico Curricular
ademir rozario
 
Pct 11 12
Pct 11 12Pct 11 12
Pct 11 12
Sonia Pacheco
 
Projecto Curricular
Projecto CurricularProjecto Curricular
Projecto Curricular
Traquinas em Linha, lda
 
Planificação mês março 2013
Planificação mês março 2013Planificação mês março 2013
Planificação mês março 2013
Célia Conrado
 
Projecto curricular 4 anos 1
Projecto curricular 4 anos 1Projecto curricular 4 anos 1
Projecto curricular 4 anos 1
claudiasofiareis77
 
Projeto curricular de turma
Projeto curricular de turmaProjeto curricular de turma
Projeto curricular de turma
prescolariomouro
 
Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
83800329 planificacao-mensal-fevereiro-2012
83800329 planificacao-mensal-fevereiro-201283800329 planificacao-mensal-fevereiro-2012
83800329 planificacao-mensal-fevereiro-2012
Diamantina Caeiro
 
Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)
Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)
Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Apresentação do PTT 2013 2014
Apresentação do PTT 2013 2014Apresentação do PTT 2013 2014
Apresentação do PTT 2013 2014
Maria Sousa
 

Destaque (19)

Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016
 
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de salaR.dc.07 projeto pedagógico de sala
R.dc.07 projeto pedagógico de sala
 
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólioPTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
 
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
 
Projecto curricular 5 anos 2011/2012
Projecto curricular 5 anos 2011/2012Projecto curricular 5 anos 2011/2012
Projecto curricular 5 anos 2011/2012
 
Como elaborar um Projeto Pedagógico
Como elaborar um Projeto PedagógicoComo elaborar um Projeto Pedagógico
Como elaborar um Projeto Pedagógico
 
Projecto currilar grupo 2010 2011
Projecto currilar grupo 2010 2011 Projecto currilar grupo 2010 2011
Projecto currilar grupo 2010 2011
 
Pcg blogue
Pcg bloguePcg blogue
Pcg blogue
 
Projeto Pedagógico Curricular
Projeto Pedagógico CurricularProjeto Pedagógico Curricular
Projeto Pedagógico Curricular
 
Pct 11 12
Pct 11 12Pct 11 12
Pct 11 12
 
Projecto Curricular
Projecto CurricularProjecto Curricular
Projecto Curricular
 
Planificação mês março 2013
Planificação mês março 2013Planificação mês março 2013
Planificação mês março 2013
 
Projecto curricular 4 anos 1
Projecto curricular 4 anos 1Projecto curricular 4 anos 1
Projecto curricular 4 anos 1
 
Projeto curricular de turma
Projeto curricular de turmaProjeto curricular de turma
Projeto curricular de turma
 
Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014
 
83800329 planificacao-mensal-fevereiro-2012
83800329 planificacao-mensal-fevereiro-201283800329 planificacao-mensal-fevereiro-2012
83800329 planificacao-mensal-fevereiro-2012
 
Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)
Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)
Relatório Síntese de Avaliação do PT (1º Período)
 
Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015
 
Apresentação do PTT 2013 2014
Apresentação do PTT 2013 2014Apresentação do PTT 2013 2014
Apresentação do PTT 2013 2014
 

Semelhante a Projecto curricular sala dos 5 anos

Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia
ruben faria
 
Tabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento HumanoTabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento Humano
nathalianishimuta
 
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idadeDesenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Lara Kessia Martins Ávila
 
Estimulação de 0 a 3 anos
Estimulação de 0 a 3 anosEstimulação de 0 a 3 anos
Estimulação de 0 a 3 anos
Debora Estery
 
Sdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocionalSdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocional
becresforte
 
Primeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamental
Primeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamentalPrimeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamental
Primeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamental
PatriciaOliver29
 
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criançaColeção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criança
Aline Melo de Aguiar
 
autismo e asperger.ppt
autismo e asperger.pptautismo e asperger.ppt
autismo e asperger.ppt
ssuser85565a
 
Apresentação4
Apresentação4Apresentação4
Apresentação4
Bruno Gomes
 
Mutismo Seletivo
Mutismo SeletivoMutismo Seletivo
Mutismo Seletivo
Rafael Paris Schessof
 
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincarA ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
margarida_branco
 
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincarA ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
Ana Teresa
 
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincarA ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
CatiaDuarte_1
 
Autismo
AutismoAutismo
A criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolarA criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolar
EU O Escutismo
 
Ong pro mundo
Ong pro mundoOng pro mundo
Ong pro mundo
Welci José Tomazella
 
Compreendendo o Aventureiro.pptx
Compreendendo o Aventureiro.pptxCompreendendo o Aventureiro.pptx
Compreendendo o Aventureiro.pptx
RosivaldoeEliete Santana
 
Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1
Kátia Rumbelsperger
 
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
MariaDaLuzGomesdeMed
 
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
josoejunior7478721
 

Semelhante a Projecto curricular sala dos 5 anos (20)

Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia
 
Tabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento HumanoTabela de Desenvolvimento Humano
Tabela de Desenvolvimento Humano
 
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idadeDesenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
 
Estimulação de 0 a 3 anos
Estimulação de 0 a 3 anosEstimulação de 0 a 3 anos
Estimulação de 0 a 3 anos
 
Sdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocionalSdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocional
 
Primeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamental
Primeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamentalPrimeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamental
Primeira Infância e seus desafios na educação infantil e fundamental
 
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criançaColeção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criança
 
autismo e asperger.ppt
autismo e asperger.pptautismo e asperger.ppt
autismo e asperger.ppt
 
Apresentação4
Apresentação4Apresentação4
Apresentação4
 
Mutismo Seletivo
Mutismo SeletivoMutismo Seletivo
Mutismo Seletivo
 
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincarA ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
 
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincarA ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
 
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincarA ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
A ludoterapia e_a_importancia_do_brincar
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
A criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolarA criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolar
 
Ong pro mundo
Ong pro mundoOng pro mundo
Ong pro mundo
 
Compreendendo o Aventureiro.pptx
Compreendendo o Aventureiro.pptxCompreendendo o Aventureiro.pptx
Compreendendo o Aventureiro.pptx
 
Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1
 
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
 
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
25-10-2017-jogosebrinacdeirasnaeducacaoinfantilenociclodealfabetizacao-renata...
 

Último

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
FredPaixaoeSilva
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
dataprovider
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
MarcoAurlioResende
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 

Último (20)

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 

Projecto curricular sala dos 5 anos

  • 1. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim INTRODUÇÃO O jardim de infância, onde as crianças entram com as suas vivências, os seus sonhos e por vezes algum receio, é um espaço acolhedor que vai ajudá-la a crescer, a construir a sua personalidade, a cultivar a alegria de fazer descobertas A educação pré-escolar , de frequência facultativa abrange as crianças a partir dos três anos ,até à idade de ingresso no ensino básico. A sua frequência, e já baseado em estudos recentes, tem reflexos positivos na vida futura da criança enquanto adulto. A educação pré-escolar vai permitir à criança:  Desenvolver a segurança e o equilíbrio afectivo.  Conhecer o seu corpo.  Desenvolver capacidades motoras.  Adquirir progressivamente autonomia.  Relacionar-se com os outros e respeitá-los.  Comunicar e expressar-se através de diferentes linguagens.  Desenvolver a imaginação e a criatividade.  Aprender, fazendo e experimentando.  Observar e compreender o meio em que vive. Nesse sentido compete ao educador de infância, responsável pela intervenção pedagógica, promover e criar situações que contribuam para o desenvolvimento geral das crianças aos três grandes níveis de desenvolvimento. A igualdade de oportunidades para o indivíduo se expressar, e dispor de si próprio e desempenhar futuramente um papel útil na sociedade, Como um indivíduo, feliz e equilibrado, dependem da educação recebida na infância. Nesse sentido como profissional tenho como missão, dar resposta aos interesses e necessidades do grupo, de cada criança em particular, incentivando, promovendo e despertando todas as suas potencialidade CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 1
  • 2. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim AS CRIANÇAS DOS 5 AOS 6 ANOS Desenvolvimento Físico  A preferência manual está estabelecida;  É capaz de se vestir e despir sozinha;  É capaz de assegurar a sua higiene de forma independente;  Pode manifestar dores de estômago ou vómitos quando obrigada a comer comidas de que não gosta; tem preferência por comida pouco elaborada, embora aceite uma maior variedade de alimentos; Desenvolvimento Intelectual  Fala fluentemente, utilizando correctamente o plural, os pronomes e os tempos verbais;  Grande interesse pelas palavras e a linguagem;  Pode gaguejar se estiver muito cansada ou nervosa;  Segue instruções e aceita supervisão;  Conhece as cores, os números, etc.; pode identificar e distinguir euros e cêntimos;  Capacidade para memorizar histórias e repeti-las;  É capaz de agrupar e ordenar objectos tendo em conta o tamanho (do mais pequeno ao maior);  Começa a entender os conceitos de "antes" e "depois", "em cima" e "em baixo", etc., bem como conceitos de tempo: "ontem", "hoje", "amanhã"; Desenvolvimento Social  A mãe é ainda o centro do mundo da criança, pelo que poderá recear não a voltar a ver após uma separação;  Copia os adultos;  Brinca com meninos e meninas;  Está mais calma, não sendo tão exigente nas suas relações com os outros; é capaz de brincar apenas com outra criança ou com um grupo de crianças, manifestando preferência pelas crianças do mesmo sexo; CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 2
  • 3. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  Brinca de forma independente, sem necessitar de uma constante supervisão;  Começa a ser capaz de esperar pela sua vez e de partilhar;  Conhece as diferenças de sexo;  Aprecia conversar durante as refeições;  Começa a interessar-se por saber de onde vêm os bebés;  Está numa fase de maior conformismo, sendo crítica relativamente aqueles que não apresentam o mesmo comportamento; Desenvolvimento Emocional  Pode apresentar alguns medos: do escuro, de cair, de cães ou de dano corporal, embora esta não seja uma fase de grandes medos;  Se estiver cansada, nervosa ou chateada, poderá apresentar alguns dos seguintes comportamentos: roer as unhas, piscar repetidamente os olhos, fungar, chuchar no dedo, etc.;  Preocupa-se em agradar aos adultos;  Maior sensibilidade relativamente às necessidades e sentimentos dos outros;  Envergonha-se facilmente. Desenvolvimento Moral  Devido à sua grande preocupação em fazer as coisas bem e em agradar, poderá por vezes mentir ou culpar os outros de comportamentos reprováveis; DOS 5 AOS 6 ANOS sinais de alarme  Medos excessivos;  Ansiedade de separação extrema;  Enurese nocturna;  Timidez;  Comportamentos de bullying relativamente aos pares;  Inibição manifesta nas brincadeiras;  Comportamentos ritualísticos, sobretudo à volta da comida;  Problemas na fala persistentes;  Falta de interesse pelos outros;  Ansiedade: Tiques;  Onicofagia (roer as unhas);  Sono: CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 3
  • 4. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  Dificuldade em adormecer sozinho, Insónias. Resumindo Aos 5 anos a criança geralmente atinge uma relativa estabilidade emocional. É capaz de autonomia e de relativa independência em relação ao adulto necessitando contudo, da sua amizade e apreço. O convívio com as outras crianças começa a ser um aspecto cada vez mais importante na sua vida. Por vezes surgem conflitos que requerem a intervenção do adulto mas as crianças vão conseguindo compreender os sentimentos e direitos dos outros e aceitar que a vida em grupo exige algumas regras. Os interesses orientam-se gradualmente para o mundo exterior e estão desejosos de aprender . a imaginação evidencia-se no jogo simbólico cujas sequências se tornam cada vez mais ricas e melhor estruturadas. É a idade por excelência dos contos de fadas . A riqueza e a correcção do vocabulário, dependem muito da linguagem utilizada pelos adultos. Mantém ainda alguns resíduos de linguagem infantil , preocupa-se cada vez mais em compreender e ser compreendida. Muitas crianças sabem contar até dez e às vezes até mais, mas é preciso não confundir o conhecimento verbal dos números com a noção de número cuja estruturação se processa mais lentamente. No desenho e na pintura aparecem cenas cada vez mais complexas. Intelectualmente a criança desprende-se da acção concreta sobre o real. Estabelece relações e antecipa consequências . começa agora afazer operações mentais, mas ainda intuitivamente sem a exigência lógica que irá construindo gradualmente até atingir a lógica formal dos adolescentes. Nesta fixa etária, já atingiu uma boa coordenação de movimentos. CARACTERIZAÇÃO DO GRUPO O grupo é constituído por 23 crianças . Sendo 15 meninos e 8 meninas. Algumas irão completar os 5 anos durante este ano lectivo . é um grupo homogéneo em idade . aparentando no entanto características muito CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 4
  • 5. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim próprias. È de referir que acompanho na sua maioria este grupo de crianças desde a sala intermédia. De um modo geral, são crianças muito faladoras ,apresentando um bom vocabulário, sendo capazes de relatar experiências, ou ideias, com alguma sequência lógica. Havendo no entanto, crianças com uma maior facilidade de se exprimirem. Apresentam uma actividade física muito intensa, com uma boa coordenação geral de movimentos, possuindo já um bom controle de movimentos finos. São crianças interessadas, em todas as actividades propostas. Referindo que há crianças que preferem umas actividades em relação a outras. Algumas crianças têm que ser mais estimuladas e mais incentivadas em relação a outras , mas é isso que as diferencia umas das outras como seres individuais. Já têm algum sentido de autonomia, e de responsabilidade. Surgem ainda alguns conflitos entre eles, mas que se resolvem sempre da melhor maneira, conversando com eles. São crianças muito afectuosas, relacionam-se bem entre si e entre os adultos, mantendo uma ao relação com todos os adultos da comunidade escolar. Gostam de agradar e de cooperar com o adulto Conversam imenso uns com os outros e já se verificam as suas preferências em relação aos amigos. CARACTERIZAÇÃO DA SALA A sala dos cinco anos , é uma sala com dimensões bastantes boas ,com janelas e portas de sacada envidraçadas , o que possibilita uma boa iluminação natural. Nas paredes estão expostos painéis, onde vão sendo colocados os trabalhos das crianças. A sala já se encontra decorada, de interesse das crianças , noddy , ruca entre outros E ainda com motivos relacionados com os temas que se vão desenvolvendo, nomeadamente o Outono, móbiles dos aniversários .,o quadro das presenças ,onde diariamente cada criança marca a sua presença, explorando os dias da semana , a sucessão dos dias, e os próprios, nomes uns dos outros . A sala encontra-se dividida por áreas, nomeadamente : Área do Acolhimento: Tapete – Área de extrema importância para reunir todo o grupo de crianças. No tapete podemos conversar, tomar CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 5
  • 6. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim decisões, ler e ver histórias, etc… O tapete funciona também como uma área de actividades repousantes, porque é um espaço privilegiado para a escuta e para actividades de carisma mais intelectual, nas quais a concentração da criança é imprescindível e com muito barulho e confusão será muito difícil. O tapete é também a área escolhida para actividades com grande grupo porque podemos captar a atenção de todas as crianças para uma actividade comum. *Garagem: Brincar com os carros. Fazer corridas, fazer de conta que está a conduzir o carro do papá…faz parte das brincadeiras de qualquer criança e dado o interesse manifestado pelas crianças a sala de actividades não poderia deixar de possuir esse cantinho não apenas pelo seu carácter lúdico mas também porque promove a socialização entre as crianças. Área dos Jogos: A área dos jogos divide-se em duas partes: jogos de mesa e jogos de tapete. Jogos de Mesa – são constituídos por dominós, puzzles de diferentes estilos e graus de dificuldade para que possam ir de encontro as características das diferentes crianças. Jogos de Tapete – são constituídos por legos de diferentes estilos e tamanhos. Esta área dá à criança uma grande margem de manobra porque podem utilizar as peças de lego para diferentes fins ajudando a desenvolver a sua noção de espaço e outras noções de carácter lógico- matemático. É a área privilegiada para as grandes construções. Área da Biblioteca inserida na área de acolhimento: Esta área estimula na criança o interesse pela leitura e pela escrita. O visionamento dos livros desenvolve na criança a capacidade de ver imagens estimulando ao mesmo tempo a sua imaginação porque a partir das imagens ela inventa a sua história ou invoca aquilo que memoriza quando a história foi contada pelo adulto funcionando como um óptimo estimulo à capacidade de memorização. No caso do quadro preto estimula a criança no sentido da iniciação à escrita. Área do Faz de Conta: Este espaço é por excelência um centro de simulação e desempenho de papéis. Aqui as crianças têm a oportunidade de reunir e representar tudo o que sabem acerca das coisas, das pessoas e de acontecimentos que presenciam ou experimentam. Imitar as pessoas nas diferentes situações do quotidiano ajuda as crianças a entender o mundo dos adultos, dá ainda à criança a possibilidade de trabalhar em conjunto, CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 6
  • 7. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim de exprimir sentimentos e ideias e de utilizar a linguagem para comunicar nos seus papéis. existe a casinha equipada com um móvel que possui uma pequena cozinha , a cama da boneca , um espelho, e a tábua de passar a ferro. Na área das expressões, é onde se realiza a maior parte dos trabalhos de expressão plástica, e também exploração de jogos ,com conceitos e preenchimento de figuras consolidando alguns conceitos e outras actividades. A sala está equipada com equipamento e materiais adequados e suficientes para as actividades diárias das crianças. Sendo de referir , os equipamentos servem de apoio às actividades e influenciam o comportamento do grupo, quer através da sua concepção, quer pela sua disposição dos diferentes espaços. A distribuição dos equipamentos pela sala foi pensada de forma a possuir as seguintes características: - mobilidade (transforma a sala num espaço dinâmico, pois permite a modificação, de modo a adequá-la a diferentes necessidades); - Polivalente (utilizado para diferentes necessidades); - Compatibilidade; - Fácil conservação e limpeza; -funcionalidade (adequada às características das crianças, ser acessível a elas, possibilitar a autonomia na sua utilização, não representar riscos a nível da segurança). OBJECTIVOS CURRICULARES: 1. Promover o desenvolvimento pessoal e social da criança, com base em experiências de vida democrática, numa perspectiva de educação para a cidadania. 2. Estimular o desenvolvimento global de cada criança, no respeito pelas suas características individuais, incutindo comportamentos que favorecem aprendizagens CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 7
  • 8. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim significativas e diversificadas. 3. Despertar a curiosidade e o pensamento crítico. Definição das Áreas de Conteúdo e Competências Essenciais: Das competências a seguir discriminadas, competirá ao educador titular de grupo definir quais as prioridades de intervenção a estabelecer, tendo em conta as características do grupo e as características individuais de cada criança com que trabalha, nomeadamente, a idade, os interesses manifestados e os seus contextos sócio – familiares. Área Curricular: Formação Pessoal e Social Competências (A criança deve ser capaz de) : Responsabilidade Autonomia Sociabilidade Compreender: o que está certo e errado o que pode e não pode fazer os seus direitos e deveres e os dos outros Ser independente no: vestir despir lavar as mãos e a cara comer utilizar os materiais e instrumentos à sua disposição cuidado pela sua própria segurança Gerir o espaço e o tempo: saber escolher e tomar decisões demonstrar preferências encontrar critérios e razões para as suas escolhas Partilhar o poder: no elaborar e negociar as regras com o grupo no compreender e aceitar essas regras no decidir e colaborar nas tarefas necessárias ao bom funcionamento do grupo CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 8
  • 9. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Educação para a Cidadania Participar na vivência de valores de: justiça responsabilidade cooperação igualdade fraternidade Participar na vivência de valores democráticos ao: tomar iniciativas colaborar nas propostas colaborar em projectos comuns resolver conflitos ser tolerante ser compreensivo respeitar a diferença reconhecer as características individuais reconhecer os laços de pertença social e cultural respeitar outras culturas compreender as suas próprias capacidades e limitações respeitar o outro Participar na organização do ambiente educativo: ter sentido estético exprimir valores Conhecer e ter capacidade de crítica perante assuntos da actualidade como: saúde e higiene prevenção e segurança educação sexual toxicodependência multiculturalidade CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 9
  • 10. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Área Curricular: Expressão e Comunicação Expressão Motora Competências ( A criança deve ser capaz de): Executar diferentes formas de movimento: andar correr trepar deslizar baloiçar rodopiar saltar: a pés juntos e só com um pé relaxar parar Conhecer as diferentes partes do corpo: esquema corporal Posicionar-se em relação ao espaço: o esquerda / direita o em cima / em baixo o à frente / atrás Manipular objectos Criar situações de comunicação: verbal não verbal Expressão Dramática Interagir: com uma criança o com mais crianças o com o grupo o com o adulto Brincar ao “faz de conta”: utilizar material próprio desempenhar papéis Gostar de: dramatizar mimar tornar complexo o jogo simbólico CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 10
  • 11. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Expressão Plástica Explorar e manipular diversos materiais. Ser responsável pelo material utilizado. Participar em actividades de: desenho, pintura, digitinta, rasgagem, recorte, colagem, modelagem,etc. Preocupar-se com o sentido estético das suas produções usar a imaginação ser criativa Ter o sentido das proporções e da harmonia Expressão musical Explorar as características dos sons: intensidade altura duração timbre silêncio Explorar sons e ritmos: escutar identificar reproduzir tocar cantar dançar criar Conhecer diferentes instrumentos musicais: identificá-los utilizá-los manipulá-los CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 11
  • 12. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Linguagem Oral Verbalizar acções: narrar acontecimentos planear verbalmente Conversar: com outro com vários parceiros em grupo Ter facilidade de expressão Saber escutar Partilhar oralmente as suas experiências Dominar a linguagem: vocabulário construção de frases articulação de palavras dicção Negociar tarefas: com os adultos com os colegas Verbalizar: rimas canções lengalengas trava-línguas advinhas histórias CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 12
  • 13. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Abordagem à escrita Mostrar interesse pela escrita: registar graficamente as produções orais contactar com a escrita fazer tentativas de escrita mostrar curiosidade compreender a funcionalidade da escrita interiorizar a direccionalidade identificar formas de escrita Mostrar interesse pela leitura: gostar de ouvir ler ser capaz de reproduzir o que ouviu ler interpretar leituras compreender o que ouviu ler manipular correctamente materiais de leitura saber distinguir a função dos diferentes materiais conhecer o aspecto gráfico do livro Manipular diversos materiais: livros revistas jornais enciclopédias imagens Conhecer o material informático: mostrar curiosidade manipulá-lo Matemática: CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 13
  • 14. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim adquirir a noção de número Ter noção de : longe/perto dentro/fora/entre aberto/fechado em cima/em baixo Relacionar e manipular objectos: diferentes formas de representação Fazer comparações: comparar a sua altura com os outros comparar objectos Medir espaços: com os pés com as mãos com medidas padrão Classificação Identificar as cores Formar padrões Formar conjuntos Agrupar Seriar Ordenar Identificar opostos: alto/baixo grande/pequeno grosso/fino claro/escuro rápido/lento Conhecer a sequência das unidades de tempo: manhã/tarde/noite dias da semana meses do ano estações do ano muito tempo/pouco tempo Quadros e tabelas: estar consciente da sua utilidade CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 14
  • 15. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim saber preencher colaborar na sua construção Utilização de materiais Saber utilizar e manipular: cubos legos puzzles dominós blocos lógicos material de desperdício Brincar com água: enchimentos esvaziamentos Medição: conhecer a balança comparar pesos efectuar pesagens registá-las compará-las comparar o seu peso com os outros Resolução de problemas Participar na resolução de problemas: propor situações problemáticas procurar soluções debater reflectir procurar razões de solução confrontar respostas Explorar o espaço que o rodeia Estar atento à posição e deslocação de objectos CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 15
  • 16. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Organizar espaços Área Curricular: Conhecimento do Mundo Competências (A criança deve ser capaz de) : Manifestar curiosidade e desejo: de saber de compreender de perguntar de investigar o porquê Manifestar interesse em explorar: as possibilidades e limitações do seu corpo em si mesmo nas relações com o espaço e com os objectos Representar e dar sentido ao mundo através dos diferentes meios de expressão e comunicação Meio próximo Referir-se ao que existe e acontece no seu meio exterior: contexto social contexto familiar contexto escolar Saberes sobre o Mundo Manifestar ideias sobre: si próprio a relação com os outros a relação com a natureza a relação com a sociedade a relação com o mundo dos homens os espaços os materiais o uso dos objectos Saberes Sociais Reconhecer, nomear e utilizar: diferentes equipamentos diferentes utensílios objectos para construir novas formas CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 16
  • 17. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim diferentes cores diferentes sensações diferentes sentimentos Saber sobre si: nome completo morada localidade onde vive o país onde é natural a idade que está a crescer situar-se socialmente na família situar-se socialmente noutros grupos sociais Conhecer aspectos: do ambiente natural do ambiente social do ambiente cultural Sensibilização às Ciências Manifestar conhecimentos humanos elementares: em relação às diferentes ciências humanas interessar-se por adquirir mais conhecimentos interessar-se por investigar sobre esses assuntos conhecer alguns dos conteúdos das várias ciências: Biologia: homem animais plantas CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 17
  • 18. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim outros Física/Química realizar experiências explorar o efeito da sombra e da luz executar jogos com cores questionar o porquê de alguns fenómenos Meteorologia: conhecer aspectos do estado do tempo conhecer aspectos geográficos Geologia: fazer comparações de rochas observar as rochas na natureza coleccioná-las fazer algumas experiências observar algumas propriedades das rochas HISTÓRIA adquirir a noção de passado conhecer factos da história mais próxima conhecer factos da nossa história mais longínqua compreender a necessidade de conhecer a história Recorrer ao Método Científico: saber observar colocar problemas ter curiosidade interrogar sobre a realidade experimentar procurar soluções CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 18
  • 19. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim ter uma atitude crítica construir conceitos organizar os dados registá-los transmiti-los aos outros Utilizar materiais: de consulta (livros, jornais, revistas, livros temáticos, vídeos, diapositivos, computadores e outros) de investigação (ímans, lupas, binóculos, microscópios, telescópios e outros) construir materiais de investigação baseando-se nas aprendizagens, consultas e manipulações de materiais. Educação Ambiental Preocupar-se com problemas ambientais Contribuir para a preservação do ambiente Respeitar a natureza Colaborar nos alertas sobre a degradação do planeta CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 19
  • 20. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim A PLANIFICAÇÃO DO ANO LECTIVO SERÁ DIVIDIDO EM TRÊS FASES. PRIMEIRA FASE: Setembro , Outubro Dezembro 1-ACTIVIDADES DE ACOLHIMENTO: OBJECTIVOS:  Inserir a criança na comunidade escolar.  Fomentar relações de amizade já existentes.  Incentivar a exploração e a manipulação dos materiais.  Sensibilizar as crianças para o respeito para com os materiais.  Fomentar sentimentos de segurança afectiva.  Estimular sentimentos de autonomia e auto segurança. ESTRATÉGIAS:  Conversar sobre as férias.  Falar sobre o facto de estarmos aqui no jardim de infância.  Proporcionar meios e materiais para as crianças explorarem.  Criar um ambiente calmo e agradável na sala da actividades para que as crianças se sintam bem. 2- COMEÇA O OUTONO: OBJECTIVOS.  Sensibilizar para a estação do ano o Outono.  Dar a conhecer às crianças as cores do Outono.  Sensibilizar para a duração dos dias e para a temperatura.  Levar à interiorização de novos vocábulos.  Estimular a motricidade fina e o controle do braço.  Estimular a criatividade e a imaginação. CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 20
  • 21. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim ESTRATÉGIAS:  Falar sobre esta estação do ano, chamar a atenção para as suas características sazonais. Assim como o vestuário que começa a mudar.  Realizar saídas, recolha de material natural para posteriores trabalhos na sala e ainda para observação desses materiais.  Actividades de linguagem, tais como canções e poesias relacionadas com o Outono.  Actividades de expressão plástica, recorte e colagem, colorir e preencher figuras relacionadas com o Outono.  Dar a conhecer os frutos do Outono, como as castanhas , as uvas.  Elaborar a árvore do Outono com as crianças para colocar na sala. 3- EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS: OBJECTIVOS:  Estimular a capacidade de atenção e de concentração.  Estimular a capacidade de observação e estimular o raciocínio.  Estimular capacidade de visualização.  Levar à estruturação do pensamento.  Desenvolver a linguagem.  Procurar explicações e verificá-las ESTRATÉGIAS: EXPLORAR AS FORMAS E AS CORES:  O quadrado.  O rectângulo.  O triângulo.  O losango.  A oval.  O círculo.  correspondências. CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 21
  • 22. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  os números até 10 aliados à quantidade.  marcação de presenças. Através dos diálogos, observação de livros específicos, com números e com formas, construção de móbiles para as sala, preenchimento de figuras , utilizando alguns materiais. Tais como ,papel e cola , lápis de cor, tesouras, material recuperado, natural. Observação de situações concretas nomeadamente na sala. Construção de móbiles para a sala com as forma, com os números, com as letras. Utilizar figuras correspondentes, de modo que as crianças façam a ligação ao elemento correspondente. Marcar diariamente no quadro das presenças semanal, a sua presença diária. Empregando vocabulário relativo a ontem- hoje – amanhã e aos dias da semana. Explorar jogos de mesa. CENTRO BEM ESTAR INFANTIL DE MONTE REAL 22
  • 23. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim 4- TEMA O CORPO HUMANO: OBJECTIVOS:  Levar a criança a identificar o corpo humano.  Estimular a aquisição de esquema corporal.  Desenvolver a lateralidade, e a coordenação de movimentos.  Estimular a motricidade fina.  Incentivar as crianças a aplicar o vocabulário relacionado com o corpo  Desenvolver a coordenação visual motora , a destreza manual e pedal.  Desenvolver conceitos de grandeza, posição, orientação espacial.  Sensibilizar para a importância da higiene corporal.  Estimular relações de amizade e a inserção em grupo,  Incentivar hábitos de responsabilidade e de autonomia.  Incentivar as crianças a exteriorizarem as suas emoções. ESTRATÉGIAS:  Falar sobre as partes do corpo humano.  Falar da simetria corporal: dois olhos, duas orelhas, dois braços, duas pernas. E ainda levar as crianças a nomear as diferentes partes do corpo em si e nos colegas, Joelhos, cotovelos, pestanas, sobrancelhas, tornozelos;  Fazer comparações entre as alturas das crianças, as cores dos olhos do cabelo.  As imagens nos livros específicos, também serão exploradas e observadas.  Preenchimento de figuras com crianças, incidindo; umas sobre o corpo num todo, outras na sua simetria, outras nos órgãos dos sentidos.  E ainda falar da parte interior do nosso corpo , sangue, coração, ossos, cérebro, estômago, pulmões...  Explorar a lateralidade manual e pedal seja nas crianças como exemplo através de jogos, seja ainda explorando figuras sobre a lateralidade.  Realizar actividades de pintura com o pincel, impressão das mãos, desenho com marcadores, lápis de cor. Recorte colagem, experimentando diversos materiais de várias texturas.  Realizar actividades de linguagem, canções , histórias, lengalengas, trava línguas. 23
  • 24. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  Dramatizações.  Explorar jogos de mesa, puzzles com o corpo humano, livros de transparências. 5- DATAS FESTIVAS: O DIA DE TODOS OS SANTOS.  Sensibilizar para esta data, com o dia do bolinho, sensibilizando para a noção de partilha, elaborando um pequeno saco onde levarão o bolo para casa. O DIA DE S. MARTINHO:  Dar a conhecer a lenda de S. Marinho. Fazer um lanche convívio com todas as crianças do jardim com castanhas ,um fruto da época.  Elaborar alguns trabalhos na sala com castanhas.  Preenchimento de figuras. O NATAL:  Sensibilizar a criança para esta data.  Dar a conhecer a história do Natal .  Cantar algumas canções e dizer poesias de Natal.  Preparar na sala algumas actividades para a festa de Natal realizada anualmente por esta instituição.  Decorar a sala com motivos relacionados com o Natal uns trabalhos elaborados pelas crianças , outros elaborados pelo adulto.  Utilizar motivos de Natal, anjos, sinos, velas, estrelas ,árvore de Natal, pai Natal e ainda o Presépio.  Elaborar com as crianças uma prenda para levarem para casa estimulando a noção de partilha. Com o respectivo cartão. 6- ESTAÇÃO DO ANO O INVERNO: OBJECTIVOS:  Sensibilizar para a estação do ano o Inverno e suas características.  Observar o tempo, chamar atenção para as baixas temperaturas e para o vestuário cada vez mais quente.  Realizar actividades de expressão plástica, inserida no tema o Inverno, com preenchimento de figuras com vários tipos de materiais. 24
  • 25. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  Realizar actividades de linguagem, especialmente relacionadas com o inverno.  Levar à introdução de novos vocábulos. ESTRATÉGIAS:  Falar desta estação do ano e suas características.  Chamar atenção das crianças para os dias frios e pequenos.  Falar do vestuário que usamos.  Realizar actividades de linguagem relacionadas com o Inverno, canções poesias, lenga- lengas.  Preenchimento de figuras com vários materiais em figuras relacionadas com o Inverno.  Explorando conceitos e noções relacionadas.  Elaborar a árvore do Inverno com as crianças , para colocar na sala. SEGUNDA FASE ( DO NATAL ATÉ À PÁSCOA) Janeiro , Fevereiro, Março CONTINUAR A EXPLORAR A ESTAÇÃO DO ANO O INVERNO. 1- EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS.  Descobrir o sentido do vocabulário referente a  Tamanho—pequeno, grande, médio, alto, baixo, comprido, curto, largo, estreito.  Forma.  Posição e localização - esquerda, direita, dentro, fora, em frente , atrás, depois, antes, entre, ao lado, começo, fim, em cima ,em baixo, aqui, ali, perto, longe.  Desenvolver os conceitos de leve e pesado.  Desenvolver os conceitos de cheio e vazio, muito e pouco.  Formar o conceito de conjunto.  Aquisição da noção de correspondência um a um.  Formar o conceito de número, reconhecendo o numeral correspondente.  Formar o conjunto de número ordinal. Primeiro , segundo último. 2- TEMA AS PROFISSÕES 25
  • 26. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Objectivos específicos Ao nível intelectual.  Tomar conhecimento com algumas profissões do meio envolvente  Sensibilizar para o mundo do trabalho.  Desenvolver, estimular e aperfeiçoar a linguagem.  Estimular o desenvolvimento cognitivo na criança pelo recurso a procedimentos didácticos.  Proporcionar à criança a aquisição de um conjunto de valores básicos: respeito pelo direito à diferença e pela liberdade individual, e consciência da relatividade dos papeis sociais que cada individuo tem. Nível sócio afectivo.  Promover a socialização das crianças no conhecimento do meio.  Proporcionar experiências sociais e culturais.  Promover a cooperação através de actividades de grupo e divisão de tarefas .  Levar a criança a tomar consciência de si própria como membro participante de uma comunidade .  Promover oportunidades para as crianças manifestarem sentimentos e desejos contribuindo para a sua auto estima , e auto confiança.  Estimular as relações de afectividade criança / adulto.  Promover um intercâmbio entre jardim de infância e outras instituições existentes no meio envolvente. Nível psicomotor  Incentivar a aplicação de conhecimentos sobre algumas profissões por parte das crianças.  Desenvolver a coordenação motora e destreza manual.  Fornecer estímulos sensoriais.  Desenvolver a coordenação gestual e expressão corporal. ESTRATÉGIAS 26
  • 27. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Diálogos com as crianças sobre as profissões dos pais, partindo de uma história sobre as profissões. Explicando às crianças o que é que significa a palavra profissão. Questionar as crianças sobre o que elas querem ser quando crescerem fazendo o registo gráfico. Realizar algumas saídas pela comunidade visitando algumas profissões, dentista, empregado de balcão, cozinheiro, médico, polícia entre outras. Realizar alguns jogos sobre as profissões , cantar e dizer lenga lengas, pesquisa em revistas de algumas profissões para recorte e colagem. Preenchimento de figuras com vários matérias sobre algumas profissões. Observação e identificação de imagens relativas a algumas profissões, audição de sons em cassete sobre sons de algumas profissões. 3- PRIMAVERA: OBJECTIVOS:  Sensibilizar para mais uma estação do ano.  Descobrir o sentido do vocabulário referente estações do ano. dia da semana , mês.  Falar das características desta estação, para o renascimento da natureza , flores, folhas de que se revestem as árvores., a predominância da cor verde, os dias maiores e temperaturas mais amenas.  chamar a atenção para o regresso de certas aves migratórias como as andorinhas .  Falar do vestuário que se torna mais leve.  Dar a conhecer alguns frutos que surgem na primavera.  Elaborar a árvore da Primavera com as crianças para colocar na sala. ESTRATÉGIAS  Utilizar diverso material representando esta estação do ano, gravuras livros, imagens. Estabelecendo comparações com as outras estações do ano já exploradas.  Realizar saídas ao exterior , com o objectivo de observar a natureza em redor.  Recolha de material natural para realizar estampagens e impressão vegetal.  Composições com elementos naturais através de colagem. 27
  • 28. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  Preenchimento de figuras relativas a esta estação do ano, com materiais diversos.  Realizar actividades de linguagem, como canções e poesias sobre a Primavera.  Realizar uma ou mais saídas ao mercado da localidade para observação das frutas e outros produtos.  Criar o cantinho da natureza com plantação de milhos, plantas, e de um feijão para cada criança. 4- DATAS FESTIVAS:  CARNAVAL: Falar desta época. Elaborar fantasias para as crianças . Realizar um desfile de Carnaval com as crianças em Monte Real, com fantasias elaboradas na sala  DIA DA ÁRVORE Falar deste dia às crianças, e sobre a importância das árvores para as pessoas , o que elas produzem. Frutos, lenha, oxigénio para respirarmos, papel, registar o que dizem as crianças e fazer registos de parede. Cantar a canção a árvore da montanha.  DIA DA ÁGUA Falar da importância da água como ela é importante para todos os seres vivos, pessoas, animais, plantas. E porquê. Realizar algumas experiências com água. Registar o que disserem as crianças para elaborar um registo de parede.  DIA DO PAI: Falar deste dia como um dia muito especial para as crianças. Dizer poesia relativas ao dia do pai. Preencher uma ou mais figuras relativas ao pai. Elaborar com as crianças uma prenda para oferecerem ao pai no dia do pai com um respectivo cartão.  PÁSCOA: Falar desta data de forma adequada às crianças, devido à sua faixa etária Preencher figura relativas a esta data festiva, ovo, um coelho, a galinha, o pinto. 28
  • 29. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Realizar actividades de linguagem relativas , canções , poesias. Elaborar uma caixa ou saco ,com as crianças para levarem as amêndoas para casa ,estimulando a noção de partilha. TERCEIRA FASE (DA PÁSCOA ATÉ FINAL DO ANO) Abril, Maio , Junho Julho 1- EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS CONTINUAR A RELEMBRAR:  Os números.  As cores.  As formas .  As letras.  Correspondências.  Conjuntos.  Opostos.  Posição e localização.  Noções temporais.  Noções espaciais. 2- TEMA A ALIMENTAÇÃO: OBJECTIVOS:  Levar a criança a reconhecer a necessidade que as pessoas têm de se alimentar.  Levar a criança a reconhecer a importância , que os alimentos que come podem ser um factor determinante para uma boa saúde.  Sensibilizar a criança para as regras da higiene alimentar .  Levar a criança a reconhecer e identificar sabores.  Estimular a noção de responsabilidade.  Realizar acções com os outro entre ajudando-se.  Estimular um bom clima sócio emocional. ESTRATÉGIAS:  Diálogos com as crianças sobre a importância de uma alimentação saudável. 29
  • 30. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  Dar a conhecer quais os alimentos mais saudáveis, através de livros e imagens.  Dar a conhecer os 5 grupos diferentes de alimentos. Através de livros , imagens. Preenchimento de figuras. Correspondendo a cada grupo.  Dar a conhecer a roda dos alimentos.  Pesquisa em revistas sobre alimentos e elaborar a roda dos alimentos através de recorte e colagem.  Explicar a importância das vitaminas das proteínas, para que cresçam fortes e saudáveis.  Desenvolver actividades de linguagem de expressão plástica relacionadas com o tema alimentação. 3- DATAS FESTIVAS: DIA DA MÃE:  Falar com as crianças deste dia tão especial.  Levá-las a exteriorizar as suas emoções.  Dizer a poesia e a canção sobre a mãe e registar na sala em papel.  Preencher figuras sobre a mãe.  Elaborar uma prenda para oferecerem à mão no dia da mãe com o respectivo cartão. DIA MUNDIAL DA CRIANÇA.  Falar com as crianças sobre este dia.  Realizar uma saída em Monte Real, sensibilizando a comunidade para este dia , oferecendo uma flor com um verso.  Oferecer às crianças um pequeno presente, um livro de colorir com uma história elaborado na sala pelos adultos. 5- O VERÃO: OBJECTIVOS :  Falar desta estação do ano em seguimento da Primavera , sensibilizando que há quatro estações do ano e são rotativas.  Falar das suas características, dias grande temperaturas elevadas , vestuário leve.  Falar da época balnear do mar e da praia , característica desta zona. 30
  • 31. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim ESTRATÉGIAS:  Observar imagens com a estação do ano o verão, livros, imagens.  Utilizar jogos de mesa com as estações do ano, explorando-os com as crianças.  Preenchimento de figuras relativas a esta estação do ano, utilizando diversos materiais.  Realizar saídas ao exterior explorando o meio envolvente.  Falar da época balnear e sobre as regras que se devem ter , desde segurança , higiene, cuidados a ter. Falar das cores das bandeiras, não falar com estranhos , nunca se afastar do grupo, não ir sózinho para a água. ORGANIZAÇÃO DAS ESTRATÉRGIAS 31
  • 32. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim Áreas de Conteúdo Com base na identificação do grupo e dos recursos existentes, nomeadamente a própria comunidade local, propomos criar as oportunidades de aprendizagens, dos saberes essenciais que as crianças do ensino Pré-Escolar devem ter, de acordo com as Orientações Curriculares para este nível de ensino, que se fundamenta como a primeira etapa do ensino básico. Áreas de Conteúdo 1 2 - Área da Formação Pessoal e Social: Actividades: 1 • Organizar em cooperação partilhada o espaço e os materiais; 2 • Combinar regras de sala e de actividades de utilização de espaços e materiais, de vida; 3 • Conversar e partilhar em pares, em pequeno e em grande grupo; 4 • Elaborar quadros: de tarefas, de presenças, tempo, de actividades, outros; 5 • Responsabilizar pelas tarefas, actividades, trabalhos; Desenvolver actividades de rotinas: acolhimento, planificação em grande grupo, momentos de higiene, actividades e projectos, arrumação de materiais, de sala, lanche, recreio, almoço, amostragem e exposição de trabalhos, visitas, passeios; 1 • Fazer jogos para conhecimento do corpo; 2 • Discutir, pesquisar e estudar temas de interesse do grupo; 3 • Partilhar e comunicar saberes com todo o grupo. Área da Língua Materna. Criar um clima de comunicação que favoreça o domínio e o enriquecimento da linguagem oral através da realização de actividades que ajudem à compreensão do funcionamento da língua. Actividades: 1 • Conversar nas reuniões de grupo - contar acontecimentos e situações vividas; descrever situações significativas, comunicar saberes, experiências, planear situações; 2 • Fazer jogos de palavras: rimas, sinónimos/antónimos, masculino/feminino, singular/plural, famílias de palavras, palavras 32
  • 33. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim começadas e acabadas com o mesmo som, decomposição de sílabas com palmas; 3 • Utilização da biblioteca – organização dos livros de histórias ou outros; 4 • Montagem e exploração do canto da escrita; 5 • Ler e contar histórias; 6 • Recontar, inventar histórias individualmente ou em grupo; 7 • Ilustrar histórias, poesias, textos, registos de projectos, de receitas, de visitas, de actividades, de experiências, de listas de palavras... 8 • Leitura de poesias, lengalengas, trava-línguas, provérbios; 9 • Criar quadras populares e rimas; 10 • Escrita da Oralidade das crianças na sua presença - textos livres, registos de noticias; 11 • Reprodução de nomes, de textos nos cadernos, no computador; 12 • Trabalho de texto: em extensão, em redução, com variações (género, número, tempo); 13 • Elaboração de jornal (mural ou folheto); 14 • Envio de correspondência para Pais, Jardins de Infância,... 15 • Utilizar a escrita nas suas diversas funções, como suporte de memória: Nos mapas - instrumentos de pilotagem e regulação; 16 • Consulta de dicionários, enciclopédias, jornais, revistas,... 17 • Explorar imagens, gravuras, jogos (sonoros, de linguagem,...) Tendo sempre em conta que o Educador é o auditor das falas das crianças, para que estas se possam reconhecer como alguém que tem coisas a dizer e progressivamente aprendem a função e o valor da sua própria comunicação. Este é facilitador das relações sociais e das aprendizagens, pela multiplicação dos motivos para a fala, para a escrita a para a leitura; pela promoção de uma grande diversidade de meios de expressão e de comunicação na sala. Ao educador compete registar os compromissos, as tarefas combinadas, os cargos, entre outros, mostrando às crianças a escrita como função de organizador social. Escrever serve para guardar o que se diz, para conservar informação, para demonstrar o que se construiu, para interagir em situações múltiplas, para contar o passado, viver o presente e descobrir o futuro. O Educador não ensina a ler, mas sim estimula o prazer da escrita e da leitura. 33
  • 34. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim -Área do Conhecimento do Mundo Considerando que o meio ambiente é tudo o que nos rodeia, propomos desenvolver, a partir dos interesses das crianças ou de propostas, estudos que promovam estratégias de aquisição de saberes e aprendizagens com significado para o grupo. Pretende-se sensibilizar para os diferentes domínios científicos, despertando a curiosidade, o desejo de aprender, fomentar uma atitude científica experimental e desenvolver valores de respeito para consigo, pelos outros, pelo meio e pela cultura. Actividades: 1 • Passeios, visitas de estudo; 2 • Observação e estudo de – animais, plantas, sementes, pessoas, coisas,... 3 • Verificar e classificar as propriedades dos materiais observados: forma, textura, cor, som, temperatura, cheiro, sabor,... 4 • Execução de pequenos projectos de investigação –germinadores• 34
  • 35. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim - Área da Matemática A partir das situações do quotidiano, propomos apoiar o desenvolvimento lógico-matemático, colocando questões e explorando situações problemáticas que permitam à criança observar, agir, questionar, colocar hipóteses, escolher estratégias, procurar soluções, comparar resultados e, portanto fazer as suas descobertas. Actividades: 1 • Resolver problemas do quotidiano (eliminar opções,...); 2 • Explorar situações espontâneas, de descoberta de contagens (leitura das crianças presentes e ausentes - quadro das presenças), numeração (correspondência numérica no calendário mensal); 3 • Fazer sequências, alternâncias,... 4 • Formar conjuntos a partir de instrumentos usados diariamente - quadro de presenças, quadro de aniversários, livros, quadro das ementas; 5 • Formar conjuntos através de jogos – movimento (arcos/peças de cor, Tamanho/quantidade com folhas das arvores...); 6 • Exploração de objectos mediante a unidade de referência: medidas, pesagens,... 7 • Jogos de classificação com blocos lógicos: forma, cor, tamanho, espessura; 8 • Fazer colecções; 9 • Explorar as situações no movimento para abordar noções de tempo (antes/depois, lento/rápido, depressa/devagar), espaço (à frente/atrás, em cima/em baixo, dentro/fora, esquerda/direita, longe/perto, interior/exterior), de grandeza (maior/menor, igual/diferente, alto/baixo, grande/pequeno/médio, comprido/curto, largo/estreito), de quantidade (cheio/vazio, muito/pouco)... - Área das Explorações Motora, Dramática, Plástica e Musical. - Expressão Motora Actividades: 1 • Correr, saltar, marchar, gatinhar, rastejar, etc., a vários ritmos; 2 • Gincanas; 3 • Jogos tradicionais; 4 • Danças; 35
  • 36. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim 5 • Exercícios de relaxamento; 6 • Exercícios de equilíbrio; 7 • Exercícios respiratórios; 8 • Jogos de imitação (animais, pessoas, profissões,...); - Expressão Dramática Actividades: 1 • Dramatização de histórias, poesias, canções, situações, actividades,... 2 • Jogo simbólico na casa de bonecas (casamentos, nascimento, profissões, a lida da casa, a escola,...); 3 • Jogos de imitação (profissões, objectos, expressões, sentimentos,...). 4 • Exploração de vários materiais: sombras chinesas, fantoches, máscaras,...; 5 • Situações mimadas. - Expressão Plástica Actividades: 1 • Desenhar com vários materiais: lápis de cor, carvão, cera, marcadores, giz, outro; utilizar vários suportes: papeis de diferentes texturas, espessuras, tamanho, formas,... 2 • Pintar, explorando várias técnicas e utilizando diferentes suportes e materiais (pincéis, corpo, escovas, carimbagem, esponjas, rolos, frutos, legumes, etc.); 3 • Modelar com vários materiais (massa de cores, plasticinas, barro, etc.); 4 • Recortar, colar, construir tridimencionalmente; 5 • Fazer tapeçaria/costura; 6 • Técnicas mistas. Expressão Musical 1 • Cantar; 2 • Fazer jogos rítmicos; 3 • Explorar instrumentos musicais; 4 • Fazer jogos de identificação de sons; 5 • Imitar sons, reproduzir sons; 6 • Improvisar instrumentos musicais utilizando a voz, as mãos, jornais, outro instrumento sonoro; 36
  • 37. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim 7 • Fazer ditados rítmicos 8 • Ouvir e conhecer vários estilos de Musica ( infantil, tradicional, clássica, rock, jazz, fado, ópera,...). os cantos de actividades, como a casinha, a garagem, os jogos de mesa , e os jogos de construção, são essenciais pois , através de situações lúdicas, as crianças começam por respeitar os outros , a interiorizar regras, a adquirir várias competências. Para atingir os temas a explorar, partirei sempre dos diálogos de grande grupo, tentando despertar o interesse e a curiosidade natural da criança, procurando estimulá-las e motivá-las. As planificações diárias e semanais estarão sempre presentes assim como a observação das crianças nas diversas actividades , verificando quais as suas necessidades mais prementes, o que lhe interessa mais de imediato, procurando ir respondendo aos seus interesses e necessidades. Se porventura surgir algum tema de especial interesse das crianças, esse tema será explorado e desenvolvido. É de referir que venho acompanhando o grupo desde a sala dos intermédia , sala dos 2 anos , 3 anos e 4 anos ,conhecendo nesse sentido de certo modo as necessidades e os interesses das crianças, referindo que cada uma é um caso único e um ser individual , lidando com cada uma de forma diferente. 37
  • 38. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim PLANIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO As actividades a desenvolver ao longo do ano terão como ponto de partida as prioridades educativas das crianças, atendendo na medida do possível aos seus interesses e motivações. Os temas cíclicos como sejam épocas festivas e estações do ano serão alvo de uma atenção especial. No que diz respeito à planificação das actividades partindo do plano anual de actividades, elaborado pela equipa pedagógica, irá-se tentar abranger todas as áreas de desenvolvimento da criança, bem como, os temas de maior interesse para a idade em que as crianças se encontram. A partir do projecto pedagógico será feita uma planificação semanal na qual constarão os objectivos específicos, bem como, as actividades e estratégias que levarão a alcançar os objectivos propostos. O método de avaliação a utilizar será avaliação formativa e contínua. Formativa porque permite diagnosticar a situação das crianças e decidir a orientação a dar ao processo educativo. É também formativo porque avalia não só o produto final mas também todo o processo. No final do ano será entregue aos encarregados de educação uma avaliação das aprendizagens e desenvolvimento das crianças. A avaliação é contínua porque avalia a evolução e os progressos da criança em todas as áreas de desenvolvimento ao longo do ano lectivo, e, em actividades específicas possibilitando estabelecer a progressão das aprendizagens a desenvolver com cada criança. A avaliação apresentada será resultado da observação naturalista feita à criança (ou seja, nas suas brincadeiras individuais e com os outros, na relação que estabelece com as outras crianças e com os adultos, no cumprimento de regras, do interesse que manifesta pelas actividades…) e da resposta dada pela criança às diferentes actividades propostas, direccionadas para determinadas aprendizagens. 38
  • 39. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim OBJECTIVOS DE TRABALHO COM A SALA O ambiente do jardim de infância deve ser estável, porque proporciona à criança pontos de referência, mas não estático ,porque reflecte a vida dos interesses do grupo. Por este motivo pretendo:  O arranjo e a manutenção das áreas, centros de interesse.  Novos materiais decorativos.  Mapa das presenças.  Cartaz dos aniversários.  Expor os trabalhos das crianças na sala de actividades.  Criar um fácil acesso aos materiais.  Decorar a sala de modo agradável, e atraente, colorida para agradar às crianças.  Decoração da sala de acordo com as datas festivas.  Criar no jardim de infância um local dinâmico, de forma a responder às necessidades particulares de cada criança. ORGANIZAÇÃO DOS RECURSOS Para desenvolver o trabalho proposto terá sempre que se recorrer a recursos físicos e humanos , para que o trabalho seja coerente e enriquecedor. RECURSOS HUMANOS.  Crianças.  Educadora de infância.  Auxiliar da sala.  Outros membros da Instituição. Alguns membros da comunidade incluindo as famílias das crianças. Que eventualmente participem em algumas actividades a desenvolver. 39
  • 40. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim RECURSOS FÍSICOS:  Material didáctico. livros, jogos didácticos, gravuras, imagens, histórias em imagens.  Material recuperável.  Tecidos, lãs, aparas de madeira ,de lápis de cor, serradura,  Seixos, revistas, embalagens vazias de produtos alimentares.  Material natural:  Folhas de árvores, flores, sementes, areia, barro, farinha.  Material de desgaste:  Papel de vários tipos : canelado, de lustro, cartolinas , de prata, de crepe, de veludo, reciclado com textura, de manteiga, de cavalinho, celofane.  Material áudio visual:  Gravador televisão, vídeo, cd, cassetes, orgão.  Material padronizado:  Bonecas, carros outros brinquedos, pratos , copos talheres ...  Meio envolvente:  Praia, alguns locais de Monte Real, Pinhais.  Carrinha da instituição.  E todos os outros espaços físicos deste Centro, como refeitório, casas de banho, parque exterior, átrio. PROCESSOS DE AVALIAÇÃO Para além de todo o trabalho a desenvolver é importante, observar, analisar, e apreciar os progressos feitos e realizados por cada criança, bem como a natureza e eficácia da própria acção pedagógica. Em função dos objectivos da educação pré - escolar. A avaliação deste projecto será baseado na observação e análise dos comportamentos das crianças nas diferentes actividades, quer em grupo, quer em pequeno grupo , quer individualmente. Serão considerados os seguintes aspectos:  Índice de participação. 40
  • 41. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim  Interesse demonstrado.  Curiosidade revelada.  Integração no grupo.  Nível de autonomia e responsabilidade.  Progressos demonstrados ao nível das competências adquiridas .  A par de tudo isto estarão sempre presentes as planificações semanais e diárias. Outra forma de avaliação, serão os diálogos com outras profissionais, procurando em conjunto estabelecer um trabalho de equipa com todos os membros da comunidade escolar com o intuito de enriquecer o trabalho a desenvolver ao longo deste ano lectivo 2007/2008. 41
  • 42. Projecto curricular de sala, Sala dos 5 anos 2007/2008 Educadora Lurdes Valentim BIBLIOGRAFIA GISEL, ARNOLD “ O MUNDO DA CRIANÇA”Publicações D. Quixote. GUIMARÃES, MARIA DULCE / COSTA, ISABEL ALVES “EU ERA A MÃE” Divisão de Educação Pré-escolar Direcção geral do ensino básico Ministério da Educação e Cultura REBELO, DULCE / DINIS,M. AUGUSTA G. SEABRA. “FALAR CONTIGO” Divisão de educação pré-escolar Direcção geral do ensino básico Ministério da Educação e Cultura “PARA UMA TROCA DE SABERES” Divisão de Educação Pré-escolar Direcção geral do ensino básico Ministério da Educação e Cultura. DOS 3 AOS 5 ANOS NO JARDIM DE INFÂNCIA( 1995) Ministério da Educação Departamento da Educação básica Núcleo de educação pré-escolar 42