Deixai vir a mim as criançinhas

16.420 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
1 comentário
15 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.420
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
522
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
620
Comentários
1
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deixai vir a mim as criançinhas

  1. 1. Deixai vir a mim as criancinhas
  2. 2. Senhor, Inundas-me no esplendor de tua luz e, contudo, cego, não te vejo. Falas-me na eloquência de teu verbo e, no entanto, surdo, não te ouço. Abrasas-me na ardência de teu amor e, todavia, insensível, não te sinto. Oh! Estranha contradição! Tu, bem perto de mim, e eu, tão longe de ti! Desvela-me, Senhor, os olhos, cegos de orgulho; abre-me os ouvidos,surdos de vaidade, e sensibiliza-me o coração, duro de maldade, para que eu descubra tua divina presença na intimidade do meu ser! Rubens C. Romanelli da obra “O primado do espírito
  3. 3.  "Apresentaram-lhe, então, criancinhas, a fim de que ele as tocasse; e como seus discípulos afastassem com palavras rudes aqueles que as apresentavam, Jesus vendo isso zangou-se e lhes disse: "Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais; porque o reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham. Eu vos digo, em verdade, todo aquele que não receber o reino de Deus como uma criança, nele não entrará". E as tendo abraçado, as abençoou, impondo-lhes as mãos". (Marcos, cap. X, vv. 13 a 16)
  4. 4.  Jesus não disse que o reino dos céus é para as crianças, porque sabia que o Espírito que nela habita não é um Espírito puro, porém, um ser que, momentaneamente, não pode manifestar as suas tendências. Além disso, há, também, o esquecimento do passado, que ajuda o Espírito a expressar-se espontaneamente. Geralmente a criança age sem malícia e sem segundas intenções.
  5. 5.  A infância é um tempo de repouso para o Espírito. Não podendo manifestar as suas tendências, principalmente as más, em virtude da debilidade do corpo físico, este período torna-o acessível aos conselhos daqueles que devem fazê-lo progredir. É então que se pode reformar o seu caráter e reprimir as suas más tendências.
  6. 6.  Significa dizer que a entrada no reino de Deus é decorrente da simplicidade e da humildade do Espírito. O reino de Deus não vem com aparências externas, ele é fruto de um árduo trabalho de reformulação interior.
  7. 7.  Aprendamos com a criança. A sua espontaneidade ensina-nos que a humildade, a simplicidade e a pureza de coração são sumamente indispensáveis à nossa evolução espiritual.
  8. 8.  EMMANUEL, O Consolador, Primeira Parte, Capítulo V , Ciências Aplicadas. 108 — Onde a base mais elevada para os métodos de educação? — As noções religiosas, com a exemplificação dos mais altos deveres da vida, constituem a base de toda a educação, no sagrado instituto da família.
  9. 9.  109 — O período infantil é o mais importante para a tarefa educativa? — O período infantil é o mais sério e o mais propício à assimilação dos princípios educativos. Até aos sete anos, o Espírito ainda se encontra em fase de adaptação para nova existência que lhe compete no mundo. Eis por que o lar é tão importante para a edificação do homem, e por que tão profunda é a missão da mulher perante as leis divinas. Passada a época infantil, credora de toda vigilância e carinho por parte das energias paternais,os processos de educação moral, que formam o caráter, tomam-se mais difíceis com a integração do Espírito em seu mundo orgânico material, e, atingida a maioridade, porquanto a alma reencarnada terá retomado todo o seu patrimônio nocivo do pretérito e reincidirá nas mesmas quedas, se lhe faltou a luz interior dos sagrados princípios educativos.
  10. 10.  DIVALDO PEREIRA FRANCO, Palavras de Luz, Sob a inspiração de diversos espíritos, P. 20. Os pais podem ajudar a evangelização no lar, sobretu do pela exemplificação. É a exemplificação a melhor metodologia para que se inculquem as idéias que desejamos penetremnaqueles que vivem conosco.
  11. 11.  DIVALDO PEREIRA FRANCO, Palavras de Luz, Sob a inspiração de diversos espíritos, P. 44. Cabe aos pais a aplicação da energia e maior exigência em relação aos filhos. Como normalmente estão cansados no dia de domingo, às vezes, justificam-se e me dizem: "Deixa o menino folgar hoje, coitado. Ele estudou a semana inteira", demonstrando assim que não acreditam na excelência da Doutrina Espírita para os seus filhos.
  12. 12.  ALLAN KARDEC, OBRAS PÓSTUMAS, O EGOISMO E O ORGULHO. Para que os homens vivam na Terra como irmãos, não basta se lhes dêem lições de moral; importa destruir as causas de antagonismo, atacar a raiz do mal: o orgulho e o egoísmo.
  13. 13. "Deus nos concede, a cada dia, uma páginade vida nova no livro do tempo. Aquilo quecolocarmos nela, corre por nossa conta."Chico Xavier"O Cristo não pediu muita coisa, não exigiuque as pessoas escalassem o Everest oufizessem grandes sacrifícios. Ele só pediuque nos amássemos uns aos outros."Chico Xavier
  14. 14.  O homem que se conhece possui um tesouro no coração. Cada vez que te resolvas por te autodescobrires, conduze uma proposta de libertação. Começa pelos vícios sociais da mentira, da maledicência, da calúnia, do pessimismo, da suspeita, passando aos dramas do comportamento, na inveja, no ciúme, no ressentimento, no rancor, no ódio... Posteriormente, elabora as medidas educativas às dependências aos alcoólicos, ao tabagismo, às drogas alucinógenas, à luxúria, aos distúrbios da conduta e às investidas das alucinações psicológicas... Cada passo ser-te-á uma conquista nova. Toda vitória, por pequena que se te apresente, significará um avanço. Joanna de Ângelis Livro: Momentos de Iluminação
  15. 15.  Boa Noite que a paz de Jesus acompanhe a todos.  Palestrante: Luciane

×