SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Um velho Pinheiro
Um dia, diante de uma velha árvore torta,
um pinheiro todo vergado pelo tempo,
o sábio da aldeia ofereceu a sua própria casa
para aquele discípulo que
"conseguisse ver o pinheiro na posição correta".
Todos se aproximaram
e ficaram pensando na possibilidade de ganhar a casa e o prestígio,
mas como seria "enxergar o pinheiro na posição correta"?
O mesmo era tão torto que a pessoa candidata ao prêmio
teria que ser no mínimo contorcionista
Ninguém ganhou o prêmio e o velho
sábio explicou ao povo ansioso, que
ver aquela árvore em sua posição
correta era
"vê-la como uma árvore torta".
Só isso!
Ninguém ganhou o prêmio e o velho sábio
explicou ao povo ansioso, que ver aquela
árvore em sua posição correta era
"vê-la como uma árvore torta".
Só isso!
Nós temos em nós, esse jeito, essa mania
de querer "consertar as coisas, as
pessoas, e tudo mais" de acordo com a nossa visão pessoal.
Quando olhamos para uma árvore torta é extremamente
importante enxergá-la como árvore torta,
sem querer endireitá-la, pois é assim que ela é.
Se você
tentar
"endireitar“
a velha
árvore torta,
ela vai
rachar e
morrer....
... por isso é fundamental aceitá-la como ela é.
•Nos relacionamentos é comum um criar no outro expectativas próprias,
esperar que o outro faça aquilo que ele "sonha" e não o que o outro pode
oferecer. Sofremos antecipadamente por criarmos expectativas que não estão
alcance dos outros.
Porque temos essa visão de "consertar" o que achamos errado.
Se tentássemos enxergar as coisas como elas realmente são, muito sofrimento
seria poupado.
Nos relacionamentos é comum um criar no outro
expectativas próprias,
esperar que o outro faça aquilo que ele "sonha“
e não o que o outro pode oferecer.
Sofremos antecipadamente por criarmos
expectativas que não estão alcance dos outros.
Porque temos essa visão de "consertar“
o que achamos errado.
Se tentássemos enxergar as coisas como
elas realmente são,
muito sofrimento seria poupado.
Os pais sofreriam menos com os seus filhos, pois conhecendo-os, não
colocariam expectativas que são suas, na vida dos mesmos, gerando crianças
doentes, frustradas, rebeldes,
e até vazias.
Tente, pelo menos tente, ver as pessoas como elas realmente são, pare de
imaginar como elas deveriam ser, ou tentar consertá-las da maneira que
você acha melhor.
O torto pode ser a melhor forma de uma árvore crescer.
Não crie mais
dificuldades no seu
relacionamento,
se vemos as coisas
como elas são,
muitos dos nossos
problemas deixam de
existir, sem mágoas,
sem brigas,
sem ressentimentos.
E para terminar, olhe
para você mesmo
com os
"olhos de ver"
e enxergue as
possibilidades, as
coisas que você
ainda pode fazer e
não fez. Pode ser que
a sua árvore seja
torta aos olhos das
outras pessoas, mas
pode ser a mais
frutífera, a mais
bonita, a mais
perfumada da região,
e isso, não depende
de mais ninguém
para acontecer,
depende só de você.
Pense nisso...
Eu acredito em você !
Paulo Roberto Gaefke
Ana Maria
Texto : Paulo Roberto Gaefke
Imagens : NET
Musica : NET

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (14)

Fábula da árvore torta
Fábula da árvore tortaFábula da árvore torta
Fábula da árvore torta
 
áRvores+T
áRvores+TáRvores+T
áRvores+T
 
Um velho pinheiro - Paulo Roberto Gaefke
Um velho pinheiro - Paulo Roberto Gaefke   Um velho pinheiro - Paulo Roberto Gaefke
Um velho pinheiro - Paulo Roberto Gaefke
 
árvores Tortas
árvores Tortasárvores Tortas
árvores Tortas
 
Principio do vacuo 1
Principio do vacuo 1Principio do vacuo 1
Principio do vacuo 1
 
Crystal principio do vacuo
Crystal    principio do vacuoCrystal    principio do vacuo
Crystal principio do vacuo
 
Preciso Voltar
Preciso VoltarPreciso Voltar
Preciso Voltar
 
Coisas para Deus cuidar
Coisas para Deus cuidarCoisas para Deus cuidar
Coisas para Deus cuidar
 
O principio do vazio
O principio do vazioO principio do vazio
O principio do vazio
 
O Principiodo Vazio
O Principiodo VazioO Principiodo Vazio
O Principiodo Vazio
 
Código de cultura SPR
Código de cultura SPRCódigo de cultura SPR
Código de cultura SPR
 
Princípio do vazio
Princípio do vazioPrincípio do vazio
Princípio do vazio
 
A importância do vazio
A importância do vazioA importância do vazio
A importância do vazio
 
Desapego fantastico
Desapego fantasticoDesapego fantastico
Desapego fantastico
 

Destaque

Os laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnaçãoOs laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnaçãoLuciane Belchior
 
Como os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidasComo os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidasLuciane Belchior
 
O argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olhoO argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olhohome
 
Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoLuciane Belchior
 
Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"
Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"
Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"Leonardo Pereira
 
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueireEvangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueiregrupodepaisceb
 
134237842 palestra-espirita-a-paciencia
134237842 palestra-espirita-a-paciencia134237842 palestra-espirita-a-paciencia
134237842 palestra-espirita-a-pacienciaAnne Clea Lima
 

Destaque (20)

Coragem da fé
Coragem da féCoragem da fé
Coragem da fé
 
Alqueire
AlqueireAlqueire
Alqueire
 
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnaçãoOs laços de família são fortalecidos pela reencarnação
Os laços de família são fortalecidos pela reencarnação
 
Mensagem para refletir
Mensagem para refletirMensagem para refletir
Mensagem para refletir
 
O poder da língua
O poder da línguaO poder da língua
O poder da língua
 
Como os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidasComo os espíritos influenciam nossas vidas
Como os espíritos influenciam nossas vidas
 
Chico xavier
Chico xavierChico xavier
Chico xavier
 
Sacrifícios do amor
Sacrifícios do amorSacrifícios do amor
Sacrifícios do amor
 
O cisco e a trave no olho
O cisco e a trave no olhoO cisco e a trave no olho
O cisco e a trave no olho
 
O poder da fé
O poder da féO poder da fé
O poder da fé
 
Caridade
CaridadeCaridade
Caridade
 
O argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olhoO argueiro e a trave no olho
O argueiro e a trave no olho
 
Paraiso, inferno
Paraiso, infernoParaiso, inferno
Paraiso, inferno
 
Laços familia pps
Laços familia ppsLaços familia pps
Laços familia pps
 
Família e Reencarnação
Família e ReencarnaçãoFamília e Reencarnação
Família e Reencarnação
 
Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há Salvação
 
Amor incondicional 1
Amor incondicional 1Amor incondicional 1
Amor incondicional 1
 
Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"
Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"
Estudos do evangelho "O Argueiro e a Trave no Olho"
 
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueireEvangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
Evangelho Capítulo XXIV - Não por a candeia debaixo do alqueire
 
134237842 palestra-espirita-a-paciencia
134237842 palestra-espirita-a-paciencia134237842 palestra-espirita-a-paciencia
134237842 palestra-espirita-a-paciencia
 

Semelhante a Para refletir (19)

áRvores tortas
áRvores tortasáRvores tortas
áRvores tortas
 
Um velho pinheiro
Um velho pinheiroUm velho pinheiro
Um velho pinheiro
 
ÁRVORES TORTAS
ÁRVORES TORTASÁRVORES TORTAS
ÁRVORES TORTAS
 
Sobre um Velho Pinheiro
Sobre um Velho PinheiroSobre um Velho Pinheiro
Sobre um Velho Pinheiro
 
Dar e receber
Dar e receberDar e receber
Dar e receber
 
Como Administrar Os Proprios Passos
Como Administrar Os Proprios PassosComo Administrar Os Proprios Passos
Como Administrar Os Proprios Passos
 
Os 12 princípios da inteligência espiritual
Os 12 princípios da inteligência espiritualOs 12 princípios da inteligência espiritual
Os 12 princípios da inteligência espiritual
 
Eu estava vendo
Eu estava vendoEu estava vendo
Eu estava vendo
 
Eu estava vendo
Eu estava vendoEu estava vendo
Eu estava vendo
 
Blog floquinnho
Blog floquinnhoBlog floquinnho
Blog floquinnho
 
Coisas Que Aprendi Com Voce
Coisas Que Aprendi Com VoceCoisas Que Aprendi Com Voce
Coisas Que Aprendi Com Voce
 
Realização 2011
Realização 2011Realização 2011
Realização 2011
 
Formula da Prosperidade (primeiros capítulos)
Formula da Prosperidade (primeiros capítulos)Formula da Prosperidade (primeiros capítulos)
Formula da Prosperidade (primeiros capítulos)
 
Velhice conselhos
Velhice conselhosVelhice conselhos
Velhice conselhos
 
Porque existimos
Porque existimosPorque existimos
Porque existimos
 
Coisas que aprendi com voce
Coisas que aprendi com voceCoisas que aprendi com voce
Coisas que aprendi com voce
 
Evangeliza - Parábola da Figueira Seca
Evangeliza - Parábola da Figueira SecaEvangeliza - Parábola da Figueira Seca
Evangeliza - Parábola da Figueira Seca
 
Slide otimismo
Slide otimismoSlide otimismo
Slide otimismo
 
Ano das estrelas 01-08-2013
Ano das estrelas  01-08-2013Ano das estrelas  01-08-2013
Ano das estrelas 01-08-2013
 

Mais de Luciane Belchior (18)

OS TRABALHADORES DA ULTIMA HORA 1.ppsx
OS TRABALHADORES DA ULTIMA HORA 1.ppsxOS TRABALHADORES DA ULTIMA HORA 1.ppsx
OS TRABALHADORES DA ULTIMA HORA 1.ppsx
 
A gratidão ensinada por Jesus!
A gratidão ensinada por Jesus!A gratidão ensinada por Jesus!
A gratidão ensinada por Jesus!
 
A parabola dos dois alicerces
A parabola dos dois alicercesA parabola dos dois alicerces
A parabola dos dois alicerces
 
Meu papel no mundo
Meu papel no mundoMeu papel no mundo
Meu papel no mundo
 
Espiritismo e pandemia
Espiritismo e pandemiaEspiritismo e pandemia
Espiritismo e pandemia
 
Desequilibrios Reais
Desequilibrios ReaisDesequilibrios Reais
Desequilibrios Reais
 
Falsos profetas
Falsos profetasFalsos profetas
Falsos profetas
 
Auta de souza
Auta de souzaAuta de souza
Auta de souza
 
Mudar
MudarMudar
Mudar
 
Chico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuelChico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuel
 
Penas e gozos futuros
Penas e gozos futurosPenas e gozos futuros
Penas e gozos futuros
 
Natal e espiritismo
Natal e espiritismoNatal e espiritismo
Natal e espiritismo
 
Mensagem de natal
Mensagem de natalMensagem de natal
Mensagem de natal
 
Caridade
CaridadeCaridade
Caridade
 
Chico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuelChico xavier e emmanuel
Chico xavier e emmanuel
 
Pagar o bem com o mau
Pagar o bem com o mauPagar o bem com o mau
Pagar o bem com o mau
 
Deixai vir a mim as criançinhas
Deixai vir a mim as criançinhasDeixai vir a mim as criançinhas
Deixai vir a mim as criançinhas
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 

Último

Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Nilson Almeida
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfFrancisco Baptista
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Fraternitas Movimento
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfDaddizinhaRodrigues
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (7)

Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Para refletir

  • 2. Um dia, diante de uma velha árvore torta, um pinheiro todo vergado pelo tempo, o sábio da aldeia ofereceu a sua própria casa para aquele discípulo que "conseguisse ver o pinheiro na posição correta".
  • 3. Todos se aproximaram e ficaram pensando na possibilidade de ganhar a casa e o prestígio, mas como seria "enxergar o pinheiro na posição correta"? O mesmo era tão torto que a pessoa candidata ao prêmio teria que ser no mínimo contorcionista
  • 4. Ninguém ganhou o prêmio e o velho sábio explicou ao povo ansioso, que ver aquela árvore em sua posição correta era "vê-la como uma árvore torta". Só isso! Ninguém ganhou o prêmio e o velho sábio explicou ao povo ansioso, que ver aquela árvore em sua posição correta era "vê-la como uma árvore torta". Só isso!
  • 5. Nós temos em nós, esse jeito, essa mania de querer "consertar as coisas, as pessoas, e tudo mais" de acordo com a nossa visão pessoal. Quando olhamos para uma árvore torta é extremamente importante enxergá-la como árvore torta, sem querer endireitá-la, pois é assim que ela é.
  • 6. Se você tentar "endireitar“ a velha árvore torta, ela vai rachar e morrer....
  • 7. ... por isso é fundamental aceitá-la como ela é.
  • 8. •Nos relacionamentos é comum um criar no outro expectativas próprias, esperar que o outro faça aquilo que ele "sonha" e não o que o outro pode oferecer. Sofremos antecipadamente por criarmos expectativas que não estão alcance dos outros. Porque temos essa visão de "consertar" o que achamos errado. Se tentássemos enxergar as coisas como elas realmente são, muito sofrimento seria poupado. Nos relacionamentos é comum um criar no outro expectativas próprias, esperar que o outro faça aquilo que ele "sonha“ e não o que o outro pode oferecer. Sofremos antecipadamente por criarmos expectativas que não estão alcance dos outros. Porque temos essa visão de "consertar“ o que achamos errado.
  • 9. Se tentássemos enxergar as coisas como elas realmente são, muito sofrimento seria poupado.
  • 10. Os pais sofreriam menos com os seus filhos, pois conhecendo-os, não colocariam expectativas que são suas, na vida dos mesmos, gerando crianças doentes, frustradas, rebeldes, e até vazias.
  • 11. Tente, pelo menos tente, ver as pessoas como elas realmente são, pare de imaginar como elas deveriam ser, ou tentar consertá-las da maneira que você acha melhor. O torto pode ser a melhor forma de uma árvore crescer.
  • 12. Não crie mais dificuldades no seu relacionamento, se vemos as coisas como elas são, muitos dos nossos problemas deixam de existir, sem mágoas, sem brigas, sem ressentimentos.
  • 13. E para terminar, olhe para você mesmo com os "olhos de ver" e enxergue as possibilidades, as coisas que você ainda pode fazer e não fez. Pode ser que a sua árvore seja torta aos olhos das outras pessoas, mas pode ser a mais frutífera, a mais bonita, a mais perfumada da região, e isso, não depende de mais ninguém para acontecer, depende só de você. Pense nisso...
  • 14. Eu acredito em você ! Paulo Roberto Gaefke
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 20. Texto : Paulo Roberto Gaefke Imagens : NET Musica : NET