SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO CEARÁ
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO II
URUBURETAMA – CE
2015
FRANCISO REGIS DE OLIVEIRA CRUZ
JOÃO MARCELO LIRA FERNANDES
MAURÍCIO ANTONIO EUFRASIO DE CASTRO
MARCIO BRAGA DE SOUSA
NAYARA EMYLLE MAGALHÃES FREITAS
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I
Relatório apresentado ao curso de História do
Instituto de Educação Superior e Pesquisa do
Ceará – IESC, como requisito parcial para
obtenção de nota na disciplina de Estágio
Supervisionado I.
Orientador: Prof. Dr Renato da Guia Oliveira
URUBURETAMA – CE
2015
SUMÁRIO
1INTRODUÇÃO .............................................................................................................................03
2 IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ESTAGIADA .....................................................................05
2.1 LOCALIZAÇÃO DA ESCOLA....................................................................................................05
2.2 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO ..........................................................................................05
2.3 NÍVEIS DE ATENDIMENTO ....................................................................................................05
3 CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA DA INSTITUIÇÃO ......................................................................06
4 DESCRIÇÃO E ANÁLISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO .................................07
5 CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................................................08
REFERÊNCIAS ..............................................................................................................................09
1 INTRODUÇÃO
O estágio supervisionado é uma forma de introduzir o formando na realidade da vida educacional,
possibilitando o mesmo analisar e identificar as dificuldades enfrentadas pelos profissionais da
educação. O referido estágio foi realizado na E.E.I.F José Paulino da Cruz, na sala do 8º ano do
Ensino Fundamental II, com 18 alunos tendo como regente a professora Geanne Gomes da Silva
Vieira Santos. O mesmo foi realizado no período de 18 à 28 de maio pelos formandos Francisco
Regis de Oliveira Cruz, João Marcelo Lira Fernandes, Marcio Braga de Sousa, Maurício Antonio
Eufrásio de Castro e Nayara Emylle Magalhães Freitas.
2 IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ESTAGIADA
2. 1 LOCALIZAÇÃO DA ESCOLA
A escola EEIF José Paulino da Cruz está situada na localidade de Canto Escuro, na cidade
de Uruburetama - CE. Recebeu esse nome em homenagem ao doador do terreno, chamado José
Paulino Da Cruz. A mesma conta com duas escolas anexo: EEIF Maria do Carmo Vasconcelos,
localizada no Sítio Prata (12 km da sede), e EEIF Francisco das Chaves Alves Mota, localizada
no Sítio Polônia (12 km da sede).
No ano de 1978 a escola foi inaugurada (a principio com apenas uma sala de aula), onde
funcionava o Ensino Mobral de La Praça. Com o aumento da população, teve que se adequar
para poder atender a crescente demanda. Atualmente a instituição conta com um espaço onde
funciona a Diretoria e Secretaria, uma sala de planejamento, seis salas de aula, um laboratório de
informática, uma sala de leitura, uma cantina, um deposito para merenda escolar, uma dispensa,
um deposito para materiais pedagógicos, três Banheiros/Meninos/Meninas/Funcionários. O
quadro administrativo é composto por uma Diretora, dois Coordenadores Pedagógicos, uma
Secretaria, um Agente Administrativo, dezesseis Professores, um Auxiliar de Serviço e dois
Vigias.
2.2 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
Atualmente a escola conta com 191 alunos e atua com horário de funcionamento nos turnos
manhã, tarde e noite.
2.3 NÍVEIS DE ATENDIMENTO
A escola conta com seis salas de aula onde funcionam turmas do 6º ao 9º ano do Ensino
Fundamental durante os turnos manhã e tarde, e uma sala onde ocorrem aulas do EJA durante a
noite.
3. CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA DA INSTITUIÇÃO
Na E.E.I.F. José Paulino da Cruz, as abordagens dos conteúdos não se limitam a fatos e
conceitos, mas também a atitudes, valores e normas que são entendidos como conteúdos
imprescindíveis no mesmo nível que os fatos e conceitos. Isto pressupõe aceitar o princípio de
que tudo o que pode ser aprendido pelas crianças pode e deve ser ensinado pelos professores. A
relação da família com a instituição também é de suma importância. Como salienta GOKHALE
(1980), “a família não é somente o berço da cultura e a base da sociedade futura, mas é também
o centro da vida social. A educação, bem sucedida da criança na família é que vai servir de apoio
à sua criatividade e ao seu comportamento produtivo quando for adulto.”
O Plano Político Pedagógico da escola tem com objetivo salientar que cada indivíduo tem seu
papel fundamental e exclusivo, acumulando e transmitindo experiências, caminhando diariamente
para tornar-se um cidadão crítico e participativo na vida da comunidade, visando gerar mudanças
significativas e construir uma nova realidade. Como afirma PERRENOUD (2005, p.10), devemos
“utilizar os saberes para desenvolver a razão, o respeito à maneira de ser e à opinião do outro.”
Nesta instituição, pretende-se através das atividades educativas, criar um vínculo para
relações mais amplas entre o indivíduo e o meio humano, social, físico e cultural, diversificando
assim as formas de atuação, possibilitando maior interação entre esta instituição e a comunidade
onde está inserida, pois a compreende a educação como um processo que se baseia na reflexão
sobre a realidade e, ao mesmo tempo, assimila suas necessidades e a critica em suas
inconsistências, agindo no sentido de entendê-la em muitos aspectos.
4. DESCRIÇÃO E ANÁLISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO
Ao chegar inicialmente à escola José Paulino da Cruz houve uma boa recepção por parte da
diretora que logo nos levou para conhecer as dependências da escola junto à coordenadora,
especificando a utilização de cada sala. Ao entrarmos na secretaria, a Diretora nos explicou qual
era a dinâmica da instituição e sua metodologia de trabalho, citando alguns objetivos propostos
no PPP da escola. Depois do diálogo inicial, partimos em direção à sala onde iríamos realizar o
estagio. Ao chegar à sala houve um bom acolhimento pela professora e pelos alunos, houve
também uma apresentação feita pelos formandos explicando a sua presença no local, em
seguida a professora deu segmento a sua aula (abordando o conteúdo “Povos Indígenas”). A aula
mostrou-se dinâmica e proveitosa, com a participação dos alunos e uma boa interação entre
todos.
Após dedicar uma semana para observação da instituição, diálogo com os Professores e
Núcleo Gestor, analise das dependências da escola e leitura o Plano Político Pedagógico,
escolhemos uma quinta-feira, dia 28/05/2015, para ministrarmos a nossa prática de estágio, já
que o momento era compatível com a aula de História da turma estagiada. A turma escolhida foi o
8º Ano, devido à indicação do Núcleo Gestor e proximidade com a professora da sala. O
ambiente possui o tamanho adequado ao número de alunos da turma estagiada (18 alunos – 10
do sexo feminino e 8 do sexo masculino), contendo um sistema de iluminação eficiente,
ventilação mediana, decoração adequada e distribuição das carteiras em filas. Após o diálogo
inicial a apresentação do conteúdo a ser abordado (Revolução Industrial), os formandos iniciaram
a aula com uma explanação no quadro e contextualização com um capítulo do livro didático. Os
alunos demonstraram atenção e disciplina durante a explicação, apesar de revelarem
insegurança e hesitação quanto à participação na aula. Posteriormente à etapa de leitura e
explanação, foi dedicado um momento para os estudantes se manifestarem e exporem suas
dúvidas, onde ficou ressaltada a timidez demonstrada no início da aula. Uma atividade de fixação
do conteúdo fora desempenhada e em seguida ocorreu a mostra de um trecho do filme “Tempos
Modernos”, apresentando uma conjuntura de todo o cenário abordado no conteúdo Revolução
Industrial. Ao término do tempo estimado, os alunos reagiram de maneira positiva e questionaram
se haveria outro momento como esse, confirmando o resultado significativo da atividade de
estágio executada.
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS
A atividade de estágio realizada na E.E.I.F. José Paulino da Cruz demonstrou resultados
significativo, ocasionando em elogios do Núcleo Gestor, da professora e alunos da turma
estagiada.
O desenvolvimento do estágio proporcionou, além de experiência e conhecimento da rotina
de uma escola de ensino fundamental, o aperfeiçoamento na habilidade de lecionar dos
formandos e a apresentando a realidade que em breve estaremos lidando.
REFERÊNCIAS
GOKHALE, S. D. A família desaparecerá? In Revista Debates Sociais nº 30, ano XVI. Rio de
Janeiro, CBSSIS, 1980.
PERRENOUD, Philippe. Escola e Cidadania: o papel da escola na formação para a democracia.
(trad. Fátima Murad). Porto Alegre: Artmed, 2005.
ANEXOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.renatalguterres
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Superestagio
 
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesRelatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesKamilla Rodrigues
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Arivaldom
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciaispedagogianh
 
Relatório estágio rosana
Relatório estágio rosanaRelatório estágio rosana
Relatório estágio rosanamadrianegarcia
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPwww.estagiosupervisionadofip.blogspot.com
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarMaryanne Monteiro
 
Leitura e produção de texto - 1º Bimestre
Leitura e produção de texto - 1º BimestreLeitura e produção de texto - 1º Bimestre
Leitura e produção de texto - 1º Bimestredicasdubr
 
Portifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesPortifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesBete Feliciano
 
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Relatório de estágio  11 (reparado) (1)Relatório de estágio  11 (reparado) (1)
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)Natália Ferreira
 
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...LOCIMAR MASSALAI
 
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)Antonio Sousa
 
8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...
8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...
8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...Káttia Gonçalves
 

Mais procurados (20)

Libras online1
Libras online1Libras online1
Libras online1
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
 
Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2Caracterização da escola 2
Caracterização da escola 2
 
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins RodriguesRelatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
Relatorio de estágio final.de estagio Supervisionado Kamilla Martins Rodrigues
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
 
Relatório estágio rosana
Relatório estágio rosanaRelatório estágio rosana
Relatório estágio rosana
 
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIPPLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
PLANO DE CURSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7° PERÍODO DE PEDAGOGIA DAS FIP
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolar
 
Leitura e produção de texto - 1º Bimestre
Leitura e produção de texto - 1º BimestreLeitura e produção de texto - 1º Bimestre
Leitura e produção de texto - 1º Bimestre
 
Maria vitoria estagio
Maria vitoria estagioMaria vitoria estagio
Maria vitoria estagio
 
Portifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - OrientaçõesPortifólio do PACTO - Orientações
Portifólio do PACTO - Orientações
 
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
Relatório de estágio  11 (reparado) (1)Relatório de estágio  11 (reparado) (1)
Relatório de estágio 11 (reparado) (1)
 
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
 
Relatório de estágio - TÉC. EM INFORMÁTICA
Relatório de estágio - TÉC. EM INFORMÁTICARelatório de estágio - TÉC. EM INFORMÁTICA
Relatório de estágio - TÉC. EM INFORMÁTICA
 
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
 
8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...
8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...
8149 estagio-supervisionado-de-educacao-infantil-e-anos-iniciais-do-ensino-fu...
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
 

Semelhante a Relatório de estagio

Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisRosinara Azeredo
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisrenatalguterres
 
Relatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseaneRelatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseaneFranck Lima
 
Relatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseaneRelatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseaneFranck Lima
 
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIAProjeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIADMEDPraia
 
Estágio Supervisionado II Cássio Cunha: Portifólio
Estágio Supervisionado II Cássio Cunha: PortifólioEstágio Supervisionado II Cássio Cunha: Portifólio
Estágio Supervisionado II Cássio Cunha: PortifólioCássio Cunha Dourado
 
Portifólio rondinelle
Portifólio rondinellePortifólio rondinelle
Portifólio rondinellefamiliaestagio
 
Prática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantilPrática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantilRosinara Azeredo
 
Relatório de estágio docência
Relatório de estágio   docênciaRelatório de estágio   docência
Relatório de estágio docênciaCORTEZ-CORTEZ
 
Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miroNeuzy Quadros
 
Relatório estágio i ok
Relatório estágio i  okRelatório estágio i  ok
Relatório estágio i okRodrigo Melo
 
ApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioEliane Vieira
 
ApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioEliane Vieira
 
ApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioEliane Vieira
 
Roteiro de caracterizaçao escolar
Roteiro de caracterizaçao escolarRoteiro de caracterizaçao escolar
Roteiro de caracterizaçao escolarAmanda Oliveira
 
Portifólio marcília
 Portifólio   marcília Portifólio   marcília
Portifólio marcíliafamiliaestagio
 

Semelhante a Relatório de estagio (20)

Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
 
Relatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseaneRelatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseane
 
Relatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseaneRelatório de estagio supervisionado ii joseane
Relatório de estagio supervisionado ii joseane
 
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIAProjeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
Projeto Educativo - ESCOLA NOVA ASSEMBLEIA
 
Estágio Supervisionado II Cássio Cunha: Portifólio
Estágio Supervisionado II Cássio Cunha: PortifólioEstágio Supervisionado II Cássio Cunha: Portifólio
Estágio Supervisionado II Cássio Cunha: Portifólio
 
Portifólio rondinelle
Portifólio rondinellePortifólio rondinelle
Portifólio rondinelle
 
Prática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantilPrática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantil
 
Relatório de estágio docência
Relatório de estágio   docênciaRelatório de estágio   docência
Relatório de estágio docência
 
Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miro
 
Resumo palestras ensigeo_2011
Resumo palestras ensigeo_2011Resumo palestras ensigeo_2011
Resumo palestras ensigeo_2011
 
Portfóli eliane
Portfóli elianePortfóli eliane
Portfóli eliane
 
Relatório estágio i ok
Relatório estágio i  okRelatório estágio i  ok
Relatório estágio i ok
 
ApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGio
 
ApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGio
 
ApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGioApresentaçãO Do EstáGio
ApresentaçãO Do EstáGio
 
Roteiro de caracterizaçao escolar
Roteiro de caracterizaçao escolarRoteiro de caracterizaçao escolar
Roteiro de caracterizaçao escolar
 
Portifólio marcília
 Portifólio   marcília Portifólio   marcília
Portifólio marcília
 
Portifólio
 Portifólio Portifólio
Portifólio
 
Portfólio juliana
Portfólio julianaPortfólio juliana
Portfólio juliana
 

Mais de João Marcelo

A Idade Média e o Feudalismo
A Idade Média e o FeudalismoA Idade Média e o Feudalismo
A Idade Média e o FeudalismoJoão Marcelo
 
Plano de curso sociologia 1 ano
Plano de curso  sociologia 1 anoPlano de curso  sociologia 1 ano
Plano de curso sociologia 1 anoJoão Marcelo
 
Plano de curso historia 1 ano 2015
Plano de curso   historia 1 ano 2015Plano de curso   historia 1 ano 2015
Plano de curso historia 1 ano 2015João Marcelo
 
Projeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do Brasil
Projeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do BrasilProjeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do Brasil
Projeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do BrasilJoão Marcelo
 
Interpretação de imagens
Interpretação de imagensInterpretação de imagens
Interpretação de imagensJoão Marcelo
 
Racionalismo (revisão)
Racionalismo (revisão)Racionalismo (revisão)
Racionalismo (revisão)João Marcelo
 
Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)
Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)
Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)João Marcelo
 
Geografia - Os climas do brasil
Geografia - Os climas do brasilGeografia - Os climas do brasil
Geografia - Os climas do brasilJoão Marcelo
 
Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)
Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)
Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)João Marcelo
 
Grécia antiga - Revisão com imagens
Grécia antiga - Revisão com imagensGrécia antiga - Revisão com imagens
Grécia antiga - Revisão com imagensJoão Marcelo
 
Resumo - Uma viagem pela história do Brasil
Resumo - Uma viagem pela história do BrasilResumo - Uma viagem pela história do Brasil
Resumo - Uma viagem pela história do BrasilJoão Marcelo
 
Globalização, indústria cultural e consumismo
Globalização, indústria cultural e consumismoGlobalização, indústria cultural e consumismo
Globalização, indústria cultural e consumismoJoão Marcelo
 
Independencia do Brasil
Independencia do BrasilIndependencia do Brasil
Independencia do BrasilJoão Marcelo
 
Vinda da família real para o brasil
Vinda da família real para o brasilVinda da família real para o brasil
Vinda da família real para o brasilJoão Marcelo
 
Religião e cultura no brasil colonial
Religião e cultura no brasil colonialReligião e cultura no brasil colonial
Religião e cultura no brasil colonialJoão Marcelo
 
Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...
Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...
Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...João Marcelo
 

Mais de João Marcelo (20)

A Idade Média e o Feudalismo
A Idade Média e o FeudalismoA Idade Média e o Feudalismo
A Idade Média e o Feudalismo
 
Plano de curso sociologia 1 ano
Plano de curso  sociologia 1 anoPlano de curso  sociologia 1 ano
Plano de curso sociologia 1 ano
 
Plano de curso historia 1 ano 2015
Plano de curso   historia 1 ano 2015Plano de curso   historia 1 ano 2015
Plano de curso historia 1 ano 2015
 
Projeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do Brasil
Projeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do BrasilProjeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do Brasil
Projeto de pesquisa - Os Impactos causados pela Independência do Brasil
 
Interpretação de imagens
Interpretação de imagensInterpretação de imagens
Interpretação de imagens
 
Racionalismo (revisão)
Racionalismo (revisão)Racionalismo (revisão)
Racionalismo (revisão)
 
Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)
Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)
Revisão - Filosofia 1 ano (2º Bimestre)
 
Geografia - Os climas do brasil
Geografia - Os climas do brasilGeografia - Os climas do brasil
Geografia - Os climas do brasil
 
Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)
Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)
Revisão – filosofia 2º bimestre (3º Ano)
 
Grécia antiga - Revisão com imagens
Grécia antiga - Revisão com imagensGrécia antiga - Revisão com imagens
Grécia antiga - Revisão com imagens
 
Resumo - Uma viagem pela história do Brasil
Resumo - Uma viagem pela história do BrasilResumo - Uma viagem pela história do Brasil
Resumo - Uma viagem pela história do Brasil
 
Globalização, indústria cultural e consumismo
Globalização, indústria cultural e consumismoGlobalização, indústria cultural e consumismo
Globalização, indústria cultural e consumismo
 
Independencia do Brasil
Independencia do BrasilIndependencia do Brasil
Independencia do Brasil
 
Ideologia
IdeologiaIdeologia
Ideologia
 
Vinda da família real para o brasil
Vinda da família real para o brasilVinda da família real para o brasil
Vinda da família real para o brasil
 
Lógica
LógicaLógica
Lógica
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Religião e cultura no brasil colonial
Religião e cultura no brasil colonialReligião e cultura no brasil colonial
Religião e cultura no brasil colonial
 
Propriedade Privada
Propriedade PrivadaPropriedade Privada
Propriedade Privada
 
Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...
Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...
Eros, Tânatos, Id, Ego, Superego, Freud...
 

Relatório de estagio

  • 1. INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO CEARÁ RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO II URUBURETAMA – CE 2015
  • 2. FRANCISO REGIS DE OLIVEIRA CRUZ JOÃO MARCELO LIRA FERNANDES MAURÍCIO ANTONIO EUFRASIO DE CASTRO MARCIO BRAGA DE SOUSA NAYARA EMYLLE MAGALHÃES FREITAS RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I Relatório apresentado ao curso de História do Instituto de Educação Superior e Pesquisa do Ceará – IESC, como requisito parcial para obtenção de nota na disciplina de Estágio Supervisionado I. Orientador: Prof. Dr Renato da Guia Oliveira URUBURETAMA – CE 2015
  • 3. SUMÁRIO 1INTRODUÇÃO .............................................................................................................................03 2 IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ESTAGIADA .....................................................................05 2.1 LOCALIZAÇÃO DA ESCOLA....................................................................................................05 2.2 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO ..........................................................................................05 2.3 NÍVEIS DE ATENDIMENTO ....................................................................................................05 3 CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA DA INSTITUIÇÃO ......................................................................06 4 DESCRIÇÃO E ANÁLISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO .................................07 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................................................08 REFERÊNCIAS ..............................................................................................................................09
  • 4. 1 INTRODUÇÃO O estágio supervisionado é uma forma de introduzir o formando na realidade da vida educacional, possibilitando o mesmo analisar e identificar as dificuldades enfrentadas pelos profissionais da educação. O referido estágio foi realizado na E.E.I.F José Paulino da Cruz, na sala do 8º ano do Ensino Fundamental II, com 18 alunos tendo como regente a professora Geanne Gomes da Silva Vieira Santos. O mesmo foi realizado no período de 18 à 28 de maio pelos formandos Francisco Regis de Oliveira Cruz, João Marcelo Lira Fernandes, Marcio Braga de Sousa, Maurício Antonio Eufrásio de Castro e Nayara Emylle Magalhães Freitas.
  • 5. 2 IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ESTAGIADA 2. 1 LOCALIZAÇÃO DA ESCOLA A escola EEIF José Paulino da Cruz está situada na localidade de Canto Escuro, na cidade de Uruburetama - CE. Recebeu esse nome em homenagem ao doador do terreno, chamado José Paulino Da Cruz. A mesma conta com duas escolas anexo: EEIF Maria do Carmo Vasconcelos, localizada no Sítio Prata (12 km da sede), e EEIF Francisco das Chaves Alves Mota, localizada no Sítio Polônia (12 km da sede). No ano de 1978 a escola foi inaugurada (a principio com apenas uma sala de aula), onde funcionava o Ensino Mobral de La Praça. Com o aumento da população, teve que se adequar para poder atender a crescente demanda. Atualmente a instituição conta com um espaço onde funciona a Diretoria e Secretaria, uma sala de planejamento, seis salas de aula, um laboratório de informática, uma sala de leitura, uma cantina, um deposito para merenda escolar, uma dispensa, um deposito para materiais pedagógicos, três Banheiros/Meninos/Meninas/Funcionários. O quadro administrativo é composto por uma Diretora, dois Coordenadores Pedagógicos, uma Secretaria, um Agente Administrativo, dezesseis Professores, um Auxiliar de Serviço e dois Vigias. 2.2 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO Atualmente a escola conta com 191 alunos e atua com horário de funcionamento nos turnos manhã, tarde e noite. 2.3 NÍVEIS DE ATENDIMENTO A escola conta com seis salas de aula onde funcionam turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental durante os turnos manhã e tarde, e uma sala onde ocorrem aulas do EJA durante a noite.
  • 6. 3. CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA DA INSTITUIÇÃO Na E.E.I.F. José Paulino da Cruz, as abordagens dos conteúdos não se limitam a fatos e conceitos, mas também a atitudes, valores e normas que são entendidos como conteúdos imprescindíveis no mesmo nível que os fatos e conceitos. Isto pressupõe aceitar o princípio de que tudo o que pode ser aprendido pelas crianças pode e deve ser ensinado pelos professores. A relação da família com a instituição também é de suma importância. Como salienta GOKHALE (1980), “a família não é somente o berço da cultura e a base da sociedade futura, mas é também o centro da vida social. A educação, bem sucedida da criança na família é que vai servir de apoio à sua criatividade e ao seu comportamento produtivo quando for adulto.” O Plano Político Pedagógico da escola tem com objetivo salientar que cada indivíduo tem seu papel fundamental e exclusivo, acumulando e transmitindo experiências, caminhando diariamente para tornar-se um cidadão crítico e participativo na vida da comunidade, visando gerar mudanças significativas e construir uma nova realidade. Como afirma PERRENOUD (2005, p.10), devemos “utilizar os saberes para desenvolver a razão, o respeito à maneira de ser e à opinião do outro.” Nesta instituição, pretende-se através das atividades educativas, criar um vínculo para relações mais amplas entre o indivíduo e o meio humano, social, físico e cultural, diversificando assim as formas de atuação, possibilitando maior interação entre esta instituição e a comunidade onde está inserida, pois a compreende a educação como um processo que se baseia na reflexão sobre a realidade e, ao mesmo tempo, assimila suas necessidades e a critica em suas inconsistências, agindo no sentido de entendê-la em muitos aspectos.
  • 7. 4. DESCRIÇÃO E ANÁLISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO Ao chegar inicialmente à escola José Paulino da Cruz houve uma boa recepção por parte da diretora que logo nos levou para conhecer as dependências da escola junto à coordenadora, especificando a utilização de cada sala. Ao entrarmos na secretaria, a Diretora nos explicou qual era a dinâmica da instituição e sua metodologia de trabalho, citando alguns objetivos propostos no PPP da escola. Depois do diálogo inicial, partimos em direção à sala onde iríamos realizar o estagio. Ao chegar à sala houve um bom acolhimento pela professora e pelos alunos, houve também uma apresentação feita pelos formandos explicando a sua presença no local, em seguida a professora deu segmento a sua aula (abordando o conteúdo “Povos Indígenas”). A aula mostrou-se dinâmica e proveitosa, com a participação dos alunos e uma boa interação entre todos. Após dedicar uma semana para observação da instituição, diálogo com os Professores e Núcleo Gestor, analise das dependências da escola e leitura o Plano Político Pedagógico, escolhemos uma quinta-feira, dia 28/05/2015, para ministrarmos a nossa prática de estágio, já que o momento era compatível com a aula de História da turma estagiada. A turma escolhida foi o 8º Ano, devido à indicação do Núcleo Gestor e proximidade com a professora da sala. O ambiente possui o tamanho adequado ao número de alunos da turma estagiada (18 alunos – 10 do sexo feminino e 8 do sexo masculino), contendo um sistema de iluminação eficiente, ventilação mediana, decoração adequada e distribuição das carteiras em filas. Após o diálogo inicial a apresentação do conteúdo a ser abordado (Revolução Industrial), os formandos iniciaram a aula com uma explanação no quadro e contextualização com um capítulo do livro didático. Os alunos demonstraram atenção e disciplina durante a explicação, apesar de revelarem insegurança e hesitação quanto à participação na aula. Posteriormente à etapa de leitura e explanação, foi dedicado um momento para os estudantes se manifestarem e exporem suas dúvidas, onde ficou ressaltada a timidez demonstrada no início da aula. Uma atividade de fixação do conteúdo fora desempenhada e em seguida ocorreu a mostra de um trecho do filme “Tempos Modernos”, apresentando uma conjuntura de todo o cenário abordado no conteúdo Revolução Industrial. Ao término do tempo estimado, os alunos reagiram de maneira positiva e questionaram se haveria outro momento como esse, confirmando o resultado significativo da atividade de estágio executada.
  • 8. 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS A atividade de estágio realizada na E.E.I.F. José Paulino da Cruz demonstrou resultados significativo, ocasionando em elogios do Núcleo Gestor, da professora e alunos da turma estagiada. O desenvolvimento do estágio proporcionou, além de experiência e conhecimento da rotina de uma escola de ensino fundamental, o aperfeiçoamento na habilidade de lecionar dos formandos e a apresentando a realidade que em breve estaremos lidando.
  • 9. REFERÊNCIAS GOKHALE, S. D. A família desaparecerá? In Revista Debates Sociais nº 30, ano XVI. Rio de Janeiro, CBSSIS, 1980. PERRENOUD, Philippe. Escola e Cidadania: o papel da escola na formação para a democracia. (trad. Fátima Murad). Porto Alegre: Artmed, 2005.