SlideShare uma empresa Scribd logo

ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI

UFMA e UEMA
UFMA e UEMA
UFMA e UEMAPedagogo em UFMA e UEMA

MOSTANDO O QUE É ESTÁGIO

ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI

1 de 29
Baixar para ler offline
FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ
CREDENCIADA PELO MEC-PORTARIA
Nº 2.858-13/09/200 C.N.P.J 03.873.844/0001-35
COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA
“PORTA ABERTA NA EXCELÊNCIA DO
CONHECIMENTO”
2
Prof: Esp.Magno Fernando A. Nazaré
2
ESTÁGIO SUPERVISIONADO
NA EDUCAÇÃO ESPECIAL
FACULDADE EVANGÉLICA DO
PIAUÍ-FAEPI
3
FAEPI
QUE SABERES O PROFESSOR PRECISA
CONSTRUIR, FACE A ESSE CENÁRIO?
Prof: Esp. MAGNO FERNANDO
“Novas exigências educacionais
pedem às universidades e aos
cursos de formação para o
magistério, um professor capaz
de ajustar sua didática às novas
realidades da sociedade, do
conhecimento, do aluno, dos
diversos universos culturais e dos
meios de comunicação.”
(José Carlos Libâneo)
4
FAEPI
QUE SABERES O PROFESSOR PRECISA
CONSTRUIR, FACE A ESSE CENÁRIO?
Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
Competências referentes ao comprometimento
com os valores inspiradores da sociedade
democrática;
competências referentes à compreensão do
papel social da escola;
competências referentes ao domínio dos
conteúdos a serem socializados, de seus
significados em diferentes contextos e de sua
articulação interdisciplinar;
5
FAEPI
Prof.Esp: MAGNO FERNANDO
QUE SABERES O PROFESSOR PRECISA
CONSTRUIR, FACE A ESSE CENÁRIO?
Competências referentes ao domínio do
conhecimento pedagógico;
competências referentes ao conhecimento de
processos de investigação que possibilitem o
aperfeiçoamento da prática pedagógica;
competências referentes ao gerenciamento do
próprio desenvolvimento profissional;
6
FAEPI
Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
Conhecimentos para o desenvolvimento
profissional.
. cultura geral e profissional
. informação sobre crianças, jovens e adultos
. conhecimento sobre a dimensão cultural, social,
política e econômica da educação
. conhecimento dos conteúdos das áreas de que
são objeto de ensino
QUE SABERES O PROFESSOR
PRECISA CONSTRUIR, FACE A ESSE
CENÁRIO?

Recomendados

Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágioLeilany Campos
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Arivaldom
 
Estágio supervisionado no ensino fundamental 6 periodo
Estágio supervisionado no ensino fundamental   6 periodoEstágio supervisionado no ensino fundamental   6 periodo
Estágio supervisionado no ensino fundamental 6 periodoElvis Reis
 
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãoRelatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãomkbariotto
 
A importância da observação em sala de aula
A importância da observação em sala de aulaA importância da observação em sala de aula
A importância da observação em sala de aulaMarcos Neves
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Texto projeto justificativa modelo
Texto projeto justificativa modeloTexto projeto justificativa modelo
Texto projeto justificativa modeloEdna Paula Costa
 
Importância do estágio
Importância do estágioImportância do estágio
Importância do estágiogmonteiro1975
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.renatalguterres
 
Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Lindomar Oliveira
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciaispedagogianh
 
Reunião pedagógica 08 2013
Reunião pedagógica 08 2013Reunião pedagógica 08 2013
Reunião pedagógica 08 2013Viviane Moreiras
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL I
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL I
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IFábio Ribeiro Silva
 
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)Antonio Sousa
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarMaryanne Monteiro
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil filicianunes
 
Conselho de Classe - Participativo
Conselho de Classe  - ParticipativoConselho de Classe  - Participativo
Conselho de Classe - ParticipativoCÉSAR TAVARES
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL II
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IIESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL II
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IIFábio Ribeiro Silva
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professoresditadoida
 
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativoRelatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativoAlessandra Alves
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoLena_md
 

Mais procurados (20)

Texto projeto justificativa modelo
Texto projeto justificativa modeloTexto projeto justificativa modelo
Texto projeto justificativa modelo
 
Importância do estágio
Importância do estágioImportância do estágio
Importância do estágio
 
Estagio de observação
Estagio de observaçãoEstagio de observação
Estagio de observação
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
 
Resumo de Estágio
Resumo de EstágioResumo de Estágio
Resumo de Estágio
 
Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!
 
Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
 
Reunião pedagógica 08 2013
Reunião pedagógica 08 2013Reunião pedagógica 08 2013
Reunião pedagógica 08 2013
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL I
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL I
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL I
 
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
Antonio relatório de esatgio super visionado(pedagogia)
 
Relatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolar
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
 
Conselho de Classe - Participativo
Conselho de Classe  - ParticipativoConselho de Classe  - Participativo
Conselho de Classe - Participativo
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL II
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL IIESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL II
ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL II
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
 
Estagio supervisionado
Estagio supervisionado Estagio supervisionado
Estagio supervisionado
 
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativoRelatorio de estagio supervisionado administrativo
Relatorio de estagio supervisionado administrativo
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observação
 

Semelhante a ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI

Palestra estágio sem imagens
Palestra estágio sem imagensPalestra estágio sem imagens
Palestra estágio sem imagensElton da Costa
 
Prática docente mediada pelo estágio
Prática docente mediada pelo estágioPrática docente mediada pelo estágio
Prática docente mediada pelo estágioMarcelle Pires
 
PLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docx
PLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docxPLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docx
PLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docxGalbertoGomesOliveir1
 
Portifólio helen rosa
Portifólio helen rosaPortifólio helen rosa
Portifólio helen rosaHelenrsr
 
PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...
PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...
PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...ProfessorPrincipiante
 
PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...
PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...
PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...ProfessorPrincipiante
 
Pedagogia 2 e 3
Pedagogia 2 e 3Pedagogia 2 e 3
Pedagogia 2 e 3Arleno
 
O computador na sociedade do conhecimento cap6
O computador na sociedade do conhecimento   cap6O computador na sociedade do conhecimento   cap6
O computador na sociedade do conhecimento cap6Renata de Sousa
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio efmkbariotto
 
Relatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissional
Relatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissionalRelatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissional
Relatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissionalEugenio Chauque
 
A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...
A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...
A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...diagoprof
 
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogicaTexto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogicaedselma
 
Ppc especializacao camaqua_anexo1
Ppc especializacao camaqua_anexo1Ppc especializacao camaqua_anexo1
Ppc especializacao camaqua_anexo1Vitor Dias
 

Semelhante a ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI (20)

Palestra estágio sem imagens
Palestra estágio sem imagensPalestra estágio sem imagens
Palestra estágio sem imagens
 
Prática docente mediada pelo estágio
Prática docente mediada pelo estágioPrática docente mediada pelo estágio
Prática docente mediada pelo estágio
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
PLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docx
PLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docxPLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docx
PLANO DE ESTÁGIO PEDAGOGIA - UNIP.docx
 
Portifólio
PortifólioPortifólio
Portifólio
 
Portifólio helen rosa
Portifólio helen rosaPortifólio helen rosa
Portifólio helen rosa
 
PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...
PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...
PERCEPÇÕES DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA EM INÍCIO DE CARREIRA SOBRE O PAPEL DA...
 
PortifóLio
PortifóLioPortifóLio
PortifóLio
 
UNINOVE - Docência
UNINOVE - DocênciaUNINOVE - Docência
UNINOVE - Docência
 
Portfólio hipólito
Portfólio   hipólitoPortfólio   hipólito
Portfólio hipólito
 
PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...
PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...
PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO DIDÁTICO: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA PARA O ENSINO...
 
H
HH
H
 
Pedagogia 2 e 3
Pedagogia 2 e 3Pedagogia 2 e 3
Pedagogia 2 e 3
 
O computador na sociedade do conhecimento cap6
O computador na sociedade do conhecimento   cap6O computador na sociedade do conhecimento   cap6
O computador na sociedade do conhecimento cap6
 
Artigo gilberto 06
Artigo gilberto 06Artigo gilberto 06
Artigo gilberto 06
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
 
Relatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissional
Relatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissionalRelatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissional
Relatorio das praticas pedagogica no ensino secundario e tecnico profissional
 
A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...
A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...
A importância do estágio supervisionado na formação do profissional de educac...
 
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogicaTexto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
Texto interdisciplinaridade na_pratica_pedagogica
 
Ppc especializacao camaqua_anexo1
Ppc especializacao camaqua_anexo1Ppc especializacao camaqua_anexo1
Ppc especializacao camaqua_anexo1
 

Mais de UFMA e UEMA

É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva
É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva
É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva UFMA e UEMA
 
SOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNC
SOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNCSOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNC
SOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNCUFMA e UEMA
 
Etapas do trabalho de conclusão de curso-TCC
Etapas do trabalho de conclusão de curso-TCCEtapas do trabalho de conclusão de curso-TCC
Etapas do trabalho de conclusão de curso-TCCUFMA e UEMA
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOUFMA e UEMA
 
I jornada internacional de ciências humanas-UFMA
I jornada internacional de ciências humanas-UFMAI jornada internacional de ciências humanas-UFMA
I jornada internacional de ciências humanas-UFMAUFMA e UEMA
 
Extrema pobreza em carutapera
Extrema pobreza em carutaperaExtrema pobreza em carutapera
Extrema pobreza em carutaperaUFMA e UEMA
 
ORIENTAÇÃO DE TCC
ORIENTAÇÃO DE TCCORIENTAÇÃO DE TCC
ORIENTAÇÃO DE TCCUFMA e UEMA
 
Apostila de práticas pedagogicas III
Apostila de práticas pedagogicas IIIApostila de práticas pedagogicas III
Apostila de práticas pedagogicas IIIUFMA e UEMA
 
PRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA IIIPRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA IIIUFMA e UEMA
 
Saberes pedagógicos e práticas docentes no ensino de
Saberes pedagógicos e práticas docentes no ensino deSaberes pedagógicos e práticas docentes no ensino de
Saberes pedagógicos e práticas docentes no ensino deUFMA e UEMA
 
Estatística na educação
Estatística na educação Estatística na educação
Estatística na educação UFMA e UEMA
 
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICAFAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICAUFMA e UEMA
 
A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...
A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...
A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...UFMA e UEMA
 
AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS
AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS
AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS UFMA e UEMA
 
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADORELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADOUFMA e UEMA
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágioUFMA e UEMA
 
apresentação de monográfia
apresentação de monográfiaapresentação de monográfia
apresentação de monográfiaUFMA e UEMA
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERARELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERAUFMA e UEMA
 
CONTROLE AMBIENTAL
CONTROLE AMBIENTALCONTROLE AMBIENTAL
CONTROLE AMBIENTALUFMA e UEMA
 

Mais de UFMA e UEMA (20)

É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva
É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva
É PRECISO INCLUIR : Relatos em Educação Especial e Inclusiva
 
SOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNC
SOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNCSOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNC
SOCIEDADE NUMISMÁTICA E NATAFILÍSTICA CARUTAPERENSE –SNNC
 
Etapas do trabalho de conclusão de curso-TCC
Etapas do trabalho de conclusão de curso-TCCEtapas do trabalho de conclusão de curso-TCC
Etapas do trabalho de conclusão de curso-TCC
 
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
 
I jornada internacional de ciências humanas-UFMA
I jornada internacional de ciências humanas-UFMAI jornada internacional de ciências humanas-UFMA
I jornada internacional de ciências humanas-UFMA
 
Extrema pobreza em carutapera
Extrema pobreza em carutaperaExtrema pobreza em carutapera
Extrema pobreza em carutapera
 
ORIENTAÇÃO DE TCC
ORIENTAÇÃO DE TCCORIENTAÇÃO DE TCC
ORIENTAÇÃO DE TCC
 
Apostila de práticas pedagogicas III
Apostila de práticas pedagogicas IIIApostila de práticas pedagogicas III
Apostila de práticas pedagogicas III
 
PRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA IIIPRÁTICA PEDAGÓGICA III
PRÁTICA PEDAGÓGICA III
 
Saberes pedagógicos e práticas docentes no ensino de
Saberes pedagógicos e práticas docentes no ensino deSaberes pedagógicos e práticas docentes no ensino de
Saberes pedagógicos e práticas docentes no ensino de
 
Estatística na educação
Estatística na educação Estatística na educação
Estatística na educação
 
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICAFAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
 
A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...
A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...
A Contribuição da Etnomatemática no Processo ensino Aprendizagem no ensino Fu...
 
AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS
AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS
AS FORMAS DE RELEVOS E SUAS INTERFERENCIAIS
 
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADORELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
 
MONOGRAFIA
MONOGRAFIAMONOGRAFIA
MONOGRAFIA
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
apresentação de monográfia
apresentação de monográfiaapresentação de monográfia
apresentação de monográfia
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERARELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA EJA-CARUTAPERA
 
CONTROLE AMBIENTAL
CONTROLE AMBIENTALCONTROLE AMBIENTAL
CONTROLE AMBIENTAL
 

Último

Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfPedroGual4
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...Colaborar Educacional
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfalexandrerodriguespk
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)Adriano De Souza Sobrenome
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...manoelaarmani
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...Colaborar Educacional
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...Unicesumar
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxfran50171
 
TEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptx
TEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptxTEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptx
TEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptxAssisTeixeira2
 
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e AppsApresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e AppsAlexandre Oliveira
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfAnaRitaFreitas7
 

Último (20)

Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
 
TEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptx
TEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptxTEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptx
TEMPLATE relatório de praticas por aluno.pptx
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e AppsApresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
Apresentação Aula Usabilidade Web Jogos e Apps
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
 

ESTÁGIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL-FAEPI

  • 1. FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ CREDENCIADA PELO MEC-PORTARIA Nº 2.858-13/09/200 C.N.P.J 03.873.844/0001-35 COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA “PORTA ABERTA NA EXCELÊNCIA DO CONHECIMENTO”
  • 2. 2 Prof: Esp.Magno Fernando A. Nazaré 2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO ESPECIAL FACULDADE EVANGÉLICA DO PIAUÍ-FAEPI
  • 3. 3 FAEPI QUE SABERES O PROFESSOR PRECISA CONSTRUIR, FACE A ESSE CENÁRIO? Prof: Esp. MAGNO FERNANDO “Novas exigências educacionais pedem às universidades e aos cursos de formação para o magistério, um professor capaz de ajustar sua didática às novas realidades da sociedade, do conhecimento, do aluno, dos diversos universos culturais e dos meios de comunicação.” (José Carlos Libâneo)
  • 4. 4 FAEPI QUE SABERES O PROFESSOR PRECISA CONSTRUIR, FACE A ESSE CENÁRIO? Prof. Esp: MAGNO FERNANDO Competências referentes ao comprometimento com os valores inspiradores da sociedade democrática; competências referentes à compreensão do papel social da escola; competências referentes ao domínio dos conteúdos a serem socializados, de seus significados em diferentes contextos e de sua articulação interdisciplinar;
  • 5. 5 FAEPI Prof.Esp: MAGNO FERNANDO QUE SABERES O PROFESSOR PRECISA CONSTRUIR, FACE A ESSE CENÁRIO? Competências referentes ao domínio do conhecimento pedagógico; competências referentes ao conhecimento de processos de investigação que possibilitem o aperfeiçoamento da prática pedagógica; competências referentes ao gerenciamento do próprio desenvolvimento profissional;
  • 6. 6 FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO Conhecimentos para o desenvolvimento profissional. . cultura geral e profissional . informação sobre crianças, jovens e adultos . conhecimento sobre a dimensão cultural, social, política e econômica da educação . conhecimento dos conteúdos das áreas de que são objeto de ensino QUE SABERES O PROFESSOR PRECISA CONSTRUIR, FACE A ESSE CENÁRIO?
  • 7. 7 SER PROFESSOR E VIVER SUA PROFISSÃO SUJEITO DE TRANSFORMAÇÃO "O ofício de ensinar não é para aventureiros, é para profissionais, homens e mulheres que, além dos conhecimentos na área dos conteúdos específicos e da educação, assumem a construção da liberdade e da cidadania do outro como condição mesma de realização de sua própria liberdade e cidadania." (Ildeu Moreira Coelho) FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 8. 8 FAEPI Conquista da condição de sujeito: . objetiva (salário, carreira, instalações, equipamentos, número de alunos em sala de aula) - subjetiva ( proposta de trabalho, projeto educativo, abertura para mudança, compromisso social e novas dimensões) SER PROFESSOR É VIVER SUA PROFISSÃO - SUJEITO DE TRANSFORMAÇÃO Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 9. 9 FAEPI COMO DAR CONTA DE UMA FORMAÇÃO TÃO COMPLEXA, QUE PRECISA MOBILIZAR VÁRIOS CONHECIMENTOS EM SITUAÇÕES-PROBLEMA? "Tinha uma pedra no meio do caminho, no meio do caminho tinha uma pedra." (Carlos Drummond de Andrade) Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 10. 10 FAEPI Prof: Esp: MAGNO FERNANDO O que é o estágio? Estágio é o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de estudantes. O estágio integra o itinerário formativo do estudante e faz parte do projeto pedagógico do curso (art. 1º e seu § 1º da Lei 11.788/2008).
  • 11. 11 FAEPI O estágio curricular pressupõe atividades pedagógicas efetivadas em um ambiente institucional de trabalho;  reconhecido pelo sistema de ensino, que se concretiza na relação estabelecida entre um docente experiente e o aluno estagiário, com a mediação de um professor supervisor acadêmico; O ESTÁGIO SUPERVISIONADO? Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 12. 12  Oferecimento de situações reflexivas e contextualizadas, conferindo-lhe condições para que se torne autor de sua prática, por meio da vivência institucional sistemática, norteada pelo projeto pedagógico da instituição formadora. ( RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006.Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura ) FAEPI O ESTÁGIO SUPERVISIONADO Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 13. 13 FAEPI QUAL O OBJETIVO DO ESTÁGIO? Prof: Esp MAGNO FERNANDO O estágio visa ao aprendizado de competências próprias da atividade profissional e a contextualização curricular, objetivando o desenvolvimento do educando para a vida cidadã e para o trabalho (§ 2º do art. 1º da Lei 11.788/2008).
  • 14. 14 FAEPI OS OBJETIVOS DO ESTAGIO SUPERVISIONADO: Oferecer ao futuro licenciado um conhecimento do real em situação de trabalho, isto é, diretamente em unidades escolares dos sistemas de ensino; verificar e provar (em si e no outro) a realização das competências exigidas na prática profissional e exigíveis dos formandos, especialmente quanto à regência. Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 15. 15 FAEPI acompanhar aspectos da vida escolar que não acontecem de forma igualmente distribuída pelo semestre, concentrando-se em situações, tais como: da elaboração do projeto pedagógico, da matrícula, da organização das turmas e do tempo e espaço escolares; OS OBJETIVOS DO ESTAGIO SUPERVISIONADO: Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 16. 16 FAEPI capacitar, em serviço, e que só pode ocorrer em unidades escolares onde o estagiário assuma efetivamente o papel de professor, outras exigências do projeto pedagógico e das necessidades próprias do ambiente institucional escolar; OS OBJETIVOS DO ESTAGIO SUPERVISIONADO: Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 17. 17 OS OBJETIVOS DO ESTAGIO SUPERVISIONADO: FAEPI integrar as questões teóricas às questões práticas, vivenciadas ao longo do curso, possibilitando a construção de conhecimento significativo pela ação – reflexão – ação; Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 18. 18 investigar o contexto educativo na sua complexidade e analisá-lo, tomando-o continuamente como objeto de reflexão, para construção de formas de gerenciamento do mesmo; realizar atividades que aprimorem a prática profissional, integrando o ensino, pesquisa e extensão. FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO OS OBJETIVOS DO ESTAGIO SUPERVISIONAD
  • 19. 19 AS PRÁTICAS DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS E A LEGISLAÇÃO VIGENTE AS LICENCIATURAS FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 20. 20 RESOLUÇÃO CNE/CP 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2002 Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Prof. Esp: MAGNO FERNANDO FAEPI
  • 21. 21 Art. 13. Em tempo e espaço curricular específico, a coordenação da dimensão prática transcenderá o estágio e terá como finalidade promover a articulação das diferentes práticas, numa perspectiva interdisciplinar. FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO
  • 22. 22 § 3º O estágio curricular supervisionado, definido por lei, a ser realizado em escola de educação básica, e respeitado o regime de colaboração entre os sistemas de ensino, deve ser desenvolvido a partir do início da segunda metade do curso e ser avaliado conjuntamente pela escola formadora e a escola campo de estágio. Prof. MAGNO FERNANDO FAEPI
  • 23. 23 FAEPI CURSO DE PEDAGOGIA RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. Art. 7º O curso de Licenciatura em Pedagogia terá a carga horária mínima de 3.200 horas de efetivo trabalho acadêmico, assim distribuídas: Profª MS.c Rosa Maria Maia Gouvêa Esteves
  • 24. 24 Prof. Esp: MAGNO FERNANDO FAEPI I - 2.800 horas dedicadas às atividades formativas ......... II - 300 horas dedicadas ao Estágio Supervisionado prioritariamente em Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, contemplando também outras áreas específicas, se for o caso, conforme o projeto pedagógico da instituição;
  • 25. 25 FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO Art. 8º Nos termos do projeto pedagógico da instituição, a integralização de estudos será efetivada por meio de: IV - estágio curricular a ser realizado, ao longo do curso, de modo a assegurar aos graduandos experiência de exercício profissional, em ambientes escolares e não-escolares que ampliem e fortaleçam atitudes éticas, conhecimentos e competências:
  • 26. 26 FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO a) na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, prioritariamente; b) nas disciplinas pedagógicas dos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal; c) na Educação Profissional na área de serviços e de apoio escolar;
  • 27. 27 FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO d) na Educação de Jovens e Adultos; e) na participação em atividades da gestão de processos educativos, no planejamento, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação de atividades e projetos educativos; f) em reuniões de formação pedagógica.
  • 28. 28 FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO RELATO DE EXPERIÊNCIAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FAEPI. "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer" (Geraldo Vandré) VIVENCIANDO O ESTÁGIO
  • 29. 29 FAEPI Prof. Esp: MAGNO FERNANDO O Estágio Supervisionado será cumprido através das seguintes atividades: § 1º - Na observação, o estagiário deve cumprir tarefas, de acordo com o acompanhamento do professor supervisor do estágio e a participação dos professores regentes das disciplinas do período.