Rev industrial

1.242 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.242
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
509
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rev industrial

  1. 1. A Revolução Industrial e oA Revolução Industrial e o Movimento OperárioMovimento Operário Professora: Janah Lira Blog: http://www.janah-historiando.blogspot.com
  2. 2. Revolução Industrial, o que foi?Revolução Industrial, o que foi?  CoConjunto de transformações econômicas,njunto de transformações econômicas, tecnológicas e sociais impulsionadas pelatecnológicas e sociais impulsionadas pela substituição da força física pela força mecânica,substituição da força física pela força mecânica, da ferramenta pela máquina, da manufatura pelada ferramenta pela máquina, da manufatura pela indústria, ocorrido na Inglaterra, na segundaindústria, ocorrido na Inglaterra, na segunda metade do século XVIII.metade do século XVIII.
  3. 3. Por que “revolução”?Por que “revolução”?  Devido a profundidade das mudanças decorrentes daDevido a profundidade das mudanças decorrentes da industrialização, atingindo tantos aspectos da vida do serindustrialização, atingindo tantos aspectos da vida do ser humano.humano.  Com a industrialização, a vida urbana foi impulsionada,Com a industrialização, a vida urbana foi impulsionada, novos inventos promoveram mudanças de costumes. Surgiunovos inventos promoveram mudanças de costumes. Surgiu uma sociedade de consumo, onde a necessidade não ditauma sociedade de consumo, onde a necessidade não dita compra e a venda e o ter (possuir) passou a definir o papelcompra e a venda e o ter (possuir) passou a definir o papel do indivíduo nela (você vale o que tem).do indivíduo nela (você vale o que tem).
  4. 4. Características da Revolução IndustrialCaracterísticas da Revolução Industrial  Restrita à InglaterraRestrita à Inglaterra  Principal fonte de energia: Carvão MineralPrincipal fonte de energia: Carvão Mineral  Matéria-prima: FerroMatéria-prima: Ferro  Indústria têxtilIndústria têxtil  Capitalismo Industrial – predomínio da lei da ofertaCapitalismo Industrial – predomínio da lei da oferta e da procura sem interferências dos governos.e da procura sem interferências dos governos.
  5. 5. Consequências da RevoluçãoConsequências da Revolução IndustrialIndustrial  Consolidação do capitalismo e do poder daConsolidação do capitalismo e do poder da burguesia.burguesia.  Desenvolvimento tecnológico.Desenvolvimento tecnológico.  Desenvolvimento dos transportes (barco a vapor,Desenvolvimento dos transportes (barco a vapor, locomotiva) e das comunicações (telégrafo elocomotiva) e das comunicações (telégrafo e posteriormente o telefone).posteriormente o telefone).
  6. 6.  Esgotamento de recursos naturais.Esgotamento de recursos naturais.  Urbanização intensa.Urbanização intensa.  Formação doFormação do proletariadoproletariado urbano (operários).urbano (operários).  Surgimento doSurgimento do CAPITALISMOCAPITALISMO FINANCEIROFINANCEIRO – grandes bancos controlando– grandes bancos controlando indústrias por meio de compra de ações ouindústrias por meio de compra de ações ou dependência financeira (empréstimos).dependência financeira (empréstimos).
  7. 7. Pioneirismo InglêsPioneirismo Inglês  Existência de uma burguesia forte no controleExistência de uma burguesia forte no controle político e econômicopolítico e econômico  Resultado da Revolução Inglesa do século XVIIResultado da Revolução Inglesa do século XVII  Acumulação primitiva de capitalAcumulação primitiva de capital  Vasto império colonial fornecedor de matéria-prima eVasto império colonial fornecedor de matéria-prima e consumidorconsumidor  Jazidas de ferro e carvãoJazidas de ferro e carvão  Mão de obra disponívelMão de obra disponível  Resultado dos cercamentosResultado dos cercamentos  Ética protestanteÉtica protestante  Estímulo ao lucroEstímulo ao lucro
  8. 8. Mas afinal o que foram osMas afinal o que foram os cercamentoscercamentos ??????  Consistiu no cercamento e expulsão dos camponeses dasConsistiu no cercamento e expulsão dos camponeses das terras comunais, principalmente no final do século XVII eterras comunais, principalmente no final do século XVII e XVIII. As áreas desocupadas passaram a serem utilizadasXVIII. As áreas desocupadas passaram a serem utilizadas como pastagem para ovelhas, que forneciam a principalcomo pastagem para ovelhas, que forneciam a principal matéria-prima das manufaturas têxteis da Inglaterra (lã).matéria-prima das manufaturas têxteis da Inglaterra (lã).  Também foi um evento importante na consolidação daTambém foi um evento importante na consolidação da noção de propriedade privada na Inglaterra.noção de propriedade privada na Inglaterra.
  9. 9. Aparecimento de máquinasAparecimento de máquinas  Tear mecânico, máquina de fiar, máquina a vaporTear mecânico, máquina de fiar, máquina a vapor
  10. 10. Uma nova sociedadeUma nova sociedade  Burguesia (industriais)Burguesia (industriais)  Donos dos meios de produção.Donos dos meios de produção.  Proletariado (operários)Proletariado (operários)  Donos da força de trabalhoDonos da força de trabalho
  11. 11. Movimento OperárioMovimento Operário  Àquele tempo, os operários das indústriasÀquele tempo, os operários das indústrias trabalhavam sob péssimas condições, a saber:trabalhavam sob péssimas condições, a saber:  Salários muito baixosSalários muito baixos  Longas jornadas (16/18 horas)Longas jornadas (16/18 horas)  Condições insalubres no ambiente de trabalhoCondições insalubres no ambiente de trabalho  Superexploração do trabalho feminino e infantilSuperexploração do trabalho feminino e infantil  Ausência completa de qualquer assistência aoAusência completa de qualquer assistência ao trabalhadortrabalhador  Surgem manifestações e associações que visamSurgem manifestações e associações que visam conquistar melhorias e garantir direitos.conquistar melhorias e garantir direitos.
  12. 12. O desenvolvimento do movimento operárioO desenvolvimento do movimento operário  Ludismo:Ludismo:  Ned LuddNed Ludd  InglaterraInglaterra  Destruição de máquinasDestruição de máquinas  O governo inglês reagiu decretando pena deO governo inglês reagiu decretando pena de morte aos revoltosos.morte aos revoltosos.
  13. 13. "Nós marchamos para"Nós marchamos para realizar a nossarealizar a nossa vontadevontade Com machado, lançaCom machado, lança ou fuzilou fuzil Meus valentesMeus valentes cortadorescortadores Os que com apenasOs que com apenas um só forte golpeum só forte golpe rompem com asrompem com as máquinas cortadeiras"máquinas cortadeiras"
  14. 14.  Cartismo:Cartismo:  InglaterraInglaterra  O movimento surgiu por volta de 1837O movimento surgiu por volta de 1837  ““Carta do Povo”- redigida pelaCarta do Povo”- redigida pela associação dos operáriosassociação dos operários reivindicavam melhores condições dereivindicavam melhores condições de trabalho, sufrágio universaltrabalho, sufrágio universal masculino, renovação anual domasculino, renovação anual do parlamento, participação noparlamento, participação no parlamento.parlamento.  O movimento foi massacrado peloO movimento foi massacrado pelo parlamento inglês que desconsiderouparlamento inglês que desconsiderou as reivindicações impostas pelosas reivindicações impostas pelos trabalhadores.trabalhadores.
  15. 15.  Trade Unions:Trade Unions: Organizações deOrganizações de associações deassociações de trabalhadores, detrabalhadores, de carátercaráter assistencialista,assistencialista, germe dogerme do sindicatosindicato modernomoderno
  16. 16.  Sindicatos:Sindicatos:  A definição de sindicato varia, de acordo com o tempo eA definição de sindicato varia, de acordo com o tempo e as condições políticas, razão pela qual, para algunsas condições políticas, razão pela qual, para alguns estudiosos, o sindicato é a coalizão permanente para aestudiosos, o sindicato é a coalizão permanente para a luta de classe e, para outros, é o órgão destinado aluta de classe e, para outros, é o órgão destinado a solucionar o problema social.solucionar o problema social.
  17. 17. NOVAS IDEIASNOVAS IDEIAS Com a consolidação daCom a consolidação da revolução industrial,revolução industrial, surgem novas ideias quesurgem novas ideias que contestavam ocontestavam o individualismo liberal queindividualismo liberal que caracteriza as práticas docaracteriza as práticas do liberalismo econômico e osliberalismo econômico e os princípios da economiaprincípios da economia clássica, configurando-seclássica, configurando-se como uma resposta aoscomo uma resposta aos problemas sociais que seproblemas sociais que se agravavam á medida que aagravavam á medida que a industrialização avançava.industrialização avançava.
  18. 18. Socialismo UtópicoSocialismo Utópico  Surge na França em meados do século XIXSurge na França em meados do século XIX  Idealizavam formas de organização mais justas,Idealizavam formas de organização mais justas, onde o sistema socialista seria implantado DEonde o sistema socialista seria implantado DE FORMA GRADUAL E PACÍFICA.FORMA GRADUAL E PACÍFICA.  A falta de embasamento científico leva aA falta de embasamento científico leva a denominação para tal corrente de Utópica oudenominação para tal corrente de Utópica ou Romântica.Romântica.
  19. 19.  Charles FourrierCharles Fourrier : Propõe a criação de: Propõe a criação de “Falanstérios” onde representantes das diversas“Falanstérios” onde representantes das diversas classes se reúnem, fazendo doações e contribuiçõesclasses se reúnem, fazendo doações e contribuições e recebendo proporcionalmente ao que entregou.e recebendo proporcionalmente ao que entregou. Uma espécie de cooperativismo integral eUma espécie de cooperativismo integral e autossuficiente.autossuficiente.
  20. 20.  Robert Owen:Robert Owen: Funda nos Estados Unidos umaFunda nos Estados Unidos uma organização chamada New Harmony, onde tenta,organização chamada New Harmony, onde tenta, sem êxito, colocar suas ideias: menores jornadassem êxito, colocar suas ideias: menores jornadas de trabalho, assistência social ao trabalhador e suade trabalho, assistência social ao trabalhador e sua família e participação do trabalhador nos lucros dafamília e participação do trabalhador nos lucros da empresa. Ficou conhecido como o “bom patrão”.empresa. Ficou conhecido como o “bom patrão”.  Saint-SimonSaint-Simon: idealizou uma nova sociedade, na: idealizou uma nova sociedade, na qual a exploração do homem seria substituída porqual a exploração do homem seria substituída por uma administração coletiva, sem a propriedadeuma administração coletiva, sem a propriedade privada.privada.
  21. 21. Socialismo CientíficoSocialismo Científico  Surgiu na Alemanha, sobretudo no século XIX. Karl Marx eSurgiu na Alemanha, sobretudo no século XIX. Karl Marx e Friedrich Engels são seus defensores e autores.Friedrich Engels são seus defensores e autores.  Fez uma análise mais aprofundada do capitalismo.Fez uma análise mais aprofundada do capitalismo. Defendia uma REVOLUÇÃO comandada pelo proletariado,Defendia uma REVOLUÇÃO comandada pelo proletariado, a partir do desenvolvimento de uma consciência.a partir do desenvolvimento de uma consciência.  O Capitalismo traz em si o germe de sua própriaO Capitalismo traz em si o germe de sua própria destruição.destruição.
  22. 22. O caminho para a igualdade de classes está noO caminho para a igualdade de classes está no fimfim da propriedade privada dos meios de produçãoda propriedade privada dos meios de produção ee seu controle pelo deve ser exercido apenas peloseu controle pelo deve ser exercido apenas pelo Estado. Dessa forma,Estado. Dessa forma, o Estado promove ao Estado promove a redistribuição de riquezas eliminando a diferençasredistribuição de riquezas eliminando a diferenças entre as classesentre as classes.. Quando essa diferença for nula, e a riqueza estiverQuando essa diferença for nula, e a riqueza estiver plenamente distribuída, o comunismo é atingido complenamente distribuída, o comunismo é atingido com a eliminação de todas as instituições que regulam aa eliminação de todas as instituições que regulam a sociedade.sociedade.
  23. 23. AnarquismoAnarquismo  Doutrina defensora daDoutrina defensora da inexistência de governosinexistência de governos  Principal defensor: MikhailPrincipal defensor: Mikhail Bakunin.Bakunin.  Defendiam o Estado comoDefendiam o Estado como origem dos males daorigem dos males da sociedade, pregando asociedade, pregando a formação de “pequenasformação de “pequenas comunidades cooperativas decomunidades cooperativas de subsistência”subsistência”  Critica: Estado, religião,Critica: Estado, religião, propriedade privada, etc.propriedade privada, etc. Rompimento com toda formaRompimento com toda forma de autoridade.de autoridade.
  24. 24. 1ª Internacional -AIT (1864-1876)1ª Internacional -AIT (1864-1876)  Organização dosOrganização dos sindicatos de todo osindicatos de todo o mundo pela melhoria nasmundo pela melhoria nas condições de trabalho.condições de trabalho.  Discussões a cerca doDiscussões a cerca do Socialismo científico e oSocialismo científico e o anarquismo.anarquismo.
  25. 25. PositivismoPositivismo  Criada pelo francês August Comte.Criada pelo francês August Comte.  Entusiasmo pela modernidade, indústria, ciência, tecnologia.Entusiasmo pela modernidade, indústria, ciência, tecnologia.  Defende o conhecimento científico como a única forma deDefende o conhecimento científico como a única forma de conhecimento verdadeiro.conhecimento verdadeiro.  Uma teoria só é correta se comprovada cientificamente.Uma teoria só é correta se comprovada cientificamente.  O progresso depende dos avanços do conhecimento.O progresso depende dos avanços do conhecimento.  A ordem fundamental para o progresso.A ordem fundamental para o progresso.  Contra revoluções sociais.Contra revoluções sociais.  Defendiam a ditadura, só cultos no poder.Defendiam a ditadura, só cultos no poder.
  26. 26. Conquistas dos operários ingleses noConquistas dos operários ingleses no século XIX e início do XXséculo XIX e início do XX  1833: O trabalho das crianças entre 10 e 13 anos foi1833: O trabalho das crianças entre 10 e 13 anos foi limitado a 48 horas semanais; entre 13 e 18 anos a 69limitado a 48 horas semanais; entre 13 e 18 anos a 69 horas semanais.horas semanais.  1842: Os trabalhos infantil e feminino foram proibidos nas1842: Os trabalhos infantil e feminino foram proibidos nas minas.minas.  1846: Os impostos sobre os cereais importados, como o1846: Os impostos sobre os cereais importados, como o trigo (que encareciam o preço do pão) foram suprimidos.trigo (que encareciam o preço do pão) foram suprimidos.  1847: Estabeleceu-se a jornada de trabalho de 10 horas.1847: Estabeleceu-se a jornada de trabalho de 10 horas.  1878: O trabalho das mulheres foi limitado a 56 horas e1878: O trabalho das mulheres foi limitado a 56 horas e meia nas fábricas de algodão e a 60 nas outras fábricas.meia nas fábricas de algodão e a 60 nas outras fábricas.  1919: Estabeleceu-se a jornada de 8 horas diárias.1919: Estabeleceu-se a jornada de 8 horas diárias.
  27. 27. Criação do Dia do TrabalhoCriação do Dia do Trabalho  A História do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886 naA História do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886 na industrializada cidade de Chicago (Estados Unidos).industrializada cidade de Chicago (Estados Unidos).  No dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadoresNo dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições deforam às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho detrabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho de treze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreutreze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreu nos Estados Unidos uma grande greve geral dosnos Estados Unidos uma grande greve geral dos trabalhadores.trabalhadores.  Foram dias marcantes na história da luta dosForam dias marcantes na história da luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho. Paratrabalhadores por melhores condições de trabalho. Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, ahomenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista, ocorrida na capitalSegunda Internacional Socialista, ocorrida na capital francesa em 20 de junho de 1889, criou o Dia Mundialfrancesa em 20 de junho de 1889, criou o Dia Mundial do Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio dedo Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano.cada ano.
  28. 28. Quadro comparativo:Quadro comparativo: O socialismo tem como baseO socialismo tem como base a socialização dos meios dea socialização dos meios de produção, o bem comum aprodução, o bem comum a todos e a extinção datodos e a extinção da sociedade dividida emsociedade dividida em classes. Já o capitalismoclasses. Já o capitalismo tem como objetivo principaltem como objetivo principal a acumulação de capitala acumulação de capital através do lucro. Diante dasatravés do lucro. Diante das genéricas definições sobregenéricas definições sobre os sistemas apresentados,os sistemas apresentados, confira a seguir as principaisconfira a seguir as principais distinções entre odistinções entre o capitalismo e o socialismo.capitalismo e o socialismo.

×