O pós guerra no Brasil

12.654 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.654
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.609
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
490
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O pós guerra no Brasil

  1. 1. O período democrático (1946 – 1964) Profª Janayna Lira
  2. 2.  Crescimento urbano e industrial Difusão dos meios de comunicação de massa Novos comportamentos (“american way of life”) Estado Novo insustentável  Participação na Segunda Guerra revela contradições.
  3. 3.  Transição para a democracia liderada por Vargas  Tentativa de manter o controle político Sucessão presidencial (1945)  Candidatura de Eduardo Gomes (oposição) Reação de Vargas às pressões  Novo Código Eleitoral  Reorganização de partidos políticos  Anistia aos presos e exilados políticos
  4. 4.  UDN (União Democrática Nacional)  Oposiçãoliberal  Formada pelas oligarquias estaduais PSD (Partido Social Democrático) e PTB (Partido Trabalhista Brasileiro)  Criados através da orientação de Getúlio Vargas PCB (Partido Comunista Brasileiro)  Apoiava a permanência de Vargas até a aprovação da nova Constituição.
  5. 5.  Renúncia de Getúlio (Nov/1945) Movimento queremista Pressão dos EUA e críticas ao populismo Oposição de setores civis e militares
  6. 6.  Apoio de Getúlio Vargas Fortalecimento dos laços políticos com os EUA  Políticaanticomunista  Rompimento dos laços diplomáticos com a URSS  PCB colocado na ilegalidade  Parlamentares comunistas cassados  Funcionários públicos suspeitos demitidos. Economia  1946 – 1947: modelo liberal déficit na balança comercial  1947: restringiu as importações Crise econômica interna  Recessão, desemprego, inflação
  7. 7.  Restabeleceu o processo democrático eleitoral  Voto direto e secreto (ambos os sexos e alfabetizados)  Mantêm o corporativismo sindical e autoritário do Estado Novo (restrição ao direito de greve)  Presidencialismo  Mandato de 5 anos  Maior poder ao Congresso Nacional  Mantêm a legislação trabalhista do governo Vargas  Liberdade de culto, de reunião e de imprensa.
  8. 8. Eurico Gaspar Dutra
  9. 9. Populismo e nacionalismo
  10. 10.  Contavam com o apoio  Apoiavam a livre e compunham o quadro entrada de capital político de estrangeiro no Brasil, progressistas, formavam o grupo representado político de conservadores e principalmente pelo estavam vinculados à PTB. Acreditavam que UDN. Acreditavam que as reservas e refinarias as empresas de petróleo, bem como estrangeiras deveriam hidrelétricas e redes de ter o direito de distribuição, deveriam participar da ser propriedade do exploração do setor Estado energético brasileiro. Nacionalistas Liberais (Entreguistas)
  11. 11. A partir de 1952, os militares liberais passaram a perseguir duramente os nacionalistas, acusando-os de serem comunistas e os excluindo de postos importantes das Forças Armadas, queestavam sob controle dos militares liberais, e passou a enfrentar o ataque direto de seus opositores.
  12. 12.  Crise econômica, inflação, greves Aprofundamento das medidas nacionalistas  Criação da Petrobrás (1953)  Reajuste do salário mínimo (100%)  Ataques dos liberais intensificados Atentado a Carlos Lacerda  Aumento das pressões pela renúncia. Suicídio de Getúlio Vargas (1954)  Carta-testamento  Comoção nacional
  13. 13.  Café Filho (vice)  Aproximação com a UDN  Afastamento por doença. Carlos Luz (Pte. do Congresso Nacional) Nereu Ramos (Pte. Do Senado)
  14. 14.  A posse de Juscelino  Tentativa de golpe (grupos conservadores)  Posse após estabelecimento de estado de sítio Vice: João Goulart (Jango) Presidente “Bossa-Nova”  Democrata, hábil politicamente
  15. 15.  Princípio progressista de intervenção planejada do Estado na economia (energia, transportes e industrial) Princípio conservador de entrada livre de capital estrangeiro no país (empréstimos e importações de máquinas e tecnologias) “50 anos em 5”  Plano de Metas: grandes investimentos em áreas importantes para a modernização do país.
  16. 16.  Consolidação de um capitalismo dependente Urbanização intensa e desordenada Êxodo (Nordeste Sudeste) Concentração industrial (SP, RJ, MG) Inflação e desemprego Rompimento com o FMI
  17. 17.  Anos Dourados A era do Rádio  Brasil campeão do mundo (1958) Auge dos programas radiofônico Inicio da televisão  Rede Tupi e Record Tom Jobim e João Gilberto  Bossa Nova Juventude transviada  início do Rock and roll
  18. 18.  Projeto de Integração Nacional  Parte da política desenvolvimentista Oscar Niemeyer Lúcio Costa
  19. 19.  Apoio da UDN Vice: João Goulart (Jango) Contraditório e meteórico Discurso de moralização e combate à corrupção  Apoio das classes médias e lideranças militares Discurso de defesa da livre iniciativa  Apoio dos grandes grupos empresariais Promessa de diminuição das injustiças sociais  Apoio dos trabalhadores
  20. 20. Promessa de “varrer” a sujeira daadministração pública.
  21. 21.  Política interna  Conservadora  Medidas polêmicas  Economia: corte nos gastos públicos:agradou ao FMI/descontentamento popular. Política externa  Linha independente (não-alinhamento aos EUA)  Reatou relações diplomáticas com a URSS e a China  Tentou aproximação com países socialistas  Favorável à independência das colônias européias na África e na Ásia.
  22. 22. Ministro da economia de Cuba erevolucionário, Che Guevara foi condecorado por Jânio com aOrdem Nacional do Cruzeiro do Sul.
  23. 23.  Proibição das brigas de galo Proibição das corridas de cavalo em dias úteis Proibição do uso de biquíni Instalação de inquéritos presididos por oficiais militares, com o intuito de investigar todos os níveis da administração públicas e os atos do governo anterior.
  24. 24. Sem apoio Jânio Quadros renuncia(26 de Agosto de 1961)“...forças terríveis levantaram-se contra mim e me intrigam ou infamam... A mim não falta a coragem da renúncia.”
  25. 25.  A crise da posse  Jango: defensor da política varguista  Político de esquerda  Medo da infiltração das idéias socialistas no país Campanha da Legalidade  Solução: Parlamentarismo  Jango toma posse  Plebiscito marcado para 1965
  26. 26. Leonel Brizola
  27. 27.  Inflação Movimentos sociais Ligas Camponesas Movimento estudantil Trabalhadores organizados Reação conservadora
  28. 28.  Realização do plebiscito (1963)  Jango passa a governar com amplos poderes Primeiras medidas  Plano Trienal: medidas consideradas conservadoras descontentamento das camadas populares e setores de esquerda greves e manifestações. As Reformas de Base (1964)  Reforma agrária  Direito de voto aos analfabetos e aos militares de baixa patente  Economia: medidas de cunho nacionalista
  29. 29.  O impacto das Reformas de Bases nas classes conservadoras.  Marcha da Família com Deus pela Liberdade. Manifestação civil favorece a mobilização militar  Golpe de Estado (1 de abril de 1964) Jango deposto  Refúgio no RS  Exílio no Uruguai Inicia-se a Ditadura Militar no Brasil (1964 – 1985)

×